xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 11/12/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

11 dezembro 2015

A águia do mestre - Por: Emerson Monteiro

Ele fugia desesperadamente. Bem perto dali, no seu encalço, vinha sedenta a guarda do sultão, que o perseguia na intenção de resgatar joias preciosas que retirara do tesouro do reinado. Através daquelas montanhas distantes as buscas pareciam chegar ao fim, pois adiante dos caminhos restavam tão só as bordas de abismos intransponíveis.

O infeliz meliante já notara as agruras inevitáveis da aproximação dos soldados, quando avistou, debaixo de árvore das imediações, na posição de lótus, um devoto recolhido em meditação silenciosa. Nem houve muito a pensar; dele se aproximou e, rompendo o culto do religioso, aflito indagou:

- Qual a águia de seu mestre, caro discípulo?

Entre surpreso e atencioso, o noviço respondeu:

- Que eu me lance daquele precipício sem titubear. E só assim cumprirei as exigências definitivas do meu superior para que obtenha a iluminação.

- Quer, então, permutar essa águia do seu mestre pelo que aqui contém esse pequeno tesouro de ricas peças e valor inestimável? - o visitante rápido tratava, com isso, de oferecer ao jovem, que ainda buscava reunir, sem sucesso no entanto, as forças de atender ao desafio recebido na sagrada devoção.

- Aceito, sim – admitiu.  

E antes quase nada de os guardas lançarem mãos do assaltante e fora das suas vistas, este joga ao noviço o fardo que consigo transportava. Em seguida, disparado, corre na direção do alto da montanha, lançando-se impetuosamente no vazio do mais profundo precipício.  

Coisas da República

Polícia Federal deflagra "Operação Vidas Secas" contra empreiteiras da Lava Jato por desvios na transposição do São Francisco
 Fonte: Andreza Matais, Mateus Coutinho e Fausto Macedo de "O Estado de S.Paulo"
Operação apura esquema que teria desviado R$ 200 milhões em dois lotes da obra tocados por OAS, Galvão Engenharia, Barbosa Melo e Coesa por meio dos doleiros Alberto Youssef e Adir Assad, já condenados na Lava Jato
Eis a realidade da "transposição" das águas do Rio São Francisco
Um consórcio formado pelas empresas OAS, Galvão Engenharia, Barbosa Melo e Coesa, responsável por dois dos 14 lotes da transposição do Rio São Francisco é alvo de operação da Polícia Federal deflagrada na manhã desta sexta-feira, 11, chamada Vidas Secas. O grupo, do qual quatro empreiteiras já são investigadas na Lava Jato,  é suspeito e superfaturamento  e de usar empresas de fachada  dos doleiros Alberto Youssef e Adir Assad, já condenados por envolvimento no esquema da Petrobrás, para desviar cerca de R$ 200 milhões destinados à transposição, no trecho que vai do agreste do Estado de Pernambuco até a Paraíba.
Apesar das coincidência com a operação tocada pelo juiz Sérgio Moro, no Paraná, a investigação começou independente da Lava Jato. Ao perceber que os alvos se cruzaram, contudo, a Polícia Federal compartilhou informações com a força-tarefa da emblemática operação que desmontou o esquema de corrupção na Petrobrás.
Cerca de 150 policiais federais cumprem nesta manhã 32 mandados, sendo 24 de busca e apreensão, 4 de condução coercitiva e quatro de prisão nos Estados de Pernambuco, Goiás, Mato Grosso, Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Bahia e em Brasília.
Dentre as empresas usadas pelas empreiteiras para desviar o dinheiro está a MO Consultoria, pertencente a Youssef e usada por ele também para desviar dinheiro e irrigar o caixa de partidos e políticos no esquema de corrupção na Petrobrás revelado na Lava Jato. Além disso as empresas de Assad também teriam sido utilizadas. Youssef e Assad já foram condenados pelo juiz Sérgio Moro devido ao envolvimento no esquema na Petrobrás.
Entre 2009 e 2013 a MO Consultoria movimentou R$ 90 milhões no esquema da Petrobrás.
Obra. A obra de transposição do rio São Francisco é tocada pelo governo federal e foi reiniciada na gestão do ex-presidente Lula. Segundo o Ministério da Integração Nacional, responsável pela execução, a obra engloba a construção de quatro túneis, 14 aquedutos, nove estações de bombeamento e 27 reservatórios. Desde que foi retomada, ela se arrasta há oito anos.
Além da recuperação de 23 açudes existentes na região que receberão as águas do rio São Francisco. O projeto esta orçado em R$ 8,2 bilhões, com base na planilha orçamentária vigente.
O governo diz que a obra beneficiará uma população estimada de 12 milhões de habitantes, em 390 municípios nos Estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, onde a estiagem ocorre frequentemente. A Região Nordeste possui 28% da população brasileira e apenas 3% da disponibilidade de água. O Rio São Francisco apresenta 70% de toda a oferta regional.
Em outubro deste ano, conforme o ministério, 81% da execução física da obra estava concluída, sendo o Eixo Norte com 82,2% e o Eixo Leste com 79,2%.
O Tribunal de Contas da União (TCU) apontou entre 2005 e 2013 irregularidades que somam R$ 734 milhões nas obras da transposição. O que inclui, contratos que não foram honrados ou que tem sobrepreço, pagamento duplicado por obras ou pagamento de serviços que não foram executados.







O Dilúvio – por Pedro Esmeraldo


    Primeiramente, narro alguns fatos que me causaram nojo. Deram-se no período eleitoral em 2012. Foram ações lamentáveis e enigmáticas, visto que se tratava de uma circunferência enlameada por evidencia de uma prensa sem efeito que a proposito enxovalha a minha consciência. Por isso, estou aqui explicando com palavras encorajadoras, afirmando-o que ocorreram nesse ano eleitoral. Com o pensamento conturbado e dilacerado, fiquei pasmo com essas ocorrências em negrito a que vieram atanazar, com o pensamento aleatório que foi preciso controlar-me com dignidade e altivez.
    Nessa primeira segunda-feira de outubro, fiquei com aparência fisionômica sombria e o desprazer de conviver com pessoas alheias e a ausência de dignidade em permanecer ao lado de pessoas não possuidoras comportamento ético que seria e falta de amor ao próximo.
    Não sabia o que acontecia nesse momento, era uma loucura que ofuscava a minha alma. Desejava correr à toa em direção ao canal do rio Grangeiro para ver se encontrava a paz espiritual. Fiquei assombrado, atônito, andando em marcha lenta.
    Irritado e macambuzio desejava-me afastar das pessoas indignas que vinham embrutecer o bom comportamento humano. Segui a direção do rio Grangeiro até a esquina da prefeitura. Nesse local, ganhei à zona comercial e na Rua Barbara de Alencar encontrei com a professora amiga que em minha frente parou e abraçou-me dizendo: palavras animadoras. Tenha confiança em si, acredite em Deus que será bem sucedido. Ela era professora ilustre, digníssima e compreensível. Chama-se professora Zenira Cardoso de grande valor moral nesta cidade.
    Daí então fui em direção ao santuário São Vicente Ferrer. Lá encontrei com monsenhor Bosco Esmeraldo, deu-me um abraço de desagravo, pedindo que fizesse as pazes. Respondi ao monsenhor, às pazes serão feitas, mas eles lá e eu cá. Não desejo mais aproximação com aquele pessoal. Foi muito ingrato e possuidor de má fama.
    Agradeci ao monsenhor Bosco ao apoio recebido e fiquei perambulando pelas ruas até à Rua Santos Dumont, encontrei com o jornalista, Vicelmo, meu amigo particular. Também veio me pedir que eu me esqueça das injurias recebidas e fizesse as pazes. Da mesma forma, dei a mesma resposta de monsenhor Bosco: as pazes serão feitas, mas eles lá e eu cá. Não me coaduna conviver mais com eles.
    Agradeci a Vicelmo e fiquei pensativo: meu Deus porque tanta desonra e tanta desunião que a gente deste mundo não vale nada. Tudo é igual perante o Deus. Para que tanta briga? Que o sol ilumine a todos. Acabe com tanta desigualdade.
    Ainda percorrendo com passos trôpegos, encontro com uma vidente. Ela olha para min e diz: ei senhor vai acontecer um dilúvio!
    E eu respondo minha senhora o dilúvio já aconteceu, o que desejo agora e fugir desse impasse descomunal.
    E ela complementa, há uma pessoa invejosa que atormenta sua vida, tenha cuidado com as injurias que ela provoca.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31