xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 20/12/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

20 dezembro 2016

Capacidade criativa - Por: Emerson Monteiro

Dentre as funções do ser humano uma existe que bem caracteriza essa necessidade primária de agir e existir perante a vida. É a disposição de inovar os meios e o contexto, criar nagora o momento seguinte com seus instrumentos, por força do gesto de trabalhar as oportunidades, encontrar a resposta do mistério e insistir em sobreviver neste chão.

Espécie de autodescobrimento constante, o ato de criar significa sobremodo o esforço de conhecer a profundidade. Avaliar os resultados de si mesmo nas formas do que transmite aos elementos naturais.

As experiências do instante presente são, pois, a soma dos pensamentos, crenças, suposições, intenções, sentimentos, emoções e vontades conscientes, semiconscientes, inconscientes, ainda que em conflito, acrescidos no ato de fazer, gerar os frutos de mostrar a que se veio.

Tudo, por isso, representa desde o medo à culpa e demais sintomas, que revela quem na verdade somos nós, o que indica o que produzimos nos espelhos que isso revelam. O efeito de gerar o bem demonstra o encaminhamento da nossa energia a revelar o interior da personalidade. A gente projeta no que fizer qual estrutura inicial do que aguardamos do Inconsciente a respeito do conteúdo do mapa íntimo que somos.

Assim, através da criação, revelamo-nos diante das circunstâncias, acontecimentos e experiências de vida. O ego projeta o que apresenta de criação, detalhes importantes da personalidade total, e fornece os meios das descobertas mais abrangentes do Ser. Tal uma voz que vem do interior, revela o conteúdo do Eu maior.

À medida que conhece a si, demonstra o potencial oculto da existência em prosseguir a caminhada rumo do encontro, descoberta do Eu espiritual, escopo da totalidade infinita.

Desde a infância à idade adulta, pessoas seguem essa busca incessante até finalmente proceder à descoberta de sua destinação, quando vence a divisão ilusória do ego e do Si mesmo, e descobrem o poder e o Amor, peças únicas do processo da Individuação. Portanto, a criação trabalha este sentido da integração e oferece os resultados inestimáveis da essencialidade divina.

FRAUDE MILIONÁRIA - Prefeito do Crato é acusado de desvio de 20 milhões de reais em mais um escândalo



A edição desta semana do Jornal do Cariri trouxe como manchete principal, a denúncia de mais um escândalo envolvendo a administração de Ronaldo Gomes de Mattos, prefeito atual do Crato em uma suposta fraude milionária.

Nos próximos dias, a Delegacia de Defraudações e Falsificações da Polícia Civil (DDF), em Fortaleza, deve concluir o inquérito sobre denúncia de desvio de recursos e recebimento de propina em obras de calçamentos da gestão do prefeito do Crato, Ronaldo Mattos (PSC). O prefeito teria desviado os recursos usando laranjas e cobrando propinas de empresas licitadas. A investigação abrange, ainda, fraudes em licitação. A investigação sob a responsabilidade do delegado titular da DDF, Jaime de Paula Pessoa Linhares, descobriu que o recebimento do dinheiro era feito por duas pessoas de extrema confiança do prefeito, o ex­secretário de Finanças, Édio Oliveira Nunes, e a irmã do prefeito, a empresária Idalina Sampaio Muniz Gomes de Mattos. Os dois eram responsáveis pelo recebimento e destinação dos valores sob as ordens do prefeito Ronaldo Mattos. Segundo a investigação, o dinheiro arrecadado com a fraude seguia dois caminhos. Uma parte, feita por empresas laranjas, era entregue a irmã do prefeito, em Fortaleza, geralmente em espécie. O valor era destinado ao prefeito ou ao secretário Edio Oliveira, pessoa de confiança de Ronaldo Mattos. Em apenas uma das remeças, a DDF identificou o repasse de R$ 600 mil. A outra parte do dinheiro vinha de propina paga por empresas licitadas e eram entregues diretamente ao secretário Édio Oliveira. Os valores, na maioria das vezes, eram pagos em cheques trocados em postos de gasolina de cidades administradas por aliados do prefeito Ronaldo. Nas investigações, a PF identificou cheques nominados ao secretário depositados em contas de pessoas na cidade de Casa Nova, na Bahia, terra natal de Édio Oliveira. Os cheques variavam de R$ 30 a R$ 50 mil. As fraudes aconteceram nos dois primeiros anos da gestão (2012 e 2013) e os valores desviados podem chegar a R$ 20 milhões. O esquema só teria parado após operação do Ministério Público do Estado (MPCE) e Polícia Civil, que investigou fraude na licitação de medicamentos. A operação “Hora da Verdade” foi feita em duas etapas e determinou o afastamento do secretário das funções. Ainda segundo informações, a DDF investigou o patrimônio dos envolvidos. No caso da empresária Idalina Muniz, não foram encontrados oscilações. Idalina é proprietária de empresa fornecedora do Governo do Estado. Ela fornece alimentos para os presídios do Estado. Com o prefeito Ronaldo Mattos, também não foram identificadas alterações na vida financeira, por se tratar de grande empresário. Já o ex­secretário de Finanças terá dificuldades para justificar o alto padrão de vida, que inclui viagens internacionais e a compra de carros de luxo. No momento, o ex­secretário é assessor da Prefeitura, tem renda que não ultrapassa os R$ 2 mil e anda de veículo Range Rover Evoque. No mês novembro, quatro pessoas envolvidas no inquérito foram ouvidas, através de carta precatória, pelo delegado Regional de Polícia Civil, Marcos Antônio dos Santos. Entre os ouvidos estavam servidores públicos e empresários. Tentamos contato com os envolvidos, mas, até o fechamento desta edição, nenhum respondeu às ligações nem retornou mensagens.

Hora da Verdade

A operação “Hora da Verdade” investigou a compra de medicamentos superfaturados em até 400%, além de fraudes na aquisição de material gráfico que totalizam um montante de R$ 5,2 milhões. Foram alvos da investigação do Ministério público do Estado (MPCE), empresários, secretários, membros da Comissão de Licitação e um vereador. A primeira etapa da “Hora da Verdade” ocorreu em março desse ano. A operação, que contou com uma força­tarefa composta por agentes da Polícia Civil e 10 promotores do MPCE, cumpriu 51 mandados de busca e apreensão na segunda etapa. A ação foi determinada pelo juiz da 1ª Vara Criminal do Crato, Renato Bello. Na época, ninguém foi preso e o prefeito ficou fora da investigação por falta de provas que o envolvesse no esquema. A segunda etapa da operação foi desencadeada em agosto de 2015. O inquérito ainda espera o desfecho das investigações.

Jornal do Cariri


Eu defendo Michel Temer – por Paulo Sayão (*)



Em meio unicamente às críticas, oportuno é lembrar,  nesta altura, um breve balanço das realizações do governo Temer, o qual, sem dúvida, tem demonstrado coragem para reconstruir, sem medo de reformar e enfrentar desafios difíceis de superar.
Podemos destacar, dentre outras, a aprovação das leis que regula o funcionamento das estatais; das concessões e privatizações; do pré-sal; das empresas aéreas; da repatriação do dinheiro depositado no exterior; as PECs (Projetos de Emenda à Constituição, que exige 2/3 dos congressistas para serem aprovados) da DRU e  do teto de gastos públicos; o início da redução dos juros e a queda da inflação, que deverá atingir a meta em 2017.
Tem mais: aprovação das leis de manutenção do câmbio flutuante; para  a liberdade de a Petrobrás operar preços de combustíveis e se reerguer do caos com uma  administração competente;  a coragem de pedir a  exclusão da Venezuela do Mercosul; o projeto de  reforma do ensino médio num modelo de pleno sucesso em muitos países;  a revisão das dívidas dos Estados brasileiros; o corte de patrocínio de blogs partidários (como era praxe na era Lula/Dilma) e  a revisão e revitalização da Lei Rouanet.
É pouco? Tem mais: Também foi iniciativa do governo Temer,  o debate da reforma previdenciária; propostas de ajustes sem criar mais impostos; revisão do papel do BNDES;  34 empreendimentos  de infraestrutura a serem privatizados em 2017; redução do número de ministérios;  a melhora do risco Brasil no exterior; a recuperação do valor de mercado das empresas listadas em bolsas de valores;  projeção de crescimento do PIB em 2017 após a pior, mais grave  e maior recessão de toda a História Republicana do Brasil.
Considere-se ainda: o  ajuste rápido das contas externas; redução de impostos para remessas ao exterior; redução de juros da Caixa Econômica para financiamento imobiliário e dos juros para financiamento da dívida pública; a lei que amplia poderes das CPIs; a que simplifica o trâmite dos processos judiciais; a que renegocia dívida de produtor atingido pela seca no Nordeste; a implantação do Supersimples beneficiando cerca de 270 mil microempresários e o  enquadramento de vinícolas no Supersimples.
Percebe-se que o Brasil não trocou seis por meia dúzia. Essas atitudes de agora vão possibilitar aos brasileiros um País melhor e renovado. É o que me lembro, no momento, mas certamente o País está agora tomando um rumo...
(*) PAULO T. SAYÃO – e-mail psayaoconsultoria@gmail.com

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30