xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 10/03/2011 | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

10 março 2011

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Líder do MST é condenado a 4 anos por furto em fazenda


O líder dissidente do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) José Rainha Júnior foi condenado a quatro anos e um mês de prisão em regime semi-aberto por furto ocorrido durante a invasão de uma fazenda. A invasão da Fazenda São João, de Ricardo Peretti, aconteceu em abril de 2000. Dos outros 12 réus do mesmo processo, 2 tiveram a punição extinta e 10 foram absolvidos. De acordo com a denúncia do Ministério Público oferecida em 2002, os sem-terra furtaram pedaços de madeira, porteiras, cavadeiras, enxadas e um motor de passar veneno. Ao analisar o mérito da questão, o juiz entendeu que não há dúvida de que os réus são membros do MST que participaram da invasão. Apesar disso, só Rainha foi condenado por ser considerado o líder de uma "massa de manobra".

"É inequívoco que ele [José Rainha] estava sempre presente na invasão, no claro papel de liderança, conforme relatos mais do que claros das testemunhas ouvidas", afirma Amaral. O advogado e um dos réus do caso, Roberto Rainha, foi procurado por telefone em seu escritório, mas não foi encontrado. Rainha também não foi localizado por telefone. Em seu depoimento durante o processo, o líder dissidente afirmou que "pelo fato de viajar muito não ficava sabendo de todas as ocupações que eram realizadas; que não ficou sabendo da invasão tratada nos autos; que não participou da ocupação na Fazenda São João, mas somente lá compareceu dias depois da ocupação".

Na mesma cidade, Rainha responde a outros cinco processos criminais. Ele também já foi condenado por porte ilegal de arma de fogo. Em 2009, por unanimidade, a Sexta Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) concedeu habeas corpus a ele para responder o processo em liberdade.

Fonte: Folha.com

Suposta fotografia de Chopin é descoberta na Polônia


Imagem pode estar entre as três fotografias conhecidas do compositor

VARSÓVIA ( Polônia ) - Especialistas em Chopin estão tentando determinar se uma foto tipo daguerreótipo encontrada na Polônia é mesmo do compositor do século 19. Se for autêntica, a imagem pode ser a terceira foto conhecida de Frederic Chopin, que viveu de 1810 a 1849.
Fotografia encontrada na Pôlonia intriga especialistas.

Wladyslaw Zuchowski, fotógrafo e dono de uma galeria em Gdansk, disse nesta quinta-feira que ele comprou o daguerreótipo, primeiro tipo de fotografia, de um vendedor privado na Escócia. O porta-retrato dourado onde está a foto tem escrito a data 1849, ano em que Chopin morreu, em Paris, e o selo de Luis Auguste Bisson, fotógrafo francês que tirou outra foto de Chopin. Alicja Knast, curadora do Museu Chopin de Warsaw, disse que ela não poderia dizer de imediato se a foto era verdadeira porque ela não a tinha visto.

Fonte: Estadão

Reclamação ao DEMUTRAN - CRATO - Por: Lucieldo


Há alguns dias atrás, me deparei com agentes e funcionários do DEMUTRAN de Crato-CE, promovendo pinturas no asfalto e demarcando locais para estacionamento de carro e motos, fiquei muito feliz. Todavia, dias depois o que eu vejo, são ruas centrais demarcadas, sinalizações verticais e horizontais e um transito do mesmo jeito ou pior. Hoje por exemplo, parei meu carro na rua Dr. Miguel Lima verde, centro do Crato-CE, onde o asfalto foi pintado e demarcado o espaço para carros e ao tentar sair momentos depois, estava trancado por duas motos e mais duas se encontravam mais a frente, ou seja, demarcar pra que? Procurei um agente de transito e não encontrei, parecia até que a categoria tinha decretado greve no centro de Crato hoje dia 04-03-2011, fotografei o local, fotografei o fragrante e vim par a frente do meu PC relatar mais um entre diversos relatos que fiz a esse Blog, que sempre me atendeu de maneira dinâmica e prestativa.

Como sugestão, eu pediria que o órgão DEMUTRAN, promovesse na cidade uma campanha com a distribuição de panfletos esclarecedores com relação às faixas de pedestres e as demarcações ora feitas nas ruas. E para não dizer que estou só reclamando quero parabenizar o referido órgão com relação ao moto patrulhamento que hoje a gente vê com mais freqüência nos bairros do Crato, pena que hoje o centro ficou na mão.

LUCIELDO
CORRETOR DE IMÓVEIS
SECRETARIO DO CRECI CARIRI

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Itália diz que não participaria de ações militares na Líbia


Onda de Revoltas A Itália negou que participará de possíveis bombardeios sobre a Líbia, segundo anunciou nesta quinta-feira o chanceler do país europeu, Franco Frattini, após a reunião extraordinária de diplomatas da União Europeia (UE) em Bruxelas. "A Itália não participará de bombardeios sobre o território líbio e este tema não foi colocado em discussão no encontro de hoje", disse o ministro das Relações Exteriores da Itália. Ele assinalou que seu país pode cooperar na aprovação de uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia, mas destacou que a iniciativa só será aceita dentro de um quadro de "legalidade internacional" como pré-condição em uma ação na qual a comunidade internacional joga sua "credibilidade", avaliou.

Segundo Frattini, a Itália se dispõe a assumir o comando da missão naval de patrulhamento. Ele as ressaltou que o local "mais apropriado" para o quartel general deve ser decidido pela Defesa, mas que a Itália tem "certamente bases adequadas e quartéis generais que poderiam servir para este propósito". Frattini afirmou que seu país também está disponível para "manter e acompanhar uma missão da União Europeia em Benghazi" para avaliar a situação local.

O chanceler italiano comentou ainda que a UE já analisa contra-ofensivas em caso de uma reação militar do ditador líbio, Muammar Gaddafi, contra a Europa, apesar de afirmar que a possibilidade de uma reação ser improvável.

DA ANSA, EM BRUXELAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Comissão deve discutir alterações no sistema de defesa civil

[Foto:]

Uma comissão temporária do Senado deve discutir alterações no Sistema Nacional de Defesa Civil. A proposta é do senador Jorge Viana (PT-AC) e deve ser incluída na ordem do dia da Casa.

Desde janeiro, o tema ganhou maior destaque nos debates no Senado por causa da tragédia na região Serrana do Estado do Rio. Nos últimos dias, as chuvas fortes voltaram a causar perdas humanas e materiais, desta vez no Rio Grande do Sul, onde a cidade de São Lourenço está completamente alagada. A cidade de Rio Grande também foi seriamente afetada.

Outro estado atingido foi o do Mato Grosso do Sul. De acordo com o site do jornal Correio do Estado, a Federação da Agricultura e Pecuária (Famasul) estima perdas de 50% na safra da soja, algo em torno de R$ 1,5 bilhão.Os municípios da região Norte do Estado foram os mais prejudicados, entre eles o de São Gabriel, onde além dos prejuízos nas lavouras de soja, houve destruição de estradas e pontes da área rural.

Caso seja aprovada, a comissão sugerida por Jorge Viana pode propor também a criação de uma força nacional de defesa civil, como explica o autor no requerimento. O parlamentar sugere que o colegiado tenha 11 membros titulares e igual número de suplentes, assegurada a participação de dois membros de cada região do país. No prazo de 90 dias, a comissão poderá requerer informações e realizar audiências públicas e diligências externas, especialmente em Alagoas, Pernambuco e Rio de Janeiro, estados onde ocorreram tragédias de grandes proporções.

Sofrimento

[senador Jorge Viana (PT-AC) - Foto: José Cruz / Agência Senado]

No requerimento, Jorge Viana lembra que o desastre na região serrana do Rio de Janeiro, em janeiro de 2011, afetou 170 mil pessoas, deixando mais de 14 mil desabrigados, 23 mil desalojados e 850 mortos.

Em junho de 2010, como observa o senador, Alagoas e Pernambuco sofreram inundações que atingiram 95 municípios, provocando 46 mortes e deixando 69 desaparecidos, 53 mil desabrigados e mais de 100 mil desalojados.

Mas, acrescenta, não são apenas as enchentes que levam sofrimento à população: secas, incêndios florestais e outros desastres de origem natural ou humana atingem, frequentemente, todas as regiões do país, "causando perdas humanas e graves prejuízos econômicos".

Ações

Depois de lembrar que cabe à defesa civil promover um conjunto de ações preventivas, de socorro e assistência às vítimas, de restabelecimento de serviços essenciais e de reconstrução de áreas atingidas por desastres, o senador diz que fica a impressão de que inexistem ações efetivas de prevenção.

A resposta do Estado em situações de desastres, na avaliação do senador, "é descoordenada e depende muito da capacidade de auto-organização da sociedade". Essa sensação é mais marcante, segundo Jorge Viana, quando se compara a realidade brasileira com os desastres que ocorreram em 2011 na Austrália.

- Merece admiração o sistema de alerta e resposta aos desastres naquele país, que faz com que a atuação dos órgãos brasileiros pareça ineficaz e absolutamente improvisada - afirmou.

Fonte: Agência Senado

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - CHOPIN em CENA - Programação cultural ressalta obra de Frederic Chopin no Ceará

http://3.bp.blogspot.com/-GqQHY5FA0JA/TXlUeliNcpI/AAAAAAAAV60/FnDDwZ4OzuM/s1600/Chopin%2Bem%2BCena.jpg



Canal do Crato: E o Diputado Roque Num Tá Nem ai... - Por Wilson Bernardo


Que bonito em, Diputado... enquanto o canal se desfaz com as águas, o senhor que até então não disponibilizou nenhuma verba da emenda parlamentar que lhe é de direito, para a recuperação do canal do Rio Granjeiro. O senhor destina para o matadouro público de Barbalha 377.648,42 (trezentos e setenta e sete mil ,seiscentos e quarenta e oito reais e quarenta e dois centavos). Nada contra,mas ou o senhor serve a Deus ou ao diabo, pois estamos diante de dois matadouros,um de abate para a vida e o outro de ceifar as vidas que é o nosso canal, o que deveria para o senhor ser uma prioridade, não acha distinto Diputado? A base aliada do Governador Cid está enfiando o dedo no olho do canal e querendo passar o rolo compressor na boca do povo do Crato!

Vamos começar a obra ou vão querer obrar...


Armaram o Circo e fizeram festa no Carnaval do canal, e pedras vão rolar rio abaixo


A bancada do Governo CID enfiaram o dedo no olho do Canal do Rio Granjeiro...Estão rindo a toa né!


Wilson Bernardo (Texto & Fotografia)

RÁDIO ARARIPE - A Escolinha do Rádio Caririense - Por: Jorge Carvalho


Vivi a minha infância e parte da minha adolescência no bairro Alto da Penha. Ali, por iniciativa da minha querida mãe, que sempre sintonizava a sua frequência: ZHY 20, Rádio Araripe do Crato, a voz do Cariri, comecei a gostar, a ouvir, a amar a Pioineira. Pela manhã o matutino “Pré-9”, retransmitindo da Ceará Rádio Clube. Lobo em seguida: “Sertão comé que é” na apresentação do mestre Elói. Meio dia: “Festa em seu lar”, onde eram destacadas as notas sociais e a crônica da cidade, sempre escrita pela inteligência e capacidade cultural invejável de João Lindemberg de Aquino. No início da tarde “Cartas dos ouvintes”, na apresentação de Heron Aquino. No final da tarde “Rítmos do Nordeste”, com a comunicação de Zé Moreira. Essa é uma síntese de um período de atuação daquela emissora, isso no final dos anos 60 e início dos anos 70. Lembro-me das transmissões esportivas, tendo como narrador o meu estimado tio Aderbal Carvalho, nos comentários: Elói Teles, o “comentarista que o Cariri consagrou”. Por falar em transmissão esportiva, lembrei-me do programa “Rádio Esportes Araripe”, sempre no horário de 18:30 horas, com a equipe da pioneira, programa este que ainda cheguei a apresentar nos anos 80. A medida que vou escrevendo vou recordando fatos, curiosidades, notícias da pioneira. Outro programa que marcou minha infância foi “Bazar de Músicas”, que tinha como slogan: “uma festa em cada lar caririense”, na apresentação de Zé Moreira. “Sucessos que marcaram época” na inconfundível comunicação de Campos Júnior. Alguns dos inúmeros profissionais que ali trabalham e que procurarei citá-los são: Ruy Lemos, Paulo Penha, Francisco José, Roberto Silva, José David Gadelha (Dezim), Cirilo Cardoso, Ancelmo Calábria, J. Alcides, Gilberto Pinheiro, Elói Teles, Rajane Limaverde, Lucion Oliveira, Campos Júnior, Roberto Pontes, Lulu Santos, Bandeira de Alencar, Francisco Alexandre, Carlos Alberto Miranda, Barbosa Santos... são esses alguns radialistas “de peso” que me lembro ter ouvido no famoso e carismático microfone da sempre ZYH 20.
A minha ligação com a Rádio Araripe não é só como ouvinte, pelo contrário, é também, familiar. Meus tios Osvaldo Alves, Aderbal Carvalho, Almério Carvalho por ali passaram deixando a presença da família Carvalho e Alves de Sousa na história da pioneira. Por falar em família Carvalho, quem não lembra “Espinhos e Rosas” com Juca e Jeremias, onde meu tio Aderbal fazia o papel de Jeremias?. Alguns nomes talvez tenha eu esquecido de citá-los, por esquecimento no momento. Quero, assim, a todos e todas que trabalharam na pioneira, não só na locução, mas em qualquer outra função, homenagear nosso pequeno artigo que ora escrevo. Lembrei-me do amigo Wilson Rodrigues, do estimado e sempre companheiro MAZINHO, pessoa pela qual tenho a maior admiração e estima. Meu amor à Rádio Araripe é grande. Demonstrando afeto à antiga emissora associada é a aquisição de minha parte (compra dos discos vinil) de todas as características daquela que amei na infância, adolescência e que tenho o mesmo carinho hoje. Todas essas características, que estão gravadas em disco vinil, transportei para CD, num total de 50 faixas, inclusive com a abertura e encerramento da programação da sempre querida, admirada e estimada ZYH 20 – Rádio Araripe do Crato, a voz do Cariri. A escolinha da Rádio Caririense.

Crato/CE Jorge Carvalho - Professor

Considerações sobre Chávez, Fidel e el Che. Por: Meira Penna.


Jornal do Brasil, 08 de maio de 2005

Muita gente se espanta com o problema do estreitamento de nossas relações diplomáticas com a Venezuela e Cuba. Não vejo por que a surpresa pois Bolívar, o herói da independência da América espanhola, detestava o Império brasileiro - razão a mais para desfazer os mal-entendidos. Antes de morrer, deprimido e decepcionado no exílio, o Libertador profetizou que a Venezuela seria um quartel, a Colômbia uma Universidade e o Equador um convento.

Conheço bem o Equador e seus claustros - são obras de arte realmente excepcionais e o país geralmente pacífico, ao contrário de seus dois vizinhos. A Colômbia tem guerra civil e coca mas, com uma grande cultura universitária, demonstra ser uma das sociedades mais civilizadas do continente. A Venezuela é outra coisa. O país foi sucessivamente governado pelo general Monaga, pelo general Guzman Blanco, pelo general Joaquin Crespo, o general Cipriano Castro, o general Juan Vicente Gómez, o general López Contreras e o general Medina Angarita, assim confirmando o prognóstico pessimista de Bolívar. Juan Vicente Gómez inaugurou um sistema de governo original que foi, mais tarde, imitado pelo rei das Arábias, Ibn Saud. Todos os ministros, governadores, generais, almirantes, senadores, deputados, prefeitos, embaixadores, diretores de banco e outros altos dirigentes do país pertenciam à família do Chefe de Estado. A fidelidade al Tirano de los Andes estava assegurada e Gómez morreu na cama, em 1935, depois de governar durante 27 anos.

A partir de Medina Angarita, o país começou a reduzir as patentes. Veio o coronel Pérez Jiménez e, em breve fôlego democrático no governo da Actión Democrática que se permitiu mesmo criticar nosso regime militar, o nobre povo bolivariano entrou numa fria ao elevar ao poder um sargentão, Hugo Chávez Frias. Passemos, contudo, por cima da meteorologia e do fácil trocadilho, fazendo votos que não ocorra um embate mais grave entre o quartel da Venezuela e a universidade da Colômbia.

Comparando com a Venezuela, é Cuba mais interessante na imaginação de nossa Intelectuária da chamada Esquerda Escocesa, aquela que gosta de uísque. Explica-se. Sua natureza tropical é a única que pode, com a nossa, competir em beleza, conga, samba, alegria e belas praias. Última nação das Américas a se libertar do domínio colonial espanhol, com o auxílio dos ianques, Cuba manifestou seu reconhecimento pela autonomia conquistada, entregando-se sucessivamente à ditadura do sargento Batista, que eliminou a oficialidade do exército, e à do professor, Presidente, Führer, Duce e Marechal de Campo Fidel Castro, que eliminou a burguesia produtiva. Um sucesso incontestável em termos de Justiça Social…

Em 1962, a cabeça de ponte soviética nas Américas foi abalada pelo propósito grandioso de torná-la a base para os festejos com que Khruschev pretendia comemorar, com um fogo de artifício nuclear, a indissolúvel amizade dos sub-desenvolvidos de todo o mundo. No empenho de restabelecer, pelo turismo, os laços ambivalentes com o rico parceiro setentrional ao qual deve a independência, Fidel despachou para a Flórida doze milhões de “turistas” descontentes... As exportações cubanas limitam-se hoje a charutos e fotografias de El Che Guevara.

Havendo fracassado como Ministro da Indústria e Comércio de Cuba, o argentino de Rosário, Ernesto Gael Garcia Bernal de la Serna, filho de família rica que gostava de motocicletas (como é o caso de nosso cineasta Walter Salles) acabou convencendo-se que sua vocação não era nem para a medicina, na qual se formara, nem para a administração pública que Fidel lhe oferecera. Consta que suas desavenças com Fidel Castro cresceram, não obstante haver sido bem sucedido na arte de fuzilar adversários de encontro a el paredón, a tal ponto que o longevo ditador cubano resolveu dele livrar-se, enviando-o para uma missão impossível na “América Latrina” (uma expressão corriqueira de diplomatas aqui sediados). Consistia em subverter todo o continente. Modificando o famoso apelo de Marx aos proletários (os de prole numerosa), proclamou “Sub-desenvolvidos de todo o mundo, uni-vos!”. Durante dois anos desapareceu, enquanto aprendia aimara em vez de quéchua, para se fazer entender dos índios locais, um erro fatal. Deste modo, após ser martirizado pelo exército boliviano que o fuzilou, transformou-se no novo Cristo-Rei da Teologia da Libertação, estendido no chão de braços abertos como um Messias crucificado.

Depois da morte, el Che deixou como herança a Fidel Castro o projeto de subverter a África. Ali o espírito aventureiro do cubano (que inaugurou a moda da barba desgrenhada entre os políticos e diplomatas modernos) conseguiu, pelo menos, introduzir um novo método de controle da natalidade, a guerra subversiva de baixa intensidade. A belicosidade revolucionária só serve mesmo para o Planejamento Familiar pois controla a população sem objeções da Igreja, Arns, Bofe e Beto que o digam. Façam o amor, não a guerra. El Che bem merece então o renome de santidade que o cerca pois seu programa populista, cubano, sul-americano e africano magistralmente realizado por Fidel, reduziu, em pelo menos um ou dois milhões, a prolífica população de Angola, Moçambique e Etiópia... Hoje triunfa no imaginário super-aquecido dos frustrados barbudinhos esquerdóides.

José Osvaldo Meira Penna

Fonte: http://www.meirapenna.com.br

Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30