xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 01/05/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

01 maio 2014

Novo livro de Jorge Emicles - Por; Emerson Monteiro

Dessa vez em uma temática diferente da do primeiro (Intuição do Direito), que fora sua dissertação de mestrado, editado através da BSG, no Cariri, vem agora com livro instigante, questionador da condição humana diante da sua interrogação principal, o desaparecimento deste mundo. Passara dificuldades na saúde, no entanto essas que ocasionariam marcas de profundas reflexões, e o autor, agora, as transforma num romance intimista, próprio de quem interpreta as rupestres inscrições das entranhas humanas.

Conversas com a morte, eis o título do mais recente livro de Jorge Emicles Pinheiro, advogado e professor de Direito, que vive em Crato e ora exerce as funções de Procurador da Universidade Regional do Cariri. Nessa obra quis e obteve êxito em plasmar as impressões deixadas pelo itinerário que cumpriu junto aos estágios da peleja pela vida entre as instituições que lhe cuidaram quando houve de cruzar os desafios da sobrevivência.

Atento aos percalços que lhe foram oferecidos naqueles dias sombrios, recolhe os inúmeros solilóquios investigativos da existência, olhos fixos na possibilidade renovadora dos mistérios da alma.

Dividido entre o caos da saúde pública no Brasil e as esperanças da cura, persistiu na ânsia da atravessar a barreira dos costumes médicos, zelo dos trâmites em consultórios, hospitais, exames, tratamento, indagando critérios a veleidade dos critérios mais angustiantes, por vezes agressivos e selvagens.

Jorge Emicles revela, por isso, nas proporções equivalentes da sua vocação literária, outro marco da escrita universal em terras cearenses. Trabalho de fôlego, exemplar de mais de 300 páginas, produzido na Chiado Editora, de Lisboa, Portugal, com distribuição aos países de língua portuguesa.

Entre ficção e realidade, Conversas com a morte prima por estilo esmerado, leitura indicada a quem aprecia as viagens de longo curso, páginas abertas a esses largos voos, um estudo subjetivo, imperdível e sincero. Com a mesma naturalidade com que Sartre avalia o transe derradeiro (A morte é a continuação da vida, sem mim), Emicles esquadrinha segredos de quem observa o ritmo desses chãos comuns das estações finais do processo vida, matéria por demais empolgante, de que se poderá estender, no entanto noutras ocasiões menos limitadas
.

Ainda sobre a finada “Zona Azul” – Armando Lopes Rafael


Me engana que eu gosto, ou: cadê a “Zona Azul” de Crato?
No dia 11 de março passado (e lá se vão quase dois meses!) um diretor do Demutran-Crato declarou – alto e bom som – ao jornalista Ed Alencar: “No máximo até o dia 25 desse mês, espero poder lançar o edital de licitação para o retorno da Zona Azul no centro da cidade”. Ed Alencar acreditou. Fez mais ainda. Eufórico, Ed publicou a declaração daquela autoridade neste Blog do Crato. Pois bem já estamos no mês de maio e o problema de estacionamento de veículos na zona central da cidade piora a cada dia. Crato foi o único município do Brasil que (ao invés de melhorar o sistema de estacionamento de veículos no centro da “urbi”) extinguiu (teria sido mesmo só provisoriamente?) este avanço que foi a iniciativa da Zona Azul, implantada, em boa hora, nesta Mui Nobre e Heráldica Cidade de Frei Carlos Maria de Ferrara, em 2012. E aí Ed Alencar?  ainda vai encarar promessas feitas pelos atuais detentores do poder da Princesa do Cariri?
Aliás
No início do ano, publiquei uma crônica neste Blog, onde constavam as palavras abaixo: “Hoje, até alguns melhoramentos que havíamos conquistado, como o sistema da Zona Azul para estacionamento de veículos, foi encerrado. Estacionar um veículo no centro de Crato voltou a ser um drama (...) Parece que recuamos ao nível de cidades dos grotões da miséria e do atraso do Nordeste, aquelas que vivem em torno da esmola do Bolsa Família. Pobre Princesa! Quando será que vai aparecer um estadista para estancar tanta mediocridade e tanta falta de visão administrativa?”
 Igual à cantiga da perua
Pois bem, de janeiro último para estes dias de maio em curso a coisa só fez piorar. Por conta da temporada das águas de março (é pau, é pedra, é o fim do caminho...) a buraqueira tomou conta das ruas da cidade. Em meio a isso, alardearam (no noticiário Jornal do Cariri, de Antônio Vicelmo, na Rádio Educadora) que Crato iria receber nova sinalização de solo e placas com o objetivo de aumentar a segurança no trânsito, tanto para pedestres como motoristas. De fato, algumas faixas brancas chegaram a ser pintadas no asfalto de algumas ruas. Mas a tinta foi de qualidade tão ruim que a pintura não durou um mês.
Enquanto isso
O cratense continua aguardando a prometida revitalização da administração do trânsito de veículos. Contra toda a esperança (como fazia o Patriarca Abraão) continuamos torcendo pela implantação de um projeto que dote as vias da cidade, onde há maior circulação de veículos ou próximas a áreas públicas, de dispositivos permanentes de segurança e controle do tráfego para a prevenção de acidentes. Medidas essas que proporcionem melhores condições de travessia das ruas aos pedestres. Que venham os semáforos anunciados no noticiário de Vicelmo. Só assim aquele sinal no cruzamento das ruas Bárbara de Alencar com Tristão Gonçalves (em frente à Farmácia Gentil) pode voltar a ter uma luz verde. Diferente da atual cor de burro quando foge...

Dia do Trabalho, tradicional caminhada da fraternidade. Crato-juazeiro do Norte.







Fotos: Raimundo Bezerra Filho


Que tal um cafezinho gostoso ? - Cafeteria DI CAFFÉ - No centro do Crato




Cafeteria DI CAFFÉ, localizada no Shopping Residence, no centro do Crato. Um local muito aprazível, que está cada vez mais se transformando no novo "point" para aquele bate-papo gostoso, e claro, saborear o melhor café da cidade. Nós que já éramos fãs de carteirinha do DI CAFFÉ, agora, mais do que nunca estaremos por lá encontrando os amigos. E aproveitando, deixo aqui o convite: Que tal tomar um delicioso café na DI CAFFÉ ?



O local mais aconchegante para você saborear um delicioso café... 


No centro da cidade, bem ali no Shopping RESIDENCE 


DI CAFFÉ - Rua Santos Dumont, 38 - Shopping Residence Loja 8A
O mais aconchegante Café do Crato.

O Crato lê o Blog do Crato - No ar desde 2005, registrando todo dia as notícias para a posteridade




Anuncie no Blog do Crato - Faça como:







Entre em contato pelo E-mail: blogdocrato@hotmail.com

A SOLIDEZ DE QUEM JÁ ESTÁ NO MERCADO HÁ 9 ANOS

18 projetos brasileiros são selecionados para maior feira de ciências do mundo


Uma delegação de 34 estudantes brasileiros foi selecionada para disputar a maior feira pré-universitária de ciências do mundo, a Intel ISEF (Intel International Science and Engineering Fair). O grupo, patrocinado pela Intel, conquistou as vagas nas duas principais feiras nacionais – a Mostratec, realizada anualmente pela Fundação Liberato, que aconteceu em outubro de 2013 em Novo Hamburgo, RS; e a Febrace, promovida pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, que aconteceu em março de 2014, em São Paulo, SP.

A Intel ISEF 2014 será realizada de 11 a 16 de maio, no Los Angeles Convention Center, em Los Angeles, Califórnia, nos Estados Unidos. A feira reúne mais de 1.600 dos mais promissores e inovadores jovens cientistas do mundo, que apresentam seus projetos independentes de ciências e concorrem a US$ 4 milhões em bolsas de estudos e prêmios. Os vencedores serão anunciados no dia 16 de maio.

“Os projetos selecionados para o ISEF este ano mostram como os jovens brasileiros estão se preocupando em desenvolver novas soluções para problemas que fazem parte do nosso cotidiano. A complexidade e uso da tecnologia só confirmam o grande potencial destes estudantes”, afirma a gerente de Educação da Intel Brasil, Fernanda Sato. “A Intel acredita que as feiras são fundamentais para o desenvolvimento da ciência. Queremos estimular a atitude inovadora dentro da escola, formando pensadores e desenvolvedores de novas soluções para os desafios globais”.
Em comunicado à imprensa, a Intel lembra que, em 2013, o principal destaque brasileiro foi o projeto do estudante Tulio Vinicius Andrade Souza, 17, de Recife. Com o projeto “Educação física escolar: soluções pedagógicas para as principais dificuldades encontradas pelos professores na educação básica”, ele investigou entre professores as principais dificuldades da prática da educação física, estabelecendo um paralelo entre as doenças que derivam do sedentarismo e a falta de interesse pela prática física na escola. O estudante conquistou o terceiro lugar do prêmio Grand Award, na categoria Ciências Sociais e do Comportamento, no valor de US$ 1.000.

A ISEF é realizada desde 1950 e já revelou milhares de projetos inovadores, patentes e cientistas brilhantes para todo o mundo. Desde 1996, a feira conta com o patrocínio da Intel e traz o nome de Intel ISEF. A Intel Brasil já levou mais de 750 jovens à feira. O GLOBO estará presente na feira para cobrir o evento.

Mostratec e Febrace

Para compor a delegação de jovens que representará o Brasil na feira esse ano, a Intel contou com a parceria das duas maiores feiras pré-universitárias do país, a Mostratec (Novo Hamburgo – RS) e a Febrace (São Paulo – SP). A 12ª edição da mostra de projetos da Febrace aconteceu entre os dias 18 a 20 de março, em São Paulo, e recebeu 331 projetos, desenvolvidos por estudantes de todo o Brasil. Todos foram avaliados por pesquisadores mestres e doutores da Universidade de São Paulo, universidades parceiras e por profissionais do mercado. De todos os projetos apresentados, nove foram selecionados para competir na Intel ISEF vindos dos estados de Ceará, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo.

A 28ª edição da Mostratec, que aconteceu entre 20 e 25 de outubro de 2013, recebeu 350 projetos. A Mostratec firma convênios com universidades e empresas públicas e privadas, que encaminham professores e profissionais pesquisadores para integrarem as bancas de avaliadores. Os finalistas da MOSTRATEC foram selecionados vindos dos estados de Ceará, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Os projetos da Delegação Brasileira:

■ Ceará: “Extração e pré-purificação de baixo custo de bromelina a partir de Croatá (neoglaziovia variegata) por cromatografia líquida de alta eficiência: uma alternativa antibacteriana e antifúngica eficaz” e “Grupo Phylos: Coral estudantil como instrumento de inclusão cultural”.
■ Minas Gerais: “Aplicação Biotecnológica da Planta Nim (Azadirachta indica) no Combate a Pragas Agrícolas”
■ Mato Grosso do Sul: “Desenvolvimento de tecnologia adesiva para prevenir a proliferação de larvas do mosquito da dengue em ambientes urbanos”; “Potencial anticarcinogênico de suplemento nutracêutico à base de soja quantificado com altas taxas de genisteína e daidzeína” e “Star Tracker: Um Framework Computacional para Localização de Corpos Celestes”
■ Paraná: “Identificação de organismos bioindicadores do litoral paranaense por meio de análise correlativa de fatores bióticos e abióticos (Fase II) – Uma ferramenta para análise de qualidade ambiental”
■ Rio de Janeiro: “Aperfeiçoamento das técnicas de cultivo e diferenciação ‘in vitro’ de células tronco provenientes do leite materno”
■ Rio Grande do Norte: “ECO Brise – Conforto e eficiência energética para ambientes”
■ Rio Grande do Sul: “CORPOS – Corretor Ortopédico de Postura”; “MASE – Membrana de Absorção Seletiva”; “Produção da L-Asparaginase a Partir do Grão de Kefir” e “SIMDEV – Sistema Android de Monitoramento Residencial para Deficientes Visuais”
■ São Paulo: “Correlação entre histologia da fibra de colágeno e força muscular em atletas com hipermobilidade articular”; “Efeitos da transformação de células XP por genes E6 e E7 de HPV nas respostas à luz UV: Letalidade Sintética e as perspectivas para o tratamento do câncer de colo de útero”; “Mitocôndria: diferentes adaptações a condições de crescimento com possíveis implicações em infectologia”; “Pele humana para transplantes e testes farmacológicos” e “Transformação do Isopor em Impermeabilizante”

OGlobo-2


Governo vai divulgar o leilão 4G para grandes investidores


O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse hoje (30) que o governo fará um road show a fim de atrair investidores para o leilão da faixa de frequência de 700 mega-hertz (MHz), que deve ocorrer em agosto. As visitas de apresentação da frequência destinada à tecnologia 4G devem começar em junho, inicialmente nos Estados Unidos e Europa, podendo ser estendidas à Ásia.

“Pretendemos fazer uma divulgação para os grandes investidores sobre as regras do edital e as condições de funcionamento do mercado brasileiro, do potencial e da demanda, que deve aumentar mais ainda para o serviço de internet móvel”, disse Bernardo.

Ele entende ser importante preservar e ampliar a concorrência. “É de interesse do consumidor. Com maior concorrência, as empresas buscam oferecer serviço e preço melhores, e isso acontece no mercado com as quatro grandes operadoras [que atuam no Brasil]”, explicou o ministro.
O ministro e o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, João Rezende, participaram de audiência pública na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados e falaram sobre os serviços de telefonia móvel no Brasil.

Para o presidente da agência, os problemas do setor passam por três questões: qualidade, preço e falta de acesso ao serviço em algumas regiões do país. Ele explica que o leilão da faixa de 700 MHz pretende resolver a última questão. “É uma reivindicação permanente e constante, porque os distritos e zonas rurais não tem a infraestrutura, mas teremos 100% das áreas atendidas até dezembro de 2015”.

Agência Brasil


Ministro diz que transmissão de dados será deficiente na Copa



O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, admitiu hoje (30) que em alguns estádios da Copa do Mundo haverá dificuldade no serviço de transmissão de dados pelo celular. Ele participou de audiência pública na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados e falou sobre os serviços de telefonia móvel no Brasil.

Bernardo explicou que o compromisso do governo é fazer a transmissão para a televisão, o que está equacionado pela Telebras. Para os estádios, especificamente, além de colocar as antenas de 3G e 4G, o governo iria instalar pontos de wi-fi, porque se prevê uso em larga escala, que talvez as redes móveis não deem conta. “Em alguns estádios não conseguimos convencer as administrações, então vai ficar deficiente o serviço, do ponto de vista de dados, nesses estádios”.

O ministro informou que em seis estádios o serviço será disponibilizado. Nos outros não será possível. “Acho até que, mesmo que façam o acordo agora, não vá dar tempo de fazer um serviço de boa qualidade”, disse o ministro. Entre os estádios que não fizeram o acordo estão o Itaquerão, em São Paulo, a Arena da Baixada, em Curitiba, e o Mineirão, em Belo Horizonte.

Agência Brasil


Graça Foster diz que foi favorável à compra de 50% da refinaria em 2008


A presidenta da Petrobras, Graça Foster, afirmou que foi favorável, em 2008, à compra dos 50% da Refinaria de Pasadena (EUA), que pertencia à antiga sócia da estatal brasileira no negócio, Astra Oil. “Isso [a compra] era um fato consumado”, disse aos parlamentares, durante audiência pública conjunta das comissões de Fiscalização Financeira e Controle e de Minas e Energia da Câmara dos Deputados.

A presidenta da Petrobras, Graça Foster, descartou o interesse da Petrobras em vender a Refinaria de Pasadena. 

A aquisição da metade da participação no empreendimento sediado no Texas ocorreu em 2008 depois que a Petrobras e o grupo belga se desentenderam sobre os investimentos para aumentar a capacidade de refino de óleo dos 60 mil barris para 100 mil barris diários. Na época, Graça Foster era diretora de Gás e Energia da empresa.

“Em 2008, eram margens excepcionais [de venda com o refino]”, explicou a dirigente, acrescentando que teria um “desconforto” ainda maior se a estatal não tivesse todas as informações sobre Pasadena que tem hoje. Graça Foster descartou o interesse da Petrobras em uma operação de venda da refinaria. “Achamos prudente que a Petrobras não desinvestisse. Pasadena está melhor. Temos uma equipe técnica muito competente, com experiência em refino”, completou.
Ainda assim, ela antecipou que, mesmo com qualquer nível de recuperação, a prioridade atual da empresa brasileira é a produção interna. A comandante da Petrobras garantiu que não há competição de Pasadena ou outras refinarias no exterior em relação aos negócios no país. 

“Se tiver que optar se investimentos vão para Premium 1 ou Premium 2 (refinarias que estão sendo instaladas no Maranhão e Ceará) o dinheiro vai para a Premium 1 ou para a Premium 2”, afirmou.
Graça Foster, que classificou a compra de Pasadena como “potencialmente bom” apenas até 2008, quando a estatal brasileira buscava ampliar o refino no exterior, ainda acrescentou que nesse tipo de transação, qualquer empresa corre riscos. “Tomamos o risco das margens que nós projetamos. Todas as aquisições estão dentro das médias. Buscamos margens expoentes e crescentes”, afirmou.
Editor Davi Oliveira

Agência Brasil


Espumas ao vento. Sair por cima. Eu. - Por: Jose Nilton de Figueiredo



Hoje, bem cedinho, ali pelas cinco e trinta da matina, fui descendo, descendo pista a fora. Mais em baixo, onde perde o meu rural e ganha o teu urbano, topei com outros que vinham subindo, subindo. – Olá, professor, por aqui há essas horas? – Isso, o mesmo digo de vocês... – Mas, é sensato a gente, assim tão novos, inventar de pedalar rumo à cima. – Muito bem. É sensato. Gostei do “inventar”. Digo-lhes: vocês “inventaram” essa sensatez? - Não professor, só estamos dizendo – disse-o todos ? Não, disse-me o talvez mais afoito guardião da hora, - De jeito algum. Só acho que sensato seria o senhor des (andar) por essas horas em grupo como nós. Olha só, professor, qualquer coisa que nos venha de súbito pôr-nos em perigo, a gente sai uns pela direita, outros pela esquerda, e outros pelo centro. Aí eu, um tremendão, curtido na casca do alho, disse pra ele, olhando pros outros. – E se eu sair dessa peleja por cima? Aqui pra nós, estais me entendendo?

José Nilton de Figueiredo


Nota de Falecimento - Dª Amália Pereira


CRATO ESTÁ DE LUTO - Lamentavelmente comunico o falecimento de Dª Amália Pereira, ocorrido em Crato mais ou menos a 1/2 noite. Matriarca da família Alves Pereira, com 92 anos de idade, genitora de amigos substanciais quais sejam Reginaldo Pereira, Bosco Pereira(In Menorian), Joana D'arc Pereira, Vitória Régia e Marcos Pereira. Uma senhora de fibra que nos deixa exemplos de vida. Quero neste momento comungar com a dor da família e rogar à Deus que a receba de braços abertos para compensar tudo que ela nos fez por aqui. Gratas lembranças e a emoção imensurável pela inusitada notícia.

Por: Carlos Cruz Dantas


FONTE MUSICAL - A mais completa loja de Instrumentos Musicais do Cariri


A Fonte Musical é a mais completa loja de instrumentos musicais e acessórios do cariri. As melhores marcas e os melhores preços. Se você procura violões, guitarras, contrabaixos, baterias, encordoamentos, instrumentos de percussão, microfones, amplificadores, caixas amplificadas, pedestais...etc procure a Fonte Musical. Com atendimento especializado, esse verdadeiro "supermercado" da música tem tudo que você precisa. 

Conheça a Fonte Musical:


Guitarras, contrabaixos e teclados nacionais e importados. Todos os modelos e marcas de caixas amplificadas para você escolher:


As últimas novidades em instrumentos musicais


Um verdadeiro supermercado da música



Encordoamentos para guitarras, violões, contrabaixos...
Violões Godin, Takamine, Giannini, Di Giorgio e toda a linha de percussões para você fazer seu próprio ritmo.

Fonte Musical
Em Juazeiro do Norte
Rua Carlos Gomes, 459 ( Ao lado da Praça da Prefeitura )

Anuncie no Blog do Crato - A maior vitrine da Internet no Cariri

200 mil acessos por mês - Onde sua empresa é tratada com respeito e amizade.
Envie e-mail para blogdocrato@hotmail.com e marque uma visita.
www.blogdocrato.com

Naquele primeiro trem - Por: Emerson Monteiro


08 de novembro de 1926. Manhã de segunda-feira. Parava na estação de Crato o primeiro trem, trazido pela força dos trilhos e das matas. Era a inauguração da estação da estrada de ferro de Baturité.

Sobre os ombros de meu avô, minha mãe, criança de cinco anos, a tudo observava no meio da multidão domingueirada, absorta junto dos vagões de passageiros, onde, num deles, se instalava a banda de música que rompia de dobrados bonitos os monótonos assovios da maria-fumaça.

Encantado ante os acordes, com mãos impacientes, meu avô abria espaço entre as pessoas e namorava os feéricos instrumentos de metal. Extasiado, se aproxima, invade o recinto dos músicos e se rende à pompa dos visitantes ilustres.


Depois, logo, busca conversar com o maestro. Fixo os olhos em um banjo. A todo custo quer dedilhar as cordas do esplendoroso instrumento. Notas nervosas, precisas, rudes, tira das cordas, enquanto lá fora escorrem os discursos, na plataforma da estação. Surge-lhe a caixa de repouso forrada de veludo vermelho em que o banjo raro repousaria, de fabricação estrangeira distante.


O maestro se admira de ver tamanho interesse. Juntos, entabularam negociações nos assuntos musicais. Compromete-se a mandar pelo vagão das encomendas, meses adiante, idêntico exemplar de banjo recamado de madrepérola.

A festa estender-se-ia com outras vindas de trem, quando, algum tempo depois, meu avô receberia a encomenda prometida. Em dia memorável, lhe chega belo estojo envolto em percalina preta, forrado de veludo escuro, motivo das inúmeras noites animadas que Antônio Monteiro e outros boêmios cratenses, naquelas décadas remotas, promoveriam ao longo dos sítios do sopé da Serra, infindas algazarras de danças e amores, realizados nas luas de latadas felizes.

O primeiro trem trouxera, por conseguinte, esse equipamento musical que integraria os próximos anos de família até quando meu avô deixasse este mundo, permanecendo a peça rara algum tempo ainda com tio Quinco.

Minha mãe não soube, porém, explicar as razões quando lhe perguntei o fim que levou o banjo. Disse apenas que o tio dera ele de presente a Deodoro Gomes de Matos, dono do antigo Bar Ideal, à rua Santos Dumont (ex-rua Formosa).

Daí, ninguém sabe dizer onde foi parar, e restam guardadas só as lembranças do primeiro trem que viera a Crato durante folguedos especiais, na memória infantil de minha mãe aos ombros do seu pai querido.          


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30