xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 27/05/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

27 maio 2011

eBay e PayPal processam Google por roubo de segredos comerciais


O eBay e sua subsidiária de pagamentos online PayPal abriram processo contra o Google e dois executivos da empresa por roubo de segredos comerciais relacionados a sistemas de pagamentos para celulares. Os dois executivos, Osama Bedier e Stephanie Tilenius, trabalharam para o PayPal e na quinta-feira comandaram o lançamento do sistema de pagamento para celulares do Google, em parceria com a MasterCard, Citigroup e a operadora de telefonia móvel Sprint.

O processo coloca em destaque a batalha cada vez mais intensa entre diversas empresas, do mundo financeiro tradicional e do Vale do Silício, que estão tentando conquistar posições importantes no que vem sendo descrito como uma oportunidade trilionária no segmento de pagamentos para celulares. O celular é visto como a carteira digital do futuro.

O processo do eBay alega que Bedier trabalhou por nove anos para o PayPal, mais recentemente como vice-presidente de plataforma, operações móveis e novos empreendimentos. Ele se transferiu para o Google em 24 de janeiro deste ano. Tilenius trabalhou para o eBay de 2001 a outubro de 2009 e foi consultora da companhia até março de 2010. O processo alega que ela passou a trabalhar para o Google em fevereiro de 2010 como vice-presidente de comércio eletrônico.

O processo acusa Bedier de "apropriação indébita de segredos comerciais do PayPal ao revelá-los ao Google e grandes grupos de varejo". Tilenius é acusada de ter recrutado Bedier, o que representa violação de seu contrato com o eBay. O processo também alega que Bedier tentou recrutar outros ex-colegas no PayPal.

O eBay alegou que o PayPal e o Google colaboraram estreitamente durante três anos, até alguns meses atrás, no desenvolvimento de um acordo comercial sob o qual o PayPal serviria como opção de pagamento para a compra de aplicativos para celulares nos aparelhos acionados pelo sistema operacional Google Android. O processo alega que Bedier era o executivo do PayPal encarregado de liderar e concluir as negociações com o Google sobre o Android, ao longo desse período.

O processo também traz a alegação de que Bedier transferiu versões atualizadas de documentos que delineiam as estratégias do PayPal para pagamentos em celulares a um computador de sua propriedade, dias antes de trocar o PayPal pelo Google.

DA REUTERS

Ministério Público estima que existam cerca de 20 mil trabalhadores escravos no país


Número de trabalhadores resgatados diminuiu em 2010 em relação a 2009

O
Ministério Público do Trabalho estima em aproximadamente 20 mil o número de trabalhadores em condições análogas à escravidão no Brasil atualmente. O número, que não é oficial, foi divulgado nesta sexta-feira (27) durante o lançamento da Campanha Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. De acordo com o procurador-geral do Trabalho, Otavio Brito Lopes, a estimativa foi feita por meio de informações coletadas em regates de trabalhadores e repassadas por “parceiros” do Ministério Público.

- Não é um número preciso, mas é bastante confiável.

Segundo dados dos relatórios de fiscalização para erradicação do trabalho escravo, o número de trabalhadores resgatados diminuiu em 2010 em relação a 2009 – de 3.769 para 2.617. Embora o número de estabelecimentos inspecionados também tenha sido um pouco menor (350 em 2009 contra 305 em 2010), o de pessoas encontradas nas situações de escravidão caiu mais. De acordo com Lopes, os dados indicam que o trabalho escravo está diminuindo. De acordo com ele, um acompanhamento mais preciso será feito nos próximos anos mantendo-se um mesmo número de estabelecimentos e trabalhadores fiscalizados.

- Se fiscalizarmos 2.500 trabalhadores e encontrarmos 1% em trabalho escravo num ano e no seguinte fiscalizarmos novamente 2.500 e encontrarmos 0,5%, isso significará que houve uma redução.

Em pronunciamento na cerimônia de lançamento da campanha, Lopes afirmou que uma “atuação firme” do Judiciário na área civil e a lista suja do trabalho escravo do Ministério do Trabalho, que aponta empresas que foram flagradas com trabalhadores em situações degradantes, são dois fatores que têm ajudado a coibir a prática.

Ele destacou ainda a necessidade de qualificar os trabalhadores resgatados, para que eles não fiquem novamente vulneráveis ao aliciamento para as situações análogas à escravidão.

Quase 40 mil trabalhadores foram resgatados de condições de trabalho semelhantes à escravidão nos últimos 15 anos no Brasil. Desde 1995, quando se reconheceu a existência de trabalho escravo no país, até o ano passado, o Ministério do Trabalho realizou, em parceria com o Ministério Público e a Polícia Federal, 1.081 operações para localizar e resgatar trabalhadores. Em 2010, foram realizadas 141 operações, inspecionando 305 estabelecimentos, com 2.617 trabalhadores resgatados.

Campanha

A campanha, idealizada pelo Conaete (Coordenadoria Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo), do Ministério Público do Trabalho, tem como objetivo mostrar que o trabalho escravo não é algo distante dos brasileiros. Além de atuar no auxílio ao resgate ao trabalhador e na punição do empregador, o Conaete lançou peças de marketing que relacionam o trabalho escravo a produtos adquiridos por consumidores. Em uma delas, são contrapostas as fotos de uma modelo com roupas sofisticadas à de uma oficina de costura em que trabalham uma mulher idosa e uma mãe com criança de colo.

Também presente ao evento, o ministro do TST (Tribunal Superior do Trabalho), Luiz Felipe Vieira de Mello, reforçou que “o trabalho escravo não está longe de nós”.

- Os consumidores usufruem dos produtos dele.

Gabriel Mestieri, do R7, em Brasília

Falar em nome das matas - Por Emerson Monteiro


O projeto agora anda da Câmara para o Senado, mais para espantalho do que para código florestal. Espécie de lei remendo a tudo que se perpetrou até agora nas matas brasileiras, no afã dessa febre dos industriais no campo, a agroindústria exportadora, e da produção de carne para o mercado externo, a toque de caixa. Mundo desigual de tanta fome e tanto estrago. Os vegetais não têm deputados, senadores, advogados. Têm os donos das terras que tomaram dos índios, que receberam de herança, que compraram ao preço de banana, que desmatam e fica por isso mesmo, nessa ganância de ouro fácil. Defender o que, senhor parlamentar? As furnas das onças, os buracos dos tatus, as camas das pacas? Argumentar com o quê, senhor parlamentar? Com as cantigas dos matutos abilolados na faina de puxar cobra para os pés, e apurar quase nada ao final dos invernos? Ouvir o canto dos pássaros para quê, senhores, quando as parafernálias eletrônicas ecoam de norte a sul do País, nos forrós melados desse universo troncho da ressaca nacional, frutos negros da cultura de massa? Sim, o som estridente das motosserras e dos tratores do progresso invadindo tudo que pareça verde e que, vendido a troco de muambas, virá festa, nos salões amarelados das cidades de trastes engarrafados e brilhosos. Os gritos dos capitães da grilagem, caçadores com a espingardas dos outros. Grande farra coletiva, nesses tempos de pouca solidariedade e muito lucro. Há um protesto congelado nos ares da política pragmática e mercantil. Há dores caladas nos cantos escondidos das florestas esturricadas, abandonadas à própria ganância. Ninguém pode além de nada, nos tristes trópicos acelerados para que as florestas permaneçam nacionais, invés da dominação do Império avassalador. Quem contará essa história da entrega da alma cativa aos inúteis da fragilidade, aos apáticos e indiferentes? Quantas perguntas lançadas ao vento, nas manhãs melancólicas dos finais de natureza. Apenas reservos de poucas plantas restarão emolduradas aos quintais dos ricos, enquanto na praça da apoteose crescem os pretendentes aos postos de comando e erários públicos órfãos da cidadania.
Isto porque vejo pouca chance para as leis conscientes e que contemplem a realidade verdadeira dessa humanidade insana. O Brasil, nação estratégica dos novos tempos, quando acordará a isso, sem procurar conciliar os ânimos destrutivistas do que resta de patrimônio nativo?
A propósito, minha homenagem ao casal José Cláudio Ribeiro da Silva e sua mulher Maria do Espírito Santo da Silva, mortos a tiros na madrugada desta terça-feira (24 de maio de 2011) na área rural do município de Nova Ipixuna, sul do Pará. Eles só lutaram com autenticidade em nome da conservação da natureza!

Veja isso: EUA se articulam para tomar a Copa de 2014 - Por: Samuel P. Teles


Atraso e superfaturamento nas obras dos estádios brasileiros, más condições da infraestrutura e o descrédito de Ricardo Teixeira são ingredientes que podem obrigar a Fifa a buscar alternativas para o próximo Mundial
Marcio Kroehn_247 – Já houve um precedente. Em 1986, a Copa do Mundo estava prevista para acontecer na Colômbia, foi cobiçada pelos Estados Unidos e terminou com o México. Agora, os atrasos na construção dos estádios, os escândalos da Fifa e a letargia nas obras de infraestrutura podem fazer com que a história se repita. E os Estados Unidos, que perderam os Jogos Olímpicos de 2016 para o Rio de Janeiro, já se articulam para tomar a Copa de 2014 do Brasil. Isso explicaria até a revelação do maior escândalo da história do futebol mundial, apontando a distribuição de propinas de mais de US$ 100 milhões pela Fifa e pela CBF (leia mais).

Essa especulação já se tornou motivo de apostas no mercado financeiro. Os operadores da bolsa de valores iniciaram nos últimos dias uma espécie de bolão sobre o destino da Copa do Mundo de 2014. O objetivo é acertar qual país será o substituto do Brasil como anfitrião do torneio. Motivos não faltam: o Ministério Público começou a investigar o possível superfaturamento das obras do Maracanã, o principal estádio brasileiro para o torneio; São Paulo, a capital financeira do País, corre perigo de não receber os jogos pelos problemas no futuro estádio do Corinthians; a reforma completa e necessária dos aeroportos foi descartada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada); e Ricardo Teixeira perdeu a força e caiu em desgraça na Fifa depois que um dirigente inglês o acusou de pedir propina para votar na Inglaterra como sede de 2018.

Todos são ingredientes pesados o suficiente para levar a Fifa a tomar uma atitude drástica, embora pouco usual. E agora os Estados Unidos aparecem, mais uma vez, como a saída possível. E, pelas condições, muito provável. Mais do que repetir a festa de 1994, os EUA querem reforçar o crescimento do futebol e substituir o Brasil. Nos últimos anos, a Major League Soccer (MLS) registrou crescimento de público e de receita. Os dirigentes da liga americana miram os principais torneios europeus como meta para daqui a alguns anos. Os investimentos em infraestrutura estão prontos e a carta de intenções está na mesa.

Para o Brasil virar o jogo, o clima de atraso e, principalmente, de descaso precisa se dissipar. Os problemas dos estádios estão se acumulando. O Tribunal de Contas da União (TCU) identificou quatro prováveis elefantes brancos, ou seja, dinheiro que será gasto sem utilização futura. Natal, Cuiabá, Manaus e Brasília são as sedes criticadas pelo órgão público. A Capital Federal, aliás, protagonizou cenas bizarras há duas semanas. O estádio Mané Garrincha deveria ter sido implodido, mas as milhares de bananas de dinamite só conseguiram levantar poeira. As arquibancadas ficaram no mesmo lugar e novos estudos estão sendo preparados para colocar a estrutura no chão. Além delas, o Maracanã entrou na lista negra do Ministério Público por suspeitas de superfaturamento. As obras foram orçadas em R$ 600 milhões e já custam R$ 1 bilhão. O orçamento de Fortaleza, Curitiba e Recife também está em xeque. Para completar, prometido estádio do Corinthians, que precisa ser erguido na zona leste de São Paulo, ainda enfrenta discussões sobre a viabilidade do terreno.

O histórico da África do Sul é um ponto a favor do Brasil. Um ano antes do Mundial de 2010, os principais estádios estavam inacabados. Na Copa das Confederações, que acontece um ano antes para checar a estrutura local, muita areia e cimento estavam espalhados pelo país africano. Parecia impossível ver a Copa do Mundo acontecer ali, mas no final deu tudo certo. É importante lembrar que a Fifa fechou os olhos para os atrasos pelas boas intenções sociais depositadas nos sul-africanos. Para o Brasil, perdões parecem improváveis. Ainda mais nesse momento que Ricardo Teixeira perde prestígio na Suíça. O dirigente brasileiro, que já havia brigado com o presidente Joseph Blatter pela cadeira da federação de futebol, está entre os acusados pelo ex-dirigente da federação inglesa, David Triesman, de pedir suborno para votar na Inglaterra como sede de 2018. Se precisar de apoio, Teixeira não terá. E de preferido mundial, o País pode sair como o vilão. Façam suas apostas.

Por: Samuel P. Teles via Brasil 247

Ciranda Harmônica - Reportagem Fotográfica - Dihelson Mendonça


Alegria...Cores...Crianças !!!


Img_7790


Img_7798


Img_7748



Img_7729



Img_7662



Img_7819


Img_7723



Img_7666


Fotos: Dihelson Mendonça

Camelôs querem urgência na construção do Shopping Popular do Crato


Os 321 camelôs que aguardam a construção do prédio do Shopping Popular do Crato reclamam da demora da obra que vai ser financiada pelo Banco do Nordeste em parceria com a prefeitura municipal, responsável pela doação do terreno localizado na Rua Santos Dumont, centro da cidade. O presidente da Associação dos Comerciantes Informais do Crato ACIC, que tem 156 filiados, Paulo Ferreira dos Santos, esteve na câmara de vereadores dizendo que os camelôs estão cansados de promessas e disse que vai solicitar a intervenção do Ministério Publico para ajudar na agilização da execução do projeto.

O gerente do Banco do Nordeste, Albery Viana de Oliveira declarou que a obra ainda não foi construída porque os cadastros feitos pelos permissionários estão em nomes de pessoa física e para que a linha de credito seja liberada aos negócios desenvolvidos por eles, os contratos deverão ser refeitos em nomes de pessoa jurídica. Para isto, declarou o gerente, é necessário que cada camelô obtenha seu próprio CNPJ ou o terreno seja passado para o nome de um empresário e esse construiria o prédio com o financiamento do banco, se responsabilizando pelo empréstimo e se adotaria aí, segundo Albery, o sistema semelhante a Parceria Publica Privada.

O prefeito Samuel Araripe declarou que não vai privatizar o camelódromo, ou seja, não passará o terreno para nome de pessoa física e tão logo os permissionários legalizem a situação, a área será doada a eles, pela prefeitura. “Não vou fazer isso porque estarei colocando em riscos à exploração pessoas honestas e trabalhadoras que são os camelôs. Entendo a ânsia deles por um local descente de trabalho, mas dentro da ética de um gestor publico não posso fazer esse negocio. Digo também que a prefeitura está empenhada e com a parceria dos vereadores, ministério publico e o Banco do Nordeste, nós vamos construir o empreendimento”, concluiu o prefeito.

Por: Wilson Rodrigues - Repórter - Colaborador

Lixo do Cariri pode ir parar em Juazeiro do Norte mesmo...


NOTA - A verdade é que nenhum município quer sediar o Aterro Sanitário do Cariri, mas não estão levando mesmo tudo para Juazeiro ? Taí uma coisa que hoje em dia, os Cratenses não fazem nem questão...

Por enquanto, lixão a céu aberto recebe os entulhos coletados em Juazeiro, maior gerador de lixo - FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS - Técnicos do Bird e do Governo do Estado visitaram o Cariri para acompanhar projetos em financiamento.

Juazeiro do Norte. Mesmo com a formação de um consórcio com dez Municípios e várias discussões em torno da construção de um aterro consorciado, que já chega há quase três anos, ainda não há uma definição quanto a cidade que irá sediar o projeto. Com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria das Cidades, com empréstimos do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), deverão ser investidos no projeto, R$ 18 milhões. Depois de serem apontados alguns locais viáveis para construção do aterro, agora a bola da vez é Juazeiro do Norte, de onde também sairá o maior volume de lixo.

A definição agora está a cargo de órgãos ambientais, por conta da distância do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. Uma equipe do Bird e técnicos da Secretaria das Cidades, mais uma vez vieram a região visitar projetos que serão executados por meio do empréstimo do Estado com o Banco Internacional. Os representantes estiveram reunidos com gestores municipais para debater em que passo está o projeto.

O secretário das Cidades, Camilo Santana, disse que, na realidade, o Estado tem insistido nesta questão do aterro sanitário. Mesmo sabendo que a discussão deve ficar a cargo dos Municípios, o Estado faz essa intervenção para auxiliar na construção do aterro, que também inclui usina de reciclagem. Para ele, falta o consenso dos Municípios. Camilo Santana aponta o Crato como o que tecnicamente é mais viável. O terreno fica na saída para Farias Brito, uma das cidades incluídas no consórcio. O outro, em Juazeiro, fica no Sítio Leite, próximo à divisa com o Crato.

Com um novo consenso, depois da indefinição em relação ao Crato, foi escolhida outra área em Caririaçu. Com isso, o projeto passou de R$ 18 milhões para R$ 33 milhões. "Além de aumentar o custo operacional do aterro, fica inviável por esse valor".

A dúvida quanto à instalação em Juazeiro é que a distância mantida em relação ao aeroporto deve ser de 20km. Camilo esclarece que pode ficar em 10km, contanto que não esteja na rota que as aeronaves fazem para pousar e decolar. Nesta mesma distância foi localizado o terreno, aguardando agora parecer técnico de instituições de meio ambiente, bem como um parecer jurídico. O consórcio inclui os Municípios da Região Metropolitana do Cariri (RMC): Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Jardim, Caririaçu, Nova Olinda, Santana do Cariri e Farias Brito. Altaneira é o único Município fora da RMC, inserida no consórcio.

Alternativa

Ele disse que a administração de Juazeiro quer o projeto. Caso seja aprovado pelos órgãos ambientais, deverá ser finalizado o impasse. "O Estado está insistindo no projeto em Juazeiro. Se não for possível, vamos tentar retomar a localização no terreno do Crato. Se não der certo, vamos repensar outras alternativas", diz.

No Estado, estão sendo desenvolvidos 30 projetos de aterros consorciados. Na região Norte, conforme Camilo Santana, existe o projeto e não tem dinheiro para fazer.
MAIS INFORMAÇÕES

Secretaria das Cidades - Av. Gal. Afonso Albuquerque Lima
Edifício Seplag - Cambeba - Fortaleza
Telefone: (85) 3101.4488

Elizângela Santos
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaboradora do Blog do Crato e Chapada do Araripe Internet

BlogHumor - "Quem nunca errou que atire a primeira pedra" - Versão Dihelson Mendonça


Uma das mais interessantes passagens bíblicas é aquela do apedrejamento de Maria Madalena, em que Jesus interveio. Ouvi uma versão hoje que deixaria qualquer cristão de cabelo em pé, e que repasso para vocês:

Judeia, Ano 33 DC, mais ou menos às 16:30. Uma turma de Judeus repousa embaixo de uma árvore e discutem a programação da semana: "Já está quase na hora do apedrejamento, alguém quer ir ?" "Ora, apedrejamento tem todo dia. Vamos a uma crucificação ?", responde outro. "Eu não gosto, demora demais..." "Então vamos a um apedrejamento mesmo". E saíram todos procurando alguma sessão de apedrejamento vespertina, das muitas que existiam na cidade.

Ao passar por um dado local, viram uma mulher prontinha para ser apedrejada, e uma multidão que se acotovelava, cada um já com sua pedra na mão. Os judeus então, procuraram as melhores pedras, a fim de também participarem do evento.

Quando tudo já estava pronto, alguém começou a ler a sentença:

"Essa mulher foi pega em flagrante de adultério. Cumpre pela nossa lei que morra apedrejada"
"Morra! Que morra essa infeliz ! " gritou a multidão.
Quando já se preparavam para começar, eis que surge um homem de vestes brilhantes, que chamou a atenção dos presentes, e disse em voz alta:

"Eis que hoje eu vos digo: Aquele que nunca errou na vida, que atire a primeira pedra nesta mulher"

Ouvindo isso, um bêbado que estava ali presente, pegou a sua pedra e jogou, acertando bem em cheio a cabeça da condenada. Vendo isto, o homem de branco perguntou irritado:

"Oh rapaz! você não ouviu o que eu falei não ? Você nunca errou na vida ?"

E o bêbado respondeu:

"Doutor, dessa distância não, mas de 100 metros talvez eu até errasse..."

( autor desconhecido - Editado por Dihelson Mendonça )

Intercessão valiosa - Por Emerson Monteiro

Das inúmeras ocorrências verificadas no decurso da Confederação do Equador, no Ceará, idos de 1824, episódio impressionante ficou registrado por Esperidião de Queiroz Lima, no livro Tempos Heróicos, que narramos aos que ainda não leram a referida publicação. Trata-se da execução de um dos sentenciados pelo tribunal militar conhecido por Comissão Matuta, no mês de outubro daquele ano, instalado para punir as hostes rebeldes. Depois de julgados e condenados, cinco líderes republicanos seriam fuzilados no pátio da Cadeia Pública de Icó. Um desses, Antônio de Oliveira Pluma, autodenominado Pau Brasil, conforme sua assinatura no manifesto do movimento, insatisfeito com o resultado a que se via submetido, reagiu em altos brados, protestando misericórdia de quem ali se achava.

Recusara mesmo permanecer de pé, mas, sendo assim, forçaram-no em cordas a se sentar numa cadeira, onde, com olhos vendados, ainda pedia que o deixassem viver. De nada lhe valeram as rogativas, pois logo em seguida o pelotão recebeu a ordem de preparação:

- Apontar!

E, ante os disparos iminentes, o pânico pareceu querer tomar a alma do condenado em face da morte inevitável, sob o monto de todo o idealismo que até ali dominara os atos de sua razão da existência. Outra vez, um gesto cresceu de sua voz, explodindo mais alto em reclamações de amparo, lançadas aos planos superiores:

- Valei-me, Senhor do Bonfim!

Nisto foi secundado pelo toque de comando: - Fogo!

Cessada a fumaceira, as balas achavam-se cravadas no muro onde o revolucionário permanecera incólume, sacudindo de espanto os presentes. Seguiu-se nova carga de munição. Restabeleceu-se a ordem preparatória, e se fez no ar outro grito de socorro:
- Valei-me, Senhor do Bonfim!
- Fogo! - foi a ordem marcial.

Resultado: o alvo manteve-se intacto. Os tiros voltaram a ferir tão só e apenas o muro, para desânimo da escolta. Em meio do inesperado, tonto, pálido, o comandante reclamava prática melhor de tiro a seus homens, visando manter os praças no cumprimento do dever, tratando de retomar as determinações da próxima tentativa, que foi precedida pelo mesmo grito do condenado, tão pungente quando sincero:

- Valei-me, Senhor do Bonfim!

Os disparos se deram, de acordo com a obediência. Desta vez Pluma fora atingido por algumas balas, mas continuava vivo, segundo narra em seu livro Queiroz Lima. Os soldados de pronto se movimentavam para um quarto fogo. Nesse instante, a população presente, tocada de simpatia pelo confederado, se ergueu coesa e exigiu o direito do réu ser libertado, qual merecesse o valimento dos céus. Em seguida, essas pessoas levaram-no consigo, alheado e preso à cadeira do martírio, até à Igreja do Senhor do Bonfim, distante cerca de 200m do ponto onde a cena ocorrera, entre preces e benditos fervorosos.

Há registros do ano de 184l que dão conta de que o sobrevivente veio a ser titular da Promotoria Pública da comarca de Baturité, no Ceará, o que bem comprova sua resistência aos ferimentos naquele dia recebidos, na tentativa de execução de que fora objeto e sobrevivera, no município de Icó, 17 anos passados.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS - ´Noite das Solteironas´ abrirá Festa de Sto. Antônio


Socorro Luna mostra o kit do milagre. Neste ano, também pode auxiliar os gays que querem casar - FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS - O sagrado e o profano se misturam na Festa do Pau da Bandeira, que começa amanhã com muito bom humor.

Barbalha. Com a "Noite das Solteironas" será aberta, neste sábado, a Festa de Santo Antônio, padroeiro deste Município. No domingo, a abertura prossegue com o carregamento do pau da bandeira e show de grupos folclóricos, uma festa popular de tradição secular. Para a edição deste ano, a organização do evento estima público médio de 500 mil pessoas.

Para receber público tão numeroso, a festa conta com um esquema de segurança. A Delegacia local funcionará 24 horas por dia, em regime de plantão. Haverá ainda um reforço de 150 policiais militares, do Batalhão de Juazeiro do Norte e de outras companhias, além do Corpo de Bombeiros.

Na região, é alimentada a crendice de que a moça solteira que toca no pau da bandeira não passa mais de um ano sem casar. A professora e poetisa Sebastiana Gomes de Almeida, conhecida por "Bastinha", bota mais pimenta na superstição com estes versos: "É meu santinho bendito/ padroeiro de Barbalha/quem sabe aí no infinito/depois dos trinta inda valha/na terra não importa a zona/corroa e solteirona/é o nome que mais calha".

Socorro Luna, organizadora da "Noite das Solteironas", divulga um "kit do milagre" para as moças que querem casar. O kit tem foto e medalha de Santo Antônio, casca e folha do pau da bandeira, chá feito das cascas e um terço fabricado com as sementes da árvore que neste ano serve de mastro, no caso, a "rama branca". O chá é recomendado para "os casos mais complicados". Na fórmula: "Cloridrato de milagre, 100mg; cloridrato de fé, 200mg; e oração antoniana, 100mg". O "Grupo das Solteironas de Barbalha" mantém uma barraca na Praça da Matriz onde são vendidos os kits.

O "kit do milagre" também traz uma oração, que diz: "Oh, glorioso Santo Antônio, protetor das encalhadas, venho aos vossos pés humildemente vos pedir, arranje-me um namorado, que seja bom, fiel, amoroso, trabalhador e que tenha pressa para o matrimônio".

A vontade de arrumar um bom partido leva milhares de moças a participar da festa, tocando o Pau da Bandeira, sentando-se sobre ele e mesmo bebendo o chá produzido com pedaços da casca da árvore. Também não falta quem assine a bandeira com a imagem de Santo Antônio, para reforçar o pedido ao santo.

"Essa é a grande esperança. Isso aqui dá tanto matrimônio. Já teve casamento do Oiapoque ao Chuí. E agora, com a aprovação da lei do casamento dos homossexuais, eles vão ver que o chá da casca funciona também", garante Socorro, complementando: "Santo Antônio não tem preconceito".

A principal atração é, sem dúvida, o carregamento do Pau da Bandeira de Santo Antônio - um mastro de 23 metros e 2,5 toneladas, transportado ao longo de nove quilômetros nos ombros de 200 carregadores, como forma de penitência e tradição, até ser fincado no Patamar da Igreja Matriz. O carregamento é acompanhado por uma procissão de milhares de pessoas, em uma tradição que une elementos sagrados e profanos.

Na semana em que tem início a festa, a cidade realiza o projeto Consciência Ambiental. Unindo a Prefeitura à sociedade civil - da Igreja às empresas, dos clubes aos hospitais e entidades de classe, o projeto vem promovendo blitze ecológicas nas principais vias, com distribuição de adesivos, panfletagem, sacolas sustentáveis e mudas de árvores. Quem passa pelas blitze também recebe orientações sobre os cuidados com o meio ambiente.

Três palcos

No domingo, após ser carregado no cortejo, o pau da bandeira será fincado em frente à Igreja Matriz de Santo Antônio, onde ostentará a bandeira sinalizando que a cidade está em festa, em louvor ao santo.

Os festejos a partir desse dia incluem desfile de 90 grupos folclóricos, em uma grande demonstração da diversidade artística e cultural de Barbalha.

De amanhã até o dia 13 de junho, a cidade de Barbalha conta com três palcos: um no Largo do Rosário, um no Marco Zero e outro no Parque da Cidade. Sempre com programação musical realizada até a madrugada, com direito a muito forró, com atrações de destaque local e, também, nacional.

MAIS INFORMAÇÕES

Prefeitura Municipal de Barbalha, Rua Neroly Filgueiras Sampaio, 141, Centro - Cariri
Telefone: (88) 3532.0090

Antônio Vicelmo
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaborador do Blog do Crato e Chapada do Araripe Internet

Nosso Cariri no pódio da ANE (Associação Nacional de Escritores) – por Napoleão Tavares Neves (*)


O nosso bem caririense José Peixoto Júnior, foi agora eleito Presidente da Associação Nacional de Escritores–ANE, com sede em Brasília. Caririense dos melhores e dos mais talentosos, José Peixoto Júnior é fecundo poeta, talentoso escritor e extraordinária figura humana.

Nascido em Caririmirim, na Fazenda Jenipapo, bem na raiz da nossa Chapada do Araripe, José Peixoto Júnior tem formação fundamental no “Ateneu Jardinense” e no saudoso Ginásio do Crato. Formado em Direito, é funcionário Público Federal aposentado, em Brasília.

Membro do Instituto Cultural do Cariri, de Crato, José Peixoto Júnior ocupa a Cadeira Padre Joaquim de Alencar Peixoto, sendo o principal biógrafo do irrequieto sacerdote, artífice maior da independência política de Juazeiro com o vibrante jornal por ele fundado, “O Rebate”.

Ademais, José Peixoto Júnior é ainda aparentado do cratense, padre Alencar Peixoto, tendo sido por ele batizado na Matriz de Nossa Senhora do Bom Conselho, de Granito (PE), aí por volta de 1925.

Assim sendo, temos um grande caririense no pódio da Associação Nacional de Escritores–ANE. José Peixoto Júnior, por seu telurismo e amor ao sertão nordestino, foi vaqueiro no topo da nossa paradisíaca Chapada do Araripe, que chama, maviosamente, de “Rainha das Chapadas do Nordeste”.
Bravos por subida ao pódio da entidade máxima dos escritores brasileiros!

(*) Napoleão Tavares Neves é médico. Historiador, memorialista, cronista e escritor com vários livros publicados. Reside em Barbalha (CE).

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Câmara Cratense participa do lançamento da pedra fundamental da FCC


F
oi realizada na manhã do dia 26, a solenidade de lançamento da pedra fundamental do campus da Faculdade Católica do Cariri. O investimento é da Diocese do Crato e da Fundação Padre Ibiapina, duas instituições pioneiras no ensino de nível superior, na Região do Cariri. Autoridades religiosas, civís e a comunidade em geral, participaram do evento.

O Padre Emanoel Marcondes Torquato – diretor da Faculdade Católica, afirmou que o projeto fortalece a preocupação em formar e qualificar profissionais na nova configuração do Cariri. Acrescentou que alí representava o lançamento da pedra fundamental, do campus definitivo, mas que a faculdade já está dando seus primeiros passos, com a realização de alguns cursos, no prédio da Fundação Padre Ibiapina, no Bairro Pimenta. No momento, informou Padre Marcondes, está funcionando o curso de graduação em Filosfia, bem como, algumas especializações nesta área. “No entanto, já existem projetos tramitando no Ministério da Educação – MEC, nas linhas de atuação da Fundação mantenedora, no campo da Saúde, Comunicação, Assistência Social, Promoção Humano e Evangelização”, disse o Reverendo.

A duzentos metros da Avenidade Padre Cícero, o campus está situado próximo ao Conjunto Habitacional Belas Artes (Conjunto dos Artesãos), entre o Centro de Convenções do Cariri, em fase de conclusão e o campus avançado da Universidade Federal do Ceará, onde será instalado o curso de Ciências Agrárias. A pouca urbanização e a falta de pavimentação das estradas, todas carroçais, com muito mato em volta, dificultam o acesso ao campus. O Governo do Estado e a Prefeitura Municipal do Crato estão prometendo construir uma avenida asfaltada, para melhorar a acessibilidade e visualização da área.

A Cãmara Municipal do Crato foi representada na solenidade pelo Vereador Pedro de Alagoano (PSB) que considerou bastante importante o investimento de cunho educativo, mas também proporcionará reflexos sociais, culturais e econõmicos para o Crato e Região. Pedro solicitou ao Poder Executivo a urbanização e pavimentação da área, que tem um futuro promissor, em relação ao desenvolvimento da cidade.

Fonte: CVC

Notícias da URCA - Sexta-Feira 27 de Maio de 2011



Morre Izidro Ceita, Professor do Departamento de Engenharia de Produção da URCA

A Universidade Regional do Cariri (URCA), consternada com o súbito falecimento do Professor do Departamento de Engenharia de Produção, do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT), da Instituição, Izidro Ceita da Conceição Pires, informa que o registro do óbito aconteceu na noite desta quarta-feira, por volta das 20 horas. O corpo está sendo velado no CCT, no Crajubar, em Juazeiro do Norte. Na manhã desta sexta-feira, às 8 horas, acontecerá uma cerimônia no CCT em homenagem ao docente. O sepultamento será em Crato, no Cemitério Público Nossa Senhora da Piedade, às 10 horas.

Investimentos em projeto de infraestrutura tornarão Herbário da URCA centro de referência para a região
Foi assinado Convênio de mais um Projeto voltado para melhoria de infraestrutura laboratorial, sob a coordenação da Dra. Arlene Pessoa. Pró-Reitora de Extensão da URCA. O projeto será financiado através do FINEP, orçado no valor de R$ 1.000.000,00. Através dos recursos liberados será realizada a ampliação do Herbário Caririense Dárdano de Andrade-Lima, que passará a contar com laboratório de Sistemática Vegetal e com estantes com capacidade para comportar 100.000 exsicatas, o que tornará o Herbário da URCA um centro de referência para a região. O projeto prevê ainda a construção de um biotério com e instalações e equipamentos dos mais modernos, atendendo as necessidades dos pesquisadores do Programa de Mestrado em Bioprospecção Molecular da URCA.

Universidade Regional do Cariri - URCA (88) 3102-1212 - 8812.5525 ramal 2617 www.urca.br – Crato, 27 de maio de 2011

Aparências - Por Magali de Figueiredo Esmeraldo


A sociedade valoriza muito a maneira de se vestir da pessoa. Uma pessoa vestida com roupas caras e de marca famosa é bem melhor recebida em restaurantes, bancos, “shopping centers” ou em qualquer outro ambiente. Agora vá alguém vestido simplesmente ou um pobre com a sua chinela japonesa entrar num ambiente luxuoso que logo é discriminado. O segurança vem logo perguntar o porquê daquela pessoa está ali. Aconteceu com alguém que eu conheço. Ela foi ao um shopping levar um filme para revelar. Além de pobre é morena. Na primeira vez entrou, não houve problema, pois não havia segurança por perto. No outro dia foi buscar o filme revelado e o segurança a abordou perguntando para onde ela ia. Sentiu-se constrangida e foi fazer um boletim de ocorrência. Já com Carlos, aconteceu o contrário. Teve de viajar para uma reunião de trabalho em Salvador. Era apenas um dia. A sua passagem de volta estava marcada para dez horas da noite. Acontece que a reunião terminou às duas horas da tarde e ele se dirigiu ao aeroporto com a intenção de guardar uma pequena valise e procurar telefonar para um ex-colega da sua turma de engenharia de quando ainda era estudante em Salvador. Ao chegar ao aeroporto, estava acompanhado de alguns diretores da Eletrobrás que participaram dessa reunião e, iriam embarcar para o Rio de Janeiro. Após o embarque desse pessoal da Eletrobrás, Carlos teve a idéia de perguntar aos funcionários da Varig se havia alguma forma de retornar a Fortaleza antes das cinco horas da tarde. Como ele estava vestido de terno e gravata foi muito bem atendido pelos funcionários do balcão da empresa aérea. Imediatamente o colocaram na primeira classe de um vôo para Milão, com escala em Recife, de onde ele seguiria em outro avião para Fortaleza. O avião já estava para levantar vôo, mas a funcionária mandou esperar. Talvez pensando que Carlos fosse um político importante.

Em outra ocasião Carlos e eu saímos para comprar um carro. Estávamos interessados em comprar um Fiat Uno, à vista. O funcionário da loja nos atendeu muito bem e mostrou o carro. A nossa roupa era simples, pois com um calor que fazia, não íamos nos empacotar com roupas sociais para agradar ao dono da loja. Quando entramos para fechar a compra com o proprietário, ele disse que o carro já estava vendido. Contrariados, constrangidos e sentindo na pele o que sentem as pessoas que são discriminadas. Então nos dirigimos a outra loja e, fomos recompensados, pois o proprietário nos recebeu muito bem, e fechamos o negócio por um preço menor que o da loja anterior. Ainda bem que existem pessoas que não ligam para aparências.

Em Fortaleza, há algum tempo, um grupo de homens, todos bem vestidos de terno e gravata entraram num banco. Os seguranças não tiveram nenhuma desconfiança deles. Resultado: eles assaltaram o banco.

Ás vezes as pessoas honestas são rejeitadas simplesmente pela aparência de simplicidade. É este o mundo em que vivemos, somente vale quem tem e quem ostenta. Entretanto, podemos refletir sobre o versículo sete do livro de Samuel que nos diz que “Deus não age segundo os critérios humanos, que olha as aparências, Deus olha o coração”. Cabe a cada um de nós, que vivemos nesse mundo de exclusão e injustiça, mudarmos de atitude para que tenhamos uma sociedade mais justa, igualitária e sem exclusão. Quem sabe, se com a nossa transformação no modo de agir, ajudaremos outros através do nosso testemunho, a tornar a nossa sociedade mais humana e mais justa para que todos tenham voz e vez?

Por Magali de Figueiredo Esmeraldo.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Após alerta de Lula, Dilma rompe silêncio e Palocci diz que ter dinheiro não é crime


NE - O capitalismo é uma coisa muito boa. Multiplica o patrimônio 20 vezes em apenas 4 anos. Pena que é só com determinadas pessoas privilegiadas. Cadê aquele outro deputado que disse certa vez: "Deus me ajudou, e eu ganhei dinheiro..."


Dois dias depois de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter desembarcado em Brasília para pôr um freio de arrumação no governo e espantar a crise política, a presidente Dilma Rousseff deixou o gabinete, rompeu o silêncio de quase duas semanas e saiu em defesa do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. Em almoço com petistas, do qual o ministro também participou, Dilma disse que a oposição quer um terceiro turno. Palocci, também alertado por Lula, explicou os rendimentos aos correligionários e disse que "não é crime ganhar bem".

No Palácio do Planalto, Dilma seguiu à risca a estratégia traçada por seu antecessor. "Quero assegurar a vocês que o ministro Palocci está dando todas as explicações para os órgãos de controle, inclusive para o Ministério Público. Espero que esta questão não seja politizada", disse ela, em entrevista espontânea aos jornalistas, um procedimento que costuma evitar.

Uma hora depois, em almoço com 15 senadores da bancada do PT, no Palácio da Alvorada, a presidente foi mais enfática. "A oposição está querendo o terceiro turno e nós precisamos tomar cuidado", afirmou ela, de acordo com relato de petistas, numa referência à derrota do PSDB na eleição do ano passado.

Aos senadores do PT, que na terça-feira tiveram encontro com Lula, Palocci deu esclarecimentos sobre sua evolução patrimonial, disse que nunca feriu a ética e sentenciou: "Não é crime ganhar bem".

Exposição. Sempre orientada por Lula, Dilma convocou uma cerimônia pública no Planalto para reaparecer na cena política. Na solenidade, ela fez questão de sentar-se ao lado de Palocci, acusado de multiplicar o patrimônio em 20 vezes, em apenas quatro anos, de 2006 e 2010. Depois da solenidade, a presidente foi ao encontro dos repórteres, enquanto Palocci saía discretamente do Salão Nobre.

Em tom veemente, ela considerou "lamentável" denúncia apresentada no dia anterior por tucanos, dando conta de que Palocci teria feito tráfico de influência junto à Receita Federal para antecipar a devolução de impostos da construtora WTorre. A empresa foi cliente da Projeto Consultoria, de propriedade de Palocci, até o ano passado.

Pela denúncia apresentada pelo deputado Fernando Francischini (PSDB-PR), a WTorre fez doação para a campanha de Dilma logo após receber o crédito da Receita Federal. A acusação, porém, foi rebatida pelo Fisco, já que o pagamento à WTorre ocorreu após decisão judicial.

Para Dilma, a questão foi "politizada" por seus adversários como forma de atacar o governo. "A Justiça determinou à Fazenda o pagamento da restituição devida à empresa. Não se trata, de maneira alguma, de nenhuma manipulação. Lamento que um caso desse tipo esteja sendo politizado", insistiu Dilma.

Com a base. Da cerimônia municipalista no Planalto, em que foram assinados termos de compromisso para construção de quadras esportivas escolares, a presidente seguiu para o Palácio da Alvorada, onde se reuniu com a bancada do PT no Senado. Petistas e outros partidos da base têm reclamado nos bastidores da ausência de interlocução com a presidente. A portas fechadas, ela fez ali mais uma defesa de Palocci e afagou os petistas, depois de ter passado por uma espécie de "Lula training".

O ministro da Casa Civil pediu os 15 minutos finais do almoço para antecipar aos senadores do PT as linhas gerais das explicações que enviará à Procuradoria-Geral da República sobre o crescimento vertiginoso de seu patrimônio. Disse que, ao deixar o Ministério da Fazenda, em 2006, no rastro do escândalo da quebra de sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, cumpriu a quarentena. Depois, passou a dar consultoria, mas garantiu não ter feito serviço para empresas públicas, para evitar conflitos políticos.

Palocci não revelou os nomes das empresas para as quais prestou consultoria quando era deputado federal, sob o argumento de que há cláusula de confidencialidade nos contratos. Admitiu ter ganho dinheiro, como outros ex-ministros. Foi aí que ponderou não ver crime nisso.

Durante o almoço, Dilma pediu apoio aos petistas para reverter, no Senado, pontos do Código Florestal aprovado na Câmara, como a chamada anistia para desmatamentos feitos por produtores até 2008.

O senador Wellington Dias (PT-PI) pediu à presidente que acelerasse a montagem do segundo escalão. "Quem estiver pensando que vou fazer negociação por conta do Código está muito enganado. Não vou fazer isso, não vou", afirmou, exaltada. Depois da bronca, Dilma só foi interrompida, após quase três horas de conversa com petistas, por um choro de criança. Era seu neto, Gabriel, de oito meses. "Agora me desconcentrei", disse ela.

Tânia Monteiro e Vera Rosa - O Estado de S.Paulo

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Em Crato, Secretaria de Saúde realiza segundo dia de atendimento noturno nos postos


O atendimento médico noturno no Centro de Especialidades e Posto de Atendimento Médico – PAM continua nesta sexta-feira. Os novos horários de atendimentos nos postos de saúde foram lançados pelo secretário de Saúde do Município, Cícero França, na última segunda-feira, no Centro de Especialidade. Os atendimentos são nas áreas de clínica geral e ginecologia, no Centro de Especialidades, das 18 horas às 22 horas, e no PAM, com a pediatria, no mesmo horário. Os atendimentos odontológicos ocorrerão nos finais de semana.

Uma equipe formada por médicos, enfermeiros e técnicos, está preparada para atender a população nesses locais. Para o secretário, esse trabalho dos profissionais vem cobrir uma lacuna, onde antes a criança, a mulher e a população de uma forma geral não tinham para onde recorrer. Ele garantiu dar continuidade dos atendimentos até o final do Governo Samuel Araripe, que tem possibilitado toda ampliação na rede de saúde, principalmente na área da atenção básica.

Fonte: PMC

PEQUENO RECADO AOS POLÍTICOS EMPAFIOSOS...



"Lembrem-se Políticos: Vocês nunca serão maiores do que a Imprensa, não importa a EMPÁFIA com que vocês se apresentam para as câmeras. Vocês não são melhores do que o mais humilde servidor público. Nós, a Mídia, enquanto representantes da vontade popular, colocamos vocês no Poder, e nós tiramos! Portanto, tratem de respeitar mais os veículos de comunicação, os repórteres e os críticos, pois a imprensa é o espelho do que o povo pensa e vice-versa. Desprezar a opinião da mídia, principalmente daquela que tem muita audiência e simpatia perante a opinião pública, é a maior estupidez que um homem público pode fazer. O homem inteligente sabe tratar bem a imprensa e respeitar a vontade pública. O político deve sempre ter em mente que o poder é transitório, e que não subiu a um cargo pelas próprias mãos. Foi o povo que o colocou lá. Portanto, humildade e canja de galinha não fazem mal a ninguém."

O.B.S - Aqueles para quem essa mensagem é endereçada, sabem muito bem sobre o que e para quem estamos falando...

Dihelson Mendonça

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Juiz Federal do Trabalho receberá Título de Cidadão Cratense


A
Câmara Municipal do Crato realizará, nesta sexta-feira, dia 27 de maio, às 19h, a Sessão Solene de outorga do Título de Cidadão Cratense, ao Dr. Clóvis Valença Alves Filho – Juíz Federal do Trabalho, titular da 1ª. Vara do Trabalho Regional do Cariri. A homenagem é resultado de um Projeto de Resolução, do Vereador Florisval Coriolano (PTC) – Presidente do Poder Legislativo, aprovado por unimidade. A solenidade aconterá, na sede da Câmara Municipal, na Rua Senador Pompeo, 468, enquanto que a recepção social com jantar, será realizada, no Pasárgada Parque Hotel.

Fonte: CVC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - URCA escolhe novo Reitor e Vice-Reitor para os próximos quatro anos.


NE - Quem o governador vai escolher ?


A Universidade Regional do Cariri – URCA realizou durante o dia de ontem, em todos os campi da Instituição, o processo de Consulta Universitária. Toda a comunidade acadêmica teve a oportunidade de opinar sobre o novo Reitor e Vice-Reitor a gerirem a URCA, para os próximos quatro anos. Hoje, a partir das 10 horas, será realizada a apuração dos votos, para posterior divulgação, pela Comissão Especial da Consulta, do nome do candidato vencedor. Um grande número de alunos, professores em servidores participou do processo de escolha. A Consulta aconteceu nos campi do Crajubar, Pirajá, Pimenta e São Miguel, além das Unidades Descentralizadas de Campos Sales, Iguatu e Missão Velha. Concorrem aos cargos de Reitor e Vice-Reitor, respectivamente, pela Chapa 1, Otonite Cortez e Patrício Melo; Chapa 2, Edson Martins e Galberto Martins; Francisco Cunha e Reno Feitosa, pela Chapa 3. Após o período de consulta interna. A escolha final do Reitor e Vice-Reitor fica a cargo do Governador do Estado, Cid Gomes.






Fonte: URCA


Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30