xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 20/10/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

20 outubro 2014

Fundador da Coreia do Norte queria viver 100 anos. Não deu

Kim-Il-Sung-e-Kim-Jong-il-size-598

Kim Il Sung (esq.) e seu filho Kim Jong-il (dir.), em foto de 1992. (EFE/EFE)

Kim Il Sung, avô do atual ditador Kim Jong-un, queria ficar no poder o maior tempo possível e fazia uso de tratamentos alternativos, revela sua ex-médica

Kim Il Sung, fundador do autoritário regime comunista da Coreia do Norte e avô do atual ditador, Kim Jong-un, queria viver por 100 anos – revelou nesta segunda-feira sua médica pessoal em entrevista à CNN. Kim So-Yeon foi médica do ‘líder supremo’ por muitos anos, mas abandonou a Coreia do Norte em 1992.

Vivendo na Coreia do  Sul, a médica revelou que o projeto do ditador era permanecer no poder por mais tempo possível e para isso ele recorria a tratamentos heterodoxos. Um deles consistia em assistir a apresentações com crianças e rir muito – a felicidade, segundo a prescrição médica, era uma das condições para garantir a longevidade. Outro tratamento, mais bizarro, era feito com transfusões de sangue periódicas – os doadores, cautelosamente selecionados, eram jovens saudáveis de 20 anos.

Pelo menos parte do tratamento aparentemente funcionou, pois as fotos do ditador Kim Il Sung quase sempre o mostram sorrindo. Já as transfusões não tiveram eficácia comprovada. Kim Il Sung não chegou a completar um século de vida e faleceu em 1994, aos 82 anos.

Depois de testemunhar os recentes problemas de saúde vividos por Kim Il Sung, a médica diz que o atual ditador Kim Jong-un poderia estar sofrendo de males semelhantes. Segundo So-Yeon, o jovem ditador pode ter herdado uma série de problemas de saúde de seu avô, como distúrbios psicológicos por causa do estresse, arritmia e obesidade.

Suspeita-se que, assim como seu avô, o ditador também sofra de gota, um tipo de artrite que provoca inflamação nos tendões. Dependendo da gravidade, a doença causa dores agudas e compromete os movimentos. Depois de ficar cinco semanas sumido, dando margem para especulações sobre sua saúde, Kim Jong-un reapareceu de bengala. Segundo a imprensa sul-coreana, ele operou os dois tornozelos.

fonte: http://veja.abril.com.br/

Jihadistas lançam quinze ataques coordenados contra forças curdas

ataquecontracurdos

Na imagem, um posto militar do exército sírio localizado na cidade de Maarat al-Numan é atingido por combatentes rebeldes do Estado Islâmico (EI), nesta terça-feira (14) - Ghaith Omran/AFP

Militares afirmam ter repelido maior parte das ações, mas extremistas conseguiram tomar dois vilarejos no norte do Iraque

Jihadistas do Estado Islâmico (EI) lançaram nesta segunda-feira quinze ataques simultâneos contra forças curdas no norte do Iraque, segundo os curdos, que apontaram ainda que as ações demonstram o início de uma nova ofensiva dos radicais islâmicos.

Entre os alvos escolhidos pelo EI estão a represa de Mosul e o monte Sinjar, que abriga a comunidade Yazidi. Segundo o general curdo Hazhar Ismail, as forças locais conseguiram repelir a maioria dos ataques, mas os jihadistas ocuparam dois vilarejos na área de Sharaf ad-Din.

Em outro ataque, jihadistas encheram um caminhão de explosivos e detonaram o veículo num posto de controle curdo perto da represa de Mosul, matando seis soldados.

Síria - Também nesta segunda-feira, o Exército dos Estados Unidos informou ter lançado por via aérea armas para os grupos curdos que combatem o EI perto da cidade de Kobani, na Síria. Essa foi a primeira entrega de armamentos dos EUA em mais de um mês de combates, mas a iniciativa poderá desagradar a Turquia, que enfrenta um forte movimento pela independência dos curdos que vivem no sul de seu território.

A Turquia estacionou tanques nas colinas de frente a Kobani, mas se recusa a ajudar as milícias curdas em solo se não houver um acordo mais amplo com seus aliados da Otan sobre intervenção na guerra civil da Síria. O governo turco quer que sejam tomadas ações contra o ditador sírio, Bashar Assad. No entanto, o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, disse em uma coletiva de imprensa que a Turquia estava facilitando a passagem de forças curdo-iraquianas.

A recusa da Turquia para intervir na batalha contra o Estado Islâmico, que tomou grandes áreas da Síria e do Iraque, tem levado a uma crescente frustração nos Estados Unidos. Essa atitude também provocou manifestações violentas no sudeste da Turquia de curdos furiosos com a recusa do governo turco em ajudar Kobani ou pelo menos abrir um corredor para que combatentes voluntários ou reforços se dirigissem para lá. No momento, os defensores controlam cerca de 70% da cidade.

http://veja.abril.com.br/

Criminosos nazistas receberam pensão do governo dos EUA

martin_hartmann_624x351_apMartin Hartmann, um dos que deixaram os EUA e podem ainda estar recebendo pensão (AP)

O governo dos Estados Unidos pagou milhões de dólares em pensões a dezenas de suspeitos de serem criminosos de guerra nazistas, após forçá-los a deixar o país, segundo investigação da agência Associated Press.
Os pagamentos foram realizados graças a uma brecha legal. Alguns dos suspeitos recebem pensão até hoje.
Entre eles estão pessoas suspeitas de terem atuado como guardas em campos de concentração nazistas.
O Departamento de Justiça dos EUA afirma que os benefícios são pagos a indivíduos que renunciam à cidadania americana e deixam o país voluntariamente. Mas o fato de dinheiro público ter sido usado para isso tem causado protestos.
A congressista democrata Carolyn Maloney, que integra um comitê de reforma governamental, pediu que o caso seja investigado, por se tratar de um "mau uso grosseiro de dinheiro dos contribuintes", e que essa brecha legal seja corrigida por novas leis.
Suspeitos

Acredita-se que quatro suspeitos de crimes durante a 2ª Guerra Mundial ainda estejam recebendo o benefício previdenciário. Um deles é um ex-guarda da SS (organização nazista que atuava como serviço de inteligência e protegia os campos de concentração) Martin Hartmann, que já admitiu seu passado nazista; o outro é Jakob Denzinger, ex-segurança do campo de Auschwitz.
Há relatos de que Hartmann tenha se mudado para Berlim em 2007, depois de ter morado no Estado americano do Arizona, e de que Denzinger tenha trocado Ohio pela Alemanha em 1989. Hoje ele vive na Croácia.
O pagamento de pensões supostamente permite que o Escritório de Investigações Especiais do Departamento de Justiça evite longos processos de deportação e expulse mais suspeitos nazistas dos EUA.
Segundo a investigação da AP, ao menos 38 de 66 suspeitos nazistas que deixaram os EUA continuaram recebendo o pagamento de pensões.
Em comunicado, o porta-voz do Departamento de Justiça, Peter Carr, disse que em 1979 o Congresso dos EUA ordenou a expulsão de criminosos nazistas "o mais rápido possível" para paises onde eles pudessem ser processados criminalmente.
"Sob as leis existentes nos EUA, todos os benefícios de aposentadoria são extintos se alguém é expulso do país por ordem judicial", declarou. "No entanto, se um indivíduo renuncia à cidadania americana e deixa o país voluntariamente, eles podem continuar a receber os benefícios de seguridade social."

http://www.bbc.co.uk/

Premiê japonês nomeia outra “mulher” para cargo de ministra da Justiça

Yoko-KamikawaYoko Kamikawa e Yoichi Miyazawa sãos os novos ministros da Justiça e da Economia, respectivamente (Fotos: Kyodo)

Em um grande golpe para a política alardeada do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, em promover as mulheres à cargos de liderança, duas das cinco ministras que ele nomeou para seu recém-renovado gabinete apresentaram oficialmente suas renúncias aos cargos devido à escândalos envolvendo supostos uso ilegal de fundos. O premiê, que aceitou em caráter oficial as duas renuncias emitidas nesta segunda-feira (20), já apontou substitutos para as pastas, que incluiu outra mulher na liderança do Ministério da Justiça.

A renúncia de Yuko Obuchi, que assumiu o Ministério da Economia, Comércio e Indústria no começo de setembro, e no que representou a nomeação mais destacada na primeira remodelação do Gabinete de Governo realizada por Abe desde que chegou ao poder em dezembro de 2012, aconteceu em um momento de desgaste na popularidade do primeiro-ministro.

Na semana passada, a imprensa japonesa revelou a contabilidade de uma organização política vinculada a Obuchi, mostrando o suposto uso ilegal de fundos para financiar a presença em peças de teatro de seus partidários, assim como para cobrir as despesas pessoais da ministra.

Obuchi já havia falado com Abe sobre sua intenção de renunciar no sábado passado, quando as críticas contra da oposição e da imprensa se intensificaram, embora somente agora ela apresentou formalmente sua renúncia.

O uso irregular de fundos estatais atribuídos a sua organização política aconteceu entre 2010 e 2011, quando Obuchi era parlamentar, e chegaria a 26,4 milhões de ienes. Se for confirmado que os fundos políticos foram usados com tal fim, se trataria de um descumprimento da legislação, que proíbe expressamente os presentes ou convites a eleitores de um distrito eleitoral.
A oposição também denunciou outras supostas despesas ilícitas, entre elas uma viagem da própria ministra em 2012 que não aparece nas contas de sua organização ou a compra de produtos para bebê e de roupa para uma empresa vinculada à família de Obuchi, no valor de 3,6 milhões de ienes.

Ao ser perguntada a respeito em um pronunciamento no Parlamento na sexta-feira passada, a ministra se mostrou disposta a assumir sua responsabilidade ao afirmar que “o desconhecimento (do desvio de fundos) não serve como desculpa”.

Enquanto isso, a ministra da Justiça Midori Matsushima também apresentou sua renúncia nesta segunda-feira, após críticas pela distribuição de leques com sua imagem e textos legais em um festival realizado em seu colégio eleitoral, em Tóquio. Partidos de oposição alegam que o ato “constitui em uma “doação” e fere a lei de eleição de cargos públicos.

No parlamento, Midori Matsushima disse que sua imagem e o texto de algumas leis selecionadas impressos nos materiais tinham como intuito oferecer uma referência aos eleitores, e o que “o ato não representa uma doação”.

Na última sexta-feira, um representante do Partido Democrata, principal sigla de oposição, apresentou uma denúncia criminal contra Matsushima junto à promotoria de Tóquio por possível violação da lei eleitoral. A denúncia principal envolve a distribuição de panfletos durante a campanha eleitoral, supostamente financiados com fundos estatais entre 2012 e 2014. Caso a promotoria aceite a denúncia, Matsushima estará sujeita a investigação.

Nesta segunda-feira (20), durante uma conferência de imprensa, Matsushima reiterou sua postura de que “não transgrediu nenhuma lei”, e declarou que decidiu renunciar para evitar que a questão afete ainda mais as discussões no parlamento e os trabalhos do ministério.

A saída das duas ministras do governo por escândalos desta magnitude é um duro golpe para Abe, que apostou na renovação de sua equipe e dar mais protagonismo político às mulheres, para o que nomeou cinco novas ministras na última remodelação do dia 3 de setembro, embora as outras três liderando pastas de menor relevância.

Yuko Obuchi, filha do antigo primeiro-ministro Keizo Obuchi, se tornou com 40 anos a mais jovem do Governo e o rosto mais representativo da estratégia “womenomics” do primeiro-ministro conservador.

O sucessor de Obuchi será Yoichi Miyazawa, parlamentar da Câmara Alta que vinha servido previamente como ministro de Estado da repartição do gabinete.

Para substituir Midori Matsushima, o premiê japonês apontou Yoko Kamikawa como nova ministra da Justiça. A indicação de outra mulher para o cargo é um sinal de que os escândalos não conseguiram abalar a determinação de Abe em promover o “empoderamento feminino” no país.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

GO: advogado de suposto serial killer deixa caso


ThiagoHuasc

O advogado Thiago Húascar, que defendia o vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, que confessou 39 mortes em Goiânia, deixou o caso na tarde desta segunda-feira (20), após uma reunião com a família do rapaz, que teria aceitado a decisão. Tiago, que está preso desde terça-feira passada, é suspeito de ser um serial killer que teria matado pelo menos 16 mulheres e 8 moradores de rua, dentre outras vítimas de inquéritos que a polícia goiana apura.

Segundo o advogado, a família do vigilante declarou não poder pagar os honorários pedidos pelo defensor, que alega não ter pedido muito, mas apenas o condizente com a tabela da OAB.  “É um caso que demanda tempo, dedicação e exclusividade”, justificou.

Húascar, que é advogado criminalista com oito anos de experiência, disse ao Terra que, de todos os casos em que trabalhou, o de Tiago impressiona pela quantidade de mortes e também pela frieza do suspeito. “Fiquei assustado por ele não ter sentimento. De contar com riqueza de detalhes e frieza, e de não esboçar sentimento ou mostrar arrependimento”, disse. “Já peguei casos de mortes mais violentas, mas ele foi pela quantidade”, acrescentou.

Sobre a possibilidade de Tiago ser definido como assassino serial, ou serial killer, o advogado também cita o número de mortes como dado a ser considerado, ainda que o suspeito não tenha sido examinado por psiquiatras - o início dos testes estava previsto para esta segunda, mas foi adiado.

“Já há mais de seis assassinatos comprovados que foi com a arma dele. E, se não me engano, chegaram 12 outros laudos. O Tiago falou para mim que, na arma dele, ele acha que foram 25”, relatou.

O ex-advogado de Tiago reclamou da mudança de versões apresentadas pelo suposto serial killer. “É complicado defender alguém que fala ora uma coisa, ora outra. Nos depoimentos dele, ora ele assume alguma coisa, ora ele tira outra”, disse.

Para Húascar, Tiago não é apenas um assassino frio, mas tem também problemas mentais. “Para mim, ele é inimputável. Deve ser julgado da forma que determina a lei, ficar sob medida de segurança”, disse, acrescentando que vê semelhança do caso de Tiago com o de Cadú, assassino confesso do cartunista Glauco e de seu filho Raoní, em São Paulo, e que foi considerado incapaz. Neste ano, Cadú foi indiciado por mais quatro crimes cometidos em Goiânia, incluindo um latrocínio.

O ex-advogado do suposto serial  killer ainda admitiu que o caso é de difícil defesa, frente as provas que se acumulam contra Tiago. “Perícia de precisão, como é o caso de balística, que é o DNA da arma, é uma prova irrefutável. Ele é réu confesso. É condenável”, afirmou

Jornal do Brasil

Após 42 dias sem novo caso, OMS declara Nigéria livre do ebola

nigeria
Surto matou oito pessoas em 20 casos no país. Número de mortes supera os 4 mil pelo mundo.

Oficial usa termômetro em passageiro na entrada do aeroporto Murtala Muhammed em Lagos, na Nigéria, em foto de 6 de agosto (Foto: Sunday Alamba/AP)
A Organização Mundial da Saúde declarou nesta segunda-feira (20) a Nigéria livre do ebola, 42 dias após o país não registrar nenhum novo caso da doença. "A Nigéria está livre do ebola", disse Rui Gama Vaz, representante da OMS em uma entrevista coletiva para a imprensa na capital, Abuja.
"Esta é uma espetacular história de sucesso... Isso mostra que o ebola pode ser contido, mas é preciso ficar claro que nós só ganhamos uma batalha. A guerra só vai acabar quando a África Ocidental também for declarada livre de ebola", acrescentou, segundo a Reuters.
O primeiro caso na Nigéria, país mais populoso da África, foi importado da Libéria, quando um diplomata liberiano-americano chamado Patrick Sawyer passou mal no principal aeroporto internacional de Lagos, em 20 de julho.

Como o país estava mal preparado e não tinha procedimentos de triagem no local, Sawyer infectou várias pessoas, incluindo vários profissionais de saúde do hospital para onde foi levado, o qual não tinha equipamento de proteção adequado.
Na última quarta-feira, o Ministério da Saúde do país havia declarado que não havia mais pessoas infectadas com o vírus mantidas em observação. "Ninguém está sob supervisão pelo vírus ebola em qualquer parte da Nigéria. Todos os que estão sob observação cumpriram o período de 21 dias estipulado pela OMS", disse um porta-voz do ministério.
O ebola já matou 4.546 pessoas na Libéria, Guiné e Serra Leoa, os três países mais afetados. A Nigéria teve 20 pessoas contaminadas, das quais oito morreram.

O anúncio de que a maior economia da África erradicou a febre hemorrágica letal, pelo menos por ora, ocorre depois que na sexta-feira a OMS declarou o Senegal livre da doença, embora esse país tenha tido apenas um caso, importado da Guiné.

Do G1, em São Paulo

Segundo caso de febre chikungunya é confirmado em Minas Gerais


chikungunyaMulher de 34 anos foi diagnosticada com a doença em Coronel Fabriciano.
Ela foi infectada em uma viagem à Venezuela.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas confirmou nesta segunda-feira (20) o 2° caso de febre chikungunya no estado. De acordo com a Secretaria, a mulher, de 34 anos, começou a apresentar os sintomas na quarta-feira (08) após chegar de uma viagem à Venezuela, onde teria sido infectada.
O exame que confirmou o segundo caso foi realizado pelo laboratório da Fundação Ezequiel Dias (Funed), este também apura a possível contaminação por outras doenças como a dengue. A paciente foi diagnósticada em uma fase aguda da doença. Ela foi acompanhada por uma médica infectologista durante o tratamento e foi liberada para dar continuidade em casa.
Nas rua onde a mulher mora, e também nas ruas vizinhas, foram jogados inseticidas de prevenção ao mosquisto transmissor.

Febre Chikungunya
O vírus é transmitido pela picada de mosquistos fêmea infectados. São eles o Aedes aegypti, de presença essencialmente urbana, em áreas tropicais e, no Brasil, associado à transmissão da dengue; e o Aedes albopictus, presente majoritariamente em áreas rurais, também existente no Brasil e que pode ser encontrado em áreas urbanas em menor densidade. O mosquito adquire o vírus ao picar uma pessoa infectada, durante o período de viremia, ou seja, um dia antes do aparecimento da febre até o quinto dia de doença, quando a pessoa ainda tem o vírus na corrente sanguínea.
Após um período de incubação médio de dez dias, o mosquito torna-se capaz de transmitir o vírus a um humano. Após a picada de um mosquito infectado, os sintomas da doença tipicamente aparecem após um período de incubação intrínseco médio de 3 a 7 dias.
A maioria dos indivíduos apresenta doença sintomática após um período de incubação de dez dias. Porém, nem todos os indivíduos infectados com o vírus desenvolvem sintomas.
A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais informou que as investigações epidemiológicas e busca ativa de casos estão sendo realizadas pela SES/MG, representada pela Superintendência Regional de Saúde de Coronel Fabriciano, juntamente com o município.
A SES/MG informa ainda que está preparada para atuar de forma complementar com o município com ações de controle de vetores e de mobilização social preconizadas pelo Ministério da Saúde imediatamente, caso seja apontada necessidade a partir da investigação que está sendo feita.

Do G1 Vales de Minas Gerais

Madrugada tem chuva de meteoros que são resquícios do cometa Halley

meteoro-israel-20120813-size-598

 

A partir da meia-noite já é possível observar o fenômeno, mas o melhor momento é a partir das 3 horas

Chuva de meteoros na cidade de Mitzpe Ramon, em Israel, a altitude do lugar o torna um ponto perfeito de observação
Chuva de meteoros na cidade de Mitzpe Ramon, em Israel, a altitude do lugar o torna um ponto perfeito de observação (Amir Cohen/Reuters/VEJA)

O cometa Halley ainda está a décadas de poder ser visto da Terra novamente, mas alguns resquícios dele podem ser observados na madrugada desta terça-feira, na forma da chuva de meteoros Orionídeas. A partir da meia-noite (do horário de Brasília) já é possível observar o fenômeno, mas no meio da madrugada, a partir das 3 horas, é o melhor momento para acompanhar esta chuva.

Ela é visível em todo o Brasil. O ponto de onde os meteoros parecem surgir fica na constelação de Órion, que pode ser encontrada na direção leste. Perto da meia-noite ela estará bem próxima do horizonte, subindo com o passar do tempo. Uma boa referência são as Três Marias, que também ficam em Órion. O ponto de onde os meteoros devem ser vistos fica um pouco ao Norte, na mesma constelação.

Leia também:
Saiba a diferença entre asteroides, meteoros e meteoritos

"A chuva Orionídeas pode atingir uma frequência de 20 meteoros por hora, mas um observador em uma grande cidade deve ver menos de um quarto disso, devido à poluição luminosa", explica Alexandre Amorim, coordenador de observações do Núcleo de Estudos e Observação Astronômica José Brazilício de Souza, vinculado ao Instituto Federal de Santa Catarina. A recomendação é não utilizar nenhum objeto como binóculo ou telescópio, que reduzem o campo de visão, e procurar um lugar mais escuro para observar o fenômeno. A previsão do tempo, porém, não é muito favorável. De acordo com a Climatempo, apenas o Rio Grande do Sul, o norte da Bahia e os estados do leste nordestino devem ter céu aberto nesta madrugada.

Halley —Os meteoros orionídeos são fragmentos de rocha e poeira que se desprendera do cometa Halley durante sua passagem, em continuam na sua órbita. Quando a Terra cruza com esses fragmentos, duas vezes por ano,  em março e outubro, ocorrem as chuvas de meteoros Eta Aquarídeas e Orionídeas, respectivamente.

Brasil pode ampliar controle por causa de Ebola



Ebola-storyO Ministério da Saúde deve definir até a próxima semana se altera a política de controle de passageiros procedentes de países com transmissão de Ebola. Reuniões com representantes de aeroportos, integrantes do ministério e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estão sendo realizadas para avaliar a adoção de uma segunda entrevista para pessoas que chegam ao País vindos da Guiné, Serra Leoa ou Libéria.
Medida semelhante passou a ser adotada nos Estados Unidos. "Estamos estudando eventuais mudanças. Queremos implantar algo que tenha efetividade, não vamos perder tempo com factoides, com medidas inócuas", disse o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Jarbas Barbosa. Para tomar decisão, o governo acompanha o rumo das discussões no cenário internacional, enquanto traça um perfil detalhado sobre como e quando os pacientes procedentes dessas regiões chegam ao País.
No primeiro semestre, uma média de 15 pessoas procedentes dos três países desembarcaram no Brasil. A maior parte no Aeroporto Internacional de Guarulhos. "É um número muito pequeno, sobretudo quando comparado com movimento do aeroporto: todos os dias, chegam 30 mil passageiros de voos internacionais", disse. O trânsito, que já era pequeno, sofreu uma redução por causa da epidemia. Não há voo direto destes países para o Brasil. Geralmente, pessoas vindas dessas regiões fazem escala no Marrocos. "Somente Estados Unidos e Inglaterra adotaram medidas semelhantes. E ambos têm voos diretos. Os demais países ainda avaliam quais as medidas mais apropriadas", contou Barbosa. O secretário descartou a possibilidade de a entrevista ser realizada ainda no avião. "Temos preocupação de não tumultuar. O Regulamento Sanitário Internacional preconiza que a segurança deve ser garantida, mas sem transtorno."
Barbosa considera fundamental a entrevista realizada antes de o passageiro embarcar, ainda nos países africanos. Depois de a Organização Mundial de Saúde decretou emergência sanitária mundial por causa da epidemia, em agosto, aeroportos dos três países passaram a analisar passageiros que embarcam em voos internacionais, para identificar aqueles que eventualmente apresentem sinais da infecção. Desde então, cerca de 70 mil pessoas foram entrevistadas. "Desse total, 76 não viajaram. Não sabemos quantos casos foram classificados como suspeitos, quantos se confirmaram", disse.
Caso a entrevista no desembarque seja de fato adotada, ela terá como objetivo reforçar para o passageiro a necessidade de ele procurar um serviço médico caso apareça algum sintoma da doença: febre, diarreia, vômito, hemorragias. "Acreditamos que seja muito pequeno o risco de o paciente liberado na primeira entrevista apresentar algum sintoma 24 horas depois, quando desembarcar", disse. O secretário ressaltou, no entanto, que mesmo que a medida seja adotada, ela não tornará o País imune ao aparecimento da doença. "Nenhuma ação isolada é suficiente. Nenhuma barreira, por mais bem feita é infalível."
O Ministério da Saúde está reforçando também as orientações para secretarias estaduais e municipais de saúde, para que profissionais estejam atentos e diferenciem de forma correta quais são pacientes com suspeita da doença. "O sistema está alerta. Não vamos criticar eventuais avisos que não se enquadrem efetivamente em casos suspeitos. Mas é fundamental que profissionais estejam familiarizados com casos suspeitos e com todo protocolo que deve ser acionado em caso de o paciente se encaixar na descrição de caso com suspeita de Ebola", disse. Quadros de aviso começam a ser afixados em serviços de atendimento de urgência.

br.noticias.yahoo.com

Tremores atingem costas do Ceará e Pernambuco

terremotoeO Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) registrou, por meio do Serviço Meteorológico dos Estados Unidos, três terremotos a 1.270 quilômetros da costa cearense, e um outro tremor próximo à costa pernambucana no domingo, 19, e nesta segunda, 20.
"Não há motivos para pânico, mas é sempre bom a gente saber, pois é uma atividade sísmica ativa, que existe no Oceano Atlântico e pode ser sentida com mais intensidade na nossa costa, como aconteceu em 1972, quando foi registrado um terremoto de sete graus de magnitude", disse o pesquisador da UFRN, Joaquim Mendes Ferreira.
Os três tremores aconteceram em um aglomerado ao norte da costa do Ceará. O primeiro aconteceu às 20h51 (horário de verão), com magnitude de 4,9 graus na escala Richter, que vai até nove graus. O segundo terremoto foi às 21h06 também com 4,9 graus. Já aos 56 minutos desta segunda-feira houve um abalo de 4,8 graus.
Na costa de Pernambuco, também foi registrado, no domingo, um outro tremor de 4,8 graus às 23h46, com epicentro localizado a aproximadamente 775 quilômetros do nordeste da Ilha de Ascensão.
Outros tremores
O maior tremor verificado neste ano ocorreu em 27 de julho, com 6,0 graus, a 2,8 mil quilômetros de Belém (PA). No dia 12 de outubro, um tremor de magnitude 5,3 graus foi anotado pelo Serviço Meteorológico dos Estados Unidos. O epicentro daquela vez foi a 951 quilômetros a sudoeste da Ilha de Santa Helena e a 3.220 quilômetros do Rio de Janeiro.
A terra no Nordeste está tremendo em escalas abaixo de dois graus diariamente em áreas cearenses e potiguares. "São eventos na área de Sobral, no Ceará; e Pedra Preta, no Rio Grande do Norte, que têm áreas sísmicas ativas. Não dá para prever se podem acontecer grandes tremores como estão acontecendo na Cordilheira Meso Oceânica", explica Joaquim Ferreira.

Yahoo Notícias

Festa da Fé: Diocese de Crato encerra as comemorações pelos 100 anos de sua criação – por Patrícia Silva

Uma multidão ocupou todos os espacos da Praça da Sé (Foto: Patrícia Silva)
O dia 19 de outubro de 2014 foi celebrado com muita festa por todos que fazem parte da Diocese de Crato, pois nesta data a igreja diocesana comemorou os 100 anos de sua criação, com a realização de Missa Solene, às 17h, na Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato- CE, presidida por Dom Fernando Panico e concelebrada pelo Bispo Auxiliar de Aparecida- SP e representante da CNBB, Dom Darci José Nicioli, o Bispo da Diocese de Iguatu, Dom João José da Costa, e padres da Diocese centenária, com a presença de religiosas e milhares de fiéis.
No decorrer da celebração passos da caminhada dos 100 anos foram sendo recordados, como também realizada a memória daqueles que deixaram suas contribuições para o andamento da evangelização nesta igreja particular. Através de uma entrada solene os momentos marcantes dos preparativos do centenário até a chegada e vivencia do ano jubilar foram demonstrados, como o Projeto Santas Missões Populares, o 13ª Intereclesial de CEBs e a criação de 158 capelas.
O Núncio Apostólico, Dom Giovanni d’Aniello, não pôde estar presente, mas enviou uma carta lida pelo vigário geral da Diocese, Pe. José Vicente Pinto, onde parabenizou a Diocese pela caminhada e lembrou que o Ano Jubilar não é somente uma ocasião de agradecimentos, mas também uma oportunidade ímpar para uma avaliação da caminhada que envolve a vida diocesana em todos os níveis e que tem como frutos, entre outros, uma renovada fidelidade a Deus e aos homens, no empenho específico de cada um. Segundo o Núncio, o Jubileu diocesano deve estimular a todos a fazer da Diocese uma Igreja que se coloque com sempre maior intensidade na escuta de Deus e dos homens, numa contínua construção e restauração de ideias em todos os níveis: clero, religiosos e leigos.
À esquerda Dom João José da Costa, no centro Dom Fernando Panico e a direita Dom Darci José Nicioli. (Foto: Patrícia Silva)
Dom Darci esteve em Crato representando o Cardeal Dom Raymundo Damasceno, presidente da CNBB, que enviou uma carta lida na homilia desculpando-se por não estar presente devido sua viagem a Roma apara participar do Sínodo dos Bispos sobre as famílias. Para Dom Darci “Celebrar o jubileu é recordar e estabelecer compromissos para o futuro. “Jubileu diz muito para nós. Há 100 anos quantos aqui, como igreja, não encontraram o sentido para suas vidas. Quantos não dobraram seus joelhos em comunidade fortificando-se para não desanimar diante dos desafios da vida. Nossos antepassados, nossos avós, bisavós foram a igreja do Crato. Hoje cabe a nós empunharmos esta bandeira e continuarmos a obra de Nosso Senhor Jesus Cristo”, disse.
Sobre Dom Fernando, o representante da CNBB, externou sua admiração pela execução de sua ação missionária afirmando que ele é um bispo guerreiro, um pastor que teve coragem de abandonar sua terra, sua cultura, sua gente para se fazer missionário no Brasil, se tornando um bispo missionário. “É isso que nós vemos em seu trabalho realizado na Diocese de Crato. Eu gosto muito de Dom Panico, ele é para mim uma inspiração em meu episcopado”, afirmou Dom Darci.
Na sua fala, Dom Fernando reconheceu que “Na história da Diocese de Crato muitos foram os que lançaram as bases para se chegar ao primeiro centenário, dentre eles estão os bispos Dom Quintino Rodrigues de Oliveira e Silva, Dom Francisco de Assis Pires, Dom Vicente de Paulo Araújo Matos, o Bispo Emérito Dom Newton Holanda Gurgel”.  Para Dom Fernando, “A caminhada centenária faz com que a alegria do evangelho se torne a missão de todos e os demais bispos contribuíram para isso, não só eles mas também outras pessoas como o Pe. Cícero Romão Batista, Os irmãos monsenhor Vicente Sother e Pe. Joaqui9m Sother, Pe.Azarias Sobreira, Mons. Juviniano Barreto,  Mons. Murilo de Sá Barreto, religiosas como Madre Ana Couto, Madre Paula e Madre Esmeraldo, leigos como a jovem Benigna Cardoso, o Beato José Lourenço, dentre outros”.
Dom Fernando disse perdoar aqueles que precisam do seu perdão e também com humildade, característica forte de seu episcopado, pediu perdão caso tenha magoado alguém e demonstrou-se perseverante para dar continuidade a missão, dizendo “com fé iniciemos o 2º centenário da Diocese de Crato. Não garanto que o veremos concluído, mas somos nós que somos chamados para lançarmos nossas redes para águas mais profundas. Vamos iniciar a escrever, com toda confiança, o livro dos atos dos apóstolos de nossa Diocese que é romeira e missionária”.
O Ano Jubilar
O ano jubilar iniciou com a dedicação da Catedral Nossa Senhora da Penha realizada em 20 de outubro de 2013, onde foi proclamado o decreto do ano jubilar. A partir dai muitas foram as celebrações e comemorações, como a peregrinação da imagem da padroeira diocesana, Nossa Senhora da Penha, pelas cinco regiões foraneas, os jubileus específicos vivenciados com cada pastoral e movimento, a coroação da imagem da padroeira pelo representante do Papa Francisco, Cardeal Dom João Braz de Aviz e a criação da Fazenda da Esperança Pe. Cícero.
Segundo o Pe. Weslley Barros, secretário da Comissão para o Jubileu, o ano jubilar foi um grande desafio. “Tempo de muitos dons, misericórdia, perdão, purificação, celebração, reflexão. Tempo que nos lançou diante de um futuro que depende de nós. Como os 100 anos que estamos celebrando dependeram de tanta gente, tantas pessoas que passaram e fizeram sua história, os próximos anos também deverão contar com a marca de cada um de nós. É com alegria que concluímos o ano jubilar e nos lançamos na semeadura, no campo do Reino de Deus”, falou.

A esquerda Pe. Weslley Barros, secretário da Comissão para o Jubileu, e a direita Dom Fernando Panico, Bispo da Diocese de Crato. (Foto: Patrícia Silva)
Para o Pe. Weslley o que mais marcou o ano jubilar foi a capacidade do povo estar acima de qualquer limitação e de se colocar dentro do espírito da celebração, se inserindo dentro da alegria do contexto celebrativo. “A capacidade do povo de Deus de assimilar o que a igreja propõe, isso é para nós um tesouro imenso”, afirmou.
Sobre a possibilidade de deixar uma mensagem aos que, daqui a 100 anos, estarão a frente das comemorações para o bicentenário o secretário da Comissão para o Jubileu disse que é necessário ter disposição por parte de todos que fazem a Diocese. “Que se exercitem na arte da comunhão, do não ficar de fora porque isso contagia. O esforço para não ficar de fora contagia. E mediante a grandiosidade da comemoração, ao chegarmos ao final, percebemos que não fomos nós que fizemos, mas o próprio Deus e que todo o sacrífico, toda doação para que aconteça da melhor forma vale a pena” disse.
100 anos se passaram
Hoje mais de um milhão de fiéis são atendidos pela evangelização da Diocese de Crato, que possui 55 paróquias presentes em 32 cidades da região, sob o pastoreio de mais de 130 padres e 2 bispos.
Sendo criada em 20 de outubro de 1914, pelo Papa Bento XV, através da bula papal Catholicae Ecclesiae, se desmembrando do território da Diocese do Ceará, hoje Arquidiocese de Fortaleza, realizou a comemoração do primeiro centenário no dia 19, por este ser um domingo e tornar mais viável a presença dos fiéis.
A Diocese de Crato tem como características fervorosas as romarias e a missionariedade que atraem aproximadamente 600 mil romeiros por ano a Juazeiro do Norte- CE, por causa do Pe. Cícero Romão Batista, e mais recentemente a Santana do Cariri- CE, onde estão os restos mortais da Serva de Deus Benigna Cardoso.
Dom Fernando incensando a imagem da padroeira do Crato e da Diocese, Nossa Senhora da Penha. (Foto: Patrícia Silva)
Possui dois casos que estão sendo estudados pelo Vaticano: o fenômeno Pe. Cícero, o santo popular do interior do Nordeste que está no estágio de busca pela Reabilitação, e a Mártir da Castidade Benigna Cardoso, que já possui o título de Serva de Deus.
Para a Irmã Marieta Moura, 85, da Congregação Filhas de Santa Tereza de Jesus, instituto religioso fundado por Dom Quintino, a Diocese de Crato representa muito para a religiosidade do povo do Cariri. “Hoje nós estamos vibrando de alegria, pelos bispos, padres, todos que passam por aqui e deixam suas contribuições para que esta igreja missionária continue lutando para vivermos a fé em Jesus”.
Já para o Juiz de Paz, Israel Pereira, 23, a Diocese de Crato significa uma mãe que acolhe todos que precisam. “Seu maior beneficio é contribuir espiritualmente para a vivencia de cada diocesano, como também as diversas ações sociais que são frutos concretos de suas obras. O centenário é um momento de esperança. onde celebramos o que vivenciamos até hoje e temos a esperança de continuarmos neste caminho tão bonito, com quedas, mas com alegrias que superam todas as dificuldades. Sinto-me maravilhado por estar podendo participar deste momento histórico que são os 100 anos de criação da Diocese”.
                                                                                                                                         

Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31