xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 06/10/2013 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

06 outubro 2013

Ronaldo e Guimarães prometem faculdade de medicina e hospital Universitário para o Crato


O deputado José Guimarães, veio ao Crato, anunciar seus esforços junto ao prefeito Ronaldo, na busca de um Hospital Universitário e uma Faculdade de Medicina para o município.  O encontro aconteceu no Hotel Encosta da Serra, na noite desta sexta feira (04), com presenças de  autoridades da região, políticos e seguimentos da sociedade. Em entrevista coletiva, o prefeito Ronaldo, falou dessa reivindicação justa e merecedora para o Crato, lembrou que a vizinha cidade de Juazeiro do Norte, já tem o Hospital Regional, Faculdade de Medicina, assim como Barbalha, agora é a nossa vez,  pois o Crato já perdeu muitas entidades e instituições. O prefeito falou dos apoios políticos e por pertencer a base aliada, tem capacidade política para trazer grandes obras para a cidade. Falou do inicio das obras da Encosta do Seminário e da presença nesta sexta feira do secretário de governo Quintino no Crato, para vistoriar a área, e nos próximos dias o governador Cid Gomes virá fazer o lançamento da obra para sair do papel.

Falando da nossa política, onde já estão se definindo os pré-candidatos rumo ao legislativo Estadual, lembrei que ele tem três nomes que fazem parte do governo, como o secretário de governo Rafael Branco, Dr. Claudio Esmeraldo ainda a confirmar, e o vice prefeito Raimundo Filho. Correndo por fora, vem José Ailton Brasil, e se o lema for dos “mosqueteiros”, seria quatro por um? Ou um por quatro?  Ou a se perguntar.., e agora Ronaldo? Disse Ronaldo:” São quatro grandes nomes do nosso município, se um deles chegar a ser eleito, teremos um grande representante, mas ainda é cedo, vamos aguardar um pouco as decisões a nível de Estado,e como vão se comportar os partidos políticos.” Perguntado sobre a mudança de partido do governador Cid, disse ele que politicamente bem correta, foi bem acertada,  e que terá  100% o controle do partido no Ceará.

Na entrevista do Deputado Guimarães, disse que vai lutar de corpo e alma para conquistar esses benefícios para o Crato e outra boa notícia seria a liberação de 37. Milhões  de Reais para o saneamento do bairro do Seminário e 18.Milhões para abastecimento d’água, projetos liberados pela presidenta Dilma. 

Esperamos que realmente de corpo, o deputado Guimarães, conquiste com suas influencias no congresso, essas bem feitorias. De alma, que   ele espante as outras almas “maligrinas”  e zoiudas, como dizia Chico Anísio, que conspiram contra o Crato e levam tudo daqui, pois não faz muito tempo que perdemos a Universidade Federal, jurada e sacramentada, que anoiteceu e não amanheceu. O Cratense não esquecerá já mais, as manobras dos “espíritos de porco” (Cid Gomes)  traidores que ainda cruzam nossas fronteiras em busca de voto, com a maior cara de pau. As eleições estão chegando, seria bom que viessem pedir voto no Crato, de “BURCA”  

Nos bastidores da nossa política, depois que o vereador Bebeto se filiar no partido do Governador Cid, o “PROS” a outra novidade foi a filiação do José Ailton Brasil, no partido do “PP” anunciado na manhã deste sábado (05) quando reuniu a imprensa para um  café.

Outra novidade, foi a não filiação do ex-prefeito do Crato Samuel Araripe no “PP”. Essa confirmação nos foi dada, durante a coletiva com o pré-candidato a deputado estadual José Ailton Brasil, que teve a confirmação da direção regional do partido pelo Padre Linhares, onde confirmou não existir nenhum outro filiado, e o pré- candidato do partido no Crato, é José Ailton Brasil.

COMEÇOU !!! 

Por: Ed Alencar
Repórter/Membro do Blog do Crato e Portal de Notícias Chapada do Araripe


Para você Refletir - Por Maria Otilia

Estamos vivendo a era  das manifestações. Algumas com objetivos e finalidades bem definidos, outros movimentos e inquietações sem  muitos propósitos. Questionamos os altos reajustes de impostos, baixos índices de reajustes salariais, a  falta de seriedades nos concursos públicos, a precariedade na prestação de serviços públicos essenciais, etc. Mas na maioria das vezes apenas nos inquietamos. Partir  para a luta, reivindicar, protestar e assumir uma postura de mudança, são poucos que o fazem. A maioria das pessoas ficam em cima do muro, aguardando o que lhe é mais cômodo.
Para você refletir, nesta semana que se inicia, posto esta fábula. Faça uma boa leitura.

       A FÁBULA DA GALINHA NA TERRA DA TRIBUTAÇÃO E DA SOLIDARIEDADE
                                                            
Era uma vez uma galinha que encontrou alguns grãos de trigo no quintal. Chamou a vaca, o porco, o pato e o cão, para ajudar a plantá-lo. 
“Eu não”, a vaca mugiu.
“Nem eu”, grunhiu o porco.
“Deixa para lá”, grasnou o pato.
“Tô fora!”, latiu o cão. 
A galinha, então, plantou o trigo, sozinha. Assim que estava próxima a colheita, voltou a convocar os amimais para colhê-lo. Teve as seguintes respostas: 
“Não recebi treino para fazer estas coisas!” (vaca)
“Quem, eu? Trabalho me cansa!” (porco)
“Estou de férias” (pato)
“Serviço pesado não é comigo!” (cão) 
Não houve jeito de convencer a bicharada a colaborar, de forma que a galinha teve que colher o trigo sozinha. 
Chegou a hora de assar o pão com o trigo colhido. “Quem vai me ajudar?”, foi a pergunta da galinha, diante da qual obteve as seguintes evasivas: 
“Estou no seguro desemprego, e por isso não preciso trabalhar” (vaca)
“Está muito quente, deixa isto para um dia mais frio!” (porco)
“Ei, você tem que me pagar hora extra, senão não faço!” (pato)
 “Se eu trabalhar e aumentar minha renda, perco a bolsa-ração, eu preciso dela!” (cão) 
Então a galinha assou o trigo e obteve 5 pães como resultado. Satisfeita, mostrou-as à bicharada. 
Todos exigiram uma parte, mas a galinha prontamente cacarejou: “Não! Fiz todo o trabalho sozinha! Eu é que devo consumir estes pães, e não vocês!”. Como resultado, recebeu vários impropérios, entre os quais: 
“Sua verme burguesa!” (vaca)
“Exijo direitos iguais!” (porco)
“Que falta de solidariedade, sua ...!” (pato)
“Gananciosa, capitalista, exploradora!” (cão) 
Houve alvoroço, protestos, discursos contra a atitude da galinha. Logo chega um funcionário do governo e exige da galinha os vários impostos sobre a produção do pão. 
Diante de tamanha pressão, a galinha alegou que trabalhara sozinha, e que ninguém a ajudara, nem o governo, nem a bicharada, portanto, tinha direito a dispor do pão como bem entendesse. 
O funcionário do governo chamou então a polícia e falou: “você se arriscou a produzir, pelas nossas leis, você deve pagar os impostos e os trabalhadores produtivos devem dividir os lucros com todos, para a paz e a justiça social”. 
Desta forma, 2 pães foram entregues ao governo, como pagamento de impostos, e os 3 pães que restaram foram divididos em fatias e distribuídos em partes entre a bicharada. 
Todos comeram e se fartaram, achando muito justas as leis do país da tributação e da solidariedade. Porém, a bicharada não entendeu porque, nunca mais, a galinha voltou a fazer pão...

Compilado e adaptado por Júlio César Zanluca 

CRATO - Lixo em plena Praça da Sé



A foto é do dia 06 de outubro de 2013. Em plena Praça da Sé, a mais importante da cidade do Crato, foi constatado lixo, conforme a postagem de Fabrício Moaes no Facebook:

"HOJE, 06.10.2013, ÀS 10:30, FUI VISITAR A PRAÇA DA SÉ COM ALGUNS PARENTES DE FORTALEZA QUE ESTÃO AQUI NO CRATO, QUANDO CHEGUEI LÁ FOI ESSA A IMAGEM QUE ENCONTREI !!!! A PALAVRA CERTA PRA ISSO É VERGONHA !!!!"

Fabrício Moraes
Facebook



A Placa de Bronze da Praça Siqueira Campos, em Crato


Gostaria de saber onde se encontra a antiga placa de bronze da Praça Siqueira Campos no Crato-CE. As informações contidas na única placa existente atualmente contem informações falaciosas, não registram os fatos históricos em relação a esta importante praça de nossa cidade. Na placa atual tem os dizeres (exposto na foto abaixo): INAUGURAÇÃO DA PRAÇA SIQUEIRA CAMPOS - CRATO, 22 DE DEZEMBRO DE 2011. 

Ora, qualquer pessoa que tenha o mínimo de conhecimento sobre a história do Crato-CE, sabe que esta praça foi inaugurada no início do século XX e que Siqueira Campos foi um grande empreendedor e que trouxe o primeiro automóvel para a cidade em setembro de 1919: era um Ford de bigode e capota de couro vindo de Recife-PE. Portanto, seria oportuno fazer outra placa contendo a informação precisa e colocar a placa original de bronze de volta, certamente, refeita e atualizada: "REINAUGURAÇÃO DA PRAÇA SIQUEIRA CAMPOS". 

O atual governador do Estado não inaugurou a praça Siqueira Campos coisa nenhuma, a praça foi construída entre os anos de 1913 e 1917, portanto as informações contidas da atual placa não merece nenhum crédito. Se os governantes da época pensavam estar fazendo um grande benefício ao patrimônio histórico e cultural desta cidade, enganaram-se. Fizeram, sim, um grande e decisivo desserviço. É bem verdade que a praça já vinha há muito sendo paulatinamente descaracterizada, como bem salienta o arquiteto Waldemar Arraes. Mas na minha maneira estética de encarar prefiro, e muito, a velha praça, antes da desastrosa "restauração" com os quatro relógios ridículos do mundo do real marcando cada relógio um fuso horário diferente. Os postes antigos ainda hoje ninguém sabe onde andam, embora hajam indícios de terem ido parar em mãos de particulares. O atual "coreto pós-muderno-futurista" não oferece nem abrigo do sol e nem da chuva, uma nulidade arquitetônica. O atual relógio minúsculo não tem nenhuma serventia para os míopes congênitos que de perto podem perceber a ferrugem que adorna o relógio digital como expressão artística de uma abstração a revelia do acaso. Portanto, é muito complicado "mexer" numa cidade histórica como o Crato.


Hoje pela manhã fui dar um abraço forte em Huberto Cabral. Ele fez sinal de repulsa e disse: "Cuidado! você pode estourar meu marca-passo!" Eu disse: "Desculpa! Não sabia". Em seguida depois de ouvir detalhes da história desta praça do nosso memorialista , voltei pra ele e disse: "Agora eu sei porque você usa marca-passo cardíaco!" Gostaria de ficar bem claro que eu não pertenço a nenhum partido político (a não ser ao clandestino Partido das Questões Pertinentes PQP), e gostaria que os governantes da época fossem poupados de comentários ásperos por aqueles que criticam tendo nas costas os mesmo erros. 

Acho até que existem coisas bem mais importantes a serem resolvidas na cidade. Deixo apenas registrado um fato que nos mostra o quanto que o desconhecimento sobre a história de uma cidade é capaz de fazer. E vamos parar com esse papo de "É SÓ NO CRATO MESMO". Não é só no Crato, não! O Brasil inteiro sofre deste mal, salvaguardando as cidades onde o grau de cultura dos habitantes permaneceram num patamar elevado. O que fizeram com a praça Siqueira Campos foi ANTROPOFAGISMO. 


Em relação a este fato, recomendo o filme (documentário) do historiador e cineasta Firmino Holanda intitulado Capistrano no Quilo. O documentário mostra de forma humorada e crítica a história do roubo (em 2003) da estátua de bronze do maior historiador brasileiro de todos os tempos, o cearense Capistrano de Abreu, que quase foi derretida. O quilo do bronze custava R$ 30,00. Conclusão: Sem educação, não há solução!


Por: Ulisses Germano Leite Rolim - Pifeiro - Crato - CE
Fotos adicionais de Ulisses Germano. Outras fotos, de arquivo.


Hora de esvaziar a lixeira - Por:Emerson Monteiro

Há fases na vida em que o freguês lá de dentro mais parece com aqueles lixões a céu aberto que existem nas proximidades das vilas do interior, vazando sucata e espalhando sacos plásticos a tudo quanto é lado. Alimentaria ressentimentos, guardaria mágoas, frustrações, decepções; recalcaria oportunidades alegres, chances de plantar amizades, nutrir boas sementes; e o valente coração transborda o que a memória nem consegue suportar dos prejuízos e das culpas, lançando, à corrente sanguínea, rejeitos sem sentido, matéria acumulada na pouca iniciativa.

Esses tais vícios de intimidade, que preenchem a falta de abandonar ilusões perdidas e sacudir longe os restos podres das experiências, colecionam desenganos quais peças de empobrecimento da personalidade. Viram máquinas de acumular detritos em desuso.

Porém existe uma função fundamental no sistema de viver que significa o comando Esvaziar a lixeira dos programas de computador. Desinteressou a informação, numa ação rápida a máquina se livra no espaço daquilo que já lhe dera o que tinha que dar. Na linguagem dos humanos, esvazia do sistema digestivo a margem das refeições consideradas fora de aproveitamento. Aí de nós se isso não existisse.

No entanto o que se observar fica na casa da necessidade flagrante entre as pessoas, de trabalhar o tal mecanismo de limpeza, cheias de motivos que exercitaram na função de acumular troços, obesidade mórbida dos séculos de acumulação das posses transformada em poder social.
Na dependência da usura, esqueceram de expelir o desnecessário.

E os quartos de despejo costumam andar superlotados de velharias inúteis, sonhos doentes a transbordar nas taças, ferindo o organismo da natureza dos seres inteligentes. Adorar lixões e despejos parece, pois, a disposição de acumular os objetos acima das sociedades sadias.

Imperaria o vício de gastar áreas valiosas da consciência no interesse de se agarrar aos territórios perdidos sem condições de libertação daqueles tóxicos, heróis que sujeitam perde o trilho da história por causa da bagagem imensa que carregam a título de sobreviver ao Tempo.


Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30