xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 24/11/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

24 novembro 2015

Asas que voam - Por: Emerson Monteiro

Pelas frestas da janela, essas lembranças invadem o quarto sombrio daquele tempo escorrido nas noites do passado. Uma vez, recordo bem, reservara a mim hora de solidão. Apenas a porta fechada do banheiro deixava entrar por debaixo réstia de luz acesa, quase deixando entrever o vazio do ambiente. Piso de madeira. Rede armada. Estante a cobrir parede lateral. Birô com máquina de escrever em cima. E no rés do chão a eletrola que, no escuro amortecido, tocava o disco de Gal Costa dos anos 70. London, London. Hotel das Estrelas. Deixa Sangrar. Você Não Entende Nada.

Astral cheio de intenso fastio generalizado. Encontro comigo mesmo. Anos de chumbo no País. Vazio descomunal a rolar por dentro e em torno de mim. Todas as pontes destruídas. Atmosfera brilhante de feras no cio armadas de agressivo abandono. Eu ali foragido, à espera dos dias porvindouros. Notas musicais rolando no espaço, refeitas nuvens de fumaça espiralada. Estranhas, expostas na angústia enjoativa dos versos circulares das canções.

Marcas de ferro, na lâmina da pele desse pretérito que invadiu as entranhas dos idos futuros. A sensação das certezas de trilhos abertos nos passos adiante. Minutos eternos. Pássaros insistentes, contínuos véus ao vento.

Pouco persistiu do instante exato, no calendário. Persistiram, no entanto, as emoções de invasão, no desencanto assinalado – extremos limites territoriais de transformar lembranças em fiapos de sobrevivência que me escorriam da ponta dos dedos da alma ao chão do quarto atemporal comigo deitado enquanto os outros, lá fora, dormiam a sono solto.

Deixei rolar mais um e mais o mesmo disco a fio. Nenhuma pergunta além do que acontecia na música. Cabeça entregue a si. Olhos queimados da véspera. Saturação do desgaste nas mesas dos clubes e bares. Buscas inúteis de não sei o que. Forte pancada no peito, formas gasta de investigar a realidade corrosiva das notícias, portos rotineiros, blocos compactados e chamas apagadas.

Assim, voltar no tempo à música daquela noite antiga. Ouvir Gal Costa e o disco de 1970. Sinais da geração. Amplas cicatrizes, folhas secas que percorriam as veias, os ouvidos, rasgos finos, canais e pistões em surdina. Moléculas. Sabores de fígado que voltavam ao paladar. Atabaques. Pandeiros. Tambores. Totens dominantes, somas de pedaços, provas do delito de sonhar que imperava no repasto conservado no transitório. A saudade rediviva nas doces esperanças. Ninguém pensar em volver para dizer a história, cúmplices da ausência de depois. E os discos retornam ao firmamento aluminado, quais discos voadores, no cumprimento de missão adrede combinada em reinos siderais do infinito.

Pingos nos iii suaves espumas, vou me procurar na Lapa, quarta-feira de manhã. Toques de senhas misteriosas, que repetem as entradas de cena e alimentam enigmas de outras ocasiões semelhantes, noutros palcos.

Festival de Flores de Holambra no Cariri

VII Festival das Flores de Holambra começa na próxima quinta-feira (26), em Juazeiro do Norte

O evento consolidado na região, conta com mais de 200 espécies de flores e plantas ornamentais, a preços acessíveis, direto ao consumidor. Mais de 120 mil pessoas já percorreram o corredor das flores

O Cariri abre a temporada das flores, com o VII Festival das Flores de Holambra, que acontece de 26 de novembro a 6 de dezembro, na Praça Padre Cícero, em Juazeiro do Norte. Uma tradição anual de um evento que é sucesso de público todos os anos. A feira de flores tem sido um importante atrativo para a região, além de um momento de lazer e afetividade para compartilhar com amigos e a família, e contemplar as diversas espécies de flores e plantas ornamentais. Outro aspecto importante está relacionado ao impulso no mercado e um incentivo para o cultivo de espécies na região, adaptadas ao clima. Um público de mais de 120 mil pessoas já teve a oportunidade e contemplar o corredor das flores.

Evento abre às 9 horas

O Festival será aberto às 9 horas da próxima quinta-feira, 26, e neste dia também terá o seu funcionamento até às 21 horas. Nos outros dias, será aberta a partir das 8 horas, com encerramento das atividades às 20 horas.

Ano passado, o público chegou a mais de 20 mil pessoas, podendo ser mais uma vez superado este ano, pelo grande interesse das pessoas pelas plantas que chegam em containers da cidade de Holambra, no interior de São Paulo, direito para o Cariri. Segundo o coordenador da VII Edição do Festival, Bruno Sobreira, este ano se terá a oportunidade de conhecer mais de 200 espécies de flores e plantas ornamentais. As plantas carnívoras estão entre os atrativos para o festival, e as diversas tipologias de orquídeas, gérberas, rosas, bonsais, cactos, violetas, samambaias, e outras espécies.

Em local amplo e climatizado, a clientela é atendida por pessoas que estão aptas a levar as informações necessárias de como melhor cultivar as plantas nos ambientes de sua residência ou apartamentos, incrementar os jardins das casas, hotéis e levar o colorido das flores para os variados espaços. E o mais interessante é que o consumidor tem a oportunidade e adquirir as espécies a preços bem acessíveis, a partir de R$ 5,00.

A perspectiva de incrementar o turismo e trazer novas espécies de flores e plantas ornamentais para a região do Cariri, também é um dos objetivos dos organizadores, que mantêm o padrão de recepção aos visitantes que querem admirar a beleza de flores e plantas raras. O festival tem um caráter beneficente e conta com a promoção do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal, com a parceria da Cooperativa de Flores de Holambra.

Evento consolidado no Cariri

O Festival das Flores de Holambra está consolidado na região do Cariri e passou a fazer parte do calendário de eventos regional. São sete anos consecutivos trazendo para o Cariri a beleza e o colorido das flores da cidade de Holambra, referência também para produtores do Cariri. Holambra passou a ser cidade é responsável pela maior produção de flores do Brasil, também exportadas para vários países. A produtividade corresponde a 30% das flores e plantas ornamentais cultivadas em todo o País. Uma estrutura foi montada na praça, no intuito de proporcionar um atendimento de qualidade à população.
   
São 20 anos de realização de feiras em quase todo o Brasil. Além da importante parceria dos organizadores, o festival também conta com o apoio de órgãos como a prefeitura municipal de Juazeiro do Norte. O evento acontece em capitais e também nas grandes cidades do interior nordestino. Fortaleza é uma delas, além de São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão, Belo Horizonte, Recife, João Pessoa, Natal e Maceió.

O festival é um incentivo às empresas do setor, representa um espaço de diversidade para os floricultores da região. Vem aumentar o desenvolvimento desse segmento, proporcionando abertura para os negociantes do ramo, com mais uma opção de inovação, além de valorizar ainda mais o que já existe no Cariri

Para a professora Elizabeth Bezerra, a feira é uma boa oportunidade de diversificar as espécies do jardim. “Todos os anos, tenho a oportunidade de poder escolher plantas que, com o cuidado necessário, dá muito bem para serem cultivadas na região”, afirma. Entre as plantas que já teve a oportunidade de adquirir estão diversas variedades de roseiras. Há espécies bem resistentes e que colorem mais a sua casa, além de serem adquiridas a preços bem em conta

Há também uma economia maior em relação às plantas comercializadas para jardinagem na própria região, porque vem direto de Holambra para o Cariri, sem atravessadores. É uma oportunidade de comprar presentes a preços acessíveis nesse período pré-natalino.

Mais informações:

VI Festival de Flores de Holambra, no Cariri
 Praça Padre Cícero - Centro
Juazeiro do Norte - CE
Informações: (88) 9-8812 5525

Pároco da vila do Crato (Portugal) visita o Crato brasileiro (por Armando Lopes Rafael)

Monsenhor Paulo Henriques Dias, (foto ao lado) pároco da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição (construída há 728 anos) da vila de Crato, localizada no Alentejo (Portugal) encontra-se na cidade de Crato. Ele veio conhecer a cidade homônima localizada no Cariri cearense.
Monsenhor Paulo Henriques Dias esteve visitando a Cúria Diocesana Bom Pastor, quando, em conversa informou que vila do Crato português viveu ao longo de séculos uma História que sempre se cruzou e influenciou a História de Portugal, fazendo justiça ao lema do Município “Crato – Município com História”. Muitos são os episódios históricos que tiveram o Crato português (fundado no século 12) como palco. Incluindo a resistência do Crato às tropas de D. João de Áustria na Guerra da Restauração de Portugal, ocorrida há 353 anos.
Na sua visita à Cúria Diocesana Bom Pastor, da Diocese de Crato, Monsenhor Paulo Henriques Dias foi presenteado com exemplares da “Revista do Centenário da Diocese de Crato”, do livro “Diocese  de Crato – Gênese e Contexto”, de autoria do Pe. Tales Figueiredo e do livro “Benigna, um lírio no sertão cearense”.


Nas fotos acima a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição da vila de Crato, localizada no Alentejo (Portugal)
*** 
A propósito da visita do Pároco do Crato de Portugal ao Crato do Brasil, a Assessoria de Imprensa da Diocese de Crato publicou – no seu site – a nota abaixo:
“Da Europa ao Cariri: Semelhança entre “Cratos” motiva viagem de Padre português
A Diocese não é a única instituição religiosa a ter a palavra “Crato” em seu nome. Uma Igreja matriz de Portugal também a utiliza. E foi, justamente, essa semelhança que fez o Monsenhor Paulo Henriques Dias, da Diocese de Portalegre-Castello Branco cruzar o Atlântico e desembarcar nas terras caririenses, na última sexta-feira, dia 20 de novembro.
Em visita à Cúria Diocesana nesta segunda-feira, 23, o religioso falou da expectativa criada, por intermédio do Padre Raimundo Elias, hoje residente na Europa, pela proximidade que, no fundo, o nome induz. Apesar da semelhança entres os “Cratos”, Monsenhor Dias comentou que as realidades são distintas. Enquanto a Diocese de Castello Branco, da qual faz parte, tem 450 anos, a de Crato completara, há pouco, seu primeiro centenário. “A Diocese (de Crato) tem um futuro promissor para dar à Igreja todo o sentido da evangelização, da atualização e da presença de Cristo que se nota e que eu tive o prazer de celebrar”, disse.
Em sua primeira viagem à região caririense, o Padre português, de 45 anos, dos quais 21 estão dedicados aos trabalhos pastorais na Igreja Matriz do Crato,  deve esticar a visita até o início de dezembro”.







Fecha-se o cerco: PF prende pecuarista amigo de Lula na 21ª fase da Lava Jato

Além da prisão de José Carlos Bumlai, operação Passe Livre cumpre 25 mandados de busca e apreensão e seis de condução coercitiva em quatro Estados
 O pecuarista e empresário José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula(Cristiano Mariz/VEJA)
A Polícia Federal prendeu na manhã desta terça-feira, em Brasília, o pecuarista José Carlos Bumlai na 21ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Passe Livre. A nova etapa inclui investigações de pagamemnto de propina e fraude em licitações na contratação de navios-sonda pela Petrobras. Ao todo, estão sendo cumpridos 25 mandados de busca e apreensão, um de prisão preventiva e seis mandados de condução coercitiva em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro , Lins (SP), Piracicaba (SP), Campo Grande e Dourados (MS). Bumlai iria depor na tarde desta terça-feira na CPI do BNDES e estava em um hotel próximo ao Palácio da Alvorada quando foi detido. Ele será levado para Curitiba.
Em depoimento à Justiça Federal, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou que José Carlos Bumlai "era um contato muito próximo de Fernando Baiano", apontado pelo Ministério Público como lobista do PMDB que intermediava o pagamento de propina a agentes públicos que sangravam os cofres da Petrobras. Como VEJA havia revelado em 2011, o pecuarista Bumlai é um amigo próximo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi favorecido por financiamentos do BNDES e tinha livre acesso ao Palácio do Planalto no governo petista. Um recado na portaria do principal prédio da administração pública federal determinava: "O sr. José Carlos Bumlai deverá ter prioridade de atendimento na portaria Principal do Palácio do Planalto, devendo ser encaminhado ao local de destino, após prévio contato telefônico, em qualquer tempo e qualquer circunstância".


Na Diocese de Crato o “Ano da Misericordia” será aberto no dia 13 de dezembro

Programação do Ano da Misericórdia na Diocese de Crato
 2015
Dia 13 de dezembro às 8h: Abertura do Ano Santo na Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato, com inauguração da Porta Santa e entronização do Quadro (óleo sobre ela) da Divina Misericórdia.
2016
Dia 29 de janeiro: Abertura da Porta Santa dos Romeiros na Basílica Menor Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte.
De 10 de fevereiro a 01 de abril: Semanas Missionárias Paroquiais em todas as paróquias da Diocese.
De 04 à 05 de março: ‘‘24 horas para o Senhor’’ em todas as paróquias.
Dia 02 de abril às 8h: Peregrinação diocesana ao Santuário Diocesano da Divina Misericórdia, na cidade de Barro, com inauguração de um Arco, com a estátua de Jesus Misericordioso (com 6 metros) na entrada daquela cidade.
Dia 12 de novembro: Fechamento da Porta Santa na Catedral de Nossa Senhora da Penha, em Crato.
Mais
– Haverá um encontro de formação para o clero sobre o Sacramento da Reconciliação;
– Será realizado um Congresso em julho de 2016;
– Serão preparados subsídios para os momentos celebrativos (Semanas Missionárias e círculos
bíblicos);
– As comunidades deverão realizar círculos bíblicos sobre as Obras de Misericórdia;
– O bispo diocesano, Dom Fernando Panico, vai celebrar, no dia 31 de outubro, na Catedral de Nossa Senhora da Penha, o aniversário de 45 anos de seu sacerdócio, acompanhado de todos os padres que foram ordenados por ele. Somente do clero diocesano foram ordenados por Dom Fernando 68 sacerdotes, fora os sacerdotes pertencentes às instituições religiosas, que o bispo ordenou.
– O Pe. Acúrcio de Oliveira Barros será o Missionário da Misericórdia da Diocese de Crato. Ele tomará posse desta função em Roma, quando vai celebrar com o Papa Francisco.
O que é o Ano Santo?
A Palavra do Senhor dá ao povo de Deus um conselho para fazer da vida uma celebração cada vez mais profunda. Em tempos especiais, a Igreja tem proclamado “Anos Santos” ou “Jubileus”. São convocações para reavivar o chamado da misericórdia de Deus, que nos quer acolher. São um chamado a uma revisão de vida para que sejamos dignos filhos e filhas de Deus e um pedido para começar de novo.
Nesses tempos, “Anos Jubilares” são uma oportunidade que se repete periodicamente para lembrar que Deus nos quer a todos libertos e felizes. O termo jubileu se inspira na palavra hebraica yobel, que faz alusão a um instrumento de sopro feito com chifre de cordeiro, tocado durante o Ano Santo. Jubileu também possui uma raiz latina, iubilum, que significa um grito de alegria.
A celebração do Jubileu ou Ano Santo se origina no Antigo Testamento. Consistia em uma comemoração de um ano sabático, realizado a cada 50 anos, que tinha um significado particular. Durante o ano restituíam-se as propriedades às pessoas que as haviam perdido, as terras deviam permanecer sem cultivar e em repouso, perdoavam-se as dívidas e os escravos eram libertados (Levítico 25).
A Igreja deu um sentido mais espiritual ao jubileu veterotestamentário. Nesse ano festivo se faz um chamado a aprofundar a relação com Deus e com o próximo, oferece-se um perdão geral e indulgências aos que se dispuserem a recebê-los nesse tempo de graça. Portanto, cada Ano Santo é uma oportunidade de renovar o compromisso de ser um testemunho de Cristo e alimentar a fé, num convite à conversão.
(O texto “O que é o Ano Santo” foi retirado do site da Arquidiocese de Salvador-BA)


Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30