xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 09/01/2013 - 10/01/2013 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

30 setembro 2013

Boqueirão de Lavras - Por: Emerson Monteiro

A cinco quilômetros da sede do município de Lavras da Mangabeira, região do Sertão do Salgado, no Estado do Ceará, localiza-se um dos mais belos fenômenos naturais de que se tem notícia em todo Nordeste brasileiro, o chamado Boqueirão de Lavras.

Talhado em serra de primorosa formação calcária, erosão espontânea ocasionada pela força das águas, o monumento geológico apresenta fenda de 40m de largura por 96 de altura, na Serra do Boqueirão, lavrado pelo leito contínuo do Rio Salgado, um dos afluentes principais do Jaguaribe, cujas águas desses trechos alimentam o Açude do Castanhão.

O Boqueirão representa dois contrafortes rochosos de massa pouso resistente, segundo o engenheiro inglês Jules J. Revy, responsável pelos estudos preliminares realizados para uma provável construção, naquela área, de reservatório, obra cogitada no tempo do Império, o qual ainda acrescentou ao seu parecer as outras dificuldades técnicas restritivas que se enfrentaria de fixar escoadouro sobre rocha sólida (à época inexistiam os recursos materiais desenvolvidos pela moderna tecnologia da construção posterior), caso levada adiante dita pretensão.

Cantado em prosa e verso através das produções de quem o conhece, este tradicional evento reserva no seu interior aspectos peculiares de relevo pitoresco, quais salões atapetados, móveis diversificados de mesas, altares, todos guarnecidos de toalhas, baixelas ornamentais e o desenho nas pedras de um carneiro, imagem encontrada pelos pesquisadores noutros fenômenos de cavernas, figura recorrente e símbolo mágico dos lugares montanhosos.

Numa longa caverna vazada sob as paredes de pedra do Boqueirão, depreende-se uma mãe d’água, isto é, lago interior cavado e conservado no íntimo dos penhascos, efeito visível noutros rios e que persistentes mesmo nos períodos de estio. Constituídas de águas cristalinas e calmas, apreciadas pelos animais silvestres, as mães d’água são chamadas também de camas da Iara, a deusa das águas. Segundo a tradição, em circunstâncias próprias, de raro em raro, essa personagem mitológica seria vista pelos afoitos aventureiros que procuram esses pousos recolhidos.

No Boqueirão de Lavras, a lenda marca presença por meio do folclore regional da Iara, bem como em torno da existência do Carneiro de Ouro, avistamentos narrados em ocasiões especiais pelos habitantes da região, afirmações legendárias que servem de contorno à beleza do marco original até hoje pouco explorado em termos turísticos, no que pesem as políticas oficiais do setor, no mundo inteiro.

A gruta desta formação rochosa fica numa elevação de cem palmos acima do leito do poço, abóbada achatada onde pululam milhares de morcegos, bichos típicos dos sítios longe do movimento intenso da civilização.

Na verdade, o Boqueirão surpreende os visitantes ocasionais do município, sem, no entanto, dispor do mínimo de infra-estrutura, o que facilitaria sua melhor abordagem. Uma estrada carroçável de piçarra permite o acesso de automóveis, contudo carece do mínimo de conforto aos que pretendem demorar algum tempo no local. 

(Foto: Jackson Bola Bantim).

Crato - Vereador Bebeto diz que o Poder legislativo do Crato está entregue às baratas


"O Prefeito do Crato está fazendo do Crato um verdadeiro celeiro, porque da educação, nós não temos nada. Da saúde, ande em todos os postos de saúde, que não está funcionando praticamente nada." ( Bebeto Anastácio - vereador )

Crato - Em entrevista concedida ao repórter Ed Alencar, na última semana, o vereador Bebeto Anastácio declarou dentre outras coisas, que o poder legislativo do Crato está entregue às baratas. Bebeto sentiu-se indignado com a votação ocorrida na câmara sobre um projeto de lei enviado pelo poder executivo que segundo ele, poderá provocar aumentos de até 300 por cento em alguns impostos municipais, sem que os vereadores ao menos soubessem em que estavam votando. Segundo o vereador, o legislativo do Crato está agindo como se fosse uma extensão do braço do poder executivo: 

"Eles...votaram um projeto sem ler. Eles não sabem nem o que está acontecendo. Vou entrar na justiça anulando esta sessão porque eu pedi a cópia do projeto ao presidente e ele não me deu, ele negou, falei com o líder que eu queria a cópia e não foi entregue, falei na secretaria que queria a cópia do projeto e não entregaram, e os vereadores mais uma vez aqui votaram um projeto de lei sem a sua devida análise. Aqui eles querem que a gente vote o projeto sem ler o projeto, um projeto importantíssimo, que é o projeto do tributo municipal...os vereadores do município do Crato, com excessão do Amadeu de Freitas ( onde segundo passaram para o vereador Amadeu de Freitas vai ter imposto que vai subir 300 por cento ) então, quem tem que tomar assento na câmara municipal é o povo do Crato, porque nós estamos acabando com o processo democrático, nós estamos acabando com a sociedade Cratense aqui na câmara municipal, só em não dar o direito de um vereador ler um projeto para poder emitir o seu voto. 

Vou entrar na justiça pedindo a suspensão desta sessão, para que a gente não venha a votar um projeto do município de londrina falando sobre tributo municipal. Nós votamos aqui um projeto sem ler, e é um projeto destinado ao município de Londrina. Então, eu ia votar um projeto importantíssimo sem ler ? O legislativo do Crato está agindo como se fosse uma extensão do braço do poder executivo, e isso não pode acontecer porque fragiliza a democracia, fragiliza toda uma sociedade. Quem o povo vai solicitar ? Quem o povo vai confiar, se quem é pra tá cobrando, analisando, debatendo, está servindo de braço extenso do poder executivo municipal ? 

PODER LEGISLATIVO ENTREGUE ÀS BARATAS

Declarou ainda o vereador Bebeto Anastácio:

"O poder legislativo do Crato está entregue às baratas.  Todas as vezes que tem uma matéria aqui de relevância, o executivo tenta lotar este plenário com os cargos de confiança; Hoje estavam aqui os coordenadores de área, como "Galego" e vários outros pra ver se pressionam os vereadores e a sociedade civil, mas não vamos deixar acontecer, entrarei porque o meu direito, o direito do vereador de analisar o projeto, não foi dado. A câmara municipal do Crato tem que ser totalmente revista, e outra coisa, fora outras denúncias que farei amanhã da administração interna da Câmara Municipal. 

PODER EXECUTIVO FAZENDO FESTAS

"O povo do Crato já era pra ter feito o que o povo de Juazeiro fez, cumprir o seu papel de soberania popular e fazer com que o legislativo trabalhe em prol da comunidade. Fazer com que o executivo deixe de interferir no legislativo, fazer com que o executivo deixe de fazer festas, volte a trabalhar a saúde, educação, que estão uma negação no município do Crato. O prefeito do Crato está fazendo do Crato um verdadeiro celeiro, porque da educação, nós não temos nada. Da saúde, ande em todos os postos de saúde, que não está funcionando praticamente nada. Então, ao invés dele estar interferindo no poder legislativo de forma arbitrária, ao invés do legislativo estar sendo aqui subserviente do poder executivo, vamos lutar por melhorias para nossa comunidade, para nossa população."

"Eu estou indignado porque não me deram o direito de ao menos ler o projeto. um projeto que mexe com mais de 120 mil pessoas, mais de 120 mil vidas. Eles estão tratando o povo do Crato como se fosse VOTO, título eleitoral, enquanto nós estamos tratando o povo do Crato como cidadão, como pessoas condignas, como seres humanos. E eles todos, boa parte do legislativo e do poder executivo está tratando o povo do Crato como se fosse simplesmente número de um título eleitoral e uma seção. Isso é o que tá acontecendo." 

Bebeto Anastácio
Em entrevista ao repórter Ed Alencar
www.blogdocrato.com


Para você Refletir - Por Maria Otilia

Diariamente somos surpreendidos por notícias de muitos desmandos   daqueles que dizem ser nossos representantes tanto no poder legislativo como executivo.A última notícia que causou mal estar em toda a sociedade cratense, foi  o Projeto de Lei que reajusta alguns dos impostos municipais. A revolta da comunidade   é maior porque segundo alguns  vereadores ,os percentuais dos reajustes são considerados abusivos. Sem levar em conta que o nosso município não  tem investido em programas de geração de emprego e renda, que o comércio está  estagnado .A  maioria das famílias de baixa renda vivem  de programas sociais como o " Bolsa Família".
E o que é mais intrigante é o fato da rapidez com que nossos representantes  do legislativo aprovam estas matérias. Inclusive não discutindo, não oferecendo ao povo a oportunidade de questionar, de saber o porquê destes  reajustes.Infelizmente não acontece da mesma forma, quando se  trata de matérias como a criação de "vagas" para que todos os concursados sejam efetivados, reajuste dos salários dos professores, investimentos na área da educação, saúde, etc. Projetos de leis que beneficiam os funcionários  públicos quase que " adormecem"  na Câmara de Vereadores.Anteriormente publiquei um texto que falava da função do vereador. Posto agora um texto que fala do que é o verdadeiro poder. Poder este que alguns dos nossos representantes  pensam que é eterno.E por está  no poder e com o poder nas mãos,  não  se preocupam em analisar o que estão criando, votando e aprovando.E se quer se este ou aquele projeto de lei é de utilidade pública.É mais cômodo agradar a quem elaborou um projeto de lei  descontextualizado,às vezes plagiado,  do que ser um questionador, investigador, formador de opinião. Faça uma boa leitura deste texto:

  O Verdadeiro Poder




"Era uma vez um guerreiro, famoso por sua invencibilidade na guerra. Era um homem extremamente cruel e, por isso, temido por todos. Quando ele se aproximava de uma aldeia, os moradores saiam correndo para as montanhas, onde se escondiam do malvado guerreiro. Subjugou muitas aldeias.

Certo dia, alguém viu ele se aproximar com seu exército de uma pequena aldeia, onde viviam alguns agricultores e entre eles um velhinho, muito sábio.

Quando o pessoal escutou a terrível notícia da aproximação do guerreiro, tratou de juntar o que podia e fugir rapidamente para as montanhas. Só o velhinho ficou para trás. Ele já não podia fugir. O guerreiro entrou na aldeia e foi cruel, incendiando as casas e matando alguns animais soltos pelas ruas.

Até que chegou na casa do velhinho. O velhinho, quando o viu se assustou. E sem piedade, foi dizendo ao velhinho que seus dias haviam chegado ao fim. Mas, que lhe concederia um último desejo, antes de passá-lo pelo fio de sua espada. O velhinho pensou um pouco e pediu que o guerreiro fosse com ele até o bosque e ali lhe cortasse um galho de uma árvore. O guerreiro achou aquilo uma besteira.

-"Esse velho deve estar gagá. Que último desejo mais besta".

Mas, se esse era o último desejo do velhinho, havia que atendê-lo. E lá foi o guerreiro até o bosque e com um golpe de sua espada, cortou um galho de uma árvore.

-"Muito bem", disse o velhinho.

-"O senhor cortou o galho da árvore. Agora, por favor, coloque esse galho na árvore outra vez." O guerreiro deu uma grande gargalhada, dizendo que esse velho deve estar louco, pois todo mundo sabe que isso já não é mais possível, colocar o galho cortado na árvore outra vez. O velhinho então lhe respondeu:

- "Louco é você que pensa que tem poder só porque destrói as coisas e mata as pessoas que encontra pela frente. Quem só sabe destruir e matar, esse não tem poder. Poder tem aquela pessoa que sabe juntar, que sabe unir o que foi separado, que faz reviver o que parece morto. Essa pessoa tem verdadeiro poder".



Autor desconhecido

História Eclesiástica de Lavras da Mangabeira - Por: Emerson Monteiro


Em minhas mãos o livro mais recente de Rejane Monteiro Augusto Gonçalves, denominado História Eclesiástica de Lavras da Mangabeira, lançado no Cariri por ocasião do bicentenário da Paróquia de São Vicente Ferrer (30 de agosto de 2013). Na época, um filho da localidade, Padre José Joaquim Xavier Sobreira seria seu primeiro vigário.

A ilustre pesquisadora vem assim de produzir trabalho da maior envergadura, ao nível de qualidade de outros trabalhos da sua autoria, dentre eles a reedição do livro Os Augustos, cuja ampliação atualizou do que originalmente escrevera Joaryvar Macedo.

Nessa obra que vinda a lume, circunscreve desde os primeiros passos eclesiásticos brasileiros, com ênfase no crescimento da instituição romana pelo Nordeste. Rejane mergulha nos detalhes minuciosos dos registros da paróquia de Lavras, obtendo acervo definitivo e valioso a quem pretenda conhecer a fundo todos os meandros da Igreja nas terras sertanejas.

Desde os passos mais remotos do Catolicismo, dos vínculos com o Império, o livro disponibiliza datas e feitos, através de estilo estruturado, demonstração do fôlego empregado na intenção que abraçou com tamanha virtude.

Em acréscimo ao mérito de cumprir o objetivo a que se propôs, e recolher no tempo os elementos históricos da antiga freguesia até os dias dagora, a autora ainda acrescentou à edição rico acervo fotográfico e mapas relativos ao território da pesquisa, oferecendo, inclusive, gráficos e nomes das autoridades que compunham o universo político de épocas distantes do lugar.

A publicação, nas orelhas, contém texto do escritor lavrense Dimas Macedo, paladino incansável da intelectualidade cearense, qual Rejane Monteiro também titular de cadeira na Academia Lavrense de Letras.

Digno, pois, dos merecidos elogios o presente livro da pesquisadora, o que, decerto, vem enriquecer os estudos da nossa vida religiosa sob o prisma da civilização europeia em terras do Novo Mundo.


29 setembro 2013

VÍDEO - Instalação do Semáforo na Av. Thomaz Ostherne, na Vilalta.


Parabéns ao povo da Vilalta, que foi às ruas, fez barricada, carregou cartazes e se movimentou para isso. Se tivessem feito há 10 anós...há 10 anos já teríamos o semáforo. Isto prova mais uma vez que o povo unido, organizado consegue tudo que os políticos geralmente negam à população. É preciso que esses movimentos continuem, com outras reivindicações para a cidade do Crato. Duas vitórias recentes: Este semáforo e a permanência da Expocrato no Parque Pedro Felício Cavalcante, que queriam remover para o palmeiral, mas o poder do povo foi maior.


Por: Dihelson Mendonça

Dulcéria e Fideralina - Por: Emerson Monteiro

Aos interessados na história do feudalismo nordestino é fato consumado o mandonismo de Fideralina Augusto Lima, no correr das léguas em volta de Lavras da Mangabeira, no Ceará. Entretanto a matriarca topou com adversidades no império, dentre as quais de pessoas da própria família. Nas suas irmãs mesmas, Dulcéria Augusto de Oliveira, de alcunha familiar Pombinha, esposa do autorense Simplício Carneiro de Oliveira, e seus filhos, lhe confrontariam a autoridade dentro do clã dos Augustos.

Segundo o escritor Dimas Macedo... Conduta oposicionista (essa) que a velha Pombinha soube muito bem transmitir aos seus descendentes, especialmente aos coronéis José Augusto de Oliveira e Antônio Augusto de Oliveira, o primeiro dos quais, em Lavras, por dilatados anos, liderou a militância oposicionista ali desencadeada contra o Coronel Gustavo Augusto e seus comandados.

Ferrenha antagonista da irmã mais velha, Dulcéria sustentaria distância entre si sobretudo depois das ocorrências trágicas de 09 de janeiro de 1922, quando, nas ruas de Lavras, numa pugna aberta, pereceram o major Eusébio Tomás de Aquino e dois netos de Dona Pombinha, os irmãos Simplício Augusto Leite e José Leite Filho, Zezinho, sendo este também genro de Fideralina, cuja facção pagaria o preço elevado, um ano depois, da perda do Coronel Gustavo Augusto, em Fortaleza, vítima de atentado perpetrado por filho do Major Eusébio. O custo dessas vidas causaria, pelo resto da existência, afundamento intransponível do fosso existente no seio das famílias envolvidas.

Seus inimigos políticos mais notáveis foram os filhos de Dulcéria Augusto de Oliveira, “a velha Pombinha”, irmã de Fideralina: os coronéis José Augusto de Oliveira e Antonio Augusto de Oliveira, o primeiro dos quais liderou, em Lavras, a militância oposicionista contra o coronel Raimundo Augusto Lima. Maria Gláudia Férrer Mamede

Já na idade provecta, Dindinha, sentindo o peso da idade, enviaria emissário até Pombinha, na intenção de merecer o perdão na forma uma visita de cortesia ao Tatu, onde vivia, e assim regressarem as boas relações.


Dulcéria, no entanto, apenas responderia que nada mais tinha contra a outra, porém que ambas permanecessem cada qual no seu lugar. E só. 

Juazeiro e Crato estão pegando fogo – por Luitgarde Oliveira Cavalcanti Barros (*)


  E na fogueira, claro, haverá sempre alguém sendo incinerado!  Depois de mais de cem anos de fogueira para o Padre Cícero, incólume às chamas da inveja e da calúnia, pela primeira vez um Bispo da Diocese do Crato vem ao Juazeiro, não para “tentar humilhar o Patriarca do Juazeiro”, mas para, unindo-se a seus romeiros, calar os ecos da “maldição eclesiástica”, clamando pela revisão histórica de um MÁRTIR – o Santo do povo sertanejo e de todos os “mal aventurados nordestinos”.
   Interessante é se refletir sobre o destino de Padres, desde Ibiapina, envolvidos em conflitos no Cariri, principalmente no Crato e no Juazeiro. Às vésperas da preparação de grandes eventos marcando efemérides do Juazeiro e do Crato, as primeiras cantando-se loas à vitória da Terra da Mãe de Deus na Invasão de Juazeiro em 1914 e homenagens à Beata Maria de Araujo em quem se consubstancia o milagre do “sangue de Jesus derramado nas hóstias oferecidas à pobre devota de Nossa Senhora das Dores e do Padrinho Cícero Romão Batista”.
   As outras demarcam a nunca perdoada invasão do Crato e a longa marcha dos romeiros do cratense Cícero com destino a Fortaleza, onde derrubaram pelas armas Franco Rabelo, enquanto se deslumbravam com “O MAR”!
   Notícias da campanha visando à desmoralização e o afastamento do Bispo Dom Fernando Panico, penso em tudo que moveu populações de todo o Nordeste para defender seu Santo no Juazeiro e me pergunto: o que existe por trás de uma noticiada (e não confirmada) lista de assinaturas de padres contra seu Bispo (Que procura legalmente junto à hierarquia da Igreja Católica a Revisão histórica da Questão Religiosa do Juazeiro), visando, no futuro a beatificação e santificação do Padre Cícero? Esse movimento de autoridades econômicas, religiosas e comunicacionais do Juazeiro e do Crato, tão distantes dos seguidores romeiros do Meu Padrinho, serve à causa do Patriarca? Que benefícios trazem ao povo do Padre Cícero essas violações da lei de reciprocidade de trato, com alguém que veio de tão longe, para ver o Juazeiro não como uma terra de bandidos e fanáticos, não para execrar, mas para louvar as virtudes do Nosso Padrinho e de seu povo?
   Será possível que velhos ódios sejam requentados até à efervescência, apagando os últimos anos, até que o atual personagem hostilizado se torne maior que a Primeira Autoridade Eclesiástica a acompanhar as romarias confessando e abençoando o povo do Meu Padrinho?
   Como o Padre Azarias Sobreira, outro santo do Juazeiro, se posicionaria nesta guerra movida pela ambição de lucros e medo de perdas materiais?
   O que se visa, exatamente, com o afastamento de Dom Fernando? Já existem alternativas - mais qualificadas e com maior proximidade em relação à causa religiosa do Juazeiro?
   Os romeiros são ouvidos ou serão ignorados como nas “Comemorações do Centenário”?
   Como dizia o Padre Mestre Ibiapina, “Não há justiça entre os homens”!
   Que Nossa Senhora das Candeias nos guie no meio desta escuridão, e nos livre de ser APEDREJADOR!

(*) Luitgarde Oliveira Cavalcanti Barros, Antropóloga, Doutorado e Mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1997 e 1980); Pós-doutorado em Ciência da Literatura pela UFRJ (2008); Pós-doutorado em Antropologia pela UNICAMP (1999); Cidadã Juazeirense, antropóloga de profissão, romeira por devoção.

   

A Verdade demora, mas sempre aparece – por Padre Aureliano Gondim



 É impressionante como calúnias e deturpações chamam a atenção muito mais do que a verdade. Diante desta situação, apego-me ao que diz Jesus, nosso Senhor: "Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará".

Sou sacerdote católico e faço parte do Clero da amada e querida Diocese de Crato. Também estive presente ao último encontro do Clero, ocorrido entre os dias 18 e 19 de setembro, em Crato. Foi sim, um encontro tenso e preocupante. É assim como se encontra a nossa Diocese nesse momento. Sinal de que a cruz nos acompanha a todo instante. Foi assim com Jesus! Que seja assim em nossa vida. Não nos esquivamos de buscar a verdade, de sanar todas estas dificuldades.

Apresento aqui o meu repúdio e descontentamento quanto a esta mentira de que 52 padres se colocaram contra o nosso Pastor Diocesano. A Igreja sofre com isso! Sofre o nosso povo que é Igreja, povo de Deus. Não nos calemos e busquemos com solicitude e caridade o exercício da verdade em nós. A mídia é um instrumento sempre bem vindo. Ela nos alerta, nos questiona, nos faz pensar. Mas essa "mídia" que nos apresentam é altamente nociva. Corrói a nossa dignidade. Como exemplo, olhem a foto do nosso bispo na matéria veiculada pelo Site Miséria. Ele estava rezando, num momento celebrativo e contemplativo. A fim de distorcer ainda mais as coisas, colocam-no como se estivesse numa postura de coitadinho...

Assim como o povo de nossa diocese, queremos clareza nas informações. A Diocese de Crato enfrenta sim um momento delicado. Mas não é assim que estaremos resolvendo as coisas. Certa vez disse Santo Inácio de Antioquia: "Ouçam a voz do Bispo como Cristo ouve a voz do Pai".

Não esqueçamos também o que disse um dia o nosso amado e querido Padre Cícero Romão Batista: "Sou padecente e resignado com toda ingratidão. Propagaram contra mim tanta calúnia e inverdades que nem sequer pensei que fossem capazes de produzir tantas. Estamos certos de que só a Providência Divina nos dará remédio". Como percebemos, novamente a cena de calúnias em nossa história se repete. Há sim culpados! Que sejam realmente punidos. Valho-me da assertiva de São Paulo que diz: "Tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus!".

Não tenho dúvidas de que Dom Fernando ama a Deus e o ama vendo-o na pessoa do irmão, do pobre e do necessitado. É tanto que ele é sacerdote missionário do Sagrado Coração de Jesus. Lembro agora as palavras de Dom Fernando, por ocasião do encontro do Clero, dirigindo-se a nós padres: "Neste instante, sinto-me como o Cristo carregando a cruz ao calvário. que vocês sejam os meus Cirineus a me ajudarem a levar a cruz ou como Verônica a enxugar o sangue que escorre pelo meu rosto".

Sou o Padre Aureliano Gondim, exerço o meu ministério sacerdotal como Vigário Paroquial na Paróquia de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro. Sou filho desta querida cidade de Juazeiro do Norte. Sou devoto do Padre Cícero. Trago em meu sangue esta história bonita de fé. Em minhas veias, corre sangue de romeiro. Sou neto de seu Aureliano Pereira da Silva, romeiro alagoano e amigo do Padre Cícero. Fui ordenado sacerdote pelo querido Bispo Dom Fernando, nosso amado pai e pastor.

Aguardemos no tempo de Deus, a verdade sobre toda esta situação! Dom Fernando, estamos com o senhor. Conte conosco para carregar esta cruz que é o veículo primoroso e verdadeiro para se alcançar a salvação! Tenho dito!”

Observação: Comentário que postei no Site Miséria, na manhã do dia 25 de setembro de 2013, por ocasião de mentiras e calúnias a respeito da participação de padres da diocese quanto ao pedido de um possível afastamento do nosso bispo diocesano, Dom Fernando.
Pe. Aureliano Gondim

28 setembro 2013

Abençoada liberdade - Por: Emerson Monteiro


No Dilúvio, quando Noé recebeu a atribuição de construir a arca e esperar que chovesse o tanto de cobrir a Terra, por certo jamais imaginara vir ser escolhido naquela missão tão importante. Porém nunca duvidou, a despeito da polêmica motivada pelo assunto. Transformou fraqueza em força, animou a parentela ao trabalho, reuniu animais e acreditou (sobretudo), e ainda hoje imaginamos como pôde o engenho humano participar com tamanha envergadura na luta da sobrevivência.

A nós não compete julgar, como também não cabe duvidar que exista o Poder, fonte irradiadora de vida, função máxima do Ser, que provas por si só determinam quando muito até que ponto nossa compreensão é limitada nas razões da Eternidade.


O gesto de escrever permite, no entanto, deixar que o papel lance o sonho nas planícies do inatingível, aonde reunir ficção e elaborar ferramentas de fechar contatos e acender consciências. Mas o espaço tem de ser preenchido a todo custo, catando letras, sílabas, palavras, frases, pretexto de alguém nos acompanhar na montagem da cena do dizer.

Isto, todavia, não é bastante para que observar o trilho ininterrupto da história, perdidos que, por vezes, somos nos melhores propósitos, presas fáceis de manias, começos abandonados, fitas, velas, a confundir espelho com fotografia. (O espelho inverte a imagem, equivoca, troca os lados de nossa cara, enganando, remetendo de volta à caverna de onde saíramos um belo dia; pura irrealidade que se instala; ilusão que tritura tempo e seca de cair do pé, raias da imbecilidade).

Temos de perceber essa fórmula mágica da autotransformação, independente de esperar horas mais propositadas. Noés de hoje, alertemo-nos ligados através das parabólicas invisíveis, pois de algum lugar sopra o vento libertador. E a fantasia quase gastou todos os filmes de ação, muita superprodução sem que ainda sejamos heróis além dos banheiros, quintais, churrasqueiras, castelos, confeitarias, arquibancadas vazias, nada além de l5 minutos.

Nesse girar de pneus, rastros e calendários, estômagos secos e bocas amargas, robôs fora de uso. Estacionemos um pouco e sintamos a presença da luz que em cada criatura move a vontade entre faixas, flores, sorrisos, estágios da semente original.

Nuvens e naves riscam o tapete silencioso das estrelas ainda molhadas do frio da noite, quando os animais dormiam obedientes no Paraíso. E insisto em perguntar:

- Quanto falta ainda para outra vez nascer o Sol?...

(Foto: Jackson Bola Bantim).

Crato - Entrevista com o vereador Bebeto sobre a votação do aumento de Impostos


Entrevista com o vereador Bebeto sobre a votação do aumento de Impostos - Clique no botão abaixo para ouvir. LEMBRETE: Para evitar ouvir 2 sons ao mesmo tempo, pare o player da Webradio Chapada do Araripe, na entrada do Blog, canto superior direito.




Entrevista: ED ALENCAR
Repórter/Membro do Blog do Crato e Portal de Notícias Chapada do Araripe.


Ditadura da dinastia Castro: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come...

Cuba permite profissionalismo no esporte para evitar deserções


Decisão anunciada nesta sexta entra no pacote de medidas de abertura econômica tomadas por Raul Castro


HAVANA - Cuba anunciou nesta sexta-feira uma revolução dentro da sua forma de lidar com o esporte. A partir de agora, atletas de todos os esportes podem assinar contratos com clubes estrangeiros, encerrando décadas de uma política que limitava a participação dos atletas do país a competições em que representassem o regime comunista. Por conta dessa política, diversos esportistas desertaram nos últimos anos. O caso mais recente foi Orlando Ortega, barreirista, (foto acima) que não voltou a Cuba depois do Mundial de Atletismo em Moscou e agora pretende competir sob a bandeira do principado de Mônaco.


Orlando Ortega não voltou a Cuba depois do Mundial de Moscou 

A novidade foi divulgada na edição desta sexta-feira do Granma jornal oficial do Partido Comunista de Cuba e, por isso, órgão oficial de imprensa. A comunidade internacional entendeu a decisão do presidente Raul Castro como uma medida para acabar com a série de deserções principalmente em modalidades onde Cuba é forte, como o beisebol e o boxe. Segundo o Granma, os atletas cubanos terão que pagar impostos sobre o que ganharem competindo profissionalmente fora do país.

Essa é a primeira vez que a ilha caribenha permite o profissionalismo no esporte em mais de uma década. Em 1961, dois anos depois de Fidel Castro assumir o poder por lá, o profissionalismo passou a ser proibido. Desde então, os atletas são empregados do estado, recebendo salários equivalente ao de outros trabalhadores.

A decisão anunciada nesta sexta entra no pacote de medidas de abertura econômica tomadas pelo irmão e sucessor de Fidel, Raul Castro, que assumiu o poder em 2006, quando o quadro de saúde de Fidel se complicou.

No começo do ano, Cuba já havia criado uma liga profissional de boxe, tentando manter a enormidade de talentos que produz no país. Nela, os boxeadores competem para receber entre mil e 3 mil dólares por mês, quantia irrisória perto do boxe profissional dos EUA.

("O Estado de S.Paulo", 28-09-2013)

Eleições de 2014 serão marcadas por cenário de novas possibilidades


Reportagem de VEJA desta semana mostra que, pela primeira vez em 25 anos, a eleição presidencial não deve se resumir a uma previsível disputa entre petistas e tucanos

Dilma Rousseff (PT) 38% das intenções de voto*
CENÁRIO — Com o apoio de Lula, tende a formar a maior coligação eleitoral. Índices econômicos, como o nível de emprego, e o comando da máquina pública também fazem dela a favorita na disputa.
OBSTÁCULOS — Fracassou no desafio de modernizar a infraestrutura do país, tem poucos resultados a mostrar e enfrenta a desconfiança dos aliados, inclusive dos petistas
*O Ibope fez duas simulações. Em uma delas, Serra é o nome do PSDB. Na outra, Aécio representa o partido. Quando Serra é o concorrente, só o porcentual de Dilma muda, para 37%

Nas últimas cinco eleições presidenciais, a disputa se resumiu a um Fla-Flu entre PT e PSDB. Desde o início das campanhas, sabia-se que o vencedor seria de um desses dois partidos -- e que as demais legendas participariam como meras coadjuvantes. A polarização entre petistas e tucanos era tão cristalizada que até os argumentos esgrimidos nos debates se repetiam votação após votação. Em 2006 e 2010, por exemplo, os petistas repisaram a cantilena de que os tucanos, caso vitoriosos, privatizariam a Petrobras e o Banco do Brasil. Era balela, mas o PSDB não conseguiu, nas duas ocasiões, rechaçar tal ataque nem mostrar aos eleitores os benefícios decorrentes das privatizações realizadas no governo Fernando Henrique.
O quadro era sempre previsível quanto aos protagonistas, às armas usadas por eles e à indigência dos debates. Em 2014, pela primeira vez em 25 anos, esse cenário pode mudar. Se confirmadas as candidaturas do ex-governador José Serra e da ex-ministra Marina Silva, pelo menos cinco nomes competitivos disputarão o Palácio do Planalto. Essa mudança abrirá a possibilidade de uma campanha mais rica em conteúdo, em substituição à escolha plebiscitária que imperou nos últimos anos.

As candidaturas da presidente Dilma Rousseff, do senador Aécio Neves (PSDB) e do governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, estão encaminhadas. Falta a definição de Marina e Serra, que darão sinais claros de seus planos nesta semana, quando acaba o prazo de filiação para quem pretende se candidatar em 2014. Segunda colocada nas pesquisas e depositária de quase 20 milhões de votos na corrida presidencial de 2010, Marina luta para montar o próprio partido, a Rede Sustentabilidade, mas enfrenta dificuldades para convencer o Tribunal Superior Eleitoral a aprová-lo. A ex-ministra não conseguiu entregar ao TSE as 492 000 assinaturas de apoio à Rede exigidas pela legislação.
Ela alega que esse número não foi alcançado porque cartórios eleitorais, sob a batuta de adversários políticos, boicotaram a certificação das assinaturas -- rejeitando-as sem fundamento ou, simplesmente, demorando para analisá-las. “Será um escândalo se a Rede não for avalizada, depois da criação do Pros e do Solidariedade”, disse Marina a aliados. Ela se referia ao 31º e ao 32º partidos do país, autorizados a funcionar apesar de fartas evidências de que entregaram assinaturas de apoio fraudadas ao TSE.

COMENTÁRIOS 



Voo de galinha

Em 2009 a revista “The Economist” comparou o Brasil a um foguete. Agora, a mesma revista,  diz que - graças à incapacidade da presidente Dilma em enfrentar problemas estruturais do País e interferir mais que seu antecessor na economia, o que, sem dúvida, importou no baixo crescimento - nossa economia tem a velocidade e o desempenho de um voo de galinha, ou seja, curto e baixo.
Arnaldo de Almeida Dotoli arnaldodotoli@hotmail.com

 



Temperatura do planeta pode subir 4,8 graus


Estocolmo – A temperatura do planeta poderá aumentar até 4,8º graus Celsius neste século e o nível do mar poderá subir até 81 centímetros, com danos relevantes na maior parte das regiões costeiras do globo, alerta hoje (27) o Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas.
Em seu quinto relatório de avaliação, apresentado em Estocolmo (Suécia), os especialistas do painel das Nações Unidas apresentam vários cenários possíveis, levando em conta milhares de investigações feitas nos últimos anos.

O relatório confirma, “ainda com mais certeza, que as alterações climáticas se devem à atividade humana”, disse, na apresentação do documento, o secretário-geral da Organização Meteorológica Mundial, Michel Jarraud.

Em mensagem gravada, apresentada no início da entrevista, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, disse: “O aquecimento é real. Agora temos de agir”.

Da Agência Lusa


Moção de Repúdio - Antonio Wideny Fernandes de Souza - TOYOTA


"OS MORADORES DA RUA BRUNO DE MENEZES, RESPONSÁVEL PELO DOCUMENTO ABAIXO ASSINADOS NA QUAL FOI ENCAMINHADO AO DEMUTRAN - CRATO, PARA A IMPLANTAÇÃO DE UMA LOMBADA NA REFERIDA RUA, PRÓXIMO AO VIADUTO, ESTÃO INDIGNADOS COMA A POSTURA DO PRESIDENTE DO BAIRRO ALTO DA PENHA E DE UM VEREADOR QUE SE DIZ REPRESENTANTE DO BAIRRO POR ANDAREM AFIRMANDO QUE A REIVINDICAÇÃO OUTRORA ATENDIDA PELO O ÓRGÃO COMPETENTE, FOI DE VOSSAS AUTORIAS, COMETENDO ASSIM, UM ATO DE FALTA DE ÉTICA E DE RESPEITO PARA COM OS MORADORES RESPONSÁVEIS PELO BENEFICIO HORA ASSISTIDO COM COMPROVAÇÃO DOCUMENTAL..."

CRATO, CE - 27 DE SETEMBRO DE 2013.

ANTONIO WIDENY FERNANDES DE SOUZA - TOYOTA
RESPONSÁVEL PELA AS ASSINATURAS.


Manifestação contra o aumento de Impostos no Crato - Totinha Anastácio


DISSERAM AMÉM !

No Facebook, a nossa amiga Totinha Anastácio publicou uma nota de repúdio contra o aumento dos impostos que esteve sendo votado na câmara municipal do Crato. Segundo ela:


"Esses são os 17 vereadores que hoje ( 27 ), disseram mais um sim aos desmandos ocorridos na cidade de Crato, eles aprovaram um aumentos de impostos em cerca de 300 por cento, isso é um verdadeiro absurdo e não dá mais para ficarmos de braços cruzados, CHEGA!

Esses vereadores ganham bem, em torno de R$ 10.000,00 (dez mil reais) para lutar pelo povo e para o povo, e não fazer da máquina pública uma alavanca para seus próprios interesses, já que os mais pobres é que pagam a conta. Eles definitivamente provam a cada dia que querem que o povo se dane. Não posso concordar com isso e peço a todos que se souberem de algum parente próximo ou não de algum desses vereadores que denunciem aqui no face e que se por receio assim não quiserem me mande em mensagem que tomarei as providências cabíveis e necessárias sem revelar a fonte. Peço mais uma vez MEU POVO SOFRIDO DO CRATO, vamos acabar de uma vez com essa mamata e essa ditadura disfarçada de democracia."

Totinha Anastácio


Sesc recebe estreia do espetáculo “Mais Perto” em Juazeiro do Norte


Na próxima terça-feira (1), a Unidade Juazeiro do Norte recebe o Grupo Centauro de Teatro, com a estreia do espetáculo “Mais Perto”. A apresentação acontece às 19h30, no Teatro Sesc Patativa do Assaré.

Com direção de Marcio Rodrigues e elenco estrelado pelos atores Jussyanne Emidio e Romulo Borges, “Mais Perto” é um pedido de pessoas que não conseguem ficar sozinhas, mesmo que estejam acompanhadas. O enredo propõe aos espectadores uma reflexão sobre a proximidade de um distanciamento e a distância que existe em se estar tão próximo.

No palco, o espetáculo coloca a necessidade genuína que muitos sentem de estar com alguém, em um mundo onde as relações humanas são cada vez mais distantes e com rearranjos infinitos em que casais se unem e se desfazem com maior rapidez e facilidade, sempre com uma ânsia desesperada de preencher o vazio da intimidade.

SERVIÇO:

Espetáculo “Mais Perto” – Grupo Centauro de Teatro (Juazeiro do Norte)
Local: Teatro Sesc Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Data: 1/10
Horário: 19h30
Ingresso: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia)
Classificação indicativa: 12 anos
Informações: (88) 3587.1065


Crato - Notícias Administrativas - 28/09/2013


Prefeitura do Crato e Secretaria de Ação Social entregam certificados aos concludentes do PRONATEC

O Governo do Crato, através da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS), realizou na tarde do último dia 26, no SEST/SENAT, solenidade de entrega dos certificados aos alunos concludentes dos cursos ofertados pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) no município do Crato.

O PRONATEC foi criado pelo Governo Federal, no ano de 2011, e tem como objetivo ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica. Além disso, o programa visa aumentar as oportunidades educacionais aos trabalhadores por meio de cursos de formação inicial  continuada e qualificação profissional. Na ocasião, representando a Prefeitura Municipal, a Secretária Adjunta da SMTDS, Ana Lúcia Siqueira, frisou o empenho da administração para que os jovens cratenses sigam uma linha de ação  e possam  se qualificar profissionalmente. “Com o apoio e o empenho de todos da gestão nós teremos a população do Crato empregada”, finalizou sua fala.

Representando os alunos concludentes dos cursos do PRONATEC a estudante Maria Aparecida da Silva, agradeceu o apoio do Governo do Crato e dos seus parceiros, como o SEST/SENAT e o SINE/IDT, no desenvolvimento dos cursos do programa. O PRONATEC ofertou quatorze cursos com o apoio de vinte entidades parceiras, entre elas, Café Três Corações, Geopark  Araripe e  a Cajuína São Geraldo. A solenidade contou ainda com a presença do coordenador de Desenvolvimento Profissional do SEST/SENAT, José Lima Filho,  de Ariadne Albuquerque representando o SINE/IDT e Fábio Coelho representando as entidades parceiras.

II interVEMação com atividades na RFFSA e no Clube Grangeiro

Neste final de semana acontece no Largo da RFFSA e no Clube Recreativo Granjeiro, em Crato,  a segunda edição do InterVEMaçãoprojeto realizado pelo Coletivo Pé no Mundo.
O projeto tem como objetivo misturar várias vertentes da arte e conta com exposição de telas do artista plástico Jeovânio Ferreira, que por meio de uma visão surrealista, retrata em seu trabalho a interpretação dos poemas de vários autores da nossa região.

Acompanhe a programação deste final de semana:

Sábado, 28
19 horas- Início da exposição
20 horas- Recital de Poesias
Local: Galeria da RFFSA

Domingo, 29
09 horas- Início da exposição
12 horas- Encerramento da exposição
13 horas - Show com Janinha Brito
Local: Clube Recreativo Grangeiro

Institucionalização da RMC é debatida em encontro no Crato com participação de gestores

As perspectivas para gestão, planejamento e desenvolvimento da Região Metropolitana do Cariri (RMC), que inclui nove municípios, entre eles Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, foram debatidas na tarde da última quinta-feira, 26, durante conferência na Universidade Regional do Cariri (URCA), em Crato, com a presença de gestores dos municípios inseridos na RMC. Entre os participantes, secretários municipais do Crato, como a gestora da Cultura, Dane de Jade, o secretário de Meio Ambiente, Stephenson Ramalho, além do subsecretário da Cidade, Hildo Júnior, representando o prefeito do Crato, Ronaldo Sampaio Gomes de Mattos.

O evento teve como conferencista a economista Tânia Bacelar, doutora em Economia pela Universidade de Paris e especialista em Planejamento Global. No final do encontro, foi realizada uma discussão técnica sobre a Região Metropolitana e os principais pontos voltados para a sua institucionalização.

A conferência contou com a presença do secretário das Cidades do Ceará, Carlo Ferrentini, além do deputado estadual Camilo Santana, como palestrantes, e foi aberto pela Reitora da URCA, Otonite Cortez. A realização foi por meio do Departamento de Economia da Universidade, com forma de fomentar a discussão sobre o tema nos municípios e possibilitar, por meio dos debates, a efetivação da RMC. Ainda estiveram presentes vereadores, representados pelo presidente da Casa, no município cratense, Luís Carlos Saraiva.

Crato vai sediar encontro de secretários de Cultura do Cariri

A Secretaria de Cultura do Crato irá promover encontro com os secretários de Cultura dos Municípios da Região do Cariri. O evento será no auditório do Instituto Cultural do Cariri – ICC, a partir das 9 horas e prosseguirá até às 12 horas, dia 2 de outubro.

Segundo a secretária da Cultura, Dane de Jade, o encontro servirá para debater uma política integrada no setor culturalpara o Cariri. A programação do encontro consta de um acolhimento dos participantes, além de discutir os desafios da gestão cultural. No final, será debatida uma articulação entre os gestores, além dos encaminhamentos.

Fonte: PMC



Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31