xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 06/03/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

06 março 2016

Crônica do domingo




Brasil: do antigo “País do Futuro” para a atual “banana republic”...  (por Armando Lopes Rafael)

 

  Não é segredo para ninguém que o nosso Brasil sofreu uma decadência generalizada, em todos os aspectos da vida, nos últimos anos, melhor dizendo: nestes tempos do lulopetismo.  Nossa pátria entrou na fase de estagnação e marcha para o colapso. O catastrófico desempenho da economia nos últimos meses (com exceção do desprezado – e até perseguido setor do  agronegócio) já é do conhecimento de todos. O inoperante e incompetente governo de Dilma Rousseff levou o Brasil ao quadro de estrangulamento fiscal, de recuo dos investimentos e o resultado é que chegamos ao “crescimento negativo”. Nosso PIB recuou quase 4% em 2015... As nações do Primeiro Mundo veem hoje o Brasil como uma “Banana Republic” igual às da América Central e algumas da América do Sul...
    Bons tempos àqueles em que nos carnavais a população cantava “Yes, nós temos banana”. Mas até a frase "Yes, nós temos banana" pode deixar de ser verdadeira em 10 anos. De acordo com um alerta feito por um cientista belga, a fruta pode estar extinta em uma década. Emile Frison, chefe da Rede Internacional para o Aprimoramento da Banana, em Monpellier, na França, afirma que falta diversidade genética à planta para resistir a doenças que atacam as plantações. Para o cientista, somente a biotecnologia e a manipulação genética podem garantir a sobrevivência da espécie. 
    "Frison vê isso como a única esperança para a banana", afirma a revista New Scientist desta semana. Sem ajuda, a produção mundial de banana pode cair, iniciando o processo de extinção da fruta. A bananeira é uma planta estéril, sem sementes, como se fosse um clone modificado da primeira banana, a banana selvagem, que existiu há 10 mil anos e não era comestível. Os cientistas alertam que os países que dependem da fruta como a maior fonte de calorias da dieta da população, como alguns países africanos, podem ser os mais prejudicados.
    Em 1950, a então dominante banana da espécie Gros Michel foi exterminada no Panamá por um fungo. A sua sucessora, chamada Cavendish, está ameaçada por uma epidemia global, que atinge plantações na África, na Ásia e nas Américas.  Todas as variedades da banana moderna são descendentes de uma banana mutante estéril, cultivada na Idade da Pedra.  "Cada uma é virtualmente um clone, quase destituída de diversidade genética", afirma a New Scientist. Frison afirma no artigo que "assim que um novo fungicida é criado, os fungos desenvolvem resistência".
      Noutras palavras: os que plantam banana estão ferrados...além de queda, coice...
             

Crato sediou o 2º Mutirão de Comunicação da Igreja Católica do Ceará– Muticom

Após meses de dedicação e planejamento, teve início na noite da última sexta-feira, dia 04, no Centro de Expansão Dom Vicente Matos, o Mutirão de Comunicação, Muticom, um evento cuidadosamente pensado para trazer discussões fundamentais na área da comunicação católica. Entre os palestrantes estão profissionais de ponta, que irão compartilhar suas experiências e discutir o tema, sob a perspectiva da misericórdia. O encontro reuniu mais de cem pessoas oirundas de todo o Estado do Ceará.
Na solenidade de abertura, o Bispo da Diocese de Sobral, Dom José Luiz Vasconcelos, referencial para a comunicação no Regional Nordeste I da CNBB, proferiu conferência sobre a “comunicação e a misericórdia”. Além de Dom Vasconcelos, Irmã Élide Maria Fogolari, mestre em Ciências da Comunicação e especialista em Mediações Culturais e em Linguagem Radiofônica e o jornalista Paulo Giraldi, analista em comunicação na assessoria de imprensa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, também estiveram presentes. A mesa de honra ainda contou com o vigário-geral da Diocese de Crato, Padre José Vicente Pinto, o coordenador da Pastoral Diocesana de Comunicação, Padre Aureliano Gondim e a coordenadora regional da Pascom, Marta Andrade.
Na ocasião, Padre José Vicente abriu a cerimônia cumprimentando o público presente e desejando bom êxito nos trabalhos. Depois, justificou a ausência do pastor diocesano, Dom Fernando Panico, que ainda permanece em Fortaleza (CE) convalescente por causa de uma intervenção cirúrgica.
Vigário Geral da Diocese de Crato, Padre José Vicente, abrindo a cerimônia do 2º Muticom. Foto: Rozelia Costa
Conferência de abertura
O Bispo da Diocese de Sobral e Referencial para a Comunicação, Dom José Luiz Vasconcelos, proferiu a conferência que abriu o 2º Muticom, evidenciando, em sua fala, que a Igreja não pode estar alheia à comunicação, uma vez que o próprio Deus é sinônimo de comunicação. “Deus é a palavra que tudo cria e transforma. Ele é comunicação. Ele comunica a si próprio. Comunica a vida, seu infinito amor e sua infinita misericórdia”, disse.
Bispo da Diocese de Sobral e Referencial para a Comunicação, Dom José Luiz Vasconcelos, proferindo a conferência de abertura do 2º Muticom. Foto: Rozelia Costa
O poder da palavra foi outro ponto destacado por Dom Vasconcelos. De acordo com ele, a palavra do cristão precisa fazer surgir à comunhão, construindo pontes entre as pessoas, a comunidade e as pastorais. Disso provém a relação entre comunicação e misericórdia, traço característico de todo ser e agir.
Após a conferência de abertura, o pastor diocesano de Sobral foi presenteado pelo Padre Aureliano Gondim com lembranças que remetem ao Padre Cícero e Juazeiro do Norte.
Dom José Luiz Vasconcelos sendo presenteado pelo Padre Aureliano Gondim com lembranças do Padre Cícero e Juazeiro do Norte. Foto: Rozelia Costa
 O Mutirão de Comunicação reuniu mais de 100 comunicadores de todas as dioceses do Ceará
             

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30