xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 29/06/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

29 junho 2016

Estamos no Instagram ! - Adicione-me, e vamos conversar sobre o Crato, o Brasil e o Mundo !


Olá, amigos,



Após um longo tempo afastado da internet ( Mas não de acompanhar o que acontece no Crato e no mundo ), trabalhando em meus projetos musicais, resolvi reabrir a minha antiga conta no INSTAGRAM. O Instagram é uma das grandes redes sociais da atualidade, juntamente com o Facebook, Twitter e Whatsapp. Estou em todas elas, e é um prazer adicionar os Cratenses de boa fé ( Como diria o grande Alexandre Arraes. Aguardo vocês por lá, a fim de batermos um papo em qualquer uma das redes:

No Instagram:

https://www.instagram.com/dihelson/

No Twitter:

https://twitter.com/Dihelson

No Facebook:

www.facebook.com/dihelson

No Youtube:

www.youtube.com/dihelson



O tucano Samuel Araripe terá o PMDB apoiando seu nome no Crato



Samuel Araripe será candidato de Tasso Jereissati e Eunício Oliveira no Crato. Filiado ao PSDB há mais de 20 anos, Samuel Araripe vai tentar o terceiro mandato de prefeito do Crato, cidade que governou por oito anos. O prefeito Ronaldo da cerâmica perdeu a legenda do PMDB após a eleição, quando foi taxado de traidor pelo comando do partido. Ronaldo da cerâmica vai para a reeleição com poucos aliados, mesmo assim é um nome forte por conta das divisões partidárias. O candidato do governador será o deputado Zé Ailton Brasil, filiado ao PP.

Por: Roberto Moreira






Justiça mantém afastamento do prefeito de Nova Olinda


Prefeito Ronaldo em entrevista a Tv Assaré Online por ocasião de seu afastamento (Foto: Reprodução) 

O juiz titular da Comarca de Nova Olinda, Dr. Herick Bezerra Tavares negou na tarde de ontem (28/06) pedido de Liminar em mandado de segurança impetrado pelo prefeito Ronaldo Sampaio, que pretendia anular decisão da Câmara Municipal que o afastou do cargo pelo prazo de 120 dias. 
 O prefeito afastado alegou que não foi intimado para participar da Sessão, que o afastamento se deu com desvio de finalidade, motivado por vingança e que o afastamento não se fundamentou na necessidade da medida e por consequência a nulidade do decreto aprovado pelo Legislativo Municipal. Na decisão de 13 laudas o Juiz indeferiu todos os pontos levantados pela defesa do prefeito afastado não encontrando nenhuma ilegalidade ou nulidade na Sessão ou no processo de afastamento do prefeito. O Magistrado cita todas as legislações relacionadas ao tema, colaciona farta doutrina aplicável ao caso e jurisprudências, inclusive do STF para fundamentar a sua decisão. “Portanto, não se mostra possível, neste momento, a concessão da Liminar perseguida para o sobrestamento da votação da Câmara do pedido de afastamento cautelar do impetrante do exercício do mandato do prefeito pelo prazo de 120 dias, por tratar-se de questão interna corporis do Poder legislativo municipal.” escreveu o Juiz. O prefeito afastado e o prefeito em exercício não comentaram a decisão do Magistrado. Cabeludo viajou a Capital para assinar mais um Convênio de transferência de recursos para o Município. 

O presidente da Câmara, vereador José Vieira, disse que a decisão do Magistrado é um atestado de que os trabalhos dos vereadores estão dentro da legalidade e que não prospera essa ideia de perseguição política, trata-se de zelo pela “coisa pública”. A comissão processante já se reuniu e elegeu o vereador Francisco Vande para presidente e José Humberto para Relator. O vereador José Humberto disse que pretende concluir seu relatório pela cassação do mandato do prefeito, antes do término do prazo de 120 dias. 

Via Blog de Altaneira




Tecnologia australiana de despoluição de águas pode ser aplicada no Brasil


Tecnologia pode ser utilizada, inclusive, para a despoluição da Baía de GuanabaraArquivo Agência Brasil

Testes feitos em parceria com pesquisadores da Universidade Santa Úrsula, do Rio de Janeiro, com o apoio da Universidade Curtin, da Austrália, mostraram que a tecnologia australiana The Water Cleanser pode despoluir águas de rios, lagoas, bacias e até da Baía de Guanabara. A tecnologia está aprovada em 15 países, tem 11 anos de mercado e patente mundial há cinco anos. Ela começou a ser aplicada em fazendas de ostras na Austrália, que são muito sensíveis à poluição, e demonstrou ser eficaz tanto no tratamento de água doce quanto de salgada.

O representante da tecnologia no Brasil, Joel de Oliveira, disse que os testes iniciais na Universidade Santa Úrsula conseguiram eliminar 75% das bactérias de tanques que reproduziam ambientes similares aos de rios e lagoas poluídas. Nessa pesquisa, foram usadas amostras de água da Lagoa Rodrigo de Freitas, onde vão ocorrer provas de remo durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. Nos tanques, os níveis de coliformes foram reduzidos próximo de zero. “Os resultados têm sido 100% positivos e nos provam que podemos deixar lagoas, rios e baías limpas em um curto espaço de tempo”, afirmou o coordenador do projeto na Universidade Santa Úrsula, Bruno Meurer.

A tecnologia australiana para despoluição de águas está sendo lançada no país pela empresa Greenpolis, criada por três empreendedores brasileiros com o objetivo de desenvolver soluções para a prevenção e recuperação de danos ao meio ambiente. Joel de Oliveira informou que o mesmo experimento será feito com amostras da Lagoa da Conceição, em Florianópolis (SC), em conjunto com uma universidade da região. Estão em curso também negociações com outras universidades do país, com o mesmo objetivo de comprovar cientificamente a tecnologia australiana, que já resolveu problemas de águas poluídas nos Estados Unidos, no México, na Nova Zelândia, em Myanmar e na Tailândia, além da própria Austrália, onde a lei ambiental é bem rígida. Oliveira disse que a tecnologia elimina qualquer possibilidade de surgimento de organismo estranho ao ecossistema daquele ambiente. “Em quatro semanas, já estava limpa a água nos tanques, na [Universidade] Santa Úrsula”, acrescentou. A tecnologia usa oligoelementos, ou microminerais essenciais para os seres vivos, que facilitam para que as bactérias boas que já estejam no meio ambiente se reproduzam de maneira exponencialmente maior e mais rápido, limpando a água poluída. “Se tem uma lagoa, por exemplo, que está poluída, e se você parar de jogar esgoto ou qualquer outro tipo de poluição nela, ela vai ficar limpa, porque a natureza já tem as bactérias que vão comer hidrocarbonetos, gorduras, o esgoto propriamente dito. Só que isso pode demorar muito tempo”, comentou Oliveira. A patente australiana agiliza o processo porque usa oligoelementos, como zinco e cobre, que ajudam as bactérias boas a se reproduzir e diluir mais rapidamente o dejeto nas águas. “Você não coloca bactérias na água, mas utiliza as bactérias que já estão ali. Você não traz nada criado em laboratório. Utiliza a natureza para limpar a natureza”. Joel de Oliveira confirmou que a tecnologia pode ser utilizada, inclusive, para a despoluição da Baía de Guanabara. Observou, entretanto, que “não adianta a gente tratar e a água continuar sendo poluída. A gente consegue mostrar para a população que a água vai ser tratada, mas é preciso que haja um projeto que estanque a entrada de esgoto na água”.

A intenção dos empreendedores brasileiros é oferecer a tecnologia a governos estaduais e a indústrias que usam muita água, como a cervejeira e a de papel. “A gente pode tratar a água antes e depois, de uma maneira natural, rápida e com melhor custo/benefício que existe”. Oliveira disse que empresas de saneamento básico, como a Sabesp, em São Paulo, a Pró-Lagos e a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), no Rio de Janeiro, que fazem tratamento de esgotos, podem reduzir acima de 30% seu custo operacional com a adoção da tecnologia australiana.

Agência Brasil




Municípios: dívida não será negociada


A demanda de municípios, que também desejam renegociar suas dívidas com a União, não deverá ser atendida, segundo a secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi. Segundo Vescovi, o governo federal não possui mais espaço fiscal para atender o pleito das prefeituras endividadas.

Vescovi afirmou que o governo não fará mais nenhuma renegociação neste ano. "Os riscos fiscais já foram ponderados e adicionados à meta fiscal. São os espaços para a renegociação dos Estados e para a frustração de receitas. Não há mais espaço adicional para que avancemos em qualquer linha de negociação", disse a secretária.

Receitas extraordinárias

De acordo com o Tesouro, para que o governo possa iniciar uma nova negociação, receitas extraordinárias precisariam ter performance acima do que foi previsto inicialmente. Seria o caso das receitas com a repatriação de recursos, as quais o governo da presidente afastada, Dilma Rousseff, chegou a estimar em cerca de R$ 35 bilhões. Caso esses recursos para o governo se concretizem, a Fazenda poderia utilizá-los na mesa de negociações ou para fazer um resultado fiscal melhor do que o déficit aprovado de até R$ 170 bilhões. "Estamos trabalhando para que o processo de regularização financeira dos ativos no exterior seja o mais bem-sucedido possível. Mas essa receita está sujeita à adesão dos detentores desses recursos", afirma Vescovi.

Acordo com estados

Logo após o acordo entre União e estados, o qual deve custar R$ 20 bilhões aos cofres do governo federal apenas este ano, a Frente Nacional de Prefeitos encaminhou um documento ao presidente interino, Michel Temer, no qual pedia a renegociação da dívida com os municípios.

Solicitação

O ofício, recebido ontem, pedia que o mesmo tratamento dado aos estados fosse aplicado aos cerca de 180 municípios que possuem dívidas com a União. Na última sexta-feira (24), o presidente interino Michel Temer afirmou que o governo federal iria analisar a situação dos municípios, mas não fez promessas sobre um possível acordo nos moldes do feito com os Estados.

Última Hora - Brasília





Confiança na Indústria sobre 83,4 pontos


O Índice de Confiança da Indústria (ICI) registrou alta de 4,2 pontos no mês de junho, na comparação com maio, chegando aos 83,4 pontos. O índice, medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), subiu em 14 dos 19 segmentos pesquisados.

Para o superintendente Adjunto para Ciclos Econômicos da FGV, Aloisio Campelo Jr., o resultado indica uma melhora das expectativas dos empresários, o que vem ocorrendo desde abril. "Um movimento que pode ser definido como de redução do pessimismo. O retorno da confiança aos níveis médios históricos dependerá, de agora em diante, de uma efetiva recuperação da demanda interna e da redução das incertezas originadas no ambiente político", analisou. O Índice de Expectativas teve alta de 7,5 pontos e ficou com 85,7 pontos em junho. A variação mensal foi a maior desde janeiro de 2002. A alta foi puxada pela diminuição do percentual de empresas que acreditam que devem reduzir a produção nos próximos meses, de 28,7% em maio, para 16% em junho. O Índice de Situação Atual teve alta de 2,7 pontos em junho, ficando com 80,1 pontos.

Capacidade instalada

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada ficou praticamente estável em junho, crescendo 0,1 ponto percentual em junho sobre maio, ficando em 73,9%. Este foi o primeiro avanço desde o terceiro trimestre de 2013, de acordo com a FGV.

Com dados da FGV




Instaurado processo contra Jair Bolsonaro


O Conselho de Ética da Câmara instaurou, ontem, processo por quebra de decoro contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) por apologia à tortura. O parlamentar pode perder o mandato.

A representação do PV acusa o deputado por ter dedicado seu voto a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, reconhecido pela Justiça como torturador durante a ditadura militar. A instauração do processo foi possível porque, com o fim da ação disciplinar contra o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a pauta do colegiado foi destrancada. Na manhã de ontem, foi realizado o sorteio dos três dos seis deputados do PT e PR aptos a relatar a ação disciplinar. Foram sorteados os deputados Zé Geraldo (PT-PA), Wellington Roberto (PR-PB) e Valmir Prascidelli (PT-SP), que não são do mesmo Estado, nem do mesmo partido ou do bloco parlamentar. O presidente do conselho, José Carlos Araújo (PR-BA), conversará com os deputados e escolherá um dos três sorteados. A partir de agora, o processo terá 90 dias úteis para tramitar. Na semana passada, a segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu tornar Bolsonaro réu. Na ação em questão, o parlamentar é acusado de injúria e incitação pública ao estupro quando, em 2014, afirmou na tribuna da Câmara dos Deputados que não estupraria a deputada Maria do Rosário (PT-RS) "porque ela não merece". O mesmo episódio rendeu processo disciplinar em dezembro de 2014 contra Bolsonaro no Conselho de Ética da Casa, mas a representação foi arquivada porque o mandato parlamentar havia se encerrado.

Em 2013, Bolsonaro se livrou de um processo disciplinar no conselho. Na época, o colegiado arquivou por unanimidade a abertura de processo no qual Bolsonaro era acusado pelo PSOL de ter dado um soco no senador Randolfe Rodrigues (hoje Rede-AP) durante uma visita de integrantes das comissões da verdade da Câmara e do Senado à sede do extinto DOI-Codi, no Rio de Janeiro. Bolsonaro foi impedido de entrar com os parlamentares, mas insistiu em acompanhar o grupo. Durante uma discussão com o senador, teria ocorrido a agressão.

Outro lado

O deputado Jair Bolsonaro divulgou nota sobre a instauração de processo contra ele no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados e disse que não deverá sofrer sanção. Na nota, Bolsonaro cita a imunidade parlamentar, prevista na Constituição Federal. "O assunto, por demais conhecido, foi a referência que fiz ao coronel Brilhante Ustra ao proferir meu voto na sessão de impeachment da presidente Dilma e que, certamente, não deverá motivar qualquer sanção, já que se trata de opinião de parlamentar, proferida em plenário na Câmara", diz a nota. Bolsonaro critica ainda o PV que, segundo ele, é um partido que apresenta com frequência denúncias contra "parlamentares que os incomodam".

Última Hora




Eleições no Crato - Partidos de esquerda voltam a falar em marchar unidos no Crato


Os partidos de esquerda no Crato, PT e PCdoB admitem a possibilidade de marchar unidos nas eleições de outubro próximo no Crato. 



Reunidos nesta terça-feira (28), os presidente dos diretórios municipal do PT, Pedro Lobo e Cacá Araújo, do PCdoB; discutiram juntamente com representantes dos dois partidos, projetos e ideias e, principalmente, a sucessão municipal. Entre eles há o entendimento da esquerda permanecer unida, caso PT  e PCdoB não façam parte da chapa majoritária apoiada pelo Governo do Estado, que vai disputar a sucessão do prefeito Ronaldo Gomes de Mattos, no Crato. O PCdoB está convocando todos os integrantes do Pleno do Comitê Municipal do partido, os pré-candidatos(as) a prefeito e vereador(a) a participar de reunião extraordinária, dia 02 de julho de 2016 (sábado), às 9h, no auditório do Sindicato dos Comerciários do Crato, localizado na Rua da Penha, 33, Centro.

Na ocasião será abordada a seguinte pauta:

1. Resolução do PCdoB diante da nova conjuntura política local, observando as deliberações da última Conferência Municipal;

2. Composição da chapa que concorrerá às eleições proporcionais.
Já o PT deve decidir no domingo (3), o ruma s ser tomado nas eleições municipais.

Via jornalista Flávio Pinto






Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30