xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 24/07/2013 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

24 julho 2013

A viabilidade ou Inviabilidade de um novo Parque de Exposições para o Crato


Sem consulta popular, não tem novo parque ! Ninguém irá passar por cima da vontade do Povo do Crato.


Segundo o arquiteto José Sales, uma das maiores autoridades em arquitetura no Nordeste:

O Parque de Exposições de Sobral é a imagem do abandono durante o ano todo...projetado ao Deus dará e sem viabilidade economica, financeira, urbanística e ambiental. 

"No projeto de um novo parque para o Crato, não existe "toque de caixa". O projeto precisaria ser feito (ter Licença Prévia Ambiental), passar por audiências públicas (obrigatório por Lei), ser desenvolvido a contento (coloque lá uns seis meses no mínimo), ter seus projetos complementares e orçamento básico, ser licitado à concorrencia pública (ter Licença de Instalação Ambiental)...um caminho de no mínimo 1 ano. E ainda tem problema seríssimo a resolver, porque a área do Palmeiral é um alagado ao lado do trajeto do Rio Granjeiro, uma situação ainda não resolvida a contento. Só a correção dos problemas do Rio Granjeiro vai levar metade do R$25 milhões "prometidos", que não existem no orçamento no Estado do Ceará."

José Sales


Crueldade pedagógica II - Por: Emerson Monteiro

Todas as transformações pedem o exercício da prudência, porém bem pouca, ou nenhuma, prudência demonstram aqueles que comandam os destinos da raça dos homens, pelo menos em termos visíveis, quando as doses e os remédios ministrados geram descompasso com a cura que desejam, isto em relação aos tratamentos que administram nas sociedades doentes do momento.

Numa fase histórica quando dificuldades parecem dominar a prática do bom senso, a educação se mostraria qual a alternativa fundamental. Valorização de professores, estabelecimentos, alunos, equipamentos, exigem resultados e firmeza de determinação, consciência limpa e espírito de humanidade, nos níveis elevados da cultura de sobrevivência da civilização decadente.

Ao observar os jovens estudantes submetidos à sanha capitalista, onde o valor principal é a imitação massificada nos países ricos, se identifica algumas punições em consequência da irresponsabildade adotada em razão dos métodos e encamin hamentos. Se é que aprenderam, os mentores não praticam a cultura que indicam as instituições oficiais, haja vista a improvisação que virou a história.  

Outro dia, presencieii a cena de criança entre 4 e 5 anos recurvada sob o peso de mochila enorme (5 a 7 kg), onde transportava seu material didático, que caiu de costas sacudindo braços e pernas, presa às alças do esquisito paraquedas, sem força voltar a ficar de pé. A imagem que guardei foi de uma tartaruguinha saída do ovo, virada de costas, submetida ao contrapeso do casco, indefesa, a pedir mão amiga que lhe pudesse desvirar.

Para que tanta bagagem sobre ombros tão frágeis? Seria um castigo indireto à fraqueza dos pais, omissos diante da sordidez deste mundo? Existe algo a ser modificado, eu sei que existe, sim; rumos a corrigir; erros a denunciar; que participar das renovações pelos exemplos ativos das pessoas que acreditam em mudança. Existe, busque e encontre na vontade de produzir os tecidos novos dessa colcha esgaçada.  

Coisa alguma justificaria os gastos em livros se só a fim de municiar as editoras apaniguadas, em prejuízo dos filhos; enriquecer trustes editoriais sem computar os excessos, crime continuado, conivência. Às autoridades cabem defender, sobretudo, o bolso do cidadão que lhes delega o poder; fora com as máfias do livro didático e outras mais!


Transigir com a saúde familiar, as matas, a riqueza do subsolo, e, de quebra, empenar o espinhaço dos filhos por conta da ausência de seriedade, nessa época e nesse chão de conformismos, isso dói na alma da gente. 

Museu de Paleontologia de Santana do Cariri abre programação alusiva aos seus 25 anos, na próxima quinta-feira


O Museu de Paleontologia da Universidade Regional do Cariri (URCA) abre, no próximo dia 25, programação científica e cultural alusiva aos seus 25 anos. O evento terá abertura solene da Reitora da Universidade Regional do Cariri (URCA), Professora Otonite Cortez, às 9 horas, no próprio Museu, juntamente com representantes da Prefeitura do Município e pesquisadores da área. Em seguida, haverá um momento de confraternização.

A programação com várias palestras será aberta às 14 horas, com a apresentação do Plano de Requalificação Urbana da cidade de Santana do Cariri, pelo arquiteto e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), José Sales. Em seguida, será ministrada palestra sobre Histórico das Pesquisas Paleontológicas da Bacia Sedimentar do Araripe, com o diretor do Laboratório da Paleontologia da URCA, Professor Álamo Feitosa. Às 16 horas, haverá visita ao Parque dos Pterossauros e a Exposição Permanente de Fósseis.

Três momentos especiais são reservados para sexta-feira, 26, com a realização de uma oficina de réplicas de fósseis e reciclagem, além de apresentação circense na praça com o grupo Trupzumba e exposição Talhado Jovens Paleontólogos, na Praça da Prefeitura, em Santana.

Homenagem da AL

O Museu da URCA recebeu homenagem da Assembleia Legislativa do Estado, no último dia 27 de maio, pelos seus 25 anos. A proposta da sessão foi feita pelo deputado estadual, José Teodoro Soares, ex-reitor da URCA. A cerimônia contou com a presença da Reitora da Universidade Regional do Cariri, professora Otonite Cortez, do criador e museu e ex-Reitor da Instituição, Plácido Cidade Nuvens, além de representantes da administração municipal de Santana, funcionários e guias mirins do Museu.

Durante a solenidade, foram agraciados com comenda, o coordenador do Museu, Professor Plácido Cidade Nuvens, a Reitora, e a prefeita de Santana do Cariri, Daniele Machado, representada na ocasião. Também esteve presente na solenidade, o geólogo e filho de Santana, João de Aquino Limaverde.

A Reitora da URCA, em seu discurso, destacou a história do museu desde a sua criação, em 1985. Referindo-se a Plácido Cidade Nuvens, disse que “ao criar o Museu de Paleontologia, ele homenageou a um só tempo o seu município, por ocasião do centenário de Santana, e dotou a Paleontologia do Brasil e do mundo de meio eficaz para pesquisas científicas, em torno da história da vida no planeta”, ressalta.

Museu recebe mais de 300 mil pessoas

Hoje, o Museu de Paleontologia é um dos equipamentos mais visitados da região, perdendo apenas para os lugares de memória do Padre Cícero Romão Batista. Em 2010, foi inaugurada a reforma e ampliação do Museu, com investimentos de quase R$ 1 milhão, com recursos do Tesouro Estadual. Mais de 300 mil pessoas, com registro de todos os continentes, já passaram pelo Museu de Paleontologia. Somente este ano, se somam quase dez mil pessoas. O local Possui um acervo de mais de nove mil peças, dentre as quais cerca de 1.500 expostas para visitação. São fósseis de dinossauros, pterossauros, peixes, tartarugas, rãs, lagartos, além de insetos, moluscos e uma coleção paleobotânica com folhas, flores, frutos e troncos. Está abrigada no equipamento a maior coleção de fósseis do Cretáceo do hemisfério sul da Terra. A plástica das peças que compõem o acervo do Museu é muita boa porque é composta de formas tridimensionais com tecidos moles preservados.

O Museu possui holótipos que são peças que foram usadas para descrever novos gêneros e novas espécies de seres vivos já extintos. É o único no mundo que possui todas as espécies de peixes já descritos na Bacia do Araripe, 32 espécies, tornando o Museu imprescindível para o estudo da evolução dos peixes, que é maior grupo de vertebrados. Possui uma excelente coleção de fósseis de pterossauros. Em Santana foram descritas 24 espécies desses répteis voadores.

Informações:
Universidade Regional do Cariri (URCA)


Profissionais da Secretaria de Saúde do Crato participam do II Fórum Sobre Aids



Acontece hoje, em Juazeiro do Norte, o II Fórum sobre Aids. O evento que terá inicio às 8 horas, no Teatro SESC Patativa, tem o objetivo de realizar o debate entre gestores, comunidade e ativistas LGBT sobre a importância do diagnóstico rápido do HIV, prevenção, assistência e tratamento da AIDS. O Fórum está inserido na programação de ações e atividades do projeto “Fique Sabendo”: Semana da Testagem para o HIV, durante as mobilizações de saúde do orgulho LGBT 2013 (Juazeiro do Norte CE), numa realização do Grupo de apoio a livre orientação sexual do Cariri – GALOSC, com o apoio e parceria do Departamento de DST/AIDS e hepatites Virais – do Ministério da Saúde, UNODC – Escritório das Nações Unidas Contra Drogas e Crimes, Articulação Brasileira de GAYS – ARTGAY, SESC – Serviço Social do Comércio de Juazeiro do Norte, Programa de DST/AIDS do Estado do Ceará, Programa municipal de DST/AIDS de Juazeiro do Norte, Secretaria Municipal de Saúde de Juazeiro do Norte, Governo do Estado do Ceará e Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte.

Estará representando o Governo Municipal do Crato, a Secretária Municipal de Saúde, Aline Franca, a Coordenadora de Educação em Saúde e Mobilização Social, Maria Iracema Mariano de Amorim, a Coordenadora do Programa Saúde na Escola –PSE a, Ana Carina Norões Botelho, e a Coordenadora  de DST/HIV/Aids, Nínive Barreto Xenofonte.

Fonte: PMC

Crato - Previsão do Tempo para hoje, Quarta-feira, 24 de Julho de 2013


Bom dia, Crato!


O nordeste hoje amanheceu mais triste e o Brasil sem um dos últimos remanescentes da verdadeira cultura musical nordestina. O músico Dominguinhos nos deixou no dia de ontem. Partiu e deixou órfã toda uma nação, que necessita cada vez mais de arte e de cultura verdadeiras. Dominguinhos nos deixou um legado de mais de 30 discos gravados com a mais pura música representativa do povo nordestino. Ao longo dos dias, iremos trazer homenagens a este, que seguramente, é um dos grandes gênios da música Brasileira.

Hoje a meteorologia prevê Dia de sol com algumas núvens e não chove.
Quarta-Feira, 24/07 - Nascer do sol: 05h51 Pôr do sol:17h37
Temperaturas: Max 31º e Min 20º
Ventos: SE a 17km/h
Umidade Relativa do Ar: 84% e min de 36%
Índice UV: Extremo 

Fontes: INPE e GOES12

www.blogdocrato.com
Desde 2005, registrando todo dia a história do Crato.





Artistas e autoridades lamentam a morte de Dominguinhos


Para parceiros musicais do cantor, nação nordestina ficou carente. Músico deixa importante legado para a cultura brasileira.

Artistas lamentaram o falecimento do músico Dominguinhos, que morreu nesta terça-feira (23), aos 72 anos, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ele lutava havia seis anos contra um câncer de pulmão. De acordo com o hospital, o músico morreu às 18h em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas. A filha de Dominguinhos, a cantora Liv Moraes, disse que não vai falar com a imprensa neste momento e viaja ainda hoje para São Paulo. Ela estava no Recife para participar de um show marcado para quinta (25) em homenagem ao pai. A produção informou que o evento está confirmado e parte da renda arrecadada será enviada à família para ajudar nas despesas com velório e enterro. Veja, abaixo, a repercussão de artistas sobre a morte de Dominguinhos:

Banda Araketu - "Turma do ARA, hoje é um dia muito triste para a música brasileira. Dominguinhos nos deixou, mas deixou um legado."

Beth Carvalho (cantora, no vídeo ao lado) - “Ele era um grande compositor e uma grande pessoa. Ele honrou essa música nordestina maravilhosa”.

Cezzinha (sanfoneiro e herdeiro musical) - “Deus faz sempre o melhor. Eu estou abalado com a morte, mas feliz porque ele estava sofrendo muito. Dominguinhos era a prova viva de uma arte forte, que eu sempre respeitei e vou continuar mostrando. Ele dedicou toda a sua vida a ajudar às pessoas, e foi tudo em minha vida. Toquei a primeira vez com ele no meu aniversário de 14 anos e nunca mais nos separamos”.

Danilo Caymmi (cantor e instrumentista) - “Meu irmão [Dori] me contou uma história sobre Dominguinhos que fiquei impressionado. A Nana morava no Leblon e uma vez Dominguinhos foi até lá no apartamento dela mostrar aquela música, ‘Contrato de separação’. Acontece que quando ele terminou de tocar a música, o prédio todo aplaudiu. Foi uma coisa incrível, emocionante, ninguém esperava. Um compositor desse quilate, dessa riqueza melódica são muito difíceis de encontrar atualmente. Ele era um grande melodista. Eu acho que ele transcende o som, a música nordestina, ele tem uma sofisticação muito grande.”

Djavan (cantor e compositor) - "Dominguinhos é um músico extraordinário, que a gente ama desde sempre. O talento plural de ‪Dominguinhos‬ permanecerá para sempre como uma das maiores referências da nossa música!"

Dori Caymmi (cantor e instrumentista) - “Fiquei muito triste com a morte dele. Esse era uma das exceções! Um dos músicos mais brilhantes do Brasil. Eu tive a sorte de trabalhar e de cantar com ele. Tem a história linda de quando ele foi mostrar 'Contrato de separação' pra Nana. Eu fiquei arrepiado, nunca vi coisa igual, foi inesquecível. O prédio inteiro aplaudiu. Eu que fiz o arranjo para a Elba Ramalho. Na época, quando fomos gravar no estúdio, eu coloquei uma nota que ia em outra direção na música. Ele veio, delicadamente, e me disse: 'Maestro, esse arranjo é lindo, mas esse acorde vai tirar o leite das crianças'. Eu aprendi uma lição neste dia, que às vezes é melhor você ficar dentro do ambiente da música do que botar uma coisa que não combine, só para ser moderno. Nesse dia aprendi uma lição inesquecível. As pessoas estão morrendo muito cedo. Já foi Tom Jobim, há pouco foi Emílio, agora ele. A coisa está feia. É muito difícil perder Dominguinhos, especialmente quando a música vai por um caminho tão feio e tão pouco brasileiro. Ele tocava com simplicidade e força que só esses grandes músicos do Nordeste conseguem. A vida não é muito justa com as pessoas, mas fica a saudade de Dominguinhos, um dos maiores compositores e acordeonistas que conheci. Sou absoluto fã."

Elba Ramalho (cantora) - "Lá se vai o meu amor, deixando uma grande saudade... Dominguinhos, eterno amor, amizade sincera. Meu coração chora a morte do amigo querido. Rezando por ti, querido!".

Eduardo Campos (governador de Pernambuco) - "Dominguinhos expressou como ninguém a alma nordestina. Suas canções e sua criatividade genial constituem para sempre parte fundamental da cultura brasileira. Em nome do povo de Pernambuco, do meu próprio e da minha família, quero manifestar o meu pesar e a minha solidariedade à família e aos amigos deste grande brasileiro".

Fagner (cantor e compositor, no vídeo ao lado) - “Dominguinhos foi um parceiro muito próximo na minha vida artística e pessoal, um cara muito amigo. Quando ia a Fortaleza, frequentava a minha casa, mesmo quando eu não estava. Ele chegava todo carinhoso, me chamava de Raimundo, coisa de irmão mesmo. Ele está presente na minha carreira desde o meu primeiro disco, gravamos ‘Último pau de arara’, que tem tudo a ver com a nossa história, de nordestinos. Tocou na minha banda, depois tocou com muita gente e ainda continuava produzindo. Gravei com ele ‘Pedras que cantam’, que foi um grande sucesso. Ele sempre me ligava, cantava músicas novas por telefone e eu me emocionava muito porque tinham muita sensibilidade, era um compositor incrível. Ano passado, toquei com ele na inauguração do novo prédio da Assembleia [Legislativa] do Ceará, e eu sabendo que ele já não estava bem, gravei tudo e devo lançar em DVD este ano em homenagem a ele. Foi a nossa despedida”.

Flora Gil (produtora e mulher do cantor Gilberto Gil) - "E mais um link da gravação de Gilberto Gil e o nosso querido e eterno Dominguinhos", citando um trecho da gravação do DVD "Fé na Festa", do baiano.

Geraldo Alckmin (governador de São Paulo) - "Meus sentimentos aos familiares e amigos do Dominguinhos, que faleceu aos 72 anos no início desta noite em São Paulo".

Geraldo Julio (prefeito do Recife) - "O Nordeste vai dormir mais triste hoje sem a sanfona de Dominguinhos. Um dos maiores representantes do nosso talento e da nossa capacidade de lutar. Em nome do povo do Recife, cidade que Dominguinhos declarou ser apaixonado em forma de música, quero lamentar sua passagem e oferecer nossa solidariedade aos familiares e amigos".

Ivete Sangalo ‏(cantora) - "Vá em paz Dominguinhos. Sentirei saudade do seu sorriso, mas vc é maravilhoso e nos deixou a sua música…"

Karina Buhr ‏(cantora) - "Mestre, agora a gente que chora. DOMINGUINHOS, preciosidade dessa vida!! E das outras vidas...".

Marina Elali (cantora) - "Acabei de receber a triste notícia de que o nosso mestre Dominguinhos nos deixou. Meu coração está triste. A música brasileira também. Vamos rezar por ele, pela família. Obrigada por tudo, meu mestre e amigo Dominguinhos. Descanse em paz. Você iluminou muitas vidas através da sua música, do seu jeito especial de ser. Tive a sorte de conhecer você, cantar com você, aprender com você. Obrigada".

Nana Caymmi (cantora) - “A dor que eu sinto é porque tive um convívio muito grande com ele, há muitos anos fui apresentada a ele. É uma pessoa iluminada, uma pessoa boa. Se você olha no rosto, é aquele nordestino preocupado com a seca, preocupado com as coisas daquele lado tão sofrido do país, que a gente não tem noção. Perdeu-se, não vai voltar mais, foi ao vento. A coisa mais bonita foi quando ele me deu 'Contrato de separação'; foi uma das coisas mais importantes da minha vida. Ele tocou o acordeão dele no meu apartamento, me apresentando a música e o prédio inteiro aplaudiu. Dentro da minha sala estávamos eu, Dori [Caymmi] e Domiguinhos e, de repente, acontecem esses aplausos estridentes. Agora já sei que é mais outra música que vou cantar chorando. Não tenha dúvidas de que a lembrança fica. Vai ser difícil eu não lembrar de Dominguinhos”.

Nando Cordel (cantor e compositor; com Dominguinhos, fez “De volta para o meu aconchego” e “Gostoso demais”) - “Eu o conheci quando batalhando em São Paulo fui mostrar uma música à esposa dele, que era cantora. Ela que sugeriu a parceria, e acabamos compondo naquele dia ‘Olha, isso aqui tá muito bom’. Foi daí que eu comecei minha carreira musical. Ele é um dos mais importantes instrumentistas".

Oswaldinho do Acordeon (instrumentista) - “Tínhamos um vínculo muito grande. Agora só ficou a saudade. Ele era um exemplo de humildade sem tamanho. Ele tinha o dom de tocar bem e ter o pé no chão”.

Renato Borghetti (arcodeonista) - “É uma notícia muito triste. Falávamos dele antes da apresentação e, infelizmente, chegou essa informação. Não esqueço do que ele dizia, que era melhor uma nota bem colocada em vez de dez notas rápidas”, lembrou, acrescentando que vai fazer uma homenagem ao artista durante o show.

Roberta Miranda (cantora) - "Minha homenagem ao nosso querido Dominguinhos !! Tive o prazer de homenagear com a musica forrepeando Seu Domingos. ele tocou sua linda Sanfona e sorriu muito na frase (mas pra tocar este fole com tanto carinho... Tem que ser Dominguinhos )#triste"

Sandra de Sá (cantora) - "DOMINGUINHOS!!!! O MUNDO ESTA SEM PALAVRAS!!!"
Santanna (cantor e compositor) - "Ele é considerado o maior sanfoneiro do mundo, e deixa a nação nordestina carente com essa partida. O mais importante é saber que ele deixa um grande legado na música, pois era um gênio na sanfona, explosivamente criativo, e tinha uma maneira de ser generosa, humilde e genial. Espero que geração de seguidores que ele deixou leve à sério o legado".
Solange Almeida (vocalista da banda Aviões do Forró) - "Há 3 anos entrei num avião e achei um jornal amassado e curiosamente peguei pra ler, e pra minha surpresa tinha uma entrevista de Dominguinhos e ele falava sobre mim...Em meio as palavras duras criticando o forró, ele me elogiou. Fiquei muito emocionada e feliz em saber que ele admirava meu trabalho e era meu fã. Meses após, nos encontramos em um show na Bahia e ele entrou no meu camarim dizendo assim: 'Vim conhecer a dona dessa voz maravilhosa'. Fiquei sem graça e agradeci tamanha gentileza. Ele me convidou pra cantar no palco dele, mas infelizmente tinha outro show, então eu retribuí o convite e ele prontamente pegou a sua sanfona e tocou a canção "MEU XODÓ" e eu juntamente com @xandaviao, tbm emocionado, começamos a cantar. Ano passado repetimos a dose.. Infelizmente esse ano ele não abrilhantou os palcos do Brasil com toda a sua maestria. Ficou um vazio imensurável. Hoje, o céu está em festa e recebe mais uma estrela de primeira grandeza. Vá em paz, Dominguinhos"

Tato (vocalista da banda Falamansa) - “Poxa, para nós que trabalhamos com o forró pé de serra e buscamos levar a bandeira da cultura brasileira, ele era nossa grande base. Não só musical como de boas intenções, simplicidade e humildade. A maior influência viva que tive foi de Dominguinhos. Para nós, o aval de Dominguinhos sempre foi o maior selo de forró que a gente poderia ter. Tenho certeza que ele está num ótimo lugar, com tudo o que ele mais gostava e uma sanfona no peito. Vai deixar saudades”.

Teodoro e Sampaio (cantores) - "A música popular brasileira perde mais um de seus maiores representantes, faleceu há pouco o grande Dominguinhos...."

Vanessa da Mata (cantora) - "Amado e talentoso Dominguinhos, que estava na cama de um hospital há muito tempo, sofrendo muito. Que Dominguinhos tenha o amor e a paz na mesma proporção da beleza e paz que suas canções nos proporcionam. Muito amor sempre. Que Deus te dê alívio e te guarde em paz".

Waldonys (sanfoneiro) - “Meu relacionamento com Dominguinhos era de uma amizade muito forte, que ia além da música, quase de pai para filho. Por ele, conheci Luiz Gonzaga. Fui morar nos Estados Unidos tocando sanfona, toquei com Fagner, Zé Ramalho, Marisa Monte, então, se eu sou algo musicalmente, consegui por causa dele. Por ser uma pessoa tão iluminada e grande, como ser humano, Deus decidiu ir tirando a vida dele devagarzinho para não ser cruel demais conosco”.

Zezé Di Camargo e Luciano (cantores) - "Adeus mestre Dominguinhos!!! Nosso respeito e admiração a esse homem que encantou o Brasil com sua humildade e seu talento!".

Fonte: G1

Homenagem a Dominguinhos marca show no Santuário de Aparecida


Elba Ramalho ergue as mãos para pedir a homenagem ao amigo Dominguinhos. (Foto: Reprodução/TV Vanguarda)

Uma homenagem de Elba Ramalho ao cantor Dominguinhos, que morreu nesta terça-feira (23), aos 72 anos, marcou o show que abriu as festividade da visita do Papa Francisco a Aparecida. Um dia antes da chegada do pontífice argentino, artistas como Agnaldo Timóteo, Jair Rodrigues, além de cantores sertanejos e religiosos subiram ao palco montado na Tribuna Dom Aloísio Lorscheider e animaram um público estimado pelo Santuário Nacional em quatro mil pessoas.

De acordo com o Santuário Nacional, os artistas foram selecionados por serem católicos e devotos de Nossa Senhora. O tributo, realizado no Pátio das Palmeiras, teve início por volta das 20h e cada artista cantou três músicas. O evento 'Tributo a Nossa Senhora' durou três horas e meia. A paraibana emocionou o público ao pedir que todos levantassem as mãos e fizessem uma oração pelo amigo sanfoneiro. "Agora ele já partiu e não está mais com a gente. Vamos orar pelo sufrágio da alma do Dominguinhos", disse a cantora no palco e logo em seguida, ao lado da imagem da santa, cantou um dos seus maiores sucessos, 'De volta para o meu aconchego'.

Manoel Brasiliano, de 68 anos, chegou a cidade na tarde de terça-feira e acompanhou o show. "Vim especialmente para a visita do Papa Francisco, com a roupa do corpo mesmo. Isso (o show) é a coisa mais linda, vou ficar aqui a noite toda, não me importo com o frio. Me considero um cara de 20 anos na JMJ", disse.

José Antônio Xavier, de 48 anos, e a esposa Roseli Xavier, de 37, acompanharam o show na companhia de um dos quatro filhos e admitiram bastante ansiedade para a missa do Papa Francisco na cidade. "Está muito legal o clima na cidade. Estar aqui, nossa presença no mesmo local que o Papa vai estar já é muito bom para nós", disse José, que veio de Vargem Paulista Grande para a visita do pontífice argentino.

G1

Petrobras investirá R$ 200 milhões em captação da água da chuva no Nordeste


A Petrobras vai investir R$ 200 milhões em 12 meses na implantação de um sistema para captação de água da chuva no semiárido nordestino, um projeto que ajuda o governo a amenizar a pior seca dos últimos 50 anos.

O investimento ocorre em um momento no qual Estados nordestinos reclamam da redução das operações da companhia na região, o que é negado pela empresa. Na segunda-feira (22), a presidente da Petrobras, Graça Foster, era esperada no Rio Grande do Norte para inaugurar as primeiras cisternas, mas foi substituída pelo diretor de Exploração e Produção, José Formigli.

Segundo a Petrobras, Graça desistiu de ir ao município de Areia Branca porque no dia anterior foi participar de evento com o papa Francisco e não chegaria a tempo. Para o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura Adriano Pires, o anúncio é negativo. "Quando a gente pensa que o governo aprendeu a lição e não vai mais usar a Petrobras, acontece isso. Não tem investidor que aprove esse investimento." A ausência de Graça diminuiu o impacto da manifestação que o Sindipetro-RN (Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Norte) preparou para recepcioná-la.

"Fechamos um trecho da BR-110, entre Mossoró e Areia Branca, para protestar contra a desmobilização da Petrobras nos campos terrestres, aqui, na Bahia, Espírito Santo, Alagoas e Ceará", disse Marcio Dias, secretário-geral do Sindipetro-RN. Segundo ele, a Petrobras já teve 14 sondas terrestres de perfuração no Estado. Hoje, só tem duas. "A Petrobras está tirando daqui para colocar no pré-sal, provocando desequilíbrio, desemprego. É uma volta ao passado, quando só investia no Sudeste", diz Dias. A Petrobras disse que está investindo em um oleoduto de 100 quilômetros de extensão e no sistema de injeção de água no campo de Canto do Amaro, para reverter o declínio natural do campo. 

Folha Online




Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30