xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 29/04/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

29 abril 2015

Senado aprova urgência para votação do projeto que regulamenta o trabalho doméstico

domestica

“O plenário do Senado aprovou hoje (29) um requerimento de urgência para o projeto de lei que trata da regulamentação do trabalho doméstico. Com isso, a matéria ganhará prioridade na tramitação.

O texto começará a ser analisado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e terá 45 dias para ser debatido nas comissões de mérito. Se não for analisado nesse prazo, o projeto seguirá para o plenário do Senado trancando a pauta. O texto é originário do Senado e foi modificado pela Câmara, retornando ao Senado para última análise.

O projeto começou a tramitar há dois anos, logo depois da aprovação da Emenda Constitucional 72, que estendeu às domésticas todos os direitos dos demais trabalhadores. A emenda, no entanto, só poderá ser plenamente implementada quando o projeto de regulamentação for aprovado.”

(Agência Brasil)

Contas de luz precisam de 33% de reajuste para o rombo do setor

eletricidaderede

“Dois meses depois do aumento de até 40% nas contas de energia, o consumidor poderá se deparar com um novo “tarifaço” nos próximos meses. Levantamento feito pela consultoria PSR mostra que há um passivo existente no setor elétrico avaliado em torno de 64 bilhões de reais, fruto da crise de energia enfrentada pelo país, que ainda precisa ser quitado, segundo reportagem do jornal Valor Econômico publicada nesta quarta-feira.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ainda não definiu quem deve assumir esses gastos, podendo ser pago tanto pelo Tesouro como pelos consumidores por meio da conta de luz. Com o ajuste fiscal em curso, no entanto, a tendência é que o último grupo seja o responsável pela fatura. Se todos esses custos forem incorporados de uma só vez na tarifa, o reajuste será de 33%, calculou a consultoria. Essas despesas também podem ser repassadas em valores parcelados por anos.

A maior parte desse passivo está relacionada à aprovação da Medida Provisória 579/2012, que reduziu a conta de luz e renovou os contratos com as concessionárias. A consultoria calcula que 27,6 bilhões de reais se referem à indenização de ativos cobrados pelas empresas de transmissão e geração de energia. O restante das despesas se refere à insuficiência de recursos recolhidos no atual sistema de bandeira tarifária, à renegociação da dívida da Eletrobras com a Petrobras em relação ao gasto de combustível para geração de energia, e aos problemas causados pela crise de estiagem.”

(Veja Online)

Coelce é alvo de audiência pública da Assembleia Legislativa

 

odilonnNesta quinta-feira, a partir das 15 horas, a Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa realizará audiência pública para discutir e definir providências sobre a dupla tarifação na conta de energia elétrica por parte da Coelce.

A iniciativa da sessão é deputado Odilon Aguiar (Pros), que é presidente da Comissão do Consumidor e que avaliou como “indevida e constrangedora” a duplicidade da cobrança.

Foram convocados representantes da Coelce, do Ministério Público Estadual, da Agência Reguladora de Serviços Delegados do Ceará, ANEEL, OAB e da Defensoria Pública.

O Povo

Fórum de Turismo do Ceará é realizado em Camocim

Camocim

Tarcisio Souza (Camocim) – A Prefeitura de Camocim, através da Secretaria do Turismo e Desenvolvimento Econômico e com apoio do Sebrae, Aquafort Tour e Pesca Hotel Fazenda, está realizando o Fórum de Turismo do Ceará (FORTUR-CE) em conjunto com o Fórum de turismo do Litoral Extremo Oeste (FORTEXO), no Auditório Boa Vista Resort.

O evento, que seguirá até esta sexta-feira, tem como objeto debater demandas e proposições dos representantes municipais presentes ao Fórum de Turismo, bem como, propor projetos e propostas que visam beneficiar e fortalecer ainda mais o crescimento do turismo no Ceará e na Região, possibilitando à população e aos visitantes, mais comodidade com os novos projetos na área do turismo.

O Fórum conta com a presença da prefeita Monica Aguiar (Pros), do presidente da Câmara de Fortaleza, Salmito Filho (Pros), do secretário de Turismo de Fortaleza, Elpídio Nogueira, além de várias outras autoridades do setor.

O Povo

Universidade de New Jersey quer parceria com UFC

Membros da universidade norte-americana The College of New Jersey (TCNJ) reuniram-se, nesta quarta-feira (29), com professores da UFC para começar a discutir formas de estreitar o intercâmbio de alunos e docentes entre as duas instituições. O encontro se deu no Gabinete do Reitor (Campus do Benfica). Pela UFC, participaram do encontro a Pró-Reitora de Extensão, Profª Márcia Machado, e a subcoordenadora de Intercâmbio Internacional da UFC, Claudiana de Almeida. Pelo The College of New Jersey, os pesquisadores Carole Kenner e Jon Stauff.

Atualmente, a TCNJ já recebe cerca de 80 alunos brasileiros por meio do Programa Ciência sem Fronteiras, muitos deles oriundos da UFC. “Tivemos uma experiência muito positiva com eles”, destacou o Prof. Stauff, para quem os alunos brasileiros têm “fome” de novas experiências. A universidade norte-americana demonstrou interesse em ampliar essa relação para outros programas, especialmente nas áreas de enfermagem, saúde pública e tecnologia.

Stauff relata que a universidade norte-americana sente necessidade, inclusive, de formar profissionais que falem português, sugerindo a possibilidade de que um primeiro aluno seja encaminhado já no segundo semestre deste ano. A necessidade vem da constatação de que há um crescimento no número de falantes da língua portuguesa na região de New Jersey – não apenas brasileiros.

Durante o encontro os representantes das duas universidades começaram a discutir os termos de memorandos de entendimento. Nos próximos dias, a TCNJ deve encaminhar à UFC documento informando suas necessidades iniciais para que as conversas avancem.

Após o encontro na Reitoria, os pesquisadores conheceram as atividades do Centro de Tecnologia da UFC, no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra. E ainda na tarde desta quarta-feira (29), a comitiva visita as instalações do Departamento de Enfermagem da UFC, onde os pesquisadores ministram palestra de apresentação, em inglês (sem tradução simultânea), sobre a TCNJ, da qual podem participar professores de Enfermagem, Engenharia e Saúde Pública, além de estudantes de graduação e pós-graduação desses cursos.”

(Site da UFC)

Último dia de inscrição para o Edital Ceará Junino 2015 da Secult

quadrilhajunina2

    Cumprindo as diretrizes de descentralização e democratização do acesso aos bens e ações culturais, de afirmação da cultura cearense e de valorização das tradições populares, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) está com inscrições abertas até esta quinta-feira (30/4), para o Edital Ceará Junino 2015, destinado a apoiar festivais juninos, quadrilhas tradicionais e o Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino. A íntegra do edital pode ser acessada no site www.secult.ce.gov.br. Ao todo, o investimento do Governo do Estado no apoio, no fomento e no fortalecimento das atividades que movimentam artística, cultural e economicamente todo o Ceará nos meses de junho e julho será de quase R$ 2,6 milhões.

    De acordo com a legislação estadual, 50% dos recursos serão destinados a projetos do Interior do Estado. O Edital Ceará Junino 2015, lançado após amplo debate entre a Secult e os representantes das entidades e federações juninas, ampliou em 6,4% o investimento nas categorias “Quadrilhas Juninas” e “Festival de Quadrilhas Juninas”, em relação ao edital 2014.

    Serão apoiadas pelo Governo do Estado, através do Edital, 100 quadrilhas juninas, cada uma recebendo até R$ 18.088,00. Também serão apoiados 21 festivais de quadrilhas juninas, com investimento de R$ 22.280,00 em cada um.

    Em uma nova categoria incluída no edital deste ano, o Ceará Junino também selecionará uma instituição que será responsável pelo Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino 2015. Entre as atribuições da entidade selecionada estará o acompanhamento dos Festivais Regionais de Quadrilhas Juninas e a promoção da ação de culminância desses festivais, com uma grande mostra competitiva entre as 21 quadrilhas juninas vencedoras dos Concursos Regionais.

    Essa mostra incluirá programação cultural fiel às tradições juninas, feiras de comidas típicas e de artesanatos, além de apresentações de manifestações artísticas tradicionalmente populares. Para essa ação o investimento do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura, será de R$ 323.140,00.

    Inscrições abertas

    As inscrições para o Edital Ceará Junino 2015 seguem até esta quinta-feira, 30/4. A íntegra do edital e dos regulamentos, bem como os formulários para participação, estão disponíveis aqui.

    Diálogo permanente

    O lançamento do Edital Ceará Junino 2015 foi precedido de reuniões entre a equipe da Secult e dezenas de produtores, artistas e representantes de federações e entidades juninas, dando sequência aos "Diálogos Culturais" promovidos permanentemente pela Secretaria.

    Durante os encontros, o fortalecimento do edital junino como instrumento da política pública de cultura no Estado foi destacado pelo secretário Guilherme Sampaio, que coordenou os debates, responsáveis por gerar diversas sugestões importantes para o aperfeiçoamento do edital e dos festejos juninos no Ceará.

    Uma das reuniões, aberta a todos os interessados, aconteceu no último dia 14 de abril, e contou com intensa participação, tanto no auditório da Secult quanto em transmissão online, em tempo real, pelo site www.secult.ce.gov.br e pelo Facebook da Secretaria da Cultura, possibilitando a realização de perguntas por artistas e produtores residentes no Interior.
    Esta foi a oitava reunião aberta realizada pela Secult em 2015, após os encontros sobre os Editais Carnaval do Ceará e Ceará da Paixão e as reuniões ampliadas do programa “Diálogos Culturais”.

    Mais presença no Interior

    O secretário Guilherme Sampaio reforçou a diretriz do governador Camilo Santana em reforçar a presença da Secretaria de Cultura e das políticas públicas de cultura no Interior do Ceará e o compromisso de ampliar gradativamente o investimento do Governo do Estado na cultura, até chegar ao equivalente a 1,5% do orçamento da administração estadual.

    “Entre os objetivos de nosso plano de governo está o aperfeiçoamento dos editais. Aperfeiçoar os critérios ali colocados, para garantir que os editais sejam um instrumento eficaz da política de cultura. Para que viabilizem recursos para a produção de eventos, mas que eles não sejam descolados da política de estado para a cultura”, ressaltou Guilherme Sampaio.

    “Quando lançamos um edital, o fazemos para atingir um determinado objetivo da política de cultura do Estado. Por isso promovemos as reuniões sobre o Edital Ceará Junino 2015, repetindo esse exercício do diálogo para aperfeiçoar esse instrumento importante, que são os editais”, acrescentou o gestor, frisando que sugestões recebidas nas reuniões geraram mudanças importantes no Edital Ceará Junino 2015, o terceiro lançado pela Secult neste ano.

    “Teremos outros momentos com os proponentes, para consolidar uma avaliação de todos os aspectos do Edital Ceará Junino 2015, desde os valores e a forma de distribuição até o acompanhamento da execução dos projetos e a avaliação dos festejos juninos, fundamentais para movimentar a economia e a cultura em todo o Ceará”, complementa o secretário Guilherme Sampaio.

    “O Ceará é um dos estados em que o movimento junino tem mais força. Precisamos é gerar as condições para que as quadrilhas, os festivais e todas as ações culturais relacionadas a esse período e essa manifestação popular tenham cada vez mais visibilidade, no nosso Estado, no Nordeste e no Brasil”, complementa o gestor.

    Mais informações

    A Secult está à disposição dos interessados, para tirar dúvidas e prestar mais informações quanto à documentação para inscrição no Edital Ceará Junino 2015, pelos fones 3101-6765 e 3101-6770 e pelo e-mail siec@secult.ce.gov.br.

 

Assessoria de Comunicação da Secult

UECE realiza monitoramento da qualidade do ar em sete praças de Fortaleza

Uece_Fachada_2

Avaliar a qualidade do ar de praças durante os horários de uso intenso de seus equipamentos e também nas horas de tráfego pesado de veículos. Este é o objetivo um grupo dos laboratórios de Biofísica da Respiração (LBR) e de Conversão Energética e Emissões Atmosféricas (LACEEMA), do Mestrado Acadêmico em Ciências Físicas Aplicadas (MACFA), da Universidade Estadual do Ceará (UECE). A coleta de amostras começou nesta terça (28) nem Fortaleza e acontece em dois momentos durante três dias da semana: terças, quartas e quintas-feiras, a partir das 7h e a partir das 18h45.

O monitoramento da qualidade do ar de praças desportivas se extende para sete espaços na capital: Luíza Távora (Aldeota), Farias Brito (Passaré), Calçadão Crasa (São Gerardo), Stressados (Beira Mar), das Flores (Aldeota), da Maçonaria (Cidade 2000) e do Jockey Clube. Coordenado pela professora Mona Lisa Oliveira, do Mestrado em Ciências Físicas Aplicadas da UECE, o projeto é a primeira fase de uma ação conjunta do Grupo de Pesquisa em Energia, Transporte e Poluição Atmosférica, composto por professores da UECE, Universidade Federal do Ceará (UFC) e Instituto Federal do Ceará (IFCE).

SERVIÇO:

Monitoramento da qualidade do ar de praças desportivas de Fortaleza

Quando:

3ª, 4ª e 5ª, às 7h e às 18h45

Onde:

Praça Luiza Távora - Aldeota

Praça Farias Brito - Passaré

Calçadão Crasa - próximo à Avenida Bezerra de Menezes

Praça dos Stressados - Beira Mar

Praça das Flores - Avenida Padre Antônio Tomás

Praça da Maçonaria -  Cidade 2000

Jockey Clube

 

Fátima Serpa
Assessora de Imprensa da Universidade Estadual do Ceará

Feira de Beleza movimenta região Centro-Sul do Estado

feirabelezaExpositores e visitantes trocaram informações diversas no setor de beleza

Fotos: Honório Barbosa

Iguatu. As tendências nacionais de tratamento e corte de cabelo, manicure e maquiagem foram demonstradas, nesses últimos dois dias, nesta cidade, durante a II Feira de Negócios da Beleza Centro-Sul (Belasul).

O evento atraiu mais de 600 profissionais e movimentou o setor com palestras, desfiles, venda e demonstração de produtos, no Clube Recreativo Iguatuense (CRI). A feira contou com a participação de 15 empresas do setor, que instalaram estandes para demonstração de novas técnicas de corte e tratamento de cabelo e divulgação dos produtos. Profissionais de São Paulo, Recife e Natal participaram.

Os organizadores fizeram uma avaliação bastante positiva da Belasul. O clima entre empresários e profissionais do setor de beleza foi de comemoração em decorrência do elevado público presente. "Vieram caravanas de municípios da região Centro-Sul, dos Inhamuns, Vale do Jaguaribe e Sertão Central", disse a diretora presidente da União dos Profissionais de Beleza do Centro-Sul (Uniprobel), entidade promotora do evento, juntamente com o Sebrae, Senac e Sesc, Edna Gomes.

Em época de modernização dos salões de beleza e do aumento da demanda, profissionais do setor (cabeleireiro, manicure, pedicure, massagista) estão mobilizados em busca de cursos, qualificação e organização para atender com melhor qualidade à clientela crescente e exigente.

O objetivo da feira é movimentar o setor, unir os profissionais e ampliar a oferta de cursos de capacitação. "Precisamos acompanhar as tendências e, para isso, trouxemos profissionais de grandes centros urbanos para demonstrar as novidades", disse Fernanda Ricarte, diretora da Uniprobel. "O evento, mais uma vez, foi um sucesso absoluto e está consolidado".

A cidade quer tornar-se referência no Interior com a realização de uma feira anual do setor de beleza. Neste ano, os diretores da Uniprobel buscaram uma parceria mais firme com o Sebrae e Senac, além das empresas distribuidoras de produtos para salão de beleza. O evento é realizado anualmente sempre no fim de abril e integra o calendário de negócios da região. "O nosso esforço é para ampliar ainda mais a Feira", disse Edna Gomes.

"O clima é de motivação", disse a cabeleireira Nara Pereira, que veio da cidade de Icó, participar do evento. Há oito anos no mercado, deseja ampliar o salão. "As pessoas estão investindo muito mais em beleza pessoal".

"Estou encantada, há muitos produtos e técnicas em demonstração e os promotores estão de parabéns", disse Selma Marques, assessora do cabeleireiro Johnny Coiffeur, de Natal, que na tarde de ontem fez demonstração de novas técnicas de corte e de penteados em três minutos.

O consultor e divulgador da empresa Itallian Hair Tech, Paulo Júnior, trouxe caravanas de profissionais. "Todos estão muito satisfeitos e investimos com a vinda de profissionais de São Paulo para repassar a tendência atual de cortes e cores", frisou. "A tendência para este ano é a aplicação de mechas brancas e platinadas".

Somente nesta cidade, mais de cinco lojas especializadas, além dos supermercados e mercadinhos comercializam produtos de beleza pessoal, cosméticos. Os empresários do setor estão animados com as vendas, apesar das dificuldades momentâneas que o setor atravessa.

Nesta década, a melhoria da renda da população fez com que o setor crescesse, houvesse abertura de novos salões para atender uma demanda sempre crescente. Empresas de cosméticos instalaram estandes para divulgar e vender os seus produtos. Houve demonstração de cortes e tratamento de cabelo.

"O nosso objetivo é a divulgação de novos produtos em contato direto com os profissionais", disse o representante comercial, Luís Pereira. "Avaliamos de forma positiva esse evento, que tem tudo para crescer", completou.

Expansão

Para o Sebrae de Iguatu, o segmento de beleza é um setor forte, que está em franca expansão e a união dos profissionais demonstra força na região.

Os diretores da Uniprobel reafirmaram que a entidade mantém o esforço para ampliar a participação dos cabeleireiros e cabeleireiras e vencer novos desafios, como atualização, criatividade e trabalhar sempre com inovações. "Esse é o desejo de toda a categoria", disse Edna Gomes. "Vamos nos manter mobilizados e unidos para alcançarmos os nossos objetivos".

Na região Centro-Sul do Ceará existem mais de mil cabeleireiros. Aliar beleza, saúde e bem-estar é a tendência atual dos salões de beleza que se modernizam e oferecem aos clientes um leque bastante amplo de serviços que incluem medicina estética e dermatológica, podologia, massagens, depilações, banhos, espaço gourmet e academias. Quem investe no setor busca modernização e inovação para atender os desejos e necessidades dos seus clientes.

Mais informações:
Escritório do Sebrae em Iguatu
Palácio da Microempresa
Fone: (88) 3581-1864

Honório Barbosa
Colaborador

|Diario do Nordeste - Regional

Várzea Alegre em emergência

[NREGIONAL - 4]  DIARIO/NREGIONAL/1_MATERIAL<NREG04> ... 29/04/15A Prefeitura alega que a irregularidade na quantidade e distribuição das chuvas no território cearense e as altas temperaturas comprometem o abastecimento d'água

Foto: Erisberto Martins

Várzea Alegre. A Prefeitura deste município decretou, no último dia 17 de abril, Estado de Emergência em razão da falta de chuvas na região. O Decreto Nº 12/2015 considera "a irregularidade significativa na quantidade e na distribuição temporal e espacial das chuvas no território do Estado do Ceará e, por conseguinte, no Município de Várzea Alegre, e o registro de elevadas temperaturas que vêm comprometendo o armazenamento de água, causando sérios problemas no abastecimento para o consumo humano e animal, ocasionando perdas das pastagens e lavouras, contribuindo para intensificar as dificuldades econômicas e comprometendo o padrão de qualidade de vida da população".

O documento também cita que o parecer técnico da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil do Município (Comdec) de Várzea Alegre é favorável à declaração de Situação de Emergência. O decreto autoriza a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a coordenação da Comdec.

Dentre outras atividades, nas ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário e reconstrução; convocação de voluntários para reforçar as ações de resposta ao desastre e realização de campanhas de arrecadação de recursos junto à comunidade, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pelo desastre, sob a coordenação da Comdec. O prazo de validade do decreto é de 180 dias prorrogáveis por igual período.

Donizete de Souza
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Salário dos professores afeta educação em Juazeiro

escolajnApesar da greve, a maioria dos alunos continua tendo aula no Município

Fotos: Roberto Crispim

Juazeiro do Norte. Após mais de dois meses de paralisação, a greve dos professores efetivos deste município expõe distorções entre a realidade vivenciada na maioria das unidades públicas de ensino de Juazeiro do Norte e o clima de descontentamento entre o professorado e a gestão municipal. Se por um lado há o clamor dos docentes por reconhecimento, melhoria salarial e maior oferta de cursos de capacitação, por outro, mesmo que com algumas falhas, o sistema consegue manter o atendimento no que se refere à distribuição da merenda escolar nas unidades de ensino, transporte de alunos e certa qualidade na infraestrutura física dos equipamentos educacionais.

Durante a manhã de ontem, a reportagem do Diário do Nordeste percorreu estabelecimentos educacionais da rede pública do Município para conhecer de perto a realidade vivenciada por quem, cotidianamente, participa do processo de transmissão de aprendizado neste município. Nestas unidades, com raras exceções, o maior problema relatado pelos docentes, membros do corpo pedagógico e diretores das unidades está na forma de relacionamento que o município mantém com os profissionais e a falta de um canal de diálogo entre a categoria e o Município.

Na Escola Municipal de Ensino Fundamental Izabel da Luz, localizada no bairro Pirajá, por exemplo, embora o prédio seja antigo e necessite de algumas modificações em sua estrutura física, como pequenos reparos e pintura, não há deficiência em relação ao transporte dos alunos, tampouco falta merenda para ser servida diariamente. Todas as salas são bem iluminadas e contam com ventiladores de teto para refrescar os ambientes. A biblioteca é repleta de livros e a sala de multi-meios funciona sem dificuldades.

Durante a greve dos professores efetivos, as aulas foram mantidas por meio de sistema de rodízio. Na unidade, funcionam turmas de 1º ao 5º ano do ensino fundamental, distribuídas nos turnos da manhã e tarde. Todos os alunos, num total de 502, tiveram, pelo menos, três dias de aulas por semana. As aulas foram ministradas por professores contratados em regime temporário ou por docentes que não aderiram ao movimento paredista.

Compromisso

"A luta que está sendo travada é justa. Os professores têm direitos que precisam ser respeitados. O Município precisa compreender que há uma necessidade muito grande no que se refere à ampliação de investimentos para o setor da educação. Esse investimento que o professorado busca, sobretudo, deve ser destinado para ampliação do conhecimento dos docentes. Os professores devem receber maior número de capacitações. Infelizmente, o município não inova, não cria novas alternativas. Não investe no potencial do professor. Isso acaba refletindo na qualidade do aprendizado dos nossos alunos", avalia a professora Expedita Silva, que desistiu de participar do movimento paredista para que seus alunos não fossem prejudicados.

"Eles (os alunos) têm direito a 200 dias letivos. Os prejuízos já são inúmeros. Voltei porque compreendo que o aluno não pode mais continuar prejudicado. A Prefeitura, no entanto, precisa compreender as reivindicações e abrir um canal de conversação o mais rápido possível. Ninguém quer a continuação da greve. O que se espera é que haja a criação de uma política que atenda às demandas que a categoria possui", diz a docente.

A diretora da unidade, Maria Amaro, observou que, embora existam unidades onde as carências sejam maiores, na maioria das escolas da rede pública do município a questão que ainda emperra o crescimento educacional de Juazeiro do Norte é mesmo a falta de reconhecimento por parte da Prefeitura. "Aqui, pelo menos, não há problema relacionado a questões de merenda, transporte de alunos ou questões pertinentes à estrutura física. Claro que, vez por outra, acontece algo que precisa de um cuidado maior. No entanto, a reclamação do professorado é mesmo relativa à necessidade de mudanças no atual sistema. Os professores querem ser mais valorizados", explicou.

Na Escola de Educação Infantil e Fundamental Tarcila Cruz Alencar, que atende a 886 alunos residentes no bairro Betolândia, a situação também é de descontentamento com o atual sistema educacional desenvolvido no Município. A unidade, mantida limpa e bem preservada, não apresenta problemas de falta de livros didáticos, merenda escolar, falta de luzes em salas de aula, tampouco houve interrupção de aulas, a não ser no 8º e no 9º do ensino fundamental. "Nestas duas séries não houve como manter as aulas porque a maioria dos professores decidiu aderir a paralisação. Porém, nas demais séries, as aulas foram mantidas graças ao esforço e à dedicação do nosso quadro", comentou a diretora da escola, Graça Pinheiro.

Segundo ela, a educação no município tem funcionado por causa do interesse dos profissionais do setor. A diretora não descarta, porém, ações desenvolvidas pela administração local como forma de buscar auxiliar a categoria. "Não é possível culpar, apenas, o prefeito. É preciso dividir essa responsabilidade com alguns gestores da educação que não tiveram compromisso, principalmente, com os nossos professores. A gente compreende que o prefeito Raimundo Macedo possui interesse em auxiliar. No entanto, é necessário que haja uma grande mudança no próprio sistema. As falhas existem e precisam ser sanadas. A adoção de maior incentivo aos professores seria um bom início para que as situações existentes sejam dirimidas", observou.

Merenda

Já na Creche Odete Mattos, onde estão matriculadas 200 crianças, as aulas também foram mantidas por causa da dedicação dos profissionais que atuam no equipamento. A unidade já recebeu todos os livros didáticos e tanto a dispensa quanto as geladeiras estão cheias com produtos da merenda escolar. "Pode até faltar alguma coisa, mas, quando acontece, no outro dia a Secretaria encaminha. Não temos dificuldades com problemas físicos em sala de aula. Há uma porta de um banheiro que precisa ser consertada e é só. Mas, sempre é bom contar com maior quantidade de recursos. Melhor sobrar do que faltar", avalia a diretora Veridiana Mendes.

Jovem educadora, ela também aponta para a necessidade de mudanças no sistema educacional de Juazeiro do Norte, a partir de uma melhor valorização dos profissionais e de investimentos financeiros nas unidades. "Particularmente, eu acredito que o município poderia fazer mais. O investimento ainda é diminuto. Embora não perceba nenhum caos no setor, as escolas precisam de recursos para que possam ser mantidas com eficiência e, creio, o município necessita criar uma nova política de valorização do professorado", concluiu.

A reportagem tentou, várias vezes, na manhã de ontem, ouvir o secretário de Educação de Juazeiro do Norte, Geraldo Alves. O secretário, no entanto, não foi localizado e as ligações feitas para o número celular dele também não foram atendidas. Também foram feitas ligações para o celular do prefeito. O aparelho, no entanto, estava desligado ou fora da área de cobertura.

FIQUE POR DENTRO

Não cumprimento do piso resultou na crise

A greve dos professores de Juazeiro do Norte foi iniciada no último dia 23 de fevereiro, após a Câmara de Vereadores aprovar matéria encaminhada pelo Executivo concedendo reajuste na ordem de 6,5% nos vencimentos dos salários de todas as categorias dos servidores municipais. A matéria foi aprovada no dia 3 de fevereiro, ocasião em que a categoria reivindicava que fossem aplicados os percentuais de 13,01% anunciados em janeiro pelo Ministério da Educação, referentes ao Piso Nacional do Magistério, que ampliou de R$ 1.697,00 para R$ 1.917,78 a referência mínima para o vencimento das carreiras de professores com formação de nível médio.

Na ocasião, a presidente do Conselho do Fundeb no Município, professora Maria Rodrigues Pontes Alexandre, chegou a afirmar que o sentimento de revolta predominava junto ao professorado municipal. "Nós repudiamos com veemência a aprovação desse reajuste que o Município quer empurrar goela abaixo do professorado. Existe um Plano de Cargos e Carreira que precisa ser cumprido. O professor precisa receber pela sua titulação. O que a Prefeitura está fazendo com a categoria chega a ser desumano. Estão desrespeitando uma Lei federal e condicionando prejuízos aos servidores", disse à época da votação do reajuste salarial a professora Maria Rodrigues.

Por conta da situação, alegando "improbidade administrativa, em virtude de praticar ato contrariando dispositivo previsto em Lei federal e, desta forma, lesando a Constituição, ao violar o princípio da legalidade", o afastamento do prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Antônio de Macedo, o Raimundão, foi solicitado à Justiça pelo MPCE.

Na última quinta-feira (23), o gestor enviou à Câmara de Vereadores novo projeto ampliando em mais 6,5% o salário dos professores, atingindo, desta forma, os 13,01% reivindicados pela categoria. Até o fechamento desta matéria, o projeto ainda tramitava no Legislativo de Juazeiro do Norte.

Mais informações:
Secretaria de Educação de Juazeiro do Norte - Rua 15 de Novembro, S/N, Bairro São Miguel - Juazeiro do Norte - Telefone: (88) 3511 5407 / 3511 5382

Roberto Crispim
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Barbalha reforma mercado público com recursos do tesouro municipal

DSCF5472

Foto: Divulgação

A reforma geral que estar sendo feita no Mercado Público deverá ser concluída ainda neste mês de maio. O prefeito José Leite autorizou a construção de sete novos box, tipo restaurantes, nova sala da administração com banheiro; e foram construídos 8 banheiros feminino e masculino no interior do Mercado. Também foi feito todo o revestimento, pintura, nova instalação elétrica e hidráulica, além de um novo teto. A rede de esgoto estar 90% concluída, restando somente o piso na parte interna. No interior do Mercado, as paredes ganharam novo revestimento e, toda estrutura metálica foi restaurada.
Logo após essa reforma, o governo municipal entrará com a construção da terceira etapa, que será a construção de um novo galpão do lado esquerdo, ou seja, em frente ao Colégio Adulto Bezerra, semelhante o que já foi construído do lado da Rua Sete de Setembro.
Toda essa reforma que o Mercado Público estar recebendo, são recursos do tesouro municipal. Os comerciantes que trabalham no mercado estão satisfeitos com a reforma que passa aquele espaço público.


(Assessoria de Imprensa)

Eleição para reitor e vice-reitor da Urca

URCA-Crato3

A Reitora da Universidade Regional do Cariri – URCA, Professora Antonia Otonite de Oliveira Cortez, lembra aos estudantes que hoje, dia 29 de abril, é dia LETIVO, conforme calendário acadêmico. Portanto, as atividades acadêmicas ocorrem dentro da normalidade.

Durante o dia de hoje acontece na Instituição a consulta acadêmica para escolha de postulantes aos cargos de Reitor e Vice-Reitor. Ela conclama a todos/as estudantes a, nesta data, participarem do processo de consulta para Reitor e Vice-Reitor, importante momento da Democracia na URCA.

flavio pinto

ONG tenta beneficiar 2 mi famílias com moradias e projetos de cidadania em Juazeiro do Norte

 

construeco

A Construeco precisa de dinheiro para terminar sua sede e beneficiar 2 mil famílias

A Construir Ecologicamente (Construeco) é uma Organização Não-Governamental, sem fins lucrativos. A ONG foi criada em de maio de 2007 e tem por finalidade atender as comunidades em situação de risco, trabalhando a cidadania e resgate da auto-estima e preparando também para uma futura vida profissional.
No bairro Vila Nova, mais precisamente na comunidade das Pedrinhas, a Construeco desenvolve a regularização Fundiária Urbana - Documento da Casa - Modalidade Usucapião Coletivo -, para beneficiar 2.000 famílias.
Assim como as demais espécies de usucapião, a modalidade coletiva deverá ser declarada por sentença judicial a ser registrada no competente Cartório de Registro de Imóveis para a transmissão da propriedade.
Lei nº 11.977/09, Consiste no conjunto de medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais que visam à regularização de assentamentos irregulares e à titulação de seus ocupantes, de modo a garantir o direito social à moradia, o pleno desenvolvimento das funções sociais da propriedade urbana e o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado.
Atualmente, a ONG retomou a construção da sede própria da instituição na Travessa João Balbino 430 com bastante dificuladade. POr ser uma ONG, a Construeco não tem receita própria e para construir tantpo as 2.000 moradores como sua sede própria necessita da doações de empresários e apoio de políticos locais.
Mais informações:
8808-9803

flavio pinto

O dever da alegria - Por: Emerson Monteiro


Andar pela cidade, olhar e ouvir falar do clima, da carestia, das filas quilométricas, barulho, violência e outras apreensões, traz à lume esperanças gastas de tempos idos, quando a epopeia humana machucava os lugares, parecidos com os que hoje existem, mas antigamente. Sempre será o que sempre foi se assim nos parece, porquanto personagens e dramas se encontrarão no palco empoeirado de semanas, meses, anos, nas florestas ou nas praças, nas ruas. Civilização vem, impera e passa pelos corações das criaturas. Vão de volta pelos corredores, e chegam novos contingentes de guerreiros e santos.

Nisso, diante do cenário de horas e séculos, surgem mães, crianças de colo, pais jovens, risos leves, festas, música, sonhos, noutros quadros da natureza que nos tocam os sentimentos, dosando lousas por vezes escuras de lápides ou salas de aula. 

A insistência maior toca dizer que o dever da gente é sustentar a alegria, apesar dos pesares, a todo custo. Trabalhar a insistência das transformações nos destinos, pois crises houve na voragem que aqui tocamos, caravana independente do pessimismo de quantos. 

Se há palavras de ordem que precisam expandir a revolução permanente dos seres, devem contar melhores dias que aguardam as gerações. Manter firme a vontade de ver novas estradas abertas aos acontecimentos, fora o sensacionalismo perverso que, nalgumas ocasiões, parecem querer transbordar o rio da paz, na alma das famílias. 

Ninguém consciente negará as limitações da espécie, porém a criatividade predominará face aos extremos da desventura. Na aventura dos povos, escrita a ferro e fogo no chão deste Planeta, tramas cruzaram os mares e aqui rumamos aos objetivos do que, na verdade, podemos ser um dia. Entregar o direito de ser feliz, jamais. Apoiar causas de dor e repressão, destruição e maldade, nunca. Apenas o bem prevalecerá, visto contar a existência definitiva do Amor. 

Discurso que vem ao teto da imaginação significa isto, o sentido único de realizar planos de sucesso na viagem dos minutos. Senso de realidade que prevaleça, pois, ordenando o que somos em forma de semeadores do futuro, luzes a favor da fraternidade e das novas possibilidades que valem a pena viver e auxiliar tantos que necessitam de nós a qualquer momento. Tempos passam e a Eternidade continuará vigorosa bem na alma das pessoas. 

Teresina adota novidade inédita que deveria servir de exemplo a Crato (por Armando Lopes Rafael)

   O exemplo vem da capital do Piauí. Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Teresina, mais 167 ruas daquela cidade receberão nomes oficiais por meio de mais uma etapa da campanha “Se Essa Rua Fosse Minha”, ora em realização pelo governo municipal. Foram recebidas 190 propostas enviadas através de ofícios, relocações e do site www.seessaruafosseminha.teresina.pi.gov.br.
   A campanha é realizada pela Secretaria de Planejamento e Coordenação de Teresina, após constatar dificuldades de entrega de correspondências destinadas a residências localizadas em várias ruas da capital piauiense.  Criou-se, então, o projeto “Se Essa Rua Fosse Minha”. A partir daí a própria população de Teresina passou a sugerir nomes para suas ruas. As sugestões passam por uma avaliação e, em seguida, por um sorteio, para finalmente serem confeccionadas as placas com nomes dos novos patronos das ruas de Teresina.
    A Comissão Especial, que avalia os nomes sugeridos pela população,  tem como critério único de seleção a preservação da identidade histórica e cultural da cidade de Teresina, bem como a formação da sua boa imagem no processo de validação das sugestões dos novos nomes de ruas daquela cidade, após as sugestões feitas pela população.
    A iniciativa dos habitantes de Teresina bem poderia ser adotada também na cidade de Crato. Aqui, desde os primeiros anos do século XX – por iniciativa dos vereadores de Crato, ao longo de várias legislaturas – vem ocorrendo o triste costume de mudar os nomes das ruas e praças da Princesa do Cariri. Essas inopinadas mudanças sempre atenderam a interesses menores dos vereadores de Crato. E foram feitas sem ouvir a população, resultando na destruição de denominações tradicionais, que eram preservadas por várias gerações de cratenses.
    Tenho em mãos um artigo publicado na Revista do Instituto do Ceará, com o título “Descrição da Cidade do Crato em 1882”, de autoria do Dr. Gustavo Horácio. O artigo cita, a certa altura, o fato de, naquele recuado ano, a cidade de Crato possuir 11 ruas principais, conhecidas por Rua de Santo Amaro, da Pedra Lavrada, das Laranjeiras, do Pisa, Formosa, Grande, do Fogo, da Vala, da Boa Vista, Nova e do Matadouro.
   No mesmo artigo, são nomeados os becos e travessas do Crato antigo, a saber: Travessa do Cafundó, da Caridade, do Candéia, da Matriz, do Sucupira, de São Vicente, do Charuteiro, do Cemitério, da Ribeira Velha, do Barro Vermelho, da Califórnia, do Pequizeiro, da Taboqueira, das Olarias, da Cadeia e do Pimenta.
    Infelizmente, não restou nenhuma dessas tradicionais, poéticas e curiosas denominações. Ao extinguirem antigas e sugestivas denominações das nossas artérias urbanas, apagou-se um pouco da história e da memória coletiva da Mui Nobre e Heráldica Cidade de Crato. A partir daquele recuado tempo passou-se a denominar nossas ruas apenas com nome de pessoas. Muitas das mudanças feitas são  injustificáveis, mercê a insignificância dos personagens homeageados...
   Anos atrás, revoltado com essa prática, o falecido Dr. Emídio Lemos – num rasgo de indignação, ou de “cristão atrevimento”, como dizia Camões – mandou confeccionar uma placa com a denominação antiga da rua onde ele morava. E colocou  na fachada da sua casa, localizada na atual Rua Pedro II, a placa com a antiga denominação de  Rua da Pedra Lavrada, como foi batizada antigamente  pelo povo, e, posteriormente, "crismada" de Pedro II por algum vereador, sem consultar a população.
    Nos dias atuais, a política de denominar as ruas de Crato virou o que se chama de “Casa de Mãe Joana”. Hoje, e para citar um único exemplo, o Sr. Orestes Costas é patrono de 3 ruas de Crato: uma avenida (ao lado da Grendene) uma rua no Barro Branco (antiga Imperatriz Leopoldina) e outra no bairro Grangeiro. Nada contra o exemplar cidadão. Mas uma única rua não seria o suficiente?
   Como não temos uma política adequada para denominar nossas ruas, ocorrem gritantes omissões. Por exemplo: Frei Carlos Maria de Ferrara (fundador de Crato) não denomina sequer um beco desta cidade. Também o maior benfeitor de Crato – Dom Vicente de Paulo Araújo Matos, terceiro bispo da Diocese – nunca recebeu a homenagem que lhe é devida desde 1998, ano da sua morte.
   Enquanto isso, pulula por aí denominações inexpressivas nas ruas desta cidade. Querem alguns exemplos? Anote: Ruas I, J, L, M, N, O, P, Q e R (no Barro Branco), Rua do Caiano (Grangeiro), Rua Lagarta Pintada e Rua da Flor (Lameiro), Rua Xangó (Muriti). Por outro lado, personalidades que elevaram o nome de Crato como o Pe. Antônio Batista Vieira, João Brígido, Sarah Cabral, Prof. José Bizerra de Brito, Madre Esmeraldo, Beato José Lourenço e Reitor Martins Filho; ou mesmo brasileiros ilustres como Pe. José de Anchieta, Zumbi dos Palmares, Princesa Isabel, Zilda Arns, Carlos Chagas, Frei Galvão, Miguel Arraes, Ulisses Guimarães, dentre outros, sequer foram lembrados como patrono das nossas ruas! Fica o registro dessas anomalias...

PS -- Muita gente pergunta qual a origem do nome Terezina. Quando da construção da nova capital do Piauí (a antiga capital do Piaui era Oeiras), o povo da então província quis homenagear nossa imperatriz Tereza Cristina (esposa de Dom Pedro II). Justa homenagem! Como a denominação da cidade ficava longa, optou-se pelo inicio do primeiro nome TEREZa e o final do  segundo: CristINA = TEREZINA.Ah! saudades dos gloriosos tempos imperiais...
 (*) Armando Lopes Rafael é historiador

Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30