xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 25/03/2014 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Em breve, estaremos de volta com as novas transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, alguns programas ao vivo ). O modelo será mais ou menos como no vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos em que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

25 março 2014

A verdadeira data em que o Padre Cícero nasceu gera controvérsia



O grande pesquisador Antonio Correia Lima, que faz um levantamento genealógico das famílias do Cariri verificou que a oralidade diz que o Padre Cicero nasceu no dia 24 de março, mas a escrita ( assento do batizado) registrou que na verdade, foi no dia 23 de março. Isso significaria que as comemorações estão sendo feitas no dia errado.  Em pesquisa, Antonio Correia Lima também descobriu que o Padre Cícero, apesar de ter suas ordens suspensas, continuou celebrando batizados, em especial, em capelas de Crato, como também, na Sé Catedral, como mostram os seguintes documentos oficiais:




www.blogdocrato.com


De que adianta anunciar onde ninguém vê ? - ANUNCIE A SUA EMPRESA NO BLOG DO CRATO - 180 mil a 200 mil acessos por mês




Faça como:







Entre em contato pelo E-mail: blogdocrato@hotmail.com

A SOLIDEZ DE QUEM JÁ ESTÁ NO MERCADO HÁ 9 ANOS

Em Crato - Vem aí, a festa da malhação de Judas



Via Cacá Araújo


Corte no Orçamento sobe R$ 261,8 milhões, para R$ 30,761 bilhões


O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão informou o aumento de R$ 261,8 milhões no corte das despesas discricionárias (aquelas não obrigatórias, que podem ser revistas) no Orçamento de 2014. Com isso, o corte previsto passa de R$ 30,5 bilhões para R$ 30,761 bilhões. Segundo o Planejamento, os dados, que fazem parte do Relatório de Receitas e Despesas Primárias do primeiro bimestre, foram enviados na sexta-feira (21) ao Congresso Nacional.

O contingenciamento deve-se ao acréscimo de R$ 4 bilhões no auxílio à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), já anunciado pelo governo. Outro aumento nas despesas obrigatórias, de R$ 400 milhões, deveu-se ao pagamento de créditos extraordinários até fevereiro. O Planejamento também informou elevação de R$ 4,180 bilhões na previsão de receitas administradas pela Receita Federal, principalmente em função da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).
Os parâmetros macroeconômicos foram mantidos, com previsão de crescimento de 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) e fechamento da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 5,3%.

As reduções nos gastos serão divididas entre Executivo, Legislativo e Judiciário. De acordo com o relatório do Planejamento, o corte no Executivo será de R$ 30,499 bilhões, no Legislativo, de R$ 43 milhões, e no Judiciário, de R$ 169,7 milhões.

Agência Brasil


Procuradoria da República pede que Azeredo seja julgado pelo Supremo


Eduardo Azeredo na Câmara, antes de renunciar ao mandato  parlamentar

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que julgue a Ação Penal 536, o processo do mensalão mineiro. Na quinta-feira (27), o plenário do Supremo vai decidir se o processo continuará em tramitação na Corte após a renúncia do ex-deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG), que é investigado por desvio de dinheiro público durante a campanha pela reeleição ao governo de Minas Gerais em 1998. Na petição, apresentada ontem (24) aos ministros, Janot afirma que a renúncia não pode ser usada para burlar o julgamento no foro adequado. Com a renúncia, Azeredo perdeu o foro privilegiado e o processo poderá ser remitido à Justiça de primeira instância, atrasando o julgamento. No caso do ex-governador, o plenário vai avaliar se a renúncia teve a intenção de retardar o fim da ação penal.

“Há se ver que, sendo fatos do ano de 1998, com denúncia recebida em 2009 (mais de 11 anos após), faltando poucos meses para o término do mandato (início de 2015) faz-se a renúncia. A intenção de burla é evidente”, resslta o procurador. Azeredo renunciou ao mandato parlamentar em fevereiro, após o procurador Rodrigo Janot apresentar as alegações finais, última fase antes do julgamento da ação penal. Segundo Janot, Azeredo atuou como “um maestro” no esquema e desviava recursos públicos em benefício próprio para financiar a campanha política. O procurador também diz que a prática dos crimes só foi possível por meio de um esquema criminoso montado pelo publicitário Marcos Valério, condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Mesmo com a renúncia, o advogado de Eduardo Azeredo apresentou defesa ao Supremo. O advogado José Gerardo Grossi negou que o então governador mineiro tivesse determinado a aquisição de cotas de patrocínio dos eventos, pelas empresas citadas na denúncia. O advogado também negou que Azeredo tivesse conhecimento da participação do publicitário Marcos Valério na contratação de empréstimos fictícios. Valério foi condenado a 37 anos de prisão, na Ação Penal 470, por ser operador do núcleo financeiro que abastecia o esquema.

Agência Brasil


Na URCA - Denúncias de racismo leva a protesto


Pichação no banheiro da Universidade Regional do Cariri atacava estudante com anemia falciforme por sua cor e doença


O estudante Pedro Victor Araújo, que sofre de anemia falciforme, convulsionou após encontrar pichado no banheiro da Universidade Regional do Cariri (Urca) uma mensagem racista que dizia: “Anêmico desgraçado. Morre seu negro”. A manifestação preconceituosa ocorreu no último dia 13.

O Grupo de Mulheres Negras do Cariri, Pretas Simoa, realizou uma manifestação na manhã desta sexta-feira (21) no campus Pimenta da Urca, protestando contra o racismo na universidade. Após o ato, Araújo voltou a convulsionar, sendo socorrido pelas manifestantes. No protesto, as ativistas do Pretas Simoa questionaram a falta de assistência da instituição para o universitário que, devido a seu problema de saúde, requer amparo médico e psicológico.

Este não é o primeiro caso de racismo que acontece na Urca. Em 2013, uma professora do curso de História teve sua companheira chamada de “macaca”, também por meio de uma pichação na universidade. O Pretas Simoa tem prestado assistência ao aluno, que foi acompanhado por integrantes do grupo para registrar o boletim de ocorrência. Segundo as ativistas, esse acompanhamento deveria ser oferecido pela própria instituição, que “tem a obrigação de conceder amparo médico e psicológico e efetivar, com urgência, medidas educacionais em combate ao racismo”, afirmou uma das integrantes do coletivo.

Veja as cenas do protesto:


Fonte: RevistaForum.com.br


Crato ganha logomarca pelos seus 250 anos


Na noite de sexta feira 22/mar, antecedendo a inauguração do “CEO – Centro de Especializações Odontológico” do município foi lançada pelo prefeito Ronaldo e a secretária  da cultura Dane de Jade,  a logomarca dos 250 anos do Crato, que será utilizada em todos os materiais gráficos e eventos comemorativos.

Teve como criador e vencedor  o cartunista e designer,  Victor Batista, natural do Crato, ele concorreu com pessoas de outros estados, que se inscreveram uma vês que foi lançado edital  objetivando  total  transparência na realização.  Victor (papou) levou o premio de  R$ 3,Mil  sendo representado por Allan Bastos, coordenador de artes visuais da sec. de cultura do município. A comissão julgadora foi formada por profissionais nas áreas de: Designers, Fotógrafos, Historiadores e Artistas. 

Por: Ed Alencar
Blog do Crato



Oitenta anos bem vividos - Pedro Esmeraldo


Completei oitenta anos. Foi luta de evidencia pacífica entre mim, familiares e amigos. Procurei manter qualidade de caráter. Para mim a luta foi difícil e cansativa. Enfrentei com destemor no correr dos anos. Nasci aqui no S. José, meu torrão, onde convivi com pessoas humildes. Minha mãe tinha cuidado de mostrar o caminho digno para seguir com altivez. As complicações sociais da época quase não existiam, eram completamente diferentes das de hoje. Não havia transporte e, quando havia, era de caráter rudimentar. As vezes era mais vantajoso andar a pé ou em lombo de animais que esperar duas horas pelo ônibus. O alvo que pretendia seguir era muito barulhento, tudo era confuso. O progresso andava engatinhando, ou melhor, quase não existia. Por isso era difícil de conseguir trabalho técnico, tudo era rudimentar, complicado, devido a desorganização da máquina estatal. A falta de escola era gritante. Aparecia uma escola improvisada mas as professoras não tinham habilidade técnica para ensinar com perfeição às crianças. Nessa época, as escolas que surgiam eram rudimentares. Considerávamos as professoras uma heroína, visto que não tinham recurso de capacitação escolar e o ensino não se aperfeiçoava. Por esse motivo, cheguei tarde à escola, mas me contive com o pouco que me sobrou. Comecei a estudar com sete anos. Fui alfabetizado por minha tia, irmã de minha mãe.
Minha mãe orientava para dedicar a leitura. Aconselhava ler todos os artigos de revista o Cruzeiro de Raquel de Queiroz a David Nasser. Tempos depois meu pai alugou uma casa no Crato e passei a estudar no grupo escolar na praça da Sé. Mais tarde, matriculei-me no colégio Diocesano, o colégio privilegiado do Cariri. Daí por diante, procurei aperfeiçoar o intelecto, dedicando-me com severidade nos estudos. Criei força espiritual relevante e avancei com firmeza em minhas pretensões, apaixonei-me pela leitura clássica. Meu pai era um senhor lutador, apaixonado pelo trabalho e pelo Crato. Espelhei-me nele o amor que tenho ao meu torrão. Não sei porque dizer, mas tinha um comportamento obsessivo, tornando-me difícil de conviver com as pessoas que faziam parte do meu convívio social. Por isso, depois de muitas lutas, soube desvencilhar-me dos percalços adquiridos, mas conseguia alcançar o ponto de convergência com a permanência do bem-estar. Agora depois de atingir o pico da montanha tenebrosa, sobressaí com relevância e acerto.
Desejo de antemão dar os sinceros agradecimentos a todos as pessoas que me cativaram com seu clamor diante da cúpula mais alta da empresa.

Primeiramente agradeço a Deus, pois foi Ele que me deu força espiritual e coragem para enfrentar a luta e destinado para afetar com palavras, mas porque queriam que me afastassem do trabalho de qualquer maneira. Agradeço com homenagem especial aos meus pais porque foram eles que me encaminharam para conquistar a orbita de um corpo que gravitava em torno do desejo de subir nas escadas da plenitude de sabor democrático. Agradeço a professora Sarah Cabral – in memorian, pois serviu-me de elo em suas conversações entre mim e o mundo contemporâneo. Aos professores J. Figueiredo Filho e Lourdinha Esmeraldo, dois que me conduziram a vida intelectual. Enfim para tomar em palavras agradeço a todas as pessoas que me rodeiam com palavras amigas. Também aqueles que aqui me embalaram com espírito altruística de humildade em sua mente a fim de conservar uma amizade segura e duradoura. Agradeço ao convívio dos amigos, todos os irmãos e irmãs, tios e tias, primos e primas e ao mesmo tempo peço à Deus que lhes dê graças permanentes e compreensão mútuas. Agradeço aos amigos que na hora de meu trabalho, complicações irônicas, cheia de maldade que surgiam críticas à minha pessoa, tentando fazer jogo sujo diante de difícil tarefa. Defendiam com sinceridade, as vezes recebendo gotas amargas mas falavam a verdade. São eles Jose Zito de Oliveira e o funcionário aposentado Tarcisio Bezerra Lima. Defendiam-me acima das inconveniências perpetradas por armadilhas imundas com o propósito de dilacerar-me o bom comportamento ético.

Agradeço com muita especialidade aos irmãos Dr. Heládio e Marciano Teles Duarte, pois foram eles que me influenciaram no processo de aposentadoria especial, tornaram-me mais tranquilo após a tempestade que caiu em cima de mim nos tempos da bonança do século passado. Agradeço aos parentes e amigos Dr Jose Luciano de B. Gonçalves e Jose Esmeraldo Gonçalves que me presentearam com o livro intitulado Contra o vento que me levaram ao horizonte da esperança encorajadora. Por fim, com o dever de gratidão, agradeço a minha esposa e filha: Ana Zuleide e Cristina que planejaram essa singela homenagem, granjeando boas perspectivas que em tempos passados ajudaram a sair do cálice da amargura lutando ao meu lado para sair desse impasse, defendendo das injustiças provenientes das pessoas más que fizeram atormentar a minha luta. Tornaram-se para mim a peça chave do caminho da igualdade e da solidariedade.
Muito obrigado!

07 de Março de 2014

Por: Pedro Esmeraldo


Planalto aposta que medo de ex-diretor da Petrobrás vai barrar criação de CPI


Petistas argumentam nos bastidores que ligações partidárias de Paulo Roberto Costa, preso na Operação Lava Jato da Polícia Federal, vão desestimular aliados rebeldes a apoiar CPI

(Vera Rosa, Débora Bergamasco e Tânia Monteiro - O Estado de S. Paulo)

Brasília - Na tentativa de convencer os insatisfeitos da base de apoio governista a não aprovar uma Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobrás, emissários da presidente Dilma Rousseff vão usar como argumento a sobrevivência política dos próprios aliados. O motivo é que Paulo Roberto Costa, ex-diretor da estatal preso pela Polícia Federal na semana passada (foto ao lado) durante a Operação Lava Jato, pode causar estragos se for convocado a depor no Congresso.
Suspeito de participação em esquema de lavagem de dinheiro num caso que, judicialmente, não tem relação com o centro da atual crise da Petrobrás - a compra de uma refinaria em Pasadena, nos EUA -, Costa foi indicado para a Diretoria de Abastecimento da estatal pelo PP, mas acabou "adotado" pelo PMDB e também pelo PT. Em 2006, quando a compra da polêmica refinaria foi referendada pelo Conselho de Administração da Petrobrás, à época presidido por Dilma, então chefe da Casa Civil do governo Lula, Costa estava a pleno vapor no cargo. Ele foi um dos diretores mais atuantes na tentativa de consolidar o negócio. Em conversas reservadas, deputados e senadores do PT afirmam que o maior problema, agora, não é a investigação do contrato de Pasadena, mas, sim, a possível descoberta das ramificações políticas das ações de Costa na Petrobrás.

No Planalto, auxiliares de Dilma dizem ter certeza de que a CPI não passará porque ninguém da base aliada quer puxar esse fio da meada, nem mesmo o "blocão", grupo que reúne partidos dispostos a criar dificuldades ao governo no Congresso. Segundo um interlocutor da presidente, "os dois PMDBs, o da Câmara e o do Senado, têm interesse na Petrobrás". Pré-candidato do PSDB ao Planalto, o senador mineiro Aécio Neves articula a criação de uma comissão mista, unindo Câmara e Senado. Ele terá reunião nesta terça-feira, 25, com aliados para discutir a apresentação do pedido oficial de investigação parlamentar.


Tá feia a coisa: Piora fiscal e crescimento lento e rebaixa nota do Brasil


Rating de longo prazo em moeda estrangeira passou de BBB para BBB-A

(Fonte: “O Estado de S.Paulo”, 25-03-2014)

SÃO PAULO - A agência de classificação de risco Standard & Poor's -- S&P anunciou nesta segunda-feira, 24, o temido rebaixamento da nota de crédito do Brasil. O rating da dívida de longo prazo do País em moeda estrangeira foi rebaixado de BBB para BBB-A. A perspectiva da nota agora é estável. Apesar do rebaixamento, o País se mantém dentro do grau de investimento, alcançado em 2008. Segundo relatório da S&P, "o rebaixamento reflete a combinação de derrapagem fiscal, a perspectiva de que a execução fiscal permanecerá fraca, em meio a um crescimento moderado nos próximos anos, uma capacidade limitada para ajustar a política antes da eleição presidencial de outubro e um certo enfraquecimento das contas externas do Brasil. A perspectiva de crescimento lento reflete tanto fatores cíclicos como estruturais, incluindo o investimento como parcela do PIB de apenas 18% em 2013 e uma desaceleração do crescimento da força de trabalho. Combinados, esses fatores destacam o espaço diminuído do governo para manobrar em face de choques externos". A decisão desta segunda-feira poderá dificultar a estratégia do governo de atrair investidores e recuperar a credibilidade perdida após manobras para fechar as contas nos últimos dois anos - ponto destacado pela agência no comunicado. Considerando a classificação da S&P para a dívida de longo prazo de países da América Latina, cinco nações têm notas superiores à do Brasil: Chile, Colômbia, México, Panamá e Peru.

COMENTÁRIO DOS LEITORES

Pois é. A “gerentona” Dilma Rousseff e o ministro da Fazenda imposto por Lula,  Guido Mantega,  não fizeram o dever de casa! Daí porque a "professora" (a agência de risco Standard & Poor's) rebaixou a nota do Brasil. É “peia” na população brasileira!  É este o resultado de entregar a administração do Brasil a um “poste” que não teve capacidade sequer de administrar uma lojinha de R$ 1,99 aberta por Dilma  em Porto Alegre, antes de ser alçada ao ministério do “Cara”. A lojinha de 1,99 faliu! E agora, (por não ter competência de gerenciar a "herança maldita" deixada por Lula) quem está ameaçado de falir é o Brasil...


Armando Lopes Rafael
Crato - Ceará



SÓ ASSISTA, SE SUA FÉ FOR INABALÁVEL - DOCUMENTÁRIO INTERESSANTE - OS RIVAIS DE JESUS ( Natgeo Channel )


SEGREDOS DA BÍBLIA

Em um canto remoto do Império Romano, um homem sagrado prega uma mensagem de Paz. Ele alimenta os famintos, cura os doentes, e "ressuscita os mortos". Seus seguidores até o chamam de "Deus". Seu nome é Apolônio de Tiana". Ele é um dos vários líderes dos movimentos espirituais que competem com Jesus por seguidores e que ameaçam abalar a fundação do Cristianismo. O que eram essas religiões rivais e porque o cristianismo acabou prevalecendo ?

Veja neste documentário do Natgeo Channel:





Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30