xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 19/09/2013 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

19 setembro 2013

Plano de "isolar" a internet do Brasil é um erro, dizem especialistas


O Brasil planeja se divorciar da internet centrada nos EUA por conta da espionagem on-line generalizada de Washington, em um movimento que especialistas temem ser um potencialmente perigoso primeiro passo rumo a uma fragmentação de uma rede construída com mínima interferência de governos.

A presidente Dilma Rousseff ordenou uma série de medidas a fim de aumentar a autonomia on-line do Brasil após a revelação de que a NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA) interceptou comunicações suas, invadiu a rede da Petrobras e espionou brasileiros que confiaram seus dados pessoais a companhias americanas como Facebook e Google. A espionagem levou a tamanha ira da líder que ela cancelou uma viagem a Washington no próximo mês, onde ela tinha um jantar de honra programado. Especialistas em segurança e políticas de internet dizem que, apesar de compreensível, a reação do governo brasileiro à informação vazada pelo antigo agente da NSA Edward Snowden poderia iniciar um curso de balcanização da internet.

REAÇÃO GLOBAL

"A reação global está apenas começando e ficará muito mais severa nos próximos meses", disse Sascha Meinrath, diretor do Open Technology Institute na New America Foundation, um "think tank" de Washington. "Esta noção de soberania em privacidade nacional vai se tornar uma questão mais e mais relevante ao redor do mundo." Enquanto o Brasil não está propondo barrar seus cidadãos de serviços de web americanos, deseja que seus dados sejam armazenados localmente, enquanto a nação ganha mais controle sobre o uso de internet dos brasileiros, para os proteger da espionagem da NSA. O perigo de ordenar esse tipo de isolamento geográfico, disse Meinrath, é que isso poderia tornar inoperáveis serviços e programas e ameaçar a estrutura aberta e interligada da internet.

CUSTO POLÍTICO

O esforço da maior economia da América Latina para se isolar digitalmente da espionagem dos EUA poderia ser não só custoso e complicado, mas também poderia encorajar governos autoritários a buscar maior controle técnico sobre a internet para esmagar a liberdade de expressão interna, dizem especialistas. Em dezembro, países que pregam maior "cibersoberania" pressionaram por tal tipo de controle em um encontro da ITU (União Internacional de Telecomunicações) em Dubai, com a oposição de países liderados por EUA e União Europeia.

O especialista em segurança digital nos EUA Bruce Schneier disse que, enquanto a resposta do Brasil é uma reação racional à espionagem da NSA, pode potencialmente endossar "alguns dos piores países que existem a buscar mais controle sobre a internet de seus cidadãos. Isso seria a China, o Irã, a Rússia e a Síria."

Rousseff diz que pretende pressionar por regras internacionais sobre privacidade de segurança em hardware e software durante a assembleia-geral da ONU no final deste mês. Entre as revelações de Snowden: a NSA criou "janelas" de acesso em software e em serviços on-line. O Brasil está agora exercendo pressão mais agressivamente que qualquer outro país para dar fim à hegemonia comercial dos EUA sobre a internet. Mais de 80% da busca on-line, por exemplo, é controlada por companhias americanas. A maior parte do tráfego de internet brasileiro passa pelos EUA, então o governo de Rousseff planeja passar cabos de fibra ótica diretamente à Europa, e também ligar todos os países sul-americanos para criar o que seria uma rede livre da espionagem americana.

Uma maior proteção da integridade de comunicações é esperada com os trabalhos da Telebras, estatal de telecomunicações, junto com parceiros para supervisionar o lançamento do primeiro satélite de comunicações do Brasil, para atividades on-line civis e militares. Os militares brasileiros atualmente dependem de um satélite controlado pela Embratel, dirigida pelo bilionário mexicano Carlos Slim.

PRESSÃO INTERNA

Rousseff está tentando fazer com que o Congresso force o Facebook, o Google e demais companhias mantenham os dados gerados por brasileiros em servidores fisicamente localizados no Brasil, a fim de defendê-los da NSA. Se isso acontecer e levar outros países a fazerem o mesmo, o Vale do Silício poderia ver seu faturamento prejudicado por negócios perdidos e maiores custos operacionais: os brasileiros compõem a terceira maior nação no Facebook e a segunda maior no Twitter e no YouTube. Um estudo de agosto por uma respeitada organização sem fins lucrativos de políticas de internet estimou que os prejuízos às companhias de computação em nuvem americanas devem chegar a US$ 35 bilhões até 2016 por causa de negócios que deixarão de ser realizados.

O Brasil também pretende construir mais "exchange points", lugares onde são armazenadas vastas quantidades de informação, a fim de canalizar o tráfego brasileiro longe de potencial interceptação.

@CORREIOS

Os Correios também planejam criar um serviço de e-mail criptografado que poderia servir de alternativa aos serviços de Google e Yahoo!, que, segundo os documentos vazados por Snowden, estão entre as gigantes de internet americanas que colaboraram de maneira próxima com a NSA. "O Brasil pretende aumentar as conexões de internet independentes com outros países", disse o escritório de Rousseff em resposta a um e-mail da Associated Press. A mensagem citava um "entendimento mútuo" entre o Brasil e a União Europeia sobre privacidade de dados, e dizia que "negociações estão acontecendo na América do Sul para a divisão de conexões terrestres entre todas as nações." Dizia, também, que o Brasil planeja aumentar os investimentos em tecnologias domésticas e comprar exclusivamente software e hardware que atendam exigências governamentais sobre privacidade de dados. Enquanto os detalhes técnicos do plano ainda estão pendentes, especialistas dizem que ele será custoso ao país e que pode ser, no final das contas, desobedecido. Assim como as pessoas na China e no Irã passam por cima dos censores governamentais com ferramentas como proxy, os brasileiros poderiam driblar os controles de seu governo.

Espiões internacionais, não só dos EUA, também poderão se adaptar, dizem especialistas. Passar um cabo até a Europa não tornará o Brasil mais seguro, segundo eles. A NSA alegadamente grampeou cabos submarinos por décadas.

SOLUÇÃO

Meinrath e outros argumentam que o que deve ser feito, na verdade, são fortes leis internacionais que tornem as nações responsáveis por garantir a privacidade on-line. "Não há nada viável que o Brasil possa de fato fazer para proteger seus cidadãos sem mudar o que os EUA estão fazendo", disse. Matthew Green, um especialista de segurança da computação da Johns Hopkins, disse que o Brasil não se protegerá de intrusos ao se isolar digitalmente. Isso também pode desencorajar inovação tecnológica, segundo ele, se toda a população for levada a usar um serviço de e-mail criptografado mantido pelo Estado.

"É como um socialismo soviético na computação", disse, adicionando que o americano modelo "livre a todos funciona melhor."

Uol Notícias


Nova droga na África do Sul mistura heroína, maconha e veneno para rato


A nova droga, em forma de pó, é fumada em cigarros misturada com maconha
Em um espaço aberto próximo à estação de trem na cidade de Soweto, na África do Sul, vários jovens em seus 20 e poucos anos fumam nyaope, um novo coquetel de drogas. Alguns deles parecem mortos-vivos de tão alterados.

"Estava estudando, mas abandonei por causa das drogas. Deixei a escola aos 14 anos", diz Thuli, com os olhos vidrados. Ela diz não ver futuro para si própria. Thuli tem apenas 16 anos e está dependente de uma droga extremamente viciante que está se espalhando pelo país, fazendo novas vítimas diariamente. O nyaope é um pó esbranquiçado - heroína de baixa concentração misturada com ingredientes como veneno para rato e, em alguns casos, até mesmo farelos de remédios para pacientes com HIV.

Polvilhado sobre maconha, faz um coquetel altamente viciante e destrutivo.

"Eu preciso fumar esta coisa. É nosso remédio. Não podemos viver sem. Se eu não fumar, fico doente", diz outro usuário, que prefere não dar seu nome, entre baforadas da droga.

Aprisionados

Apesar de estarem trastornados, esses dependentes dizem que querem largar o nyaope porque percebem que foram aprisionados por uma droga que os está levando para um caminho sem volta. "Quando éramos jovens, fumamos maconha primeiro, no colégio, antes de começar com as coisas mais pesadas", diz Kabelo, um depedente de 32 anos. "Agora a juventude está começando com o nyaope - direto com as coisas pesadas", observa. Enquanto enrola outro cigarro da droga com seus dedos de unhas pintadas de rosa, Nomyula, de 23 anos, comenta o futuro: "Minha família quer me ajudar. Eles acham que a prisão será boa para mim como uma reabilitação".

Ao custo de cerca de R$ 4,50 a dose, a droga é relativamente barata. Mas conforme ela vai afetando a vida dos usuários, muitos deles logo começam a roubar para sustentar o vício.

Eles fazem inimigos em suas próprias famílias e na comunidade.

Recuperação

Ephraim Radebe, um dependente em fase de recuperação, diz que foi agredido por pessoas da rua de cima de sua casa. "Eles me perseguiram, ma bateram com tijolos, dizendo que eu precisava morrer. Um homem trouxe gasolina e eles queriam me queimar", conta. Radebe diz que ficou "doente e cansado de estar doente e cansado" o tempo todo, e agora já está livre das drogas há dois meses - para alívio de sua mãe, cuja vida havia se transformado em um inferno.

"Quando eu voltava para casa, tirava meus brincos e os colocava na bolsa", lembra a mãe de Ephraim, Rose Radebe. "Na manhã seguinte, eles tinham sumido. Ele roubava de mim e até mesmo da casa da minha mãe ou dos vizinhos." "Essa coisa está destruindo os pais ainda mais que os filhos, porque todos os dias você se pergunta: 'Onde eu errei?'", afirma.

Campanhas educacionais

Apesar de conter heroína, o nyaope ainda está em processo de ser qualificado como substância ilegal. O governo diz que isso prejudica os esforços de levar à Justiça os casos envolvendo a droga. Também há denúncias sobre policiais trabalhando em conjunto com os traficantes. O nyaope é principalmente encontrado na província de Gauteng, onde estão Johannesburgo e Soweto. Mas um coquetel semelhante, conhecido como whoongais, também é encontrado nas ruas de Durban, na costa leste do país, enquanto comunidades na província do Cabo Ocidental, no sudoeste, sofrem com a droga Crystal Meth, conhecida localmente como tik. Acompanhando o rápido aumento na dependência de drogas, o governo prometeu estabelecer um centro de reabilitação em cada uma das nove províncias sul-africanas e investir em campanhas educacionais. A julgar pela velocidade na qual o nyaope está se espalhando, parece claro que a estratégia do governo não está funcionando.

Fonte: UOL


Educação doméstica - Por:Emerson Monteiro

Dias sucessivos e a criança sofria agressões na escola. Chegava junto aos familiares mostrando sinais de brigas e quedas. A genitora, apreensiva com ditas ocorrências, buscou o colégio visando esclarecimentos, a pedir explicações e providências:

- Três vezes seguidas ele chega de volta com hematomas e outras marcas. O que anda acontecendo na escola, professora? A gente confia o filho e se depara com essas situações desagradáveis. Paciência...

Diante da queixa e também preocupada com a repetição das hostilidades sofridas pelo menino, a titular da sala, atenciosa, considerou que os desentendimentos e as rixas que envolviam o aluno deviam-se à excessiva insistência dele provocar os colegas, aos gritos e mediante gestos de violência. Causava, com isso, respostas que vinham tirando a paz, nos dias recentes das aulas.

A mãe insistiu, no entanto, ainda que fosse ele o iniciador das brigas, que deveriam existir motivos para originar tanta desavença.

A professora, meio sem jeito, então acrescentou:

- Eu já procurei acalmar esses gestos grosseiros que o menino vem apresentando, mas ele responde que são esses os mesmos modos com que seu pai trata, em casa, sua mãe. Daí, mãe, venho achando dificuldades em modificar a maneira como se relaciona com os coleguinhas. 

Depois de ouvir as palavras sinceras da professora, cabisbaixa, querendo razões que justificassem uma resposta, todavia colhida de surpresa, a mãe só explicou:

- Não, não é bem assim – e saiu silenciosa.    

NOTA DE ESCLARECIMENTO - Prefeitura Municipal do Crato


Prefeitura cancela contrato de Licitação dos serviços de Coffee Break e Buffet

Nota de esclarecimento


Acerca de matéria veiculada no Jornal Diário do Nordeste, edição número 11.390, de 19 de setembro de 2013, sob o título "Prefeitura do Crato pode gastar R$ 5 mi com refeições” cabe-nos prestar os seguintes esclarecimentos:

01. Atendendo orientação da Procuradoria-geral do Município a licitação para a contratação de empresa para prestar serviço de seleção de melhor proposta para registro de preços visando futuras contratações de serviços para fornecimento de coffee break, refeições, serviços de buffet e quentinhas tão logo foi homologada, foi cancelada por ordem do prefeito do Município, Ronaldo Sampaio Gomes de Mattos. Portanto o certame está sem provimento desde o último dia 12 de setembro.

02. O cancelamento não causou prejuízo ao erário municipal, pois não ouve repasse de nenhum valor à empresa que venceu o processo licitatório já cancelado.

03. Uma nova licitação será encaminhada atendendo os parâmetros da economicidade e num período de 12 meses.

Fonte: Prefeitura Municipal do Crato 
Fonte: www.blogdocrato.com

Inicie o dia com uma reflexão: As três peneiras de Sócrates


Um homem, procurou um sábio e disse-lhe:

- Preciso contar-lhe algo sobre alguém! Você não imagina o que me contaram a respeito de...

Nem chegou a terminar a frase, quando Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou:
- Espere um pouco. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras?


 - Peneiras? Que peneiras? 

–Sim, respondeu Sócrates. A primeira é a da verdade. Você tem certeza de que o que vai me contar é absolutamente verdadeiro?

- Não. Como posso saber? O que sei foi o que me contaram!

- Então suas palavras já vazaram a primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira: a bondade. O que vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito?

 - Não! Absolutamente, não!

- Então suas palavras vazaram, também, a segunda peneira. Vamos agora para a terceira peneira: a necessidade. Você acha mesmo necessário contar-me esse fato, ou mesmo passá-lo adiante? Resolve alguma coisa? Ajuda alguém? Melhora alguma coisa?

- Não... Passando pelo crivo das três peneiras, compreendi que nada me resta do que iria contar.

E o sábio sorrindo concluiu:

- Se passar pelas três peneiras, conte! Tanto eu, quanto você e os outros iremos nos beneficiar. Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e fomentar a discórdia entre irmãos. Devemos ser sempre a estação terminal de qualquer comentário infeliz! Da próxima vez que ouvir algo, antes de ceder ao impulso de passá-lo adiante, submeta-o ao crivo das três peneiras porque: Pessoas sábias falam sobre ideias; Pessoas comuns falam sobre coisas; Pessoas medíocres falam sobre pessoas.
(Sócrates)

Papa Francisco disse que a calúnia é a expressão direta de Satanás




“A calúnia quer destruir a obra de Deus; a calúnia nasce de uma coisa muito ruim: nasce do ódio”, explicou o Papa 


“A calúnia destrói a obra de Deus nas pessoas”, afirmou o Papa Francisco na Missa na Capela Santa Marta. Na homilia, o Papa recordou Estevão, o primeiro mártir da Igreja, que foi vítima de uma calúnia. E destacou que a calúnia é pior do que um pecado, é uma expressão direta de Satanás.

 “Nós todos somos pecadores: todos. Nós temos pecados. Mas a calúnia é outra coisa. É um pecado, com certeza, mas é outra coisa. A calúnia quer destruir a obra de Deus; a calúnia nasce de uma coisa muito ruim: nasce do ódio. E quem traz o ódio é Satanás. A calúnia destrói a obra de Deus nas pessoas, em suas almas. A calúnia utiliza mentiras para avançar. E sem dúvida: onde há calúnia há Satanás, ele mesmo”.

 “O tempo dos mártires não acabou”, destacou o Papa. Segundo ele, ainda hoje podemos dizer, com verdade, que a Igreja tem mais mártires do que no tempo dos primeiros séculos. “A Igreja tem muitos homens e mulheres que são caluniados, que são perseguidos, que são assassinados por ódio de Jesus, por ódio à fé: Este é morto porque ensina o catecismo, é morto porque carrega a cruz… Hoje, em muitos países, os caluniam, os perseguem… são nossos irmãos e irmãs que sofrem, hoje, neste tempo de mártires”.
(L’Osservatore Romano)
    

STF julgará de novo 12 réus do mensalão



Por 6 a 5, Supremo decide dar nova chance a 12 réus do mensalão Celso de Mello desempatou, e tribunal aceitou embargos infringentes. Com isso, José Dirceu e mais 11 réus serão julgados novamente.

Com o voto dado pelo ministro Celso de Mello nesta quarta-feira (18), o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por seis votos a cinco, pela validade dos embargos infringentes, recurso que leva a um novo julgamento nas condenações em que o réu obteve ao menos quatro votos favoráveis.

A decisão dará uma nova chance nos crimes de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha para 12 dos 25 condenados no processo do mensalão. Com isso, o encerramento da ação penal e o cumprimento das prisões – que poderiam ocorrer ainda neste ano – deve ficar para 2014. Depois de decidir pela validade dos embargos infringentes, o tribunal negou por unanimidade pedido feito pela defesa do ex-deputado Pedro Corrêa para que todos os condenados com ao menos um voto favorável pudessem pleitear novo julgamento. O plenário negou por entender que o regimento do STF estabelece que são necessários quatro votos.

O Supremo decidiu ainda que os condenados terão prazo em dobro para apresentação dos recursos. Por meio de sorteio eletrônico também definiu que Luiz Fux será o ministro relator dos embargos infringentes a serem apresentados pelos réus.

Celso de Mello

Em voto de duas horas, Celso de Mello desempatou o julgamento sobre a validade do recurso, iniciado há duas semanas com o voto do ministro Joaquim Barbosa. Os embargos infringentes são recursos previstos no artigo 333 do Regimento Interno do Supremo, mas não constam na lei 8.038/1990, que regula as ações no STF. Por isso, parte dos ministros defendia que a lei de 1990 revogou tacitamente (quando não há anulação explícita de um artigo) a existência dos infringentes. Votaram dessa forma Joaquim Barbosa, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello. Mas, para a maioria do Supremo, a lei simplesmeste não tratou do recurso e, portanto, o regimento da Corte é válido para definir sua existência. Votaram de acordo com esse entendimento, além de Celso de Mello, os ministros Luís Roberto Barroso, Teori Zavascki, Rosa Weber, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski - confira a argumentação de cada um.

No voto de desempate, Celso de Mello afirmou que o regimento do Supremo "foi recebido [pela Constituição] com força, autoridade e eficácia de lei". "Tenho para mim que ainda subsistem no âmbito do STF, nas ações penais originárias (que começam no Supremo), os embargos infringentes previstos no regimento que, ao meu ver, não sofreu no ponto revogação tácita em decorrência da lei 8038/1990, que se limitou a dispor sobre normas meramente procedimentais", afirmou o ministro Celso de Mello.

O magistrado disse, no início do seu voto, que o Supremo não pode ceder a pressões das ruas.
"[O STF] não pode se expor a pressões externas, como aquelas resultantes do clamor popular e da pressão das multidões, sob pena de abalar direitos e garantias individuais e [levar] à aniquilação de inestimáveis prerrogativas que a norma jurídica permite a qualquer réu diante da instauração em juizo do devido processo penal", frisou.

Durante o voto, Celso de Mello afirmou ainda que é dever do Supremo garantir a todos os acusados "um julgamento justo, imparcial e independente". Para ele, se agisse sob pressão, o Supremo estaria "a negar a acusados o direito fundamental a um julgamento justo". "Constituiria manifesta ofensa ao que proclama a Constituição e ao que garantem os tratados internacionais", completou. [O STF] não pode se expor a pressões externas, como aquelas resultantes do clamor popular e da pressão das multidões, sob pena de abalar direitos e garantias individuais e [levar] à aniquilação de inestimáveis prerrogativas que a norma jurídica permite a qualquer réu diante da instauração em juizo do devido processo penal."

Regimes de prisão

A aceitação pelo Supremo dos embargos infringentes poderá levar à mudança do regime de prisão (do fechado para o semiaberto) de três réus (José Dirceu, Delúbio Soares e João Paulo Cunha), caso eles sejam absolvidos do crime no qual obtiveram quatro votos a favor.
Há possibilidade de isso ocorrer porque o tribunal tem dois novos ministros em relação aos que julgaram o processo no ano passado – Teori Zavascki e Luís Roberto Barroso.

Prescrições

Mesmo que os condenados não consigam absolvições, mas obtenham diminuição das penas, isso pode levar a prescrições (situação em que o condenado não pode mais ser punido em razão do tempo decorrido do cometimento do delito). Para dois dos 12 condenados (Breno Fischberg e João Cláudio Genu), que têm apenas uma condenação, há chance de que a punição se reverta para absolvição. Ao analisar os infringentes, porém, o Supremo também pode decidir manter as penas de todos os condenados.

saiba mais

Saiba como votou cada ministro do STF sobre os embargos infringentes
STF 'não é um tribunal para assar pizza', diz Mendes sobre mensalão
Advogados de réus do mensalão se dizem convictos de novo julgamento

Trâmite no tribunal

Pelo regimento do Supremo, os embargos infringentes só devem ser apresentados depois da publicação da decisão dos embargos de declaração, que contestam omissões, contradições ou obscuridade e cujo julgamento foi concluído no começo de setembro. Pelo regimento, o prazo para publicação do acórdão (documento que resume as decisões do julgamento) é de 60 dias – a expectativa é de que seja publicado em novembro. O regimento prevê 15 dias após a publicação para apresentação do recurso, mas o Supremo dobrou o prazo. Apesar de ser um recurso para fase posterior, a discussão sobre a validade dos infringentes foi antecipada porque o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares apresentou o recurso. Em decisão individual, Joaquim Barbosa negou por entender que não era cabível, e a defesa recorreu para que o plenário decidisse sobre a validade.

Novo relator

Como o Supremo decidiu que o recurso é válido, os embargos infringentes apresentados por Delúbio foram distribuídos para um novo relator por sorteio eletrônico. Ficaram de fora Joaquim Barbosa, que relatou a ação do mensalão, e Ricardo Lewandowski, que foi o revisor. O escolhido foi Luiz Fux. Fux relatará também os recursos dos outros 11 quando eles apresentarem os infringentes. Isso porque há no Supremo a figura da distribuição "por prevenção". Ou seja, quando um ministro já é relator de um processo e chegam novas ações sobre o mesmo tema, ele passa a relatar todos os processos.

'Embargos dos embargos'

Além dos infringentes, os outros dez condenados no processo ainda poderão entrar com segundos embargos de declaração após a publicação da decisão sobre os primeiros recursos. É somente no julgamento desses segundos embargos que deve ser determinada a prisão dos condenados. Foi assim que o Supremo agiu no caso do deputado Natan Donadon. No entanto, caso a Procuradoria Geral da República peça a antecipação das prisões, o Supremo poderá decidir se aguarda ou não os recursos. 

Do G1, em Brasília e em São Paulo


Usina ainda sem perspectiva de funcionamento


Equipamento que representaria a retomada da economia da cana-de-açúcar continua parado

Juazeiro do Norte. Mesmo arrematada pelo Governo do Estado no mês de junho deste ano, por R$ 15,4 milhões, ainda não há perspectiva de funcionamento da Usina Manoel Costa Filho, no Município de Barbalha, que poderá empregar de forma direta, após modernização do equipamento, cerca de 250 pessoas. Na área indireta com a retomada do cultivo, há perspectiva de ampliação do plantio, que passou a ser irrisório diante da necessidade de cana-de-açúcar para manter em funcionamento a usina. Durante os últimos anos, poucos engenhos sobreviveram. A agroindústria chegou a empregar, nos anos 90, cerca de 1.600 pessoas. Ex-funcionários do empreendimento aguardavam ansiosos à compra, para receber as dívidas trabalhistas, o que foi considerado um dos maiores empecilhos para a venda.

Com o declínio dos engenhos na região do Cariri, houve o esvaziamento da usina. No entanto, projetos para industrialização de derivados da cana-de-açúcar fez aumentar as perspectivas de retomada do segmento econômico FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS

O leilão foi promovido pelo Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT/CE). Segundo o secretário de Desenvolvimento Agrário do Estado, Nelson Martins, está sendo realizado o levantamento de área produtiva. Segundo ele, o Estado estará na responsabilidade de incentivar o cultivo da cana. Para isso, está sendo concluído estudo de capacidade de retomada do plantio.

Um levantamento inicial da área cultivável de cana-de-açúcar na região foi feito, por meio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce). Conforme o projeto de viabilidade, a área atualmente cultivável na região, que inclui cidades como Missão Velha, Barbalha, Crato, Jardim é de 8.500 hectares. São locais de maior umidade, com área de brejo, onde o cultivo poderá ser favorecido. Ainda conforme o secretário, a câmara municipal de Barbalha fez o convite para sua participação em uma sessão, onde se prevê esclarecimentos relacionados ao andamento do projeto de reativação da Usina Manoel Costa Filha.

Comemoração

A aquisição da usina de açúcar e álcool foi comemorada pelo titular SDA, Nelson Martins, e pelo presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado (Adece), Roberto Smith.

A ideia é que haja investidores do setor privado sulcroalcooleiro. Para isso, vem sendo realizada uma mobilização da Adece no intuito de atrair novos investidores para o segmento na região. O Governo do Estado, Cid Gomes, segundo Nelson Martins, esteve participando de reunião, no Ministério da Agricultura, para tratar do assunto.

Há grande expectativa dos produtores locais, e dos agricultores, em relação á tão sonhada retomada. Grande parte dessas pessoas teve que mudar de atividade para sobreviver. O êxodo rural aumentou significativamente na cidade e milhares de trabalhadores se deslocam todos os anos, para trabalharem em área de cultivo da cana e outras culturas, no interior do Pernambuco, Bahia, Paraná e São Paulo.

Outro levantamento para viabilidade da compra da usina pelo Governo do Estado foi realizado em 2009, pela União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida), tendo à frente o presidente da entidade, Alexandre Lima. Segundo o secretário de Agricultura de Barbalha, Elismar Vasconcelos, os produtores e ex-produtores continuam na expectativa, já que a compra agora é uma realidade.

O secretário defende o sistema de cooperativa como o mais viável para tocar a usina. A ideia é fortalecer o fornecimento de cana e álcool no Nordeste. Atualmente, estão em funcionamento quatro engenhos, mantidos comercialmente, principalmente em virtude das grandes romarias de Juazeiro. Com a reativação do setor, também deverá haver o fortalecimento desse segmento.

O arremate do empreendimento aconteceu na presença gestores públicos, produtores rurais e antigos trabalhadores da Manoel Costa Filho. A compra da usina remonta uma discussão de vários anos, relacionada à revitalização do cultivo da cana-de-açúcar na região. O valor inicial era de mais R$ 25, 8 milhões.

A perspectiva de modernização da usina anda junto com a retomada do cultivo da cultura canavieira. O governo fez um estudo e identificou que serão necessários cerca de R$ 35 milhões para recuperação. Para o titular da SDA, a usina deve gerar um grande benefício social à região do Cariri quando estiver em pleno funcionamento. Num raio de 100 Km, deverá abranger pelo menos 19 municípios com aproximadamente mil produtores de cana-de-açúcar.

Por isso, ressalta, será necessário um trabalha voltado à retomada da produção agrícola de cana-de-açúcar na região, com a ajuda do projeto Cinturão das Águas. Ainda não há uma definição de como será o sistema de gestão da usina, se passará por uma regime cooperado. Para a Adece, esse poderá não ser o melhor meio de administração do empreendimento. A gestão da iniciativa privada fará com que os investimentos para a compra, no futuro retornem aos cofres do Estado. A Usina Manoel Costa Filho chegou a representar na década de 80, auge da produção, cerca de 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB), do Ceará. "O que não deve acontecer hoje, pelo crescimento no Estado, mas terá uma repercussão positiva em relação aos municípios onde haverá produção direta", afirma o secretário.

Mais informações

Escritório da Ematerce
Praça Filemon Teles, S/N
Centro - Crato - Cariri
Telefone: (88) 3521. 2835

EIZÂNGELA SANTOS
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaboradora Oficial do Blog do Crato e Portal de Notícias Chapada do Araripe


FONTE MUSICAL - A mais completa loja de Instrumentos Musicais do Cariri


A Fonte Musical é a mais completa loja de instrumentos musicais e acessórios do cariri. As melhores marcas e os melhores preços. Se você procura violões, guitarras, contrabaixos, baterias, encordoamentos, instrumentos de percussão, microfones, amplificadores, caixas amplificadas, pedestais...etc procure a Fonte Musical. Com atendimento especializado, esse verdadeiro "supermercado" da música tem tudo que você precisa. 

Conheça a Fonte Musical:


Guitarras, contrabaixos e teclados nacionais e importados. Todos os modelos e marcas de caixas amplificadas para você escolher:


As últimas novidades em instrumentos musicais


Um verdadeiro supermercado da música



Encordoamentos para guitarras, violões, contrabaixos...
Violões Godin, Takamine, Giannini, Di Giorgio e toda a linha de percussões para você fazer seu próprio ritmo.

Fonte Musical
Em Juazeiro do Norte
Rua Carlos Gomes, 459 ( Ao lado da Praça da Prefeitura )

Anuncie no Blog do Crato - A maior vitrine da Internet no Cariri

200 mil acessos por mês - Onde sua empresa é tratada com respeito e amizade.
Envie e-mail para blogdocrato@hotmail.com e marque uma visita.
www.blogdocrato.com

Música clássica e fotografia marcam abertura do Festival de Cinema de Brasília


O 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro começa hoje (17), às 20h30, com o documentário Revelando Sebastião Salgado. O filme, de Betse de Paula, promete mergulhar o espectador no universo de um dos fotógrafos brasileiros mais respeitados no mundo. Antes da exibição do filme, no entanto, a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional fará uma apresentação especial, que contará com a participação do premiado violinista austríaco Benjamin Schmid.

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) participará ativamente do festival, com o Prêmio TV Brasil de Exibição. O filme vencedor ganhará R$ 50 mil, além da inclusão na grade de programação da emissora. A EBC também fará ampla cobertura pelas rádios e pelo Portal EBC. As rádios Nacional AM e FM vão transmitir, em rede, programas especiais sobre o festival, em um estúdio montado no Kubitschek Plaza, o hotel oficial do evento.

Outro destaque é a volta ao Cine Brasília, tradicional palco do festival e que estava em obras desde o fim da edição de 2011. Para o coordenador do festival, Sérgio Fidalgo, o sentimento é de volta para casa. “Um dos destaques é o retorno ao Cine Brasília, que é a nossa casa. Está muito bonito, totalmente reformado”. Serão 30 filmes, entre longas-metragens, curtas-metragens e animações, de dez estados e do Distrito Federal, disputando prêmios no valor total de R$ 700 mil. Fidalgo ressalta o perfil dos filmes selecionados. Para ele, são obras que não deixarão o público indiferente. “A programação está dentro do seu perfil tradicional. São filmes nacionais inéditos, entre documentários e ficção, e com personalidade muito forte, ou você ama ou você odeia”. A mostra competitiva vai movimentar os quatro cantos da cidade. Além de exibições no Cine Brasília, os filmes concorrentes serão exibidos no Teatro Sesc Newton Rossi, na Ceilândia; no Teatro de Sobradinho; no Teatro Sesc Paulo Autran, em Taguatinga; no Teatro Sesc Gama; e no Teatro do Guará.

Um dos festivais mais completos do país, o de Brasília contará ainda com cinco seminários e várias oficinas para o público da cidade. Os seminários ocorrerão de 18 a 23 de setembro e abordarão temas diversos do universo cinematográfico, como as perspectivas do cinema brasileiro em outros países e as possibilidades de humor na telona, além da relação entre a música brasileira e o cinema.
Os seminários são coordenados pela professora Tânia Montoro, pelo produtor Marcus Ligocki Jr, além do cineasta André Leão, e contarão com especialistas em cada área. Todos têm entrada gratuita e serão realizados nos salões do Kubitschek Plaza. Para aqueles que querem conhecer o processo de criação de um filme, a Oficina Integrada de Cinema vai oferecer cursos de roteiro, direção, trilha sonora para cinema e finalização digital.

A abertura do festival será na Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional, apenas para convidados. As exibições da mostra competitiva começam nesta quarta-feira (18) e os ingressos para o Cine Brasília custarão R$ 6 e R$ 12. Nos demais teatros que vão projetar os filmes simultaneamente, a entrada é gratuita. A programação completa do festival pode ser obtida em seu site oficial.

Agência Brasil


Potencial turístico do Ceará em exibição na Rússia


O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Turismo do Ceará (Setur), coordena a participação de instituições oficiais  e de empresários do trade turístico cearense na Leisure Fair Moscou 2013, na Rússia, no período de 17 a 20 de setembro.

À frente  da delegação,  Marcos Pompeu, secretário Adjunto da Setur, que vai participar de reuniões com operadores e companhias aéreas, além de cumprir agenda do Ministério do Turismo, acompanhado de Salmito Filho, secretário da Secretaria do Turismo de Fortaleza; Darlan Leite, presidente da Associação Brasileira de Hotéis, secção Ceará; Roberto Silva, diretor da Ernanitur Receptivo Incoming; Ivana Bezerra, vice-presidente do Convention & Visitors Bureau Fortaleza ; Fernando Holanda, consultor, e pelo jornalista Pompeu Vasconcelos.

Segundo o secretário do Turismo do Estado, Bismarck Maia, “vimos trabalhando há quatro anos , juntamente com a Embratur, nesse mercado. Os russos vêm descobrindo o mundo, aumentando, fortemente, sua participação nos destinos turísticos. Mais  importante, ainda,  essa participação no BRICS, cuja reunião acontecerá no Centro de Eventos, em março de 2014″.

Assessoria de Comunicação da Setur


Juazeiro já conta com vacina Tetra viral disponível


O município de Juazeiro do Norte já recebeu a vacina Tetra viral que, neste mês, passa a ser disponibilizada nos centros de referencia como Centro de Dermatologia, SAME e Hospital Infantil Maria Amélia. Já no mês de outubro, a Secretaria de Saúde fará o medicamento chegar a todas as 64 unidades de saúde da família a fim de imunizar as crianças juazeirenses.

O Ministério da Saúde disponibilizou a vacina para crianças de 1 ano e 3 meses, que já tenham tomado a vacina tri viral com um ano de idade. Segundo a Secretária de Saúde de Juazeiro, Petrúcya Frazão, o governo federal vai incluir a vacina tetra viral no Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Sistema Único de Saúde. Ela previne contra o sarampo, caxumba e rubéola doenças já cobertas pela vacina tríplice viral ofertada pelo SUS.

A vacina imuniza, também, contra a catapora e Juazeiro recebeu 370 doses nesse primeiro momento. Em outubro, será disponibilizada uma quantidade maior já que tal campanha do Ministério da Saúde não aponta metas de vacinação para os municípios. Quanto a campanha de multivacinação, de 24 a 30 de agosto, a Secretaria de Saúde imunizou 3.295 crianças menores de 4 anos ou 52,08% da meta.

Assessoria de Imprensa Prefeitura municipal de Juazeiro do Norte


Moradores do Crato reclamam da demora em conclusão de obra


Moradores da Travessa Monsenhor Lima, bairro Pinto Madeira reclamam da demora na conclusão de trabalhos da SAAEC:


Veja no link abaixo:

http://g1.globo.com/videos/ceara/cetv-1dicao/t/juazeiro-do-norte/v/moradores-do-crato-reclamam-da-demora-em-conclusao-de-obra/2829378/

Fonte: TV Verdes Mares Cariri


HAPPY STORE - CONFECÇÕES


HAPPY STORE CONFECÇÕES

Produtos de qualidade, com bons preços e uma empresa genuinamente cratense !





Preço, qualidade, variedade


Os proprietários: Vera Veloso e Franzé Brito


As melhores marcas, os melhores preços.



Anuncie no Blog do Crato
A MAIOR VITRINE DO INTERIOR DO CEARÁ - 212.000 Acessos por mês
Entre em contato pelo e-mail:  blogdocrato@hotmail.com e marque uma visita

www.blogdocrato.com
Há 8 Anos, o Crato na Internet

Ministro Luiz Fux será relator de recurso que reabre julgamento do mensalão


Brasília – O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), será o relator dos recursos que reabriram o julgamento de 12 réus condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Eles tiveram pelo menos quatro votos pela absolvição nas condenações. A distribuição do processo foi feita eletronicamente.

Na sessão de ontem (18), por 6 votos a 5, o Supremo decidiu que 12 réus condenados na ação penal terão direito à reabertura do julgamento. O primeiro recurso a ser relatado pelo ministro Fux será o do réu Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, e primeiro a apresentar os embargos infringentes. Os recursos dos demais 11 réus também serão relatados por ele, quando chegarem à Corte.

No julgamento, 12 dos 25 condenados tiveram pelo menos quatro votos pela absolvição: João Paulo Cunha, João Cláudio Genu e Breno Fischberg (no crime de lavagem de dinheiro); José Dirceu, José Genoino, Delúbio Soares, Marcos Valério, Kátia Rabello, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz e José Salgado (no de formação de quadrilha); e Simone Vasconcelos (na revisão das penas de lavagem de dinheiro e evasão de divisas). No caso de Simone, a defesa pede que os embargos sejam válidos também para revisar o cálculo das penas, não só as condenações.

De acordo com o Regimento Interno do STF, outro ministro deve ser escolhido para relatar a nova fase do julgamento. Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski, relator e revisor da ação penal, respectivamente, não podem relatar os recursos. Os outros réus só poderão entrar com novo recurso, após a publicação do acórdão, o texto final do julgamento. A previsão é que o documento seja publicado em 60 dias. Com isso, o documento deverá sair no mês de novembro.

Na sessão de hoje, os ministros decidiram ainda dobrar de 15 para 30 dias o prazo para os réus entrarem com os embargos, após a publicação do acórdão. Neste caso, o plenário terá até a segunda quinzena de dezembro para analisar a questão. Após esse período, começa o recesso de fim de ano do STF, e as atividades serão retomadas em fevereiro de 2014.

O ministro Joaquim Barbosa pediu aos ministros a liberação dos votos para que o acórdão seja publicado com rapidez. “Peço aos colegas que liberem seus votos. Talvez nesta semana, terei prontas as ementas [resumos] dos embargos declaratórios”, disse.

Durante o julgamento sobre validade dos embargos infringentes, Luiz Fux votou contra a aceitação dos embargos infringentes, assim como Joaquim Barbosa, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Marco Aurélio. Votaram a favor os ministros Luís Roberto Barroso, Teori Zavascki, Rosa Weber, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello, que desampatou o placar.

Fonte: yahoo


E a Quadrilha se safou ? - Texto de Ruy Câmara


O Brasil precisa prender os ratos!

O STF, a mais alta Corte de Justiça do Brasil, está raquítica e com um dos pratos pendidos pelo desequilíbrio moral da balança. Como já era esperado, o STF decepcionou o Brasil e desmoralizou a si mesma ao remover do próprio horizonte os mais sólidos fundamentos de justiça, que é fazer justiça-justa. 

Lewandowsk (que atuou muito mais em defesa da quadrilha do que como magistrado) juntamente com o suspeitosíssimo, Dias Toffoli, com os novatos, Luís Roberto Barroso, Teori Zavascki, Rosa Weber, e Celso de Mello, aceitaram juntos os famigerados embargos infringentes e garantiram um novo julgamento aos 12 réus do Mensalão, todos condenados anteriormente pelo próprio STF, por crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e outros ainda mais graves.

À pretexto de legalismos jurídicos, Celso de Mello liquidou a fatura do MENSALÃO friamente e de quebra, concedeu aos marginais o direito de permanecerem livres, impunes e felizes com seus crimes por toda a restante eternidade. 

Os senhores togados do STF, com algumas exceções, estão com a cara do PT e suas decisões escancararam as portas para a endemia da impunidade sem cura, sem remédio e sem controle. 

Joaquim Barbosa e seus colegas, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Marco Aurélio, perderam a guerra moral para a quadrilha e o Povo brasileiro perdeu todas as esperanças na Justiça. 

Doravante o STF, instância que afeiçoou-se à ANTI-JUSTIÇA, será lembrada como SALVADORA DOS TRAMBIQUEIROS FEDERAIS, cuja sigla, STF, é sinônimo de SODALÍCIO DAS TRAPAÇAS FEDERAIS.

Ruy Câmara



Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30