xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 26/11/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

26 novembro 2015

Lembranças, só as agradáveis - Por: Emerson Monteiro

Se se pode escolher, por que fixar pensamentos magoados das horas sofridas? Bom de viver, que seja bom de lembrar, dever de sabedoria. Saudade a gente alimenta, sim, mas das situações felizes; das outras, nem de longe serve reviver. Dalgumas normas das boas práticas, eis esta tão valiosa quanto a alegria trazida de volta nas mudanças de tempo. A bem dizer, vezes acontecem virem os lances desagradáveis à tela do juízo, contudo largo de novo daonde intrusos chegaram; decisão fechada, prego batido, ponta virada. Tais situações empedernidas moram, sei, escondidas na casa das recordações e espreitam a paciência até, numa surpresa quem sabe vingativa, metem na cara das esquinas os momentos que querem dominar o pedaço e ferroar o silêncio de forma contrária. Fora com eles. Afinal, a depender de nós, ninguém ouve música feia, anda em lugares pegajosos, encontra pessoas agressivas e neuróticas por querer de livre trato. Desse mesmo jeito é com as lembranças, fiapos de memória que restaram grudados na sola dos sentimentos e demonstram o alento das bondades desta vida. Quais álbuns de fotografia do passado, ali fixaram residência. Passeiam na alma, filmes da história completa do indivíduo. Cheiram. Têm sabor. Música. Falas. Movimento. Mistura de felicidade revista, que insiste viver sempre nos galpões das ausências, participa dessa matéria espiritual que nós somos e fortalecem as consequências disso que um dia existiu dentro daqueles turnos dos outros eus já apagados, que dormiram, de uma hora a outra ganham corpo nas paredes que deslizam pela janela do trem da realidade atual. Hoje, nessa era de tantos meios de preservação das reminiscências, instrumentos magnéticos de continuação da raça, músicas, livros e filmes falam com insistência das flores acesas nos quadrantes das narrações de si. As pessoas prosseguem junto de quem convivemos, os beijos, os abraços, as promessas de amor eterno, passeios, festas, paisagens totais da continuação das heranças nos seres. E lembrar o que seja de melhor alimenta o perfume da esperança nos corações imortais da resistência.

Praça de Juazeiro do Norte será inaugurada nesta sexta-feira com nome de Aderson Tavares Bezerra

Será inaugurada amanhã, sexta 20, às 17h30min,  pelo prefeito Raimundo Macedo, a Praça do Teatro Marquise Branca que fica situado no cruzamento das Avenidas Padre Cícero e Paulo Maia no bairro Salesianos em Juazeiro do Norte. O logradouro receberá o nome de Aderson Tavares Bezerra.
A praça tem fonte luminosa, amplo estacionamento para os frequentadores do teatro, moderna iluminação, jardinagem, arborização, bancos e, futuramente, uma academia. O diretor do Teatro Marquise Branca, radialista Humberto Lima, está organizando a festa e até convida os juazeirenses a visitarem mais o que chama de Casa do Artista. Ele diz que o teatro hoje está bem diferente em relação ao que encontrou quando assumiu e cita a partir de melhores equipamentos até a boa climatização.
Relaciona ainda o moderno sistema de som e a iluminação adequada para as artes cênicas, colocação de carpetes nas laterais e a pintura geral que ganhou tudo para oferecer um belo visual mais conforto. Segundo Humberto Lima, todo fim de semana tem apresentações em prol da cultura local, incluindo até grupos de capoeira e um trabalho de evangelização através da arte e da música. Ele adiantou ser pretensão do prefeito ampliar para 500 o número de poltronas do teatro. (ASCOM/PMJN)
Quem é o homenageado
Aderson Tavares Bezerra, nascido em Crato, foi quem introduziu os filhos de José Bezerra de Menezes no ramo de beneficiamento do algodão no Cariri. Ele já era estabelecido como comerciante na cidade de Crato, desde 1945, com a firma Aderson Tavares & Cia., ao lado de seus irmãos Antônio e Leandro Tavares Bezerra. Tudo começou em 1955 quando Aderson juntamente com José Maria de Figueiredo conduziu as negociações para compra da filial da Sanbra - Sociedade Algodoeira do Nordeste Brasileiro S.A, em Crato. Com esta unidade industrial que abrigaria a conhecida Usina Irmãos Bezerra de Menezes, nascia o embrião das empresas ligadas ao beneficiamento de algodão do Grupo Bezerra de Menezes que depois agregou outros empreendimentos, diversificando sua linha de atuação e gerando emprego e renda para o município de Juazeiro do Norte e do Cariri. A Irmãos Bezerra de Menezes S.A. - Comércio e Indústria estava sediada na Av. Teodorico Teles, 502 - Crato-CE, e foi fundada em 22 de abril de 1955. Seu Capital Social era de Cr$10.130.000,00, com uma Diretoria formada por: Ivan Rodrigues Bezerra, Orlando Bezerra de Menezes, José Maria de Figueiredo e Aderson Tavares Bezerra.
Em 1959, Aderson Tavares se lança em uma nova empreitada em nome do Grupo Bezerra de Menezes. A firma Aderson, Clayton & Cia. Ltda., dos Estados Unidos, resolve se desfazer da sua unidade localizada na cidade de Juazeiro do Norte, e foi ele quem, juntamente com seu primo e cunhado Ivan Bezerra e o cunhado deste, José Maria de Figueiredo, encabeçou as negociações para a compra, cuja transação aconteceu em tempo recorde, surgindo então a segunda empresa do grupo familiar. Daí em diante os negócios continuaram prosperando e em pouco tempo a Família Bezerra tornou-se um dos nomes mais sólidos no ramo de agronegócios do Nordeste brasileiro. Pelo visto, tinha Aderson Tavares Bezerra um tino comercial nato. Descobria com muita facilidade quando um negócio se mostrava promissor. Desde cedo demonstrou vocação para o comércio, e assim, em sociedade com mais dois irmãos, deu inicio à sua carreira vitoriosa de empresário abrindo uma loja de ferragens em sua terra natal, Crato. Ele nasceu no dia 15 de março de 1923. No dia 25 de fevereiro de 1950 casou com a prima, Neide Bezerra, filha de Maria Amélia e José Bezerra de Menezes, fixando residência em Crato, onde morou até morrer. Aderson transferiu geneticamente para os filhos Rommel e Aderson Junior o tino comercial de que é possuidor e são eles quem hoje administram os negócios da família no Cariri.
Aderson figurou como membro da diretoria de muitas empresas do Grupo Bezerra de Menezes, dentre as quais podem ser citadas:  Comércio e Indústria Bezerra de Menezes S.A., também para beneficiamento de algodão; Indústria Extrativa de Óleos Ltda., para a extração de óleo vegetal, especialmente de algodão; Algodoeira Brejosantense S.A., também para o beneficiamento de algodão. Situava-se na Av. Francisco Basílio, s/n - Brejo Santo; Companhia Industrial de Residuos e Óleos, a CIROL, que operou por muitos anos na sua fábrica da Av. Padre Cícero, s/n - Juazeiro do Norte; Fazendas Reunidas Bezerra de Menezes S.A., que funcionaria junto a Usina Zé Bezerra, na Rua do Seminário, 458, em Juazeiro do Norte; Algodoeira Bezerra de Menezes Ltda., sediada à Av. Industrial, s/n - Picos-PI; Algodoeira Irmãos Bezerra de Menezes S.A., em Santa Helena – GO; Transportadora de Algodão Ltda. (Juazeiro do Norte).
Postagem original: Blog Portal de Juazeiro



Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30