xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 19/12/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

19 dezembro 2016

Os ensinos dos profetas - Por: Emerson Monteiro

Hoje pela manhã me avistei com Marcelino Andrade, colega de trabalho que, de pronto, indagou a propósito dos tempos, ao que afirmou: - Estamos vivendo dias do Apocalipse. Chegaram os quatro cavaleiros de uma vez só.

Que tempos! Época de demasiadas contradições de ordem geral. Nos municípios, países, no mundo inteiro aspectos nefastos parecem tomar de conta dos acontecimentos. Enquanto giram os astros no céu, mantendo a órbita e o brilho, no entanto, aqui no chão, claudicam as instituições e populações amarguram dores atrozes, agora vistas em tempo real na mídia pelos lares do Planeta. O abismo entre as criaturas alarga distâncias e o futuro significa fase de largas apreensões gerais.

Mas aquele diálogo de rua seguiu noutras perspectivas: - Será que iremos reverter o quadro das dificuldades verificadas? O Apocalipse seria tão só um aviso de que mudemos de atitude e revisemos comportamentos, a fim de vencer o desafio que cresce diante das vistas?!

Nisso acordei ao sol das dez e meia diante da conversar, e enxerguei outros modos de observar o quanto ocorre nesse instante. Porquanto a Natureza funciona à base das leis do Universo.

Alertas aos incautos tornam-se urgentes de respostas, pois. Lembra a Nínive do profeta Jonas, quando o povo resolveu somar esforços e substituir a condenação que sofreria pela honra da salvação, graças aos clamores do missionário, o qual, inclusive, quisera fugir do compromisso, porém foi detido pelas circunstâncias, engolido por baleia e lançado a contragosto nas praias da cidade que resgataria a mando de Deus, mediante o arrependimento coletivo.

Lembra Gandhi, nos esforços de encaminhar a Índia pelo caminho da libertação das garras do Império Inglês, o mais poderoso da primeira metade do século XX, e contornou dificuldades aparentemente instransponíveis da sua gente, até levá-la à independência, isto sem disparar um único tiro sequer.

Lembra Abraham Lincoln, a lutar contra a escravidão nos Estados Unidos e dominar as circunstâncias, galgando construir país livre e democrático, que durante bom tempo serviu de exemplo a tantos mais.

Nada resta perdido, portanto, desde que somemos nossos comportamentos e preservemos os valores justos da solidariedade humana.

A história da dominação humana - Por: Emerson Monteiro

A fera nunca envelhece, pois já nasceu mumificada. Os animais de rapina seguiram no fluxo natural dos elementos brutos e destroem as populações indefesas. Tal recordar tempos infelizes da Revolução Francesa, as contradições e a indiferença das classes dominantes ora ironizam o destino de muitos, espalhando no varejo desafiar o poder dado por Deus sobre os menos favorecidos. Instituições fruto das conquistas de séculos apenas conservam as aparências do Antigo Regime, enquanto o barco já faz água e põe a sérios riscos o equilíbrio social.

Numa conspiração monumental de âmbito planetário, os grupos de poder testam a resistência dos povos em todos os países, quadro que chega nos vários continentes, longe de novas modificações a curto e médio prazos. Duro avaliar o painel dantesco das guerras localizadas, porém instigadas nos gabinetes das portentosas nações, os dentes do Grande Irmão.

Noam Chomsky, intelectual estadunidense com larga folha de contestação ao capitalismo internacional, deixa claro os ditames que regem as práticas dagora, na geopolítica mundial, os códigos de convergências das elites no propósito único da hegemonia industrial dos valores. A tecnologia desenvolvida pelas gerações, herança comum e solidária, se presta ao exercício dessa armadura, que constrange sem dó ou piedade. As massas perderam contato entre si, e a presença da sonhada democracia ocidental empalideceu desde suas origens. No mais, é instalar os tentáculos da ideologia total, controlar os mercados e os tesouros, adotar as práticas de alienar a força de trabalho e reviver o exercício pleno da marginalização política das periferias.

De tão sofisticado, o Estado deixou de representar o povo e passou ao serviço das minorias detentoras das armas e do capital. A esperança de uma consciência burguesa unida ao proletariado e aos intelectuais adormeceu a sono solto nas academias, ausente e longe da realidade.

Bem aos moldes, portanto, dos primórdios da Europa convulsa do século XIX, terreno franco aos aventureiros e aproveitadores, eis o panorama internacional dos dias de hoje.

A dura realidade da Venezuela – por Armando Lopes Rafael


Como um país rico como a Venezuela (detentor da maior reserva petrolífera comprovada do mundo), chegou ao estágio de penúria da sua população, como vemos pela televisão? Uma miséria comprovada pela penúria das imagens: hospitais sem remédios, desemprego crescente, o povo saqueando lojas, protestos violentos nas ruas, presos políticos mofando nas masmorras há mais de dois anos...
A resposta para o estágio atual da Venezuela é simples: o povo elege um caudilho corrupto e incompetente, que chega ao poder com promessas populistas e irrealistas! E antes da chegada do caos, algumas medidas foram tomadas e aplaudidas pela população. Criou-se, por exemplo, uma ajuda financeira para ser dada às famílias pobres (algumas merecem, outras não), mas o objetivo real dessa ajuda é a manutenção no poder do grupo político corrupto. O caos vem chegando aos poucos! As estatais e os fundos de pensão começam a ser saqueados pelos políticos que dão sustento ao governo corrupto; depois chega a miséria generalizada para a massa ignara; a inflação retorna; o desemprego atinge milhões que antes viviam bem; o caos atinge a educação, a saúde e a segurança pública...
Desse caos – hoje vivido pelo povo da Venezuela – escaparam, pela graça de Deus, as populações do Brasil, Argentina, Peru e o Paraguai.  Mas ainda tem quem defenda os grupos corruptos que viviam saqueando os recursos desses países... Ô raça!


A verdade nua e crua: Odebrecht delata a chapa Dilma-Temer por financiamento ilegal

Em pelo menos um depoimento, empreiteira admite repasse ilegal de R$ 30 milhões na disputa eleitoral de 2014; relato pode influenciar julgamento no TSE
Fonte: Andreza Matais e David Friedlander, do jornal “O Estado de S. Paulo”
 BRASÍLIA - A chapa da presidente cassada Dilma Rousseff e do presidente Michel Temer recebeu dinheiro de caixa 2 da Odebrecht na campanha de 2014, segundo delação da empreiteira à força-tarefa da Lava Jato. Os relatos, já documentados por escrito e gravados em vídeo, foram feitos na semana passada durante os depoimentos de executivos ao Ministério Público Federal.
Em pelo menos um depoimento, a Odebrecht descreve uma doação ilegal de cerca de R$ 30 milhões paga no Brasil – para a coligação “Com a Força do Povo”, que reelegeu Dilma e Temer em outubro de 2014. O valor representa cerca de 10% do total arrecadado oficialmente pela campanha. O Estado apurou que durante os depoimentos de delação premiada, os procuradores se consultavam por meio de um grupo de WhatsApp para trocar informações.
Justiça eleitoral. O relato da Odebrecht deve ter repercussão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que apura abuso de poder político e econômico na campanha. A fase de instrução na Corte ainda não foi concluída, o que permite que uma das partes ou o Ministério Público peçam o compartilhamento do material da Lava Jato ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, após a homologação das delações.
Ao TSE, até agora, nenhuma das 37 pessoas que prestaram depoimento na ação que investiga a chapa relatou pagamento de caixa 2 diretamente para a campanha Dilma-Temer. Por essa razão, a importância dos depoimentos da Odebrecht. Uma possível explicação é que, na disputa presidencial de 2014, várias empreiteiras já tinham sido alvo da Lava Jato. A 7.ª fase, deflagrada em novembro daquele ano, prendeu 17 executivos. Não era o caso da Odebrecht. Marcelo, então presidente do grupo, só foi preso em junho de 2015.
Neste período, a Odebrecht ainda desafiava os investigadores, primeira explicação encontrada na Lava Jato para o fato de a empresa supostamente ter recorrido ao caixa 2 em meio às investigações. A segunda é a de que o dinheiro para a chapa Dilma-Temer seria uma forma de tentar se blindar das investigações, comprando ainda mais apoio político. “Era a única empreiteira que ‘estava em condições’ de fazer contribuições ilícitas”, afirma um dos envolvidos.
Mais um caso. Outra delação premiada em negociação também deve citar caixa 2 para a chapa Dilma-Temer. O casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura já sinalizou que vai relatar pagamento de recursos não contabilizados em 2014, envolvendo a Odebrecht. Um documento da Polícia Federal, revelado pela revista Época, em março, mostrou que Santana recebeu  R$21,5 milhões da Odebrecht após o pleito de 2014, no Brasil.
O Estado apurou que a proposta de delação da publicitária, que cuidava ao lado do marido das campanhas do PT, ainda estaria em negociação.
Defesa. O advogado Gustavo Guedes, que defende Temer no processo do TSE, disse que “desconhece absolutamente o assunto” e só vai se manifestar quando as delações forem homologadas. “É difícil comentar delação em tese”, afirmou.
Sobre depoimentos de delatores da Odebrecht serem compartilhados no processo que tramita no TSE, ele afirma que tem dúvidas sobre a possibilidade jurídica de isso ocorrer, uma vez que seria agregar novos fatos ao inquérito.
Defensor da presidente cassada Dilma Rousseff no caso, Flávio Caetano disse que quem responde pelas doações para a campanha de 2014 é o ex-tesoureiro Edinho Silva. O Estado tentou contato com Edinho, mas ele não ligou de volta. Em depoimento ao TSE, em novembro, ele disse que a Odebrecht foi a única empreiteira que repassou dinheiro via diretório do PT. As demais não utilizaram a triangulação e depositaram diretamente na conta da chapa.
A Odebrecht diz, em nota, que não comenta as delações, mas reafirma seu compromisso de colaborar com a Justiça.

Numa dessas madrugadas chuvosas - Por: Emerson Monteiro

Elas revivem o astral dos contos russos de horas friorentas, ainda que no meio do Sertão. Horas prenhes das fortes emoções de coração. Latidos distantes. Gotas que quebram a luz do silêncio. E uma vontade viva de ser independente das contingências. Livre no real sentido de tudo liberto. Velas largadas ao vento indócil. Quando haja o poder dominante de sustentar sentimentos maiores que a solidão. Palavras. Amores. Amor.

Transitar solto na faixa entre o sonho e a vigília. Amar simplesmente amar. Algo assim de dentro, quais palavras que afloram do toque suave dos dedos no teclado das superfícies virgens e enchem páginas de perfume e flores que abrem os segredos do Universo ao dia. 

Enquanto lá fora a chuva escorre das telhas, nas estradas a alma desliza célere sentidos em forma de pensamentos. Qual navegante envolto pela cápsula de matéria dessa nave, o sentir revelar tão apenas o operador da máquina da existência de olhos fixos no horizonte. Identifica os astros que percorrem céus à busca de viver a totalidade do presente. Sabe dos sinais que noticiam as outras naves próximas ou distantes. Células do mesmo organismo, aceitam o som da água que lava a consciência, molham as artérias e descem ao mar. 


Outra vez a sensação de dominar os acontecimentos, que sempre volta a tocar as fibras mais internas do desejo. Pode, agora sabe que pode. Detém as lâminas da carne e reconstrói os tecidos que o tempo desgastara nos momentos de fúria. 


Do alto de Si analisa o quanto deixou de lado nas ocasiões anteriores, e agora reza, sente o dever de ser feliz e cumprir a felicidade com gosto, o que já habitava o continente da dualidade, e no entanto desconhecia. Agora, sim, sustenta de encaminhar os instrumentos de navegação e produzir resultados próprios de quem sabe o destino e exerce papel de responsável pelos roteiros definitivos do Infinito.

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30