xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 09/08/2017 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

09 agosto 2017

Jornalista Francisco José lançará livro em Crato


Cineasta Hermano Penna é o mais novo patrono do Memorial da Imagem e do Som do Cariri

Hermano Penna com Jackson Bantim, diretor do MISC

Nesta última segunda-feira, 7 de agosto, o cineasta  Hermano Penna, demonstrando satisfação pelo reconhecimento, tornou-se o mais novo patrono do Memorial da Imagem e do Som do Cariri Luiz Gonzaga de Oliveira (MISC), dando o seu nome à Secção Memória Cinematográfica.
Hermano Penna, cearense de Crato, nascido em 1945, passou a juventude na Bahia, mas na segunda metade da década de 1960 mudou-se para Brasília e, em seguida, para São Paulo, onde começou a trabalhar em cinema, como assistente de direção em O profeta da fome (1969), de Maurice Capovilla, e como assistente de câmera em Gamal, o delírio do sexo (1970), de João Batista de Andrade. Entre meados dos anos 70 e o início dos 80, dirigiu documentários para o programa de televisão Globo Repórter, como A mulher no cangaço (1976) e África, mundo novo (1977). Com seu primeiro longa-metragem, Sargento Getúlio (1983), adaptado do livro de João Ubaldo Ribeiro, foi premiado como melhor diretor no Festival de Locarno, Suíça, e melhor filme do Festival de Gramado (RS). Dirigiu ainda os seguintes filmes: Fronteira das almas (1987), premiado como melhor filme e melhor direção pelo júri oficial no III Rio Cine Festival; Mário (2000), Olho de boi (2007) e Aos ventos que virão (2013).

Notícia em cima da hora:Aeroporto Orlando Bezerra vai ser vendido

 Segundo notícia publicada no O Globo online, o Governo está finalizando o processo de concessão à iniciativa privada dos aeroportos administrados pela Infraero e a venda será feitas por blocos. Quem arrematar o aeroporto de Recife levará também mais seis terminais (Maceió, João Pessoa, São Luís, Teresina, Petrolina e Juazeiro do Norte) com um lance mínimo de R$ 2,2 bilhões. O vencedor da disputa terá que investir R$ 3,5 bilhões no bloco.
Segundo o ministro dos Transportes, Maurício Quintellla, no bloco do Nordeste, o ativo mais atraente é o aeroporto de Recife. Mas o de Juazeiro do Norte desperta a atenção porque é um dos terminais que mais crescem na região por causa do polo de Cariri e das romarias do Padre Cícero.
Os números obtidos pelo GLOBO são preliminares porque os editais definitivos dependem da realização de estudos de viabilidade econômica e precisam passar pelo crivo do Tribunal de Contas da União (TCU). É a primeira vez que o governo fará a concessão por blocos. Nas rodadas anteriores, foi adotada a modelagem individual, com a participação da Infraero (Brasília, Campinas, Guarulhos, Confins e Galeão) e sem a estatal (Fortaleza, Salvador, Porto Alegre e Florianópolis).
(Postagem inicial: Blog Portal de Juazeiro)

Sobre a (excelente) postagem de Valdemir (por Armando Lopes Rafael)

“Vamos apelar para o nosso prefeito atual, José Aílton Brasil, primeiro prefeito do Crato que veio
dos  distritos,  por  sinal  do  meu  também, ou seja  de Dom Quintino,  que sacuda esta cidade, e como sendo a sexta cidade do Ceará,  volte a ocupar o lugar que merece, como Princesa do Cariri”.
A frase acima encerrou a excelente postagem de Valdemir Correia de Sousa, lamentando a estagnação econômica de Crato”.
Apelo inútil, a meu ver.
Quase 8 meses são passados da atual administração e esta se mostra tímida, indecisa, dando a impressão de que o desafio de enfrentar problemas é insuperável. Basta lembrar que a reimplantação da “Zona Azul” para disciplinar o estacionamento de veículos no centro da cidade, levou 7 (sete) meses para ser implementada. Uma coisa simples, fácil até.  E é a pior de todas as”Zonas Azul” que já tivemos nesta cidade. Tem hora que os poucos cobradores da taxa desaparecem. Basta dizer que os flanelinhas continuam agindo lado a lado dos agentes da Zona Azul. Ineficiente assim.
Consta que até para fazer uma minioperação “tapa buraco”, o Governo Municipal  precisou de ajuda do Governador do Estado, que é o avalista da eleição do atual prefeito. Agora compare com o que já foi realizado em Juazeiro do Norte e Barbalha nos últimos 7 meses.
Acrescente-se a isso tudo que foi na atual gestão que Crato, por absoluta falta de lideranças políticas, perdeu a sua sonhada Faculdade de Medicina. E perdeu para outras 5 cidades que vão ter Faculdades de Medicina: Crateús, Russas, Itapipoca, Quixadá e Iguatu… Dói, mas esta é a realidade.
Então, Valdemir nãos nos iludamos. Daqui  a 3 anos e meio haverá novas eleições. Quem sabe não surgirá uma liderança à altura de retirar o Crato da situação de abjeção em que se encontra? A elite de Crato precisa sonhar alto. Deixar de ser a terra que se conhece hoje Brasil afora, como a “Cidade onde a ocupação maior do seu povo  é falar mal do Bispo”.
Triste sina!

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30