xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 24/07/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

24 julho 2016

Olimpíados no Brasil: Austrália reclama de estrutura e abre mão da Vila Olímpica

Os problemas incluem vasos sanitários entupidos, vazamentos, fiação expostas, escadas sem iluminação e pisos sujos que 'precisam de uma limpeza pesada'
Apartamento onde a delegação australiana está hospedada, na Vila Olímpica, na cidade do Rio de Janeiro (RJ) - 24/07/2016 (Pilar Olivares/Reuters)
Fonte: site VEJA

A Vila Olímpica mal foi inaugurada oficialmente e já precisa encarar um enorme problema. A Austrália entrou no prédio reservado a ela, o B23, e decidiu que lá ela não fica. Em um comunicado publicado neste domingo em seu site, o Comitê Olímpico Australiano (AOC, na sigla em inglês) reclamou da infraestrutura do local e disse que nenhum atleta do país vai entrar na Vila. Até segunda ordem, a delegação ficará em hotéis.
“Por causa de uma série de problemas na Vila, incluindo gás, eletricidade e encanamento, eu decidi que nenhum membro do time australiano vai entrar no nosso prédio. Eu vou reavaliar a situação esta noite”, disse, pelo comunicado, a Chefe da Missão Australiana, Kitty Chiller.
De acordo com a Austrália, os problemas incluem vasos sanitários entupidos, vazamentos em tubulações, fiação expostas, escadas escuras sem iluminação instalada e pisos sujos que “precisam de uma limpeza pesada”. Ao longo da semana, funcionários da delegação trabalharam “por muitas horas” e não conseguiram sanar todos os problemas.
Ao que parece, a postura da Austrália é só a ponta do iceberg. “Nós não estamos sozinhos. Nossos amigos da Grã-Bretanha, da Nova Zelândia e outras estão experimentando os mesmos problemas em suas acomodações”, garantem os australianos.
No sábado à noite, foi realizado um “teste de stress” na Vila, ligando vasos sanitários e torneiras de todos os apartamentos ao mesmo tempo. “O sistema falhou”, contaram. Água escorreu pela escada e um forte cheiro de gás entrou em alguns apartamentos.
O presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman, classificou como “naturais” as críticas e problemas encontrados pelos atletas nos alojamentos. Segundo Nuzman, a Vila Olímpica do Rio é “a melhor da história das Olimpíadas”, mas ajustes são necessários nos apartamentos.
Apesar desses problemas, equipes de pelo menos outros 10 países já estão no condomínio que tem capacidade para 17 mil pessoas. Já deram entrada países como Eslovênia, Suécia, Itália, Inglaterra, África do Sul, Portugal, Alemanha e atletas de 14 modalidades do Brasil.
“Já fizemos várias mudanças na Vila e sempre que fazemos isso sentimos que ajustes são necessários. É natural que ajustes necessários sejam feitos ao longo dos próximos dias. Mais importante é, de agora em diante, ver o que podemos entregar. Não é procurar quem errou ou deixou de errar”, disse Nuzman à imprensa, em evento que deveria servir de festa pela abertura da Vila.
Para o brasileiro, os problemas na Vila Olímpica não são exclusividade do Rio. “Outros organizadores de Jogos Olímpicos já tiveram situações semelhantes ou piores. Nossa missão é corrigir o que for feito para ter Jogos espetaculares”, completou o dirigente.
(Com Estadão Conteúdo)


             

A morte de Stalin, A Vitória de Deus

O texto abaixo foi extraído do depoimento de Svetlana Aleluievna, filha do ditador Josef Stalin, e consta no livro "Vinte Cartas e um Amigo", transcrito das “Notas e Informações" de "O Estado de São Paulo", de 4 de março de 1973.  Nela, constata-se que Stalin morreu longe da graça de Deus. A vida dele foi a de um ateu e de um propugnador do ateísmo. De um homem que, ainda que se às ocultas acreditasse em Deus, de tal maneira ofendeu o Criador, que é de se presumir que tenha caído no pecado do desespero, ou no pecado da negação da existência de Deus. Confira o texto da filha de Stalin:
“A respiração fazia-se cada vez mais ofegante. Nas últimas doze horas tornou-se claro que a fome de oxigênio crescia. A face escurecia e se alterava gradualmente; seus traços se tornavam irreconhecíveis, os lábios tornavam-se negros. Na última hora, ou nas últimas duas, ele simplesmente se foi sufocando. Agonia espantosa! Um homem era estrangulado sob os olhares de todos.
Em dado momento – não sei se foi realmente assim, ou se assim me pareceu, evidentemente já no último minuto, de repente, ele abriu os olhos e os voltou para todos aqueles que estavam em sua volta. Foi um olhar terrível! Talvez louco, talvez furibundo e cheio de terror, diante da morte e diante dos rostos desconhecidos dos médicos que se inclinavam ante ele.
E o seu olhar passeou sobre todos durante certa fração de minuto. E a esta altura – foi uma coisa incompreensível e horrível, que até hoje não entendo, mas não posso esquecer – a esta altura ele ergueu improvisamente para o alto o braço esquerdo, que não estava paralisado, e com ele apontou para o alto, ou talvez nos ameaçou a todos. O gesto permaneceu incompreensível, mas foi cheio de ameaça e não se sabe a quem se dirigia. No instante seguinte, a alma, feito o último esforço, se destacou do corpo".
Para uma pessoa que sabe interpretar essas cenas com os olhos da fé, uma só coisa constata como epílogo: a vitória de Deus!
Fonte: Revista “Catolicismo”.

Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30