xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 20/07/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

20 julho 2015

Procuradoria da República no DF assegura que investigação contra Lula é legal

lula

A Procuradoria da República no Distrito Federal  informou hoje (20), por meio de nota, que não houve irregularidade no procedimento de abertura de investigação para apurar indícios de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva praticou crime de tráfico de influência para beneficiar a empreiteira Odebrecht na República Dominicana e em Cuba, entre 2011 e 2014.

A abertura foi determinada pelo procurador Valtan Timbó Mendes Furtado, que substituiu a procuradora titular do caso, Mirella de Carvalho Aguiar, que estava em férias, no início do mês.

A decisão foi contestada pelos advogados do ex-presidente. A defesa de Lula alegou que Furtado violou os direitos funcionais ao “interferir na apuração preliminar” da procuradora, que ainda não tinha determinado a abertura da investigação. Diante dos fatos, os advogados entraram com reclamação disciplinar contra o procurador, no Conselho Nacional do Ministério Público.

De acordo com a Procuradoria da República, uma norma interna prevê a substituição do titular em caso de férias. Além disso, o órgão alegou que Furtado entendeu que novas diligências eram necessárias para a investigação.

Segundo o Procedimento Investigatório Criminal (PIC), aberto no último dia 8, o ex-presidente “teria obtido vantagens econômicas da empreiteira Odebrecht, a pretexto de influir em atos praticados por agentes públicos estrangeiros, notadamente dos governos da República Dominicana e de Cuba (neste caso, em relação a obras financiadas pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES, e por agentes públicos federais brasileiros”.

Furtado solicitou cópia de documentos da Operação Lava Jato, que façam referência a obras executadas fora do Brasil, que tenham sido financiadas com recursos diretos ou indiretos do BNDES ou que tenham relação com Lula. O procurador pede ainda, aos investigadores da Lava Jato, cópia de dados bancários relativos a possíveis depósitos feitos pelas empreiteiras investigadas na conta do ex-presidente, do Instituto Lula ou da empresa Lils Palestras e Eventos e Publicidade.

Em nota divulgada na semana passada, o BNDES sustentou que o ex-presidente Lula não interferiu – nem poderia – em nenhum processo do banco. A nota ressalta que "os financiamentos para exportações de bens e serviços de engenharia em obras no exterior seguem todos os critérios impessoais de análise comuns ao banco, com a participação de dezenas de técnicos concursados e órgãos colegiados, além da exigência de garantias sólidas".

O BNDES informou também que, nas operações citadas nas investigações, atuou de maneira análoga a outras agências de crédito à exportação, oferecendo condições de isonomia competitiva para que as companhias brasileiras pudessem enfrentar concorrentes no mercado internacional.

Agência Brasil

Número de empresas inadimplentes sobe 5,38% no primeiro semestre

contas

O número de empresas com dívidas atrasadas subiu 5,38% no primeiro semestre, divulgaram nesta segunda-feira (20) o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Na comparação com maio, o indicador de junho ficou praticamente estável, subindo apenas 0,09%. No entanto, o total de empresas inadimplentes aumentou 8,05% em relação a junho do ano anterior, o segundo maior crescimento nessa comparação, desde agosto de 2013.

De acordo com a CNDL, a alta da inadimplência das empresas decorre da deterioração da economia. Segundo a entidade, a forte alta dos juros reduziu o faturamento das empresas e aumentou o custo do capital.

O setor com maior crescimento no número de empresas devedoras foi serviços, com alta de 12,56% em junho, em relação ao mesmo mês do ano passado. Em segundo lugar, ficou a indústria, com aumento de 8,71%. Em relação ao estoque das dívidas, as empresas de comércio concentram quase metade das empresas devedoras (49,39%). No setor de serviços, a proporção chega a 37,22%.

Segundo o levantamento, as dívidas mais antigas, com atrasos de três a cinco anos, subiu 13,82% no mês passado, em relação a junho de 2014. O número de devedores com pendências recentes, de até 90 dias de atraso, aumentou 2,3%.

A Região Sudeste puxou o crescimento do número de empresas inadimplentes, com alta de 11,38% em junho, na comparação com o mesmo mês de 2014. O Nordeste ficou em segundo lugar, com variação de 10,77%. As duas regiões concentram o maior número de dívidas não pagas: 44,84% e 19,53%, respectivamente.

(Agência Brasil)

Receita Federal alerta empresários para falsa venda de publicação

receita_federal1

A Receita Federal alertou nesta segunda-feira (20) para um golpe que envolve a venda de uma falsa publicação em nome do órgão. De acordo com a denúncia, empresários têm recebido a ligação de uma pessoa oferecendo a assinatura de uma suposta Revista dos Auditores. Quem não aceitasse contribuir, ficaria sujeito a uma fiscalização da Receita.

Segundo o alerta, os golpistas têm usado o nome verdadeiro de um auditor-fiscal e o endereço de uma unidade da Receita Federal. O órgão, no entanto, esclareceu que tanto o servidor como a Receita não têm relação com o telefonema e orientou as vítimas a procurarem a polícia. De acordo com o Fisco, os golpistas podem ser acusados de estelionato e falsidade ideológica, e terão de responder aos danos causados à instituição e ao servidor envolvido.

Em caso de dúvidas, a Receita orientou as vítimas do golpe a procurarem alguma unidade da Receita Federal. A relação das superintendências e das delegacias pode ser obtida na página da Receita na internet.

(Agência Brasil)

Governo lança pacote de investimentos no valor de R$ 70,8 milhões para educação infantil

educ2

O governador Camilo Santana lançou, nesta segunda-feira (20), no Palácio da Abolição, um pacote de investimentos para a construção de Centros de Educação Infantil (CEIs). O aporte financeiro é da ordem de R$ 70,8 milhões, com R$ 56,7 milhões de recursos estaduais e do contrato de empréstimo com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e outros R$ 14,1 milhões de contrapartida dos municípios.
Camilo falou que os Centros serão aliados na formação educacional das crianças. “Os equipamentos fazem parte de uma política que o Estado vem fortalecendo, o 'Mais Infância Ceará', liderado pela primeira-dama do Estado, Onélia Leite, com objetivo de olhar para as crianças. Só é possível construir um Ceará melhor e mais digno com investimento na educação”, afirmou o chefe do Executivo cearense.
O secretário estadual de Educação, Maurício Holanda, parabenizou as cidades habilitadas e informou como será realizada a gerência do equipamento. “Esse é o momento de parabenizarmos os municípios contemplados com as unidades, que já são entregues com os equipamentos: computadores, cadeiras, material para cozinha, livros, entre outros. A gerência de cada Centro é de responsabilidade da administração municipal” disse.
O investimento atenderá os Centros de Educação Infantil (CEIs) já conveniados com o Estado e outros 10 equipamentos, que serão selecionados a partir do sexto Edital de Chamada para Seleção de municípios cearenses interessados em concorrer à implantação das unidades de ensino. A iniciativa integra o Programa de Ampliação da Oferta Municipal de Educação Infantil.
CEIs
A construção dos CEIs faz parte da política de cooperação do Estado com os municípios. Cada centro terá capacidade de atendimento a 208 crianças e valor médio de R$ 1,3 milhão. A estrutura é composta de quatro salas de aula, laboratório de informática, refeitório, cozinha, berçário, fraudário, dormitório, copa, recepção e playground.
Com esses investimentos, o Governo do Estado reafirma o compromisso com a Educação Infantil de qualidade, proporcionado um espaço pedagógico adequado à vivencia de experiências de aprendizagem através de jogos e de atividades interativas, possibilitando assim a melhoria do desenvolvimento infantil. Esse esforço compreende um conjunto de ações de aperfeiçoamento do processo de alfabetização das crianças matriculadas na rede pública municipal cearense.
O secretário Maurício Holanda destacou ainda os critérios para a aquisição dos 10 novos Centros que foram disponibilizados aos 125 municípios aptos a receberem o equipamento. “São observados, principalmente, dois critérios de vulnerabilidade da criança: ser filho de mães analfabetas e solteiras e morar em locais sem água tratada. Esses indicadores apontam as necessidades que atenderemos nos municípios”, informou.
O presidente em exercício da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Evanildo Simão, falou em nome dos prefeitos e disse que as unidades fortalecerão o vinculo dos municípios com o Estado. “Para nós é uma satisfação recebermos os Centros de Educação infantil, que contribuirão para a qualidade da educação de cada cidade cearense. O equipamento fortalecerá ainda mais o vinculo dos municípios com o Estado”, afirmou.
Inscrições
As inscrições para o sexto Edital de Chamada estarão abertas a partir desta terça-feira (21) e prosseguem até 3 de agosto de 2015, no horário de 8h às às 17h, na Secretaria da Educação (Seduc) - Coordenação Administrativa/Unidade de Gerenciamento de Projetos (UGP), localizada no Centro Administrativo Governador Virgílio Távora, Avenida General Afonso Albuquerque Lima, s/n, 2º andar, bloco A - no bairro Cambeba. O edital está disponível no site da Secretaria da Educação: www.seduc.ce.gov.br.
Confira a lista dos municípios contemplados com os 44 CEIs.
Confira a lista dos 125 municípios aptos a concorrer no 6º edital.

Fotógrafos: Carlos Gibaja / Queiroz Netto / Ariel Gomes


Wiarlen Ribeiro
Repórter / Célula de Reportagem

Fotógrafo Alex Uchôa realiza a palestra ‘Fotografando o Litoral Cearense’

 

fotoce

O fotógrafo Alex Uchôa ministra a palestra “Fotografando o Litoral Cearense”, nesta terça-feira(21), às 19h, no auditório da Escola Porto Iracema das Artes com entrada gratuita. A palestra faz parte do projeto “Ceará, um Litoral Único”, um livro de fotografias que tem como temática o inspirador e inigualável litoral do Ceará, fotografado pelas lentes de Uchôa.

Nada passou despercebido pelas lentes e pela visão do fotógrafo de paisagens, desde os vilarejos mais remotos, passando pela tradição das jangadas, os bravos pescadores, o rico patrimônio histórico, o artesanato sempre criativo, a culinária típica, a rica fauna e flora local, assim como o povo sempre alegre e hospitaleiro.

Para construir o projeto Alex fez mais de 40 viagens específicas para fotografar o litoral, ao longo de 16 anos, que resultaram num acervo de mais de 50.000 imagens que já tiveram como resultado três exposições individuais e cinco premiações internacionais.

Na palestra, o fotógrafo vai abordar todo o começo do seu trabalho no mundo da fotografia, como começou a fotografar, o seu interesse pela fotografia de paisagens, a ideia do projeto, como nasceu, a evolução, os vários estágios até chegar no livro propriamente dito. As dificuldades de financiamento e de produção das imagens também serão discutidas no evento, assim como o funcionamento do sistema de financiamento coletivo e outras formas de financiamento de projetos.

Alex Uchôa é fotógrafo de paisagens premiado nacional e internacionalmente, ele defende que uma fotografia para ser considerada como arte, não basta que seja tecnicamente perfeita, deverá também ser capaz de inspirar, emocionar, comover. Enfim, deverá ter uma alma própria. Já viajou por 16 estados brasileiros contando com um acervo de mais de 150.000 imagens, muitas delas vencedoras de inúmeros concursos internacionais, além de serem usadas com frequência por grandes marcas como, Itau, Rio Mar, Microsoft, Fiat, Banco do Nordeste, Vivo, Tilibra, Editora Abril dentre outros.

Serviço:

Palestra Ceará, um litoral único, com Alex Uchôa

Quando: terça-feira, 21 de julho, às 19h
Onde: Auditório do Porto Iracema das Artes, 160, Rua Dragão do Mar
Entrada Gratuita

 

Porto Iracema das Artes
Assessoria de imprensa - Analice Nogueira

Paixão Nordestina vence Campeonato Estadual de Quadrilhas Ceará Junino 2015

 

O Campeonato Estadual de Quadrilhas Juninas do Estado do Ceará, realizado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, terminou na madrugada desta segunda-feira (20), na arena montada na Praça Verde do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Marcando o encerramento das atividades do Edital Ceará Junino 2015, da Secult, e refletindo as diretrizes da política cultural do Estado, o campeonato reuniu 20 quadrilhas juninas da categoria adulta, de 18 municípios, vencedoras dos 20 concursos regionais realizados em todas as regiões do Ceará, com apoio da Secult. Iniciado na última quinta-feira (16), o campeonato contou com grande público nas noites de sexta, sábado e domingo e foi encerrado com a divulgação das quadrilhas premiadas, já depois das 3 horas da manhã desta segunda-feira, com grande público ainda nas arquibancadas, à espera do resultado.

cearajunino15A quadrilha Paixão Nordestina foi a grande campeã, com José Milton Jr. recebendo o troféu das mãos de Pedro Edson, coordenador do Sistema Estadual de Cultura, da Secult, representando o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Guilherme Sampaio, que na noite de domingo destacou a importância do Ceará Junino para a afirmação da cultura e da arte do Ceará, ressaltando a ampliação do investimento do Governo do Estado no edital promovido pela Secult, o número recorde de inscritos e prestando homenagem a Adilson Rolim, militante do movimento junino recentemente falecido, além de obliterar o selo especialmente lançado pelos Correios, em homenagem ao Ceará Junino.

"Pra quadrilha Paixão Nordestina, é uma emoção muito grande! É um trabalho que a gente já projetou desde o ano passado, então pra nós é muito gratificante", festejou José Milton Jr, que recebeu o troféu em nome da quadrilha campeã. "É uma sensação indescritível", comentou, do palco, ao ver os integrantes da Paixão Nordestina tomarem o tablado das apresentações, para comemorar o título e o prêmio de R$ 7 mil.

O 2° lugar ficou com a quadrilha Ceará Junino, de Fortaleza, com prêmio de R$ 6 mil. Em 3° lugar foi premiada a Luar do Sertão, de Sobral, com troféu e R$ 5 mil. O 4° lugar ficou com a quadrilha São João, de Ipu, com troféu e prêmio de R$ 4 mil, enquanto o 5o. lugar ficou com a quadrilha Zé Testinha, de Fortaleza, fazendo jus a troféu e prêmio de R$ 3 mil.

Júri, quesitos e destaques

O júri composto por Dila Costa (representante do Fórum de Cultura Popular do Ceará), Anderson Costa (União Junina), Eracildo Viana (Comissão Cearense de Folclore), Lydon Johnson (Fequajuce), Djacir Fernandes (Fejuc), Martir Silva e Dilmar Miranda (pela Secult), além de Valéria Souza (presidente) e Wilma Jales (secretária), ambas servidoras da Secult, também destacou as melhores quadrilhas em quesitos específicos, além de destaques individuais.

A placa de quadrilha com melhor repertório foi para a Zé Testinha, de Fortaleza. O melhor noivo e a melhor noiva foram os da quadrilha Ceará Junino, também da capital, que também conquistou o prêmio no quesito melhor casamento. Já o melhor marcador foi o da quadrilha Fogueira da Paixão, de Cascavel. A melhor rainha foi Débora Farias, da quadrilha Cumpade Justino, de Maracanaú.

Casa cheia para a arte e a cultura

Ao longo de todo o campeonato, iniciado na última quinta-feira (16), o público lotou a arena montada na Praça Verde do Centro Dragão do Mar. Na primeira noite, a forte chuva obrigou a organização do evento a reagendar apresentações de algumas quadrilhas, redistribuídas nos demais três dias de evento. E o que se viu foi um grande sucesso, com arquibancadas cheias, muita movimentação no Dragão do Mar e muitos aplausos ao altíssimo nível das apresentações das quadrilhas das diversas regiões do Estado.

Neste domingo, novamente com casa cheia, se apresentaram as quadrilhas Brilho da Fogueira, de Fortaleza; quadrilha da Melhor Idade do Núcleo César Cals; Quadrilha do Gil (de Juazeiro do Norte), Fulô do Sertão (Senador Pompeu), Arriba Saia (Várzea Alegre), Cheiro de Terra (Horizonte) e Zé Testinha, de Fortaleza.

O Campeonato Estadual é uma das ações do Edital Ceará Junino 2015, através do qual o Governo do Estado, por meio da Secult, apoiou 100 quadrilhas juninas e 20 festivais. Agora, é o momento de o público apreciar, em Fortaleza, as apresentações das melhores quadrilhas e participar dessa grande festa, que também conta com quadrilhas juninas infantis e da melhor idade, conforme deliberação coletiva definida em reunião na Secult, antes do lançamento do Edital Ceará Junino, destacando maior apoio a quadrilhas infantis, como forma de apoiar a preservação da tradição e a participação de novas gerações na festa popular mais característica da região Nordeste.

Os quatro dias de festa contaram com programação cultural fiel às tradições juninas, feiras de comidas típicas e de artesanatos, além de apresentações de manifestações artísticas tradicionalmente populares.

Convite para festejar

"O público atendeu plenamente ao convite para participar dessa grande celebração da cultura popular, festejando a diversidade e a riqueza cultural do Ceará, um dos estados em que o movimento junino tem mais força. Os festejos movimentam a economia nos municípios, mobilizam a população, enfim, contribuem tanto para a geração de emprego e renda quanto para o fortalecimento da nossa identidade, para a continuidade da tradição e para que novas gerações se somem nessa manifestação”, destacou o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Guilherme Sampaio.

"O investimento do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura, contribui para gerar as condições para que as quadrilhas, os festivais e todas as ações culturais relacionadas a esse período e essa manifestação popular tenham cada vez mais visibilidade, no nosso Estado, no Nordeste e no Brasil”, acrescenta Guilherme.

“O apoio às quadrilhas e aos festivais não acontece de modo isolado, e sim como parte integrante de uma política pública de afirmação e valorização da cultura cearense. Daí o compromisso de cada vez mais destacar as políticas culturais como vetor estratégico para o desenvolvimento do Estado”.

Junho e julho

O grande circuito dos festivais do Ceará Junino começou em 13 de junho, em Paracuru, no Litoral Oeste, e em Ipu, na região da Ibiapaba, abrindo a sequência de 20 eventos apoiados pela Secult. Todos os festivais foram selecionados através do Edital Ceará Junino 2015, previsto na legislação estadual como ferramenta da política cultural do Estado, contribuindo para valorizar as manifestações tradicionais da sociedade e para democratizar o acesso da população aos bens e serviços artísticos e culturais.

Cumprindo as diretrizes de descentralização e democratização do acesso aos bens e ações culturais, de afirmação da cultura cearense e de valorização das tradições populares, o Edital Ceará Junino atingiu recorde no número de inscrições: foram 318 neste ano, incremento de mais de 20% em relação aos inscritos para a edição 2014 do edital, que somaram 265. Cada um dos 20 festivais apoiados conta com investimento de R$ 22.280,00 do Governo do Estado, por meio da Secult. Além dos festivais, cada uma das 100 quadrilhas juninas selecionadas recebe em apoio R$ 18.088,00.

Diálogo permanente

O lançamento do Edital Ceará Junino 2015 foi precedido de reuniões entre a equipe da Secult e dezenas de produtores, artistas e representantes de federações e entidades juninas, dando sequência aos "Diálogos Culturais" promovidos permanentemente pela Secretaria.

Durante os encontros, o fortalecimento do edital junino como instrumento da política pública de cultura no Estado foi destacado pelo secretário Guilherme Sampaio, que coordenou os debates, responsáveis por gerar diversas sugestões importantes para o aperfeiçoamento do edital e dos festejos juninos no Ceará.

O secretário Guilherme Sampaio reforçou a diretriz do governador Camilo Santana em reforçar a presença da Secretaria de Cultura e das políticas públicas de cultura no Interior do Ceará e o compromisso de ampliar gradativamente o investimento do Governo do Estado na cultura, até chegar ao equivalente a 1,5% do orçamento da administração estadual.

Assessoria de Imprensa da Secult

Paixão Nordestina vence Campeonato Estadual de Quadrilhas Ceará Junino 2015

 

O Campeonato Estadual de Quadrilhas Juninas do Estado do Ceará, realizado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, terminou na madrugada desta segunda-feira (20), na arena montada na Praça Verde do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Marcando o encerramento das atividades do Edital Ceará Junino 2015, da Secult, e refletindo as diretrizes da política cultural do Estado, o campeonato reuniu 20 quadrilhas juninas da categoria adulta, de 18 municípios, vencedoras dos 20 concursos regionais realizados em todas as regiões do Ceará, com apoio da Secult. Iniciado na última quinta-feira (16), o campeonato contou com grande público nas noites de sexta, sábado e domingo e foi encerrado com a divulgação das quadrilhas premiadas, já depois das 3 horas da manhã desta segunda-feira, com grande público ainda nas arquibancadas, à espera do resultado.

cearajunino15A quadrilha Paixão Nordestina foi a grande campeã, com José Milton Jr. recebendo o troféu das mãos de Pedro Edson, coordenador do Sistema Estadual de Cultura, da Secult, representando o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Guilherme Sampaio, que na noite de domingo destacou a importância do Ceará Junino para a afirmação da cultura e da arte do Ceará, ressaltando a ampliação do investimento do Governo do Estado no edital promovido pela Secult, o número recorde de inscritos e prestando homenagem a Adilson Rolim, militante do movimento junino recentemente falecido, além de obliterar o selo especialmente lançado pelos Correios, em homenagem ao Ceará Junino.

"Pra quadrilha Paixão Nordestina, é uma emoção muito grande! É um trabalho que a gente já projetou desde o ano passado, então pra nós é muito gratificante", festejou José Milton Jr, que recebeu o troféu em nome da quadrilha campeã. "É uma sensação indescritível", comentou, do palco, ao ver os integrantes da Paixão Nordestina tomarem o tablado das apresentações, para comemorar o título e o prêmio de R$ 7 mil.

O 2° lugar ficou com a quadrilha Ceará Junino, de Fortaleza, com prêmio de R$ 6 mil. Em 3° lugar foi premiada a Luar do Sertão, de Sobral, com troféu e R$ 5 mil. O 4° lugar ficou com a quadrilha São João, de Ipu, com troféu e prêmio de R$ 4 mil, enquanto o 5o. lugar ficou com a quadrilha Zé Testinha, de Fortaleza, fazendo jus a troféu e prêmio de R$ 3 mil.

Júri, quesitos e destaques

O júri composto por Dila Costa (representante do Fórum de Cultura Popular do Ceará), Anderson Costa (União Junina), Eracildo Viana (Comissão Cearense de Folclore), Lydon Johnson (Fequajuce), Djacir Fernandes (Fejuc), Martir Silva e Dilmar Miranda (pela Secult), além de Valéria Souza (presidente) e Wilma Jales (secretária), ambas servidoras da Secult, também destacou as melhores quadrilhas em quesitos específicos, além de destaques individuais.

A placa de quadrilha com melhor repertório foi para a Zé Testinha, de Fortaleza. O melhor noivo e a melhor noiva foram os da quadrilha Ceará Junino, também da capital, que também conquistou o prêmio no quesito melhor casamento. Já o melhor marcador foi o da quadrilha Fogueira da Paixão, de Cascavel. A melhor rainha foi Débora Farias, da quadrilha Cumpade Justino, de Maracanaú.

Casa cheia para a arte e a cultura

Ao longo de todo o campeonato, iniciado na última quinta-feira (16), o público lotou a arena montada na Praça Verde do Centro Dragão do Mar. Na primeira noite, a forte chuva obrigou a organização do evento a reagendar apresentações de algumas quadrilhas, redistribuídas nos demais três dias de evento. E o que se viu foi um grande sucesso, com arquibancadas cheias, muita movimentação no Dragão do Mar e muitos aplausos ao altíssimo nível das apresentações das quadrilhas das diversas regiões do Estado.

Neste domingo, novamente com casa cheia, se apresentaram as quadrilhas Brilho da Fogueira, de Fortaleza; quadrilha da Melhor Idade do Núcleo César Cals; Quadrilha do Gil (de Juazeiro do Norte), Fulô do Sertão (Senador Pompeu), Arriba Saia (Várzea Alegre), Cheiro de Terra (Horizonte) e Zé Testinha, de Fortaleza.

O Campeonato Estadual é uma das ações do Edital Ceará Junino 2015, através do qual o Governo do Estado, por meio da Secult, apoiou 100 quadrilhas juninas e 20 festivais. Agora, é o momento de o público apreciar, em Fortaleza, as apresentações das melhores quadrilhas e participar dessa grande festa, que também conta com quadrilhas juninas infantis e da melhor idade, conforme deliberação coletiva definida em reunião na Secult, antes do lançamento do Edital Ceará Junino, destacando maior apoio a quadrilhas infantis, como forma de apoiar a preservação da tradição e a participação de novas gerações na festa popular mais característica da região Nordeste.

Os quatro dias de festa contaram com programação cultural fiel às tradições juninas, feiras de comidas típicas e de artesanatos, além de apresentações de manifestações artísticas tradicionalmente populares.

Convite para festejar

"O público atendeu plenamente ao convite para participar dessa grande celebração da cultura popular, festejando a diversidade e a riqueza cultural do Ceará, um dos estados em que o movimento junino tem mais força. Os festejos movimentam a economia nos municípios, mobilizam a população, enfim, contribuem tanto para a geração de emprego e renda quanto para o fortalecimento da nossa identidade, para a continuidade da tradição e para que novas gerações se somem nessa manifestação”, destacou o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Guilherme Sampaio.

"O investimento do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura, contribui para gerar as condições para que as quadrilhas, os festivais e todas as ações culturais relacionadas a esse período e essa manifestação popular tenham cada vez mais visibilidade, no nosso Estado, no Nordeste e no Brasil”, acrescenta Guilherme.

“O apoio às quadrilhas e aos festivais não acontece de modo isolado, e sim como parte integrante de uma política pública de afirmação e valorização da cultura cearense. Daí o compromisso de cada vez mais destacar as políticas culturais como vetor estratégico para o desenvolvimento do Estado”.

Junho e julho

O grande circuito dos festivais do Ceará Junino começou em 13 de junho, em Paracuru, no Litoral Oeste, e em Ipu, na região da Ibiapaba, abrindo a sequência de 20 eventos apoiados pela Secult. Todos os festivais foram selecionados através do Edital Ceará Junino 2015, previsto na legislação estadual como ferramenta da política cultural do Estado, contribuindo para valorizar as manifestações tradicionais da sociedade e para democratizar o acesso da população aos bens e serviços artísticos e culturais.

Cumprindo as diretrizes de descentralização e democratização do acesso aos bens e ações culturais, de afirmação da cultura cearense e de valorização das tradições populares, o Edital Ceará Junino atingiu recorde no número de inscrições: foram 318 neste ano, incremento de mais de 20% em relação aos inscritos para a edição 2014 do edital, que somaram 265. Cada um dos 20 festivais apoiados conta com investimento de R$ 22.280,00 do Governo do Estado, por meio da Secult. Além dos festivais, cada uma das 100 quadrilhas juninas selecionadas recebe em apoio R$ 18.088,00.

Diálogo permanente

O lançamento do Edital Ceará Junino 2015 foi precedido de reuniões entre a equipe da Secult e dezenas de produtores, artistas e representantes de federações e entidades juninas, dando sequência aos "Diálogos Culturais" promovidos permanentemente pela Secretaria.

Durante os encontros, o fortalecimento do edital junino como instrumento da política pública de cultura no Estado foi destacado pelo secretário Guilherme Sampaio, que coordenou os debates, responsáveis por gerar diversas sugestões importantes para o aperfeiçoamento do edital e dos festejos juninos no Ceará.

O secretário Guilherme Sampaio reforçou a diretriz do governador Camilo Santana em reforçar a presença da Secretaria de Cultura e das políticas públicas de cultura no Interior do Ceará e o compromisso de ampliar gradativamente o investimento do Governo do Estado na cultura, até chegar ao equivalente a 1,5% do orçamento da administração estadual.

Assessoria de Imprensa da Secult

Segunda chamada do Projeto Identidade Funcional começa nesta segunda-feira (20)

 

ID_FuncionalO agendamento da segunda e última chamada do Projeto Identidade Funcional para os servidores ativos, inativos e pensionistas do Governo do Estado, residentes ou lotados em Fortaleza ou Região Metropolitana, terá início nesta segunda-feira, 20 de julho. A Identificação Funcional Biométrica é obrigatória e o não comparecimento poderá resultar na suspensão do pagamento ou benefício pelo Governo do Estado.

A segunda chamada envolverá servidores ativos, inativos e pensionistas que deixaram de atender a primeira chamada do projeto, servidores que tiveram a fotografia ou impressão digital reprovadas no controle de qualidade, agentes comunitários de saúde e servidores que por algum motivo não foram identificados para o agendamento na primeira chamada. Para saber a data e local onde fará a Identificação Funcional Biométrica, basta acessar o site www.idfuncioonal.ce.gov.br ou ligar 155 ou Central de Operações do Projeto Identidade Funcional, pelos telefones 3101-5065 ou 3101-5070 ou ainda para a Seplag: Luiz Pedro – (85) 3101 4495 . O atendimento será feito em seis postos instalados em escolas da rede estadual em Fortaleza, de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 11h30min e de 14 às 17 horas.  O servidor ou pensionista só deve comparecer ao local após confirmar o agendamento.

O agendamento é feito pelo próprio sistema, que busca o posto mais próximo do endereço residencial ou órgão/entidade de lotação, garantindo conforto e ausência de filas na hora do atendimento. O servidor deve comparecer na data, local e horário agendados, portando identidade e CPF. A Identidade Funcional constará de captura de fotografia e impressão digital, além da confirmação de dados básicos. Posteriormente, o servidor deve acessar o site do Projeto e validar todos os seus dados cadastrais.

O Projeto Identidade Funcional é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag). A ação tem o propósito de aprimorar continuamente o cadastro dos servidores ativos, aposentados e pensionistas, melhorando a gestão de pessoas e valorizando o funcionário público, mediante aplicação de processos de gestão que vão desde a captura de dados biométricos, até a validação das informações cadastrais.

Vale destacar a importância do Projeto Identidade Funcional para que o cadastro dos servidores seja permanentemente atualizado, alimentando assim o Banco de Talentos, por meio do qual o Estado pode avaliar o seu contingente de RH. Com a implantação do Projeto, o Governo espera aumentar a eficiência da gestão de recursos humanos por meio da melhoria dos processos e da base cadastral.

SERVIÇO

As informações sobre agendamento, validação de dados, dúvidas e notícias sobre o Projeto devem ser consultadas no site do Projeto:www.idfuncional.ce.gov.br

INFORMAÇÕES

A Central de Operações do Projeto Identidade Funcional funciona de segunda-feira a sexta-feira, de 8 às 12 e de 14 às 17 horas, e atende pelos telefones 3101-5065 ou 3101-5070.

 

Assessoria de Comunicação da Seplag

Arquivo Público abre nesta segunda-feira (20) exposição 'Memórias das Secas'

 

 

Um olhar sobre as secas de 1877, 1915 e 1932 no Ceará, através de documentos de época que revelam o drama vivenciado nos períodos de estiagem, a migração de milhares de flagelados, a repercussão em cidades como Fortaleza e até a instalação de campos de concentração. É o que oferece a exposição "Memórias das Secas em Documentos de Arquivo", que será aberta nesta segunda-feira, 20/7, às 9h, no Arquivo Público do Ceará (Rua Senador Alencar, 348, Centro), equipamento da Secretaria da Cultura do Governo do Estado. A mostra inclui 30 documentos referentes a esses três períodos de seca que marcaram a história do Ceara e segue aberta à visitação até 20 de agosto, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, com entrada franca.

RIMG_9395Com supervisão do diretor do Arquivo Público, historiador e professor Márcio Porto, e pesquisa de Paulo Cardoso, servidor da instituição, a exposição oferece a oportunidade de conhecer, através de documentos preservados pela instituição, detalhes sobre a seca e suas consequências sobre a população cearense, em diferentes momentos históricos. A grande seca iniciada em 1877 e que se estendeu por três anos, tornando-se conhecida como "a seca dos três setes", foi vivenciada ainda no Brasil Império, com os documentos revelando pedidos de providências ao governo provincial do Ceará. A seca de 1915, tema do clássico romance de Rachel de Queiroz, também levou milhares de cearenses a se deslocar do Interior para Fortaleza e outras cidades litorâneas. Por fim, em 1932, a seca gerou a instalação de campos de concentração nos arredores de Fortaleza e de cidades como Quixeramobim, Senador Pompeu e Iguatu.

RmuseuTodos esses fatos foram registrados em documentos que agora fazem parte da exposição no Arquivo Público - dos papeis manuscritos a bico de pena, referentes à seca de 1877 a 1879, aos datilografados em 1915 e 1932. A exposição é a segunda atividade de uma programação desenvolvida de forma articulada entre os diversos equipamentos da Secult, tendo como tema a seca, somando-se à exposição "Cem Anos da Seca de 1915", de fotografias do Interior cearense, de autoria de Ricardo Schmitt, atualmente aberta à visitação na Biblioteca Pública do Estado Espaço Estação (Rua 24 de Maio, 60, Centro, ao lado da Praça da Estação), de segunda a sexta das 8h às 17h e aos sábados de 8h às 18h, também com entrada franca.

Registros das vítimas da seca

"A seleção dos documentos teve por critério as menções aos vitimados pela seca. Há documentos sobre obras públicas, em que foi utilizada mão-de-obra de retirantes da seca, de prédios públicos construídos em Fortaleza e em alguns municípios do Interior, bem como sobre ações de assistência a esses vitimados da seca", descreve o diretor do Arquivo Público do Estado, Márcio Porto.

"Parte das peças da exposição são reproduções fotográficas dos documentos. Outras são documentos originais, devidamente protegidos. Ganha destaque na exposição a correspondência dirigida à presidência da província do Ceará e, mais tarde, ao Governo do Estado ou a outras autoridades, principalmente médicas e sanitaristas, solicitando providências quanto aos flagelados da seca", acrescenta o historiador.

"Os documentos revelam principalmente a característica do assistencialismo imediato, enquanto ações mais estruturais não tinham continuidade. Não são mostradas, pelo menos nos documentos, providências para um trabalho de longo prazo, de prevenção e convivência com os efeitos da estiagem", contrapõe. "Claro que essas ações emergenciais eram necessárias, porque as pessoas estavam passando fome, mas quando chegava uma nova seca havia novas ações de última hora, de socorrer, de pedir ajuda ao Império em 1877 e ao Governo Federal, em 1915 e 1932, em apelos para minorar a fome dessas pessoas", avalia Márcio Porto.

População de Fortaleza multiplicada por seis

O historiador aponta que o diferencial da seca de 1877 a 1879 foi o fato de a gravidade ter sido tamanha a ponto de atingir não somente a população pobre, mas também os proprietários de terras. "Foi quando a seca passou a ser um problema público. Não só os mais pobres foram dizimados, mas também os grandes latifundiários perderam seus rebanhos", reconstitui Márcio Porto. "Até 1977 o problema da seca era resolvido no âmbito do feudo: o fazendeiro trazia seus agregados pra fazenda e os protegia, alimentava... Mas a seca de 1877 foi tão severa que até os grandes proprietários foram atingidos", aponta.

"A população de Fortaleza passou de 20 mil pra 120 mil habitantes, neste três anos, por conta dos imigrantes que vieram por causa da seca, que se tornou um problema político, de Estado. Fortaleza, Aracati e outras cidades receberam um número muito grande de imigrantes. Currais da seca foram estabelecidos na periferia, porque a elite cearense exigiu que tirassem essas pessoas do Centro. O governo provincial teve que afastar essas pessoas para a periferia. Homens, mulheres, meninos, idosos eram todos confinados nessa área", destaca o historiador.

Campos de concentração

Já em 1932, ressalta Márcio, passaram à história os "campos de concentração", construídos em Fortaleza e em municípios como  Quixeramobim, Senador Pompeu, Iguatu e Cariús. "Nos documentos oficiais a denominação é essa: "campos de concentração" no Interior do Ceará", sublinha o professor. "Foram uma tentativa desumana e desesperada de evitar que que essas pessoas invadissem as cidades".

Equipe da exposição

Com supervisão de Márcio Porto e pesquisa de Paulo Cardoso, a exposição "Memórias das Secas em Documentos de Arquivo" contou, na equipe de montagem, com Etevaldo Evangelista, Wellton Nascimento, Elma de Jesus, João de Jesus e Jorismar de Freitas, além do próprio Márcio Porto.

SERVIÇO:

*"Memórias das Secas em Documentos de Arquivo". Abertura da exposição segunda-feira, 20/7, às 9h, no Arquivo Público do Ceará (Rua Senador Alencar, 348, Centro), equipamento da Secretaria da Cultura do Governo do Estado. A mostra inclui 30 documentos referentes a esses três períodos de seca e segue aberta à visitação até 20 de agosto, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, com entrada franca. Informações: 3101-2615.*

Fotos: Divulgação/Secult/Felipe Abud

 

Assessoria de Imprensa da Secult

Expocrato termina com R$ 100 mi negociados

expocrato2015bFoto: André Costa 

Crato. A Exposição Centro-Nordestina de Animais e Produtos Derivados (Expocrato) 2015 foi encerrada ontem, no Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcanti. Ao meio dia, o presidente do Grupo Gestor do Evento, Luiz Gonzaga de Melo, fez um breve discurso no Picadeiro, para uma plateia formada por criadores, expositores e tratadores, e encerrou a exposição mostrando-se feliz com o volume de vendas e de público que visitou o parque ao longo dos oito dias de evento.

Luiz Gonzaga destacou que o sucesso de umas das maiores feiras agropecuárias do Nordeste pode ser medido pela presença de expositores de diferentes regiões do país. Considerada cada vez mais uma vitrine de negócios, a Expocrato neste ano contou não somente com participantes do Norte e Nordeste, como também da região Sudeste. O presidente ressaltou que houve um aumento nas negociações de pequeno e médio porte e afirmou que o montante negociado nesta edição "ficou em torno de R$ 100 milhões".

Estima-se que mais de 450 mil pessoas tenham frequentado o parque desde o último dia 11, quando a Expocrato foi aberta extraoficialmente, com o show de Roberto Carlos. "Ainda não temos os números oficiais (de valor negociado e de público), mas logo que ficarem definidos, serão publicados", prometeu Luiz Gonzaga.

Grandes atrações

Em 2015, a Exposição completou 71 anos de criação, dos quais 63 destes foram realizados no Parque Pedro Felício, situado no bairro Pimenta, em Crato. Foram mais de 10 mil animais, entre bovinos, cães de raça, aves e equinos. As atrações artísticas ficaram por conta de 26 bandas. Além do "Rei", cantores e grupos consagrados no cenário nacional animaram a multidão. Ivete Sangalo, Biquíni Cavadão, Wesley Safadão e Bell Marques foram destaques da edição. Os shows foram encerrados ontem à noite, com a apresentação da dupla sertaneja Jorge e Matheus.

Transmissão ao vivo

A TV Verdes Mares, emissora oficial da ExpoCrato 2015, realizou uma cobertura especial do evento. Para mostrar todos os detalhes da Expocrato, a TV Verdes Mares e a TV Verdes Mares Cariri exibiram matérias nos programas jornalísticos e flashes em sua programação ao longo de toda a semana do evento.

Na última sexta-feira, dia 17, a emissora exibiu o programa especial Estação Verdes Mares, com transmissões ao vivo dos shows da Expocrato. O show de Ivete Sangalo também teve flashes ao vivo no Jornal da Globo.

Para o próximo ano, a organização já trabalha no sentido de trazer um show do mesmo nível de Roberto Carlos, para "consolidar o evento no rol das grandes festas do Brasil", conforme avaliou o empresário Rafael Branco, responsável pela vinda do "Rei".

André Costa
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Repercute no Ceará declarações do presidente da OAB sobre eleição na ordem

valdetario

Valdetário tem feito declarações otimistas sobre eleição na OAB

Tem repercutido de forma negativa em todo o Ceará, junto aos advogados da Capital e das subseções da OAB-CE, espalhadas pelo interior cearense, as declarações que o atual presidente Valdetário Monteiro tem feito a colegas no Fórum Clóvis Bevilacqua.
Segundo alguns relatos de profissionais do Direito, Valdetário tem dito insistentemente quando indagado sobre a eleição da OAB, que: "nem santo" tira sua reeleição para novo mandato na ordem"..
Autoconfiança exagerada para uns que lembram ao presidente que a eleição só acontecerá em novembro próximo. Para outros, veio a lembrança das palavras da ex-prefeita Luiziane Lins, que em 2012, declarou que elegeria até um poste para sucedê-la.
Para terceiros, as palavras de Valdetário lembraram episódio mais recente da política em estadual e foram ditas pela senador Eunício Oliveira no momento em que lideravas as pesquisas de opinião com 47% da intenção de votos contra 19% de Camilo Santana. "Nem Deus me tira essa eleição".
Veio o período de campanha e o restante da história todos nós conhecemos.

flavio pinto

Romaria do Padre Cícero na cidade Farias Brito

farias_brito

Farias Brito. A cidade de Farias Brito é o mais novo centro dos devotos do "Padim Ciço" na região do Cariri, graças à Construção do Pontal do Padre Cícero e ao trabalho missionário realizado pela Paróquia pelo padre Adalmiran Vasconcelos e seus colaboradores. Afinal, há dois anos já vem sendo realizada, todo dia 20, Missa em sufrágio da alma de Padre Cícero Romão Batista, congregando os devotos do município e da região.

O objetivo das romarias, segundo o padre, é disseminar a palavra de profecia e esperança do Padre Cícero. Hoje (20) o ato religioso ganha um diferencial. A peregrinação de quatro quilômetros será um ato de sacrifício e renovação da fé, no dia em que a comunidade católica cearense lembra os 81 anos de falecimento do "Padim". O tema da romaria é "Fé, Esperança e Caridade". A procissão segue da sede da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição até o Pontal, no Distrito do Quincuncá, na serra de mesmo nome.

Diario do Nordeste - Regional

Assaré ganha escola nos seus 150 anos de emancipação política

 

escola8

Camilo assistiu explicações dos alunos sobre o laboratório de Química da escola (Foto: Marcos Studart)

O município de Assaré, no Cariri Oeste chegou aos 150 anos de emancipação política. E de presente, a população ganhou do Governo do Estado, a Escola de Ensino Médio Patativa do Assaré, que foi entregue neste domingo (19), pelo governador Camilo Santana. A escola vai beneficiar, inicialmente, 350 alunos, da comunidade de Serra de Santana, que já estão regularmente matriculados e cursando do 1º ao 3º ano do ensino médio.
"Essa é uma escola que a comunidade merece. Moderna, bonita, com um ótimo ginásio poliesportivo, entre outras coisas que permite o maior acesso dos alunos que moram nesta área rural. Essa é uma política que o Governo do Estado, em parceria direta com Governo Federal, tem adotado de levar a escola cada vez mais próxima daqueles que estão em qualquer parte do estado", destacou o governador.
A unidade de ensino teve aporte financeiro no valor de R$ 3,8 milhões, oriundos dos Governos Estadual e Federal. A nova escola conta com biblioteca, laboratórios de Informática e de Ciências nas disciplinas de Química, Biologia, Física e Matemática; sala para o grêmio estudantil e quadra poliesportiva.
Estiveram ainda na inauguração, representando o Governo Federal, Idilvan Alencar, presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o secretário-adjunto do Gabinete do Governador, Fernando Santana,  os secretários Maurício Holanda (Educação) e Dedé Teixeira (Desenvolvimento Agrário), o superintendente do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE) Sílvio Gentil; o deputado estadual Sineval Roque, além dos prefeitos: Samuel Freire (Assaré)e  Girleuda Matias (Tarrafas), secretários e vereadores da região.

flavio pinto

Servidores do IFCE iniciam greve nesta quinta-feira

ifcegreve

 

Os servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) em todo o Estado entram em greve a partir de quinta-feira, 23/7. O movimento inclui as diversas unidades do Instituto, que também realizará paralisação na quarta-feira, 22/7, após decisão tomada em assembleia que lotou a quadra principal do Campus Fortaleza na sexta-feira, 17/7. Na assembleia mais representativa já realizada pelos trabalhadores do IFCE, a greve foi decidida por ampla maioria. No Crato e Juazeiro, os servidores fazem reunião nesta quinta-feira (23)

Flavio Pinto News

Uma história qualquer - Por: Emerson Monteiro

Bom, vou contar do jeito que grudou nas lembranças, aos pedaços soltos, essa história. 

Houve civilização quando as pessoas chegavam à idade provecta (outro nome de velhice, que alguns também chamam de ancietude, terceira idade, eufemismos conciliadores), e nessa época da vida todo ano se promovia animado festival ofertando aos deuses exemplares dessas pessoas já sem muita resistência física e esperança de vida. Era festa da lavoura em que os paramentavam e mandavam a sacrifício, sob o olhar atento de jovens e adultos, imolados que seriam nos altares do templo.

No entanto, cidadão que morava com o pai em lugar afastado da povoação, em cabana escondida no escuro das matas, resolveu contradiz o costume secular da raça e decidiu manter seu genitor anônimo, isolado, o quanto pode, dado o respeito e o carinho que lhe nutria.

Transcorreram anos até gastar o estoque inteiro dos anciãos nos festejos das tais propiciações coletivas. Esgotaram toda gente no ponto de oferecer nas adorações. Enquanto isto, de repente, o clima mudou e seca terrível assolaria a região. As lavouras definharam a ponto de morrer quase tudo, vegetação, animais, e as pessoas correr risco de fugir ou padecer de fome cruel. 

Nisso, no sentido de aplacar a ira dos deuses, resolveram edificar novo templo, na intenção de angariar outra vez a simpatia e o favorecimento do desconhecido. Cortariam grandes trocos da floresta e utilizariam na outra construção das adorações. Logo no início, porém, descobriram que ninguém no meio deles sabia qual a posição correta em que deviam colocar as colunas de madeira, porquanto os antigos que conheciam o assunto haviam sido executados nas lapidações humanas das praças públicas.

Nessa hora, o homem que escondera o pai longe das vistas do grupo revelou que sabia que ainda restava raro exemplar da espécie nas condições exigidas daquele conhecimento, mas que apenas diria onde estava ele caso mudassem a lei daí adiante, deixando que velhos pudessem existir mesmo que possuíssem mais idade e pouca força.

Dias reunidos, pesarem e mediram, e decidiram aceitar a proposta do filho fiel. Então o único idoso que sobrara na comunidade veio orientar a construção no estilo tradicional. Depois, pouco tempo transcorrido, a paz voltaria a reinar e o bem estar regressou a toda gente. 


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30