xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 24/07/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

24 julho 2011

Scretário Estadual Pinheiro Prometeu apoio à Cia de Teatro Cratense e depois negou fogo !


Nota do dia 24 de Julho: Depois que essa matéria foi publicada em vários veículos de comunicação, a secretaria estadual de cultura voltou atrás e prometeu rever o caso., como nos informou em nota emitida na noite de ontem pelo Cacá Araújo. ( Dihelson Mendonça )

Discriminação contra o Cariri ?

NE - O Secretário estadual de cultura Francisco Pinheiro havia prometido apoio à Cia. Cearense de Teatro Brincante, que vai se apresentar em Portugal e precisa de patrocínio. Ora, o secretário pelo jeito, naquela época, só quis aparecer bem nas fotos que foram publicadas. Que decepção, hein ? Será que essa secretaria de cultura do Estado não poderia contribuir seja lá com qualquer quantia para o grupo ? Ora, se nós cidadãos comuns podemos contribuir com doações, quanto mais uma entidade estadual que sabemos receber muita verba. Qual é a questão aí ? É uma questão política ou é uma discriminação contra nós caririenses ? ( Dihelson Mendonça ).

"Durante encontro realizado na tarde de 24 de junho de 2011, no Colégio Municipal Pedro Felício Cavalcanti, em Crato-CE, por ocasião do Governo Estadual itinerante, o dramaturgo Cacá Araújo entregou ao secretário estadual da cultura Prof. Francisco Pinheiro solicitação de apoio à turnê que a Cia. Cearense de Teatro Brincante realizará nos meses de novembro e dezembro deste ano em Lisboa-Portugal a convite do Intervalo Grupo de Teatro, tradicional companhia portuguesa. Naquele momento, foi orientado e encaminhar a proposta ao FEC - Fundo Estadual de Cultura, de onde sairia o financiamento das passagens. Alegramo-nos!

Mas hoje a tristeza e a decepção toma conta da Cia. Cearense de Teatro Brincante... Recebemos ofício do Secretário da Cultura do Ceará, às 12h26min deste fatídico dia 22 de julho de 2011, em plena "Férias no Ceará", comunicando que a secretaria não dispõe de orçamento "destinado ao atendimento do pleito em questão". Ora, sabemos que há recursos no FEC para demanda espontânea, esta atendida segundo decisão do secretário. Ainda por cima, estamos distantes 4 meses da viagem! Cremos que uma dose de valorização, misturada com reconhecimento da arte e dos artistas caririenses, temperada com o orgulho e a honra de ver mais um grupo artístico erguer bem alto as bandeiras do Ceará e do Brasil, poderia ter melhor guiado a consciência do nobre secretário.

Entretanto, nossa valentia, nossa determinação e nosso desejo de cumprir a missão de mostrar NOSSO TEATRO na Europa não nos permitem desistir! Temos certeza de que encontraremos parceiros e colaboradores do Crato, do Cariri, do Ceará e do Brasil, que nos ajudarão a cruzar os mares em direção à terra de Luís de Camões e Fernando Pessoa. Aguarde-nos, Portugal! Em novembro o Crato e o Cariri mostraremos o Ceará que ninguém, absolutamente ninguém, conseguirá tirar da história de ontem-hoje-e-sempre!"

Contamos com o nosso povo!
À luta, Brincantes!!!

Com texto de Cacá Araújo

Paredes desnecessárias - Emerson Monteiro

Neste domingo 24 de julho de 2011, lia na página da UOL na Internet que restaurante Fome Zero, em Maceió, nas vésperas de ser inaugurado ainda não tem paredes. Este o gancho principal da notícia, a ausência de paredes no restaurante para ser inaugurado no programa do Governo. O restaurante, orçado inicialmente em R$ 1,3 milhão, deveria fornecer mil refeições diárias a R$ 2 cada uma e ser instalado no bairro Benedito Bentes, na periferia da capital alagoana, diz a matéria.

E eu, nessa mania que a gente tem de querer deixar seguir o pensamento, animal desengonçado que fica pisando os cascos à procura das estradas, lembrei a história de um médico humanitário, Dr. Albert Schweitzer, quando chegava ao Gabão, país miserável da África.

Impressionado com o quadro reinante naquele lugar, quis, a todo custo, servir os doentes que encontrara, porém meios não possuía. Cuidou, então, de improvisar consultório num antigo galinheiro das imediações e providenciou o trabalho de atendimento aos pacientes, ainda que vivesse obstáculos sérios de clima hostil e limitações de higiene. O próprio idioma lhe era desconhecido. Sem os instrumentos, remédios, macas, tratava de mais de 40 enfermos diários, enquanto desenvolveu linguagem em que pudesse transmitir o Evangelho, pois também era um missionário religioso.

Nesses mundos burgueses de agora, no entanto, paraísos cheios de falsas riquezas, é quase comum encontrar construções monumentais de obras faraônicas para instalar órgãos públicos, criação de empreiteiros e políticos, depois largadas ao relento, a exigirem verbas de manutenção escassa.

Houvesse justos e melhores critérios na edificação dos bens coletivos, e os dinheiros dos impostos e das taxas mereceriam zelo da parte de quem os administra. Milhões, bilhões, restam enterrados nessas ruínas douradas e mal dimensionadas. O cidadão, em consequência, padece vítima dos descasos administrativos de toda ordem que se repetem como rotina.

Em resumo, só resta imaginar a longa jornada que espera mentalidades que respeitem à consciência, que, decerto, virá pela frente na história das necessidades humanas.

Comentários do Dia 24 de Julho de 2011


REIVINDICAÇÃO AO DEMUTRAN

"Seria interessante o órgão municipal de transito fiscalizar as vagas de estacionamento pois há lojistas no centro do crato que estão se apoderando da mesma colocando cavaletes ou cones para guardar vagas. Acredito que por ser uma via publica todos tem direito de ocupar qualquer vaga de estacionamento que não estiver ocupada por um veículo de forma adequada, esta espécie de "reserva de vagas" feita por alguns lojistas, inclusive de grandes lojas de eletrodomésticos é um tipo de apropriação indevida de espaço público. Já me ocorreu por diversas vezes de procurar alguma vaga de estacionamento no centro e não poder estacionar devido ao fato relatado acima."

Prof. Saulo de Lima Bezerra
IFCE-Campus Cedro

MELHORIAS NO TRÂNSITO

"Realmente aquela descida que chega ao arco estava precisando de um redutor de velocidade, não era somente os motoquieros que desciam em alta velocidade, mas tambem os ciclistas, presencie acidentes naquela via, pricipalmente em pedestres. E com a colocação de um sinal luminoso na parte de cima com a rua São José com certeza tudo vai melhorar.Só lembrando ao diretor Joatan, a Marcos Macêdo, rua do Colegio polivante, de tráfego intenso necessita urgente de redutor de velocidade."

Joao leite neto
Carolino Sucupira - Pimenta
Cidade: Crato

Parque de exposicao

"Boa noite, de prazer de passar varios dias nesta cidade, como criador de gado da raça gir, bonitas festas, mas muita falta de organizaçao em geral da parte administrativa. Agora vamos fazer boas referencias sobre esta linda e maravilhosa festa que nunca tinha presenciado, povo maravilho, hospitaleiro e alegre. Cidade bonita, clima bom, tivemos hospedado no hotel maravilhoso."

Julio cezar bezerra de castro
Rua jaguarari
Cidade: Natal-RN

Frase do dia

"O homem sonha, luta,batalha e, busca constantimente pelo seus ideais, e desses sonhos,luta e batalhas resta-lhes a cubiça, esta sim: só acaba com a morte."

Antonio Bastos Filho Bastos
R. Maria de Rohan
Cidade: São paulo

Agência Nacional de Propina - Por: Lúcio Alcântara *


Comentário do Dia

"A revista Época que circula este fim de semana denuncia, com base em vídeos, a venda de facilidades na ANP (Agência Nacional de Petróleo) que, num trocadilho, denomina de "agência nacional de propinas" feudo do PC do B."

Faxina nela, presidente.

* Lúcio Alcântara é colaborador cadastrado no Blog do Crato

Nosso Pé-de-Serra - Por Heládio Teles Duarte

Foto: Heládio Teles Duarte

Crato investe mais na saúde e obtém reconhecimento


A Administração Municipal do Crato tem se empenhado em prestar um trabalho abrangente na área da saúde, dentro dos critérios estabelecidos. Com isso tem esse trabalho reconhecido.

No inicio deste mês em Recife, a Secretaria de Saúde do Crato foi reconhecida com a Medalha Imperador Pedro II, concedida pela instituição mineira Instituto Tiradentes, por estar levando investimentos acima do estabelecido pelas instituições governamentais, no intuito de garantir um atendimento qualificado à saúde da população. Na ocasião Secretário de Saúde, Cícero França, foi representado pela assessora Rosevany Bezerra de Menezes.

Segundo o secretário de Saúde, Cícero França, o teto estabelecido pelo Ministério da Saúde para investimentos deve ser de 15% do orçamento municipal. Já o Crato sai na frente, como 20%. Com isso, são diversos projetos que estão sendo executados, novos postos de saúde construídos, atendimentos noturnos, com equipes de saúde, com ampliação da rede de atendimento. Essa cifra também tem refletido nos indicadores de saúde do Crato, que tem melhorado significativamente nos últimos anos.

Fonte: PMC

Aurora em reminiscências - Por: José Cícero



Nota do Editor: O romântico escritor José Cícero, autor de infindáveis e excelentes textos já publicados na vastidão da internet, nos brinda com mais uma de suas preciosidades. Desta feita, uma homenagem à sua cidade natal Aurora-CE, e aqui, queremos nos unir no sentido de rendermos homenagens a esta cidade muito hospitaleira e interessante, do Sul do Ceará. ( Dihelson Mendonça )

Quantas são as saudades e tantas são as lembranças que temos ainda hoje da Aurora e da sua sociedade de outrora. Quantas recordações mantemos guardadas no funda da nossa memória de antigos anos, momentos marcantes daquela Aurora-passado. Da sua boa gente e da sua história: bela, trágica e tremenda. De acontecimentos que de algum modo substantivo assinalaram para sempre a vida social da nossa urbe. Quantas figuras humanas das mais simples às mais importantes continuam ainda agora eternizadas no livro dos anos e nas paredes das nossas recordações memorialistas. Quantas saudades históricas e afetivas estão ainda hoje impregnadas nas nossas memórias mais latentes e adormecidas, como poeira de antigas estradas se dissipando aos poucos por todas as léguas tiranas do tempo e da vida?

Quantos causos, quantas estórias e histórias. Quantas fatalidades, quantos instantes felizes, quantas injustiças, quantas tragédias que agora se misturam num turbilhão relembranças em meio ao presente insosso das nossas vivências cotidianas. Quantos momentos inesquecíveis. Quantas cenas indeléveis. Quantas passagens inexoráveis. Quantas coisas ainda por lembrar, quantas queremos esquecer. Quantos conflitos, quantos traumas existenciais guardamos no nosso baú de ossos ou simplesmente os carregamos como tesouros ou mesmo como fardos pesados sobre os ombros e sobre as nossas costas. Quem conseguirá talvez passar incólume a todos estes anos e não ser tocados de alguma maneira pela força descomunal destas recordações ressabiadas e dolentes. Como se fossem folhas espinhentas de cansanção e urtiga a nos acordar do sono letárgico do tempo presente em que estamos(de certo modo) mergulhados.

Saudades e saudade... Relembranças de uma Aurora passado, provinciana e alvissareira. Quando as pessoas eram movidas pela solidariedade de grupo num mais absoluto senso prático. Um mundo social de uma gente centrada na comunhão da amizade, quase como uma profissão de fé. Sem nenhum ranço de egoísmo ou esperteza onde as preocupações de um futuro distante, não iam além de injunções carcomidas no mais das vezes paroquiais. Remoção de uma vida quase que exclusivamente bucólica, de uma sociedade um tanto medieva e familiar.

Quem conseguirá talvez, não sentir saudade?
Das antigas alegrias compartilhadas numa sinergia jamais vista. Dos momentos inquebrantáveis dos anos idos. Da ânsia que alimentava o contentamento de se esperar todos os dias o trem na velha estação. Da festa do santo padroeiro animado pelos leilões gritados por Romão Sabiá, dos toques do sino e o velho relógio da matriz. Do som do antigo órgão e do violão de Joaquim Paulino. Das missas antológicas e dos sermões quase proféticos e beneditinos do Monsenhor Vicente, Padre Luna e Padre França. Das beatas e dos fiéis e devotos levando os quadros de santo para “Benzer”, dos frascos de água benta e da festa que era o domingo de ramo. Dos tempos estudantis do colégio paroquial. Dos grupos de jovens e escoteiros.

Dos artistas mambembes do meio da feira, dos cantadores de viola, do circo dos irmãos: Fuxico, Enoque pintor e Lurdes Bom-Conselho. Dos parques de diversão, do pau de sebo, das quadrilhas juninas do Araçá, do café da estação de Maria Rocha, do pastel de Vicência Marcel, da banda de Esmerindo cabrinha, dos banhos de rio na barragem do Salgado quando não havia ainda a ponte. Das matas fechadas e da safra das frutas.

Das histórias de jagunços e cangaceiros que nos contavam. Das estórias de trancoso e da lenda de Vicente Finim que nos causavam medo. Das inesquecíveis noites de natal e dos folguedos juninos. Das antigas festas no pátio da igreja e na ABA. Das novenas de maio e das renovações festeiras nos sítios e na cidade. Dos forrós de pé-de-serra sob as músicas de Abdias, Messias Holanda, Marinês, Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga, Trio Nortista e Nordestino e tantos outros artistas do povo que ouvíamos pelo rádio, alto-falantes dos parques e a difusora da cidade.

Dos namoros sem maldade no banco da pracinha e das tertúlias caseiras ao som da radiola de discos. Dos jogos do Maguari dos sapateiros, do Ceará de Jarim Barros, do Santos de mundinho Padeiro e do 15 de julho do Dr. Bastim. Do patronato e da escolinha de Socorro Araripe. Da antiga Cnec que funcionava no casarão do cel. Xavier. Dos belos desfiles da miss aurorense – a rainha do município, das imortais paradas de 7 de setembro. Da fila para cantarmos o hino na escola. Do catecismo para a primeira comunhão. Do romantismo escolar dos educandários. Das revistas em quadrinhos e de mulheres peladas que escondido, olhávamos no banheiro com medo de uma surra quando fôssemos pegos.

Saudades de antigos profissionais: barbeiros, sapateiros, chapeados, alfaiates, botadores de água, vendedores de lenha em jumentos, das lavadeiras e engomadeiras de roupas com ferro de Brasa. Das parteiras que muito chamavam de cachimbeiras, seleiro, rezadeiras, ciganos, doidos viajantes, raizeiros, flandeiros, açougueiros em suas bancas de carnes espalhadas pelo velho mercado. Enfim, saudades das figuras populares que marcaram, tanto quanto algumas autoridades, a vida cotidiana da nossa cidade. Saudades dos ébrios clássicos. Dos conhecidos freqüentadores do cabaré da beira da linha e suas “raparigas” valentes a que todos conheciam pelo nome.

Saudade dos farmacêuticos (os médicos daquele tempo) e dos dentistas práticos com seus temíveis alicates quase similares aos que serviam para o conserto do motor da luz. Saudade dos agentes da estação, do som do velho telégrafo, do toque do sino e do apito do trem depois da passagem do corte grande. Saudade dos primeiros automóveis: do gordinho, aerowillis, do jipe, da rural, do velho caminhão à manivela, do misto da feira, do fusca e do maverick disputando espaço pelas ruas estreitas com as carroças, carro de boi e os cavalos baixeiro dos fazendeiros potentados.

Lembranças das narrativas tristes de assassinatos históricos, dentre os quais do farmacêutico quem matou a esposa(em defesa da honra) e foi absolvido, da mátir Francisca que foi barbarizada, bem como do coronel Izaías Arruda no trem da feira pelos irmãos paulinos, caindo em seguida na pedra da estação. Da trama de Lampião junto com seu bando na Ipueiras com vistas a invasão de Mossoró. Do célebre fogo do Taveira. Das acirradas disputas eleitorais, da festa do nosso 1º centenário marcado pelo discurso eloqüente do ínclito literato do Cariri - Joarivar Macedo. Saudade dos quadros de Aldemir, das esculturas de Nego, dos versos perfeitos de Serra Azul. Da malhação do Judas, das rezas da semana santa, das estórias de botijas, alma penada, crimes e castigos. Dos improvisos literários do vate Dantas Quesado, das narrativas de Hermenegildo, dos anos áureos da Cooperativa instigado pela produção do ouro branco – o algodão.

Do ciclo da rapadura, do milho, da oiticica, dos antigos cambistas do jogo do bicho, dos vendedores de loterias e dos valentes admiradores do comunismo histórico, escondidos em seus encontros políticos distribuindo O Democrata: seu Biró, Vicente Ricarte do Araçá, Seu Gonzaga e tantos outros camaradas admiradores de Lênin, Grabois, Ever Hosxa, Brizola e Fidel Castro.

Saudades das bancas de bugigangas da feira-livre, da garapeira do seu Sinhô, das comidas caseiras, dos bolos de milho e de puba na palha de bananeira e de cordéis de José Bernardo. Da festa da sociedade da ABA, das viagens de trem ao Juazeiro. Dos antigos e inolvidáveis cafés de Sabina, Zé Quinze, Maria Secundina, Terezinha de Américo, Chiquinha, Dona Fransquinha e Miriam... Saudades dos velhos marchantes, carroceiros, donos de engenhos, dos vendeiros e botadores de águas e de lenha com seus feixes em lombos de jumentos. Dos guarda-chaves da estação, dos guardas noturnos – Inspetor de quarteirão - , dos cambiteiros e cortadores de cana, dos antigos canaviais adornando a paisagem da Aurora.

Dos banhos no rio, das safras de frutas maduras, dos peixes das invernadas, das enchentes do Salgado, das cheias dos açudes, das época de secas, das frentes de emergência, dos bodegueiros de antigamente, das festas dos casamentos na matriz, do cinema e da escola do Círculo Operário, da meninada gritando com o palhaço da perna de pau, do futebol de várzea, das brincadeiras de rua, do bate-papo das pessoas todas as noites pondo suas cadeiras nas calçadas, das antigas residências enjardinadas, quando não havia ainda o medo da violência e dos ladrões do mundo.
Saudade das ruas de terra, das casas de tijolos de piso liso e da periferia de taipa de chão batido, dos vendeiros pelas portas, das pessoas carregando água na lata e no galão. Da venda de comida na pedra da velha estação. Do pote ou da Cantareira. Do rádio de pilha. Da penteadeira, do sabor das comidas caseiras e da música sem apelação prenhe de romantismo, poesia e emoção.
Tudo o mais agora em Aurora é só saudade. Todo o resto é pura lembrança e solidão, além de uma imensa vontade de voltar ao passado, rever novamente todas estas coisas, as pessoas e os amigos de um tempo ido que não volta jamais.

......................
José Cícero
Secretário de Cultura
Aurora-CE.
LEIA MAIS EM:

WWW.prosaeversojc.blogspot.com
WWW.jcaurora.blogspot.com
WWW.blogdaaurorajc.blogspot.com
WWW.seculteaurora.blogspot.com
WWW.aurora.ce.gov.br
WWW.prosaeversojc.blogspot.com

Secretaria de Saúde planeja ações estratégicas através do Grupo Gestor do Programa Saúde na Escola


O
Governo do Crato, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou no último dia 21 uma reunião do Grupo Gestor do Programa Saúde na Escola – PSE. Após a abertura realizada pela Coordenadora da Atenção Básica, Regina Petrola, a conferência seguiu com as seguintes pautas: apresentação do Grupo Gestor, do Programa, e do cronograma de planejamento das estratégias de ações de Agosto à Dezembro deste ano.

A composição do Grupo Gestor seguiu indicações de cada secretaria, tendo como representantes: Secretaria de Saúde – Suzamélia Brito e Ana Hirlene Oliveira; Secretaria de Educação – Joana Darc Lóssio e Maria Lúcia Borges; Secretaria de Assistência Social – Janielle Alencar Aguiar e Dávila Rodrigues; Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude – Maria Rita Ribeiro e Islânia Soares; e Secretaria de Meio Ambiente – Wyldevânio da Silva e Wilson da Silva.

O Programa Saúde na Escola - PSE instituído pelo Decreto Presidencial nº 6.286/2007, surge como uma política intersetorial entre os Ministérios da Saúde e da Educação, na perspectiva da atenção integral (prevenção, promoção e atenção) à saúde de crianças, adolescentes e jovens do ensino público básico, no âmbito das escolas e unidades básicas de saúde, realizadas pelas Equipes de Saúde da Família, Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF e demais programas e projetos voltados a esse público que são realizados pelas Secretarias Municipais envolvidas.

O Programa inclui Avaliação clínica e psicossocial; Ações de promoção da saúde e prevenção das doenças e agravos; Educação permanente e capacitação de profissionais da Educação e Saúde e de jovens para o PSE; Monitoramento e avaliação da saúde dos estudantes; e Monitoramento e avaliação do PSE.

Segundo Cícero França, Secretário Municipal de Saúde, o Crato tem projeto aprovado no Ministério da Saúde e Educação, aguardando agora a publicação da portaria e recebimento do recurso, previstos para o próximo mês; contudo as articulações com os diversos setores envolvidos, tais como escolas e projetos, já estão sendo realizados. “É importante que as ações de saúde estejam em desenvolvimento constante. Temos o compromisso de melhorar o sistema municipal com responsabilidade, atenção e cuidado. Para isso é tão importante a união de diversos setores para promovermos educação, saúde e qualidade de vida”, finaliza Cícero França.

Mais esclarecimentos com as coordenadoras do programa no município: Suzamélia Brito e Ana Hirlene pelo e-mail: pse_crato@yahoo.com.br

Prefeito Samuel Araripe recepcionado pelo comandante da 10ª Região Militar


O
Tiro de Guerra 10.004 de Crato recepcionou o general Gomes de Matos, comandante da 10ª região militar, em solenidade realizada na sede do TG com as presenças de autoridades militares e políticas do município. Estiveram prestigiando o evento o ex-governador do Ceará, Cel. Adauto Bezerra e seu irmão Humberto Bezerra, familiares dos atiradores, além dos ex-prefeitos do Crato, José Aldegundes Muniz Gomes de Matos e Ariovaldo Carvalho.

O general Gomes de Matos assumiu o comando da 10ª região em 18 de março deste ano e pela primeira vez esteve visitando o Cariri. Foi recebido pelo prefeito Samuel Araripe, diretor da unidade do Tiro de Guerra 10.004. O objetivo da visita do general deveu-se ao encerramento das comemorações do centenário do TG local. Ele é o 46º comandante da instituição que visita o Crato, sendo o primeiro, o general Francisco Castelo Branco em 1944, por ocasião da primeira edição da exposição agropecuária.

O general Gomes de Matos disse que sai do Crato com a melhor impressão possível do Tiro de Guerra 10.004, onde viu jovens demonstrando espírito militar e assimilando verdadeiramente os ensinamentos a eles passados. “A sede de um TG é antes de tudo uma escola de civismo e patriotismo e os atiradores estão muito bem entendendo essa filosofia”, disse o general. Gomes de Matos parabenizou o prefeito Samuel Araripe pelo apoio dado a instituição e falou que a existência da unidade só é possível em qualquer município se houver esta parceria.

Disse também que em sua gestão a frente da 10ª região militar vai estudar a possibilidade de instalar outras unidades do Tiro de Guerra no Cariri, hoje existente apenas em Crato e Juazeiro do Norte. O prefeito Samuel Araripe destacou como importante a visita do comandante Gomes de Matos a cidade do Crato e disse que sua administração jamais se omitirá em oferecer o apoio necessário ao Tiro de Guerra por entender que é uma instituição indispensável na formação do caráter do jovem. “O TG não é somente uma escola de civismo e patriotismo, é também o complemento da educação paterna que o jovem recebe em seu lar. Sendo assim, a prefeitura, sob sua administração, vai estar sempre de portas abertas para seus comandantes e comandados”, concluiu Samuel Araripe.

Fonte: PMC

Google lança ferramenta para competir com o Facebook


O Google apresentou nesta terça-feira (28) seu mais novo projeto: uma rede social que promete competir diretamente com o Facebook. Se chama Google+ (lê-se Google “plus”, em inglês), e se autoentitula “o compartilhamento da vida real na perspectiva da web”. Segundo a empresa, os serviços existentes de compartilhamento online, as atuais redes sociais, são inadequados, “quebrados”, mas o Google+ tem a pretensão de “consertar” isso.

“Gostaríamos de trazer as nuances e a riqueza do compartilhamento da vida real para o software. Queremos incluir você, seus relacionamentos e seus interesses, e fazer o Google melhor”, diz a nota que apresenta o serviço, publicada no blog do Google.

O principal diferencial da nova rede social será a divisão dos contatos do usuário em grupos. Amigos, colegas de trabalho, família e até mesmo seu chefe serão separados em categorias diferentes, de forma que cada grupo tenha acesso a informações específicas sobre a pessoa e não consiga “saber tudo sobre sua vida”. Nada que não exista nas outras redes sociais, mas o Google promete desenvolver a ferramenta para que cada amigo conectado ao usuário tenha acesso a informações específicas baseado em como a pessoa o classificou.

CÍRCULOS O projeto contará com uma ferramenta que divide os amigos em "círculos", de forma que cada grupo terá acesso a determinadas informações e atualizações da pessoa.
“Cada conversa on-line (com mais de 100 "amigos") é uma exposição pública e, por isso, compartilhamos menos com medo dos holofotes”, afirma a nota. Para contornar a grande questão das redes sociais - o medo da exposição pública -, o Google+ filtrará, selecionará o conteúdo a ser apresentado a cada pessoa conectada ao usuário do perfi, sem que ninguém precise ter medo de postar o que quiser em sua página.

Outra ferramenta, o +Spark cria uma espécie de lista de feeds em rss baseada nos interesses dos usuários, de forma a lhe apresentar conteúdo constante sobre aquilo que ele tem interesse. Uma outra, chamada +Hangouts, diz que revolucionará a forma de comunicação entre as pessoas online ao combinar encontros casuais com vídeos ao vivo.

Além dessas funções, o Google resolveu adaptar a experiência do Google+ para os aparelhos celulares, e promete informar aonde a pessoa está para que seus amigos possam comentar e interagir melhor com o usuário. “O compartilhamento online precisa ser visto sob uma nova perspectiva, e já era hora de começarmos a fazer isso. Só (faltava) mais uma coisa. Na verdade, a única coisa: você”, diz o Google Blog.

Por enquanto, o serviço, assim como o Gmail no início e o Google Wave, estará disponível apenas para um seleto grupo de pessoas convidadas. Ainda não ficou claro se essas pessoas, da mesma forma como aconteceu com esses dois serviços, poderão enviar convites a outros usuários. Mas na página do Google+, o Google já abriu um serviço para que pessoas se cadastrem no banco de dados e recebam a próxima leva de convites. Quer tentar? Acesse aqui.

Fonte: Revista Época.

ARMAZÉM DO SOM - Programação Especial de Férias 2º Dia

LIBERDADE & RAIZ – Fica pra próxima... um show maior!
Infelizmente, a primeira banda programada para a noite de sexta do Armazém do Som não pôde se apresentar por conta do atraso de seus integrantes. Bem que alguns deles chegaram às 18h30, mas contando o tempo que ainda seria gasto com a passagem de som, foi impossível o público prestigiar o trabalho destes garotos que estão iniciando. MAS... ENTRETANTO... A última banda foi maravilhosa e cedeu vinte minutinhos preciosos pra que eles dessem uma palhinha que valeu! Estavam instigados e apresentaram composições próprias. Ficou o gostinho de queromais!

MARY ROOTS – Muita paz e amor
Às 19h10 o público começa a entrar e o show já se inicia com muita gente instigada a ficar em pé nas laterais do Teatro. Tem criancinha no canto do palco ensaiando os primeiros passos aos cuidados dos pais e na fala do vocalista o aviso de que é música do Cariri para o Cariri “e se Deus abençoar, pra todo o país. Quem sabe, né?”. Se depender da empatia com a galera, com certeza isso irá acontecer. Canções como Livro da Vida e Árvore do Reggae eram cantadas por um verdadeiro coral. É como diz a letra, “o reggae não pode acabar não”. Depois de cantar com a alma e o coração I Shot Sherif de Bob Marley, pediu perdão pelos erros, mas arrematou dizendo a maior verdade: “Foi massa, né não?”. Ao final da apresentação a dedicatória: “Vocês é que movimentam o reggae do Cariri! Fiquem com Deus”. Isso resume bem o que foi o show da Mary Roots.

LEGALIZE IT – Reggae de raiz brava!
Anderson Almeida com a sua camisa estampando Bob Marley encabeçou a última atração da noite que trouxe clássicos do reggae - Peter Tosh e Marley - e bastante agito pra um público que os recebeu com gritos e pulos bem altos. A percussão bastante inventiva e os “sumplers” do DJ e tecladista João Afonso mandaram ver! Aliás, essa foi a grande diferença que deu um brilho todo especial às músicas. Cada interpretação ganhava vida própria e foi nesse crescente que chegaram ao hit Legalize It, que dá nome à banda e que foi o auge da harmonia e da entrega. Um show que uniu alto estilo, criatividade e energia.

Programa Cultura SESC Cariri
(88) 3587 1065 (SESC Juazeiro)
Via Antonio Queiroz

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Cantora Amy Winehouse é encontrada morta em Londres


Polícia confirmou que encontrou corpo da cantora em sua casa. Ela morreu aos 27 anos; Álbum 'Back to black' ganhou 5 prêmios Grammy.

A cantora inglesa Amy Winehouse foi encontrada morta em sua casa, em Londres, neste sábado (23), segundo a Polícia Metropolitana de Londres. Ela tinha 27 anos e um histórico de envolvimento com álcool e uso de drogas. Um porta-voz da polícia confirmou que o corpo estava na residência da cantora no bairro de Camden e que o motivo da morte ainda não foi esclarecido.

"A polícia foi chamada pelo serviço de emergência de Londres para o endereço na Camden Square pouco depois das 16h05 de hoje [horário local], sábado, 23 de julho, seguindo relatos de que uma mulher foi achada desacordada", diz a nota divulgada pela Polícia Metropolitana de Londres.

Segundo o texto, a cantora foi declarada morta ainda no local. "As investigações sobre as circunstâncias da morte continuam. Neste estágio inicial, ela está sendo tratada como não esclarecida." Em novo pronunciamento da Polícia Metropolitana, por volta das 17h (Brasília) deste sábado, um porta-voz reforçou que ainda não foi feito nenhum exame no corpo de Amy e que é cedo para especular sobre a relação entre a morte e uso de drogas. Antes, o site especializado em celebridades TMZ divulgou que uma necrópsia no corpo da cantora será realizada neste domingo. A publicação diz ainda que o pai da cantora, que estava em Nova York, está retornando a Londres. Durante a tarde e a noite de sábado, dezenas de fãs e curiosos se reuniram diante da casa onde Amy vivia, na Camden Square, para prestar as últimas homenagens. Havia muitos brasileiros.

"Eu não esperava estar aqui e presenciar a remoção do corpo de Amy. Fiquei chocada", disse ao G1 a estudante Vitória Cipolla, 28, que testemunhou o momento em que policiais carregaram o corpo de Amy para fora da residência. Marc Riddle, 26, que morava ao lado da casa de Amy, disse que "ela era uma boa menina". "Eu a vi por aqui diversas vezes. Nunca houve problemas", garantiu.

Rotina de escândalos

Alvo constante dos tabloides ingleses por sua rotina de abuso de drogas, brigas e escândalos conjugais com o ex-marido, Blake Fielder-Civil, também viciado em drogas, Amy foi presa por duas vezes em 2008. Um dos seus principais hits, "Rehab", falava sobre suas constantes idas às clínicas de reabilitação. A faixa está no álbum "Back to black", de 2006, último lançado pela cantora. Rumores sobre um próximo álbum circulavam há tempos, mas uma das poucas gravações oficiais de Amy a ver a luz no período foi um cover de "It's my party", incluída em um disco do produtor Quincy Jones, lançado no ano passado. De acordo com o semanário musical "NME", o terceiro álbum da cantora teria sido concluído, mas enfrentava problemas de finalização por conta da rotina tumultuada de Amy.

Do G1, em São Paulo

Homem tenta estuprar mulher e é linchado em Caririaçu


Um homem tentou estuprar uma mulher mas não conseguiu consumar o ato, fugiu e acabou sendo linchado pela população do município. A sequência de crimes aconteceu na zona rural do município de Caririaçu, distante 503 km de Fortaleza.

De acordo com informações do destacamento Polícia Militar de Caririaçu, a vítima da tentativa de estupro, G.S.M, de 35 anos, estava lavando roupas em um riacho, na manhã de sexta-feira (22), quando sofreu a agressão. O homem a puxou pelos cabelos, a derrubou e tentou estuprá-la. Como ela resistiu, ele então tentou atingir a mulher com uma faca, mas ela conseguiu se defender. A vítima sofreu alguns ferimentos nas mãos e o homem acabou fugindo.

Na tarde do mesmo dia, no entanto, a polícia recebeu a informação de que o suspeito da tentativa de estupro havia sido espancado por vários indivíduos, que fugiram após praticar o crime. Ao chegarem ao local da ocorrência, os policiais encontraram o homem agonizando no chão. O homem foi socorrido ao hospital local, mas acabou não resistindo à agressão.

Ainda de acordo com a polícia, a vítima G.S.M. reconheceu o homem linchado, não identificado, como sendo o responsável pela tentativa de estupro. Os responsáveis pelo linchamento não foram identificados.

Via: Lindomar Rodrigues

Escândalo dos Banheiros - Governo do Estado exonera funcionário que liberava verba


Escândalo dos banheiros teve Pacajus como uma das cidades foco Governo exonera funcionário que liberava verba (GABRIEL GONÇALVES ) Escândalo dos banheiros teve Pacajus como uma das cidades foco Governo exonera funcionário que liberava verba (GABRIEL GONÇALVES ).

O homem que era responsável por liberar o dinheiro dos convênios entre a Secretaria das Cidades e associações do Interior foi demitido do Governo do Estado. Fábio Castelo Branco de Araújo era o coordenador administrativo-financeiro da pasta, foi dispensado no início do ano e, há cerca de três meses, havia conseguido outro cargo no Executivo, desta vez como gerente financeiro da Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece). Com a exoneração, o Governo tenta se livrar das peças que o envolvem no escândalo dos banheiros.

O POVO apurou que Araújo chegou à Secretaria das Cidades por indicação do presidente – agora afastado – do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Teodorico Menezes, cujo nome é considerado peça central no quebra-cabeça das investigações. Isso porque parentes e funcionários de Teodorico foram identificados como chefes das associações que receberam verba da Secretaria para construir kits sanitários no Interior – boa parte não localizada. Pressionado, Teodorico pediu licença do posto, até que o TCE apure o caso.

Proximidade negada

Fábio de Araújo, que dirigia o setor administrativo-financeiro da pasta na época em que os convênios foram assinados, nega relação de proximidade com o ex-chefe da Corte, mas admite que, nas eleições do ano passado, doou R$ 8 mil à campanha do filho de Teodorico, deputado estadual Téo Menezes. “A doação é lícita, você dá recurso pra quem você achar mais... Pra quem você se identifica mais”, justificou, por telefone. Casado com uma psicóloga empregada no TCE, ele pareceu assustado com a ligação do O POVO e disse que preferia não se manifestar. Araújo afirmou apenas que não sabia do vínculo das associações com o presidente afastado do Tribunal, garantindo que todos os convênios estavam com documentação regularizada. “O que conta é a legislação, os documentos apresentados”, avaliou. O motivo da exoneração pela Adece não foi informado pelo funcionário. O presidente do Órgão, Francisco Zuza de Oliveira, explicou que a decisão partiu do Palácio da Abolição e quis deixar claro que o fato não está relacionado com problemas na Adece. “Só fui comunicado”, explicou Zuza também por telefone.

EXONERAÇÕES NO TCE

A demissão de Fábio Castelo Branco de Araújo foi publicada no Diário Oficial da última quarta-feira. Enquanto o Governo não tomava a decisão, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) decidiu exonerar funcionários que, de algum modo, tiveram o nome envolvido no escândalo. Pelo menos quatro pessoas perderam o cargo na Corte, porque foram identificados como dirigentes de associações que receberam dinheiro da Secretaria das Cidades para construir kits sanitários. O presidente em exercício do TCE, Valdomiro Távora, disse que não descarta novas demissões. De acordo com ele, “é muita coisa acontecendo”. Por isso, Távora precisaria “primeiro se inteirar” e consultar o setor jurídico da Corte. “Medidas cabíveis”, segundo ele, poderão ser tomadas com base “na ética e na legislação”.

Fonte: Hébely Rebouças
hebely@opovo.com.br

Ceará reage no fim e segue sem perder para o Flamengo no ano


Agora são três partidas diante do poderoso Flamengo e nada do Ceará saber o que é derrota. Após ser o algoz rubro-negro na Copa do Brasil, o Vozão foi até Macaé e empatou por 1 a 1, na noite deste sábado (23). Os cariocas abriram o placar na primeira etapa, com Renato, mas Felipe Azevedo deixou tudo igual no segundo tempo.

Classificação

Com o resultado, o Flamengo deixou escapar a chance de reassumir a vice-liderança do Brasileirão. Agora o Fla segue em 3º, com 21 pontos. Já o Vozão é o 10º, com 15, agora acumulando 4 jogos de invencibilidade.

O jogo

A primeira etapa foi dominada pelo time mandante. Com muito mais posse de bola, o Flamengo dominava as ações apesar de não criar muitas chances de marcar. Muito recuado, o Ceará tentava se segurar como podia. Mesmo jogando mal, o Vozão teve duas ótimas chances de abrir o marcador. Aos 28 minutos, o goleiro Felipe saiu jogando mal, Osvaldo invadiu a área e tocou na saída do arqueiro. A bola ainda tocou a trave antes de sair para escanteio. Na cobrança, Washington cabeceou livre, desperdiçando grande chance. O castigo veio aos 32. Após cruzamento da esquerda, a zaga alvinegra cochilou e Renato Abreu soltou uma bomba, de primeira! 1 a 0 Flamengo. Na segunda etapa, o Ceará começou um pouco mais atrevido. Aos poucos o Vovô foi ganhando coragem e passando a atacar mais o clube carioca, que parecia acomodado com a vantagem. Aos 35 minutos, já dominando o meio-campo, o Ceará chegou ao empate. O zagueiro Welinton perdeu a bola, Osvaldo lançou Felipe Azevedo, que passou por Felipe e marcou o gol alvinegro, 1 a 1, placar final.

Próxima rodada

O Flamengo volta a campo na quarta-feira (27), quando encara o Santos, na Vila Belmiro. Já o time do técnico Vágner Mancini joga na quinta-feira (28), em Fortaleza, diante do Atlético/PR. O Furacão é o lanterna da competição.

Fonte: Marcelo Bloc - Portal Verdes Mares

Esqueceram de mim 1

(Publicado originalmente no “Blog do Juaonline”)

Este painel, em homenagem ao Monsenhor Murilo de Sá Barreto, foi afixado no dia da inauguração da ponte sobre o rio Salgadinho pelo governador Lúcio Alcântara. Pouco tempo depois ele foi pichado por vândalos e assim está até agora. É uma pena que no momento em que Juazeiro completa cem anos de emancipação política o Poder Público não tenha se lembrado de restaurar o painel (por onde passa tanta gente) do vigário que dos cem anos de Juazeiro protagonizou cerca de cinquenta, aqui deixando uma extensa folha de bons serviços prestados. Como dizia Padre Cícero: "A gratidão, com certeza, é uma virtude do Céu".

Agora, quanto à ingratidão... Nem mesmo Jesus Cristo tolerou !

(Texto e foto: Daniel Walker)

Padre Cícero - Por José de Arimatéa dos Santos


Foto: José de Arimatéa dos Santos

Desde criança via a força do mito do Padre Cícero, principalmente nos dias 20 de cada mês em que seus devotos usam roupa preta. Em casa presenciava o quanto meus avós escutavam pelo rádio com carinho a missa em sua homenagem. Não só eles e mais uma grande parcela da população de Barbalha. Sempre gostei de andar pelas ruas a observar as pessoas e as coisas ao redor. E a audiência ainda hoje é incrível. Rádios com seus sons ligados nas alturas logo cedo da manhã na missa em homenagem a essa grande figura brasileira.

Cícero Romão Batista nasceu na cidade do Crato e o desenvolvimento da cidade de Juazeiro do Norte deve-se ao trabalho incansável de Padre Cícero que com seu carisma foi um verdadeiro catalisador e milhares de brasileiros, em especial nordestinos, se deslocaram e se deslocam para a cidade caririense de Juazeiro para trabalhar e viver segundo seus ensinamentos. E durante o ano com as romarias a cidade se agiganta mais ainda e as ruas, praças e igrejas se enchem de peregrinos em busca de paz e conforto espiritual.

A seu tempo Padre Cícero exerceu seu apostolado de maneira extraordinária e quero ressaltar principalmente o valor do trabalho e os seus ensinamentos ecológicos. Sem sombra de dúvidas considero Padre Cícero um vanguardista quanto ao tema ecologia. Já na sua época ensinava como o agricultor deveria cuidar da terra, água e plantações. Noções de cuidado com o meio ambiente era uma de suas preocupações. É tanto que é conhecida sua cartilha com ensinamentos de como sobreviver no semi árido nordestino. Todas as homenagens ao Padre Cícero e a Juazeiro do Norte, cidade centenária, são infinitas e bem vindas.

E agora, o que dizer da nossa seleção brasileira de futebol? - Por José Cícero*


Num momento em que o todo-poderoso Ricardo(ou Ricaço) Teixeira está sendo bombardeado por uma artilharia pesada de acusações de fraudes e toda sorte de corrupção, a seleção brasileira volta a dá vexame não nele(claro) – o ricaço e ditador da CBF – mas nos corações futebolísticos e fanáticos de milhões e milhões de brasileiros, apaixonados que são por esta magia, a que todos nós aprendemos a chamar de futebol. Um grande momento de congraçamento cívico e afirmação verde-amarelo.

De modo que todos, a um só tempo, declaram-se envergonhados pela desclassificação do Brasil na Copa América diante do selecionado paraguaio. Uma pena para os torcedores brasileiros. Estes que no geral, são os verdadeiros financiadores deste grande negócio (para não dizer império) chamado futebol-empresa que a cada dia edifica o caixa-forte imperial que vai da CBF até a própria FIFA e suas hostes de apaniguados pelos continentes mundiais a fora.
E aí, vamos inapelavelmente ao encontro dos magnatas Blate, Havelange e Ricardo Teixeira (apenas para citarmos alguns). Todos eles supostamente manipuladores desta verdadeira paixão esportiva nacional e planetária que um dia foi remédio até para pôr tréguas a uma guerra. De modo que até neste aspecto ético, o futebol brasileiro está sendo enxovalhado lá fora, diante da opinião pública mundial.

Contudo, com ou sem vitória do Brasil – só ‘eles’(os cafetões das negociatas futebolísticas mundiais) se mantêm felizes contando seus bilhões. Enquanto a massa trabalhadora de fanáticos, a cada derrota como a última diante do Paraguai, volta para casa tristonhos da vida, juntando as moedas que lhes restaram do troco dos ingressos majorados comprados a peso de ouro aos cambistas, para assim puderem pagar o coletivo. Ante cada derrota ou vitória do Brasil – eles - (os donos da CBF e da FIFA) riem da nossa cara nababescamente em suas mansões de luxo, contado um por um, os milhões que a torcida brasileira paga compulsoriamente a cada partida, a cada campeonato, a cada copa para assistir um farsa, que como se ver, não tem mais fronteira. E as negociatas se estendem também aos contratos bilionários envolvendo desde jogadores, até os contratos com as grandes marcas e os direitos de transmissão dos jogos.

O futebol do mundo é um mero engodo globalizado. Um estiolamento sem tamanho. Uma ajuntamento de espertalhões levando vantagem sobre os amantes do futebol canarinho e do Globo como um todo. Mas, e a seleção brasileiro? – Uma vergonha! Eis a definição mais clara para o que temos atualmente em termos de selecionado. Algo de tão ruim e penoso que mal vale a atenção dos nossos comentários de botecos. Mas não é pelo fato de ter perdido mais um jogo e, ainda por cima, para nossos irmãos paraguaios. Isso não! A derrota faz parte do futebol...

O que nos envergonha foi a forma pela qual a seleção deu adeus à Copa América, uma empreitada simples que até o time de Dunga ganhou. As circunstâncias em que ocorrera a sua desclassificação pífia, vergonhosa e humilhante. Uma vergonha para ficar na história. Pênaltis mal batidos que jogam por terra(ou no gramado) todas as antigas glórias e conquistas que em retrospecto o futebol brasileiro já abiscoitou com exímia arte, por intermédio da sua seleção do passado. Empunhando a bandeira antiga, de que aqui praticamos o maior e mais elegante futebol do planeta, ‘eles’ estão entregando nosso filé mignon aos aventureiros dos grandes negócios internacionais. Uma pena...

Mas, o que é que “eles” estão fazendo do nosso futebol? Como ficaremos daqui para frente com este legado, deixado por Teixeira e sua companhia fomenta por poder, dinheiro e ouro? Como anda as nossas categorias de base? - Ora, de mal a pior. A crise por que passa o futebol no Brasil é sistêmica e estrutural. Algo que carecia de uma atitude ousada há muito tempo. Portanto, para a Copa não terá mais nenhum efeito prático. No futebol daqui, infelizmente (como quase tudo no nosso país) não é feito a longo prazo; tudo é momentâneo e episódico. Por esta razão poucos serão os seus efeitos positivos. E, em se tratando de futebol, nem sempre o improviso funciona...

É evidente que a CBF está trombótica e a precisar urgente de sangue novo... De verdade e lisura nos seus procedimentos empresariais de agora em diante. Mas a propósito, por que será que as asas da democracia não valem para a CBF? Por que será que tal entidade se mantém tão distante dos olhos do povo? Supostamente bem acima do bem e do mal? Não. Eles não têm este direito... Que nossos representantes políticos vejam isso, de novo enquanto há tempo. E que não aconteça como no passado com a tal CPI da Nike que num passe de mágica, desapareceu do noticiário e foi arquivada para o todo e sempre.

A seleção brasileira há muito que não passa de uma miragem. Coisa que só Galvão Bueno não enxerga na sua verdadeira dimensão do caos. A seleção do modo que está, não passa de uma mentira daquelas deslavadas, e não vai ser pelo endeusamento mentiroso da Globo que será salva de um vexame ainda maior do que ocorreu em 50; durante a copa que faremos novamente em casa.

A seleção que ora temos é uma ficção montada pela mídia-marrom para enganar a boa-fé dos torcedores brasileiros. Não possuímos um time. Mais um grupo de estrelas fabricadas - jogadores entretidos demais com seus contratos bilionários. Uma legião de janotas encadeados demais com todos os holofotes midiáticos sob suas cabeças. Toda uma cantilena encetada sob a batuta tenebrosa da rede Globo, expressa nas narrativas exageradas do Senhor Galvão Bueno e seus comandados. Caso não tenhamos uma seleção digna e competitiva para a Copa do Mundo, seremos de cara sérios candidatos a uma humilhação histórica, quer seja, a de perdemos feio dentro dos nossos próprios domínios.

Que até a copa do Brasil, não tenhamos mais nenhum Galvão, Nenhum Teixeira e nenhum Blate e nenhum João Havelange da vida, enxovalhando o nosso futebol que um dia foi tão brilhante que até era exemplo para o mundo. Quem sabe, para o bem e a saúde do nosso futebol-arte.

Mas, por que será que a rede Globo de Televisão sequer toca num assunto que na Europa não quer calar? Ricardo Teixeira está sendo investigado por uma série de transações financeiras, supostamente ilegais envolvendo a CBF e a própria FIFA. Como iríamos saber de tudo isso, não fosse a Record com suas reportagens? Mas, convenhamos, de novo com relação ao jogo da desclassificação contra o Paraguai, diria que foi fundamental para desfazer toda a farsa construída sobre a suposta armação da imprensa acerca da superioridade de Neymar, Ganso e Cia... A partida com o Paraguai assim como as anteriores serviram para colocar a nu toda a mentira e a invenção do mito: Neymar-Ganso e todos os demais. Eles são, no mínimo, iguais aos atletas comuns do Paraguai(por exemplo) e em alguns caso, se mostraram até inferiores na competição(pasmem) a alguns até da Venezuela. Pelo menos para isso, valeu a desclassificação há tempo da seleção.

Contudo, diríamos que a seleção tem jeito. Resta apenas saber se ainda há tempo para um possível conserto até a copa. No entanto, (quem sabe)com toda a manipulação da CBF e seus aliados, as coisas deverão permanecer cada vez mais difíceis. Ou seja, intocáveis como sempre, do jeitinho que está. Acredite se quiser...

José Cícero
Secretário de Cultura e Esporte
Aurora-Ce.

Depois da Pressão da Mídia, SECULT reconsidera apoiar a Cia de Teatro Brincante, que viaja a Portugal representando o Cariri

Conforme nota recebida pelo Blog do Crato na noite de ontem ( 23 ), emitida pelo diretor da Cia. Cearense de Teatro Brincante, Cacá Araújo, a SECULT irá reconsiderar o pedido de apoio que havia sido confirmado e amplamente divulgado na imprensa do Cariri há cerca de um mês, mas que nos últimos dias havia sido negada através de um documento oficial pela mesma secretaria.

Segundo Cacá Araújo, em sua nota, "pediram que eu envie o projeto para financiamento pelo Fundo Estadual de Cultura - FEC, conforme contato feito por Norma Paula (assessora do prof. Pinheiro).

Fonte: Com informações de Cacá Araújo
Professor, Folclorista, Dramaturgo, Ator
Diretor da Cia. Cearense de Teatro Brincante
Crato-Cariri-Ceará-Brasil / (88) 8801.0897

Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30