xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 23/02/2016 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

23 fevereiro 2016

Para você Refletir ! - Por Maria Otilia

Estamos iniciando mais uma ano de escolhas dentro da política municipal. E faz-se necessário uma reflexão de como foi todo o desenrolar das gestões dos vários municípios da região do cariri, seja na esfera do executivo ou do legislativo. A exemplo do município do Crato, precisamos urgente fazer uma autoavaliação como eleitores e uma avaliação minuciosa, detalhada de todos aqueles que se candidataram e venceram para exercerem seus mandatos pautados nos interesses da coletividade. Infelizmente muito coisa não avançou, ou melhor retrocedemos em vários aspectos.E a cidade da "cultura", "princesinha do cariri ", cratinho de açucar vem  amargando muitos dissabores.E agora já aparecem aquelas pessoas que mudam de lado, de acordo com as suas conveniências.Aqueles que no início  de uma gestão," vestem a camisa "do   prefeito, da câmara de vereadores. Mas na hora que se sentem excluídos ou deixados de lados, passam a denegrir com veemência, todos aqueles que  um dia eram seus ídolos,seus representantes legítimos dentro da política municipal.Como cidadã, educadora, busco fugir dessas pessoas.Além de não serem autenticas, apenas buscam ganhar a todo custo benefícios próprios, poder, uma vida de privilégios.
Para fazermos uma reflexão a cerca desse momento que está surgindo, de novas lideranças ou melhor, de falsas alianças, de críticas infundadas, de jogo de interesses,da impunidade frente a muitos desmandos,posto abaixo uma bela fábula.Boa leitura !

 FÁBULA ELEITORAL: "O político corrupto e o macaco honesto"

Uma história quase real , para servir de lição, para o leitor refletir e para contar aos amigos que pensam em vender seu voto, ou acreditarem novamente em falsas promessas de campanhas.
O MACACO, descansando na sua pacata floresta foi avisado que estava faltando bananas para alimentar sua comunidade.

Sabido, o MACACO imaginou que na feira de Gravatá, a cidade mais próxima, encontraria bananas. E veio correndo, pulando de galho em galho, amorcegou um caminhão pau-de-arara que vinha cheio de estudantes, e logo, conseguiria seu intento.
Antes de chegar na cidade, o MACACO encontrou um cabo-eleitoral, atento, na beira da estrada, pedindo votos e oferecendo tudo que podia para conseguir seu objetivo.
O MACACO não entendeu muito bem a conversa, mas, deixou o cabo-eleitoral falar e conversar, quando o mesmo ia falando e falando, perguntando quantos macacos tinha na sua família, na sua comunidade e o que eles precisavam, e o que queriam para votar numa candidata boazinha, maravilhosa, num político pai do povo, e que gostava de ajudar as pessoas e também os macacos.
O cabo-eleitoral prometeu dinheiro e o MACACO pensou: "mas nem bolso eu tenho, para que eu quero dinheiro ..."
Prometeu cesta básica, camisa, boné, telefone celular, botijão de gás, remédio, pneu de moto, quitação da conta de luz, resolver a conta do agiota, lata de cerveja, quartinho de cachaça, cd de música brega, e o MACACO pensou: "por que eu quero essas coisas se na minha floresta eu não preciso de nada disso ... e só gostamos de bananas e de viver com dignidade ..."
E cabo-eleitoral não desistiu e ficou aperriando o MACACO.
Pediu o titulo de eleitor e queria saber a zona eleitoral e a seção em que votava e se ele já tinha candidato, e ainda prometendo que cobriria qualquer proposta para ele votar no seu político e insistindo em dizer que o outro candidato não prestava e outras coisas mais .
E o MACACO sem entender quase nada daquela conversa, já se sentindo ofendido, pensava: "Por que os homens são tão complicados e só pensam em comprar votos, em enganar as pessoas, falar mau dos seus semelhantes, e eu nem sei o que dizer pois na minha floresta agente escolhe nossos chefes, sem precisar titulo de eleitor, nem vender nosso direito sagrado de exercer a democracia longe de políticos safados ... "
O cabo-eleitoral disse que o macaco não se preocupasse com as bananas que ele arranjaria algumas pencas, já amadurecidas no carboreto, e que levaria na sua floresta, desde que ele aceitasse a visita dos candidatos a prefeito e a vereador. E o MACACO desistiu da conversa e das bananas e resolveu voltar pata a floresta: " que decepção, que forma errada de se fazer política, que falta de respeito com o cidadão. Não acredito em politico que compra voto. Se ele compra ele vai roubar quando eleito para tirar o dinheiro que está gastando comprando votos. Não quero mais saber de arranjar bananas por aqui, vou me embora, fuiiii !!! "
E correndo, pulando de galho em galho para voltar para a floresta , ainda ouviu o cabo-eleitoral gritar: "deixe de ser besta hôme, vou levar você pra casa na hilux do candidato, péra aí macaco ... leva a cesta básica bestão ... "

MORAL DA HISTÓRIA: seja esperto como o macaco, não venda seu voto, corra dos candidatos corruptos e se puder denuncie a polícia.
autor: desconhecido

Decisão judicial sobre condenação do jornal Gazeta de Notícias por conteúdos ofensivos ao Bispo do Crato


A Diocese de Crato vem à população informar que o jornal Gazeta de Notícias e seu proprietário, Sr. Luiz José dos Santos, foram condenados pela 2ª Vara Cível da Comarca de Crato, nos dois processos que lhe são movidos pelo Bispo Diocesano de Crato Dom Fernando Panico, por publicações ofensivas a sua honra e imagem. O magistrado que julgou os processos considerou inconcebíveis os adjetivos usados nas reportagens, uma vez que ofenderam a moral e o decoro, sendo essas matérias incompatíveis com a ética jornalística. Afirmou o Juiz que os réus não poderiam produzir notícias com o indisfarçável propósito de comprometer a imagem pública do Bispo Diocesano de Crato, já que na leitura dos textos veiculados no jornal Gazeta de Noticias, sobre Dom Fernando Panico, percebe-se o objetivo de atingir a honra e difamar aquela autoridade religiosa, mediante acusações que desmoralizam o Bispo Diocesano perante a comunidade católica da qual é líder espiritual. O Juiz ainda ressaltou que a propagação e veiculação de notícias e comentários selecionados com a intenção de despertar nos leitores e na população um sentimento de ódio, desprezo e indignação contra uma pessoa é o que se evidencia como uma “campanha difamatória”, uma repetição consciente e tendenciosa de comentários que extrapolam o ofício de noticiar e assumem a conotação de expor à execração pública a honra, o decoro e a dignidade do indivíduo.
Além desses dois processos já julgados, contra o jornal e o Sr. Luiz José dos Santos, outros continuam pendentes de julgamento. Como é de conhecimento público, há cerca de doze anos o Sr. Luiz José dos Santos vem publicando, no periódico citado, vários ataques contra a reputação e a honra de Dom Fernando Panico, utilizando de matérias difamatórias, frutos de mentiras com conteúdo falacioso e vexatório, no objetivo de humilhar, ridicularizar e denegrir a honra e a imagem do Bispo de Crato. Tudo isso agravado pelo fato dessas matérias mentirosas terem sido postadas também na Internet. Em todos os processos movidos contra a Gazeta de Notícias e o Sr. Luiz José dos Santos sempre constaram que Diocese de Crato e o Bispo Diocesano não buscam proibir o direito de informação e muito menos impedir a manifestação de pensamento, ambos consagrados na Constituição Brasileira, mas somente lembrar que a imprensa não deve desvirtuar seu papel ao noticiar e dar destaques a fatos inverídicos de cunho calunioso e pessoal, promovendo o desrespeito para a reputação e dignidade das pessoas de bem.

Decisão do Juiz
Nas sentenças o Juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Crato enfatiza que “se a liberdade de imprensa é indispensável à verificação da democracia, o abuso dela constitui um mal incalculável e que o jornalista que assina a matéria considerada ofensiva responde pelo dano na ação de indenização”, e por isso assim condenou o Jornal Gazeta de Notícias e o Sr. Luiz José dos Santos nos 02 (dois) processos.
Conclusão
Fazendo esta comunicação ao público a Diocese de Crato lamenta que no atual estágio promissor da democracia brasileira, alguns tabloides e periódicos, que são distribuídos gratuitamente à população, insistam em difamar as pessoas de bem. A imprensa, como reiteradamente tem sido afirmado, tem o poder e o dever de informar, mas, para tanto, a exemplo do que ocorre em outros Estados democráticos, deve apoiar-se em fatos verídicos, além de tomar os cuidados necessários para não veicular mentiras nas matérias divulgadas, sob pena de ser responsabilizada por essas condutas desonestas e negligentes.

Fonte: Diocese do Crato




Luz da felicidade - Por: Emerson Monteiro



O quanto de oportunidade escorre das mãos em forma de minutos abandonados, respiração e pulsações, quais a exercitar a indiferença a tudo de bom que a vida, a saúde e o tempo nos oferecem de braços abertos, e se sujeitam apenas a olhar de lado e recusar, jogar na poeira dos dias que passaram o prazer infinito de viver bem, ser de paz e luz, esperança nos gestos das pessoas, nos próprios gestos, vida afora.

Espécie de instrumentos de possibilidades perdidas, tangem o rebanho de células e moléculas que recebem do mistério da existência, e deslizam no trilho das horas quis reis de tronos imaginários só no desgosto. Pisam as flores quase nadas invisíveis das estradas feitos tontos de dramas agressivos, vilões das peças que pegam e dos descuidos atores aprendizes de si só, porém dotados de todas as chances no desempenho dos melhores sonhos.

De corações abertos e pensamentos soltos, os animais sentimentais circulam no movimento da natureza e espelham o muito pouco que até então aprenderam. Alimentam daqui, arrancam dali, somem no egoísmo das vaidades e ferem de dor as árvores deste mundo, quão pouco, no entanto, a plantar boas sementes na sociedade, na família humana, no eterno possível.

Bom, mas vim falar também nos que acertam, e quase ia esquecendo, nos que descobrem o caldeirão da realização dos efeitos da realidade. Há, sim, os que mostram certezas no que já adquiriram em termos de verdades daquilo que põe no tabuleiro deste chão. Os heróis anônimos que mantém o funcionamento da máquina que sustenta o financiamento dos cotidianos. Porquanto o Sol nasce com toda pujança e ilumina a gregos e troianos. Fortifica os direitos obtidos em quantas lutas pelo decorrer das epopeias. E preservam a família, nutrem de coragem os filhos, respeitam os amigos, satisfazem a consciência de, no momento exato, que ainda não se sabe quando, prevalecerá o bom gosto de construir quem habita no íntimo do Ser de todos nós.

Por: Emerson Monteiro



Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30