xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 24/05/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

24 maio 2014

A conversão de Barrabás – por Dom Fernando Arêas Rifan (*)

O título desse artigo poderia ser “A força de um olhar”. Pietro Sarubbi, quando adolescente, fugiu de casa e foi trabalhar num circo. Viajou pelo mundo como ator de teatro e cinema, tentando preencher o vazio espiritual que o afligia. Em 2001, conseguiu um papel coadjuvante em Hollywood, mas seu vazio existencial continuava. Meses depois apareceu uma oferta para colaborar com Mel Gibson. Pensou que o filme seria de ação, mas era sobre a Paixão de Jesus. Nunca imaginou que poderia atuar em uma representação da Paixão de Cristo, porque naquele momento estava muito longe da Igreja. Queria encarnar o apóstolo Pedro. Não por algo espiritual, mas porque pagavam melhor por dia de trabalho. Por isso, não escondeu sua decepção quando o diretor disse que o procurava para interpretar Barrabás (agência Zenit).
 Mel Gibson, o diretor, explicou-lhe que Barrabás era mais que um bandido, um animal sem palavras, o que se expressava em seu olhar. Era por isso que ele tinha sido escolhido para interpretá-lo, pois, depois de investigar, achou que ele parecia encarnar bem esse animal selvagem e, ao mesmo tempo, refugiar no fundo do seu coração o olhar de um homem bom. (Na foto acima o ator Pietro Sarubbi interpretando Barrabás).
Um dia, no set de filmagens, Sarubbi ficou absorto contemplando por uns momentos seu colega Jim Caviezel, que interpretava Jesus. Faltavam poucos minutos para gravar a cena onde o povo perdoava Barrabás e condenava o Messias. Surpreendentemente, o ator e Barrabás se transformaram numa só pessoa. A cena avançou e ele já não atuava, vivia, vibrava com os acontecimentos. “Não, a esse não! Barrabás!’ Os gritos da multidão tinham alcançado o seu objetivo. Estava livre! Inflado pela sua boa sorte, olhava ironicamente para as autoridades e, em seguida, para a multidão. E, finalmente, descendo as escadas, seu olhar se encontrou com o de Jesus. “Foi um grande impacto. Senti como se tivesse uma corrente elétrica entre nós. Eu via o próprio Jesus”, diz Pietro Sarubbi. A partir daquele momento, diz ele, tudo em sua vida mudou. Aquela paz que eu tinha procurado por anos, finalmente tinha invadido sua alma.
“Ao olhar nos meus olhos, seus olhos não tinham ódio ou ressentimento, apenas misericórdia e amor”. O ator italiano relata assim a sua fulminante conversão no livro “De Barrabás a Jesus, convertido por um olhar”, onde mostra a razão da sua gratidão com aquele personagem, Barrabás, que ele tinha resistido a encarnar: “Ele é o homem que Jesus salvou da cruz. É ele que representa toda a humanidade”.
Foi esse olhar misericordioso de Jesus que mirou Pedro no pátio da casa de Caifás e que o fizeram chorar amargamente (Lc 22, 61), para se tornar o grande São Pedro. Vem à nossa mente o célebre madrigal renascentista “ojos claros, serenos” de Gutierre de Cetina, adaptado por Francisco Guerrero: “Olhos claros, serenos, que fixaram em vosso apóstolo Pedro aí, olhai para mim e reparai o que eu perdi. Se atado fortemente, quereis sofrer por mim e ser açoitado, não me olheis irado, para que não pareçais menos clemente. Pois choro amargamente, voltai os olhos serenos, e já que morreis por mim, olhai-me ao menos”.
(*) Dom Fernando Arêas Rifan, é bispo católico, titular  da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney.
                                                                                                                                         

Dep. Camilo Santana desmente informações veiculadas pela gestão municipal


O ASFALTAMENTO DA ESTRADA DA VILA SÃO BENTO É OBRA DO GOVERNO DO ESTADO E NÃO DO MUNICÍPIO.

O vereador Bebeto Anastácio se encontrou com o Deputado Camilo Santana:


"Gente, pelo amor de Deus parem de querer enganar o povo do Crato.
Ontem o Deputado Estadual Camilo Santana pessoalmente me disse que estava surpreso com a notícia de que o Prefeito Ronaldo autorizou que nesta segunda-feira próxima iria começar o asfaltamento da estrada da Vila São Bento:

1 - Primeira mentira, quem pode e deve autorizar é o Governador Cid Gomes, pois, é uma obra do Estado e não do Município;

2 - Segunda, lá o município tem sim que calçar um determinado trecho ou o asfalto não vem.
Portanto, acho eu, esse humilde servo de Deus e do povo do Crato, que no imaginário de certas pessoas e pela Justiça ser um pouco morosa, não por ineficiência dos seus Membros e sim por sobrecarregamento demasiado de processos, pensam que não existe autonomia dos Entes Federados, se sabem ao menos o que é isto. Mesmo assim vou tentar explicar em breves palavras pra não cansar. A nossa forma de Estado Federado foi introduzido no País desde 1889, quer dizer, União Federal, Estados Membros e DF e Municípios. Isso significa que cada um tem sua própria competência Administrativa, ou seja, o que compete ao Governador, jamais o Prefeito pode autorizar. Entenderam agora esse Fenômeno Constitucional?

Fiquem com Deus e saúde e paz para todos!!! Verdade, Fica com ele também, beijos.

Por: Bebeto Anastácio



CRATO - AMBULÂNCIAS DOADAS PELO GOVERNO DO ESTADO FICAM 40 MINUTOS COM MOTOR LIGADO E GASTANDO BATERIA


Depois circularam pela cidade como troféus, como se tivesse sido compradas pelo município



Eita Crato sem jeito, acabo de ser contactado por um amigo que me fez o relato de que passando em frente à prefeitura municipal do crato, haviam 3 ambulâncias novas, só que algo o deixou intrigado, e ficou por lá observando. As ambulâncias estavam ligadas gastando bateria e combustível por mais de 40 minutos (o tempo que saiu de lá... quando saiu, ainda ficaram assim, então ele pergunta: E para que servem essas ambulâncias ? enfeites? Porquê era só para isso que estavam lá... para serem apreciadas, no lugar de estarem servindo as demandas da saúde do município... ainda a nivel de curiosidade, passou pelo hospital para perguntar como estavam as demandas de urgências e se as ambulâncias que estavam disponíveis estavam suprindo as necessidades, o rapaz do hospital falou que o dia estava relativamente calmo, mas ainda assim não dispunham de muitas ambulâncias e às vezes faltava.

Conclusão: Só no Crato mesmo !

DOAÇÕES DO GOVERNO DO ESTADO


Notícias do dia-a-dia (Armando Lopes Rafael)

Cheiro de mudanças no ar
Praça Siqueira Campos -- lugar da cidadania em Crato
Enquanto população de São Paulo – a maior cidade do país – viveu uma “semana de cão” com a falta de ônibus, em Crato a Praça Siqueira Campos foi palco dos protestos nesta Mui Nobre e Heráldica Cidade de Frei Carlos Maria de Ferrara... Depois da ocupação da Câmara de Vereadores, meses atrás, as manifestações na Praça Siqueira Campos deixam lições para quem tem sensibilidade e enxerga um palmo na frente do nariz.

Demagogia e incompetência
Há cerca de um mês a “gerentona” Dilma Rousseff declarou que as obras da Copa estavam prontas. Já na última 2ª feira, dia 19, a “presidenta” disse: “nossos aeroportos já estão prontos para receber os visitantes que vêm para a Copa”. Estou retornando de mais uma viagem a Belo Horizonte. Para minha surpresa, a 20 dias da abertura da Copa, o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins (e falo só do terminal de desembarque) ainda está cheio de tapumes, sacos vazios de cimento e divisórias de rede de plástico na cor vermelha.

O dom de iludir
 No dia seguinte a minha chegada à capital mineira, li num dos jornais de BH: “Com pouco mais de metade da obra concluída, a Infraero ainda não repassou todos os projetos para o consórcio responsável pela construção do Aeroporto de Confins. Das ações previstas para a Copa, só 55% devem ficar prontas. Falta de planejamento atrasa reforma do terminal, obras no pátio de aeronaves, na pista e no puxadinho”.
Tapeação também no aeroporto de Fortaleza
Os turistas estrangeiros, que vêm para a capital do Ceará ver os jogos da Copa, serão “recepcionados” num anexo pré-fabricado – chamado de “puxadinho" – feito de... lona. Já em Manaus, bastou uma forte chuva para o novo Aeroporto Brigadeiro Eduardo Gomes vazar água pelo teto. Vôte!
Brasil mostra tua cara
Ou seja, mostra as tuas mazelas! Ao abrir no próximo dia 12 de junho – no estádio inacabado Itaquera o, em São Paulo – mais um campeonato mundial de futebol, o Brasil vai ter a oportunidade de mostrar ao mundo no que é verdadeiramente "campeão”: saúde pública precária, segurança pública falida, educação pública deficiente, políticos corruptos, estradas esburacadas, inflação, violência urbana e rural sem precedentes e outras mazelas...
Retrato do Brasil
Fiquei impressionado com as manifestações de protestos que presenciei no decorrer da semana na capital de Minas Gerais. Em B.H. – além da greve dos funcionários públicos municipais que chegaram a interditar a Av. Afonso Pena – assisti, na quarta-feira, uma paralização de alerta, por 24h, da Polícia Civil. Sem falar das passeatas “Não vai ter Copa” que se alastraram por outras cidades.

Um giro pelas noticias deste sábado, 24 de maio
Rombo nas contas externas do Brasil é o maior em 67 anos
O Brasil registrou déficit em transações correntes de 8,29 bilhões de dólares em abril, informou o Banco Central nesta sexta-feira. O desempenho é o pior para o mês desde o início da série histórica, em 1947. Os analistas esperavam um saldo negativo de 6,7 bilhões de dólares para o quarto mês do ano. As transações correntes são formadas pela balança comercial, pelos serviços e pelas remessas ao exterior. Nos 4 meses de 2014 as contas externas já acumulam um rombo de 33,47 bilhões de dólares. (Revista VEJA)

Opinião sensata  
 
O ex-jogador da seleção brasileira, Ronaldo, atualmente Membro do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo declarou ontem à noite, que estava “envergonhado com os atrasos e dificuldades do Brasil nos preparativos para o torneio”. Mas defendeu que o Mundial não seja alvo de protestos, como vem acontecendo nas grandes cidades, e culpou os governos pelos problemas que estamos enfrentando “Estadão”).
                                                                                                                          

Crato - Previsão do Tempo - 24 de Maio de 2014


Bom dia, Crato!


A previsão do tempo para hoje é de Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Outras informações:
Nascer do sol: 05h42 Pôr do sol:17h27
Temperaturas: Max 31º e Min 22º
Ventos a ESE  a  9km/h
Umidade Relativa do Ar: 88% e mínima de 55%
Índice UV: Muito Alto

Fontes: INPE e GOES13


Crônicas do Sítio Rosto - Por: José Nilton de Figueiredo


Pois é, cheguei naquela de tirar uma sesta, pois almoço. Os médicos acham isso errado. Dizem que é preciso circular. Dizem eles – eles fazem? – sestear pode provocar refluxo. E refluxo pode dar problemas. Mas, numa dessas sestas, entre 12 e 13 horas, eis que ouço o zumbindo irritante da campainha. Na terceira vez fui lá. Abri a portinhola do portão. – Seu Dedé, vim dizer pro senhor que acabaram de matar uma mãe de família! – Calma, quem foi e como foi isto? – Ele, aquele abusado que o senhor conhece, matou a minha galinha que tinha seis pintinhos! - Uf, tá bom, mas, o que eu posso fazer ? – Seu Dedé diga pra ele, aquele criminoso, que como fica a vida dos seis pintinhos sem sua mãe? Eu disse: olha, você pode adotá-los. Lhe dê um lugarzinho quente com água e ração de crescimento, e pronto... Ela disse - eu não tinha pensado nisso. Voltou pra cuidar dos seis pintinhos e eu perdi o melhor da sesta, quando a gente começa a roncar. É isso.

Por: José Nilton de Figueiredo


Administração eficiente é assim - Depois de 1 ano e meio, um buraco é tapado no Crato ( Com BARRO )


ALELUIA, IRMÃOS !

Depois de 1 ano e meio de reclamações com um buraco que surgiu em Janeiro de 2013 por ocasião das chuvas naquele ano, informamos à população do Crato que a gestão municipal finalmente tapou o mesmo. Passamos 2013 e alguns meses de 2014 reclamando dessa cratera que já foi tapada outras vezes até com cimento ( argamassa ). Esse é um dos locais mais perigosos do Crato, que deveria ter prioridade na solução do problema, pois qualquer moto ou bicicleta pode facilmente deslizar e cair num abismo próximo. 

Nessa proporção, se em 1 ano e 5 meses de gestão, UM BURACO FOI TAPADO, este, que é uma das principais crateras da cidade, foi resolvida ( E muito mal resolvida, vejam o desnível, TRABALHO PORCO que foi feito ), imagine agora o resto das crateras da cidade.

Mas, mesmo assim, parabéns à gestão. Como diz o prof. Augusto, agradecer é educação. Agora só faltam outros 999.999.999 buracos a serem solucionados também.

www.blogdocrato.com


Acima: Em Janeiro de 2013


Acima: janeiro 2013


Acima: Maio de 2014


Acima: SERVIÇO PORCO - Olhem o desnível, como ficam as bicicletas e motos ?


Acima: Maio de 2014




Campanha mundial contra discriminação faz ato no Cristo Redentor


Georgiana Braga-Orillard, diretora do Unaids no Brasil, Kweku e Ndaba, netos de Nelson Mandela, participam da campanha Zero Discriminação no Cristo Redentor Akemi Nitahara/Agência Brasil. Aos pés do Cristo Redentor, um grande ato celebrou hoje (23) o respeito aos direitos humanos e o combate à discriminação. A cerimônia foi parte da iniciativa mundial Zero Discriminação, do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/aids (Unaids), e da campanha “Somos todos iguais”, da Reitoria do Cristo Redentor e da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

A imagem da campanha é uma borboleta, símbolo de um processo de transformação, que representa o compromisso de cada um em assumir um comportamento aberto à diversidade e à tolerância. De acordo com a diretora do Unaids no Brasil, Georgiana Braga-Orillard, a iniciativa foca no combate à discriminação e a todos os fatores sociais que deixam as pessoas mais vulneráveis à epidemia de HIV/aids.

“A discriminação tem um impacto bem negativo, a gente vê que em algumas cidades 20% dos casos de aids só são detectados no óbito. Quer dizer que a pessoa passou por todo o sistema e não se testou, e acabou falecendo devido à aids, sendo que o tratamento está aí, é gratuito, é distribuído pela rede de saúde, o teste é gratuito. Então, as pessoas não estão acessando. Isso é pelo medo da discriminação”, disse ela.

Georgiana lembra que o problema da aids continua muito grave, e tem afetado a juventude: “Hoje, o jovem que não viu a epidemia de 30 anos atrás, que não viu ídolos como Cazuza morrerem, estão se infectando, não estão se cuidando, não estão usando o preservativo, não estão se testando. Estamos vendo essa volta do jovem se infectando, é bem preocupante, e não só HIV, mas também com outras doenças sexualmente transmissíveis, como a sífilis”.

Os netos do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, Kweku e Ndaba, participaram do ato, representando a nova geração na luta contra a discriminação, iniciada pelo avô. Kweku lembra que Mandela foi um símbolo mundial pela busca da igualdade: “Ele mostrou que mesmo quando você se sente oprimido, pode superar. Nós temos muitos problemas ao redor do mundo, violência doméstica contra as mulheres, abusos contra as crianças, ou estigma contra o HIV/aids, mas o importante é que nós, como comunidade, começamos a lutar contra isso”.

O arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, lembra que, independentemente da religião de cada um, a mensagem deixada por Jesus era de respeito e amor ao próximo: “Nós vemos que a doença, a religião, muitas vezes a raça, as etnias, acabam perseguidas por divulgar suas ideias. Nós queremos fazer aqui, aos pés do Redentor, esse evento para dizer que Cristo nos ensinou a amar uns aos outros. Se nós realmente nos amarmos, não vamos fazer mal aos outros. Jesus ensinou que o que você quer que façam por você, faça para os outros. Se você quer ser respeitado e amado, comece a fazer para os outros, seja lá qual religião for, qual ideia for”.

Agência Brasil


Roque anucia construção de uma Escola de Educação Profissional no município de ANTONINA DO NORTE



“É com muita satisfação que anuncio oficialmente a construção de uma Escola de Educação Profissional no município de ANTONINA DO NORTE. Acabo de despachar com o governador Cid que, comprometido com o nosso povo, assegurou a realização desse sonho. O consórcio será realizado entre 3 municípios, Aiuaba, Antonina do Norte e Saboeiro. Parabéns ao povo do Cariri Oeste, que ganha mais essa conquista.” Sineval Roque

Perfil do facebook Sineval Roque 





Homem fica pelado em frente à Casa Branca, nos EUA



Testemunhas relataram que os agentes cobriram Bechard com um lençol, antes de jogá-lo em uma viatura. Nu, o homem foi contido pelos seguranças da Casa Branca, em um dos dias mais quentes do ano na capital dos Estados Unidos 

Um homem tirou a roupa em frente à Casa Branca, em Washington, nesta sexta-feira, e tendo que ser contido pelos seguranças. Em um dos dias mais quentes do ano na capital dos Estados Unidos – a temperatura chegou a 26 °C -, o homem caminhou até o portão da sede presidencial e tirou a roupa, aparentemente como forma de protesto. O incidente ocorreu pouco antes do discurso em que o presidente Barack Obama anunciou seu novo secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Julian Castro.

O homem, identificado pelo governo como Michel Bechard, resistiu à ação dos seguranças e foi preso, de acordo com um porta-voz. Incidente ocorreu pouco antes de um discurso de Barack Obama. Testemunhas relataram que os agentes cobriram Bechard com um lençol, antes de jogá-lo em uma viatura. Fotos no Twitter mostram pelo menos três policiais tentando controlar o homem. Outra imagem mostra Bechard a poucos metros da grade da Casa Branca, sendo observado e fotografado pelas pessoas ao seu redor.

Terra


Cardozo garante segurança e não teme protestos na Copa do Mundo


Ministro da Justiça afirma que tudo está preparado para o evento e há alternativa até para greves de policiais; Carvalho já prevê protestos contra Olimpíada

BRASÍLIA – Em entrevista aos correspondentes estrangeiros, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse nesta sexta-feira, 23, que as forças de segurança do País estão “totalmente preparadas” para a realização da Copa. Ele disse que “não acredita” em manifestações durante o Mundial nas mesmas proporções das que aconteceram em junho do ano passado, antes e durante a Copa das Confederações. Mas avisou que, se por acaso elas ocorrerem, o País “está preparados para qualquer situação que porventura ocorra”.

Segundo ele, mesmo que haja greve na Polícia Federal ou em qualquer outro segmento policial, o plano de segurança da Copa não será afetado, pois o governo tem alternativas. “Não existe ameaça de greve de toda a PF. Existe especificamente uma negociação em curso de uma categoria de agentes e acho que haverá entendimento nos próximos dias. Mesmo que o acordo não seja feito, há decisões claríssimas da Justiça dizendo que greve é ilegal. Portanto, não vemos a menor possibilidade de agentes da Polícia Federal virem a transgredir a ordem.” Cardozo apelou ainda para o “espírito público” dos policiais.

Protestos. Sobre os problemas registrados na Copa das Confederações, quando aconteceram confrontos entre policiais e manifestantes, o ministro da Justiça disse que “não deverão se repetir”. Segundo ele, “agora as forças estão mais treinadas e mais capacitadas para evitar abusos”.
O ministro da Defesa, Celso Amorim, que também estava presente na coletiva, reagiu à pergunta de um jornalista estrangeiro, que falou sobre a imagem desgastada do Brasil no exterior, por causa principalmente dos problemas de segurança e das manifestações violentas às vésperas da Copa. “Não concordo que a imagem do Brasil esteja má. Isso não existe.”

Cardozo citou ainda que, embora o governo federal tenha abandonado a ideia de encaminhar ao Congresso uma proposta endurecendo as punições para quem praticar violência nas manifestações, a legislação em vigor ainda poderá ser aperfeiçoada. “Vocês sabem que não é uma discussão fácil e simples, porque a garantia da liberdade de manifestação é um pressuposto da democracia.”
Olimpíada. Outro integrante do governo que deu declarações sobre as manifestações foi o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. Ele afirmou que acredita que, para a Olimpíada de 2016, no Rio, novos protestos poderão surgir. “Eles são naturais em um país democrático e precisamos saber absorvê-los. Mas, assim como muitos cantam a desgraça previamente e depois são desmentidos pelos fatos, é provável que ocorra o mesmo.”

Conforme a Copa do Mundo se aproxima, ele acredita que os protestos contra a realização dos jogos vão arrefecer. “Vão perdendo o significado de multidão.” E ressaltou que as obras de infraestrutura “estão sendo entregues”.

Estadão


Brasileiros estão mais dispostos a trocar de operadora de celular, diz estudo


Os consumidores brasileiros estão mais propensos a trocar de operadora de celular na comparação com clientes de outros países, segundo estudo da fabricante de hardware e software de infraestrutura de redes Nokia.

Segundo a pesquisa, divulgada nesta sexta-feira à Reuters, 67 por cento dos consumidores brasileiros mudaram de operadora nos últimos cinco anos, e 48 por cento mostraram-se dispostos a mudar nos próximos 12 meses. No mundo, essa taxa é inferior a 40 por cento. Em países como Rússia e Estados Unidos, é de cerca de 27 por cento, apontou o levantamento, que abordou 12 mil usuários de 11 países. De acordo com Fernando Carvalho, diretor de estratégia e desenvolvimento de negócios da Nokia para a América Latina, a percepção de qualidade é fator determinante para a decisão de trocar de operadora.

“Isso acontece ao mesmo tempo em que o cliente vai ficando mais sofisticado”, disse. “O cliente brasileiro vai se aproximando do comportamento de clientes europeus ou norte-americanos.”
A qualidade é principal fator de retenção para 41 por cento dos consumidores, contra 29 por cento em países considerados maduros em telefonia móvel (Espanha, Itália, Reino Unido, Estados Unidos, Canadá e Coreia do Norte). A categoria preço e cobrança foi apontada como mais importante para 33 por cento dos usuários no Brasil. “Desde a privatização, as operadoras no Brasil estão em uma batalha por usuários. Então, a batalha por qualidade é nova. E usuários agora estão dispostos a pagar mais por isso, o que até então não tínhamos visto”, disse Carvalho.

Segundo o executivo, é mais fácil para as operadoras disputarem usuários no quesito preço, já que para ter mais qualidade são necessários investimentos maiores em rede, que levam anos para serem concluídos. “As operadoras no Brasil investem (em redes) no mesmo patamar das operadoras no exterior, de 17 a 19 por cento da receita de serviços”, declarou Carvalho. “Mas o desafio é que crescemos mais rápido em usuários nos últimos anos, e talvez tenhamos uma dificuldade maior de lançar sites (antenas) do que outros países.”

A pesquisa apontou também que 63 por cento dos usuários brasileiros de banda larga móvel utilizam celulares como principal telefone, dentro e fora de casa. De acordo com a pesquisa, 82 por cento são usuários de serviços pré-pagos.

Além disso, segundo o levantamento, o percentual de usuários constantes de dispositivos móveis, os chamados “heavy users”, subiu de 57 por cento no Brasil em 2012 para 64 por cento em 2013. Em 2011, esse índice era ainda menor, de 46 por cento. Em países desenvolvidos como a Inglaterra, esse percentual é semelhante ao brasileiro, de 66 por cento. Nos Estados Unidos, o percentual é de 75 por cento, enquanto na Coreia do Sul, de 84 por cento. O levantamento entende como “heavy user” o consumidor que utiliza pelo menos dois dos seguintes serviços uma vez por semana em um dispositivo móvel: videochamada, mensagens instantâneas e chat, navegação na Internet, download ou upload de arquivos, jogos online, pagamento móvel, TV móvel, serviços baseados em localização, GPS e ou aplicativos de realidade aumentada.

Do total de heavy users, 24 por cento utilizam downloads, uploads e streaming quase diariamente. Além disso, três em cada cinco usuários brasileiros usam aplicativos em seus celulares, sendo email, Facebook e Google os mais populares. O levantamento mostrou ainda que um terço do consumo de dados ocorre por meio de banda larga móvel e dois terços por meio de redes sem fio WiFi.
A pesquisa ouviu 1,08 mil usuários de smartphones, feature phones e tablets no Brasil. Também foram ouvidos usuários de Itália, Espanha, Canadá, Coreia do Sul, Reino Unido e Estados Unidos, Rússia, China, Quênia e México.

O Globo-2


Transportes e passageiros - Por: Emerson Monteiro


Dos efeitos colaterais do crescimento populacional um se impõe na forma de problema agudo e com respostas defasadas, em face dos inúmeros fatores econômico-financeiros que o circunscrevem; é a questão do transporte de massa.

As cidades incharam devido à ocupação de modo desordenado e arbitrário. O poder aquisitivo desocupou o solo rural, expulsando pequenos proprietários e agregados ao exílio das vilas e metrópoles. No caso brasileiro, a equação campo-cidade inverteu-se no período de 70 anos. Contingente ímpar de criaturas empobrecidas pela estrutura injusta da exploração agrícola deixou o campo à agroindústria de exportação, incentivada no modelo urbano-exportador, a partir dos anos militares.


Na conta desse esvaziamento da atividade primária de produção, o espaço citadino repercute hoje as formas aleatórias de expansão geográfica, afavelado em velocidades vertiginosas. O setor de serviços, por sua vez, também ampliou algumas possibilidades do fenômeno, sem, contudo, reabastecer de meios a geração de renda. Destarte, o homem apenas ocupa funções quantitativas, mas quase nunca dispõe dos instrumentos que antes o campo lhe propiciava.


Nisso, desenvolveram-se os números em detrimento da qualidade vital. Mora-se longe, trabalha-se mais longe e diverte-se a distâncias infinitas, no lazer das praias e montanhas, forçando percorrer longos, esburacados, engarrafados caminhos, imprevistos.

Em consequência, vista a estagnação do poder de compra, os transportes ora se apresentam ao nível dos fregueses. Mínima minoria usufrui do transporte individual-familiar e uma máxima maioria se submete ao transporte individual-individual, no caso a motocicleta, ambas modalidades que superlotaram as vias caudalosas e arriscadas, calamidades presentes na roleta em que se tornou o trânsito das metrópoles.

Países desenvolvidos, sinônimo de ricos, administram o pandemônio por meio dos custos elevados das ruas e autopistas construídas nos padrões ideais. Todavia, nos países em desenvolvimento, outro nome dos subdesenvolvidos e periféricos, o drama da circulação de gente reveste características calamitosas jamais consideradas.

A civilização deste tempo depende agora quase só do petróleo, geradora das guerras expansionistas em demanda dos poços, ambição das mais ricas e poderosas nações.

Avaliação contundente, de animais econômicos mudamo-nos em animais pneumáticos, a correr do nada a lugar nenhum, condicionados sujeitos de multas, cruzamentos e semáforos, olhos aflitos nos painéis iluminados e ouvidos acesos no tique-taque das bombas de combustível, quais seres que apenas fogem.do final dos tempos conhecidos.

Entretanto a coletividade carece de continuar a peleja dos dias na força motora do amanhã, lotando coletivos, pendurada na matriz eterna matriz da esperança democrática igual a todos nós.


Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30