xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 08/07/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

08 julho 2015

Comissão do Senado vai discutir participação da Petrobras no pré-sal

senado1

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), determinou a criação de uma comissão especial para discutir o projeto de lei do senador José Serra (PSDB-SP) que retira a participação mínima da Petrobras na exploração do pré-sal.

O projeto estava na pauta do Senado em regime de urgência, mas não havia acordo para a votação. Após longa discussão sobre um requerimento que pedia a retirada da urgência, o presidente decidiu acatar outro requerimento que propunha a criação da comissão especial.

Ela será formada por 27 senadores e deverá entregar um parecer sobre a matéria em até 45 dias. Os membros serão indicados pelos partidos políticos e deverão fazer o debate ouvindo especialistas, o governo e os diretores da Petrobras.

Agência Brasil

Política de combate à desertificação é aprovada pelo Senado

seca3

O plenário do Senado aprovou hoje (8) o Projeto de Lei (PLS) 70/2007, que cria a Política Nacional de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca. O texto é um substitutivo da Câmara dos Deputados ao PLS 70/2007, do então senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) e foi aprovado ontem (7) na Comissão de Meio Ambiente da Casa.

Além de estabelecer princípios e objetivos da política, a proposta autoriza o Executivo a criar a Comissão Nacional de Combate à Desertificação. O órgão será responsável por implementar ações e articular as iniciativas de órgãos federais, estaduais e municipais.

Atualmente, existe resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) estabelecendo uma política de controle da desertificação, mas na avaliação do senador Otto Alencar (PSD-BA), relator da matéria na Comissão de Meio Ambiente, as soluções para o problema precisam de uma lei específica sobre o tema.

Segundo Otto Alencar, as áreas propensas à desertificação no Brasil somam cerca de 1 milhão de quilômetros quadrados, em oito estados do Nordeste e em municípios do norte de Minas Gerais. Nessa região semiárida, vivem cerca de 23 milhões de habitantes, em mais de mil municípios.

A proposta foi aprovada em votação simbólica no plenário do Senado e, como não sofreu alterações em relação ao texto da Câmara, seguirá para sanção da presidenta Dilma Rousseff.

Editor Aécio Amado

24 minutes ago|Mariana Jungmann - Repórter da Agência Brasil

TRE de Minas inocenta dirigentes dos Correios

tremg

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais julgou, por seis votos a zero, improcedente a ação de investigação judicial eleitoral contra o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, e o diretor regional dos Correios em Minas, José Pedro de Amengol Filho. O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, o vice-governador, Antônio Andrade, e o deputado estadual Durval Ângelo (PT), que eram réus na ação eleitoral, também foram inocentados.

“Fui a fundo, investiguei, mas não encontrei provas suficientes do que foi imputado aos investigados. Justiça se promove com provas e provas não há”, afirmou o procurador regional eleitoral no Estado, Patrick Salgado, em seu parecer.

“Na época, fizemos todos os esclarecimentos para que a imagem dos Correios não fosse comprometida por esse factoide e pela leviandade eleitoral. A Justiça foi feita e a verdade venceu”, afirmou o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira.

Em setembro do ano passado, às vésperas das eleições, veículos de comunicação divulgaram denúncias de suposto uso dos Correios para favorecer candidatos do PT. A empresa e seus dirigentes deixaram claro que a participação de empregados em atividades de campanha sempre ocorreu em horário fora do expediente de trabalho e fora das instalações dos Correios, sem uso de qualquer recurso da instituição — ou seja, de maneira permitida pela legislação e garantida pela democracia brasileira.

Todas as ações dos Correios durante o processo eleitoral restringiram-se à prestação de serviços, sempre mediante pagamento, dentro do cronograma previsto e amplamente divulgado.

(Com ECT/MG)

FGV – Redução da maioridade penal não diminui incidência de crimes violentos no País

maioridade-penal

 

“O primeiro estudo em economia do crime dos professores Francisco Costa e Felipe Iachan, da Escola Brasileira de Economia e Finanças (EPGE) da Fundação Getulio Vargas, conclui que a redução da maioridade penal não diminui a incidência de crimes violentos no país.

Economia do crime é um subcampo da economia que avalia a incidência de atividades criminosas partindo de uma abordagem econômica sobre incentivos individuais em relação a crimes, com base em uma análise estatística. Esses incentivos significam os ganhos privados que uma pessoa teria cometendo uma atividade criminosa, mesmo que existam custos sociais não incorporados a elas.

O trabalho foi feito em cima de dados de mortalidade de jovens no Brasil por causas violentas. A meta era verificar se esses dados sobre mortes violentas conseguiriam indicar alguma heterogeneidade no comportamento de jovens que têm 17 anos e 11 meses de idade em relação àqueles que têm um pouco mais de 18 anos na sua propensão de desenvolver atividades violentas, considerando que o tratamento dado às duas faixas etárias é diferente no Brasil.

A hipótese testada pela pesquisa é a teoria de que um possível aumento de punição para crimes, como previsto nas propostas de maioridade penal no Brasil, reduziria o apelo da atividade criminosa. O objetivo era ver se a maioridade penal poderia provocar uma queda na propensão a envolvimentos criminosos.

De acordo com o economista Felipe Iachan, a conclusão, porém, é que “com os dados brasileiros, não existe evidência de um efeito de dissuasão significativo aos 18 anos”. A lógica da dissuasão seria um dos motivos apresentados para os atuais pedidos de redução da maioridade penal, que jogaria mais jovens para punições mais pesadas, diz ele.

O trabalho envolveu 20 regiões metropolitanas brasileiras e constatou que apenas no Rio de Janeiro ocorreu queda no número de jovens mortos por causas violentas imediatamente após terem completado 18 anos, com base em informações de todos os atestados de óbito emitidos entre 2003 e 2012 no país. A região metropolitana do Rio de Janeiro responde por cerca de 20% das mortes de jovens por causas violentas na amostra estudada e apresentou queda de 15% no agregado de jovens mortos por causas violentas após completarem 18 anos.

Foi utilizada no trabalho a metodologia de regressão descontínua (apropriada para os casos em que a probabilidade de uma pessoa ser tratada muda drasticamente dependendo de fatores específicos) para comprovar se o desenho de todo o sistema criminal no Brasil, ao ter um salto pronunciado de tratamento aos 18 anos, daria incentivos diferenciados para o comportamento criminoso ao redor dessa faixa etária.”

(Agência Brasil)

Dólar fecha acima de R$ 3,20.

dolar-20120223-04-size-598

“Em meio a preocupações com a China e a Grécia, o dólar teve forte alta nesta quarta-feira (8) e fechou acima de R$ 3,20 pela primeira vez em três meses. O dólar comercial subiu 1,61% (R$ 0,051) e fechou vendido a R$ 3,234, na maior cotação desde 27 de março (R$ 3,241).

Na máxima do dia, por volta das 12h, a moeda norte-americana atingiu R$ 3,236. A divisa acumula alta de 4,02% em julho e de 21,63% no ano.

O dólar subiu em todo o mundo por causa das preocupações com a China, depois que as medidas postas em prática pelo governo do país não conseguiram conter a queda no mercado de ações. Em apenas um mês, as ações das empresas chinesas perderam cerca de um terço do valor, embora continuem 75% acima do registrado há um ano. Somente hoje, 1,3 mil empresas tiveram a comercialização de ações suspensa na Bolsa de Xangai, o que levou investidores a comprarem dólares.

As tensões em torno das negociações do futuro da economia grega também contribuíram para a alta da moeda norte-americana. Nesta quarta-feira, o país pediu formalmente um novo resgate do Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira, fundo que socorre os países da zona do euro. O Conselho Europeu obrigou o governo grego a apresentar uma proposta até amanhã (9), para tentar fechar um acordo até domingo (11).”

(Agência Lusa)

Dilma se reúne com Putin e diz que Brics vive “momento especial”

dilmaputin

A presidente Dilma Rousseff, em encontro bilateral com o presidente russo, Vladimir Putin, em Ufa, na Rússia, informou que a sétima cúpula do Brics, que começou nesta quarta-feira (8), “será um momento especial para o bloco, que se consolidará com a criação do Novo Banco de Desenvolvimento e do Arranjo Contingente de Reservas”.

Sobre a relação entre Brasil e Rússia, Dilma destacou a área de ciência e tecnologia e acrescentou que os dois países devem desenvolver o comércio bilateral, que tem reconhecido potencial de crescimento. “Devemos continuar trabalhando para atingir a meta dos US$ 10 bilhões no fluxo do nosso comércio”.

A presidente destacou que a área de infraestrutura brasileira representa uma grande oportunidade de investimento. “Temos também grande interesse em ampliar investimentos recíprocos. O Brasil tem agora uma oportunidade ímpar, com seu plano de investimento em logística, de atrair empresas russas, que são grandes especialistas em portos e em ferrovias.”

Durante o encontro, Putin enfatizou o crescimento de 15% no comércio entre os países do Brics em 2014 e disse estar confiante na manutenção da tendência.

(Agência Brasil)

Instituto Centec oferece programação educativa gratuita na Expocrato 2015

Centecgvce

Tem início no dia 12 de julho, a 64ª edição da Exposição Agropecuária do Crato (Expocrato), o maior evento voltado à agropecuária do Nordeste. O Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) participará da feira promovendo uma extensa programação educativa com oficinas, palestras e exposições durante toda a semana, no Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcante. Professores e alunos da Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) Cariri, em Juazeiro do Norte, da Fatec Sertão Central, em Quixeramobim, e dos Centros Vocacionais Técnicos (CVTEC) nas cidades de Barbalha e Crato, estarão presentes durante todo o evento com demonstrações educativas em várias áreas do conhecimento, da culinária à indústria.

A Fatec Cariri realizará oficinas demonstrativas no stand do Centec com professores e alunos do Eixo Tecnológico da Indústria, de segunda à sexta (13 a 17 de julho), nos períodos da manhã e tarde. Alguns dos temas que serão abordados são: sustentabilidade e energias renováveis, apresentação prática de uma casa sustentável, a automação residencial no contexto da eficiência energética, dentre outros.

A Fatec Sertão Central realizará, na segunda-feira à noite, uma oficina de blocos multinutricionais, que é uma tecnologia simples que pode ajudar na sobrevivência dos animais durante o período de estiagem. O professor Rildson Fontenelle ensinará aos produtores a preparar um bloco de suplementação energética e proteica. A matéria-prima utilizada pode variar a depender do tipo de animal, mas, em geral, eles possuem em sua formação melaço, farelo de milho e de soja e sal mineral, dentre outros componentes.

Outro destaque da programação do Instituto Centec na Expocrato 2015 fica por conta do CVTEC Crato, cujo curso técnico de Cozinha já é reconhecido na região sul do Ceará. A unidade promove, nos dias 15 e 16 de julho, oficinas voltadas para o ensino de receitas da culinária regional, ministrada pelo coordenador da unidade, Sangielo Cruz. Na ocasião, serão apresentadas receitas de coquetéis tendo como base o caldo de cana e canapés preparados exclusivamente com produtos regionais. As oficinas foram planejadas, e serão executadas, com a participação dos alunos do curso técnico em Cozinha, nos turnos da tarde (15/07) e noite (16/07).

O CVTEC Barbalha, que oferece o curso técnico em Agricultura, realizará durante os dias 14 e 15 de julho, uma extensa programação de palestras técnicas e oficinas práticas que prometem abordar as questões ambientais inerentes às práticas agrícolas. A ideia é oferecer, aos produtores rurais do Cariri, conhecimentos sobre a cadeia produtiva do meio ambiente, contribuindo para a consolidação da agricultura familiar na região.

Os visitantes da Expocrato 2015 terão a oportunidade de saber mais sobre a utilização de defensivos agrícolas, irrigação de baixo custo no cultivo familiar, os impactos da agricultura e da pecuária no meio ambiente, produção agroecológica integrada e sustentável, dentre vários outros temas pertinentes. O stand do Instituto Centec na Expocrato conta ainda com exposições de produtos trazidos de suas unidades. A Fatec Sertão Central oferece degustação e comercialização de queijos, ricotas e doce de leite, tradicionais e com sabores diferenciados, produzidos por professores e alunos do curso superior de Tecnologia em Alimentos. Além disso, o professor Rildson realizará a exposição de uma caixa transparente de colmeia, tirando dúvidas dos visitantes sobre o ecossistema das abelhas. Já o Centro Vocacional Tecnológico (CVT) do Centec, em Barreira, na macrorregião de Baturité, oferecerá aos visitantes a degustação de castanhas fabricadas na unidade. O CVT oferece cursos básicos e assistência técnica que contribuem para o fortalecimento da Cadeia Produtiva do Caju.

O CVTEC Barbalha fará a exposição e comercialização dos cultivos e produtos da unidade, como compostos orgânicos vegetais, mudas enxertadas, peixes ornamentais e tilápias e produtos agroindustrializados: cebolinha em pó, molho de alho, pimenta e licor de sabores diversos. Ocorrerá também a distribuição gratuita dos fascículos do Projeto “Formação para o Trabalho 2”, uma publicação da Fundação Demócrito Rocha em parceria com o Centec. Além dos tabloides, também foram produzidos vídeo-aulas e cadernos tecnológicos em variados temas de capacitação profissional. Alguns dos fascículos são: plantas medicinais, biodiesel, suinocultura, carcinicultura, produtor de acerola, banana, dentre outros. Todos os fascículos e vídeo-aulas estão disponíveis no site da Fundação em http://www.fdr.com.br/formacao/2014.

A programação completa do Instituto Centec na Expocrato de 2015 pode ser conferida em www.centec.org.br (segue abaixo). A abertura oficial do evento acontece no dia 12, com programação até o dia 19. Haverá ainda o show do cantor Roberto Carlos no dia 11, além de outras apresentações musicais no decorrer da feira. Outras informações, como preços de ingressos e shows, podem ser conferidas no site oficial do evento: www.expocratooficial.com.br.

O Instituto Centec é uma organização social que está presente em 43 municípios cearenses oferecendo cursos básicos, técnicos de nível médio, superiores tecnológicos e pós-graduação, por meio de parceria com a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), do Governo do Estado do Ceará.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

12 de Julho (DOMINGO)
20h - ABERTURA OFICIAL DA EXPOCRATO

13 de Julho (SEGUNDA)
Manhã - OFICINA: A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS ELETROPNEUMÁTICOS NO SETOR INDUSTRIAL
Tarde - OFICINA: A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS ELETROPNEUMÁTICOS NO SETOR INDUSTRIAL
Noite - OFICINA DE BLOCOS MULTINUTRICIONAIS

14 de Julho (TERÇA)
8h30 - ABERTURA DO COP - CIRCUITO DE OFICINAS E PALESTRAS DO CENTEC
9h - Palestra: Utilização de Defensivos Agrícolas na Agricultura
10h - Palestra: Irrigação de Baixo Custo na Agricultura Familiar
Manhã - OFICINA: SUSTENTABILIDADE E ENERGIAS RENOVÁVEIS
14h - OFICINA: Produção de Defensivos Agrícolas
15h30 - OFICINA: Produção de Composto Orgânico
Tarde - OFICINA: SUSTENTABILIDADE E ENERGIAS RENOVÁVEIS

15 de Julho (QUARTA)
8h30 - Palestra: Impactos da Agricultura no Meio Ambiente
9h30 - Palestra: Impactos da Pecuária no Meio Ambiente
10h40 - Palestra: Disponibilidade Hídrica na Bacia do Salgado
Manhã - OFICINA: A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS HIDRÁULICOS NOS SETOR INDUSTRIAL
14h - Oficina: Apresentação do Sistema PAIS - Produção Agroecológica Integrada e Sustentável
15h30 - Encerramento do COP CVTEC BARBALHA
Tarde - OFICINA: A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS HIDRÁULICOS NOS SETOR INDUSTRIAL
Tarde - Oficina de culinária regional

16 de Julho (QUINTA)
Manhã - A IMPORTÂNCIA DA AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL NO CONTEXTO DA EFICIÊNCIA
ENERGÉTICA (SISTEMAS EMBARGADOS)
Tarde - A IMPORTÂNCIA DA AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL NO CONTEXTO DA EFICIÊNCIA
ENERGÉTICA (SISTEMAS EMBARGADOS)
Noite - Oficina de culinária regional

17 de julho (SEXTA)
Manhã - OFICINA: APRESENTAÇÃO PRÁTICA DE UMA CASA SUSTENTÁVEL
Tarde - OFICINA: APRESENTAÇÃO PRÁTICA DE UMA CASA SUSTENTÁVEL

12 a 19 de julho
Exposições diversas em stand

 

Caroline Avendaño
Assessora de Imprensa do Instituto Centro de Ensino Tecnológico

Número de vítimas fatais nas CEs registra queda de 28% no primeiro semestre

transitoce

O primeiro semestre de 2015 indica redução de 28% no total de vítimas fatais envolvidas em acidentes de trânsito rodoviário nas CEs, se comparados ao mesmo período do ano passado, caindo de 269 para 195. A queda é resultado da intensificação das operações realizadas pelo Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran/CE) nas principais rodovias estaduais, entre elas, CE 085 (Rodovia do Sol Poente), CE 040 (Rodovia do Sol Nascente) e CE 060.

Segundo dados do BPRE, também foi registrada diminuição no número de acidentes nas estradas estaduais no primeiro semestre em relação ao mesmo período de 2014. A queda foi de 17%, passando de 1.816 para 1.514. Já o número de feridos teve redução de 23%, caindo de 1.118 para 858. Os índices mostram que as ações de educação, sinalização e fiscalização no trânsito, realizadas pelo Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) apresentam resultados positivos.

RtrânsitoSegundo o comandante do Batalhão, Tenente-Coronel Paulo Sérgio, duas operações estão sendo feitas semanalmente no interior do Estado, baseadas nos números de acidentes que são registrados, e todos os dias são realizadas outras operações em diferentes bairros de Fortaleza.

“O que nos fez melhorar essas operações foi o apoio logístico que nos foi dado. O BPRE recebeu novas motos, novos carros e novos guindastes. Isso ajudou a aprimorar o nosso trabalho e, com isso, fomos capazes de realizar mais operações e mais blitze em todo o Estado”, afirma o comandante.

Reforço de efetivo

Ainda conforme o comandante, até dezembro de 2015, o Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) vai receber um reforço de 242 homens. “Com esse reforço, esperamos melhorar ainda mais nossos números e reduzir cada vez os acidentes e as mortes no trânsito”, frisa o comandante.

Ao todo, neste primeiro semestre, 10.575 carros foram apreendidos e 12.346 motos recolhidas. Ainda durante as operações, 111.118 notificações foram expedidas e 3.236 pessoas foram flagradas na “Lei Seca”.

Queiroz Neto / Fotógrafo / Governo do Estado

 

Assessoria de Comunicação da SSPDS

Museu da Imagem e do Som do Ceará promove minicurso de férias sobre música brasileira, com Dilmar Miranda

 

MISUma oportunidade de debater com um dos grandes estudiosos da música brasileira a história, o presente, a forma e o conteúdo, o texto e o contexto da canção popular e da produção musical nacional como um todo. É o que o Museu da Imagem e do Som do Ceará (MIS-CE), equipamento da Secretaria da Cultura do Governo do Estado, oferece a partir desta segunda-feira, 13/7, com o minicurso de férias “Análise e apreciação da Nossa Música Popular Brasileira - Do período Colonial à Contemporaneidade”, ministrado por Dilmar Miranda, diretor do museu, professor da UFC e um dos mais respeitados pesquisadores de todo o País quando o assunto é música popular. As inscrições já estão abertas.

O minicurso será ministrado nos dias 13, 15, 17, 20, 21 e 22, sempre das 17h às 19h30, facilitando também a participação de quem não está em férias neste mês de julho. São 40 vagas e as inscrições podem ser feitas pelo telefone do MIS, 3101-1206, ou presencialmente no Museu, que fica na Av. Barão de Studart, 410, Meireles.

RmúsicoMIS2De acordo com Dilmar Miranda, o minicurso tem entre seus objetivos promover a apreciação da Música Popular Brasileira (MPB), instrumental e vocal, examinando os aspectos técnicos e estéticos presentes nas criações de seus inventores e nas performances de seus intérpretes, articulando a análise ao seu entorno social expresso na história cultural do Brasil, centrada nos momentos marcantes da figuração de seus principais estilos e gêneros, desde a virada do século XX até a MPB da contemporaneidade.

“Convidamos o público a participar do minicurso no MIS, neste mês de julho, para mergulharmos juntos na história da nossa música e na compreensão dos motivos pelos quais ela se tornou uma das mais admiradas em todo o mundo e uma das mais importantes, senão a mais importante das matrizes criativas da música mundial”, destaca o professor Dilmar Miranda, ressaltando a satisfação em ministrar o curso e receber os participantes no Museu da Imagem e do Som do Ceará, espaço simbólico e referencial para a música em nosso Estado.

“Será um percurso bem leve e diversificado, em uma dinâmica participativa, começando com os antecedentes da música brasileira no período colonial, seguindo pela fixação dos gêneros da música urbana na virada para o século XX, com o choro, o maxixe e o samba, e continuando pela era da fonografia a partir dos anos 30, pelo sucesso de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira no pós-guerra, pela bossa nova no final dos anos 50, pela era da Jovem Guarda e dos festivais na década de 60, entre muitos outros momentos da nossa música popular brasileira”, descortina Dilmar.

Os 100 anos desde o nascimento do compositor cearense Humberto Teixeira, comemorados em 2015, também terão espaço especial no minicurso, aberto à participação de todos os interessados, dentro do limite de vagas.

Mais sobre Dilmar Miranda

O sociólogo, professor universitário, escritor e pesquisador Dilmar Miranda, diretor do Museu da Imagem e do Som do Ceará (MIS-CE), possui longa atuação nos campos da cultura e da história, contando com amplo reconhecimento, tendo a música popular brasileira e a indústria cultural entre seus principais temas de pesquisa.

Dilmar dos Santos Miranda graduou-se em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, em 1968. É mestre em Ciências Sociais pela Universidade de Ciências Humanas de Strasburgo (1976), doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (2001) e pós-doutorando pela Universidade Nova de Lisboa, na área de Filosofia. Pesquisador de relevo na Universidade Federal do Ceará, é professor associado do Instituto de Cultura e Arte (ICA) e responsável pela área de Estética Filosófica e Estética Musical, atuando principalmente nos temas música, cultura, arte e modernidade.

Também coordena o Grupo de Estudo da Arte (Gesta) e o Laboratório de Estética do Curso de Filosofia do ICA da UFC). É ainda professor do programa de pós-graduação em Filosofia da UFC, na área de estudo da Estética moderna e contemporânea. Também colabora como professor dos cursos de especialização da Faculdade Sete de Setembro e da Universidade Estadual do Ceará.

No campo da cultura e das artes, Dilmar Miranda foi um dos apresentadores do programa "Encontro com o Jazz", da Rádio Universitária FM, contribuiu para a produção de discos, realizou e orientou diversos trabalhos de pesquisa sobre música cearense, música brasileira e jazz e foi curador da exposição "50 Anos de Bossa".

O MIS-CE

O Museu da Imagem e do Som do Ceará é responsável, desde sua fundação, pela preservação, pela difusão e pela pesquisa da memória audiovisual do Estado. Inaugurado em 1980, foi inicialmente instalado no subsolo do prédio da Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel. Em agosto de 1996 foi reestruturado em sua atual sede, na avenida Barão de Studart, 410.

Atualmente o acervo do MIS-CE é estimado em 150 mil peças entre discos de música brasileira e internacional (de 78, 45 e 33 e ½ rotações), CD’s, fitas de áudio, de rolo, cassete e microcassete, um acervo de imagem (fotografias cópia papel e digital) com imagens de Fortaleza Antiga, de outros municípios cearenses, de personalidades, festas e folguedos populares, artistas populares (cordelistas, artesãos, escultores, etc) cromos e negativos, filmes de diretores cearenses e registros de danças e festas da cultura popular tradicional (em diversos formatos, como vídeos betacam, betamax, VHS e super VHS, DVD, H-8, películas de 16mm e 35mm etc.), depoimentos de personalidades da história do Ceará, cordéis, partituras e muitos outros objetos que contam a história registrados em suportes audiovisuais.

Além do acervo disponibilizado ao usuário, o MIS possui biblioteca especializada (em fase de reorganização), sala de projeção multimídia e espaços expositivos. Conta ainda com as atividades do Núcleo Educativo, setor responsável pela mediação das visitas e pelas atividades de formação, como cursos e oficinas.

Programa do minicurso “Análise e Apreciação da Nossa Música Popular Brasileira”

1) A abordagem inicia-se com os antecedentes da MPB no período colonial, cujo instante marcante se dá com a chegada da corte portuguesa no Brasil e suas ressonâncias na vida musical que se fazem sentir no curso do século XIX, com o aflorar das primeiras formas musicais (choro) que irão constituir a futura MPB.

2) Na viragem do séc. XX dá-se a instauração da nova ordem republicano-burguesa, quando se fixam os principais gêneros da moderna música popular urbana (o choro, maxixe e samba), no contexto do surgimento do sistema fonomecânico de gravação.

3) Nos anos 1910/20, dá-se a famosa polêmica do “1º samba” Pelo telefone, e a geração da “casa da Tia Ciata”, importante locar de encontro de artistas populares da época: momento de ruptura com as práticas musicais tradicionais e início da profissionalização do compositor popular.

4) Em fins dos anos 20, surge a geração da “Turma do Estácio”, responsável pela criação do moderno samba urbano e pela criação da 1ª Escola de Samba do Rio de Janeiro.

5) Na virada dos anos 30, dá-se a invenção do sistema fonoelétrico provocando mudanças técnicas e estéticas na forma de compor, interpretar e ouvir a MPB. Surge a era de ouro do rádio (anos 30/40), exercendo um grande papel na divulgação de vários compositores, maestros, instrumentistas e cantores.

6) No pós-guerra, além da invasão das músicas latino-americanas, divulga-se no país, com imenso sucesso, a música popular nordestina, a exemplo do baião, na performance do compositor pernambucano Luís Gonzaga.

7) Em fins dos anos 50, verifica-se a renovação da moderna música popular brasileira, com a bossa nova, provocando grandes mudanças estilísticas na MPB.

8) Com a ditadura militar (golpe de 1964) a sociedade brasileira passa a viver tempos sombrios, com fortes ressonâncias na MPB, fazendo surgir a música de protesto (música de intervenção).

9) Do meio para o fim dos anos 60, surge a era dos festivais e o movimento tropicalista (tropicália), Segue a radicalização da vida política: a ditadura baixa o AI 5, instituindo a pena de morte contra adversários do regime.

10) Nos anos 70, dá-se a alegorização da canção de protesto e a retomada da música instrumental popular.

11) Nos anos 80, surge o rock nacional (brock), com forte influência do punk inglês. Intensifica-se a luta contra a ditadura com o movimento das (eleições) diretas-já! Muitos artistas se engajam no movimento.

12) A partir das últimas décadas do século XX, chegando à contemporaneidade, a MPB enfrenta um intenso desafio entre a forma estética e a fôrma comercial da indústria cultural. Nesse contexto, vários artistas (compositores e/ou intérpretes) expressam as formas tradicionais da MPB, pelo uso de linguagens contemporâneas bem como pela mediação das novas tecnologias, buscando sua renovação, a exemplo do movimento Manguebit e de outros grupos, ou trabalhos-solo, procurando compatibilizar a tradição com a contemporaneidade, a exemplo da música pop da atualidade. Chico Buarque e a morte da canção.

SERVIÇO:

Minicurso “Análise e apreciação da Nossa Música Popular Brasileira - Do período Colonial à Contemporaneidade”, ministrado por Dilmar Miranda, diretor do Museu da Imagem e do Som do Ceará, equipamento da Secretaria da Cultura do Governo do Estado. Dias 13, 15, 17, 20, 21 e 22, sempre das 17h às 19h30. 40 vagas. R$ 20,00. Inscrições abertas: 3101-1206 ou presencialmente no Museu, que fica na Av. Barão de Studart, 410, Meireles.

 

Assessoria de Comunicação da Secult

Agricultura irrigada: experiência de sucesso na Califórnia servirá de exemplo para estudo no Ceará

 

califO Ceará vai realizar um estudo inédito voltado para gestão de água na agricultura irrigada. Em um momento de seca vivenciado há quatro anos, a iniciativa tem como principal objetivo otimizar o uso da água no agronegócio em território cearense, tendo início pelo Médio e Baixo Jaguaribe. Para dar início às ações, pesquisadores da Califórnia apresentaram nesta terça-feira (7), no Palácio da Abolição, a experiência de sucesso vivenciada no estado americano de clima semelhante ao cearense.

O estudo é financiado pela Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) e será executado pelo Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec). A previsão de término do projeto é de três meses, quando será entregue aos órgãos responsáveis para a prática.

"Nós recebemos uma demanda da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), Secretaria de Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa), da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) e também de algumas câmaras setoriais ligadas ao agronegócio solicitando que nós fizéssemos o estudo sobre o manejo e o monitoramento de água no Ceará. Fizemos um contrato com o Centec para que possamos, nós próximos 90 dias, ter um documento para utilizar de forma racional e inteligente. Buscamos essa parceria com os pesquisadores da califórnia, responsáveis por um sistema eficiente naquele estado que tem um clima semelhante ao nosso. Para se ter uma ideia, na Califórnia eles atravessam o terceiro ano de seca. Aqui são quatro anos", explicou o presidente da Adece, Ferruccio Feitosa.

Rcalif2O projeto consistirá em uma readequação, tendo como referência o Sistema de Informação para o Manejo da Irrigação na Califórnia (CIMIS), do Sistema de Informações para o Manejo da Irrigação no Ceará (SIMIC), rede integrada de estações que foi constituída em 1999 a partir de um Projeto Piloto implementado pela Funceme.

De acordo com o presidente do Centec, Francisco Viana, essa é a oportunidade de aperfeiçoar as tecnologias já existentes no Ceará por meio da experiência exitosa da Califórnia. "É um momento oportuno de fazer o que já fazemos há mais de 10 anos com o que já se pratica a nível internacional e referência no mundo, que é a Califórnia", disse.

Para o presidente da Funceme, Eduardo Sávio Martins, o maior diferencial a ser vivenciado pela agricultura cearense com a implantação do estudo será a informação levada ao agricultor. "Nosso sistema vai até o final com a definição da necessidade de irrigação. O que está faltando é a extensão. Como chegar com essa informação ao irrigante e como fazê-lo entender que usar essa informação vai maximizar produção", destacou.

Já o titular da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), Francisco Teixeira, enfatizou a objetividade, o pragmatismo e a precisão dos americanos como um ponto positivo para a troca de experiências com o Ceará. "Eles se organizam e dão a volta por cima. Todos os estados da bacia do Colorado estabeleceram planos para se adequar à realidade hídrica", concluiu ele, destacando outros estados americanos.

Rcalif3Estiveram ainda presentes no evento os titulares das secretarias estaduais Francisco Teixeira (Recursos Hídricos), Nelson Martins (Relações Institucionais) e Hugo Figueiredo (Seplag),  além dos secretários adjuntos Cláudio Ferreira Lima (Desenvolvimento Econômico), Euvaldo Bringel (Agricultura, Pesca e Aquicultura), Ramon Rodrigues (Recursos Hídricos) e Francisco Carvalho (Ciência, Tecnologia e Educação Superior). Também estavam no evento os presidentes João Lúcio (Cogerh), Atônio Amorim (Ematerce) e representantes da Agência Nacional de Águas (ANA), Vagner Vilella e Thiago Fontenele. Representaram as câmaras setoriais Tom Prado (CS Frutas), Afro Negrão (CS Carnaúba), Cristiano Maia (CS Camarão) e Thomas Reeves (CS Flores).

Case de sucesso

A Califórnia é o estado americano com maior Produto Interno Bruto (PIB) e, na produção agrícola, enquadra-se como referência mundial. Assim como o Ceará, a localidade vem sofrendo sérios problemas econômicos causados pela seca, que impacta fortemente o desempenho no meio rural. O CIMIS, elaborado pela UCDavis e gerenciado pelo DWR, deu um grande retorno econômico, modificando positivamente o cenário da agricultura irrigada da Califórnia e servirá de espelho para as ações implementadas em solo cearense.

Queiroz Neto / Fotógrafo / Governo do Estado

 

Ana Beatriz Sugette
Assessoria de Comunicação - Agência do Desenvolvimento do

Tecnólogos buscam atrair investidores para aplicativos

ufcsobralFoto: Alex Pimentel

Quixadá. Um aplicativo criado recentemente por um bacharel e dois estudantes de Sistemas de Informação (SI) da Universidade Federal do Ceará (UFC), neste Município, poderá abrir as portas do mercado tecnológico da computação para o Sertão Central e transformá-la numa espécie de "Vale do Silício" genuinamente brasileiro. Com a divulgação do software, desenvolvido para advogados e clientes, os acadêmicos esperam que investidores se interessem na realização de mais projetos e na implantação de empresas especializadas nesse segmento nas vizinhanças do campus tecnológico do Sertão Central.

Com apoio econômico e implantação de laboratórios, a região poderá se tornar referência na criação de softwares para o mercado industrial, comercial e da diversão. Essa perspectiva já está sendo observada pelo bacharel Wítalo Benício, e os acadêmicos do 6º Semestre de SI, Daniel Zanata e Luís Siqueira. Ela surgiu logo após o lançamento do aplicativo "OAB Advogados", por meio de uma parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Ceará.

Foram quatro meses para a conclusão da programação do software, na linguagem Phyton; mais seis para o desenvolvimento do design e terminar os sistemas de aplicação móveis, o Android e o iOS, para smartphones, tablets e desktops; e outros dois até ser lançado provisoriamente, na semana passada, em Fortaleza, na sede da OAB, com o título "Easy Advogados". Com a novidade recebendo a atenção da mídia nos últimos dias, eles já estão planejando propostas para apresentar às OABs de outros Estados e ganhar mais espaço no mercado nacional.

Segundo Wítalo Benício, a ideia do aplicativo surgiu da necessidade de se criar um meio de busca que facilite o acesso do cliente ao advogado, principalmente para os profissionais iniciantes. Por meio dessa ferramenta virtual, é possível localizar os profissionais num raio de 100Km. Mas o cadastramento é opcional. Além dessas vantagens, o software oferece a opção de busca de processos no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e no e-SAJ, o portal de serviços do TJCE. O trabalho foi elogiado pelo presidente da OAB-CE, Valdetário Andrade Monteiro.

A Roove - Desenvolvimento Web e Mobile, como sua equipe de tecnólogos é denominada, está trabalhando noutros projetos, explica Daniel Zanata. Mas, por enquanto, o foco está no OAB Advogados. Nem ele nem os sócios revelam o valor do negócio fechado com a OAB do Ceará.

Zanata destaca apenas que um aplicativo básico, no Android, tem custo mínimo de R$ 2.500,00. Com a utilização do iOS, o valor sobe um pouco, para R$ 3 mil. Entretanto, sistemas mais sofisticados, aliados às ideias de criação, podem chegar a cifras bem maiores.

Mas, por enquanto, o objetivo é assegurar sustentabilidade e a permanência nesta região, de quem está se formando.

O especialista da equipe em linguagem Phyton, Luís Siqueira, é um exemplo da necessidade de empresas do segmento de Tecnologia de Informática (TI) em Quixadá. Ele trancou o curso para participar de um estágio, remunerado, em Fortaleza.

Na avaliação dele, há carência de profissionais nessa área, mas os investidores estão concentrados na Capital, em Recife e São Paulo, onde os salários variam de R$ 1.800 a R$ 2 mil para iniciantes e R$ 3.500 para um profissional sênior.

FIQUE POR DENTRO

Android, iOS, Pythone...

Android é um sistema operacional móvel (SO) baseado no núcleo Linux e atualmente desenvolvido pela empresa de tecnologia Google. Com uma interface de usuário baseada na manipulação direta, é projetado principalmente para dispositivos móveis com tela sensível ao toque como smartphones e tablets.

IOS é um sistema operacional móvel da Apple Inc. Desenvolvido originalmente para o iPhone, também é usado em iPod touch, iPad e Apple TV. A Apple não permite que o iOS seja executado em hardware de terceiros. A interface do usuário do iOS é baseada no conceito de manipulação direta, utilizando gestos em multi-toque.

Python é uma linguagem de programação de alto nível, interpretada, imperativa, orientada a objetos, funcional, de tipagem dinâmica e forte. Foi lançada por Guido van Rossum em 1991. Atualmente possui um modelo de desenvolvimento comunitário, aberto e gerenciado pela organização sem fins lucrativos Python Software Foundation.

O Vale do Silício é uma região da Califórnia, nos Estados Unidos, na qual está situado um conjunto de empresas implantadas a partir da década de 1950 com o objetivo de gerar inovações científicas e tecnológicas, destacando-se na produção de circuitos eletrônicos, na eletrônica e informática. O Vale abrange várias cidades como Palo Alto e Santa Clara, estendendo-se até os subúrbios de São José.

Mais informações:

Roove - Desenvolvimento Web e Mobile

Telefones: (88) 9 9623-3907 / (88) 9 9924-4331

www.facebook.com/rooveoficial

Alex Pimentel
Colaborador

|Diario do Nordeste - Regional

Controle do calazar sofre restrições

varzea-alegre-ceara

Várzea Alegre. Esta cidade vem enfrentando um surto de calazar. Dos casos registrados no período de um ano, o mais grave aconteceu em outubro de 2014, quando uma criança de pouco mais de um ano de idade morreu, desencadeando manifestações populares e ações de combate à doença.

Segundo informações do setor da saúde municipal, de lá para cá, o combate ao calazar não parou. Mesmo assim, o problema persiste com foco em vários locais.

Conforme os agentes de Endemias, Antônio Vitor e Aroldo Araújo, que trabalham sob a supervisão de José da Costa, o trabalho de borrifação nas áreas com registros de calazar é feito de quatro em quatro meses, bem como o teste DPP que identifica a Leishmaniose Visceral Canina.

O Agente de Endemia Antônio Vitor disse que, mesmo com a gravidade da doença e com a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizando as condições necessárias ao seu combate, muitos moradores se mostram resistentes aos trabalhos, não permitindo a borrifação nas residências, alegando que o material químico destinado a eliminar focos do calazar sujam as casas e causam desconforto devido ao cheiro forte.

"Nestas áreas de risco para a doença, mais de cem residências ficaram sem proteção devido às resistências dos moradores", contou Antônio Vitor.

Recusa

Outro problema é o de donos de cães que se recusam a fazer o teste DPP, assinando até termo de responsabilidade. Ele contou que, no bairro Riachinho, uma área de risco do calazar, o dono de um cachorro não permitiu realizar o teste no seu animal. Em novo ciclo de combate à doença, o proprietário do animal foi diagnosticado com a enfermidade.

O Agente de Endemias Antônio Vitor disse também que a comunidade pode contribuir ajudando a monitorar os cães soltos nas ruas com sinais da doença, acionando a secretaria de Saúde da cidade.

Donizete de Souza
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Ministério Público pede anulação da sessão que absolveu Antônio de Lunga e quer novo julgamento com votação aberta

Lunga

 

Antônio de Lunga está afastado da Câmara.

O Ministério Público do Estado do Ceará, através dos promotores de Justiça Breno Rangel Nunes da Costa e Igor Pereira Pinheiro, ajuizou uma nova ação civil pública, requerendo a anulação da sessão da Câmara dos Vereadores ocorrida em 05 de dezembro de 2013. Em votação secreta, havia sido negada a cassação do vereador Antônio Alves de Almeida (Antônio de Lunga), apontado pelo Ministério Público e pela Polícia Civil como autor do superfaturamento na compra de produtos de limpeza e de consumo pela Câmara de Juazeiro do Norte, no episódio que ficou conhecido como “Escândalo das Vassouras”.
Segundo os promotores de Justiça, tal sessão não poderia ser realizada com voto secreto, em razão de mandamento constitucional, razão pela qual foi requerida sua anulação, com novo julgamento, dessa vez com voto aberto, conferindo-se ampla publicidade a decisão da Cada Legislativa. A compra dos produtos de limpeza, avaliada em R$ 78 mil, fora denunciada em agosto de 2013. Logo após a denúncia, o vereador - então presidente da Casa - chegou a reconhecer que os produtos foram adquiridos em quantidade exagerada, mas negou ilegalidade na compra. Ele disse ter as notas fiscais originais e argumenta que tudo foi feito por meio de licitações.
Nos últimos dias, várias ações foram ajuizadas pelos promotores atuantes na área de Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa no Município de Juazeiro do Norte. Dentre elas, podem-se destacar as ações de improbidade contra o ex-prefeito de Juazeiro do Norte e contra o ex-secretário de Turismo, por irregularidades na autorização de uso de bem público em 2011 – Parque de Eventos Padre Cícero, bem como na ilegalidade do convênio firmado entre o Município e a Associação Comunitária Ana Roberto, para a realização da Semana do Centenário, também em 2011.
Em outra ocasião, foi ajuizada ação de improbidade em desfavor do ex-secretário de Educação, em razão da ilegalidade do Termo de Convênio nº 1805.01/2011, firmado entre a Associação Cearense de Forró e a Secretaria Municipal da Cultura (Secult), no evento denominado Juaforró 2011. Além disso, foi requerido na semana passada a prorrogação do afastamento dos vereadores envolvidos no “Escândalo das Vassouras”, tendo em vista principalmente o relatório do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que apontou uma série de irregularidades durante a gestão deles.

flavio pinto

Tarrafas encerra o o "Arraiá 2015"

tarrafas2

 

Prefeita Girleuda prestigiou o arraiá

A prefeita de Tarrafas, Girleuda Matias (PT), o Chefe de Gabinete Neto Alcântara, e o vice-prefeito Tertuliano, além de secretários, diretores, assessores e vereadores, prestigiaram o "Arraiá/2015" da Escola Emília Ferreira.
Alem das atrações, barracas ofereciam o prazer de degustar diversos pratos típicos. A população em geral, que ocupou as arquibancadas da quadra da escola, renovaram os seus desejos de verem a cultura nordestina, os festejos juninos “tradição do nosso sertão”, permanecer “vivos” através dos grupos juninos que se apresentaram.

flavio pinto

Banda Moraca na Expocrato

Para os amantes da boa música nordestina de verso valente, com seus ritmos que mexem com nosso subconsciente coletivo, como coco, baião, maracatu, frevo, xaxado, ciranda, com batidas fortes que ecoam nas quebradas do sertão e letras voltadas para a defesa das minorias, a Banda Moraca volta aos palcos, com uma energia madura, com o ânimo da alma caririzeira, depois de uma pausa de 10 anos. Mesmo com uma nova formação, a banda continua com sua base original. O Movimento Raízes do Cariri, MORACA, do  qual herdou o nome Banda Moraca, despertou em muitos músicos do Cariri, um valor, um orgulho próprio, a construção de uma musicalidade inteiramente ligada as raízes da cultura regional. Alguns chamam de “Movimento Cabaçal” como afirma Geraldo Junior. Para Franco Barbosa que iniciou este projeto em 1998 dentro de uma escola no Bairro São José, ressalta  “assim como os grupos da Bahia que fazem muito sucesso pelo mundo a fora, trazendo divisas para Salvador, temos o mesmo potencial para formatar tal condição. Acredito que a Banda Moraca agora fortalecida vai divulgar essa ritmologia ancestral, dignificando cada vez mais a arte e a cultura do Vale do Cariri.”

BANDA MORACA VOLTANDO DEFINITIVAMENTE

A banda Moraca, que surgiu dentro da ONG Moraca assim como os Zabumbeiros Cariris, “tem apresentado um repertório autoral de acentuada, qualidade. Dentro desse caldeirão cultural das manifestações artísticas de todo Nordeste, surge a Banda Moraca, sigla do Movimento Raízes do Cariri, extraindo elementos desta demanda de ritmos, além do cordel, da viola, dos mitos da região: Padre Cícero, Lampião, Luiz Gonzaga, Antônio Conselheiro, das caatingas, cantigas das quebradas do sertão, transformando estas influências em levadas e batidas que ecoam agrestes adentro, onde se misturam aboios, benditos, cirandas e baiões!”, ressalta Calé Alencar, Cantor e produtor Cultural.

Seu trabalho foi alvo de matéria jornalística a nível nacional, realizou grandes shows no Dragão do Mar, Teatro José de Alencar, participou de grandes festivais, bienais e diversas Amostras de Artes promovidas pelo SESC. Para quem não chegou a conhecer a musicalidade da Banda Moraca, as letras são de cunho pedagógico, ecológico e, social, porém recheadas de uma alegria, de uma energia com as batidas no treme terra acordando a alma humana lindamente nordestina, onde a poesia passeia nas veias desse povo caririzeiro, emergindo as mais legítimas canções.

Dia 16, 20h00, Palco Elói Teles – Expocrato.

Festival reúne 500 pessoas que passam quatro dias transando entre elas




É bem evidente que 500 pessoas conseguem fazer bastante barulho. Quando estão juntas, transando e trocando de parceiros a todo momento, então, o barulho deve ser enlouquecedor. E esse era o cenário de um festival de swing — troca de casais — em Flaxley, na Inglaterra.

De acordo com o jornal Metro, moradores da região ficaram alucinados com tanto barulho, já que as trocas de casais eram frenéticas e duravam dia e noite. Para se ter noção, o festival começou na última quinta-feira e só foi terminar por volta das 14h do último domingo. Tudo isso em meio a muita reclamação dos vizinhos.

Sabendo que iriam incomodar bastante os vizinhos, os organizadores do festival mantiveram o local da realização em segredo até dois dias antes do evento. Assim, evitaram denuncias e possíveis vetos de autoridades. Com o local garantido, as 500 pessoas tiveram ‘paz para se divertir’.

O festival, que se chama Swingfields, é uma espécie de camping misturado com festa rave. Os participantes ficam em barracas e tendas e passam os dias transando ou apreciando apresentações de strippers e exibicionistas. Há ainda diversas barracas de vendas de artigos eróticos e tudo que possa ajudar a apimentar a já quente relação dos casais que lá estão.

Fonte: Yahoo Brasil



Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30