xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 24/07/2012 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

24 julho 2012

URCA assina convênio com a Defensoria Pública do Estado e beneficiará comunidades do Cariri e Centro-Sul


A Universidade Regional do Cariri (URCA) firmou convênio de parceria com a Defensoria Pública do Estado do Ceará. A finalidade é estabelecer  um trabalho de cooperação técnico-institucional entre os dois órgãos. O convênio foi assinado pela Reitora da URCA, Professora Otonite Cortez, e a Defensoria Estadual. Estiveram no ato de assinatura, para representar a Instituição, o Defensor Emanuel Santos, e o coordenador das Defensorias Públicas do Estado, Francisco Rubens de Lima, além da Coordenadora do Núcleo de Práticas Jurídicas, do Curso de Direito da URCA, Edneusa Pamplona. Os convênios firmados com o Curso de Direito da URCA, Campus São Miguel, em Crato, e o da Unidade Descentralizada, em Iguatu, tem o objetivo de promover a formação dos alunos. Em Iguatu, 80 acadêmicos de Direito participaram de um curso de formação, durante três dias, com seis defensores, que passaram importantes instruções sobre o desempenho dessa função.

A Reitora da URCA destacou a importância das atividades que serão desenvolvidas com os alunos da disciplina de Estágio Obrigatório, com a realização de projetos de extensão que irão beneficiar diretamente à comunidade, tanto em Iguatu como no Crato.  Segundo Professora Otonite Cortez, será desenvolvido um trabalho multidisciplinar, juntamente com a participação de outros cursos da Universidade, a exemplo do de Educação Física. Também haverá o envolvimento de outras instituições que trabalham com as defensorias.

Fonte: URCA

PRODUTORES RURAIS DO CARIRI ESTÃO APAVORADOS COM O CENÁRIO DA SECA NA REGIÃO - Por: Wilson Rodrigues


A estiagem no Cariri vem deixando rastros de pobreza e miséria em vários municípios da região. A vida rural para aqueles que sobrevivem da agricultura de sequeiro, se era ruim, ficou pior ainda com a perda da safra de milho, feijão, arroz e fava. No município de Jardim, por exemplo, existem mais de três mil e seiscentas famílias rurais sofrendo as conseqüências da seca e apenas 988 trabalhadores rurais recebem o seguro safra, pagos em cinco parcelas de 136 reais. Segundo a coordenadora municipal das associações rurais e comunitárias de jardim, Teresa Pinheiro os valores destinados ao pequeno produtor rural por intermédio dos programas do governo federal são vergonhosos e humilhantes. Quanto as linhas de créditos emergenciais nos Bancos do Brasil e do Nordeste, Teresa disse que são quase inacessíveis devido as dificuldades burocráticas que, segundo ela, nem todos os produtores rurais possuem o perfil exigido. “Os agricultores querem projetos sustentáveis, um direito constitucional deles, porem o governo acha mais pratico abrir linhas de credito para submeter o pequeno produtor a inadimplência, piorando ainda mais a situação”, disse a coordenadora rural de Jardim.

Em Juazeiro do Norte os prejuízos ocasionados com a perda da safra agrícola ( 65 % ), são relativos aos demais municípios do Cariri, explicou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, José Pereira. Conforme disse, existem no município 630 pequenos produtores rurais beneficiados com os programas federais. Embora Juazeiro tenha a menor área rural da região o quadro é desolador, comentou José Pereira. “A atual estrutura organizacional que temos com programas de créditos em bancos, bolsa família, projetos como o seguro safra e outros, alem de muitos agricultores serem aposentados, não vivemos hoje com a temeridade que tínhamos há algum tempo atrás com saques no comercio, por exemplo, mas o quadro não deixa de ser preocupante”, concluiu.

Em Crato a perda da safra foi de 65 %. O Sindicato dos Trabalhadores Rurais calcula em 20 mil o numero de pequenos agricultores que estão em situação de pobreza dos quais, cinco mil já foram encaminhados em busca de linhas de créditos nos bancos e apenas mil deles tiveram seus projetos aprovados. O presidente do sindicato, Antonio Alves da Gama explicou que a única fonte de renda que esses trabalhadores rurais têm é o bolsa família e o seguro safra. Mas também reclama da burocracia que dificulta o acesso e muitos ficam sem o beneficio. “O governo deveria flexibilizar mais a exigência quanto a documentação”, disse o presidente do sindicato. No Crato, os pequenos produtores rurais da Vila Guilherme são os mais prejudicados. Todos ficaram de fora do seguro safra porque não tiveram como comprovar que são agricultores. Neide Batista Soares, que representa na comunidade o conselho de base do sindicato dos trabalhadores rurais do município, não sabe da dimensão de como essas famílias vão sobreviver sem emprego, sem renda e sem amparo social. O agricultor Antonio Paulino, 54 anos, pai de 10 filhos, vive da profissão e colheu apenas duas sacas de milho e mantém a família com pouco mais de 100 reais do bolsa família. Vicente Nunes de Oliveira tem seis filhos, colheu oito sacas de milho e está em situação semelhante. Maria Paulina da Silva é viúva, 47 anos, plantou milho, fava e feijão e colheu apenas uma saca de grãos. Sua renda familiar é de 200 reais do bolsa família.

Com a intencionalidade de criar meios que minimizem os efeitos da estiagem, o governo do estado anuncia algumas medidas como o programa de construção de barragens, kit de irrigação, cisternas de enxurradas, medidor horasanzonal e quintais produtivos. A gerente do escritório regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural, Elcileide Mendonça disse que a primeira parcela do garantia safra está sendo paga apenas em 55 municípios do Ceará e em alguns do Cariri, assim também o bolsa estiagem em cinco parcelas de 80 reais. Programa de venda de milho em balcão a 18 reais a saca e finalmente a liberação de dois milhões de reais em projetos aprovados para o Cariri durante a ExpoCrato.

Por: Wilson Rodrigues
Radialista/Repórter
Colaborador do Blog do Crato e Portal Chapada do Araripe 
Foto meramente ilustrativa

Prefeito de Araripina é afastado definitivamente do cargo


O prefeito já havia sido afastado, reassumido a Prefeitura da cidade e agora perde o cargo definitivamente. Lula Sampaio (PTB), prefeito do município de Araripina, no Sertão de Pernambuco, foi afastado definitivamente do cargo nessa segunda-feira (23), pela Corte Especial do Tribunal de Justiça de Pernambuco.
O político foi afastado por Ato de Improbidade Administrativa. Ele já tinha sido acusado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e afastado da Prefeitura do município em dezembro de 2011. Mas havia retornado em junho, após uma decisão do presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Jovaldo Nunes.
Foi então que o Ministério Público entrou com um recurso para pedir a cassação da liminar do TJPE que ocorreu nessa segunda-feira, resultando no afastamento do político.
O CASO - Com base em denúncias de quatro vereadores do município, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do MPPE, iniciaram uma ampla investigação na gestão de Araripina. A conclusão é que o prefeito teria praticado vários atos de improbidade administrativa, entre eles, realização de dispensas de licitação irregulares, desvio de recursos no contrato de transporte escolar, despesas excessivas com bandas e shows nas festividades e ausência de respostas a pedidos de informação dos vereadores, dentre outras.

Fonte: NE10

MUNDO MASSIFICADO - O Povo só gosta de porcaria porque só tem acesso a porcaria!






Um dia acordei e ouvi a empregada doméstica cantando "Garota de Ipanema" do Tom Jobim ( um grande avanço musical, pra quem só gostava de Aviões do Forró ). Perguntei admirado se esse era o mundo real e se ela havia ganho cultura por um MILAGRE. Ela disse que não conhecia esse tal "Tom Jobim", mas que "era a música da novela da Globo". Como já dizia o Zé Ramalho - "POVO, VIDA DE GADO. POVO MARCADO, POVO FELIZ"


Dihelson Mendonça

Professor Alberto, do Colégio Wilson Gonçalves sofreu acidente e precisa de doadores de sangue COM URGÊNCIA.


Professor do Colégio Estadual do Crato precisa de sangue com urgência.  



ATENÇÃO COLEGAS: ALUNOS E PROFESSORES DO COLEGIO ESTADUAL WILSON GONÇALVES DE CRATO- GOSTARIA DE INFORMAR QUE O PROFESSOR ALBERTO, DE ESPANHOL, SOFREU UM GRAVE ACIDENTE E ESTÁ PRECISANDO DE SANGUE COM URGÊNCIA, PEDIMOS AOS QUE SÃO DOADORES DIRIJAM-SE AO HEMOCE CRATO E DOEM EM NOME DO MESMO. INFORMAR QUE ELE ESTA NO HOSPITAL SANTO ANTONIO BARBALHA.

INFORMAÇÕES: 3102 1272

Fonte: Marcos Carvalho

E FALANDO EM DESCASO COM A POPULAÇÃO, A AGÊNCIA DO BANCO DO BRASIL É UM EXEMPLO


UMA CENA QUE VEM SE REPETINDO: FILAS INTERMINÁVEIS NA AGÊNCIA DO BANCO DO BRASIL DE CRATO:





Na última segunda-feira, dia 23 de Julho, o flagrante de uma cena que vem se repetindo constantemente na agência do Banco do Brasil do Crato, uma fila interminável até para pegar a senha que dá acesso ao pavimento superior, quando novamente, o cidadão entra em outra fila ( sentado ou não ), para ser atendido pela bateria de caixas. Quem teve, como eu, o desprazer de ir à agência, enfrentou uma fila que começava na porta de entrada do banco, dava uma volta pelos caixas eletrônicos e voltava até a porta giratória.

Estão lembrados que no Brasil existe a lei dos 20 minutos ?  Uma lei fictícia, que estipula que o prazo máximo de atendimento ao cidadão seria de no máximo 20 minutos. Agora, quem cumpre essa lei ? Está na hora da sociedade se unir e protestar, a fim de garantir que os seus direitos sejam cumpridos. Enquanto isso, nós da imprensa, faremos nosso papel, que é noticiar e alertar a sociedade sobre os seus problemas.

Por: Dihelson Mendonça 

SEDEX DEMORA MAIS DE 4 DIAS DE SOBRAL para o CRATO


A ineficiência dos correios está se tornando fantástica. Vejam vocês que um SEDEX meu foi postado de Sobral para o Crato no dia 20 de Julho. Hoje já é dia 24, e consultando o rastreamento, vejo que ele continua como "em trânsito". Não é a primeira vez que isso acontece. Não importa a distância. Sobral em relação a São Paulo é perto, mas o tempo parece ser ainda pior para a entrega. É preciso que os correios melhorem os seus serviços, que continuam cada vez mais caros e precários. Se a gente PAGA para ser SEDEX, é porque tem pressa! Chega dessa coisa no Brasil, do cidadão pagar gato por lebre.



Por: Dihelson Mendonça

NOTA ( às 15:06 )

Após essa reclamação, algumas horas depois, o sedex chegou misteriosamente, sem sequer registrar a chegada na agência. Nada como uma reclamaçãozinha para agilizar as coisas. Agradeço a algum "Anjo" lá da agência dos correios do Crato que vendo nossa reclamação, possibilitou acelerar a entrega, mas as coisas precisam melhorar para todos, e não apenas quando se reclama.

O SONHO - Osmar Figueiredo


Essa postagem merece o topo, não merece ?


SONHO

Hoje lembrei de Tandô,
Abidoral, Pai Bentim.
Da banda dos Anicetos,
Do som do tio Chiquim.

Fechei os olhos e ouvi
Cego Aderaldo e Zé Gato.
Ouvi os emboladores
Da antiga feira do Crato.

Eu vi Azul, vi a fonte
Da antiga praça da sé.
O seminário, o recreio,
O gesso “assim” de mulhé.

Vi Pedro Maia bater
A foto de Lampião.
Vi Bárbara de Alencar
Sofrer naquela prisão.

Eu vi a execução
do mártir Pinto Madeira.
Vi Monsenhor Pedro Rocha,
Canena, doutor Gesteira.

Nessa viagem assisti
Missa com o meu Padim Ciço.
Vi a guerra de quatorze
Eu nem quero lembrar disso.

Entrei na sambra, imocasa,
Do “redondo” ouvi o trem.
De lá da uzina Bezerra
Berrou um apito também.

Comprei torrado em Joquinha.
Parodiei com o Favela.
No beco do Padre Lauro
Vi desfilar o Capela.

Sorrindo o Paulo Fuísca
Contava pro Damião
Que viu o Incha Tetê
Dar cola pro Macarrão.

Eu vi Zé Cego descer
A escada do tamanqueiro
Escutando Célio Silva
Nosso maior seresteiro.

Pau, Pedro Cabeção,
Ramiro, dona Ceicinha,
Seu Edival o inventor
Vi essa gente todinha.

Eu vi Audízio e seu Pedro
Entrar na “associação”
Falei com o Joaquim Patrício.
Bebi no bar de Dom João.

Eu vi o cabo Toureiro
Correr atrás de Puliça.
Ouvi dizer: Foram quatro
Votos pro doutor Lingüiça.

Com o beato Zé Lourenço
Construí o caldeirão.
Viajei com o Brigadeiro
Naquele louco avião.

Vi poetas, vi cantores,
Mestres do artesanato.
Enfim: A gama de artistas
Que nasceram no meu Crato.

Toquei violão com o Pilôca
Nessa viagem que eu fiz.
Acordei emocionado
E com certeza feliz.

Osmar Figueirêdo

CRONIQUETA - POSTADO POR ANTONIO MORAIS

Por nenhuma coisa do mundo, nem por amor de pessoa alguma, se deve praticar qualquer mal; mas, em prol de alguem necessitado, pode-se às vezes, omitir uma boa obra, ou trocá-la por outra melhor. Desta sorte, a boa obra não se perde, mas se converte em outra melhor. Sem a caridade, nada vale a obra exterior; tudo, porém, que da caridade procede, por insignificante e desprezível que seja, produz abundantes frutos, porque Deus não atende tanto à obra, como a intensão com que a fazemos.



Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30