xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 12/10/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

12 outubro 2014

Festividades pelo Centenário de Criação da Diocese de Crato serão encerradas no próximo domingo, dia 19



Com as presenças do bispo-auxiliar de Aparecida do Norte (SP), Dom Darci José Nicioli (foto ao lado); e do bispo de Iguatu, Dom João José Costa, o bispo diocesano de Crato – Dom Fernando Panico – presidirá a solenidade de encerramento do Jubileu do Centenário da Diocese de Crato à 17:00 horas do próximo domingo, na Praça da Sé.
Foi um ano de muitos eventos, de solenidades religiosas as mais diversas, em todas as 55 paróquias espalhadas nos 32 municípios que compõe a Diocese de Crato. As festividades alcançaram um sucesso além do esperado. Em entrevista à Rádio FM São Francisco de Crato, Dom Fernando Panico declarou que está feliz com o êxito da programação realizada. Todas as metas foram atingidas. A construção de cem novas capelas superou o programado. Na tarde de ontem, em Missão Velha, Dom Fernando sagrou uma capela na zona rural daquele município, chegando a 136 novas capelas construídas, em três anos. Ontem pela manhã Dom Fernando recebeu homenagens na Paróquia de Nossa Senhora Aparecida, em Crato, quando procedeu à bênção da reforma e melhoramentos feitos naquele templo.
Também ontem, dia 12, foi aberta a Semana Eucarística Diocesana, que acontece até o dia 18 de outubro, em todas as paróquias da Diocese envolvendo caminhadas, partilhas de alimentos ou café comunitário, adoração ao Santíssimo Sacramento, celebração da Santa Missa, Ofício Divinos das Comunidades e vigílias. Esta Semana Eucarística prepara as comunidades para o encerramento do Jubileu do Centenário.  Os organizadores da celebração do dia 19, na Praça da Sé, estão prevendo a presença de cinco mil fiéis na solenidade do encerramento, provenientes de todos os municípios que formam a Diocese de Crato.
(Fonte: Assessoria de Imprensa da Diocese de Crato)

Centenário da Diocese: Dom Fernando entrega reforma e melhoramentos na igreja de Nossa Senhora Aparecida, do bairro Batateiras


Neste domingo, 12 de outubro, Dom Fernando Panico presidiu a Santa Missa e a solenidade litúrgica de inauguração das reformas e melhoramentos feitos na igreja-matriz de Nossa Senhora Aparecida, do bairro Batateiras, em Crato. Na temporada de chuvas de 2014, o teto daquele templo havia caído, e o pároco – Pe. Paulo César Borges –, movimentou a comunidade cratense para realizar as obras necessárias de restauração, além de outros melhoramentos que foram entregues ontem aos fiéis daquele bairro.  Os trabalhos realizados naquele templo proporcionaram novo visual interno à igreja de Nossa Senhora Aparecida.Concelebraram a Santa Missa o do pároco, Pe. Paulo Borges, e do Pe. Francisco Sales. Centenas de fiéis pertencentes à comunidade paroquial, a forania IV e V e representantes do Movimento Encontro de Casais com Cristo,  de todas as Dioceses do Ceará, participaram deste momento devocional à Rainha e Padroeira do Brasil.

A origem da igreja de N. Sra. Aparecida

Corria 1958, ano de terrível seca que assolou, mais uma vez, o Nordeste brasileiro. Dentro da política assistencialista existente àquela época, o Governo Federal abriu uma frente de serviços, na cidade de Crato, para proporcionar uma renda mínima necessária à sobrevivência das vítimas daquela longa estiagem. Os homens casados, alistados nos trabalhos de emergência do Governo Federal, trouxeram suas famílias e  as instalaram em casebres, construídos na localidade conhecida por Batateiras, surgindo assim uma pobre comunidade periférica, logo denominada pelo povo de “O Acampamento”.
A território do Acampamento ficava na jurisdição da Paróquia de Nossa Senhora da Penha de Crato. O pároco daquela paróquia,  Pe. Rubens Gondim Lóssio, iniciou um trabalho de assistência religiosa aos residentes naquela comunidade. Lá  foi construída uma pequena capela, cujo orago foi dedicado a Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Padroeira do Brasil. A seca terminou um ano depois, mas muitos dos alistados nos trabalhos de emergência não quiseram voltar para a zona rural, onde moravam anteriormente, e continuaram a residir na Batateira. Outras pessoas carentes para lá também se mudaram construindo novos casebres de taipa, coberto de palhas. Surgia, assim, um novo bairro periférico em Crato. Com o passar do tempo a capelinha foi sendo ampliada e, em 1967, o terceiro bispo de Crato, Dom Vicente de Paulo Araújo Matos, erigiu a capela como sede de uma nova paróquia. De 1967 para cá o bairro batateira cresceu, ganhou melhoramentos públicos, como escolas, creche, praça e posto de saúde. A Igreja Católica foi e continua sendo o canal de reinvindicações da população do bairro na  reinvindicação de melhoramentos e inclusão social.
Neste domingo, a igreja de Nossa Senhora Aparecida inaugurou os novos melhoramentos que foram feios sob a coordenação do pároco, Pe. Paulo César Borges.  Este anunciou para breve a conclusão da casa paroquial, onde residirá a partir do início de 2015.
(Fonte: Assessoria de Imprensa da Diocese de Crato)

CAMPANHA - Ajude a promover o Blog do Crato na Internet - CLIQUE NO BOTÃO "CURTIR"


Alô, amigos. Peço a todos que ajudem a promover a página do Blog do Crato no Facebook, clicando no botão CURTIR PÁGINA na imagem abaixo. Se o botão não for visto na imagem, vá até a pagina www.facebook.com/blogcrato e clique no botão CURTIR, localizado no topo da mesma. Faça parte dessa campanha !



Felicidade sonhada - Por: Emerson Monteiro

Sei que correria o risco de ser considerado mais um chato de plantão, pois dizem que chatas são aquelas pessoas que quando lhes perguntam como vão as coisas elas respondem: - Vão bem, mas chega aqui que vou contar. (E se demoram um tempão relatando um a um cada acontecimento vivido na lida constante e expectativas esperadas e não realizadas até o momento).

Pois, então, quando aparecem essas pessoas com suas intuições da vontade de escrever, lá vêm essas palavras insistentes de querer contar os tais acontecimentos, de falar nas esperanças de encontrar a felicidade, tema quase que semelhante de todos neste mundo. Encheria páginas e páginas, porém de planos e programas, algo equivalente à disposição de ensinar aquilo que ninguém ainda sabe por inteiro, contudo deseja ardentemente saber, assim parecido com ganhar na loteria dos sonhos, passear pelo planeta inteiro de sorriso nos lábios e dinheiro nos bolsos, e jamais regressar ao estado anterior de tantas dúvidas e desejos.

Felicidade, a pedra mesma com que Prometeu foi sentenciado levar ladeira acima e ao chegar ao topo sempre descer ao início da jornada e começar outra vez, tudo no castigo de pagar o preço por haver trazido aos mortais o fogo. O fogo, a tocha de alumiar a busca do conhecimento e achar a felicidade, na luta de viver com sabedoria. Ah, os mitos e quanta verdade oferecem de estudar possibilidades de ser feliz.

Nisso a gente andar pelo chão vasto dos pensamentos, livros e livros, mares de palavras e frases guardadas nos corredores de bibliotecas e corações, no entanto de barriga cheia, por vezes, de meras teorias filosóficas.

Bom, já que se sabe dos limites de sonhar, às trezentas e poucas palavras do texto indicam a frase de Jesus quando afirma: As aves têm ninho, as raposas, covis. Mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça. Daí chegar à interpretação bem clara de que felicidade representa a plena realização do Ser, de acordo com níveis superiores das exigências das criaturas por meio de tudo o que há de interpretar, em toda parte, seja na Terra, no Céu e nos sonhos.


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30