xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 24/02/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

24 fevereiro 2016

Crato vai ganhar núcleo da Defensoria Pública para atender somente casos de saúde



A crescente demanda por pedidos de intervenção da Defensoria Pública nos casos de judicialização dos medicamentos no município do Crato (casos que o município é obrigado por ordem judicial a comprar medicamentos para pessoas carentes ou sem recursos suficientes), levou a Defensoria Pública do Crato a criar, a partir da próxima semana, um núcleo específico somente para atender casos dessa natureza. De acordo com defensora Janaína Nobre, a demanda cresceu tanto de outubro do ano passado para hoje, que o núcleo anteriormente composto pela casa de mediação, petição inicial e a saúde teve de ser desmembrado, sendo criado núcleo exclusivo somente da saúde.

Cada vez mais, moradores do Crato, como o senhor José Carlos da Silva, tem procurado a defensoria para reaver o direito da prefeitura adquirir o medicamento para sua filha. Com poucos recursos, José Carlos não tem dinheiro para comprar o remédio que é vital para a filha. Desde dezembro passado, segundo José Carlos, a filha não recebe o medicamento, assegurado por liminar judicial. Janaína Nobre assegura que casos como esse, os usuários devem procurar a Defensoria Pública. "Existem meios legais para que a liminares possam ser cumpridas. Se nesse caso, a ação deu entrada pela defensoria, é necessário que a paciente ou sua família nos procure para fazer cumprir a ordem judicial. Pode ser pedido o sequestro das verbas públicas da prefeitura, aplicação de multas ou em casos mais urgentes pode ocorrer até a prisão dos responsáveis", explica Janaína Nobre. A Defensoria Pública funciona no Fórum Hermes Parayba, no bairro São Miguel, no Crato.

(Colaborou Jucelino Pereira) - Flávio Pinto



'Bola de fogo' explode sobre Atlântico a mil quilômetros da costa do Brasil



O maior meteoro já visto desde o que atingiu a cidade russa de Chelyabinsk há 3 anos entrou na atmosfera da terra sobre o oceano Atlântico – perto do Brasil. O evento, que só foi divulgado agora, ocorreu às 11h55 do dia 6 de fevereiro. Ao queimar-se na atmosfera, a rocha espacial liberou o equivalente a 13 mil toneladas de TNT. Esse é o evento mais grandioso do gênero desde o ocorrido em Chelyabinsk, em 15 de fevereiro de 2013. O meteoro que atingiu a região liberou 500 mil toneladas de TNT. Mais de mil pessoas foram feridas na ocasião – a maioria atingidas por estilhaços de vidro de janelas.

Costa brasileira

Já a bola de fogo sobre o Atlântico provavelmente passou despercebida. Ela se desintegrou a cerca de 30 quilômetros sobre a superfície do mar, a 1000 quilômetros da costa brasileira. A Nasa listou o acontecimento em uma página de internet que relata a ocorrência de meteoros e bolas de fogo. Cerca de 30 pequenos asteroides (que medem entre 1 e 20 metros) entram na atmosfera da Terra anualmente, segundo pesquisas científicas. Como a maior parte da superfície terrestre é coberta por água, maioria deles cai nos oceanos e não afeta áreas habitadas.

G1



Meta para o 5G no Brasil é 2020, afirma ministro André Figueiredo


Barcelona (Espanha). O ministro das Comunicações, André Figueiredo (PDT), disse ontem que o País tem como objetivo implantar o padrão 5G de telefonia móvel até 2020, que, espera-se pode superar em 20 vezes a velocidade de conexão móvel em relação ao 4G. "É um ano em que todos os países estão apostando", disse ele depois de assinar um acordo de cooperação com a União Europeia para o desenvolvimento da tecnologia. "Isso não significa que ferramentas 5G estejam operativas apenas em 2020. É uma evolução até que estejam prontas comercialmente para a população". O memorando, assinado em Barcelona durante o Mobile World Congress, um dos principais eventos do setor móvel do mundo, prevê a cooperação na padronização da tecnologia e na pesquisa acadêmica e privada. Mas ainda não se fala em investimentos financeiros: "Talvez em um segundo momento", disse o ministro. "O importante agora é fazer com que acordos feitos com Japão, China, e outros países, sejam feitos aqui, para que o Brasil possa participar da discussão", afirmou.

Agência Brasil



Gasto em viagens no exterior cai 62%


Brasília. Os gastos dos brasileiros em viagens internacionais caíram 62% em janeiro deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado. Segundo o Banco Central, foram gastos US$ 840 milhões, menor valor para todos os meses da nova série histórica da instituição, que começa em 2010. O valor representa pouco mais de um terço do recorde de US$ 2,4 bilhões registrado em julho de 2014. No ano passado, os gastos com viagens internacionais haviam recuado 32% em relação a 2014. O encarecimento das viagens por causa da desvalorização do real ante a moeda norte-americana e a queda na renda dos brasileiros no último ano são os principais fatores que influenciaram esse resultado.

Receita com turistas

A receita com turistas estrangeiros, por outro lado, cresceu 14% na mesma comparação, para US$ 650 milhões, maior valor para este mês do ano desde 2013 (US$ 672 milhões). A queda nas despesas com viagens é um dos fatores que contribuem para reduzir o déficit do Brasil nas suas transações de bens, serviços e rendas com outros países. Em janeiro, o déficit externo somou US$ 4,8 bilhões, queda de 60% em relação a janeiro de 2015 (também o menor da série histórica). O investimento direto no país, principal fonte de financiamento dessa conta, recuou 5%, para US$ 5,5 bilhões.
Déficit externo
No acumulado em 12 meses, o déficit está em 2,94% do PIB, retornando ao mesmo nível de setembro de 2012. Em abril de 2015, o indicador chegou a 4,51% do PIB, pico da atual série histórica. Com os números, o Banco Central já avalia que o déficit externo do país pode ficar abaixo dos US$ 41 bilhões projetados em dezembro do ano passado para o final de 2016.

Fonte: Agência Brasil


MPCE apoia manifesto contra corte de R$ 10 bilhões no custeio federal da saúde pública do país em 2016


O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através da Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde Pública, se uniu às entidades que defendem a derrubada, pelo Congresso Nacional, do veto da presidente Dilma Roussef que retirou cerca de R$ 10 bilhões do orçamento do Ministério da Saúde em 2016.
De acordo com a promotora de Justiça de Defesa da Saúde Pública, Isabel Pôrto, o documento foi elaborado com a colaboração de diversas entidades e elenca cinco bons motivos para que o veto ao parágrafo 8º do artigo 38 da Lei de Diretrizes Orçamentárias da União de 2016 (LDO 2016) seja derrubado.
“O veto do parágrafo 8º do artigo 38 da LDO de 2016 imporá perda estimada de R$ 10 bilhões para o custeio federal da saúde pública no Brasil ao longo deste ano. O dispositivo vetado garantia que não haveria qualquer perda para o custeio do Sistema Único de Saúde (SUS). Com o veto, o patamar histórico de serviços e atendimentos do SUS sofrerá contingenciamentos, remanejamentos orçamentários e reprogramações financeiras no nível da União. Isso com certeza terá impacto severo para os Estados, Municípios e Distrito Federal”, explica Isabel Pôrto, que é 1ª vice-presidente da Associação Nacional do Ministério Público de Defesa da Saúde (AMPASA) e membro da Comissão Permanente em Defesa da Saúde (COPEDS) do Grupo Nacional de Direitos Humanos (GNDH) do Conselho Nacional de Procuradores Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG). O veto será apreciado pelo Congresso Nacional a partir da próxima semana. Além da AMPASA, assinam o manifesto a Associação Nacional do Ministério Público de Contas (AMPCON), o Conselho Nacional de Procuradores Gerais de Contas (CNPGC), o Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (CEBES), a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), o Instituto de Direito Sanitário Aplicado (IDISA), o Grito dos Excluídos Continental, a Associação Paulista de Saúde Pública (APSP), o Movimento Chega de Descaso, a Clínica de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Associação Brasileira de Economia da Saúde (AbrES) e o Grupo Nacional de Membros do Ministério Público (GNMP).
Entre os motivos defendidos na nota técnica para a derrubada do veto está o de que o corte dificultará o enfrentamento às epidemias provocadas pelo Aedes aegypit: “Cortar cerca de R$ 10 bilhões na disponibilidade orçamentária do Ministério da Saúde dificultará as ações já anunciadas pelo Governo Federal para enfrentar as epidemias de dengue e zika, pois será preciso cortar recursos de outras áreas como manutenção de hospitais, atenção básica, saúde da família, outras vacinas e ações de vigilância epidemiológica e sanitária. É evidente que o corte de recursos na saúde produzirá reflexos diretos no tratamento da epidemia de zika ou nas condições gerais de saúde da população, impactando vários setores da economia e do turismo, inclusive, prejudicando o maior evento esportivo mundial, as Olimpíadas”.
“O que estará em jogo em 2016 não são apenas as medalhas olímpicas, mas as vidas de todos os cidadãos, brasileiros ou estrangeiros, que não podem sofrer riscos epidemiológicos e sanitários de toda sorte por força de um corte orçamentário tão abusivo. Vamos garantir vitória à saúde em primeiro lugar porque isso, sim, é cidadania e legado olímpico!”, conclui o documento.

Fonte: Blog do Macário




O piloto do naufrágio finge que a culpa é dos afogados - Por Augusto Nunes



Na missa negra celebrada nesta terça-feira, disfarçada de programa eleitoral do PT, Lula ensina que o naufrágio econômico só existe porque os afogados insistem em lamentar o que aconteceu. Como recita o Exterminador do Plural, os culpados pelo buraco em que o país se meteu são “as pessoas que falam em crise, crise, crise, repete (sic) isso todo santo dia”. Essa conversa de 171 confirma que, na cabeça baldia do ex-presidente, qualquer problema desaparece se a palavra que o identifica deixar de ser pronunciada.  Foi por isso que o restante do sermão não reservou uma única e escassa vírgula ao triplex do Guarujá, ao sítio em Atibaia ou à segunda-dama Rosemary Noronha. O pregador teima em acreditar que basta ignorar uma encrenca para que a encrenca suma. O mestre e seus discípulos ainda não entenderam que as coisas mudaram depois da Lava Jato. Se espera que as delinquências que protagonizou sejam esquecidas, é bom esperar sentado. Bem mais sensato seria providenciar um esconderijo reformado por empreiteiros amigos - antes que chegue o Japonês da Federal.

Augusto Nunes


Lula posa de vítima na TV. Brasil responde com panelaço



Fonte: Site VEJA

No dia seguinte à deflagração da fase da Lava Jato que levou para a cadeia o marqueteiro do partido, o PT exibiu na noite desta terça-feira sua propaganda partidária em rede nacional de rádio e televisão. E o programa foi recebido com panelaços país afora. Houve protestos pelo menos em São Paulo, Rio Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Salvador, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A grande estrela do programa foi o ex-presidente Lula, que apareceu culpando os inimigos de sempre e nada falou sobre as graves suspeitas que pesam contra ele. A hashtag #panelaço rapidamente subiu aos Trending Topics do Twitter no Brasil.
Na capital paulista, houve manifestações em Moema, Vila Olímpia, Bela Vista, Jardins, Santa Cecília, Higienópolis, Vila Madalena, Pinheiros, Tatuapé, Perdizes, Lapa e Vila Romana. Na Região Metropolitana, ouviram-se panelas em São Bernardo do Campo, reduto político do ex-presidente. A cidade de Santos, no litoral paulista, registrou panelaços. Em Campinas e Ribeirão Preto, também houve manifestações. No Rio, houve protestos em Copacabana, Lebon, no Meier, no Flamengo, na Penha e em Petrópolis. Em Minas, manifestantes bateram panelas em Belo Horizonte.
Convocado ao longo de todo o dia pelas redes sociais, o protesto foi apoiado por movimentos como o Brasil Livre e Vem Pra Rua, dois dos principais grupos que organizam uma manifestação contra o governo e o PT no próximo dia 13 de março.

Postado por Armando Rafael


Em posse, presidente da OAB critica Dilma e diz que país parece 'nau à deriva'



O novo presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Claudio Lamachia, tomou posse nesta terça-feira, em Brasília, com discurso crítico à presidente Dilma Rousseff e ao governo. "Em uma sanha tributária sem limites, o governo agora tenta recriar a CPMF. [Trata-se de] um absurdo próprio de quem vê o povo famélico e o manda comer brioches. Que riqueza é essa que a presidente República vê para tributar, em meio a uma das maiores recessões da história?", questionou Lamachia.
Em outro momento, os disparos foram endereçados à classe política, de um modo geral. "A economia do país derrete, e a úncia coisa que se vê são autoridades tentando salvar seus próprios mandatos. Todos estão pensando em si mesmos, e ninguém pensa na nação, que mais parece uma nau à deriva", comparou. Como já havia feito em outras ocasiões, ele pediu o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e classificou como "deboche" o retorno do senador Delcídio Amaral (PT-MS) ao Congresso, após três meses preso. Ambos são alvo da Operação Lava Jato. "O 'Petrolão' está aí para nos mostrar. E a Zelotes? e o 'Eletrolão'? Quantos esquemas ainda há nesse país para se desvendar? E o Parlamento, por que não fiscaliza e reage? Porque algumas de suas lideranças estão marcadas pelo mal feito e a corrupção", disse, referindo-se a escândalos recentes. Poucos congressistas foram vistos na cerimônia de posse da nova diretoria da OAB. Entre os chefes de Poder, apenas o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, esteve presente. Compareceram ainda o presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Francisco Falcão; os ministros do STF Gilmar Mendes, Luis Roberto Barroso e Teori Zavascki, além dos governadores Rodrigo Rolemberg (DF) e José Ivo Sartori (RS).
A nova diretoria, que tomou posse nesta terça, é formada pelo vice-presidente, Luis Cláudio da Silva Chaves; o secretário-geral, Felipe Sarmento Cordeiro; o secretário-geral adjunto Ibaneis Rocha Barros Junior; e o diretor tesoureiro Antonio Oneildo Ferreira. 

Via Blog do Sanharol - Antonio Morais




Frase da Semana


"Eu vejo o Brasil numa situação bem grave hoje em dia, mas com recursos ainda --recursos de alma do povo brasileiro e recursos naturais quase inesgotáveis-- e com a possibilidade de sair da crise em que se encontra e se tornar realmente um país de primeiro plano no mundo inteiro. Agora, é preciso uma série de reformas e de limpeza em toda a nossa política e nossa vida pública."

Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, em entrevista concedida à “Folha de São Paulo”.

(Postado por Armando Lopes Rafael)



Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31