xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 25/06/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

25 junho 2014

Alcoolismo - Por: Emerson Monteiro

Nas primeiras vezes, se acha divertido. Envolve-se. Alegra-se. Facilita participar de grupos sociais com mais satisfação, um passaporte de novas amizades. Fácil encontrar a bebida, que se oferecem nos variados cantos deste mundo, algo semelhante a sonhar de olhos abertos devido a tontura que acarreta e à euforia que provoca.

Mas que só fica nisso mesmo. Depois de algum tempo, qual dragão indomável, o vício toma conta da vida, e o que antes era sonho se torna pesadelo despropositado, a desafiar a capacidade humana de reagir e se libertar.

Eis o alcoolismo, flagelo indescritível dos dias atuais. Monstro devorador da personalidade, intruso destruidor de famílias, jovens e adultos, homens e mulheres, ricos e pobres, esperanças, ideais. Tudo sob a permissão das instituições, fonte de lucros e origem de receitas tributárias.

Hoje, o alcoolismo vem sendo analisado sob outros prismas e passa a ser considerado um mal de solução difícil, agente nocivo desagregador de graves riscos à saúde pública.

Quando termina o dia de trabalho, começam os litígios. Pais de família saem pelos bares e casas de espetáculos a satisfazer o instinto da sede alcoólica, expostos à sanha perversa de piores consequências, porquanto portas se abrem fácil a quem busca as malhas do vício.

A aceitação social, a falta de prevenção e as publicidades enganosas são fontes que explicam o porquê da quantidade de pessoas que abusam do álcool. A falta de conscientização e o desconhecimento dos efeitos do uso do álcool de forma descontrolada levam muitos, jovens e mulheres grávidas, a que se transformem em grupos de risco.

A isso podemos somar o vazio que gira em torno das pessoas que sofrem dessa doença. O problema, sobretudo com os adolescentes, é o alto grau de violência que o excesso de álcool ocasiona, como também a quantidade de acidentes de trânsito que eles produzem quando em grau de alteração do comportamento motivado pela ingestão de bebida alcoólica. Às vezes, costuma acontecer, também, que um adolescente beba até chegar a limites perigosos, simplesmente para agradar o grupo de amigos.

No caso das mulheres em período de gestação, o abuso de álcool nas primeiras semanas de gravidez pode produzir uma formação defeituosa no crânio, no rosto e deficiência mental no feto. É por causa disso que normalmente se aconselha às grávidas se absterem de beber durante os primeiros três meses de gravidez, e que depois, se houver vontade de beber, que o faça com moderação. Como normalmente a mulher fica sabendo do seu estado de gravidez algum tempo da concepção, é muito perigoso que ela beba em demasia. O outro grupo de risco são os desempregados e aqueles trabalhadores denominados não qualificados, pois se dedicam ao consumo do álcool em excesso por causa das condições sociais que se veem obrigados a viver.

Abrir os olhos o quanto antes, eis uma forma de se garantir uma vida saudável e livre dessas mazelas suicidas a que muitos se submetem por inadvertência e maiores zelos consigo próprios.  

Dnocs pleiteia verba federal para açudes estratégicos no CE


Novos reservatórios vão aumentar a segurança hídrica em Sobral e perímetro de irrigação Baixo Acaraú

O Dnocs apresentou ontem, ao Ministério da Integração Nacional (MI), o projeto Açudes Estratégicos das Bacias dos Rios Acaraú e Coreaú, que propõe a inclusão da construção de cinco barragens no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), informa o diretor de Infraestrutura Hídrica, Glauco Mendes. O investimento nas cinco novas barragens foi estimado em R$ 1,437 bilhão, dos quais R$ 1.131.200.000,00 nos três reservatórios do Rio Acaraú e R$ 305.860.000,00 nos dois açudes propostos para a bacia do Rio Coreaú.

O projeto contém dados da população beneficiada em cada obra proposta e aspectos de produção das barragens de uso múltiplos que incluem abastecimento humano, irrigação e regularização de rios intermitentes. Muitos quilômetros das margens serão perenizados com a vazão dos reservatórios. A construção dos açudes nas bacias hídricas vai trazer um aumento na garantia e segurança hídrica do município de Sobral no abastecimento humano e industrial e também do perímetro irrigado Baixo Acaraú, o terceiro maior do Ceará, que em 2012 faturou R$ 28,499 milhões, situado em Marco, Bela Cruz e Acaraú.

Desde 1977, o Dnocs realizou estudo de aproveitamento hidroagrícola da bacia do Rio Acaraú, quando identificou locais para implantação de barragens. Já foram construídas as barragens Araras, Edson Queiroz, Forquilha, Arrebita, Ayres de Souza, Acaraú Mirim, Taquara e Carmina, com capacidade de acumulação de 1,655 bilhão de m³. O projeto propõe a construção das três barragens previstas no estudo que ainda não foram implantadas nesta bacia.

Duas das novas barragens ficam em Santa Quitéria: Pedregulho, no Rio Jucurutu, com capacidade para 79 milhões de m³; e Poço Comprido, no Rio Macacos, com capacidade para 689 milhões de m³. A terceira barragem, situada no Rio Acaraú, em Sobral, ainda não tem nome, embora seja chamada informalmente de José Euclides, e terá capacidade de acumular 250 milhões de m³.

O projeto apresenta também levantamento sobre o investimento a ser feito em cada uma das três obras, que juntas deverão acumular 930 milhões de m³. O projeto foi discutido na Diretoria de Infraestrutura Hídrica com o gerente de Projetos da empresa IBI de Consultoria, numa prévia da apresentação ao ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira.

Flamínio Araripe, especial para o DN Regional


Fotógrafo Onofre Ribeiro assassina a ex-namorada e em seguida se suicida



Neste início de noite desta terça-feira (23), o fotógrafo Onofre Ribeiro matou a médica pediatra  e professora da Faculdade de Medicina de Juazeiro (FMJ), Elisabete Bernardes e, em seguida, praticou o suicídio dentro de casa. O caso ocorreu na rua Pio X, próximo à igreja dos Salesianos, neste município. Antes de praticar o crime, o homem ateou fogo no carro e na casa da namorada e depois, já dentro de casa, praticou o suicídio. Segundo informações preliminares da  Polícia, a médica tinha desistido de manter relacionamento com o acusado há poucos dias. Insatisfeito, ele decidiu praticar o crime e tirar a própria vida.

Vizinhos relataram aos policiais que atenderam a ocorrência, que o acusado chegou na residência da médica transtornado pouco depois das 18 horas e foi logo ateando fogo no veículo. Depois fez a doutora Elisabete Bernardes de refém e a conduziu para o andar de cima e a trancou no quarto. Em seguida atirou contra a ex-namorada, desceu e espalhou o fogo pelos cômodos da residência antes de atirar contra a própria cabeça. Assustados os vizinhos acionaram a Polícia e o Corpo de Bombeiros. Uma caminhão tanque foi enviado para o local e só conseguiu debelar o fogo alguns minutos depois. Ao entrar na casa, os policiais encontraram os corpos do casal no quarto.

O casal estava separado há poucos dias
Colaborou Jota Fernandes/ Jota Lopes



Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30