xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 16/12/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

16 dezembro 2014

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia começa nesta quarta-feira (17) com exposição

cearafazciencia

A partir desta quarta-feira (17) até sexta-feira (19), acontece a Exposição Ceará Faz Ciência, com diversas atividades que demonstrarão, na prática, de que modo Ciência e Tecnologia podem ser aplicadas como ferramenta de inovação e desenvolvimento social. O evento marcará a realização da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) no Ceará. A exposição é gratuita e será realizada no Hotel Oásis Atlântico, em Fortaleza (Avenida Beira-Mar, 2500 – Meireles), das 09 horas às 17 horas. É uma realização do Governo do Estado, através da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), que coordena a SNCT no Ceará.

O evento contará com uma programação variada. No campo das tecnologias assistivas, a Universidade do Trabalho Digital (UTD) demonstrará a utilização de um leitor de telas de computador que facilita a aprendizagem para pessoas com deficiência visual. “Numa realidade em que uma impressora de braille custa R$ 20 mil, a forma mais viável de produzir e consumir informação é com o uso do computador”, explica o professor João Bosco Farias, que utiliza a plataforma para ministrar o curso de Iniciação Digital voltado às pessoas com deficiência visual na UTD.

Outra solução para a inclusão a ser mostrada na exposição é uma bengala capaz de captar informações acopladas a um piso tátil e enviá-las em áudio para um smartphone. A tecnologia intitulada “Caminho Digital” pode ser usada em aeroportos, shoppings e em outros lugares de difícil movimentação para quem é cego. O projeto será apresentado pelo Instituto Federal do Ceará (IFCE).

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - Exposição Ceará Faz Ciência contará ainda com a participação dos Centros Vocacionais Tecnológicos do Instituto Centec, que levarão diversos materiais promocionais sobre as ações, além de projetos como o Metrô Solar Sustentável, Objetos Virtuais de Aprendizagem, Dramaturgia no Ensino Fundamental, Manta de Isolamento Térmico com Caixas TetraPak e ainda práticas do laboratório de matemática.

As tecnologias voltadas à aprendizagem poderão ser vistas também nos projetos de robótica educacional para jovens do Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação (ITIC), que estimulam o interesse por áreas técnicas e engenharia e podem ser realizadas com baixo custo em escolas públicas.

O projeto Corredores Digitais promoverá uma rodada de picthes - apresentações rápidas em que os jovens atendidos pelo projeto terão que conquistar o interesse dos presentes pelo seu negócio inovador. Os selecionados terão suas empresas incubadas por conta dos Corredores Digitais por 12 meses.

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - Exposição Ceará Faz Ciência contará com a participação de outras instituições, como Gabgov, STDS, Funceme, Nutec, Funcap, Dragão do Mar e Unifor. O evento será realizado em conjunto com a Feira Estadual de Ciência e Cultura da Seduc. A abertura será dia no 17 de dezembro, quarta-feira, às 18h30.

O Ceará tem obtido destaque nacional em todas as edições da SNCT. Em 2013, cerca de 5 mil visitantes estiveram presentes na feira, que ocorreu na Arena Castelão. Todos os municípios são estimulados a realizar atividades durante a Semana. Em Fortaleza, as atividades deste ano estarão concentradas no Hotel Oásis.

Serviço:

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - Exposição Ceará Faz Ciência
Programação gratuita
Data: 17 a 19 de dezembro (quarta a sexta-feira)
Horário: 9h às 17h
Local: Hotel Oásis Atlântico (Avenida Beira-Mar, 2500 – Meireles | Fortaleza-CE)
Informações: 85 3101-6466

16.12.2014

Assessoria de Comunicação da Secitece

Adolescente paquistanês se fingiu de morto para sobreviver a ataque talibã

paquistaoadolescente

Um paquistanês de 16 anos contou ter visto a morte de perto e fingiu ter morrido para sobreviver quando os talibãs atacaram, nesta terça-feira, uma escola para filhos de militares em Peshawar, deixando ao menos 130 mortos.

Em sua cama em um hospital da cidade, Shahrukh Khan contou que ele e seus colegas estavam no auditório do estabelecimento quando quatro homens armados entraram.

"Alguém gritou para que nos agachássemos e nos escondêssemos embaixo das mesas", disse Khan, acrescentando que os homens gritaram "Allá é grande!" antes de abrir fogo.

Um deles gritou: "Há muitas crianças embaixo dos bancos, vão buscá-las", declarou Khan.

"Vi um par de botas pretas andando na minha direção. Esse homem provavelmente estava procurando estudantes escondidos embaixo dos bancos", acrescentou.

Kahan sentiu muita dor ao ser baleado em ambas as pernas logo abaixo dos joelhos.

Fingiu estar morto, acrescentando: "Dobrei minha gravata e a coloquei na boca para não gritar".

"O homem de botas pretas seguiu buscando estudantes e baleando-os. Fiquei o mais quieto que pude e fechei os olhos, esperando que voltassem a atirar em mim", contou.

"Meu corpo estava tremendo. Vi a morte tão de perto (...). Nunca me esquecerei das botas pretas se aproximando. Tive a impressão de que era a morte que se aproximava de mim", afirmou.

Enquanto seu pai, dono de uma mercearia, o consolava em sua cama molhada de sangue, Khan lembrou: "Pouco depois os homens se foram e fiquei ali por alguns minutos. Depois tentei me levantar, mas cai no chão devido aos meus ferimentos".

"Quando me arrastei em direção à sala seguinte, foi horrível. Vi o cadáver de nossa secretária em chamas", afirmou.

"Estava sentada na cadeira com sangue que jorrava de seu corpo enquanto queimava", acrescentou.

Khan, que também disse ter visto o corpo de um soldado que trabalhava na escola, se arrastou para trás de uma porta para se esconder e perdeu a consciência.

"Quando acordei estava deitado na cama do hospital", explicou.

O sangrento ataque talibã contra a escola de filhos de militares no Paquistão terminou com a morte dos seis criminosos, indicou a polícia.

Este ataque matou ao menos 130 pessoas, em sua maioria crianças e adolescentes, segundo as autoridades.

As forças especiais do exército resgataram mais de uma dezena de estudantes e funcionários da escola, afirmaram.

Segundo testemunhas, uma forte explosão atingiu a escola pública e foi seguida pela invasão dos criminosos, que foram de sala em sala atirando contra os alunos.

 

AFP

Prêmio Innovare reconhece modelo brasileiro de ressocialização de menores

inovare

A violência contra a mulher, ações de humanização e ressocialização de detentos (jovens e adultos) e questões ligadas à reabilitação psicossocial e de garantia de moradia foram alguns dos temas vencedores do XI Prêmio Innovare, uma das mais importantes premiações da Justiça brasileira.

Os grandes vencedores do prêmio foram anunciados em cerimônia realizada na manhã desta terça-feira (16), no Supremo Tribunal Federal. Dezoito práticas foram selecionadas como finalistas entre as 367 inscritas nas seis categorias: Tribunal, Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia e Prêmio Especial que, este ano, teve recorde de inscritos (111) com iniciativas sob o tema "Sistema Penitenciário Justo e Eficaz".

Grande vencedor da categoria Prêmio Especial, o educador Adalberto Teles, autor da pratica "CASE Jaboatão: o modelo brasileiro de ressocialização de menores" de Pernambuco, ressaltou a importância do Innovare: "Quero agradecer a iniciativa deste tão importante prêmio, que valoriza a educação em nosso país. A educação pode, sim, mudar o mundo e eu tenho a certeza disso todos os dias trabalhando com os menores da CASE", comemorou Adalberto.

Homenagem a Marcio Thomaz Bastos

Uma homenagem ao ministro Marcio Thomaz Bastos emocionou o público presente na cerimônia. Sergio Rabello Renault, diretor-presidente do Instituto Innovare, ressaltou a dedicação do magistrado à justiça brasileira. "Marcio Thomaz Bastos dizia que muito poderia ser feito pela justiça sem ter que aumentar seu tamanho, bastava partir dos homens e mulheres do Direito a vontade de se fazer justiça para todos", lembrou o advogado.

Em um vídeo apresentado durante o evento, foi lembrado o objetivo do ministro ao ter criado o Premio Innovare: "A nossa esperança é de que tudo isso que se está fazendo no poder judiciário seja um primeiro passo, uma semente, para que possamos construir, finalmente, uma nação de liberdade e igualdade".

Vencedores do XI Prêmio Innovare

Tribunal

Unidades Avançadas de Atendimento - UAA (RS)

São modalidades da Justiça itinerante, mas com ponto fixo de atendimento, que envolvem cooperação judiciária e teletrabalho. Juízes e servidores deslocam-se para essas varas periodicamente para a realização de atendimentos e audiências. São prestados serviços como realização de perícias e audiências de conciliação e instrução e julgamento (presenciais ou por videoconferência), fornecimento de informações processuais e emissões de certidões, entre outros. As UAAs são instaladas em locais onde não há sede de vara federal ou em locais precisem de um atendimento mais próximo do cidadão.

Juiz

Projeto Violeta (RJ)

O objetivo é garantir a segurança e a proteção máxima da mulher vitima de violência doméstica e familiar. Todo o processo deve ser concluído em cerca de duas horas: a vítima registra o caso na delegacia, que encaminha de imediato para averiguação do juiz. Após escuta do testemunho por uma equipe multidisciplinar do Juizado, a mulher sai com uma decisão judicial em mãos.

Ministério Público

Desinstitucionalização e adequação da RAPS (SP)

A prática constitui-se na implantação de equipes multidisciplinar de desinstitucionalização de internos nos hospitais psiquiátricos da região de Sorocaba. Essa equipe tem como atribuições, realização de avaliação clínica, psiquiátrica e psicossocial das pessoas em situação de internação de longa permanência em hospitais psiquiátricos, objetivando a elaboração de projeto terapêutico singular (PTS), orientado para a reabilitação psicossocial.

Advocacia

Desapropriação urbana com promoção social e humanização (CE)

Tendo em vista o grande número de desapropriações em áreas urbanas, a prática promove mutirões com diálogo prévio com as comunidades, diretamente ou através de entidades representativas, democratizando o processo e garantindo indenização justa e promovendo o direito de moradia, na medida em que busca a concessão de unidade habitacional construída pelo estado em terrenos próximos aos locais onde já residiam os desapropriados. A prática envolve ainda o estabelecimento de procedimento administrativo de negociação com equipe técnica multidisciplinar e procedimento de impugnação administrativa de laudo/preço simplificado e integração dos benefícios sociais (aluguel social, indenização social, auxílio social) já no procedimento de desapropriação.

Defensoria Publica

Projeto Fortalecendo os vínculos familiares (MA)

Tem como objetivo regularizar a situação de filhos de detentos que não estejam oficialmente registrados ou reconhecidos, evitando-se assim o rompimento dos vínculos familiares. Em até 24 horas, a criança recebe o registro e pode não só passar a visitar o pai no presídio (o que só é permitido a filhos registrados), mas também passa a ter acesso às políticas públicas de Educação, Saúde e Transferência de Renda a que tem direito. Em um só momento, procura-se solucionar dois problemas que se apresentam à Justiça: a manutenção dos vínculos socioafetivos dos internos com suas famílias e a erradicação do subregistro de nascimento.

Prêmio Especial

CASE Jaboatão - o modelo brasileiro de ressocialização de menores (PE)

Considerado modelo de ressocialização de adolescentes em situação de privação de liberdade, o sucesso desse trabalho está na excelência profissional dos envolvidos, que colocam a educação na base de todas as ações executadas na unidade. Os adolescentes são submetidos a uma rotina diária de aulas do currículo escolar nacional. Ações como oficinas de capoeira, LEGO-Education, Robótica, Arte, Arte Circense, Informática, alfabetização e novas oportunidades de aprendizagem passam pelo aparato pedagógico da escola.

Espanha e Marrocos desmantelam fileira jihadista

 jihadista

As polícias espanhola e marroquina detiveram sete pessoas pertencentes a uma rede de captação, recrutamento e envio de mulheres para o jihad, na frente sírio-iraquiana controlada pelo movimento Estado Islâmico.

As detenções foram levadas a cabo nos enclaves espanhóis de Ceuta e Melilha, no norte de África, assim como na cidade marroquina de Castillejos e ainda em Barcelona.

Esta é a quinta operação levada a cabo, este ano, contra os jihadistas, em Melilha.

Entre os sete detidos, encontram-se quatro mulheres, uma das quais menor, e outra chilena, da região de Valparaíso.

A Espanha é um dos países europeus que luta contra a radicalização dos jovens que sucumbem ao canto da sereia do movimento Estado Islâmico. Mais afetada ainda é a França – que conta cerca de 400 cidadãos nas fileiras do ISIL-, onde esta segunda-feira, também foi desmantelada uma rede que enviava jihadistas para a Síria.

De Dulce Dias

Superávit comercial da zona do euro sobe para € 24 bilhões

 

porto-exportacao-reuters-660x330

Crédito: REUTERS/Stringer

A balança comercial dos países da zona do euro apresentou em outubro um superávit de 24 bilhões de euros, frente ao saldo positivo de 16,5 bilhões de euros registrado no mesmo mês do ano passado, segundo dados divulgados nesta terça-feira (16) pelo departamento de estatística da região, o Eurostat.

Em setembro, a balança foi de € 18,1 bilhões.

O resultado ficou acima do esperado pelo mercado, que aguardava alta para 18,2 bilhões de euros (previsão Forex Factory).

As exportações caíram 0,3% nos países da moeda única em relação a setembro, enquanto as importações tiveram recuaram 1,3%.

No conjunto da União Europeia (UE), o balanço também foi positivo, com um superávit de € 7,6 bilhões, contra -€ 0,7 bilhões negativos de setembro de 2013.

As exportações da UE tiveram baixa de 0,7%, enquanto as importações recuaram 1,4%.

De janeiro a setembro, o déficit da União Europeia para energia caiu (-€ 258,6 bilhões contra € 284,4 bilhões do ano passado), assim como o superávit de máquinas e veículos (€ 189,5 bilhões, ante € 203,4 bilhões).

As maiores altas nas exportações foram registradas na China (11%), Coreia do Sul (10%) e Estados Unidos (6%), enquanto as importações subiram na Coreia do Sul (10%), China e Turquia (ambas 7%).

Já as maiores quedas nas exportações foram vistas na Suíça (-21%), Rússia (-12%) e Turquia e Brazil (ambos -7%), e para as importações, Rússia (-9%), Noruega (-8%) e Brasil (-5%).

www.ultimoinstante.com.br

Após morte de rinoceronte branco do norte, apenas cinco espécimes restam no planeta

 

Morte é triste e confirma "mais um passo em direção à extinção", afirma criador do animal

Angalifu morre e espécie de rinoceronte atinge número assustador

rinocerontebranco(Foto: Reprodução)ANGALIFU MORRE E ESPÉCIE DE RINOCERONTE ATINGE NÚMERO ASSUSTADOR (FOTO: REPRODUÇÃO)
Com a morte de Angalifu, um rinoceronte-branco-do-norte de 44 anos de idade, restam apenas cinco animais da espécie vivos no planeta. O número assustador pode levar o animal à extinção, acreditam especialistas. “A morte de Angalifu é uma tremenda perda para todos nós. Não apenas por ser tão amado e querido, mas também por representar mais um passo em direção à extinção”, conta o criador Randy Rieches.

O rinoceronte estava vivendo no San Diego Zoo Safari Park há 24 anos, quando foi para a Califórnia depois de viver em um zoológico do Sudão. No mesmo local, está uma das fêmeas remanescentes. Além de San Diego, há um animal na República Tcheca e três no Quênia.

Para os estudiosos, ainda há esperança de salvar a espécie: “O rinoceronte é o único animal que ainda estamos trabalhando para uma inseminação artificial perfeita. Essa pode ser a única chance deles sobreviverem”, conta Rieches.

A população desses animais na África já chegou a alcançar o incrível número de 2000, na década de 1960. Mas devido à caça predatória dos rinocerontes – em suma maioria pelo marfim dos seus chifres -, esse número vem diminuindo cada vez mais: atingiu 15 em 1984, seis no começo deste ano e cinco com a morte de Angalifu.

revistagalileu

Ministro alemão vê manifestações contra refugiados como vergonhosas

alemanhamanifestantes

O governo alemão voltou nesta terça-feira a criticar as manifestações de cunho islamofóbico que acontecem a cada semana no país, e o ministro da Justiça, Heiko Maas, disse que é "vergonhoso" alguém se manifestar contra os refugiados mostrando os valores cristão do Ocidente.

Maas atacou diretamente o movimento Patriotas Europeus contra a Islamização do Ocidente (Pegida), que desde outubro convoca toda segunda-feira uma manifestação em Dresden (leste do país) e que ontem conseguiu reunir nas ruas da cidade cerca de 15 mil pessoas.

Em um ato organizado em Berlim pelo Escritório Federal para a Formação Política sob o título "Liberdade de opinião e difamação", Maas advertiu que não compreende, sob nenhum conceito, os instigadores deste movimento, além dos "que se deixam seduzir" por eles.

No mesmo ato, o ministro do Interior, Thomas de Maizière, também criticou o Pegida, apesar de considerar legítimo que cidadãos tenham dúvidas perante o crescente número de refugiados que a Alemanha recebe -só neste ano, houve mais de 200 mil solicitações.

De Maizière, companheiro de fileiras da União Democrata-Cristã da chanceler Angela Merkel, quis no entanto deixar claro que não há nenhum risco de islamização do país e rejeitou que o racismo ou a xenofobia possam ter um lugar no debate público.

As grandes manifestações das segundas-feiras do Pegida estão marcando a agenda política em um país que acreditava ter encurralado os movimentos de extrema-direita, que não congregavam nem centenas de pessoas quando organizavam concentrações contra a lei de asilo ou a amparo de refugiados.

Pegida -como outros grupos existentes em outras cidades alemãs, embora com muitos menos seguidores- tenta se desligar da estética da extrema-direita tradicional, embora compartilhe uma de suas essências, a rejeição ao estrangeiro, e carrega em todos seus atos a bandeira alemã como símbolo frente à crescente chegada de imigrantes.

Em suas manifestações, o Pegida assegura que não se opõe ao amparo de refugiados perseguidos por motivos políticos ou religiosos, mas sim àqueles que buscam a imigração econômica, e por rejeitar os muçulmanos que não se integrem no país.

"Pegida defende a manutenção e a proteção de nossa cultura ocidental judia-cristã", sublinham no manifesto com o qual se apresentam na internet.

Frente aos 15 mil manifestantes que ontem responderam à chamada deste movimento em Dresden, cerca de 6,5 mil cidadãos se somaram na mesma cidade à manifestação convocada em favor de uma sociedade aberta e multicultural.

"Não se pode deixar as ruas em mãos de racistas e xenófobos", recalcou o ministro alemão de Justiça para elogiar os cidadãos que participam dessas outras manifestações.

EFE      

Reféns mortos em Sydney são tratados como heróis

 

Segundo relatos, a advogada Katrina Dawson protegeu amiga grávida, e o gerente Tori Johnson morreu ao tentar pegar arma de extremista

Katrina-Dawson-and-Tori-J-011-size-598
Katrina Dawson e Tori Johnson (Facebook/Reprodução)

Os dois reféns que morreram depois de ficar quase dezessete horas em poder de um homem armado em um café em Sydney tentaram proteger outros reféns e estão sendo tratados como heróis, de acordo com relatos da imprensa australiana. Katrina Dawson, uma advogada de 38 anos, e o gerente do café Tori Johnson, de 34 anos, foram homenageados nesta terça-feira por milhares de pessoas, que depositaram flores na entrada do estabelecimento.

Segundo a rede ABC Austrália, Johnson foi morto ao tentar pegar a arma de Man Haron Monis, aproveitando um momento de distração do extremista. Seis reféns aproveitaram a luta entre os dois para fugir.

A advogada Katrina, mãe de três filhos, morreu em meio ao tiroteio que se seguiu à invasão policial. Segundo testemunhas, ela teria se colocado na frente de outra refém, uma amiga que estava grávida. As duas haviam se encontrado no café pouco antes de o local ser invadido. O extremista também morreu depois da invasão.

Saiba mais: Austrália: ameaça jihadista vai além da tragédia em Sydney

Nesta terça-feira, em uma missa em homenagem às vítimas na catedral de Sydney, o arcebispo Anthony Fisher declarou que Katrina e Johnson eram heróis e “sacrificaram suas vidas para que outros pudessem viver”.

Três mulheres que ficaram feridas durante o cerco ainda estão hospitalizadas, entre elas, a brasileira Marcia Mikhael, de 43 anos, que sofreu ferimentos no pé. Um policial que foi atingido por um estilhaço de bala no rosto recebeu alta hoje.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro Tony Abbott disse que o extremista já era conhecido das autoridades australianas. Ele nasceu no Irã com o nome de Manteghi Bourjerdi, mudou-se para a Austrália em 1996 na condição de refugiado, adotando o novo nome. Monis se apresentava como clérigo muçulmano, mas ainda não está claro se ele é realmente uma autoridade religiosa. Ele estava em liberdade sob fiança, acusado de ser cúmplice do assassinato de sua ex-mulher.

Durante o cerco, Monis tentou associar a ação ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI). Ele chegou a pedir aos negociadores uma bandeira do grupo jihadista que semeia o terror na Síria e no Iraque e para falar com Abbott em uma transmissão ao vivo – os pedidos não foram atendidos. Os reféns, contudo, foram obrigados a exibir na janela do café uma bandeira com a inscrição da shahada, “Alá é único e Maomé é seu profeta”, uma expressão de fé comum ao mundo islâmico, que foi cooptada por grupos jihadistas.

Veja

Mais de 60 jornalistas foram assassinados em 2014, denuncia a RSF

 

A organização não-governamental Repórteres sem Fronteiras (RSF) afirma que sessenta e seis jornalistas foram assassinados em 2014. Nesta terça-feira (16/12), a entidade divulgou seu balanço anual, no qual denuncia que a barbárie e a instrumentalização se intensificaram contra a imprensa.

Crédito:Reprodução

cinegrafistabandexplosao

Santiago Andrade é um dos jornalistas na lista de mortos de 2014

Segundo a AFP, um exemplo da exacerbação da violência pôde ser notada com a divulgação das imagens que retratam a decapitação de repórteres reféns do grupo extremista Estado Islâmico (EI). Os números do levantamento mostram, ainda, que 119 profissionais de comunicação foram sequestrados, 178 presos, 853 detidos, 1.846 ameaçados ou agredidos e 134 precisaram se exilar.

Embora tenha sido registrada uma leve queda no número de jornalistas assassinados no exercício da profissão com relação ao ano passado no mundo, (71 foram executados em 2013, de acordo com a RSF), a violência contra a mídia percorre uma mudança, na qual os crimes contra comunicadores passaram a ser cometidos com uma maior barbárie e instrumentalizados com fins de propaganda.

"Os sequestros aumentam consideravelmente com o objetivo, dos que os cometem de impedir que exista uma informação independente e de dissuadir os olhares externos", alega a RSF. "A decapitação de jornalistas em 2014 mostra a magnitude da violência exercida contra as testemunhas indesejadas", completa, referindo-se aos assassinatos de James Foley e Steven Sotloff pelo EI.

Aos 66 jornalistas assassinados em 2014, é preciso somar, também, os "19 jornalistas-cidadãos" e "11 colaboradores de meios de comunicação" também mortos. Dos terços dos profissionais de imprensa executados nesse ano morreram em "zonas de conflito, como a Síria", que a RSF vê como o país "mais letal para os jornalistas", os territórios palestinos, o leste da Ucrânia, Iraque e Líbia.

Outros três morreram no Afeganistão, entre eles Sardar Ahmad, que fazia reportagens para AFP. O Balanço da Violência da Repórteres Sem Fronteiros também alerta para o aumento de "de assassinatos de mulheres jornalistas: seis casos contra os três registrados no ano passado".

Tais vítimas trabalhavam na República Centro-Africana, no Iraque, no Egito, no Afeganistão e nas Filipinas. Nesta terça-feira (16/12), a organização fez uma ação simbólica em Paris, na França, (onde fica a sua sede), apresentando um contêiner com a inscrição "isto não é um contêiner, é uma prisão", em alusão ao jornalista sueco-eritreu Dawit Isaak, detido em um contêiner no deserto.

Situação da imprensa na América Latina

Nenhum país latino-americano figura nas listas elaboradas pela RSF dos cinco países onde mais jornalistas são assassinados e presos. No entanto, a organização lembrou a morte dos repórteres Luis Carlos Cervantes na Colômbia e de María del Rosario Fuentes Rubio no México. "Neste ano diversos países foram palco de manifestações, em ocasiões muito violentas”, disserta a entidade.

“(...) nas quais muitos jornalistas foram agredidos, inclusive espancados pelos manifestantes ou pelas forças de ordem. Na Venezuela, 62% das agressões a jornalistas durante os protestos foram cometidas pela Guarda Nacional Bolivariana", completa. Ao falar sobre o ano de 2014, a Repórteres sem Fronteiras destaca que "ao menos 853 jornalistas profissionais foram detidos" pelo mundo.

Embora "as detenções sejam ataques contra a liberdade de informação cuja gravidade não pode ser comparada à dos assassinatos ou sequestros prolongados", constituem obstáculos para o trabalho dos jornalistas e "por vezes intimidações violentas, inadmissíveis", alertou a organização jornalística.

portalimprensa.com.br

Nova equipe econômica vai ao Congresso e abre caminho para votação da LDO

economiaAs perspectivas da economia  no ano que vem foram discutidas hoje(16) pelos futuros ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa, com integrantes da Comissão Mista de Orçamento (CMO). Além de se comprometerem a manter as metas da LDO 2015, para que o governo não volte a enviar ao Congresso, como ocorreu este ano, uma proposta para alterar a forma de cálculo do superávit primário, nas mais de três horas de reunião, a portas fechadas, os ministros traçaram um cenário econômico de dificuldades e adiantaram que medidas duras serão adotadas para ajustar a economia.

Os ministros saíram sem dar entrevista, mas, segundo parlamentares de oposição e de governo, não foram detalhadas a data e o conteúdo de tais medidas porque ainda estão em estudo pela nova equipe econômica. Porém, tão logo elas estejam consolidadas serão apresentadas ao Congresso, pelos ministros, já que boa parte será editada por meio de medida provisória.

“Vamos viver um momento de elevação de tarifas públicas, preços controlados. Não foram claras as palavras dos ministros da área econômica, mas certamente haverá também aumento de imposto como a Cide, pelo menos isso está nas entrelinhas das explicações dos ministros da área econômica. O que nós desejamos é que o ajuste não caia sobre a sociedade”, ressaltou ao fim do encontro o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE).

A presença de Levy - já confirmado como sucessor de Guido Mantega - foi uma exigência da oposição para votar o relatório final do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015, o que deve ocorrer em sessão do Congresso marcada para esta noite. Antes do recesso legislativo, que começa no dia 23 de dezembro, os parlamentares também deveriam votar a Lei Orçamentária de 2015, mas essa ainda depende de acordo.

“Prioritariamente, vamos votar a LDO 2015. Evidentemente, com o pressuposto do orçamento impositivo consagrado, da não modificação das metas ficais para o próximo ano [votaremos] ao mesmo tempo pelo menos o cronograma de votação da Lei Orçamentária. Se esta lei puder ser votada por acordo ate o final de 2014, ótimo. Se não, será estendido o prazo para que possamos votar nos primeiros dias de janeiro, se houver acordo entre a bancada do governo e da oposição”, explicou Mendonça.

A votação em Janeiro só será possível se o presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), fizer a autoconvocação dos parlamentares durante o recesso parlamentar. De acordo com o senador Jorge Viana (PT-AC), a marca da nova equipe econômica será “trabalhar com transparência”.

“O Brasil tem uma dinâmica econômica e já provou isso em outras crises, com uma capacidade de recuperação rápida; então eles [ os ministros] acham que se adotarmos algumas medidas que precisam ser tomadas agora com transparência, com compreensão da sociedade e do Congresso, em 2015, o Brasil volta a crescer e a retomar o crescimento com força já em 2016”, disse o governista.

Agência Brasil

Aneel adia leilão de transmissão que estava previsto para sexta-feira

eletricidade4

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu hoje (16) adiar o leilão de transmissão de energia, agendado para a próxima sexta-feira (19). A licitação foi remarcada para o dia 9 de janeiro de 2015, e terá apenas quatro lotes de linhas de transmissão e subestações, em vez dos dez lotes previstos anteriormente.

Estarão no leilão lotes de linhas de transmissão e subestações nos estados da Bahia, Rondônia, São Paulo e Goiás. Os demais lotes, antes agendados, serão licitados em novo leilão a ser marcado.

O relator da matéria, diretor Reive de Barros, explicou que no último leilão da Aneel, em novembro, cinco dos nove lotes oferecidos não receberam propostas, e alguns desses empreendimentos afetam direta e indiretamente a implantação de instalações de transmissão previstas para o próximo leilão.

Ele também apontou que as estimativas de investimento para o próximo leilão são as mesmas adotadas no leilão anterior, que teve poucos interessados. “Ainda que não concluídas as análises das possíveis causas de lotes 'desertos' em licitações de outorga de empreendimentos de transmissão, tem-se por recomendável a plena reavaliação de seu escopo e de eventuais condições previstas em seu edital”, avaliou o diretor.

Agência Brasil

Número de mortos em ataque talibã a escola do Paquistão passa de 140

paquistao140mortos
Do total, 132 vítimas eram estudantes e nove agressores. Outras 124 pessoas ficaram feridas, diz autoridade.

 

Família paquistanesa lamenta morte de criança em ataque do talibã contra escola em Peshawar nesta terça-feira (16) (Foto: REUTERS/Zohra Bensemra)

 

O número de mortos no atentado que homens armados do Talibã promoveram a uma escola do Paquistão, nesta terça-feira (16), subiu de 126 para 141, de acordo com a agência Reuters. Do total, 132 vítimas eram estudantes (crianças e adolescentes) e nove agressores.
Os talibãs abriram fogo contra uma escola para filhos de militares em Peshawar, principal cidade do noroeste do Paquistão. Este seria o mais sangrento ataque rebelde dos últimos anos no país.

Bahramand Khan, diretor de informação para o gabinete regional do ministro-chefe, disse que ao menos 124 pessoas ficaram feridas.

"Pode aumentar", disse ele. Um hospital local disse que os mortos e feridos atendidos tinham entre 10 e 20 anos de idade.

Mais de oito horas após militantes terem entrado no prédio da escola, os militares declararam o encerramento da operação realizada para combatê-los, e disseram que nove insurgentes foram mortos.

 

O ataque à escola gerida pelos militares, onde estudavam mais de 1.100 alunos, muitos deles filhos de membros do Exército, atingiu o coração da sociedade militar do Paquistão e representa um golpe certo para enfurecer o poderoso Exército do país.O movimento radical Talibã assumiu de imediato a responsabilidade pelo ataque.

"Escolhemos a escola do Exército para o ataque porque o governo está alvejando nossas famílias e mulheres", disse o porta-voz do Taliban Muhammad Umar Khorasani. "Queremos que eles sintam a dor."

Na parte externa, enquanto helicópteros sobrevoavam, a polícia se empenhava em conter grupos de pais desesperados que tentavam ultrapassar o cordão de isolamento e entrar na escola.
Não ficou claro se algumas ou todas as crianças foram mortas pelos homens armados e homens-bomba ou no confronto subsequente com as forças de segurança paquistanesa que tentavam recuperar o controle do prédio.

"Um médico do Exército estava nos visitando e nos ensinando sobre primeiros socorros quando os homens vieram por trás da nossa escola e começaram a atirar", disse um estudante a TV paquistanesa "Dunya".

"Nossos professores trancaram a porta e nós nos deitamos no chão, mas eles (os militantes) arrombaram a porta. Inicialmente eles atiraram no ar e depois começaram a matar os estudantes, mas de repente saíram do corredor", acrescentou. "Eles tinham barbas longas, usavam shalwar kameez (largas vestimentas tradicionais) e falavam árabe."

 

O primeiro-ministro Nawz Sharif condenou o ataque e disse estar a caminho de Peshawar.

"Eu não posso ficar recuado em Islamabad. Essa é uma tragédia nacional, provocada por selvagens. Essas eram minhas crianças", afirmou ele em comunicado.

"Essa perda é minha. Esta é uma perda da nação. Estou indo para Peshawar agora e vou supervisionar a operação pessoalmente", acrescentou.

 

Alvos raros
O Talibã paquistanês, que luta para derrubar o governo e estabelecer um rígido regime islâmico, tem prometido intensificar os ataques em resposta a grandes operações conduzidas pelo Exército contra insurgentes em áreas tribais.

Os insurgentes têm atacado forças de segurança, postos de controle, bases militares e aeroportos, mas atentados contra alvos civis sem qualquer importância logística são relativamente raros.

Em setembro de 2013, dezenas de pessoas, incluindo muitas crianças, foram mortas em um ataque contra uma igreja, também em Peshawar, cidade extensa e violenta perto da fronteira com o Afeganistão

Da Reuters

Justiça aceita denúncia contra mais 3 empreiteiras em processo da Lava Jato

justica2

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Justiça Federal aceitou nesta terça-feira a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra funcionários e dirigentes das empreiteiras Mendes Júnior, UTC e Camargo Corrêa, no caso que investiga suposto esquema de corrupção na Petrobras.

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, preso neste ano pela Polícia Federal, e o doleiro Alberto Youssef, igualmente detido pela PF na Lava Jato, também são réus nas ações penais contra integrantes das três empreiteiras, além de já serem réus nos processos que envolvem Engevix, Galvão Engenharia e OAS.

Com a decisão de aceitar a denúncia contra membros de UTC, Camargo Corrêa e Mendes Júnior, o juiz federal Sergio Moro acatou todas as denúncias apresentadas pelo MPF na última quinta-feira.

Os denunciados enfrentam uma ampla gama de acusações decorrentes da operação Lava Jato, por crimes de corrupção, formação de organização criminosa e lavagem de dinheiro, em um caso histórico que atingiu uma das maiores empresas da América Latina.

Além de Costa e Youssef, outras 14 pessoas são réus na ação penal que envolve a Mendes Júnior.

Na ação penal que envolve integrantes da Camargo Corrêa e da UTC, outras oito pessoas tornaram-se rés no processo, entre elas Ricardo Pessoa, presidente da UTC, e Dalton dos Santos Avancini, diretor presidente da Camargo Corrêa.

Pessoa é acusado de comandar um "clube" de empresas que teria formado um cartel para dividir os contratos de obras da Petrobras.

Costa disse em processo de delação premiada que obras da estatal eram contratadas com sobrepreço e que diretores da Petrobras recebiam propina do esquema, assim como partidos políticos.

Após a apresentação da denúncia pelo Ministério Público Federal, na semana passada, a Mendes Júnior afirmou que não se pronuncia sobre inquéritos e processos em andamento.

Também na ocasião da apresentação da denúncia, na última quinta-feira, a Camargo Corrêa repudiou o que chamou de "ações coercitivas", acrescentando que a empresa e seus executivos desde o início se colocaram à disposição das autoridades e vêm colaborando com os esclarecimentos dos fatos.

Nesta terça, após a denúncia ser aceita, a construtora informou via assessoria de imprensa que "pela primeira vez seus executivos terão a oportunidade de conhecer todos os elementos do referido processo e apresentar sua defesa com a expectativa de um julgamento justo e equilibrado".

Já a UTC disse, após a apresentação da denúncia pelo MPF, que seus advogados ainda não haviam tido acesso à denúncia e que só se manifestariam após analisá-la. Nesta terça, os advogados de defesa da UTC afirmaram em nota que vão se manifestar nos autos do processo.

Nesta parte do processo, resta agora à Justiça apenas a decisão sobre a denúncia apresentada na noite de domingo, que inclui o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró e outros três acusados de participação no suposto esquema, entre eles Fernando Antônio Falcão Soares, conhecido como Fernando Baiano, acusado de ser operador do esquema.

(Por Marta Nogueira e Eduardo Simões)

200 anos da morte do Aleijadinho tendo Ouro Preto como palco (por Armando Lopes Rafael)

Tive a felicidade de me encontrar em Minas Gerais no último dia 18 de novembro, data em que o Brasil comemorou o bicentenário da morte de Antônio Francisco Lisboa, mais conhecido como o “Aleijadinho”. Este herdou do pai – um famoso arquiteto e mestre-de-obras português a aptidão artística para a escultura e criação projetos arquitetônicos. O também mestre-de-construção Aleijadinho era filho deste português e teve por mãe uma escrava africana de nome Isabel.  Aleijadinho é reconhecido como um gênio, e mesmo padecendo de uma doença degenerativa – que o levou o perder até os dedos da mão – legou-nos obras de arte inigualáveis...
Segundo o historiador Fábio Magalhães, “Antônio Francisco Lisboa foi alforriado pelo pai ao ser batizado. Aos doze anos ingressou no seminário de Donatos do Hospício Terra Santa, e durante nove anos estudou com os frades leigos da Ordem dos Esmoleres da Terra Santa, onde recebeu aulas de gramática, latim, matemática e religião (...) teve seu aprendizado prático como artesão na oficina de seu pai, especialmente com seu tio Antônio Francisco Pombal, bem como com outros artistas portugueses que emigraram para Minas na primeira metade do século XVIII. Aos 14 anos projetou o risco em sanguínea do chafariz para o pátio do Palácio dos Governadores em Ouro Preto. Com quase 20 anos, foi encarregado do projeto e execução do chafariz em pedra-sabão (esteatita) nos fundos do mosteiro do Hospício da Terra Santa, em Ouro Preto. Esta é considerada a sua primeira obra como escultor. E a maestria no trabalhar a pedra-sabão foi, a bem dizer, a sua especialidade”.
Voltemos à data festiva do bicentenário da morte de Aleijadinho, quando retornei a Ouro Preto. Passei todo o dia percorrendo as ladeiras daquela cidade, considerada o maior conjunto barroco do mundo. Revisitei as obras de arte deixadas pelo Aleijadinho: igrejas, imagens, altares, esculturas em pedra-sabão...
Caminhar por Ouro Preto é como retornar ao passado glorioso do Brasil! Comecei pela Matriz de Nossa Senhora do Pilar, onde me demorei extasiado nos altares pintados a ouro e no Museu da Prata, localizado no piso interior daquele templo. Depois andei a pé cerca de mil metros, subindo e descendo ladeiras, em meio ao casario colonial. Uma pausa para percorrer a Casa dos Contos, um enorme casarão – hoje transformado em museu – que serviu de fundição para o ouro que escoava pela antiga Vila Rica.
Entrei,depois, na casa do infeliz inconfidente Antônio Tomaz Gonzaga, poeta e intelectual, o qual, depois de preso e condenado, foi degredado para Moçambique, na África, onde morreu, escrevendo odes a sua Marília...
Ao meio dia, ouviu-se o repicar dos sinos das 21 igrejas de Ouro Preto. Como é bela a linguagem dos sinos.  Como dizia Rubem Alves: "o sino anuncia mundos que não existem mais". Descansei um pouco no Pátio da Igreja do Carmo e após almoçar no restaurante Quinto do Ouro, passei o restante da tarde percorrendo o Museu da Inconfidência e a igreja de São Francisco de Assis, esta considerada a obra prima do Aleijadinho. Extasiei-me com seu altar-mor e com um lavatório de pedra-sabão, ambos esculpidos pelo gênio de Ouro Preto.
Já era noite quando retornei a Belo Horizonte. Naquele instante parecia que eu despertara de um sonho bom, e caíra no pesadelo do cotidiano. No hotel liguei o noticiário da televisão. Só vi e ouvi notícias sobre a roubalheira na Petrobrás. Tomei um susto! Estava de volta ao mar de lama da maior crise moral da história do Brasil...

Do seriado "Coisas da República"-- acredite, é vero: Dilma sanciona lei criando o "Dia Nacional do Macarrão"

Seria trágico se não fosse cômico
 O Brasil está afundado na sua maior crise moral e administrativa desde que foi descoberto em 1500, mas a “gerentona” não está nem aí para o mar de lama que tomou conta do país. Dilma acaba de sancionar uma lei criando o dia 25 de outubro como o “Dia Nacional do Macarrão”. Pois é: um dia antes da CPI do Congresso (criada para apurar os bilhões de reais roubados na Petrobras) terminar em pizza, a “presidenta” (como é chamada pelos petistas) sancionou a tal da lei criando o “Dia do Macarrão”.
Agora vai
No dia que a “gerentona” sancionou o Dia Nacional do Macarrão as agências de noticias divulgavam, dentre outros fatos deprimentes sobre a roubalheira que tomou conta do país, que a Petrobras passara a valer apenas um terço do seu patrimônio líquido, o pior resultado daquela empresa (que já foi um orgulho nacional), uma queda de 10% na Bovespa, a Petrobras retrocedendo 20 anos entre o valor de mercado e patrimônio líquido.
Vergonha Nacional
Atente para este desabafo do historiador Marcos Antônio Villa, no seu artigo semanal publicado no jornal “O Globo” na data da criação do “Dia do Macarrão”: “Não há na história da República brasileira um escândalo da magnitude do “petrolão”. Mais ainda: não há na história mundial nenhuma empresa pública que tenha sofrido uma sangria de tal ordem. Ficamos cada dia mais estarrecidos com a amplitude do projeto criminoso de poder que controla o país desde 2003. Bilhões de reais foram desviados da Petrobras. Agora as investigações devem também alcançar o setor elétrico, as obras do PAC e aquelas vinculadas à Copa do Mundo. Ou seja, se já estamos enojados — aproveitando a expressão utilizada por Paulo Roberto Costa na acareação na CPMI da Petrobras, na semana passada — com o que foi revelado, o que nos aguarda? E quando soubermos da lista de parlamentares e ministros envolvidos?”.
E enquanto isso (ó, deboche!) Dilma cria o "Dia do Macarrão"...

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30