xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 19/02/2015 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

19 fevereiro 2015

Carnaval: Dragão do Mar recebeu quase oito mil pessoas

Dragaodomarcentro

Em todos os dias do feriadão, o centro de arte e cultura abriu museus, planetário, cinemas e ofereceu programação de música, teatro, feirinha, entre outros eventos. Cearenses e visitantes responderam à altura, ocupando em peso todos os espaços do Dragão.

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura esteve de portas abertas durante todo o Carnaval, de 14/2 a 18/2, e recebeu um público surpreendente, apesar do feriadão prolongado e da tradicional migração de parte da cidade para os centros da folia. Foram 7.884 visitantes nos cinco dias. Cearenses e turistas ocuparam museus, cinemas, planetário e participaram da programação que teve teatro adulto e infantil, feirinha, II Festival Internacional Violoncelos em Folia e o show do Bloco As Gata Pira.

Com grandes filmes em cartaz, o Cinema do Dragão-Fundação Joaquim Nabuco já é referência na cidade em qualidade de imagem, som, programação e preços acessíveis. Essa combinação atraiu 1.498 pessoas, no Carnaval. O número só endossa a marca de 10.000 espectadores nos primeiros 40 dias deste ano.

O Planetário Rubens de Azevedo também foi sucesso de público. Abrindo excepcionalmente na segunda (16), terça (17) e quarta-feira (18), quando regularmente é aberto apenas para grupos escolares, o Planetário também permaneceu aberto no fim de semana de Carnaval, recebendo 1.163 pessoas durante o feriadão. Foram quatro sessões por dia, a partir das 17h. Já os museus, com três exposições de acesso gratuito, tiveram 2.527 visitantes circulando entre as galerias de obras.

Outro destaque foram os shows no Anfiteatro. No domingo, o Dragão do Mar abrigou um dos concertos do II Festival Internacional Violoncelos em Folia. Na terça, foi a vez do Bloco As Gata Pira lotar o espaço. O bloco migrou da Praça dos Leões para o Dragão, depois de problemas técnicos na montagem de som, decorrentes da chuva. Nesses dois dias, 1.826 pessoas passaram pelo Anfiteatro.

“Esse número, bem acima da média, comprovou como Fortaleza quer ocupar seus espaços de convivência, de arte, cultura. Foi uma escolha feliz abrirmos todos os dias”, avalia o presidente do Instituto Dragão do Mar, Paulo Linhares.  Confira os números de cada espaço:

Brincando e Pintando no Dragão (Praça Verde), dia 15/2: 254 pessoas

Cinemas, de 14 a 18/2: 1.498 pessoas

Museus, de 14 a 18/2: 2.527 pessoas

Teatro, dias 14/2 e 15/2: 166 pessoas

Anfiteatro, dias 15/2 e 17/2: 1.826 pessoas

Fuxico no Dragão, dia 15/2: 450 pessoas

Planetário, de 14 a 18/2: 1.163 pessoas

Total de público: 7.884 visitantes

 

Assessoria de Comunicação e Marketing do Instituto Dragão do Mar

SSPDS divulga resultado da Operação Carnaval 2015

governodoestadoce

Na tarde desta quinta-feira (19), a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Estado do Ceará, em conjunto com as suas vinculadas Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, apresentou o resultado da Operação Carnaval 2015. Os dados foram divulgados em coletiva de imprensa, nas dependências da SSPDS. A operação iniciou na sexta-feira (13) às 18 horas e durou até às 6 horas dessa quarta-feira (17). Também participaram órgãos da Prefeitura Municipal de Fortaleza – Secretaria Municipal de Segurança Cidadã, Guarda Municipal de Fortaleza, Defesa Civil do Município, Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) –, além da Secretaria do Turismo do Estado.

Durante o período, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) abordou 19,3 mil veículos nas rodovias estaduais. Destes, 718 foram apreendidos, com uma diferença de 107 veículos a mais do que o ano de 2014. Já em relação ao registro de acidentes nas estradas, houve redução de 62 ocorrências. Neste ano, foram contabilizados 48, ocasionando 11 mortos. Em 2014, foram registrados 110 acidentes, com 17 mortes. Contudo, as autuações pela Lei Seca aumentaram. Foram 429 neste ano, 30 casos a mais do que no ano passado. Neste carnaval, 424 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) foram apreendidas, enquanto em 2014 foram 398.

Como resultado do trabalho desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros Militar, o número de afogamento fatais registrados no Estado caiu de cinco (05) em 2014 para três (03) no Carnaval deste ano. Foram resgatadas com vida 104 pessoas durante o feriado, sendo 33 a mais do que no ano passado. No total, foram registradas 6.944 ações de prevenção.

A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS atuou na Operação Carnaval 2015 com sete aeronaves, totalizando 57 horas de vôo em missões como remoções aeromédicas, resgate em afogamento, apoio à Marinha do Brasil, vôos de patrulhamento e apoios a operações policiais, entre outras. Ao todo, foram atendidas 66 demandas operacionais. Entre as sete aeronaves, duas são operacionais multimissão, equipadas com UTI aérea.

Armas apreendidas

Também houve um aumento na apreensão de armas de fogo durante o Carnaval. A Polícia aprendeu 75 armas. Destas, 24 foram em Fortaleza, 11 na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e 40 no interior do Estado. Em 2014, o número de apreensões foi de 61.

Foram presas e apreendidas em flagrante 522 pessoas. A maioria, no interior, com 314 autuações. A Capital e RMF somaram 208 autuações.

CVLI

Os números de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), comparados com 2014, permaneceram estáveis na Capital e RMF, com 25 e 13 casos, respectivamente. Já no interior, os números oscilaram. No Norte do Estado, houve uma queda de 16 CVLI em 2014 para 15 neste ano. Contudo, no Interior Sul, foram 23 delitos. Um aumento de seis casos, se comparado a 2014, quando houve 17 infrações dessa natureza na região. Ao todo, foram registrados 76 CVLI no Ceará durante o feriado de 2015. Em 2014, foram 71. Apesar da leve alta registrada, as forças de segurança consideraram o Carnaval deste ano tranqüilo, uma vez que nos locais de concentração de festa houve poucas ocorrências.

O aumento verificado no período foi puxado por uma tendência de alta que vem se apresentando no Interior Sul. Com o objetivo de reverter a situação, o Secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Delci Teixeira, acompanhado do Delegado Geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, do Comandante Geral da Polícia Militar, Cel. Giovani Pinheiro, e do Comandante Geral dos Bombeiros, Cel. Carlos Gurgel, se dirigiu a Juazeiro do Norte nesta quinta-feira (19), onde está sendo realizada uma série de reuniões. Uma força tarefa, sob responsabilidade do Comandante Geral adjunto da PM, Cel. Hervano Macedo, foi designada para combater os crimes na região.

 

Coordenadoria de Comunicação da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS)

Mortandade de peixes intriga pescadores no Açude Orós

orospeixesPreso nas gaiolas, o pescado não tem como sair para águas mais profundas, oxigenadas e acaba morrendo. A orientação é que, nesse período, os criadores reduzam a quantidade de alimentação, restringindo-a ao período da manhã

Fotos: Honório Barbosa

Orós. Produtores de tilápia em tanques-redes no Açude Orós, localizado na região Centro-Sul do Ceará, enfrentam um novo ciclo de mortandade do pescado. A ocorrência de morte é mais comum no período de maio a julho, mas, neste ano, vem surpreendendo os criadores desde janeiro passado. O reservatório é o segundo maior do Ceará e acumula atualmente 46% de sua capacidade.

O Orós tornou-se um dos maiores produtores de peixe da espécie tilápia em cativeiro, no Estado do Ceará. São cerca de 500 famílias, em 18 comunidades, envolvidas com a atividade econômica e uma produção mensal estimada em 420 toneladas. Nos últimos dez anos, a criação de pescado trouxe uma significativa melhoria de renda para os moradores, que antes viviam da pesca artesanal e da agricultura de subsistência.

Gaiolas

O problema pode estar relacionado com a quantidade de peixe nas gaiolas, a queda do nível do reservatório, a baixa produção de oxigênio e a inversão térmica. A mortandade vem ocorrendo em quase todas as comunidades e revela que os produtores precisam seguir as orientações técnicas e que há um limite para manter a sustentabilidade da produção em larga escala.

O piscicultor Pedro Emídio da Costa confirmou a morte de peixe nas localidades de Jardim, Brejinho, Jurema e Pereiro dos Pedros. "É mais um prejuízo que atinge os produtores que já têm dívidas. Costa adiantou que os criadores estão reduzindo a compra de alevinos. "A nossa preocupação é com a queda do nível do açude. Dizem que vão liberar mais água para o Castanhão",

O coordenador local do Centro Vocacional Tecnológico (CVT), Paulo Landim, observa que o momento é de dificuldade, mediante a queda de volume de água do reservatório e a incerteza se haverá chuva suficiente para a recarga do açude.

"Estamos atravessando um momento de dificuldades e não podemos, de maneira alguma, pensar em expansão da atividade", frisou. "Os produtores devem diminuir a quantidade de peixe nas gaiolas".

Os técnicos avaliam que a redução deveria ser em torno de 50%. A decisão, se for tomada, representa queda na produção ao longo deste ano. "É o caminho correto para reduzir o risco de morte", frisou Landim. "À noite, os ventos fortes seguem na direção da água para a margem, criando ondas que retornam por baixo, levando material aquático e água com pouca oxigenação. É esse processo que causa a falta de oxigênio e a morte dos peixes", explicou.

Preso nas gaiolas, o pescado não tem como sair para águas mais profundas, oxigenadas. A orientação é que nesse período os criadores reduzam a quantidade de alimentação, restringindo-a ao período da manhã. "O peixe não morre por fome, mas por falta de oxigênio. Se tiver sido alimentado no período da tarde vai precisar de mais oxigênio para digestão e respiração, exatamente à noite, quando ocorre a fotossíntese", explicou. "Para reduzir a mortandade é uma questão de manejo".

Outra saída é a retirada das gaiolas das áreas mais próximas das margens para águas mais profundas. "Os criadores precisam verificar à noite o comportamento dos peixes e quando perceberem que há risco de morte, conduzir os tanques redes para locais mais distantes, com melhor qualidade de oxigenação", frisou Landim.

Outro problema é evidente no Açude Orós: a poluição. O reservatório recebe, por meio do Rio Jaguaribe e de seus afluentes, dejetos de dezenas de cidades e de vilas rurais, que não têm saneamento básico.

Prejuízo

Em maio de 2014, a mortandade de tilápias atingiu cerca de três mil gaiolas, deixando prejuízo para mais de 100 famílias. Somente na localidade de Jurema, o prejuízo foi em torno de R$ 300 mil. Os projetos experimentais de criação de tilápia em tanques redes começaram em 2004, com 20 gaiolas. Logo houve expansão. Hoje são 3.500.

Esse número pode ser superior, pois há queixa de que unidades são implantadas de forma irregular, sem autorização e a outorga das instituições envolvidas. O mercado é favorável e o êxito do empreendimento está relacionado à capacidade de organização e conhecimento dos produtores. "Há dificuldades, mas a atividade é lucrativa. Os grupos que investem parte dos recursos conseguem crescer".

Mais informações

Centro Vocacional
Tecnológico (CVT)
Município de Orós
Centro-Sul
(88) 3584-2704

Honório Barbosa
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Cequip chega à região do Cariri em clima de muita festa

cequipe

Crato. Uma das empresas mais respeitadas no mercado de vendas de caminhões, tratores, ônibus e equipamentos agrícolas acaba de se instalar neste município. A Cequip Importação e Comércio Ltda. Abriu sua segunda loja no Interior do Ceará durante inauguração concorrida, realizada na semana passada, com as presenças dos diretores Fred Carvalho, André Carvalho e Fredinho Carvalho, além do prefeito de Crato, Ronaldo Gomes de Mattos, secretários municipais e empresários de diversos setores econômicos da região do Cariri.

Na ocasião, o diretor-presidente da Cequip, Fred Carvalho, recebeu das mãos do secretário do Desenvolvimento Econômico e Turístico do município, Venâncio Saraiva, o certificado de instalação da empresa em Crato. O documento também é uma espécie de compromisso que garante a concessão de incentivos fiscais pelo município num prazo de dez anos.

Conhecida no mercado nacional como "A Casa das Grandes Marcas", a empresa comercializa ônibus e caminhões da marca Vollkswagen, caminhões MAN, Tratores Massey Ferguson, implementos agrícolas em geral, máquinas de construção Randon e LiuGong, óleo Valvoline e atua, ainda, como revendedora de pneus das marcas Continental e Arla.

Com 45 anos de tradição, a Cequip, cuja matriz está em Fortaleza, deverá responder pela criação de cerca de 40 novos empregos diretos e outras 60 oportunidades de trabalho indireto em Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha. Além da nova loja aberta em Crato, a Cequip também está presente em Tianguá, na Serra da Ibiapaba.

Líder de mercado há 11 anos no Ceará, a Cequip chega ao Cariri trazendo toda a credibilidade de grandes marcas de veículos, pneus, peças e equipamentos com utilidade em diversos setores, como construção civil, transporte de pessoas e agricultura. Motivada pelo desejo de participar e desenvolver uma região de crescimento constante, a empresa se instala no Cariri com as melhores ofertas e taxas do mercado, permitindo financiamento total graças ao Banco Volkswagen e ao Finame.

Além de atender aos municípios da região, a empresa também prospecta a realização de atendimentos às cidades fronteiriças localizadas nos Estados da Paraíba, Pernambuco e Piauí. A expectativa é de que, neste primeiro momento, haja a comercialização de, pelo menos, sete tratores agrícolas por mês e de cerca de cinco caminhões da marca alemã, MAN.

Com um cadastro inicial de cerca de 500 empresas instaladas na região do Cariri, todas potenciais clientes da loja instalada em Crato, e que já adquirem produtos e serviços da unidade da Cequip em Fortaleza, a chegada da marca também significa a oferta de maior conforto e comodidade. "Nós já possuíamos uma grande quantidade de clientes oriundos da região do Cariri que migravam até Fortaleza sempre que havia a necessidade de algum tipo de serviço ou aquisição de produtos. Com a abertura da unidade local, teremos a condição de melhorar a qualidade do nosso atendimento" avaliou Antônio Nina, supervisor de vendas da Cequip.

Alinhamento

Segundo ele, a loja também atenderá a região por meio de um Truck Center, onde serão disponibilizados serviços de alinhamento e balanceamento para ônibus e caminhões. "Além desse serviço também iremos dispor do trabalho de manutenção de caminhões da marca MAN".

Antônio Lima disse, ainda, que a abertura da Cequip garante o reconhecimento da empresa ao crescimento que a região vem apresentando nos últimos anos. "O Cariri é uma região riquíssima em diversos aspectos e setores. Queremos participar deste crescimento e contribuir para que, por meio das ações que serão desenvolvidas pela empresa, haja manutenção deste crescimento econômico e a garantia de que nossos clientes poderão desfrutar dos melhores serviços e atendimentos sem a necessidade de se deslocarem para outras regiões do estado", frisou.

Mais informações

Cequip - A Casa das Grandes Marcas
Avenida Padre Cícero, 4500, KM 4,5 - Telefone (88) 3444-4487
São José - Crato

Roberto Crispim
Colaborador

Diario do Nordeste - Regional

Professores decretam greve em Juazeiro do Norte

professoresjngreve

Reunidos em assembleia geral nesta quinta-feira (19), os professores da rede municipal de ensino de Juazeiro do Norte deflagraram estado de greve e iniciam a paralisação a partir desta segunda-feira (23), respeitando o prazo de 72 horas para início do movimento exigidos por lei.
A decretação da greve foi mais uma derrota imposta à categoria ao prefeito Raimundo Macedo, que sequer recebeu a direção do sindicato para dialogar o reajuste dos servidores e dos professores do município. As aulas do calendário escolar de 2015 na rede municipal de ensino estavam previstas para reiniciarem nesta quinta-feira.
A principal reivindicação dos professores é o aumento anual da categoria, cuja data base é o mês de janeiro e que, de acordo, com lei federal é reajustado anualmente de acordo com o piso nacional dos professores. Este ano, o Governo Federal estabeleceu reajuste de 13,01%, Descumprindo a lei do pisto, Raimundão só quer dar reajuste de acordo com a inflação, ou seja, 6,5%.
A assembleia geral da categoria foi encerrada agora pouco no Ciclo Operário, da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores, no Centro de Juazeiro e contou com grande quantidade de professores e servidores municipais. Os professores também fizeram um chamamento para adesão da greve às categorias de agentes de saúde e endemias, e demais da área de saúde que estão recebendo abaixo do piso nacional. As categorias ficaram de decidir posteriormente a adesão ou não.

Flavio Pinto News

Em três anos, Raimundão acumula três greves dos professores

Raimundao

Pelo terceiro ano consecutivo, a administração Raimundo Macedo comprova seu descompromisso com a Educação em Juazeiro do Norte, deixando milhares de alunos fora das salas de aulas. Pelo menos esse é o pensamento da maioria dos 900 professores que nesta quinta-feira (19), aprovaram a deflagração da greve da categoria a partir do próximo dia 23 (ler tópico mais abaixo).
Nos três primeiros anos de seu governo - 2013, 2014 e agora 2015 -, a categoria teve de entrar em greve para ter seus direitos respeitados e assegurados. O Sindicato dos Professores reclama falta de diálogo e lamenta que o único meio de negociação seja por meio da greve.
No final de janeiro, prazo da data base para o reajuste anual do piso da categoria, Raimundão enviou e foi aprovado pela Câmara Municipal, projeto de lei que concede aumento de 6,5% para todos os servidores municipais, inclusive os professores.
A categoria quer que o aumento siga o piso nacional da categoria concedido pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), que foi de 13,01%.

flavio pinto

Cariri Garden Shopping se torna "entidade colaborada" da Urca//Geopark

ENTIDADECOLABORADORA

Representantes do Geopark e do shopping na solenidade de assinatura da parceria. (Foto: Divulgação)

O Cariri Garden Shopping formalizou, parceria com o Geopark Araripe, o primeiro das Américas. Na ocasião, foi afixada na entrada principal do empreendimento a placa de Entidade Colaboradora. A conquista deve-se principalmente às ações parceiras em prol do desenvolvimento sustentável da Região do Cariri.
Para o gerente de Marketing do shopping, Eduardo Duffles, esse momento é de grande importância para o shopping, por estar desenvolvendo ações junto ao Geopark, diretamente relacionadas às riquezas naturais da região, no sentido de promovê-la em termos de turismo e na educação para a preservação do meio ambiente. Ele destaca a região como área privilegiada pela natureza e afirma que parcerias como essa vêm contribuir para o processo de conservação da Biorregião do Araripe.
Durante a solenidade estiveram presentes o superintendente do Cariri Garden Shopping, Alexandre Botelho, além do coordenador executivo do Geopark Araripe, Idalécio Freitas, o gerente de Marketing, Eduardo Duffles, e o colaborador técnico, Ypsilon Félix.
O projeto do Geopark vem sendo desenvolvido desde 2006, inserido na Rede Global de Geoparks, da Unesco. O Geopark Araripe foi o primeiro criado nas américas e este ano passará por nova avaliação para revalidação do selo internacional.
O Geopark possui nove geossítios em seis cidades da região do Cariri, incluindo Crato – cidade-sede administrativa do projeto-, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri. A finalidade do convênio é a realização de atividades conjuntas para o desenvolvimento regional sustentável.

flavio pinto

Acquario do Ceará não paralisou sua construção, diz nota do Governo do Estado

acquario (1)

A Secretaria de Turismo (Setur) informou nesta quinta-feira (19), que a obra de construção civil do Acquario do Ceará continua em andamento. O que houve foi a suspensão temporária do contrato de fornecimento dos equipamentos para uma revisão técnica e ajuste do cronograma com a empresa norte-americana ICM, em virtude da análise dos requerimentos feito pela própria contratada.

flavio pinto

Protestos nas redes sociais contra edital do Conselho de Cultura do Crato

conselhocultura

 

Centenas de pessoas utilizaram as redes sociais nesta quinta-feira para protestar contra o edital baixado pela Secretaria de Cultura do Crato, que vetou a participação de servidores públicos municipais, estaduais e federais no conselho municipal de cultura.
Alguns mais revoltados ameaçam entrar com representação no Ministério Público, caso a Secult mantenha edital com o que eles consideram ser descriminação. As inscrições vão até o dia 25 deste mês.
O blog não localizou a secretária Dane de Jade e nem sua assessoria para falar sobre a polêmica.

flavio pinto

Em visita a Juazeiro, cúpula da Segurança troca comando do 2º BPM

hermann

 

Major Paulo Hermann comandará o 2º BPM

Com estatística nada favorável, onde o índice de homicídio assustou até mesmo a cúpula da Secretaria da Secretaria da Segurança Pública, que nesta quinta-feira (13), esteve de surpresa em Juazeiro do Norte, o Comandante Geral da PM, coronel Geovani Pinheiro, anunciou de forma reservada a mudança no comando do 2º BPM (Juazeiro do Norte), Saí o tenente-coronel Wellington Silva e assume o major Paulo Hermann, que estava no 10º BPM, sediado em Iguatu. A nomeação de Paulo Hermann vai ser publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (20).
Em 2014 Juazeiro do Norte teve o registro de 158 homicídios. Somente no período de carnaval deste ano, foram 14 homicídios na Região do Cariri, sendo oito deles em Juazeiro do Norte. Os números foram considerados bastante elevados, principalmente pelo fato de que poucos criminosos foram identificados ou presos. Apesar do trabalho do tenente-coronel Wellington Silva ser considerado satisfatório, a cúpula da segurança achou ser este o momento certo da troca. Não foi informado qual será a nova função do atual comandante do 2º BPM ou para onde irá ser transferido.

4 hours ago|flavio pinto

Vereador denuncia atentado a bala sofrido por testemunha da CPI dos ar-condicionados

caludioluizenormando

 

Cláudio Luz e Normando querem rigor nas investigações (Foto: Flávio Pinto)

Polêmica na Câmara Municipal de Juazeiro do Norte. O vereador Cláudio Luz (PT) utilizou 20 minutos da tribuna da poder legislativo nesta quinta-feira (19), para denunciar um atentado a bala sofrido por testemunha que depôs na comissão que apurou denúncias para instalar a "CPÌ dos Ar-condicionados".
De acordo com a denúncia feita em plenário por Cláudio Luz, a testemunha Jaílson Alves dos Santos, de 23 anos, e o irmão dele, Janaílson Alves dos Santos, teriam sido alvo da ação de dois homens que estavam de moto, quando chagavam em casa, há cerca de um mês. Janaílson saiu ileso, mas Jaílson, que seria o principal alvo da dupla, foi baleado e passou uma semana internado no Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte. Depois de receber alta, Jaílson deixou a cidade com medo de sofrer um novo atentado. Ele hoje vive recluso.
Jaílson Alves aparece como principal testemunha no processo enviado à Justiça pelo vereador Cláudio Luz, que investiga crimes de lavagem de dinheiro, licitação por meio de fraude e estelionato contra um grupo de empresários de Juazeiro do Norte com o provável coluio da administração municipal.
Conforme a denúncia de Cláudio Luz, a vítima foi envolvida numa ação criminosa que tinha como objetivo lapidar os cofres públicos do município. "Consta no depoimento dele à comissão formada para instalar a CPI dos ar-condiconados, que a quadrilha utilizou os documentos de Jaílson para abrir uma empresa denominada de Jailtec e outra Jaílson Alves dos Santos-ME, que passaram a prestar serviços para prefeituras de Juazeiro, Aurora e Farias Brito.", explicou o vereador petista.
A partir daí, relata Luz, que as duas empresas fizeram vários contratos sem que Jaílson tomasse ciência de que havia se tornado empresário bem sucedido.
Em seu depoimento à comissão da CPI, no dia 13 de dezembro de 2013, aos vereadores Tarso Magno (presidente), Zé Ivan Leiteiro (secretário) e Cláudio Luz (relator), Jailson disse trabalhar num lava-jato e que em 2012 trabalhou como pesquisador no comitê de uma candidata a vereadora, que não foi reeleita. A pedido dela e de um empresário acabou entregando documentos pessoais como se fosse para se cadastrar no trabalho.
Os vereadores Gledson Bezerra (PTB), Darlan Lobo (PMDB) e Normando Sóracles (PSL), solicitaram que a denúncia (atendado contra Jaílson Alves) feita nesta quinta-feira no plenário da câmara fosse encaminhada para o conhecimento do Ministério Público,e para ser juntado ao processo no Tribunal de Justiça do Estado, bem como seja dada proteção a Jaílson e ainda que as polícias Federal e Civil abram inquérito para investigar o caso.
NOTA: A CPI do ar-condicionado foi rejeitada por maioria de votos em julho de 2014. Mesmo assim, o vereador Cláudio Luz fez a denúncia ao Ministério Público.

flavio pinto

Dificuldade mãe da transformação - Por: Emerson Monteiro

A saída virá do íntimo, da essência mesma da dor, que é uma parte do drama humano. Ele, o dito desespero de se saber vivo e ainda não saber viver o tanto certo de não sofrer.

A ajuda nisso são a vida e o gosto de refazer a jornada todo tempo em prol da luz da paz, não as pessoas ou coisas...

O jeito vem de reconhecer nosso tamanho. Ninguém é grande. Criemos nossos próximos passos. Às vezes querendo passar as alternativas interiores aos outros, sem contudo levar em conta o esforço de vencer as fraquezas que são do que os instrutores da nova existência em formação no interior do sistema pessoal.

A religião vale qual primeira psicologia. Amar a nós mesmos, andar pelos corredores desertos da alma. Descobrir o trilho do labirinto, pois existe vida dentro de nós independente dos desejos. Aceite o seu jeito, sua arte, seu amor pelo viver. Ame, longe das dependências de quaisquer objetos externos ou movimentos assustadores. Somos sistema completo de alegria, paz e esperança, sempre. Estamos aqui no sentido de ser felizes. Isto, sim. Desejo que ache o conforto e grande refazimento, com pleno amor no coração.

Força, a força suficiente de vencer. Toda pessoa é especial, e o autor dessa definição é nosso Pai e Criador, o Poder Soberano que a tudo rege e conduz.

Os dependentes de qualquer ilusão enfrentam o passo seguinte perante as dores de um parto feroz que estremece as bases do ser e reclama resignação, outro nome da dor. Renda o desejo ao nada e deva caminhar de alma forte aos novos amanheceres. O caos que se instalara aparamente induz ao desânimo, porém não definitivo, por conta da energia viva do mistério que clama prosseguir a tempos de vitória.

Nesse fulgor das duas correntes de qualidades diversas que freme dentro do peito da individualidade, vencerá o ímpeto que melhor se identifique com a prática de dominar a tempestade em favor de Si no lugar certo.

A dor e o menestrel - Por: Emerson Monteiro

Lemos em algum lugar história triste de um palhaço que perdera a esposa e se achava na condição de comparecer, no mesmo dia, ao picadeiro de um circo e fazer rir a platéia que lotava o espetáculo onde tantas outras apresentações levara a efeito em condições satisfatórias.

No momento em que todos gargalhavam com desempenho magistral nunca antes presenciado pelo distinto público, dentro dele fervilhava a mais pungente amargura e desciam lavas amargas de dor, disfarçadas com maestria pela máscara que cobria o rosto banhado de lágrimas.

Enquanto alegria sem igual naquela hora contagiava os espectadores, no peito do homem ardia crise sem precedentes, propósito de quem conduz vida de quase nada pode exprimir da veraz realidade que impera no ser, por força de produzir emoções nos outros lá de fora.

A situação descrita, mudando o que merece mudar, caberia feita luva na circunstância que se verificou em Crato, quando, no Espaço Navegarte, assistíamos a uma apresentação musical.

Lá no palco, o cantor pernambucano Geraldo Azevedo, voz e violão, que oferecia a numerosa platéia bela música do seu repertório, boa parte de própria autoria. Aplausos efusivos animavam o clima ameno do lugar, evidenciado nos flashs constantes dos fotógrafos a registrar o acontecimento, entremeados de relâmpagos insistentes que clareavam o céu escuro à distância, cenário detrás do palco, para as bandas da Ponta da Serra. 

Isso se manteve ao ritmo das letras e cordas afiadas do instrumento bem praticado, nas sombras chuvosas da noite caririense.  

Duas ou três canções antes do término da cena, porém, nas falas com que ilustrava os intervalos das canções, o músico comunicou aos presentes que, na véspera daquela data, ocorrera a passagem de sua genitora desta vida para a outra, pondo-se, logo depois, a interpretar uma composição de autoria dela, refletindo na voz o sentimento que se pode imaginar de filho em situação semelhante.

Ao lembrar os detalhes disso, nos vemos, emocionado, a refletir quanto à condição dos artistas e sua proximidade com multidões desconhecidas, vínculos que se estabelecem no decorrer da existência coletiva. Enquanto dentro de si lhes sacodem no peito um coração quantas vezes macerado pelas guantes imprevistas do destino, repassam, igualmente, a imagem de quem habita condomínios eternos da mais pura felicidade. 

Missão semelhante, a exemplo do palhaço de que falamos no início, uns dançam, riem, se divertem. Outros padecem, representam, dissimulam. De íntimo transtornado pelos ardores do sofrimento de perder a mãe querida, o músico prosseguiu com a função até o fim, debulhando versos e notas, na batida intensa do expressivo violão solitário, ausente das convenções deste mundo. Isso tudo em nome do amor ao sonho da arte, herói sobranceiro da magna inspiração, porquanto o show haverá sempre de manter o curso ininterrupto ao âmago dos corações em festa.         

55 anos da morte de Dom Francisco – por Armando Lopes Rafael

    No último dia 10 de fevereiro foram lembrados os 55 anos do falecimento do segundo bispo de Crato, Dom Francisco de Assis Pires, fato acontecido em 1960.
    Foi o Cardeal Dom Sebastião Leme, à época, Arcebispo do Rio de Janeiro, quem atribuiu a Dom Francisco de Assis Pires – segundo Bispo de Crato – a designação de “A violeta do episcopado brasileiro”. Desde a Idade Média, a flor violeta simboliza fidelidade, castidade e humildade. Merecidamente, Dom Francisco recebeu esta denominação.
Outros títulos foram-lhe atribuídos. Monsenhor Francisco Holanda Montenegro – no livro “Os quatro Luzeiros da Diocese” – refere-se a Dom Francisco como “O Bom Samaritano”. Já Monsenhor Raimundo Augusto – no opúsculo “Histórico da Diocese de Crato” – escreveu que o segundo bispo de Crato “era a caridade em pessoa. Desprendido dos bens terrenos, bondoso e manso, veio para servir aos seus diocesanos sem nada receber em troca”. Tudo tinha consonância com o lema episcopal escolhido por Dom Francisco: “Não vim para ser servido, mas para servir”. Monsenhor Raimundo Augusto justificou a sua opinião: “A longa e diuturna convivência com Dom Francisco, na prestação de serviços à Cúria Diocesana, autoriza-me a expressar-me assim. Vi de perto a riqueza de virtudes que ornavam sua alma Angélica, seu coração de ouro”.
Nascido no seio de uma rica família da capital baiana, Dom Francisco era – no dizer dos seus biógrafos – um verdadeiro aristocrata. Monsenhor Montenegro é taxativo: “Um rico que se fez pobre a serviço dos mais pobres”. Era voz unânime que o segundo bispo de Crato tinha, realmente, predileção pelos mais pobres e mais sofredores. Por conta disso, possuía centenas de afilhados de batismo ou crisma. Dotado de uma delicadeza impressionante, tratava a todos – de qualquer condição social – com educação esmerada.
Dentre as muitas realizações materiais de Dom Francisco destacamos três: a construção do primeiro hospital do Cariri – o São Francisco de Assis – onde havia lugar destinado à indigência, ou seja, aos doentes pobres; o Liceu de Artes e Ofício (hoje extinto) destinado à profissionalização da juventude masculina de baixa renda; o Patronato Padre Ibiapina, também extinto, (cujo prédio é ocupado hoje pela reitoria da Universidade Regional do Cariri) destinado à educação de moças pobres.
Numa edição especial do jornal “Folha da Semana”, comemorativa ao centenário da cidade de Crato, com data de 17 de outubro de 1953, foi inserido um artigo da lavra do Padre Neri Feitosa, com o título “A venerável figura de Dom Francisco Pires”. Dali, retiramos os seguintes tópicos:
“(...) Ele é eminentemente “Homem de Deus”, com um porte que fala de modo impressionante à piedade. Êmulo e imitador do pobrezinho de Assis, seu onomástico. Dom Francisco de Assis Pires é uma figura muito venerável de asceta contemplativo e cheio de bondade cristã.
“É de ver como se perturba, como se angustia, como sofre o coração do Bispo de Crato, quando se declaram sintomas (dos fenômenos periódicos) da Seca. Indaga sobre o sofrimento do povo, sobre as possibilidades dos poderes (públicos), sobre os migrantes, sobre a produção nas diversas zonas da Diocese. Com a mão trêmula pelos anos e pela aflição, traça as feições abatidas de seus filhos diocesanos, em telegramas a quem possa prestar socorro.
“Aquela face carrancuda não expressa nada àquela bondade compassiva e providente que lhe enche o grande coração de Bom Pastor.
“Por estas e por outras razões, Crato guardará, nos arquivos da justiça e da melhor gratidão, a lembrança perene desta venerável figura que constitui Dom Francisco de Assis Pires”.

“Recordemos que tudo passa, só Deus não muda”, afirmou Dom Fernando na celebração da Quarta- Feira de Cinzas – por Patrícia Silva


Dando inicio ao Tempo da Quaresma aconteceu ontem, dia 18, na Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato, a celebração da Quarta- Feira de Cinzas e abertura da Campanha a Fraternidade 2015, com missa presidida por Dom Fernando Panico e concelebrada pelo Pe. Edmilson Neves e Pe. Acúrcio Barros, onde centenas de fiéis estiveram presentes.
A quaresma faz parte do calendário litúrgico da igreja e é considerado o tempo de conversão, silêncio, penitência, jejum e oração. Sua cor é o roxo e tem a duração de quarenta dias, iniciando no primeiro dia após a festa da carne, carnaval, ou seja, na quarta- feira de cinzas, encerrando no domingo de ramos. Segundo Dom Fernando a quaresma é o tempo de preparação para que os fiéis possam celebrar, com o coração sincero, o mistério da morte e ressurreição de Cristo.
Fiéis na celebração da Quarta- feira de cinzas. (Foto: Patrícia Silva)
Sobre a celebração da quarta- feira de cinzas o bispo explicou que, na história da liturgia, este dia assinala a caminhada penitencial daqueles que buscam o caminho de Cristo e concluiu “recordemos que somos nada, que somos cinzas. Não sejamos arrogantes, prepotentes, não somos donos do mundo. Tudo passa, só Deus não passa”.
“Lembra- te que do pó vieste e ao pó, hás de retornar” é uma das frases proclamadas no momento da imposição das cinzas, que procura lembrar a fragilidade humana e a necessidade de estar em constante conversão. “Este tempo me propicia uma maior proximidade com a oração, me faz ver com novos olhos as necessidades do meu próximo. Espero que o meu compromisso com a igreja, como também de todos os cristãos que participam da celebração de hoje, seja firme por todos os dias de nossa vida”, falou a professora Rute Carvalho.

                                                                      

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30