xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 08/06/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

08 junho 2016

Dihelson Mendonça é homenageado pela escola CAIC, em Crato




A escola Maria Yara de Brito Goncalves - Caic da cidade de Crato-CE, homenageou na manhã desta quarta-feira, 08 de Junho, o músico, fotógrafo e Jornalista Dihelson Mendonça. A cerimônia foi aberta com a apresentação de trabalhos elaborados por alunos da escola, que por várias semanas, pesquisaram a vida e a obra do compositor, e criaram mural de fotos, músicas e poemas contando a vida do músico e jornalista. Logo após, Dihelson Mendonça ministrou palestra sobre a importância da educação e da cultura na formação profissional, e falou sobre o temas como a vocação, o talento, a dedicação, a inteligência emocional e o gerenciamento de metas para o sucesso. Ao final, os professores conseguiram um teclado improvisado, onde o músico fez uma pequena demonstração para os alunos e realizou sessão de fotos com os presentes.

"Em meu nome, gostaria de agradecer à escola Maria Yara de Brito Gonçalves" pela calorosa acolhida desta manhã, pela belíssima e inesquecível homenagem, especialmente à diretora Milena, a todos os professores, coordenadores, além das dezenas de alunos que lotaram o auditório. O evento foi maravilhoso e eu guardarei para sempre."

Fotos: Wilson Bernardo ( Com telefone celular )




















Música boa - Por: Emerson Monteiro

A pauta está à disposição das pessoas, estas que compõem a música dos dias. Cabe a elas privilegiar os sentimentos e pensamentos agradáveis eternamente. Nunca deixar de lado o bom humor e viver disso. Trabalhar com satisfação os acontecimentos de todo dia e expandir luminosidade. Pensar nas surpresas gostosas que a vida oferece aos milhões. Compor a melodia feliz do fluir do tempo através das nossas mãos, junto de nós, ao nosso dispor a qualquer instante seja onde seja. Transformar as imprevisões em resultados positivos, favoráveis. Dizer palavras de energia renovada. Suprir de felicidade as paredes escuras que sujeitam interpelar os passos. Exercitar a inteligência emocional, qual dizem. Ser alegre, feliz, positivo.

Os artistas desse filme somos todos nós, independente do clima em volta. Nisso a possibilidade maior de construir a história que tantos desejam e há que se tocar adiante à medida das intenções por vezes tortas em que os equívocos do passado geraram. Existe, sim, um compromisso da gente com a gente mesma de reverter o quadro pecaminoso das desistências. Exercitar com vontade o princípio da liberdade e edificar sobre a rocha sonhos auspiciosos, quer queiram ou não queiram os amargurados, magoados, revoltados. Cabe à gente fecundar o solo fértil das esperanças de séculos inteiros largados ao vazio da ausência de animação neste mundo.

Dessa forma, reconsiderar as heranças das destruições e dos tristes. Trazer outra vez ao horizonte o sol de claridade; sua luz e sua força. Quando a prudência de existir tocar, por isso, a coragem de produzir saúde, a Natureza responde com imensa facilidade aos nossos apelos de paz e tranquilidade, oportunidades e salvação.

Eis a música rica de tons, harmonia perfeita dos poemas da inspiração verdadeira de quem quer oferecer flores aos irmãos do Universo em festa perene. Tudo em sintonia com os olhos vivos da beleza em movimento diante dos céus. Ao ouvir, pois, as músicas que lhe toquem o coração, emocionem, maravilhem, revejam o direito que possui de compor suas próprias melodias felizes, que conduzam o ritmo das horas em suaves cadências e prontas realizações pessoais.

Confiando no Crato de amanhã – por Pedro Esmeraldo

Apreciamos a toda hora, relembrar alguns fatos do passado. Por isso, estamos aqui de maneira incondicional, expressando fantasiosamente a história de nossa cidade.
Narrando fatos ocorridos em tempo que jamais esqueceremos, com dados efervescentes, que nos deixam ansiosos com o pensamento dilacerante, visto que se concentram no desprezo da elaboração das boas ideias.
Agora, aguardamos por toda vida, na nossa memória os dados acontecidos que não inspiravam confiança no porvir, pois tínhamos como ponto favorável o crescimento da cidade do Crato, elevando-se no consenso sócio-político, vez que servia de referência ao crescimento da educação do Cariri.
Possuidora de conhecimento intelectual elevado, tornou-se a pioneira na sustentação na formação política que acumulava dados suficientes para favorecer a ampliação demográfica que empolgava todos os visitantes que aqui se aportavam, pois ficavam encantados ao observarem as belezas no pé de serra do Araripe.
Nessa época, os políticos usavam a prática da moralidade e se agigantavam na parte central do bom desempenho que serviria de base a fomentar o crescimento, aprimorado, nas ações continuas do fator educativo, visto que Crato foi a cidade estimulante na elevação da educação do Centro Nordeste.
Pensamos constantemente, no péssimo comportamento dos políticos atuais: São obtusos, inoperantes, pois há deles asquerosos e não desempenham com perfeição ao trabalho político que atinge o equilíbrio da moral, financeiro e educativo dos tempos modernos.
 Alguns deles, só pensam em trabalhar para si mesmo a fim de conseguir o vil metal. Para se ter uma ideia ampla e irrestrita, esses cidadãos de hoje, não conduzem o Crato ao ponto culminante no caminho da ética e da perfeição, visto que não usam o bom comportamento em plenário e ao mesmo tempo, permanecem inócuos nas execuções  de seus deveres. Não se elevam ao píncaro da montanha com dignidade e praticam asnice e não sabem respeitar os colegas mutuamente, pois apesar de algumas nuances, há deles que se digladiavam em plenário, ás vezes com impropérios e brigas intempestivas.
Por isso, não podemos aplicar a esses políticos a execução de boas ideias porque são totalmente despreparados para exercerem a função pública.
Não submetem ao exercício de boa aplicação do trabalho e do raciocínio lógico. Formam a representação com perfeição, visto que dilaceram o seu serviço, já que não relevam o espirito num corpo sadio, tomando posição alheatória, que deixariam de manifestar com hábitos desfavoráveis, caindo na trilha do desespero de causa. Não se elevam ao conjunto de normas democráticas. Não evitam cair na profundeza abismo desses políticos inacessíveis ao uso da prática e do bom desempenho.
Não trabalham com seriedade. Não buscam energias para favorecer o crescimento igualitário que poderia transformar forças esvoaçantes para conduzir ao caminho da glória, sem excesso de grandezas, mas seguindo o ritmo digno com o fito e acompanhar os passos magníficos que desejamos conseguir com o trabalho graduado de dimensão favorável, conforme o nosso conceito político democrático. Agora mesmo, avivando-se nosso pensamento que anda dilacerado pela corrupção ardente que se consome em chamas, tudo causado pela má conduta de alguns políticos viciados. Esta corrupção também atingiu a alguns políticos cratenses que se entregam de corpo e alma ao vício da corrupção.
Temos confiança no político de amanhã, por isso esperamos que o povo mude de atitude e procure pessoas dignas e merecidas para engrandecer a sua terra.




Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30