xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 14/04/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

14 abril 2015

Novo Colégio da Polícia Militar será em Juazeiro do Norte, diz Camilo

colegioPM

Colégio da Polícia Militar foi criado em Fortaleza em 1997.
Colégio é considerado uma das melhores escolas públicas do CE em 2014.

 

 

Colégio da Polícia Militar em Fortaleza (Foto: PM/Divulgação)

O Ceará poderá ter um novo Colégio da Polícia Militar ainda em 2015. O compromisso foi firmado nesta terça-feira (14), pelo Governador Camilo Santana, durante a solenidade de formação na Academia Estadual de Segurança Pública (AESP), de 974 policiais militares que integrarão as fileiras da corporação. De acordo com o governador, em viagens pelo interior do Ceará, a população tem cobrado a criação de unidades do Colégio da Polícia Militar em outras cidades.

“Já pedi um estudo para que a gente fizesse a implantação do primeiro Colégio da Polícia Militar no interior do Estado, na cidade de Juazeiro do Norte. Vou trabalhar para que seja feito ainda este ano”, disse Camilo Santana. A instituição ministra a Educação Básica de Ensino Fundamental e Médio aos dependentes de militares estaduais, de policiais civis e comunidade em geral.

Criado em Fortaleza em 1997, o Colégio da Polícia Militar Edgard Facó, foi considerada a melhor escola pública de 2014. O colégio já conquistou uma série de premiações e conquistas pedagógicas entre elas, o 1º lugar entre as escolas públicas estaduais no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 2ª no Nordeste e 49ª no Brasil;  escola destaque na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, com 28 medalhas, desde a sua criação.

Do G1 CE

Secult debateu Ceará Junino 2015 com representantes de quadrilhas e festivais. Investimento será de R$ 2,25 milhões em apoio a projetos de todo o Ceará

quadrinhabarbalha

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) realizou na manhã desta terça-feira, 14/4, reunião com representantes de quadrilhas, festivais juninos e todos os interessados em participar do Edital Ceará Junino 2015. O edital deste ano vai destinar cerca de R$ 2,25 milhões aos festejos tradicionais e aos grupos juninos, valor 6,4% superior ao de 2014. A expectativa da Secretaria é que o edital seja lançado nesta quarta-feira,15/4, incorporando sugestões apresentadas pelos participantes da reunião e em sintonia com as diretrizes de democratização, acesso e afirmação da cultura cearense, estabelecidas na política cultural do Estado.

A reunião aconteceu no auditório da Secult, que ficou lotado de proponentes e interessados no tema. Durante o encontro, que foi transmitido ao vivo no site www.secult.ce.gov.br e pelo Facebook da Secult,possibilitando a participação de residentes em todo o Ceará, representantes de entidades, quadrilhas e de festivais juninos tiraram dúvidas e fizeram sugestões ao próprio secretário da Cultura, Guilherme Sampaio,que coordenou e participou, junto com a equipe da Secult, de todo o encontro.

A Secretaria pretende incorporar ao texto final algumas das propostas e considerações dos proponentes, mas o secretário esclareceu que, por estar em seu primeiro ano de gestão à frente da Pasta, realizará uma revisão mais aprofundada de todos os editais da Secult, antes de promover alterações de maior ordem. "Podemos fazer algumas alterações consensuais, mas alterações maiores precisam de mais tempo para discussão e para que sejam juridicamente e financeiramente viáveis", explicou Guilherme Sampaio.

Sugestões dos participantes

Dentre os temas mais citados nas intervenções dos participantes, ganhou destaque o pedido de ampliação da verba destinada às quadrilhas infantis. Atualmente, este valor representa 10% do montante total. A proposta apresentada por muitos proponentes é de que esse valor suba para 20%, diante da importância do trabalho social que as quadrilhas exercem com as crianças da periferia das cidades e, também, pela perpetuação das tradições juninas.

Outros pontos destacados foram a importância da isenção e do caráter técnico dos pareceristas, uma proposta de rodízio entre as sedes dos municípios que recebem os festivais e a necessidade de acompanhamento da execução dos projetos contemplados, dentre outros. Outros temas, mais específicos, seriam tratados em reunião do secretário com o Comitê Gestor do Ceará Junino 2015, que inclui diversas entidades habitualmente envolvidas com os festejos.

Animação e novas perspectivas

Para Márcio Martins, presidente do Conselho Gestor da Federação das Quadrilhas Juninas do Estado do Ceará (Fequajuce), a reunião revelou a importância que a Secult dá para os festejos juninos. "A presença do secretário Guilherme e de toda a sua equipe é um indicativo da atenção que esta gestão tem com o tema. Estamos confiantes de que este será um dos melhores festejos que já tivemos e só tende a melhorar".

Mesma opinião tem Fábio Lessa, diretor da Quadrilha Infantil Cai Cai Balão, do Pirambu, que este ano completa 35 anos de funcionamento. "Foi uma reunião muito clara, muito informativa. O secretário nos passou muita confiança. Estou saindo satisfeito e acreditando que o trabalho com as quadrilhas infantis só tende a crescer".

Fátima Freires, presidente da Fequajuce, destaca a importância que a Secult tem dado ao Comitê Gestor do Ceará Junino nas decisões. "O fato do secretário querer integrar o Comitê deu muita força a nós. Temos certeza que vai ser tudo muito organizado e transparente", afirmou, após a reunião desta terça-feira.

Reunião online

A reunião desta terça-feira foi mais uma etapa do programa “Diálogos Culturais”, promovido de forma permanente pela Secult, em sintonia com as diretrizes de democratização e ampla participação, expressas na política cultural do Estado. Os lançamentos dos editais Carnaval do Ceará 2015 e Ceará da Paixão 2015 também foram precedidos por reuniões abertas na Secult, transmitidas ao vivo pela Internet, com incorporação de sugestões apresentadas pelos participantes.

Cadastro de parceiros: preparação para a inscrição

A Secult reforça que interessados em participar do Edital Ceará Junino 2015 devem realizar sua inscrição no Cadastro de Parceiros do Governo do Estado. A inscrição é necessária para todas as entidades que realizam convênios com a administração estadual, em todas as áreas, incluindo todas as secretarias.

A inscrição no Cadastro de Parceiros está disponível no site da Controladoria Geral do Estado - CGE (www.cge.ce.gov.br), que também traz o modelo padrão de plano de trabalho, a ser disponibilizado pelos interessados em participar do Edital.

Terceiro edital de 2015

Após realizar o Edital Carnaval do Ceará, em fevereiro, e o Edital Ceará da Paixão, em março, a Secult lançará seu terceiro edital, em quatro meses de gestão. O secretário da Cultura, Guilherme Sampaio, destaca o esforço empreendido por toda a equipe da Secretaria para garantir os editais, mesmo com o desafio do tempo para preparação.

“A Secretaria garantiu o Edital Carnaval do Ceará e o Edital Ceará da Paixão, mesmo com todas as questões naturais em um começo de governo, um momento de transição. Para isso, foi fundamental contar com o envolvimento de toda a equipe da Secult, com o apoio do governador Camilo Santana e da Assembleia Legislativa, que aprovou a lei autorizativa necessária aos editais, bem como com a parceria com os proponentes e articuladores desses segmentos específicos”, aponta Guilherme.

“Para dar sequência a esse diálogo que será permanente, estamos convidando os envolvidos nos grupos, projetos e festivais relativos às festas juninas, para uma reunião prévia, na Secretaria, assim como fizemos com os editais de Carnaval e da Paixão”, complementa o gestor.

Mais informações

A Secult está à disposição dos interessados, para tirar dúvidas e prestar mais informações quanto à documentação para inscrição no Edital Ceará Junino 2015, pelos fones 3101-6765 e 3101-6770 e pelo e-mailsiec@secult.ce.gov.br.

Ceará é Notícia

Asteroide de 40 metros pode se chocar com a Terra em 2017

asteroide40

As chances são baixas, mas existem. E, pelo tamanho do problema, assustam. Especialistas afirmam que um asteroide do tamanho da Estátua da Liberdade, que fica nos EUA, pode atingir a Terra em 2017. Não se sabe onde aconteceria o choque e nem o quanto isso afetaria a vida no local.
A chance de o asteroide se chocar com a Terra é estimada em uma em um milhão. O impacto, acreditam os especialistas do Observatório McDonald da Universidade do Texas, seria maior do que o causado pelo asteroide que caiu na Rússia em 2013 e fez com que 1200 pessoas fossem hospitalizadas.
“O tamanho é estimado pelo seu brilho, mas não sabemos exatamente a refletividade. Assim, pode ser maior ou menor do que esperamos, tendo entre 10 ou 40 metros”, afirma Judit Györgyey-Ries, especialista do Observatório.
Yahoo Notícias

Energia: deputado avalia que percentual de aumento é fora da realidade e representa risco para a economia e os empregos no Ceará

eletricidade4

O novo aumento das tarifas de energia elétrica no Ceará em um percentual médio de 11,69%, chegando a até 22,74% para as indústrias, atinge valores for da realidade e representa um risco para os empregos e a economia cearense. A avaliação é do deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE), vice-presidente da Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) da Câmara Federal e militante histórico da luta por energia a preços justos e por uma atuação mais atenta da Aneel em prol dos consumidores, não das distribuidoras de energia. Para o parlamentar, não há justificativa plausível para os novos aumentos, anunciados nesta terça-feira, 14/4, pela Agência Nacional de Energia Elétrica.

“A inflação, mesmo na projeção mais alta, ficou em 8% para o último ano. Como é que a energia elétrica tem sua tarifa elevada em uma média de mais de 11% e chega a quase 28% de aumento para as indústrias? É quase quatro vezes a inflação anual. Esses valores são fora da realidade do País e colocam em risco a economia do Ceará, assim como a geração de empregos no nosso Estado”, afirma o deputado Chico Lopes. Ele destaca que a Coelce já foi beneficiada, no último mês de fevereiro, por uma revisão tarifária extraordinária de 10,3%, o que, somando-se o novo aumento, representa um peso a mais para o bolso dos consumidores.

“Embora desta vez o aumento da energia para o consumidor residencial tenha sido menor, o que é importante, esse consumidor também sente as consequências do aumento da energia para as indústrias. As empresas vão fatalmente repassar esse custo aos produtos, o que gera inflação, desaceleração do consumo e risco para a segurança do trabalhador e para a geração de novos empregos”, aponta Chico Lopes, que levou o tema à Comissão de Defesa do Consumidor, cobrando providências da Aneel “em defesa do lado mais fraco nessa história, que são os consumidores e até o setor produtivo, enquanto as distribuidoras são contempladas com aumentos e mais aumentos, ano após ano”.

Agência reguladora: desequilíbrio em favor das distribuidoras

“As agências reguladoras, que são uma herança da era das privatizações, do período em que o Brasil foi comandado por uma política neoliberal, continuam como um grave problema a ser resolvido pela sociedade brasileira. Esse formato de agências reguladoras deixado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso engessou a sociedade e o governo, que não tem autonomia para agir cobrando melhores ações das agências reguladoras”, acrescenta o deputado Chico Lopes.

“Se a Aneel fala em manter o equilíbrio econômico-financeiro, deveria olhar ao menos uma vez o lado do consumidor. Este sim fica em desequilíbrio, quando vê sua renda não aumentar no mesmo compasso com que as contas de luz sofrem sucessivos aumentos”, complementa Lopes.

“É uma questão estrutural: é preciso mudar o formato e a atuação dessas agências, para que haja mais possibilidade de regulação pelo Poder Público e de atuação das entidades de defesa do consumidor”.

Ceará é Notícia

MPCE propõe implementação de Rede de Ouvidores do Estado do Ceará

mpce2

A Ouvidoria Geral do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) vai promover na próxima quinta-feira, dia 16, às 9 horas, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça (rua Assunção, 1.100, bairro José Bonifácio) a I Reunião Estadual de Implementação da Rede de Ouvidores do Estado do Ceará. O objetivo do encontro é estabelecer um pacto de cooperação para incentivar a criação de novas ouvidorias e promover a implementação de um sistema integrado para facilitar o acesso do cidadão aos serviços públicos e judiciais.

A procuradora de Justiça e ouvidora geral do MPCE, Maria Magnólia Barbosa da Silva, explica que a proposta é pioneira no Brasil e pretende interligar as 68 ouvidorias públicas e as 10 ouvidorias judiciais existentes no Estado em um sistema integrado, de modo que o cidadão seja encaminhado para o órgão competente para solucionar sua demanda de maneira mais eficaz.

A reunião contará com a presença do procurador-geral de Justiça, Ricardo Machado, e de ouvidores de diversos órgãos do Estado.

Encontro nacional de ouvidores

A Ouvidora Geral do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), procuradora de Justiça Maria Magnólia Barbosa da Silva participou nos dias 8, 9, 10 e 11 de abril, na cidade de Bonito, em Mato Grosso do Sul, da XIV Reunião do Conselho Nacional de Ouvidores do Ministério Público. No encontro foram discutidas a importância da lei de acesso à informação e a necessidade de implementação de uma rede de ouvidorias no país. Durante a reunião, a ouvidora geral do MPCE, ressaltou que está trabalhando para implementar a Rede de Ouvidores do Estado do Ceará.

Ceará é Notícia

122 municípios do Ceará correm o risco de perder recursos da Educação

educacao_infantil 

Um total de 122 municípios cearenses está ameaçado de não receber recursos de convênios ou firmar novas parcerias com o governo federal, caso não prestem contas dos investimentos feitos na Educação em 2014. O prazo final termina no dia 30 de abril. O Governo do Ceará também não prestou contas, mas tem o prazo para fazê-lo até o dia 31 de maio.

Apenas 62 municípios cearenses já cumpriram a norma legal. No País apenas 963 dos 5.570 municípios já prestaram contas, o que equivale a 17,29% do total de cidades do país. Os dados são do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A prestação de contas deve ser feita no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope, no endereço http://www.fnde.gov.br/fnde-sistemas/sistema-siope-apresentacao), disponível no site do FNDE.

Pela Constituição, os entes federativos devem investir no mínimo 25% do que arrecadam em educação. Se o estado ou município não investir esse mínimo em manutenção e desenvolvimento do ensino, o FNDE envia, automaticamente, um comunicado aos tribunais de contas estaduais e ao Ministério Público informando o não cumprimento da norma.

Quem não cumprir o prazo ou não conseguir comprovar o investimento mínimo fica inadimplente no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (Cauc) do governo federal. Com isso, deixa de receber recursos de transferências voluntárias da União e fica impossibilitado de firmar novos convênios com órgãos federais.

Clique aqui e veja a situação dos municípios cearenses.

Ceará Agora

Obama decide tirar Cuba da lista de patrocinadores do terrorismo

 

cubaxusa
AFP/AFP - O presidente americano Barack Obama (D) e o presidente cubano Raúl Castro se cumprimentam durante a Cúpula das Américas, no Panamá, no dia 11 de abril de 2015

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, manifestou nesta terça-feira seu apoio à retirada de Cuba da lista do Departamento de Estado dos países que apoiam o terrorismo, um passo importante para o restabelecimento das relações bilaterais.

Obama enviou ao Congresso um texto onde ressalta a sua "intenção de retirar" Cuba dessa lista, um dos obstáculos para o avanço do processo de reconciliação diplomática.

Em uma breve carta de apenas quatro parágrafos, Obama disse ao Congresso que poderia provar que "o governo de Cuba não proporcionou apoio ao terrorismo internacional nos últimos seis meses".

Além disso, o presidente indicou na carta que "o governo de Cuba deu garantias de que não vai apoiar atos de terrorismo internacional no futuro."

Em um comunicado oficial, a Casa Branca informou que a legislação determina que o presidente deve informar o Congresso sobre o caso 45 dias antes de qualquer decisão entrar em vigor.

Nesse período, o Congresso, dominado pelos opositores republicanos de Obama, pode bloquear medidas por uma resolução bicameral.

Em seu comunicado oficial, a Casa Branca indicou que "após análise cuidadosa" da permanência de Cuba nessa lista, "o Departamento de Estado concluiu que Cuba reúne as condições para que seja retirada" da lista de Estados patrocinadores do terrorismo.

"O Departamento de Estado recomendou que o presidente submetesse ao Congresso o relatório e a certificação exigida por lei", diz a nota.

Por sua vez, o secretário de Estado, John Kerry, declarou em outra nota que "é hora de retirar a designação de Cuba como um Estado patrocinador do terrorismo".

De acordo com Kerry, "as circunstâncias mudaram desde 1982, quando Cuba foi originalmente designada como Estado patrocinador do terrorismo (...). O nosso continente e o mundo estão muito diferentes hoje".

A inclusão de Cuba na lista envolve uma série de sanções contra a ilha, tais como uma restrição à qualquer ajuda dos Estados Unidos, mesmo através de organismos internacionais, o comércio de armas e acesso aos mercados financeiros internacionais.

 

AFP

MPF quer explicações do BNDES sobre Belo Monte

Belo-MOnteO Ministério Público Federal (MPF) vai pedir explicações ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sobre as mudanças feitas no contrato da hidrelétrica de Belo Monte.

Reportagem publicada nesta terça-feira, 14, pelo jornal “O Estado de S. Paulo” revela que uma alteração contratual feita pelo banco no financiamento de R$ 22,5 bilhões firmado com a hidrelétrica de Belo Monte livrou o consórcio Norte Energia, dono da usina, do pagamento de multa para o banco público, sanção que poderia chegar à cifra de aproximadamente R$ 75 milhões.

A punição deixou de existir porque o banco concordou em alterar as datas de execução de obras da usina, que está em construção no Rio Xingu, no Pará. Ao mudar o cronograma original que exigia do consórcio, as multas por atraso desapareceram.

Segundo Felício Pontes, procurador do MPF no Pará, o banco será acionado para prestar esclarecimentos. O MPF quer ter acesso à ata da reunião que deliberou sobre as mudanças no cronograma, bem como ao contrato de financiamento e ao termo aditivo que efetivou as mudanças. “O risco é de ter havido gestão temerária. Vamos pedir explicações”, disse.

Hoje, em audiência no Senado, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, disse que é natural ocorrer reprogramação nos pagamentos em projetos muito grandes. “Quando a empresa justifica, apresenta ao banco um cronograma e pede reestruturação, desde que peça antes do prazo, não é irregularidade”, afirmou.

O atraso de Belo Monte foi reconhecido pela Norte Energia no ano passado. O termo aditivo firmado com o BNDES traz, manuscrita, a data de 23 de outubro de 2014. No entanto, esse documento só passou a ter efetivo valor jurídico no dia 23 de março deste ano exatamente cinco meses depois. Só no mês passado o banco e a empresa fizeram o reconhecimento de firmas de seus representantes e o registro do documento no 1º Ofício do Registro de Títulos e Documentos da Cidade do Rio de Janeiro.

Para o MPF, o caso será analisado por se tratarem de decisões que favorecem uma empresa privada, a partir da utilização de dinheiro público. A Norte Energia tem 49,98% de sua participação nas mãos da estatal Eletrobras. Os demais 50,02% estão diluídos entre as empresas Neoenergia, Cemig, Light, Vale, Sinobras e J.Malucelli, além de os fundos Petros (Petrobras) e Funcef (Caixa).

Estadão

BNDES é ‘instituição transparente’, afirma presidente do banco

Coutinho2_ABR-625x446

 

Em sua explanação aos senadores na audiência pública conjunta das Comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Serviços de Infraestrutura (CI), nesta terça-feira (14), o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, garantiu que a instituição é “transparente” e observou que apenas o Eximbank norte-americano se iguala ao banco brasileiro neste aspecto, em relação à sua política de empréstimos.

Coutinho afirmou que as instituições equivalentes de países como Japão, Inglaterra, Alemanha, França e Itália seguem critérios mais rígidos de segredo, em defesa de seus respectivos setores privados e para evitarem litígios. Ele acredita que a discussão no Brasil também deve se dar levando em conta os interesses nacionais.

O presidente ainda apresentou dados que mostram uma desconcentração de investimentos. Entre 2007 e 2014, segundo demonstrou, os desembolsos percentuais cresceram para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, tendo se mantido estável para o Sul e decrescido apenas na região Sudeste. Ele também apresentou dados de investimentos para obras de mobilidade urbana nos estados.

Coutinho afirmou que a atenção para as micro e pequenas empresas é uma prioridade da sua gestão. Em 2014, por exemplo, a carteira para essas empresas chegou a quase R$ 60 bilhões de reais. Garantiu que o banco tem uma carteira de “alta qualidade”, mesmo se comparada à do setor privado, apresentando as mais baixas taxas de inadimplência do mercado.

(Agência Senado)

Servidores do IFCE paralisarão nesta quarta-feira em projeto à lei das terceirizações

 

naoaoa

Os servidores do Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Ceará (IFCE) vão se engajar, nesta quarta-feira, á luta contra o projeto 4330, que flexibiliza as terceirizações no País.

A categoria vai cruzar os braços e engrossar ato público marcado pelas centrais sindicais contra a matéria e que terá início a partir das 8 horas, na praça da Igreja do Carmo. Dali, sairá uma passeata com destino ao Centro.

Quem conclama a categoria é o Sindicato dos Servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (SINDSIFCE). A entidade reforça o discurso de que o projeto de lei 4330 precariza as relações de trabalho e fragiliza direitos dos trabalhadores de todo o Brasil.

O povo

Caos na saúde de Juazeiro do Norte leva à intervenção judicial

UpaAo procurar hospitais da cidade muitos pacientes são orientados a voltar para suas residências

Foto: Divulgação/SESA

Postos de saúde fechados, hospitais públicos sem funcionamento ou em estado de sucateamento devido à falta de recuperação de suas estruturas físicas e aquisição de novos equipamentos. Além de servidores públicos do setor em greve há cerca de 47 dias, ocasionando a falta de serviço à população que, diariamente, busca em um dos equipamentos os serviços. E, para piorar a situação, centenas de casos suspeitos de dengue em Juazeiro do Norte. Este é o quadro clínico vivenciado, atualmente, pelo setor de saúde no município.

A maioria dos atendimentos que ainda estão sendo disponibilizados no município acontece na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Limoeiro. O equipamento, construído pelo Governo do Estado, atende aos diversos bairros da cidade e, ainda, a pacientes que migram das cidades de Barbalha e Crato. O atendimento, no entanto, é demorado e, em muitos casos, não supre a demanda existente. Muitos pacientes são orientados a retornar para casa sem que a consulta tenha sido realizada ou, então, acabam sendo encaminhados a buscarem providências junto à secretaria de Saúde do município.

A crise no setor não é nova. Há pelo menos 4 anos o município atravessa situações constrangedoras por conta do fechamento de unidades hospitalares e falta de investimento no setor de saúde. Em 2013, o Ministério Público do Ceará (MPCE), avaliou as deficiências no atendimento os usuários da saúde no município. Um Termo de Ajustamento de Conduta foi realizado objetivando melhorias. Porém, em vez de novos investimentos, o que se viu foi à paralisação das atividades de equipamentos que existiam, como o Hospital Tasso Jereissati, antigo Estefânia Rocha Lima, aonde apenas tratamento ortopédico vem sendo disponibilizado.

“Hoje ainda está tranqüilo. Ontem, pela manhã, não se conseguia andar aqui dentro. Havia mais de 300 pessoas. A culpa disso aqui é a falta de atendimento as reivindicações dos funcionários da saúde que estão em greve há quase 50 dias. Os postos de saúde praticamente não estão funcionando e a população vem toda pra cá. Só que isso aqui não é hospital. O atendimento tem que ser para urgência e emergência”, informou uma enfermeira da UPA que pediu para não ser identificada. Segundo ela, quatro médicos atendem diariamente na unidade.

Grande parte dos pacientes que ontem buscavam atendimento na unidade apresentavam quadro clínico de febre, dor de cabeça, tontura e coceira pelo corpo. “Aqui a maioria é suspeita de dengue. Está uma coisa séria em Juazeiro do Norte. Metade desse povo aqui vai ser dispensado e voltará sem atendimento. Mas, como só tem aqui, o povo tenta a sorte”, explicou o mototaxista Cláudio Sales de Lacerda, que precisou esperar cerca de 3 horas para ser atendido.

Intervenção na MPF
Em fevereiro deste ano, o Ministério Público Federal (MPF), em Juazeiro do Norte, propôs ação civil pública contra a Prefeitura do município, Estado do Ceará e União, requerendo a nomeação de um auditor judicial para supervisionar todas as decisões da Secretária de Saúde da cidade, incluindo as ordenações de despesas. 

Nesta terça-feira (14), por determinação da Justiça Federal, o município sofreu uma espécie de auditória extraordinária no setor. A ação teve por finalidade detectar as razões da falência do setor no município. Durante o período da auditoria, a prefeitura de Juazeiro do Norte fica impedida de fazer qualquer movimentação financeira de verbas da saúde sem autorização prévia da auditora.

“A saúde está praticamente falida, não tem a mínima condição de prestar um serviço descente a qualquer pessoa. Todas as áreas estão com grande deficiência, identificadas e já pontuadas, culminando com a operação ora deflagrada”, informou o procurador da República Rafael Rayol, que visitou a sede da Prefeitura e da secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte na manhã de ontem. 

Segundo a Secretaria de Saúde do Estado (SESA), o Governo cearense construiu 16 UPAs no interior e seis na capital. As unidades foram construídas pelo Estado, mas, a estrutura de funcionamento é de responsabilidade dos municípios. A secretaria informou que em Juazeiro do Norte foram construídos o Hospital Regional e uma UPA e que ambos os equipamentos deveriam estar funcionando como acréscimo de opções de atendimento. Conforme a SESA, a UPA é uma unidade intermediária entre o posto de saúde e o hospital.

Em Nota, a Prefeitura de Juazeiro do Norte informou que o prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macêdo, determinou que todos os integrantes da administração municipal contribuam com o trabalho, acreditando na melhoria dos serviços da saúde no município.

Diario do Nordeste - Regional

Varejistas farão viagem à Zona Livre do Panamá

CABBUSCYO evento de divulgação do projeto aconteceu no auditório da entidade e teve como objetivo incrementar os processos de exportação e importação de produtos na Região Metropolitana do Cariri (RMC)

Juazeiro do Norte. A CDL deste município apresentou aos empresários locais e de cidades vizinhas o Projeto Missão Panamá 2015. Além de incrementar os processos de exportação e importação de produtos na Região Metropolitana do Cariri (RMC), o projeto pretende reunir uma comissão formada por comerciantes e empresários para uma incursão na Zona Franca de Cólon, do dia 13 a 19 de setembro, com o objetivo de vivenciar novas perspectivas de negócios, no lugar que é considerado uma referência no varejo mundial.

O evento de divulgação do projeto aconteceu no auditório da entidade. Na ocasião, foi apresentado o processo dinâmico para a realização da importação no Panamá, país da America Central. Informações sobre a documentação necessária, o modo de agir quando chegar ao país, como é feito o traslado dos produtos e informações com relação à viagem foram apresentadas aos participantes. No final, tiveram um momento para tirar as dúvidas e buscar detalhes específicos para cada segmento. Estiveram presentes vários empresários, representantes da Prefeitura Municipal e do Grupo Baumann, que é o responsável pela viagem.

O destino da viagem está localizado na entrada do Canal do Panamá com o Caribe. A área é considerada a segunda maior zona livre de comércio do mundo, depois de Hong Kong na China, e a primeira no Hemisfério Ocidental. Essa região tem uma grande representação no mercado varejista. O seu Produto Interno Bruto (PIB) chega a 40 bilhões de dólares, e continua em crescimento de até 8,5% ao ano. O país ainda é um dos principais exportadores para o Equador, Rússia e Venezuela.

Na Zona Franca, os empresários encontrarão muitas vantagens para a realização de negócios com mais de 3 mil fornecedores à disposição, em vários segmentos diferentes com um mix de produtos. Sem contar com as facilidades na compra e importação do produto. O comerciante poderá realizar negócios em pequenas quantidades e enviar mercadorias em até 24 horas, com prazo de chegada ao Brasil de 10 a 15 dias.

Facilidades

Segundo Léo Uchôa, representante do grupo Baumann, a grande vantagem do Panamá é a facilidade da importação, diferente dos outros países onde o comerciante teria que ter uma fábrica para produzir o produto. "No Panamá o produto já está pronto e os fornecedores estão dispostos e abertos a negociar com o Brasil. O brasileiro, então, tem que visitar a zona franca para conhecer os fornecedores e fazer o seu pedido, e daí tem um processo mais simples, se comparado com outros países", explica.

Josenei Alves Leite, empresário do ramo cafeeiro, conta que está animado com a missão e tem como foco encontrar máquinas modernas e equipamentos na área industrial, como as que possuem novas cápsulas para a produção de café. "Eu sempre fiquei na espera de uma oportunidade na região e acredito que essa viagem vai me dar boas oportunidades de negócios", afirma. O empresário acredita também que o consumidor vai ser beneficiado com essa viagem. "Nós vamos trazer máquinas e equipamentos que possam adiantar a modernidade na nossa região e isso será muito bom para os clientes".

O encontro também contou com a participação de representantes de outras CDLs. Alcides Marcelo, presidente da entidade em Barbalha, esteve presente para captar informações para os associados que não puderam comparecer ao evento. "Nós temos que aproveitar as oportunidades, esquecer a crise e aproveitar os problemas para transformá-los em oportunidades", diz. E completa, "o interesse e a aceitação pelo negócio já está grande por parte dos empresários do município, portanto, se já tem essa perspectiva e interesse, deve sair alguma coisa boa dessa missão", ressaltou.

Missão

Para alguns empresários, a viagem ao Panamá será um retorno. No ano passado o presidente da CDL de Juazeiro do Norte, Michel Araújo, participou de um projeto semelhante no ano passado, porém com destino à China. Na ocasião, Michel afirmou que viu muitas oportunidades para os comerciantes da região do Cariri, no entanto, o volume de compras realizados no país deveria ser bem maior.

Na volta, a comitiva teve a oportunidade de conhecer um pouco do comércio do Panamá, que possibilita uma quantidade menor de compras e com vantagens diferenciadas.

Mais informações:
CDL de Juazeiro do Norte
Telefone: (88) 3512.2266
Email: cdl@cdljuazeirodonorte.Org.Br
www.cdljuazeirodonorte.com.br

Diario do Nordeste - Regional

Matadouros públicos interditados

matadouro

Campos Sales. Quatro municípios da região Sul do Ceará estão com matadouros públicos interditados por determinação do Ministério Público Estadual e da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace): Campos Sales, Salitre, Araripe e Potengi. O fechamento das unidades decorre da falta de estrutura adequada de abate dos animais e de higiene. A medida tem por objetivo preservar a segurança alimentar da população.

A interdição dos matadouros nos quatro municípios trouxe dificuldades para os criadores e em alguns casos a matança passou a ser feita "na moita", isto é, sem fiscalização ou controle algum de higiene e de sanidade animal. As medidas administrativas demonstram mais uma vez um problema que é recorrente nas pequenas cidades do Interior: a falta de condições adequadas de funcionamento das unidades de abate.

Os projetos de regionalização e de formação de consórcios entre os municípios não avançaram nos últimos anos. Resultado: o problema persiste em muitas cidades. Em Campos Sales, há cerca de dez anos, começou a construção de um matadouro regional. A obra ficou inacabada. Apenas paredes foram levantadas e a cobertura foi instalada.

Na sexta-feira passada, o promotor de Justiça, Gleydson Leanndro Carneiro Pereira, recomendou ao município de Campos Sales a suspensão das atividades no Matadouro Público Municipal no prazo de dez dias, além de conceder um período de 30 dias para apresentação de cronograma de execução das obras e reestruturação da unidade de abate.

"A redação da Constituição é clara, ao dispor da responsabilidade dos entes federativos, em proporcionar condições dignas de saúde pública e higiene para a população, nesse caso em particular, impedindo o abate de animais no município sob condições insalubres, cujas normas mínimas de higiene deixam de ser cumpridas", escreveu o promotor Gleydson Leanndro Pereira, na recomendação. "Há grave risco de contágio à população de Campos Sales, cuja propagação da contaminação de animais abatidos por aqui pode gerar doenças em pessoas da população, inclusive ocasionando-lhes a própria morte" .

A secretária de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente de Campos Sales, Ivete Fortaleza, disse que aguarda orientação do prefeito Moésio Loyola sobre o quê fazer e informou que o abate, por enquanto, está sendo feito em Antonina do Norte. A suspensão do matadouro ocorreu na última sexta-feira, 10.

O vereador Jenilton Costa lamentou que a obra do abatedouro regional de Campos, no sítio Caldeirão, a 3 km do Centro, não tenha sido concluída e esteja abandonada há mais de dez anos. "Se tivesse sido construído estaria atendendo outros municípios da região com abate de qualidade. Solicitamos esclarecimentos ao Tribunal de Contas dos Municípios, ao Tribunal de Contas do Estado e ao próprio governo do Estado sobre o porquê da paralisação dessa obra. Há informações de que foram investidos R$ 550 mil na construção que ficou pela metade".

O Matadouro Público de Salitre também foi interditado por não apresentar condições adequadas de funcionamento. O abate dos animais será transferido para a cidade de Antonina do Norte. "A precariedade do matadouro é um problema que perdura há tempo e o município não tem condições de investir mais de um milhão de reais na construção de uma nova unidade", observou o secretário de obras, Édson Rosal. "A Prefeitura está procurando as medidas cabíveis, mas penso que o Ministério Público deveria dar um rumo, somar-se aos municípios para cobrar uma solução do Estado".

O secretário de Agricultura e Desenvolvimento Econômico de Araripe, Rutenberg Fortaleza, confirmou que desde fevereiro passado que o Matadouro Público está fechado por decisão do promotor de Justiça que respondia por Assaré. "O Ministério Público demonstrou a falta de condições de funcionamento, de higiene", disse. "Esses matadouros no Interior foram construídos há mais de 30 anos e não atendem às exigências atuais, de forma de abate, de preservação ambiental, da legislação vigente e de segurança alimentar, mas é melhor do que o abate clandestino na moita, pois há veterinários e algum controle".

Os criadores de Araripe estavam abatendo os animais em Campos Sales, distante 33 km, em média, mas agora terão de ir para Nova Olinda, distante 60 km. Os custos com o transporte ficaram mais caro e muitos devem fazer o abate clandestino, uma vez que a Adagri não tem fiscalização efetiva em todos os municípios.

Em Potengi, o secretário de Agricultura, Dalmir Rodrigues, confirmou que o matadouro foi fechado há 50 dias e que a administração municipal já atendeu às exigências da Semace, realizando obras e aquisição de equipamentos.

matadouro2Honório Barbosa
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Polícia Federal e Ministério Público Federal realizam operação na Secretaria de Saúde e na Prefeitura de Juazeiro do Norte

 

agentesfederais

Agentes federais apreenderam vasta documentação na Licitação

A Polícia Federal realizou nesta manhã de desta terça-terça-feira (14), uma operação policial no setor de licitação da Prefeitura de Juazeiro do Norte e na Secretaria de Saúde de Juazeiro. A Justiça Federal, através da 16ª Vara Federal determinou auditoria no sistema de saúde do município. A auditoria será feita por técnicos da Controladoria Geral da União e Denasus  órgão responsável pela fiscalização da aplicação de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS).
O alvo das investigações são licitações na compra de medicamentos e contratação de empresas para o fornecimento de material e equipamentos hospitalares e o próprio funcionamento do SUS.

 

flavio pinto

Caririense acusado de envolvimento em fraude bilionária na Receita é demitido

receita_federal1

O caririense de Brejo Santo, José Celso Freire da Silva, acusado de integrar uma quadrilha que pode ter desviado até R$ 19 bilhões da Receita Federal, foi demitido do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). José Celso é um dos investigados na Operação Zelotes, desencadeada pela Polícia Federal, no final do mês de março, nos estados de São Paulo, Ceará e no Distrito Federal. Sob o conselheiro, pesa a acusação de participação em esquema de tráfico de influência e corrupção, que manipulava resultados de processos no Carf. Jorge Celso também é investigado pela Corregedoria-geral do Ministério da Fazenda. Segundo nota enviada pelo órgão, os procedimentos já estão em curso e será observado o direito de ampla defesa aos envolvidos. O caririense, até o momento, não se manifestou sobre o assunto.
(Jornal do Cariri)

flavio pinto

TCM inicia capacitação de gestores e administradores de 17 municípios do Cariri

TCE (1)

Tem início nesta terça-feira (14) , em Juazeiro do Norte, uma capacitação promovida pelo Tribunal de Contas do Município (TCM). A abertura do evento está marcada para 8 horas,  no Memorial Padre Cícero, localizado na Praça do Socorro. Já os cursos acontecerão na Faculdade de Juazeiro do Norte (FJN).
O encontro vai até a quarta-feira (15) e faz parte do programa Capacidades do TCM, que tem como principal objetivo promover a formação continuada de gestores e servidores que atuam nos Poderes Executivo e Legislativo Municipal em temas que norteiam a Gestão Pública, alinhados à jurisprudência do TCM/CE. A ação tem ainda como foco, capacitar a sociedade civil para o exercício da participação cidadã e da responsabilidade social.
Na ocasião, serão abordadas temáticas referentes a atos de gestão voltados para a transição governamental, obras públicas, especificidades dos conselhos de saúde, dentre outras. Nesses dois dias, participarão também do encontro representações dos seguintes municípios: Abaiara, Aurora, Barbalha, Barro, Brejo Santo, Caririaçu, Crato, Farias Brito, Granjeiro, Jardim, Jati, Mauriti, Milagres, Missão Velha, Penaforte e Porteiras.

(Com informações da Assessoria de Imprensa)

Ele vive - Por: Emerson Monteiro

(Não consegui visualizar sua mensagem Ele vive, mas deduzo que ELE é Jesus.

Ainda não fui eleito crente. Não consigo acreditar na vida eterna. Pelo menos, na minha. Os mistérios da fé não me foram revelados, ainda.

Gosto de guardar algumas observações sobre o assunto, feitas por santos e cientistas. O apóstolo Paulo disse: Se Cristo não foi ressuscitado, nós não temos nada para anunciar e vocês não têm nada para crer. (...) Se Cristo não foi ressuscitado, a fé que vocês têm é uma ilusão (...) Se Cristo não ressuscitou, os que morreram crendo nele estão perdidos.(...) Se a nossa esperança em Cristo só vale para esta vida, nós somos as pessoas mais infelizes deste mundo.

E essa do grande Einstein, a ciência sem a religião é manca e a religião sem a ciência é cega.)



Boas e sinceras as suas palavras, o que bem refere o ânimo da busca. É que os mistérios da Natureza circulam por dentro de nós. O mundo externo só circunstâncias. Mas do que diz, há que haver uma revelação, independente tão apenas do nosso querer individual. Freud dissera que quando a necessidade de mudar é maior do que a necessidade de permanecer, isso significa a autoridade dos acontecimentos na determinação das nossas existências, no senso do mais que perfeito; e nós cuidamos de mudar, nos transformar.

O seu depoimento obtém êxito amplo no que respeita o desejo de que não é só assim inútil viver em um mundo que se acabe em nós. Voltaire argumentava que se Deus não existisse necessário seria que o criássemos. Pois vemos perfeição em tantas ocasiões e somente a gente de nada valer? No entanto há que haver o toque do Eterno, de acordo com a oportunidade exata do encontro com Ele, com Jesus em nós, pois aqui Ele vive e esperar que o aceitemos receber no coração. No texto que escrevi faz algum tempo, A Consciência é o próprio Ser em elaboração, quis abordar esse tema, assunto interno da própria pessoa (vide o blog www.monteiroemerson.blogspot,com).

Falácia - Por: Emerson Monteiro

Diante da insensibilidade do Legislativo Federal na solução dos problemas brasileiros, e querer segregar aos porões da escravidão o pouco que restou da nossa juventude, hoje acordei com palavras de Castro Alves ecoando pelos ouvidos da consciência;

Existe um povo que a bandeira empresta
P'ra cobrir tanta infâmia e cobardia!...
E deixa-a transformar-se nessa festa
Em manto impuro de bacante fria!...
Meu Deus! meu Deus! mas que bandeira é esta,
Que impudente na gávea tripudia?
Silêncio. Musa... chora, e chora tanto
Que o pavilhão se lave no teu pranto!...

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30