xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 08/10/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

08 outubro 2011

Bancários tentam estender greve para serviços de teleatendimento


Brasília - Os bancários em greve tentam estender o movimento para os serviços de informática e de teleatendimento dos bancos. A ideia é fazer com que os trabalhadores de centros técnicos de atendimento telefônico e informática também paralisem os trabalhos. No último dia 6, foram registradas interrupções no atendimento via internet no Itaú-Unibanco. O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Carlos Cordeiro, atribui as interrupções à greve, mas o banco nega.

“O Itaú confirma a intermitência ocorrida no Internet 30 horas. Não há relação desse fato com o período de negociação salarial da categoria dos bancários. O problema já foi solucionado”, diz o banco, em nota.

Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil


Continuam as Privatizações - CUT faz protesto contra privatização de aeroportos


CUT é contra a Privatização dos Aeroportos Brasileiros

São Paulo – A Central Única dos Trabalhadores (CUT) fez uma manifestação na tarde de hoje (7), no Aeroporto Internacional de Guarulhos, contra a transferência parcial de parte dos aeroportos brasileiros à iniciativa privada. A privatização dos terminais de Guarulhos (SP), Viracopos (Campinas) e Brasília deve começar em dezembro. Em agosto deste ano, o Aeroporto de São Gonçalo do Amarente, na região metropolitana de Natal, foi privatizado. O governo também estuda transferir para o setor privado a exploração de outros aeroportos, como o Galeão, no Rio, e Confins, em Minas Gerais.

“Entendemos que isso vai encarecer as tarifas e piorar a qualidade dos serviços. Com certeza, poderíamos atrair o capital privado para expandir os aeroportos sem a necessidade de privatizar a Infraero [Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária]”, disse o presidente da CUT, Artur Henrique. Mais de 100 pessoas participaram da manifestação. Entre elas, delegados da CUT de quase todo o país, que estavam reunidos em uma plenária em Guarulhos, funcionários da Infraero e de sindicatos de aeroportuários e aeroviários.

De acordo com os sindicalistas, o governo precisa manter o controle acionário da Infraero, mesmo que decida abrir o capital da empresa estatal. O governo quer que a iniciativa privada fique com 51% de participação dos aeroportos privatizados. As entidades sindicais consideram alto esse percentual.

“O ganhador da licitação terceiriza ou quarteiriza e diminui a qualidade do serviço. Estamos vendo o que está acontecendo em várias obras do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento]”, disse o presidente da CUT. Os manifestantes percorreram todos os terminais do aeroporto gritando palavras de ordem contra a privatização. Por alguns instantes, as duas faixas de acesso ao desembarque do aeroporto foram fechadas.

“A privatização vai trazer a elitização dos aeroportos e o aumento das tarifas. O que incomoda a elite do país é que os aeroportos começaram a ser frequentados pelo povão. Um governo eleito pelos trabalhadores com discurso contra a privatização não pode privatizar um patrimônio do país como é a Infraero”, disse o presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (Fentac), Celso Klafke.

Edição: João Carlos Rodrigues
Bruno Bocchini
Repórter da Agência Brasil

2014 - A copa do Governo bêbado - Por Guilherme Fiuza


Dilma foi à Fifa e acabou com as dúvidas sobre a Copa do Mundo: chova ou faça sol, está garantida ao Brasil uma boa ressaca em 2014. Essa perspectiva segura foi muito bem recebida pelos brasileiros, um povo cordial que jamais renuncia à alegria e ao oba-oba, mesmo quando está sendo assaltado. A preparação do país para a Copa vai muito bem, obrigado. As obras faraônicas para os estádios seguem as regras mais estritas das negociatas, devidamente avalizadas pelo dinheiro do contribuinte.

A grande novidade é que o torcedor brazuca, ao entrar no Maracanã ou no Itaquerão, vai poder encher a cara – e esquecer os quase 2 bilhões de reais que esses novos templos da esperteza lhes custaram. Foi mesmo providencial o anúncio do ministro dos Esportes, Orlando Silva, sobre a revogação da Lei Seca nos estádios brasileiros durante a Copa. Ninguém suportaria assistir careta a tanto gol contra.

Tome mais uma dose e alcance a lógica do ministro:

A proibição de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol, determinada pelo Estatuto do Torcedor contra a epidemia de violência nas arquibancadas e nas ruas, pode ser suspensa porque “a Copa é especial”. Orlando Silva explicou que essa regra de civilidade e segurança, há anos em vigor no Brasil, pode ser revista por causa dos “compromissos da FIFA com os patrocinadores”.

O ministro tem razão. O direito brasileiro termina onde começa o faturamento da Fifa. Esse papo de soberania nacional soa bem em época de eleição – mas em época de Copa do Mundo não tem nada a ver. A Copa é especial. Os que acham absurdo sujeitar as leis do país a uma marca de cerveja estão reclamando de barriga cheia. Se o patrocinador da Fifa fosse a Taurus, o ministro Orlando Silva também examinaria “com cuidado e naturalidade” a entrada de torcedores armados nos estádios. E que não venham os estudantes protestar contra o roubo de seu direito à meia entrada na Copa. O governo brasileiro pode ser frouxo, mas felizmente também é incompetente: na falta de um sistema de transportes decente, decretará feriado nos dias dos jogos.

Os estudantes não têm do que reclamar. Dilma e Orlando Silva poderiam estar matando, poderiam estar roubando, mas estão só rasgando as leis. Viva o governo ébrio.

Via Blog do Sanharol - Rede Blogs do Ceará

190 ANOS DE TRISTÃO DE ALENCAR ARARIPE


190 ANOS
DE TRISTÃO DE ALENCAR ARARIPE
Escritor, Magistrado e Político

NO DIA 7 DE OUTUBRO DE 1821, NASCIA EM ICÓ-CE O MAIS TALENTOSO DOS FILHOS DE TRISTÃO GONÇALVES DE ALENCAR ARARIPE E ANA TRISTE. AO FICAR ÓRFÃO NO DIA 31 DE OUTUBRO DE 1824, OU SEJA, POUCOS DIAS APÓS SEU TERCEIRO ANIVERSÁRIO, NÃO TEVE COMO PEDIR: " PAI, ME AJUDA A OLHAR". A ELE SERIA DADO O APELIDO DE "PITIT", POR SEU IRMÃO MAIS VELHO E SEU PROFESSOR DE PRIMEIRAS LETRAS, PEDRO JAIME DE ALENCAR ARARIPE.

NA ESCOLA PÚBLICA MASCULINA DE QUIXERAMOBIM, SOB ORIENTAÇÃO DESSE IRMÃO MAIS VELHO, "PITIT" APRENDEU A OLHAR O MUNDO.

COMO UMA SINGELA HOMENAGEM A ELE, AO "PITIT" OU TRISTÃOZINHO, MAIS TARDE CONSELHEIRO TRISTÃO DE ALENCAR ARARIPE, PATRONO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO, PRESIDENTE DA PROVÍNCIA DO PARÁ, PRESIDENTE DA PROVÍNCIA DO RIO GRANDE DO SUL, MINISTRO DA FAZENDA NOS PRIMEIROS ANOS DA REPÚBLICA, MINISTRO DO INTERIOR E POR FIM MINISTRO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, CARGO NO QUAL APOSENTOU-SE EM 25 DE JANEIRO DE 1892.

Por MARIA HELENA ALENCAR SCUTTI
Publicado no Blog "O Democrato" - Por George Macário

Ibama apreende mais de 12 mil arapucas na região Centro-Sul


Operação foi executada pelo Ibama em Quixelô, Iguatu e Acopiara

Uma operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) apreendeu mais de 12 mil arapucas nesta sexta-feira (7), na região Centro-Sul do Ceará. O instrumento, de origem artesanal, é usado para a captura da avoante - um dos pássaros da fauna nordestina, comercializado e consumido clandestinamente, contra as leis ambientais. Dois caçadores foram presos em flagrantes.

A iguaria, embora característica e tradicional na região, não pode ser abatida para este fim - exceto em casos extremos e humanitários. A operação do Ibama foi feita em Quixelô, Acopiara e Iguatu. Os acusados foram conduzidos à Delegacia Regional de Iguatu, para a autuação por crime de caça. O trabalho foi iniciado segunda-feira (3) e já conta, além das arapucas apreendidas, com duas redes para capturas de marrecas, cinco caminhões com carga irregular de madeira e com a soltura de 14 marrecas.

Segundo o chefe do Escritório do Ibama em Iguatu, Fábio Bandeira, o objetivo da operação é evitar que haja a caça da avoante na região. "Estamos combatendo a caça antes mesmo da ave ser abatida. É um trabalho de prevenção", destaca Fábio.

Nos próximos dias o trabalho do Ibama vai ser direcionado para o combate a comercialização." Vamos intensificar o combate à venda nos mercados públicos e nas principais cidades da região Centro-Sul".

Fonte: DN


Inscrições abertas para Processo Seletivo de Professor Substituto na URCA até dia 13


A
Universidade Regional do Cariri, por meio da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Prograd), informa que encontram-se abertas as inscrições, até o próximo dia 13 de outubro, para o Processo Seletivo para Contratação de Professor Substituto da URCA. Os interessados devem se dirigir ao Campus do Pimenta, à Rua Coronel Coronel Antônio Luiz-1161, para efetuarem suas inscrições, nos horários das 9 horas ao meio-dia e das 14 horas às 17 horas. A taxa de inscrição é no valor de R$ 100,00.

As vagas são voltadas para os setores de estudos nas área de Físico-química; Microbiologia; Fundamentos de Enfermagem; Morfofisiologia; Química Geral; Topografia; Estradas e Obras de Terra; Desenho Técnico e Arquitetônico; Física Geral; Ciências Sociais; Filosofia; Prática de Ensino de História; História Moderna e Contemporânea; História do Brasil; História da América; Macroeconomia; Economia Brasileira; Microeconomia; Antropologia Cultural e Direito; Teoria Geral do Direito.

Fonte: URCA

Livro “Artefatos da cultura negra no Ceará” será lançado na URCA


Na próxima terça-feira, 11, às 18h30, será lançado no Salão da Terra, da Universidade Regional do Cariri (URCA), Campus Pimenta, o livro “Artefatos da Cultura Negra no Ceará”.

A obra reúne uma coletânea de textos de pesquisadores que levantam um conjunto de conhecimentos das Africanidades e Afrodescendências cearenses, possibilitando-nos repensar as relações entre educação, história e cultura negra, e, ainda, oportuniza um olhar crítico sobre as especificidades histórico-culturais cearenses.

O livro foi organizado pela professora Cícera Nunes, do Departamento de Educação – URCA e pelos professores Henrique Cunha Junior e Joselina da Silva, do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, da Universidade Federal do Ceará (UFC). Na ocasião, acontecerá uma roda de conversa com a presença do professor Henrique Cunha Junior.

Fonte: URCA

Crato Esporte Clube inicia preparativos para participar do Campeonato Cearense de 2012




O Presidente do Crato Esporte Clube, José Demóstenes (Deoda) acompanhado do Vice-Prefeito Raimundo Bezerra Filho e do administrador do Mirandão, Carlos José participaram de reunião na Federação Cearense de Futebol, para discutir os critérios do Campeonato Estadual de 2012. Na ocasião, com o apoio do Crato Esporte Clube foram definidas as 26 datas dos jogos, que comporão o turno único do campeonato, com os jogos de ida e volta, semifinal e final.

A este encontro compareceram os representantes dos 12 times que participarão do Campeonato Estadual Cearense de 2012. Aproveitando a ida a Fortaleza, a diretoria do Crato Esporte Clube, acompanhada do Vice-Prefeito, Raimundo Bezerra Filho e do Sr. Josimar Carvalho, mantiveram audiência com Luiz Gastão Bittencourt, presidente do Sistema Fecomércio-Ceará ( composto pelo Fecomércio, SESC, SENAC e Ipdc), a fim de formalizar convenio com o SESC–Iparana, com o objetivo de viabilizar a acomodação dos jogadores do Crato Esporte Clube, quando dos deslocamentos do time cratense à capital do Estado. Foram também mantidos, também, contatos com empresários de Fortaleza, para se juntarem aos empresários locais, nos patrocínios do Esporte Clube do Crato no próximo campeonato cearense de futebol, versão 2012.





Caririensidade -- por Armando Lopes Rafael


O povoamento do Cariri, dizem os historiadores, teve início provavelmente por volta de 1703. Foi quando criadores baianos e sergipanos – seguindo o caminho dos rios – chegaram a esta região vindo – com seus rebanhos – pela ribeira do Rio Salgado e Riacho dos Porcos. Alguns desses colonizadores se fixaram inicialmente na povoação de São José dos Cariris Novos, atual cidade de Missão Velha.

Só depois apareceu por aqui o lendário frei Carlos Maria de Ferrara, responsável pelo surgimento da Missão do Miranda do Brejo Grande, atual cidade de Crato. São, portanto, mais de 300 anos. Tempo no qual a população sul-cearense construiu sua história, saberes e fazeres, usos e costumes, enfim plasmou uma identidade cultural própria.
Temos raízes.
A mim me parece, no entanto, que o atual e globalizado caririense ainda conserva – lá no recôndito da alma – quando nada, a nostalgia dessa caririensidade. Perguntinha ingênua: existiria ainda – num mundo tão globalizado como o nosso – e, particularmente, numa região tão eclética como o Cariri, espaço para defendermos a existência do sentimento que se convencionou chamar de “caririensidade”?
Hoje falamos o linguajar que nos foi imposto pela televisão gerada a partir do sudeste. Vestimo-nos como a população se veste nas demais regiões do mundo: calça jeans, camisa polo ou xadrez. Calçamos o tênis. Igualzinho ao palestino, ou ao arqui-inimigo deste, o israelense. Este, por sua vez, traja igualzinho aos manifestantes que derrubaram as ditaduras no Egito, na Tunísia e na Líbia. Sabemos todos, que o sonho de consumo da paupérrima população cubana é vestir-se igual aos “decadentes” capitalistas norte-americanos. Por isso, o promissor comércio da prostituição cubana fez da calça jeans uma moeda de conversão.
E as comidas que consumimos no Cariri? Se formos a um restaurante caro (ou mesmo a um bom self service) o cardápio destaca logo: Pizza, Spaghetti, lasanha, risoto, Paella... Se optamos por um fast-food, existem dezenas de sugestões, que vão desde o sandwich de salsicha simples, ao hambúrguer com batatas fritas e a inevitável Coca-Cola (e aí meu chefe? vai de light, diet ou KS?).
Sem esquecer outras sugestões como o Beirute, ou as esfihas. As de bacon são as mais consumidas. Como sobremesa, uma boa pedida é o mousse de maracujá. Suprema humilhação: hoje no Cariri se vende mais queijo mussarela do que o de coalho.
Agora experimente numa festa tocar um autêntico forró Pé-de-Serra. A pista de dança fica logo cheia! Ou mande um caririense escolher entre as sugestões do cardápio e um sarapatel... Sugira uma panelada, galinha cabidela, cozido com pirão de farinha, paçoca pilada no pilão com cebola roxa, buchada de bode, baião-de-dois com carne de sol e queijo de coalho...

Aí, meu irmão, prevalecerá a caririensidade...

Oficinas da 8ª Bienal de Dança do Ceará com inscrições abertas


Abertas até segunda-feira (10/10) inscrições para quatro oficinas que integram a programação formativa da 8ª Bienal Internacional de Dança do Ceará. São oficinas ministradas por Carlos Simioni (SP), Andréa Bardawil, Graça Martins (CE) e Emídio Sanderson (CE). As ações formativas acontecerão tanto em Fortaleza como em Sobral, Juazeiro do Norte, Paracuru, Barbalha e Itapipoca, reforçando o compromisso do festival em interiorizar suas atividades. Nesses casos, são disponibilizadas 15 vagas e o único pré-requisito é a entrega de currículo. As inscrições deverão ser feitas presencialmente. Os nomes dos selecionados serão divulgados a partir do dia 12/10.

A 8ª Bienal de Dança do Ceará é apresentada pelo Ministério da Cultura (Minc), Petrobras e o BNDES. Tem como patrocinadores Banco do Nordeste, Funarte, Oi e Caixa Econômica Federal. Apoio cultural: MinC (Lei Federal de Incentivo à Cultura), Centro Cultural Banco do Nordeste, Oi Futuro, Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura (Lei Estadual de Incentivo à Cultura), prefeituras dos municípios sedes da bienal, entre outros parceiros. A realização é da Indústria da Dança. Outras informações: (85)3045.1703 e www.bienaldedanca.com.

As Oficinas
Carlos Simioni

Da Energia à Ação é o nome da oficina de Carlos Simioni, cofundador do Lume Teatro e ator pesquisador desde 1985. O curso terá como ponto de partida alguns dos elementos do treinamento energético e técnico dos atores do Lume, como a transformação do peso em energia, a dinâmica das ações físicas no tempo e no espaço, bem como a relação com o chão e o ar. O ateliê ocorrerá em Fortaleza (de 23 a 25/10), Itapipoca (26 a 28/10), Paracuru (29 a 31/10) e Juazeiro do Norte (02 a 04/11). As inscrições serão feitas em Fortaleza no Teatro do Boca Rica. Em Itapipoca, bailarinos e atores devem ir até o Galpão da Cena. Em Paracuru, os formulários estarão disponíveis na Escola de Dança de Paracuru. Já em Juazeiro do Norte, os interessados terão de ir até a Associação Dança Cariri.

Andréa Bardawil

Juazeiro do Norte também receberá a oficina Improvisação e Composição: a construção poética do visível, da cearense Andréa Bardawil. As aulas, que ocorrerão no dia 04/11, abordarão a utilização de técnicas de educação somática e consciência corporal na prática da dança, de tal forma que possam funcionar como suporte para a composição coreográfica e a construção de imagens. As inscrições devem ser feitas na Associação Dança Cariri.

Graça Martins

A também cearense Graça Martins levará o ateliê Danças Tradicionais Brasileiras a Sobral (em 19/10) e Barbalha (em 04/11). A oficina visa esclarecer sobre conceitos, compreensão e usos das culturas populares, atentando para o aspecto tradição como espaço de vivência na contemporaneidade. Os formulários de inscrição estarão disponíveis na Secretaria de Cultura de Sobral e na Secretaria de Cultura de Barbalha.

Emídio Sanderson

Já Emídio Sanderson ministrará o curso Projetos Culturais: viabilizando ideias criativas. As aulas acontecerão tanto em Sobral (de 13 a 16/10) como em Juazeiro do Norte (25 a 28/10). Nelas, Emídio buscará desenvolver habilidades técnicas e conceituais na área de empreendedorismo cultural, com destaque na elaboração e formatação de projetos. As inscrições podem ser feitas na Secretaria de Cultura de Sobral e na Associação Dança Cariri, em Juazeiro.

Fonte: Degage

CRATO - Jogadores da Seleção Brasileira de Cegos participam de jogo em Crato na próxima segunda-feira


Jogadores da seleção brasileira de cegos estarão em Crato para participarem de uma partida de futebol. A apresentação dos jogadores será na quadra Bicentenário, na próxima segunda-feira, a partir das 19 horas. Jogarão os times A e B. A equipe de jogadores ficará hospedada no Clube Recreativo Grangeiro, com chegada prevista para às 7 horas. Eles permanecerão no local por todo o dia. A partida de futebol terá o apoio de diversas instituições como a Secretaria de Saúde do Crato, Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude, Ponto de Cultura, Professor Cacá Araújo e a Universidade Regional do Cariri (URCA). A entrada para participar do jogo será 1 quilo de alimento não perecível. O trabalho vem sendo realizado por meio do Conselho Comunitário de Defesa Social (CCDS).

Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal do Crato
www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

DESTAQUE - Projeto que torna obrigatório o ensino de história do Crato nas escolas é aprovado por unanimidade na Câmara


Os vereadores do Crato aprovaram por unanimidade projeto de lei de autoria do vereador, George Macário de Brito (PSDB) que torna obrigatória, nas escolas públicas e particulares do município, a introdução da história do Crato, passando a integrar o programa da matéria de história para os alunos que cursam o ensino fundamental II, correspondente da 6ª a 9ª série. Também institui a obrigatoriedade do hasteamento das bandeiras do Município, do Estado e da República Federativa do Brasil, com execução de seus respectivos hinos, a cada 1º dia útil do mês, durante o período letivo.

A execução dos hinos deverá ocorrer de forma cantada e as escolas são obrigadas a fornecer aos alunos as letras por escrito. Fica facultada as instituições educacionais, a adequação para aplicação do conteúdo, conforme sua programação pedagógica. De acordo com o projeto, a responsabilidade pela elaboração e a editoração do material didático a ser adotado, conforme a demanda de alunos, é das Secretarias de Educação e de Cultura, Esporte e Juventude.

O projeto autoriza os entes públicos referidos a formarem parcerias com as universidades e instituições culturais para elaboração do livro didático de história do Crato e correlações com a história do Cariri, do Ceará e do Brasil. Para entrar em vigor, a lei precisa ainda da sanção do prefeito. O vereador autor da proposta, George Macário, disse que o Crato, ao longo dos seus 247 anos de emancipação política, possui uma rica e bela história que, injustificadamente, é desconhecida por grande maioria dos cratenses e espera que a nova lei seja o instrumento que buscará a reparação deste equivoco.

Sobre o hasteamento obrigatório das bandeiras, o vereador disse este acontecimento só ocorre de quatro em quatro anos, por ocasião da copa do mundo de futebol, o que é lastimável, disse George Macário, acreditando que a sua proposta, além de cultivar a auto-estima, reavivará o sentimento cívico.

A Secretária de Cultura, Esporte e Juventude do Crato, Danielle Esmeraldo, acha interessante o projeto de lei do vereador. Conforme disse, a partir do trabalho de compilação de livros, vídeos e pesquisa se proporcionará uma oportunidade numa construção coletiva, envolvendo todos aqueles defensores da cultura no processo de cumprimento da referida lei e que a sua secretaria está disposta a ajudar.

Já o secretário municipal de Educação, José Valentim Dantas, disse que na medida em que os educadores passarem a se inteirar da história do Crato, os gestores incluirão os curriculum nas escolas. De acordo com o secretário, sua pasta está preparada para cumprir a lei e dará toda condição as escolas se adequarem para ao cumprimento da nova lei.

Fonte: PMC


II MARCHA CONTRA A CORRUPÇÃO - Dia 12 de Outubro





II MARCHA CONTRA A CORRUPÇÃO
CONTRA O VOTO SECRETO NO CONGRESSO E A FAVOR DA FICHA LIMPA.

Vídeo enviado por Olímpio Arraes

Correios e funcionários em greve não chegam a acordo no TST


Cerca de 159 milhões de cartas e encomendas, um terço do total, se acumulam em todo o país. Segundo os Correios, 20% dos funcionários aderiram à greve. O sindicato fala em 70% dos carteiros. Não houve acordo entre os Correios e os funcionários em greve em audiência nesta sexta-feira (7) no Tribunal Superior do Trabalho. A paralisação já dura 24 dias.

Os convites para o casamento no dia 5 de novembro foram enviados nesta sexta-feira (7), mas para não correr riscos... “Eles comunicaram por e-mail, telefonema e depois é só formalizar pelo correio”, conta a funcionária pública Amélia Iglesias. Cerca de 159 milhões de cartas e encomendas, um terço do total, se acumulam em todo o país. Elas têm remetente e destinatário, mas falta quem ligue as duas pontas. “A fatura da TV a cabo não chegou, do cartão de crédito também não chegou”, diz uma mulher.

Segundo os Correios, 20% dos funcionários aderiram à greve. O sindicato fala em 70% dos carteiros. Dona Lurdes recebeu a fatura do banco um dia depois do vencimento e não está conseguindo pagar sem juros. “A culpa não é minha. Se não conseguir pagar isso sem juros, nunca mais eu pago”, avisa.

Já são mais de três semanas de greve. Se é impossível calcular o prejuízo com o atraso na entrega de encomendas e correspondência, um ponto está bem claro: o clima de incerteza continua. A audiência de conciliação nesta sexta-feira (7) no Tribunal Superior do trabalho terminou sem acordo. A proposta do juiz previa reajuste de 6,87%, abono de R$ 800, R$ 60 de aumento a partir de janeiro e o desconto de seis dias parados. A empresa aceitou, mas os trabalhadores recusaram. Eles ainda podem tentar um acordo antes do julgamento do dissídio.

“Na terça-feira, o tribunal decidirá o que acolhe e se acolhe nas reivindicações da categoria profissional”, explica João Oreste Dalazen, presidente do TST.

Os presentes do Dia das Crianças para o neto que mora em Minas Gerais foram enviados nesta sexta, mas Dona Aparecida já sabe que eles podem chegar depois de quarta-feira (12). “Chegando até sexta-feira que vem está bom. Não tenho essa garantia”, ela lembra.

Fonte: G1


HORA DE JOGAR A TOALHA - Por: Haroldo Ribeiro


A política muitas vezes assume a face da crueldade para conseguir interesses de um segmento. Assim, usam e abusam da dignidade da cidadania com o objetivo de desviar atenções das circunstâncias em que se põe em cheque, e até mesmo quase a descoberto alguns comportamentos de discutível honestidade. Senhores (as) professores (as), com toda certeza parece que dias melhores virão, uma vez que, vocês sempre defenderam direitos e que têm sido apenados sobremaneira por sucessivos governos descompromissados com a valorização da Educação. Ironicamente, justo os profissionais principais responsáveis pela comprovação da maior diferença em que distinguem os seres humanos dos animais, que é a transmissão do conhecimento e da experiência.

ESTRATÉGIA DA DISTRAÇÃO

O elemento principal de controle social é a estratégia de distração, desviando a atenção pública de questões importantes. O poder político e econômico usa a técnica para dominar as pessoas com distrações contínuas e informações de mais fácil resolução ou menos danosa para desestabilização do poder. A estratégia desvia a atenção do público para longe de problemas sociais e questões que podem culminar em punições graves, enfatizando e dramatizando sobre assuntos menos comprometedores, mas capazes de agitar a opinião pública. A idéia é manter o público muito ocupado, sem tempo para pensar sobre os princípios mais importantes e os fatos principais por trás dos verdadeiros problemas sociais ou questões graves.

Não é à toa que políticos experientes representam ostensivos flagrantes de descontrole manipulando e desviando a atenção pública para esse fato isolado, em detrimento de manter acesa a atenção em favor da devida e necessária apuração de fatos tão escandalosos denunciados, como o caso dos KITS DOS BANHEIROS e da participação do genro do Chefe da Casa Civil na comissão dos empréstimos do servidor público estadual (PROMUS), devidamente autorizado pelo Sr Governador Cid Gomes.

O que ainda se faz manter a esperança, é que existem representantes do povo mesmo sendo minoria, que dignifica a cidadania, como exemplo podem ser citados: Dep Heitor Ferrer, Dep Eliane Novais, Dep Roberto Mesquita, Dep Augustinho Moreira e agora o não menos destemido Dep Capitão Wagner.

Por: Haroldo Ribeiro

Greve dos bancários deixa 793 agências fechadas

No 11º dia de greve dos bancários, 793 agências ficaram fechadas em São Paulo, Osasco e região. Segundo o sindicato responsável pela área, 37 mil trabalhadores estão parados. Somaram-se ao movimento os bancários das concentrações administrativas do Itaú Unibanco: no ITM, onde funciona o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), e no Centro Administrativo Tatuapé (CAT), que mantém áreas estratégicas do banco, como a central de atendimento telefônico, mesas de câmbio e de crédito. Também aderiram ao movimento os bancários do teleatendimento do Santander nos prédios SP1 e SP2, ambos na Barra Funda, além do Telebanco do HSBC. O sindicato alega que não há proposta satisfatória da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) nem uma negociação agendada.

Agencia Estado

Nobel da Paz honra mulheres africanas e árabes



OSLO (Reuters) - Declarando que os direitos das mulheres são vitais para a paz mundial, o Comitê do Nobel concedeu o Prêmio da Paz nesta sexta-feira para três mulheres indomáveis que fizeram campanha contra a guerra e a opressão -- uma iemenita e duas liberianas, sendo uma delas a presidente do país.

A liberiana Ellen Johnson-Sirleaf, primeira mulher eleita chefe de Estado livremente na África, dividiu o prêmio de 1,5 milhão de dólares com a compatriota Leymah Gbowee, que mobilizou mulheres contra a guerra civil no país ao organizar uma "greve de sexo", e a iemenita Tawakkul Karman, que considerou seu prêmio como "uma vitória para a Primavera Árabe".

"Não podemos alcançar a democracia e a paz duradoura no mundo a não ser que as mulheres obtenham as mesmas oportunidades que os homens para influenciar o desenvolvimento em todos os níveis da sociedade", disse o presidente do comitê, Thorbjoern Jagland, a repórteres. Karman, jornalista islâmica chamada de "A Mãe da Revolução", tem sido figura central nos protestos na capital Sanaa este ano.

"Esta é uma vitória para o povo iemenita, para a revolução iemenita e todas as revoluções árabes. Esta é uma mensagem de que a era das ditaduras terminou", disse Karman, 32 anos, mãe de três filhos. Como de costume, ela participava de uma manifestação na praça central em Sanaa pedindo a saída do presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, quando recebeu a notícia. Johnson-Sirleaf, 72 anos, ex-economista do Banco Mundial conhecida como "Dama de Ferro" pelos seus oponentes, considerou o prêmio um reconhecimento aos "muitos anos de luta pela justiça, paz e promoção do desenvolvimento" no país do Oeste da África desde uma brutal guerra civil.

"O crédito vai para o povo liberiano", disse Johnson-Sirleaf a repórteres do lado de fora de sua residência, na capital da Libéria. Gbowee, 39 anos, recebeu a notícia ao ligar seu telephone celular após pousar em Nova York para uma turnê literária. "Tudo que escuto em minha mente é a música de louvor a Deus", disse ela. "Meu trabalho é pela minha sobrevivência e de outras mulheres... Com ou sem um Nobel, eu ainda vou fazer o que eu faço porque sou um símbolo de esperança em minha comunidade no continente, em um lugar onde há pouco para se ter esperança."

O movimento dela 'Mulheres Pela Paz' ajudou a acabar com a guerra em 2003. Começando com orações e músicas em um mercado, ela também pediu que viúvas e namoradas dos líderes de facções que neguem sexo a eles até que eles se rendam.

Com agências internacionais

Juiz decreta prisão de PMs envolvidos em mortes por autos de resistência em processos que eram conduzidos pela juíza Patrícia Acioli


Rio de Janeiro - O juiz em exercício na 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, Fábio Uchôa, decretou hoje (7) a prisão preventiva dos policiais militares (PMs) Hayrton de Mattos Ferreira, Alex Ribeiro Pereira, Jefferson de Araújo Miranda, Carlos David Silva Pinto, Flávio Cabral Bastos, Charles de Azevedo Tavares e Alexandre Quintanilha dos Santos. Os sete respondem a processos de homicídio em autos de resistência - mortes de suspeitos em confronto com a polícia - na 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, onde era titular a juíza Patrícia Acioli, assassinada na noite do dia 11 de agosto, quando chegava à sua residência, em Piratininga, Niterói.

O magistrado também determinou a suspensão do exercício da função pública e a entrega das armas dos PMs Milton Marques da Silva, Alan Moreira Cardozo, Roberto Dias Toledo, Marcio Alexandre Xerem, Macdowel Leite da Fonseca e Marcelo Vieira Lima. O juiz Fábio Uchôa indeferiu, no entanto, os pedidos de suspensão do exercício da função de mais sete policiais: Ricardo Mariano da Rocha, Eduardo Augusto Fernando de Souza, Maury Bustamante Correia, Rondineli José dos Santos da Silva, Marcelo Barreto França, Jean Carlos Andrade Couto, Genilson Saraiva.

Segundo ele, os réus respondem apenas a um processo relativo a autos de resistência. Já Luiz Cláudio dos Santos, Jefferson da Silva Almeida, Claudio Germano da Silva e Henry dos Santos Bueri foram suspensos de suas funções, por determinação do juiz, para evitar a prática de novos crimes.

No dia 8 de setembro, o Ministério Público Estadual requereu medida cautelar de suspensão de exercício de função de 34 PMs e reiterou o pedido de prisão de 28 deles. Na ocasião, o juiz Fábio Uchôa determinou que os advogados e defensores públicos dos acusados se manifestassem, primeiramente, sobre o pedido do Ministério Público.

Após analisar os processos e decretar a prisão de sete PMs, o juiz disse que a juíza Patrícia Acioli e o Ministério Público da Comarca de São Gonçalo iniciaram uma verdadeira “cruzada moralizadora” na região, a fim de apurar e punir eventuais crimes de homicídios praticados por policiais militares e que vinham sendo registrados como autos de resistência.

“Tanto isso é verdade que, a partir da deflagração dessas ações, policiais do 7º Batalhão da Polícia Militar que respondiam a uma ação penal neste juízo, igualmente proveniente de um 'auto de resistência', teriam engendrado um plano, visando à morte da magistrada Patrícia [Acioli], a fim de impedir que continuasse seu trabalho”, disse o magistrado.

A decisão será encaminhada ao Comando-Geral da Polícia Militar, a fim de que sejam tomadas as medidas necessárias à prisão e ao afastamento dos policiais.

Edição: Aécio Amado - Paulo Virgilio
Repórter da Agência Brasil

Código Florestal pode dar incentivo econômico a quem preservar floresta


Relator da reforma do Código no Senado sugere criação de um ‘papel verde nacional’, que poderia ser comprado na Bolsa de Valores por empresas que precisam desmatar.

O senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC), relator de duas comissões do Senado pelas quais a reforma de Código Florestal ainda será analisada, afirmou na sexta-feira, 7, que incluirá no projeto de lei incentivos econômicos para quem preservar florestas. Em teoria, a ideia é vista com simpatia tanto por ruralistas quanto por ambientalistas. O senador disse na sexta-feira, em evento para debater o Código em São Paulo, que estuda várias sugestões de beneficiar quem mantiver as árvores em pé em suas propriedades e deu exemplos do que pode ser colocado na lei.

De acordo com Silveira, uma das sugestões, a de criar um “papel verde nacional”, partiu da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). “Se um estudo de impacto ambiental determinou que o projeto de uma indústria vai gerar um impacto ambiental X, essa indústria então compraria papéis verdes de um cidadão que tem uma floresta. Ou seja, transforma-se a floresta num bem econômico ou, mais simplesmente, faz a árvore em pé valer mais que a árvore cortada.” Ele compara com a negociação de créditos de carbono. E, segundo ele, quem cortou a vegetação irregularmente e estiver sendo multado também poderia converter a multa na compra desse papel de preservação. “Esse papel é negociável em bolsa, cria-se um ativo circulante para o País. Hoje, apesar de termos a maior floresta do mundo, só obtemos 4% do seu valor econômico.”

Outra ideia em avaliação partiu do senador Eduardo Braga (PMDB-AM). Ele sugere criar um fundo a partir de recursos da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), cobrada sobre combustíveis, dos Fundos Constitucionais de Financiamento do Norte, Nordeste e Centro-Oeste e outras fontes tributárias para remunerar os pequenos produtores rurais.

Afra Balazina, de O Estado de S.Paulo

Fim da Greve dos Professores - Após paralisação de 63 dias, professores retomam as atividades



NE - Alguns professores se sentem traídos pelo sindicato APEOC

Após o período de 63 dias em greve, os professores da rede estadual de ensino decidiram, em assembleia nesta sexta-feira [07], pela retomada das atividades. A reunião aconteceu no ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza.

Apesar de votação ainda dividida, após duas horas o comando do Sindicato Apeoc confirmou que a maioria decidiu pela suspensão do movimento grevista e o posterior retorno às salas de aula. O fato gerou protestos de alguns docentes, que afirmaram ser injusta a decisão.

ENCONTRO COM GOVERNO - Apoós a oficialização do final da paralisação, os professores devem ser reunir com o Governo do Estado na próxima segunda-feira [10]. O fim da greve aconteceu um dia após representantes do sindicato Apeoc se reunirem com o chefe de gabinete do governador, Ivo Gomes, e com a secretária da Educação, Izolda Cela.

De acordo com a agenda divulgada pela Apeoc, ainda na segunda [10], o sindicato encaminhará nota oficial de esclarecimento à sociedade explicando os motivos que levaram ao fim da paralisação. No calendário, ainda está marcado um seminário sobre encaminhará nota oficial de esclarecimento à sociedade [14/10], atividade do Dia do professor [15/10], reunião do comando de greve para avaliação das negociações e encaminhamentos e nova assembleia geral [11/11].

Em um mês, haverá nova assembleia para analisar possíveis avanços nas negociações. Apesar de voltarem às atividades, os professores ameaçam iniciar novas paralisações caso a discussão com o Governo não avance.

CEARÁ ESPANCADO E HUMILHADO

Segundo o professor Cacá Araújo, um dos principais do movimento grevista em Crato a suspensão da greve foi um jogo viciado. Na sua página do facebook, assim escreveu Cacá Araújo:

"A greve dos professores foi suspensa numa assembleia tumultuada. Velhos e novos agentes do governo, infiltrados no seio da categoria, atuaram eficazmente na defesa dos interesses do governo e de seus sindicalistas comissionados. Mas a nossa dignidade não foi surrupiada. A luta continua, mesmo com o obstáculo de termos um sindicato vendido e capitulador. De vermos combatentes engolirem a decência e arrotarem submissão suicida. O bandido latiu, deu as cartas já marcadas e venceu um jogo viciado pela corrupção e favorecimento. Daqui uns dias vocês veremos o Anízio e outros correligionários seus nos palanques do Cid Gomes e da turminha da maldade."

Edição: Dihelson Mendonça
Com informações do O povo Online, Facebook ( Cacá Araújo )

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30