xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 14/06/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

14 junho 2016

Um doido a menos - Por: Emerson Monteiro

Lá numa manhã de séculos atrás, quando observava o azul claro do céu, imaginou ser possível auxiliar os vizinhos e demovê-los das tantas ideias fixas que perseguir a si mesmos, nas manias de perseguição e vícios que carregavam, desde a vaidade extrema de procurar beleza da natureza que já traziam consigo a utilizar, insistentemente, manias de fama e valentia. Isto uns, que, de tanto mexer nas marcas deixadas pelo nascimento nos seus corpos originais, rostos redondos, que queriam quadrados, a seios menores que os queriam maiores e mais vistosos, às nádegas, que as queriam duras a valer, e foram esquecendo as evidências com que vieram, e ficaram presos a desejos insanos.

Uns passaram a engordar além da conta, ao ponto de ter de refazer as camas, as cadeiras, para lhes aguentar o peso; insatisfeitos com tamanhos cuidados, reclamavam de tudo, do gosto dos alimentos aos lugares de viver.

Já não muito longe, os doidos eram um pouco diferentes. Eles ali queriam também muda o mundo, porém reclamando por mais fortuna, mais posses imensas que os pudessem elevar nos ares e tocar as estrelas. Dormiam isolados, cheios de pesadelos de fome e pobreza, desbulhando lágrimas de crocodilos de ainda precisar juntar muito até alimentar o poder além dos demais da conta.

Andasse em frente, ao passar a cerca que encontrava com o rio em tempos de cheia, morava aquele senhora cercada de animais exóticos, ansiando dominar o mundo através das manadas e manadas de bichos que mandava trazer da outra banda do chão. Queria chefiar a qualquer custo, acima de tudo e de todos. Determinar as condições das chuvas, dos ventos; das luas, dos sóis. Houvesse gente impaciente diante das vozes da madrugada, estava bem na sua frente.

E ele insistindo transformar aquelas pessoas; mostrar meios de equilíbrio das doses oferecidas nos quadrantes de tempo de cada um deles. Entretanto, acalma daqui, revira dali, esfria dacolá, e nunca obteve maior resultado nos esforços dispendidos. Via esperança, e não via, no entanto. Dizia que existem alternativas de cura e que o tempo é o senhor da razão, qual dissera Felipe Camarão, contudo os vizinhos, nem, nem, nada de conformação ou mudança substancial na existência diária.

Sabe o que se deu? Sim, mas que tem que responder sou eu que estou contando a história. Sabe o que se deu? Ele, o vizinho interessado em mudar o mundo, num dia acordou curado, esquecido de querer mudar as pessoas e o mundo em consequência. Se não acalmou vizinhos ensandecidos, acalmou a si próprio. Descobri, enfim, ser o doido a menos que enquanto isto pretendera. Enfim...

A conta do primeiro mês, ou Quanto dona Dilma custa a nós, míseros contribuintes – por Carmela Tassi Chaves

Completou-se um mês que Dilma Rousseff se hospedou no Palácio da Alvorada como “presidente afastada”, e a conta que nos foi apresentada desse período é de estarrecer. Foram pagos o salário integral de Dilma (R$ 38.049,68), como os de seus assessores (R$ 312.536,48). Além disso, foram gastos com diárias e passagens para três viagens o total de R$ 113.100,59, aos quais se somam alimentação, equipe médica, staff para copa, cozinha, limpeza, celulares, manutenção de veículos, internet, telefonia e vários outros et ceteras. Dilma consumiu, segundo dados oficiais, o equivalente a R$ 650.708,33 no período entre 13 de maio e 8 de junho!

Esses dados nos fazem considerar um fato simultâneo: as comemorações de dois meses pelo aniversário da rainha Elizabeth II. Não sabemos o montante dos gastos com esse evento, mas a Inglaterra é um país desenvolvido onde a rainha não governa de fato, mas está há 63 anos no trono e tem a aprovação de 76% dos britânicos, enquanto o Brasil é subdesenvolvido e a “rainha” Dilma tem só 7% de aprovação. Na Coluna do Estadão de ontem, Aécio Neves dizia que “a volta de Dilma à Presidência é inviável por não ter condições políticas”. Nem morais, eu acrescento.
Carmela Tassi Chaves – e-mail: tassichaves@yahoo.com.br


O lado pouco conhecido da família Lula da Silva: mulher e filhos do "Cara" têm cidadania italiana – por Armando Lopes Rafael


   Quando a notícia foi divulgada, creio que em 2005, eu me surpreendi. Negó seguin: a então primeira-dama brasileira, ou seja, a esposa do então Presidente da República Federativa do Brasil, dona Marisa Letícia Lula da Silva, solicitou e obteve a cidadania italiana, concessão que foi estendida aos filhos do casal. Dona Marisa descende de italianos e, como tal, amparada em lei daquela nação da Europa, alegou que ela e os filhos pertenciam ao grupo dos “oriundi”. Não deu outra. 
  Gente fina é outra coisa! Todos os membros da família Lula da Silva são também italianos! A única exceção é o chefe – o “presidente-operário”, “O Cara”, o “Filho do Brasil”, nascido no oco do mundo, num sítio em Caetés, à época distrito de Garanhuns (PE).   É bom que se diga que não há em relação à dupla cidadania da famiglia nenhuma ilegalidade.
     O resto fica por conta das especulações quando surgiram as notícias sobre o rápido aumento de patrimônio do filho “Lulinha”, (O “Ronaldinho fenômeno” no ramo dos negócios, segundo a expressão do orgulhoso papai) e das denúncias das propinas do “mensalão”, do “petrolão”, do sítio de Atibaia e do tríplex de Guarujá. Mas, questionada – lá em 2005 – a própria Da. Marisa Letícia declarou: “É só uma oportunidade, no caso de se precisar” ficou no ar a dúvida se em caso de precisão todos os Lula da Silva, à exceção do chefe, poderiam fugir para o velho continente. 
        Ontem a coisa ficou mais clara ainda. Segundo as agências de notícias, o ministro do STF Teori Zavascki, determinou que a maior parte das investigações envolvendo o ex-presidente Lula, que estavam no Supremo –16 procedimentos– seja devolvida para ser comandada pelo juiz Sergio Moro, diretamente de Curitiba. Lula não tem mais “foro privilegiado”, pois a nomeação feita por Dilma para ele comandar a Casa Civil e as articulações políticas da presidente-afastada deu com os burros n’água.
      E por fim, outra notícia: Lula contratou mais um advogado para tirá-lo da prisão. Segundo noticia divulgada pelo jornal “O Estado de S. Paulo”–o conhecido “Estadão”, trata-se de José Roberto Batocchio, que já é defensor de Guido Mantega e de Antônio Palocci. Tutti gente buona! Lula e seus filhos italianos se juntam ao Italiano e ao Pós-Italiano.

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30