xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> Camilo Santana é mandado pelos Ferreira Gomes, diz Tasso Jereissati | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

11 novembro 2017

Camilo Santana é mandado pelos Ferreira Gomes, diz Tasso Jereissati

Fonte: jornal O POVO, 11-11-2017.
O Senador criticou o grupo durante convenção estadual do PSDB na manhã de ontem. Referindo-se ao senador Eunício Oliveira (PMDB), que ensaia aliança com Camilo, ele disse que "quem vota no Lula" não terá seu apoio
O senador tucano Tasso Jereissati acusou o governador Camilo Santana (PT) de ser “mandado” pelo grupo dos Ferreira Gomes, comandado pelos ex-ministros Cid e Ciro Gomes (PDT). “Depois dos Accioly, nós voltamos a ter oligarquia no Ceará. Um é candidato aqui, outro é candidato ali, a irmã também é candidata, e o governador é mandado por eles. Assim não dá”, afirmou durante convenção do PSDB Ceará na manhã de ontem.
O que foi a oligarquia Acioly
   A queda da oligarquia Nogueira Accioly, depois de 16 anos encastelado no governo do Ceará (1896-1912) ocorreu em 24 de janeiro de 1912. A população de Fortaleza, impossibilitada de derrotar o oligarca pela via eleitoral em razão do controle fraudulento das eleições pela oligarquia, conseguiu depô-lo através das armas. Foram três dias de luta na cidade, com tiroteios, trincheiras, barricadas, praças depredadas, bondes virados, fábricas incendiadas e centenas de mortos.
    Essa inédita revolta popular armada em Fortaleza foi a explosão de uma indignação crescente contra o autoritarismo e desmandos da oligarquia aciolina. Para se manter no poder por tanto tempo, a oligarquia contou com o apoio político do Governo Federal e de coronéis do Interior (a “política dos governadores”), e usou e abusou da fraude eleitoral, voto de cabresto, nepotismo, desvios de verbas. Ademais, espancou adversários, empastelou jornais oposicionistas e reprimiu trabalhadores, como foi o caso em que a polícia disparou contra os catraieiros que ousaram fazer greve a 3/1/1904, matando sete e ferindo 40.
   A partir dessa chacina, a oposição política à oligarquia cresceu na Capital reunindo oligarquias dissidentes, profissionais liberais, comerciantes, populares e intelectuais como Rodolfo Teófilo, João Brígido e Antônio Sales. na noite desse dia, 21, iniciou-se tiroteio entre populares e polícia que só terminaria no dia 24 com a deposição de Accioly. A vitória foi intensamente festejada na cidade.

0 comentários:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.


Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30