xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 15/11/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

15 novembro 2011

Fortaleza: feriado vira dia de protesto nacional contra a corrupção


(Transcrito do site do jornal O POVO)

Em Fortaleza e outras cidades do País, várias pessoas prometem ir às ruas se manifestar contra os seguidos casos de corrupção recentemente denunciados. A impunidade também é uma das causas que motiva o ato de hoje

O feriado da Proclamação da República é dia de mais um protesto contra a corrupção em várias cidades do Brasil. Em Fortaleza, pela terceira vez, acontecerá hoje a Marcha Contra a Corrupção, manifestação da sociedade civil que repudia os atos de corrupção e a falta de punições rígidas contra os responsáveis pelo uso irregular das verbas públicas. Na Internet, até às 17h22min de ontem, 3 mil pessoas haviam confirmado presença na página do movimento no Facebook.

“Essa é uma luta para que os R$ 85 bilhões que anualmente são desviados dos cofres públicos possam realmente ser usados a favor da sociedade, principalmente no Brasil, país onde a carga tributária é uma das mais altas do mundo e os índices de desenvolvimento humano estão entre os mais baixos”, explica o advogado e servidor público Fernando Cavalcante, um dos organizadores do evento.

A Marcha contra Corrupção é uma manifestação de alcance nacional, sendo coordenada em diversos estados por vários grupos organizados da sociedade civil. No Ceará, os grupos Unidos Contra a Corrupção e Ação Cearense de Combate à Corrupção e à Impunidade (ACCI) são alguns entre os que mobilizam para fortalecer a passeata de hoje – que terá início às 15 horas no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, e segue pela avenida Almirante Barroso até chegar à avenida Beira Mar, tendo fim à altura da praia do Náutico.

Governadores Wilson Martins e Cid Gomes iniciaram uma briga judicial

Os governadores Wilson Martins e Cid Gomes (Ceará) iniciaram uma briga judicial este ano. A ação civil ordinária foi impetrada no STF (Supremo Tribunal Federal) pelo governo do Piauí no dia 30 de agosto, após frustradas tentativas de acordo.

Os dois Estados disputam uma Área de 2.821 km² definidas no decreto imperial de Dom Pedro II, nº 3012, de 22 de outubro de 1880. Na ação, o governo do Piauí chega a informar que a área de litígio virou “terra sem lei”, pois não se pode punir os crimes, devido a falta de fixação de competência. O procurador geral do Estado, Kildere Rone, informou que o canal de negociação serão mantidos com o governo do Ceará.

“Se houver um entendimento durante o curso da ação o acordo será comunicado ao STF e o processo poderá ser nulo. Mas, a proposta do governador é manter a ação até um novo entendimento”, disse Kildere Rone.

Sem o reconhecido legal, os governos do Piauí e Ceará se recusam a investir na região que é conhecida como “terra de ninguém” e “Faixa de Gaza do Nordeste”. Com isso, o cenário é de total abandono. Mais de 80% da área não têm estradas e a população ainda vivem sem água potável, segundo dados do IBGE. Nos últimos dois anos, a divergência se acirrou, pois o Piauí se apega ao decreto imperial e o Ceará os dados do IBGE.

Um dos prefeitos com problema de território é o de Cocal no Piauí (a 268 km de Teresina). Fernando Sales, prefeito do DEM, perdeu 700 habitantes no último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para o município de Granja, no Ceará. Ao ser informado da queda na população – atualmente a cidade tem 26.036 habitantes - ele ameaçou fechar quatro escolas e um posto de saúde. Com a repercussão, Fernando Sales tentou acordo com o prefeito cearense e deu um prazo de até 31 de dezembro.

“Estamos tentando um acordo via IBGE, pois o prefeito de Granja disse que não tinha condições de receber os 700 habitantes. Se não houve entendimentos vamos ajuizar ação para ressarcimento dos recursos investidos”, disse Fernando Sales. Por mês, ele disse que a área de litígio lhe custa despesa média de R$ 30 mil.

Via Wilson Gomes

15 de novembro, nada a comemorar -- por Armando Lopes Rafael

Empurrada goela abaixo da população, a imposição da forma de governo republicana no Brasil ocorreu por meio de um golpe militar. O primeiro, aliás, de uma série que os brasileiros vivenciariam nas décadas seguintes...
Mas, enfim, hoje ocorre mais um aniversário da “proclamação” da República. E, como sempre, a maioria do povo não sabe, sequer, o motivo deste feriado. Um fato sintomático: neste 15 de novembro haverá -- em várias capitais de estados – mais uma rodada das marchas contra a corrupção que tomou conta do país.

Na verdade, o Brasil nasceu sob a monarquia.
E sob a monarquia viveu 389 anos de sua história, de 1500 a 1889. Libertado do domínio português – em 7 de setembro de 1822 – o Brasil continuou como monarquia. O império consolidou o Brasil como uma grande nação, enquanto a América espanhola era fatiada em muitas republiquetas, algumas delas – ainda hoje – dominadas por caudilhos.

Como monarquia, o Brasil, teve sua mais longa Constituição, a que vigorou entre 1824 e 1889 e nunca foi violada. Possuía uma moeda estável e forte (o mil réis), tinha a segunda Marinha de Guerra do Mundo, teve os primeiros Correios e Telégrafos da América, foi uma das primeiras Nações a instalar linhas telefônicas e o segundo país do globo a ter selo postal. Na política era administrado pelo civilizado regime parlamentarista. E o Parlamento do Império ombreava com o da Inglaterra. A diplomacia brasileira era uma das primeiras do mundo, tendo o Imperador Pedro II sido árbitro em disputas ocorridas entre a França, Alemanha e Itália. Aliás, o imperador Pedro II era a segunda autoridade moral do mundo de então, logo depois do Papa.

E o que tem sido a República nestes 122 anos desde que foi instaurada sem consulta popular? Um ex-governador de São Paulo, Franco Montoro, gostava de lembrar que República vem de “res-publica” (coisa pública) e não de “Cosa Nostra”, o que ela virou nos últimos anos... Em recente artigo, o historiador Marco Antônio Villa definiu bem os dias atuais da república brasileira:

“Constituições, códigos, leis, decretos, um emaranhado legal caótico. Mas nada consegue regular o bom funcionamento da democracia brasileira. Ética, moralidade, competência, eficiência, compromisso público simplesmente desapareceram. Temos um amontoado de políticos vorazes, saqueadores do erário. A impunidade acabou transformando alguns deles em referências morais, por mais estranho que pareça.

“Vivemos uma época do vale-tudo. Desapareceram os homens públicos. Foram substituídos pelos políticos profissionais. Todos querem enriquecer a qualquer preço. E rapidamente. Não importam os meios. Garantidos pela impunidade, sabem que se forem apanhados têm sempre uma banca de advogados, regiamente pagos, para livrá-los de alguma condenação.
“São anos marcados pela hipocrisia. Não há mais ideologia. Longe disso. A disputa política é pelo poder, que tudo pode e no qual nada é proibido. Pois os poderosos exercem o controle do Estado - controle no sentido mais amplo e autocrático possível. Feio não é violar a lei, mas perder uma eleição, estar distante do governo.
“Neste universo sombrio, somente os áulicos - e são tantos - é que podem estar satisfeitos”.

Precisa dizer mais?

Missa lembra cem anos da morte do Dr.Leandro Bezerra Monteiro


Convite Missa
   Familiares e admiradores do Dr. Leandro Bezerra Monteiro  convidam para a Santa Missa que será celebrada – às 17 horas deste 15 de novembro de 2011, na Catedral de Nossa Senhora da Penha, na cidade de Crato –  pelo centenário do falecimento deste ilustre homem público, nascido em Crato em 11 de junho de 1826 e falecido em Niterói (RJ) em 15 de novembro de 1911.
  
“Sereno aguardarei no meu jazigo
A justiça de Deus na voz da História”

(de um soneto de Dom Pedro II)

Barbalha - Apostador ganha R$ 3 milhões


Na loteria onde o ganhador fez a aposta, em Barbalha, a expectativa é de que o fluxo de clientes aumente.

Barbalha. Dos 57 mil habitantes de Barbalha um pode ser o ganhador do prêmio de mais de R$ 3 milhões do concurso 1.336 da Mega-Sena, sorteado no último sábado. Esta foi a primeira vez que uma aposta feita na cidade foi premiada. Porém, o ganhador ainda não compareceu à agência da Caixa Econômica Federal do local para retirar o dinheiro. Porém, poderá fazer isso em qualquer agência do País, em um prazo de até 90 dias após a data do sorteio.

A Caixa Econômica ainda não divulgou os cálculos do que daria para o ganhador comprar com o dinheiro, mas se o valor for aplicado na poupança, ao juro de 6% ao ano, que é a menor taxa da instituição, o dinheiro renderia até R$ 20 mil ao mês sem contar com a Taxa Referencial (TR). A população especula que há 80% de chances do sortudo ser morador do Município. Contudo, ninguém sabe ainda quem é a pessoa. O clima na cidade é de expectativa sobre o nome do ganhador. O servidor público municipal, Antônio Célio dos Santos, que é um apostador assíduo e que na semana passada acertou três dezenas, foi um dos apontados como possível ganhador. Mas, ele disse que ainda não foi desta vez.

Para Regilânia Vieira, gerente da loteria Arte da Sorte, onde a aposta foi feita, o fato do sorteio ter premiado uma apostador de Barbalha aumentou a credibilidade do jogo. "Esperamos que esse dinheiro seja investido na própria cidade. O número de clientes que apostam com certeza tende a aumentar".

YAÇANA NEPONUCENA
Repórter do Jornal Diário do Nordeste


O quinto dia da Mostra Cariri de Culturas, dia 15, é marcado pela diversidade na programação.


No núcleo de artes cênicas, em Juazeiro do Norte, se apresentam os grupos Bricoleiros (CE), Eduardo Okamoto (SP), Carroça de Mamulengos (CE) e Companhia Dakar(HOL). O grupo cearense Bricoleiros apresenta, no Centro Cultural Banco do Nordeste, às 10h, “Criaturas de Papel”, espetáculos onde papéis brancos ganham formas geométricas e são transmutados em figuras cênicas que, meticulosamente animados, ganham vida. O artista paulista Eduardo Okamoto leva ao público, no Teatro Patativa do Assaré, às 12h, “Agora e na hora da nossa hora”, espetáculo que coloca em discussão uma cidade invisível, onde meninos de rua, que mal são notados, sobrevivem à chacina da Candelária.

A companhia Carroça de Mamulengos apresenta, às 18h, no bairro Timbaúbas, “Seja noite ou seja dia, viva o Palhaço Alegria”, peça que põe em cena um palhaço de três metros de altura todo desmontado e que, após ser montado, apresenta cenas com bonecos de mamulengo. O toque internacional da programação fica por conta da Companhia holandesa Dakar, que apresenta no Sítio São José, às 16h, “Braakland”. O espetáculo é um conto sóbrio, inspirado nos romances do escritor sul-africano John Coetzee, que narra a história de nove personagens que vagam em uma terra esquecida sem se proteger e sem se defender. Sem o uso de palavras e com um olhar cinematográfico, o espetáculo propõe ao público acompanhar a desolação e a poesia desta narrativa a cinqüenta metros de distância.

No Crato, ainda no núcleo de artes visuais, o público confere as apresentações do projeto Palco Giratório. No teatro SESC Crato, às 9h, se apresenta a Companhia Plichinelo (SP), com “A lenda das lágrimas”. O espetáculo questiona o poder do amor, narrando a história de um casal indígena da tribo Tupi. No Crato Tênis Clube, às 18h, na sala Patativa do Assaré, se apresenta a Companhia do Tijolo (SP), com o espetáculo “Concerto de Ispinho e Fulô”. A peça narra uma entrevista com o poeta Patativa do Assaré, que se transforma num diálogo entre o popular e o erudito, o urbano e o rural, e culmina com a denúncia de um dos primeiros ataques aéreos contra civis no território brasileiro.

Em Nova Olinda, as apresentações se concentram no Teatro Violeta Arraes. Às 9h, a Companhia Desajuste (SP) apresenta “Mareados”, trama que narra a aventura de três palhaços que dividem uma embarcação até serem surpreendidos pela chegada de uma divertida náufraga. Às 19h, o grupo Teatro Novo (CE) encena “Anônimos”, peça que mostra um dia de visitas em um abrigo de idosos, no qual as personagens relembram um passado povoado de tristezas, alegrias, amores e sonhos que se renovam a cada amanhecer.

No núcleo de audiovisual, a programação de Juazeiro do Norte se concentra no Centro Cultural Banco do Nordeste. No Panorama de Cinema de Animação, que inicia às 16h, os espectadores podem acompanhar a exibição de curtas animados nacionais e internacionais. Às 18h, na Mostra de Longas-Metragens Rosemberg Cariry, será exibido o filme “Cine Tapuia”. A produção narra a história de um cego e de uma índia que viajam o sertão nordestino projetando velhos filmes. No Crato, o público assiste ao Panorama de Curtas Contemporâneas. As exibições são realizadas na Casa Ninho, às 15h. A programação tem início com o curta “Matryoska”, do diretor cearense Salomão Santana. Em seguida, são apresentados os curtas “Carta ao Pai” e “O homem com o celular de filmar”, ambos do diretor juazeirense Ythalo Rodrigues. Encerra a programação do dia o curta “Material Bruto”, do diretor Ricardo Alves.

Nas atividades do núcleo de artes visuais de Juazeiro do Norte, na Praça Padre Cícero, o público confere a exposição “A procura – Heterotipias dos percursos”. A exposição inicia às 14h. Na Galeria SESC, no mesmo horário, tem início a exposição fotográfica “Retratos de Coimbra”, do fotógrafo Michael Sasso. No Crato, são realizadas as exposições Veias Urbanas”, de Rafael Vilarouca, “Memórias e história do caminho de ferro no Ceará”, de Aderbal Nogueira, e “A Procura – Heterotipias dos percursos”. As atividades são realizadas na RFFSA, e iniciam às 14h.

No núcleo musical, em Juazeiro do Norte, se apresentam na Praça Padre Cícero, a partir das 23h, Aquiles e Outros Blues, com o show “Bluiz Gonzaga”, e Jefferson Gonçalves, com “Encruzilhada”. No Crato, no projeto “Armazém do Som”, se apresenta João do Crato e Banda, com o show “Alvíçaras ao Rei Luíz”.

No núcleo de tradição da Mostra, espaço dedicado ao incentivo da cultural popular local, acontece no Crato, às 14h, no terreiro da Mestra Zulene Galdino, uma prosa de quintal com o mestre de cultura Bule Bule. Às 19h, a terreirada recebe os grupos Reisado São Miguel e a banda cabaçal Santo Expedito. A apresentação fica por conta de Tranquilino Ripuxado.

No núcleo de literatura, os destaques da programação são os lançamentos literários. No Crato Tênis, às 19h, os autores Cleison Ribeiro e Francisca Pereira(Fanka) fazem o lançamento das suas obras. Cleison Ribeiro lança “Silêncio laminado do casulo”, e Fanka lança “Água da mesma onda”.

As apresentações acontecem nas cidades de Juazeiro do Norte, Crato, Nova Olinda e em mais 20 cidades da região do Cariri. São divididas em núcleos de audiovisual, música, artes cênicas, artes visuais, tradição e música, iniciando a partir das 9h. Os espetáculos e atividades da 13ª Mostra SESC Cariri de Culturas seguem até o dia 16 de novembro, nos municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Nova Olinda.

Foto: Blog de Altaneira


Titulo de Cidadão Cratense: Pois Que Sim,o Portuga Joaquim se torna Cá Pra Nós um Cratense - Wilson Bernardo


Posso dizer que meu primeiro dia como cidadão cratense foi o dia 12 de Julho de 1991.Não foi realmente o meu primeiro dia aqui, nem a primeira vez,mas foi neste dia que assumi a direção da pizzaria Primavera,tal como havia feito 24 anos antes,ao deixar Portugal rumo ao Brasil.Partia novamente em busca de uma nova vida,novas oportunidades e novos caminhos.

E estes vinte anos que se passaram podem ser resumidos em duas palavras:Trabalho e família,difícil no meu caso separar as duas coisas,já que a rotina do meu trabalho por vezes longa e desgastante,fez com que minha família fizesse do calçadão uma verdadeira extensão da nossa casa.Foi ali que vi meus filhos crescerem,onde tivemos muitas alegrias,algumas tristezas,altos e baixos como todos nós.

E foi ali também que fiz amigos que tenho hoje,amigos com os quais não estudei junto,com os quais não cresci junto,mas que pude conquistar ao longo desses anos em virtude do meu trabalho,o que é impossivel nomear e agradecer um por um.Aos meus funcionários parceiros da luta diária,aos amigos e clientes,minha família de cada dia e á minha família, esposa,meus filhos,nora e neta...É um prazer e uma honra dividir esta alegria com todos vocês.
Muito Obrigado.


Joaquim,vereadores e familiares na outorga do titulo de cidadão cratense


Vereador Hélder França(Guer),autor do agraciamento faz relato biográficos de seu Joaquim


Vice-Prefeito Raimundo Bezerra Filho enaltece a boa convivência entre os dois Países


Enfim,pois né que Joaquim aparecer chefe de estado fez seu grande discurso...Bravo!


Wilson Bernardo - Fotografia

Joaquim-O texto do discurso transcrito na integra

Pensamentos - 15 de Novembro de 2011



"Cuidado! Uma luz no fim do túnel, muitas vezes é apenas um trem carregado de pedras vindo na contramão..."

Edson Menezes

"O homem de sorte, se cair no mar, sai com um peixe na boca"

Provérbio Libanês

"Quem comprar o que não precisa, venderá o que precisa"

Provérbio árabe

"Rompe com o amigo que frequenta teus inimigos"

Saadi

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30