xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 18/05/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

18 maio 2011

Os números não mentem ! - Brasil só investe 8% do orçamento em Saúde !

http://1.bp.blogspot.com/-qAVqyo_y-Cc/TdP90gKlReI/AAAAAAAAXPY/EoAx3Poh934/s1600/gastos_com_saude2.JPG

Fonte: Organização Mundial da Saúde

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Força-Tarefa reduziu índices de infestação de dengue em Crato


Os primeiros 30 dias de execução do Plano de Intensificação e Combate à Dengue, no Crato, tiram o município da zona de risco e inclui no patamar considerado aceitável pelo Ministério da Saúde. Na manhã de ontem, o coordenador do setor de Endemias, da Secretaria de Saúde do Município, Marcos Aurélio, fez um pronunciamento na Câmara Municipal, a pedido do próprio Legislativo, sobre a atual situação do quadro de dengue no Crato. Ele relatou os resultados obtidos na metade da execução do plano, que será totalizado em dois meses. Para isso, foram contratados mais agentes de Endemias e realizada visitação em 50 mil domicílios em tempo recorde de 30 dias.

O índice foi reduzido para 0,85% de infestação, ou seja, abaixo dos 0,99% preconizados pelo Ministério da Saúde. Cerca de 70 agentes passaram a fazer parte da força tarefa de combate ao Aedes aegypti. A população abraçou a causa, graças aos trabalhos educativos e conscientização que vêm sendo feitos de forma permanente. Este ano foram realizadas 695 notificações e 269 casos confirmados. Mas o que é mais importante, dentro dessa realidade, segundo o coordenador de Endemias, é que esse quadro foi reduzido consideravelmente.

O Secretário de Saúde, Cícero França, que também esteve na Câmara, destaca as parcerias do Município, Estado e regional de saúde para o sucesso desse trabalho e ressalta a quebra drástica do nível de transmissão da doença. A parceria para esse trabalho também contou com o Tiro de Guerra, Corpo de Bombeiros, escolas e a própria comunidade. Na ocasião, Cícero França destacou o trabalho que será efetuado em Crato, a partir do dia 23, com atendimento médico e odontológico no município, em horário noturno e nos finais de semana.

Fonte: PMC

E que venha o Cariri Cangaço 2011 - Por:Manoel Severo



Nem só de violência vive o Cangaço...
Arte de Fábio Eduardo

Vivemos um novo tempo, a meu ver um momento extremamente própício para criarmos o verdadeiro sentimento de cooperação entre todos aqueles que se entregam de corpo e alma à pesquisa e ao estudo de nossa cultura, história, folclore, raízes. Em passado recente nos surpreendíamos com os antagônicos não conseguindo conviver sob o mesmo "guarda-chuva"; hoje percebo com muita clareza que existe uma nova consciência que move a todos na direção do convívio harmônico e construtivo, primordialmente no universo daqueles que pesquisam o fenômeno do Cangaço.

Detentores únicos e absolutos da verdade, estão fadados a ficar parados no tempo. A história como a vida, apesar de acontecer em um dado espaço temporal e espacial, é dinâmica, daí permitir vários olhares, várias interpretações, vários caminhos, muitas vezes movidos por sentimentos antagônicos... como não perceber isso? Verdades absolutas e aparentes se confundem, mas e o fato histórico? O fato histórico por si só se justifica; e tudo isso já bastaria! O resto fica muitas vezes por conta de nossa conveniencia, nossas convicções... nossa vaidade.

Grandes vaqueiros da história, parabéns por estarem percebendo esse novo momento, por estarem juntos construindo essa nova era. Humildemente estaremos juntos, e que venha o Cariri Cangaço 2011.

Manoel Severo

CURSO AGENTES AMBIENTAIS - Por Maria Otilia


A Fundação Demócrito Rocha abre inscrções para o curso Agentes Ambientais.A questão ambiental ganhou nas últimas décadas, um espaço social relevante fazendo-se presente no cotidiano das pessoas e das instituições. No mundo de hoje, já se coloca a necessidade de refletir e de agir sobre os impactos e ameaças que pesam sobre a qualidade de vida no planeta Terra.

Objetivos

• Contribuir para a melhoria da compreensão pública sobre mudanças climáticas, educação ambiental e responsabilidade social e ambiental.
• Conscientizar e informar a sociedade sobre a importância da educação ambiental para a melhoria das condições de vida no planeta Terra.
• Socializar experiências de educação ambiental bem sucedidas.

Público Alvo

• Vagas gratuitas na Universidade Aberta do Nordeste (UANE) podendo se inscrever todo e qualquer cidadão, residente em qualquer região do país ou exterior, independente do grau de escolaridade, nacionalidade, idade, sexo ou etnia. Participe! Faça sua inscrição gratuitamente pela

Internet: http://www.fdr.com.br/agentesambientais

Texto extraído da FDR-postado por Maria Otilia

Crato realiza nesta sexta-feira reunião sobre segurança alimentar


Acontece na próxima sexta-feira, dia 20, ás 08:00, no Teatro Municipal Salviano Saraiva, uma Reunião Ampliada de Segurança Alimentar e Nutricional - SAN. O evento tem o objetivo de organizar a preparação para a IV Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional do Ceará- CESAN.

Durante a programação, será abordada a temática e os objetivos da conferência, com participação e uma representação local; conforme regimento da IV CESAN com orientações da conferência anual. Também será realizada a escolha da delegação que representará e defenderá as propostas e encaminhamentos, aprovados na conferência territorial, que acontecerá nos próximos dias 27 e 28, em Juazeiro do Norte.

Fonte: PMC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Dep. Heitor Ferrer chama de “porcaria” obra da estrada Itapajé-Itapipoca bancada pelo Governo Cid Gomes


NE - E o Feitiço virou contra o feiticeiro...

O deputado estadual Heitor Férrer (PDT) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta manhã de terça-feira para bater duro na situação de várias estradas estaduais. Uma delas, a CE-168, que liga o município de Itapajé a Itapipoca.

O pedetista disse que enquanto Cid participava de um rally em protesto contra a situação das rodovias federais do Estado, resolveu fazer uma inspeção na CE-168, no que encontrou buraqueira. Heitor disse que, pelas condições, a estrada não comporta nem tráfego de carroça. E disse mais: o governo estadual gastou R$ 20 milhões “com uma estrada que não merecia ser paga”. Prosseguiu dizendo: “Pagaram essa porcaria com dinheiro do Ceará”. A obra foi construida pela Construtora Engexata, informou Heitor, adiantando que essa empresa tem entre sócios o prefeito de Itapipoca, João Barroso.

( Eliomar de Lima )

Na foto: CE-168

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Consulta Universitária para Reitor e Vice-Reitor da URCA acontece dia 26 de maio


Será realizada no próximo dia 26, na Universidade Regional do Cariri (URCA), a consulta para escolha de Reitor e Vice-Reitor da Instituição. O processo eleitoral está em andamento para a escolha dos candidatos pela comunidade acadêmica. Vários debates já foram realizados nos campi da URCA. Ontem, mais um deles aconteceu no Campus São Miguel. O próximo debate será no Campus Crajubar, das 19 horas às 21 horas e, no mesmo horário, no dia 23 de maio, o último dos debates se realiza no Campus Pimenta. Estão candidatos aos cargos de Reitor e Vice-Reitor, respectivamente, Edson Martins e Galberto Martins, Francisco Cunha e Reno Feitosa e a Professora Otonite e Patrício Melo. Uma lista tríplice será encaminhada ao Governador do Estado, Cid Gomes, para a oficialização da escolha do novo representante da URCA para os próximos quatro anos.

Fonte: Assessoria de Comunicação da URCA

Terra Abençoada: Manhã de Chuva na Cidade do Crato-Wilson Bernardo.


CHUVAS DE MAIO NO PÉ DA CHAPADA...

http://3.bp.blogspot.com/-qxN9iChlQKc/TdLxae7tEpI/AAAAAAAAXNQ/X31rrPUsgEY/s1600/foto01.jpg

Anoitece e o fogo da carne
dos piquis
ceiva a ternura do gosto
abusivo dos pomares nativos.

http://1.bp.blogspot.com/-Yv98D9WpNNQ/TdLxy5nNFfI/AAAAAAAAXNo/_bYbM70f_mw/s1600/foto02.jpg

Chuva amanhecida na chapada
aflora
a cama e a doce madrugada
águas
que se fazem puras de orvalhos
cariri maravilhoso encantado.

http://2.bp.blogspot.com/-6bxx9yd12Z4/TdLxa1J2kHI/AAAAAAAAXNg/31lby2oF_BY/s1600/foto03.jpg

Wilson Bernardo (Poema & Fotografia)

A reforma agrária perdeu o encanto – por Mailson da Nóbrega (*)


O Movimento dos Trabalhadores sem Terra (MST) está em claro declínio. O último "abril vermelho" evidenciou seu esvaziamento. As setenta invasões do mês foram comemoradas, mas elas haviam sido 496 em 2004. Os acampamentos reuniam 400.000 pessoas em 2003, mas agora têm apenas 100.000. Seu estandarte, a reforma agrária, esmaeceu.

A reforma agrária tem raízes na Antiguidade. O Senado romano aprovou leis específicas por volta de 133 a.C. O século XX testemunhou distintos tipos de reforma, alguns deles após revoluções. Em regimes comunistas, como na Rússia e na China, as terras foram expropriadas e coletivizadas. Na Europa Ocidental, a reforma agrária centrou-se na eliminação de características feudais da posse da terra, definindo direitos de propriedade. Esteve ausente onde ocorreu a revolução agrícola do século XIX. Nos Estados Unidos, a Lei de Homestead (1862) concedeu lotes de terras públicas de 160 acres (64,7 hectares) a imigrantes, ex-escravos e trabalhadores sem terra, futuros líderes da agricultura familiar.

No pós-guerra, aconteceu na Ásia a mais bem-sucedida reforma, a do Japão, imposta pelo general MacArthur, comandante das Forças Aliadas. Drástica e ampla, a reforma redistribuiu terras dos grandes proprietários que dominavam a sociedade rural. Ao quebrar a supremacia desses senhores, ela virou um êxito mais político do que econômico. A redistribuição da riqueza e da renda contribuiu para a democratização e para a estabilidade social do Japão, que se erguia dos escombros da guerra.

A América Latina é plena de casos de insucesso, em geral causados por uma visão socialista da luta de classes entre camponeses e grandes proprietários. Cuba, com sua reforma comunista, protagonizou o maior fracasso agrícola da região. No Brasil, a reforma agrária era demandada particularmente pela esquerda, que se encantava com a ideia de distribuir terras aos pobres. A democratização (1985) lhe deu eminência e inspirou a criação de um ministério.

O MST surgiu em 1984, apoiado por organizações católicas radicais, sindicalistas, petistas e parte da esquerda. A invasão de propriedades se tomou instrumento de sua luta. Militantes foram atraídos sob a promessa de saírem da pobreza. Com Lula, o movimento se fortaleceu. Passou a indicar seus próprios quadros para postos no governo e ampliou o acesso a recursos públicos.
Acontece que a sociedade parece ter-se cansado da agitação e dos atos de violência do MST, como diz o pesquisador Zander Navarro. Não mais haveria demanda significativa pelo acesso à terra. Já a queda de atratividade do MST seria fruto da ampliação do emprego e do bem-sucedido Bolsa Fami1ia, cujos beneficiários pertencem aos mesmos grupos recrutados pelo movimento.

Os assentamentos dos programas de reforma agrária enfrentam problemas. Muitos dos assentados vendem os lotes ou ganham dinheiro com a venda de madeira extraída ilegalmente. Pouquíssimos dispõem das qualificações requeridas por uma agricultura de alta tecnologia.
O agronegócio competitivo cria empregos formais protegidos por leis trabalhistas e previdenciárias. Suas atividades ampliam vagas no comércio. O público-alvo do MST percebe que o acampamento significa ficar na estrada qual um favelado. Seu desafio não é produzir, para cujo mister está despreparado, mas obter renda, que pode vir de programas sociais ou da aquisição de habilidades para trabalhar nas fazendas modernas.

A urbanização e a globalização dos mercados, da informação, da tecnologia e da produção contribuíram para a obsolescência do processo de redistribuição de terras, que se tomou irrelevante para a geração de renda e riqueza.
Aqui, todavia, a reforma ainda se nutre de argumentos de seis décadas atrás. O MST neles insiste por instinto de sobrevivência, pois precisa salvaguardar seu objetivo básico. que é o de mudar radicalmente a sociedade e fazê-la adotar um socialismo do tipo soviético.
(*) Mailson da Nóbrega é economista e ex-ministro da Fazenda

Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31