xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 22/12/2010 | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

22 dezembro 2010

O Preço do Político tá Alto... - Homenagem a Juca Chaves - Caixinha, Obrigado !

Em 1962, o Grande Juca Chaves já cantava:


Caixinha, Obrigado!




Caixinha Obrigado
Composição: Juca Chavez

A mediocridade é um fato consumado
na sociedade onde o ar é depravado
marido rico, burguesão despreocupado
que foi casado com mulher burra mas bela
o filho dela é político ou tarado
Caixinha, obrigado!

A situação do brasil vai muito mal;
Qualquer ladrão é patente nacional;
Um policial, quase sempre, é uma ilusão
E a condução é artigo racionado.
Porém, ladrão... isso tem pra todo o
Lado!
Caixinha, obrigado!

O rock'n'roll, nesta terra é uma doença,
e o futebol, é o ganha pão da imprensa
vença ou não vença, o Brasil é o maioral
e até da bola, nós já temos general
que hoje é nome de estádio municipal
Caixinha, nacional!

a medicina está desacreditada
penicilina, já é coisa superada
tem curandeiro nesta terra pra chuchu
Rio de Janeiro tá pior que Tambaú
e de outro lado, onde está o delegado
Caixinha, obrigado!

Dramalhão, reunião de deputado
é palavrão que só sai pra todo lado
Se um deputado abre a boca, é um
atentado
E a mãe de alguém é quem sofre toda vez
No fim do mês... cento e vinte de ordenado.
Caixinha, obrigado!

"Povo Marcado, Povo Feliz....." Por Luiz Claudio Brito de Lima.


Meus caros amigos, respondam-me sem pensar muito: o que é mais triste, um pais sem memória ou nenhuma memória sobre o pais?Pois é, pergunta difícil e provavelmente acharão alguns sem lógico, mais a intenção é justamente essa, mostrar como vivemos em uma nação “sem noção”. Não me preocupo com a proximidade do período natalino em trazer esse tema desagradável , pois temas como esse nos são apresentados todos os dias no ano, em todos os momentos e por vezes não os vemos, ou fingimos não vê-los. A indignação do texto reflete a revolta estampada no rosto de cada brasileiro, no meu, no seu, no dele..... esse repúdio volta-se para os nossos representantes em Brasília, nos Estados e Municípios não é diferente, como é possível vivermos em um pais onde os governantes não respeitam seu povo? Como explicar para os mais jovens que o caminho mostra-se claro e esperançoso?

Assistimos recentemente uma das cenas mais lamentáveis do congresso nacional, tudo isso sob os olhares dos eleitores, nós mesmos, batendo palmas para um aumento absurdo de mais de 60% (sessenta por cento) nos “salários” desses marajás. O bispo Manoel Edmilson da Cruz rejeitou, em meio a uma sessão no plenário do Senado, receber a homenagem “ comenda Dom Hélder Câmara” sabem por que ele recusou? Como forma de protesto ao aumento para esses representantes do povo brasileiro, vejam parte da manifestação desse grande homem: (...) Senhores e Senhoras, meus irmãos e irmãs, sinto-me primeiro perplexo, depois decidido. A Comenda hoje outorgada não representa a pessoa do cearense maior que foi Dom Helder Camara. Desfigura-a, porém. De seguro, porém, sem ressentimentos e agindo por amor e com respeito a todos os senhores e senhoras, pelos quais oro todos os dias, só me resta uma atitude: recusá-la. (Palmas.). Ela é um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão contribuinte para o bem de todos com o suór de seu rosto e a dignidade de seu trabalho. É seu direito exigir justiça e equidade, em se tratando de honorários e de salários, também. Se é seu direito, e eu aceitar, estou procedendo contra os direitos humanos. Perderia todo sentido este momento histórico. O aumento a ser ajustado deveria guardar sempre a mesma proporção que o aumento do salário mínimo e o da aposentadoria. Isso não acontece! O que acontece –repito– é um atentado contra os direitos humanos de nosso povo. A atitude que acabo de assumir, assumo com humildade... Assumo com humildade, sem pretensão a dar lições a pessoas tão competentes e tão boas. A todos suplico compreensão e a todos desejo a paz e os meus sinceros votos de um abençoado feliz Natal e um próspero Ano Novo. Deus seja bendito para sempre! Muito obrigado (...)
Qualquer outro comentário seria desnecessário e insignificante, frente a essa lição de respeito, dedicação e coerência do Bispo Manoel Edmilson. É vergonhoso assistimos a tudo isso, é lamentável uma casa que representa a população brasileira olhar para o seu próprio umbigo e de uma tacada só estabelecer um aumento desproporcional e oportunista. Seguindo a vida nessa “ilha da fantasia” assistimos hoje nos principais jornais a divulgação que a comissão mista do congresso nacional aprovou o relatório final do orçamento da União em 2011, o que com certeza será aprovada quando de sua votação nas casas parlamentares. Sabe para quanto vai o salário mínimo? R$540,00 (quinhentos e quarenta reais) , os amigos tem noção de quanto representa isso? Vou dizer: QUASE 8% ( OITO POR CENTO) de aumento. Sabe o que brasileiro vai fazer com esse dinheiro todo? Também não sei, afinal é muito dinheiro é provável que deposite na poupança, para, quem sabe, no final de 2011 comprar muitos presentes e ter um natal digno....

Esse tipo de problema vai continuar acontecendo enquanto tivermos uma população desinformada, desinteressada e preocupada único e exclusivamente com suas contas, com seu mundo individual e egoísta. O grande estadista Francês já dizia: “cada nação tem o governo que merece” , sendo assim começo a achar que merecemos esse e outros governos. Enquanto não mudarmos teremos representantes desqualificados, sem ética e sem nenhum respeito pela população e pior é que muitos desses “representantes” saíram do povo e para ele deram as costas. Por fim, se não adquirirmos consciência política os nossos votos serão sempre mal utilizados e os nossos representantes chegarão em Brasília dizendo: “fico feliz em chegar no Congresso no momento como esse...” , como diz o mestre: “ ...e vida de gado, povo marcado, povo feliz...” , é triste é desolador. Viva o Brasil.....

Por Luiz Claudio Brito de Lima.

Obs: imagem do site "google".

Programa COMPOSITORES DO BRASIL - Rádio Educadora do Cariri



“Menino Deus
Quando a flor do teu sexo
Abrir as pétalas para o universo
Então por um lapso se encontrar
Ligando os breus, dando sentido aos mundos
E aos corações sentimentos profundos
De terna alegria, no dia
Do menino Deus
No dia do menino Deus”

(Menino Deus, Caetano Veloso)


NATAL BRASILEIRO


Por Zé Nilton

Desde que o homem captou o som ouvindo a natureza, descobriu a estrutura matemática de suas combinações e inventou uma escala tonal com infinitas possibilidades de manifestar uma melodia, a música definitivamente marca os eventos da trajetória humana.

A música, dentre múltiplas serventia, parece despertar certa substância em nosso cérebro, quando nos lembramos de algo em que ela fora testemunha.

Os acontecimentos por que passamos não se repetem, ou melhor, a atmosfera da época e o clima do momento estão ausentes nos ciclos repetitivos de nossas vidas. No entanto, caso esses momentos tenham sido emoldurados pela música – ou por aquela música que embalou e marcou aquele momento, ao ouvi-la e juntá-la ao ocorrido, entramos na aura que decolou daquela ocasião e que agora emerge na nossa lembrança. Só para entendermos melhor: outro dia, numa entrevista, o músico Tom Zé descreveu, com pureza de detalhes, o momento em que ouviu, pela primeira vez, a voz e o violão de João Gilberto interpretando “Chega de Saudade”. Seu semblante se transfigurava à medida que ia detalhando o local, o clima, as pessoas e tudo o que se encontrava à sua volta, enquanto desfrutava daquela ocasião mágica. Assim também ocorreu com toda uma geração de jovens compositores nos idos de 1959.

Parece que essa “sobredeterminação,” como uma imagem projetada num espelho – quando a música ajuda a tecer a ocasião - aguça o sentimento de (des)prazer quando lembramos.

Caso o leitor não concorde com minhas observações, remeto-o para a leitura de um livrinho (muito substancioso), do cratense Paulo Elpídio de Menezes, - “O Crato de meu tempo”, Fortaleza: edições UFC, 2ª. edição, 1985.

Nele o autor faz uma descrição histórica de nossa cidade nos fins do século XIX, levando em conta não o calendário histórico-linear, aquele em que se vai marcando os acontecimentos numa escala evolutiva. O autor se vale dos ciclos da vida, dos ciclos festivos como forma de construir suas rememorações, que terminam por revelar uma história (social) da cidade e de seu povo. Em todos esses eventos ele cita os folguedos, as músicas, as cantigas, as brincadeiras de rua, as serenatas e descreve as letras. Enfim, fala de sua infância e adolescência revividas em sua memória enriquecida pela trilha sonora que marcaram sua lembrança.

Então, o que seria do ser humano se não houvesse a música?

Acho mesmo que no Natal, assim como em outros ritos de passagem, e todos os ciclos festivos, a música ajuda muito a realçar as simbologias desses eventos.
No Brasil a música natalina é marcada pela diversidade de criação.

As cantigas dos autos de natal no Brasil são expressões da cultura local. Acredito ser a música de Natal uma manifestação musical extraordinariamente rica, porquanto ela acompanha sob diversos ritmos e tons, os temas dos ciclos natalinos que se realizam em diferentes subculturas.

Por aqui tudo foi perfeitamente assimilado pelos diversos grupos que ensejaram a (des)ocupação paulatina do nosso território. No plano da música, os instrumentos, as danças, as cantigas, muitos ritmos, os autos, as coreografias etc. transplantadas por populações misturadas de todas as partes do mundo, foram acolhidas e até ressignificadas para permitirem sua continuidade no tempo...

Esse será o tema de hoje do Programa COMPOSITORES DO BRASIL. Vamos falar um pouco das músicas do natal brasileiro, de seus compositores e cantores. Lembrando da compositora Chiquinha Gonzaga, nascida em 1847, e que aos 11 anos de idade, em uma festa de Natal no lar, apresentou, com letra de seu irmão, sua primeira composição, uma música natalina: “Canção dos Pastores”.

Na sequencia:

UM NATAL BRASILEIRO, de Ivan Lins com Ivan Lins
FELIZ NATAL, de Martinho da Vila com Martinho da Vila
PRESENTE DE NATAL de Francisco Alves com Francisco Alves
ENTRADA DO BOI DE REIS, Colhido por Toinho Alves
NATAL TODO DIA, de Maauricio Gaetani, com Roupa nova
MENINO JESUS DE PRAGA, de Jorge Ben Jor, com Jorge Ben Jor
MENINO DEUS, de Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro, Clara Nunes
MENINO JESUS, de Geraldo Rocco, com Almir Sater
BOAS FESTAS, DE Assis VAlente, com Ná Ozzetti.
VÉSPERA DE NATAL, de Adorina Barbosa, com Demonios da Garoa
MENINO DEUS, de Caetano Veloso, com Caetano Veloso
NATAL DAS CRIANÇAS DE Belcaute, com Carequinha
CRÔNICA DO NATAL CAIPIRA, de Aldemar Paiva, com Rolando Brodrin

Quem ouvir, verá!

Programa: Compositores do Brasil
Rádio Educadora do Cariri (www.radioeducaroradocariri.com)
Telefone88) 3523-2705
Todas as quintas de 14 as 15 horas
Pesquisa, produção e apresentação de Zé Nilton
Operador high tech: Iderval Dias
Direção Geral: Dr. Geraldo Correia Braga

CRATO - Os Bairros Sossego e Caixa d'Água estão sendo Asfaltados - Reportagem: Wilson Bernardo.


O Bairro Sossego está sendo Asfaltado!


Nesse exato momento, as maquinas estão trabalhando no Bairro Ossian Araripe, pavimentando ruas confluentes de grande importância para o o grande fluxo de veículos que cruza a caixa d'água. Falar menos e fazer muito mais é uma diretriz do poder publico municipal, e do prefeito Samuel Araripe. Como vocês podem ver, o processo se divide em varias etapas, o antes, durante e o depois. O adolescenteflagrado se diverte com o novo asfalto, o que não é correto pois o mesmo infringe uma norma de segurança dos skatistas, mas o que dizer diante de um bairro que é um Sossego? A população consciente agradece, e eu também presenciei a satisfação dos moradores próximos.

Homens incansáveis para lustrar um sapato novo

Limpeza das ruas,no antes

Pavimentação de correção do calçamento

Detalhes do que era antes e o depois

Se divertir mas com cautela


O sossego que é um sossego de tranquilidade

Manobras radicais,mas tem que ter segurança...


Wilson Bernardo (Texto & Fotografia)

Boas Festas – Natal - Por João César Mousinho de Queiroz.


A palavra 'Natal' do português já foi 'nātālis' no latim, derivada do verbo 'nāscor' (nāsceris, nāscī, nātus sum) que tem sentido de nascer. De 'nātālis' do latim, evoluiram também 'natale' do italiano, 'noël' do francês, 'nadal' do catalão, 'natal' do castelhano, sendo que a palavra 'natal' do castelhano tem sido progressivamente substituída por 'navidad' como nome do dia religioso. Já a palavra 'Christmas' do inglês evoluíu de 'Christes maesse' ('Christ's mass') que quer dizer missa de Cristo. Como adjetivo, significa também o local onde ocorreu o nascimento de alguém ou de alguma coisa. Como festa religiosa, o Natal, comemorado no dia 25 de dezembro desde o Século IV pela Igreja Ocidental e desde o século V pela Igreja Oriental, celebra o nascimento de Jesus e assim é o seu significado nas línguas neo-latinas. Muitos historiadores localizam a primeira celebração em Roma, no ano 336 D.C.
O Natal é uma data em que comemoramos o nascimento de Jesus Cristo. Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Foi somente no século IV que o dia 25 de dezembrfoi estabelecido como data oficial de comemoração. Na Roma Antiga, o dia 25 de dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno. Portanto, acredita-se que haja uma relação deste fato com a oficialização da comemoração do Natal. As antigas comemorações de Natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três reis Magos chegarem até a cidade de Belém e entregarem os presentes (ouro, mirra e incenso) ao menino Jesus. Atualmente, as pessoas costumam montar as árvores e outras decorações natalinas no começo de dezembro e desmontá-las até 12 dias após o Natal ou no dia de Reis, conforme os costumes. Do ponto de vista cronológico, o Natal é uma data de grande importância para o Ocidente, pois marca o ano 1 da nossa História.
Francisco amava as pessoas, desde o Papa imponente em seu palácio - e conheceu pessoalmente dois deles-até os mendigos nas ruas, os ladrões nas montanhas, e principalmente os rejeitados, como os leprosos. Francisco amava os animais também. Ele amava os passarinhos. Muitas pessoas conhecem a história de como ele pregava para eles ao pousarem ao seu lado, e só iam embora quando ele os despedia. Ele amava os animais ferozes, ate mesmo o lobo feroz que aterrorizava as pessoas de Gúbio, na Itália, e que dizem ter sido domado por ele. Uma vez São Francisco implorou ao imperador que fizesse uma lei que se desse muita comida a todos os passaras e animais no Natal, para que eles também se regozijassem no Senhor. Um fato que nem todos sabem e que São Francisco de Assis foi o responsável por um dos mais famosos símbolos do Natal: o presépio. A idéia nasceu do seu desejo de tornar as grandes verdades do Espírito uma realidade para qualquer um. São Francisco de Assis montou, no Natal de 1223, o primeiro presépio, e hoje milhares de presépios são montados em igrejas, famílias, lugares públicos para celebrar o nascimento de Jesus e interpretar a nossa vida a partir dele. Por isso São Francisco de Assis, para sentir mais profundamente a mensagem do Natal, do nascimento de Jesus, idealizou o presépio, ou seja, a cena do ambiente onde Jesus nasceu.
O primeiro presépio ou manjedoura na celebração do Natal, em Greccio, na Itália no meio da floresta. A realidade do presépio faz penetrar em nós ensinamentos que constituem a doutrina de Jesus: pobreza, simplicidade, humildade, fé, docilidade, uma cadeia de ensinamentos para a vida cristã. Papai Noel - Sua origem está o bispo São Nicolau que auxiliava os pobres e, na época de Natal, saia às ruas - anonimamente - distribuindo presentes aos menores abandonados e saquinhos de ouro aos necessitados. Com sua generosidade estava atiçando a curiosidade do povo, o bispo passou a auxiliar clandestinamente as pessoas, colocando os presentes nas chaminés das casas. Este fato deu origem ao costume das crianças de deixarem meias nas lareiras à espera de presentes. Papai Noel tem um número muito grande de nomes, mas todos se referem à pessoa de São Nicolau que nasceu há muitos séculos atrás, no ano de 350 d.C., na Ásia. Sua cidade, Patara, era um porto muito movimentado. São Nicolau viajou muito antes de se tornar um bispo da Igreja Católica em Myra. Muitos milagres são atribuídos a ele, todos associados com a doação de presentes.
Papai Noel Alemão: Na Alemanha ele é chamado de Kriss Kringle, termo cuja tradução literal é Criança do Cristo. Papai Noel Francês: Na frança ele é chamado de Pere Noel. Papai Noel Espanhol: Nos países de língua espanhola o bom velhinho é geralmente chamado de Papa Noel. Papai Noel Norte Americano: Santa Claus é o nome dele nos Estados Unidos e no Canadá. Papai Noel Inglês Father Christmas é o nome do bom velhinho em inglês, ele tem o casaco e barba mais longos. Papai Noel Sueco: Na Suécia Jultomten é o nome da famosa figura natalina. Papai Noel Holandês: Na Holanda, chama-se Kerstman. Papai Noel Finlandês: Na Finlândia, Joulupukki. Papai Noel Russo: Na Rússia, é chamado de Grandfather Frost ou Baboushka. Papai Noel Italiano: Na Itália, Belfana ou Babbo Natal. Papai Noel Japonês: Para os poucos cristãos do Japão ele é conhecido como Jizo.Papai Noel Dinamarquês: Na Dinamarca, chama-se Juliman.
Aos cristãos revoltados com o consumismo do Natal, deixo a palavra com os psicólogos de Harvard, que vêm nos dizer o que, pelo menos para mim, é óbvio: dar presentes é bom. Natal é só uma época propícia para isso, não uma época consumista e que a figura do papai Noel ofusca o brilho do menino Jesus. Por razões que se perdem na aurora dos tempos, Natal sempre foi uma época de partilha. O ano inteiro deve ser assim, mas o Natal é uma data em que isto é comemorado e praticado. Quem não teve a oportunidade de partilhar ao longo do ano, tem a chance agora. Fontes: Bíblia,Livros. Feliz Natal-Vila Silvestre, Ponta da Serra, Crato, Cariri, Brasil.
São Paulo, 29 de Dezembro de 2010.

Eleições: AFINAL, A OPOSIÇÃO É CONTRA O POVO ?...- Por Wilson Bernardo


NE - Legislando em Causa Própria sem pensar no interesse coletivo...



E
m sessão tumultuada pela oposição, que não queria seguir o regimento interno da Câmara Municipal e uma lei orgânica do município, o vereador Nadelson Lopes de Morais (Dedé da Granja), entrou com uma medida cautelar junto ao juizado especial, garantindo o cumprimento da lei. O Juiz substituto, Dr. Djalma Sobreira Dantas Junior, concedeu a legalidade, adiando para o dia 31 de Dezembro, as eleições da mesa diretora da Câmara Municipal do Crato.

Na verdade o que acontece, é que a oposição, quer de fato, aprovar qualquer projeto e emenda contra o governo municipal do Crato, sem se importar se é boa ou ruim, nem com os anseios da população. É uma briga em querer demonstrar força, e neste caso eles afrontam não apenas o Sr. prefeito, mas o próprio povo. Quem são os canditados, qual a sua história e seu currículo social, são fatos que deveriam ser considerados. O PT do Crato está cada vez minúsculo; É um partido que se esconde em bases aliadas a interesses próprios e francamente pessoais. E que esconde dentro de suas células, ranços de elitismos, racismos e homofobismos. A população precisa ficar atenta a esses vereadores, saber dos reais interesses por trás de tanto ranço. Tecnicamente, desconhecem o que é ser uma oposição responsável, e levam suas anuências pelo lado pessoal esquecendo o que seja o bem comum. Em quem votar, no homem ou nos interresses pessoais ? Quem são os candidatos? ... Cuidado oposição, pois depois não poderão voltar atrás.

A oposição é contra o povo, e não enxerga as carapuças de quem vota

Liminar concedida pelo Juiz Djalma, garantindo direitos legais

Mesa Diretora e uma quebra de braços de poder

O publico dividido entre a razão e o irracional, mas ai está a bela e a fera...

Wilson Bernardo (Texto & Fotografia)
Edição: Dihelson Mendonça

Aldo Rebelo: Monteiro Lobato no tribunal literário


O parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE) de que o livro "Caçadas de Pedrinho" deve ser proibido nas escolas públicas, ou ao menos estigmatizado com o ferrão do racismo, instala no Brasil um tribunal literário.

A obra de Monteiro Lobato, publicada em 1933, virou ré por denúncia -é esta a palavra do processo legal-de um cidadão de Brasília, e a Câmara de Educação Básica do Conselho opinou por sua exclusão do Programa Nacional Biblioteca na Escola.

Na melhor das hipóteses, a editora deverá incluir uma "nota explicativa" nas passagens incriminadas de "preconceitos, estereótipos ou doutrinações". O Conselho recomenda que entrem no índex "todas as obras literárias que se encontrem em situação semelhante".

Se o disparate prosperar, nenhuma grande obra será lida por nossos estudantes, a não ser que aguilhoada pela restrição da "nota explicativa" -a começar da Bíblia, com suas numerosas passagens acerca da "submissão da mulher", e dos livros de José de Alencar, Machado de Assis e Graciliano Ramos; dos de Nelson Rodrigues, nem se fale. Em todos cintilam trechos politicamente incorretos.

Incapaz de perceber a camada imaginária que se interpõe entre autor e personagem, o Conselho vê em "Caçadas de Pedrinho" preconceito de cor na passagem em que Tia Nastácia, construída por Lobato como topo da bondade humana e da sabedoria popular, é supostamente discriminada pela desbocada boneca Emília, "torneirinha de asneiras", nas palavras do próprio autor: "É guerra, e guerra das boas".

Não vai escapar ninguém - nem Tia Nastácia, "que tem carne negra". Escapou aos censores que, ao final do livro, exatamente no fecho de ouro, Tia Nastácia se adianta e impede Dona Benta de se alojar no carrinho puxado pelo rinoceronte: "Tenha paciência - dizia a boa criatura. Agora chegou minha vez. Negro também é gente, sinhá...".

Não seria difícil a um intérprete minimamente atento observar que a personagem projeta a igualdade do ser humano a partir da consciência de sua cor. A maior extravagância literária de Monteiro Lobato foi o Jeca Tatu, pincelado no livro "Urupês", de 1918, como infamante retrato do brasileiro. Mereceria uma "nota explicativa"?

Disso encarregou-se, já em 1919, o jurista Rui Barbosa, na plataforma eleitoral "A Questão Social e Política no Brasil", ao interpretar o Jeca de Lobato, "símbolo de preguiça e fatalismo", como a visão que a oligarquia tinha do povo, "a síntese da concepção que têm, da nossa nacionalidade, os homens que a exploram".

Ou seja, é assim que se faz uma "nota explicativa": iluminando o texto com estudo, reflexão, debate, confronto de ideias, não com censuras de rodapé.
O caráter pernicioso dessas iniciativas não se esgota no campo literário. Decorre do erro do multiculturalismo, que reivindica a intervenção do Estado para autonomizar culturas, como se fossem minorias oprimidas em pé de guerra com a sociedade nacional.

Não tem sequer a graça da originalidade, pois é imitação servil dos Estados Unidos, país por séculos institucionalmente racista que hoje procura maquiar sua bipolaridade étnica com ações ditas afirmativas.

A distorção vem de lá, onde a obra de Mark Twain, abolicionista e anti-imperialista, é vítima dessas revisões ditas politicamente corretas. País mestiço por excelência, o Brasil dispensa a patacoada a que recorrem os que renunciam às lutas transformadoras da sociedade para tomar atalhos retóricos.

Com conselheiros desse nível, não admira que a educação esteja em situação tão difícil. Ressalvado o heroísmo dos professores, a escola pública se degrada e corre o risco de se tornar uma fonte de obscurantismo sob a orientação desses "guardiões" da cultura.

Fonte: Folha de S. Paulo

Filme expõe porões da tortura no Brasil


Quarenta anos depois, contundentes imagens de como se dava a tortura aplicada pela ditadura e desconhecidas no Brasil chegam timidamente ao país. No documentário "Brazil, a report on torture" ("Brasil, o relato de uma tortura"), parte do grupo de 70 ativistas da luta armada que foram trocados pelo embaixador suíço Giovanni Enrico Bucher, em 1971, relata e encena práticas como pau de arara, choque elétrico, espancamento e afogamento. O objetivo era denunciar no exterior o que ocorria nos porões da ditadura brasileira.

O filme foi realizado em 1971, em Santiago, no Chile, para onde os brasileiros foram banidos. O documentário foi uma iniciativa dos cineastas americanos Haskel Wexler e Saul Landau, que estavam no Chile para produzir material sobre o presidente Salvador Allende e souberam da presença dos brasileiros.

Quase todos os guerrilheiros que deram depoimentos não assistiram ao filme até hoje. Dois deles se suicidaram alguns anos depois: Frei Tito e Maria Auxiliadora Lara Barcelos, uma das mais próximas amigas da presidente eleita, Dilma Rousseff, no período da Var-Palmares, no início da década de 70.

Nas imagens, os ativistas simulam vários tipos de tortura, como uma pessoa tendo seu corpo esticado, com pés e mãos amarrados entre dois carros. Simulam a "mesa de operação": sem roupa, ou só de cueca, o torturado deita na mesa, tem os braços e pernas amarrados nas extremidades e sofre pressão na espinha. Uma barra de ferro, no alto, tem um barbante amarrado aos testículos. A pessoa era obrigada a ficar por duas ou três horas na posição, suportando o peso do corpo com as mãos e braços.

O jornal O Globo enviou cópia a alguns dos protagonistas, que somente agora tiveram acesso ao documentário e relembraram o depoimento. Jean Marc Van der Weid, hoje diretor de uma ONG de agricultura alternativa, defendeu a luta armada no filme como única maneira de o povo chegar ao poder no Brasil ditatorial:

"Nunca tinha visto. Era um filme de denúncia contra a ditadura e produto de um momento inteiramente diferente de hoje. Não me lembrava nem do que falei. A ideia da luta armada era generalizada em quase todas as organizações de esquerda", disse Jean Marc, que era presidente da UNE quando foi preso e atuou na Ação Popular (AP).

Militante do PCBR, Elinor Mendes Brito aparece no documentário contando detalhes das técnicas de tortura, demonstrando no corpo de sua companheira de organização Vera Rocha Pereira em que partes eram aplicados os choques elétricos.

"Me sinto até mal assistindo hoje a essas imagens, fazendo isso com companheiros. 'Torturar' uma amiga, na demonstração, foi um horror. É um filme muito realista, e o objetivo era mostrar exatamente como eram as técnicas. Não era forçação de barra. Era emocional", disse Elinor Brito, que foi torturado em quatro instalações militares distintas. Hoje, Brito é funcionário da Comlurb, no Rio.

Fonte: O Globo

Ainda os sebastianistas


Por Marco Albertim

As cerimônias de casamento no Reino da Pedra Bonita terminavam com preces, cânticos e rezas. Todos deviam se retirar, com exceção da noiva, cuja virgindade seria removida pelo líder da comunidade, autoproclamado Rei. Na Pedra dos Sacrifícios, João Ferreira dos Santos presidia o sacrifício de homens, crianças e cães. O sangue, segundo o próprio, serviria para regar as pedras e os campos próximos. O propósito maior, porém, seria o resgate da alma de D. Sebastião, bem como a ressurreição de moços e o embranquecimento dos negros, tornando-os ricos, imortais e poderosos. Vê-se, aqui, a conotação racista de braços dados com aspirações de ascensão social.

Outro líder, João Antônio dos Santos, usava uma coroa de cipós de japecanga, fazia predições e exigindo que seus pés fossem beijados. Dizia ele que os cães imolados retornariam como dragões protetores da comunidade; já os sebastianistas sacrificados, ressuscitariam jovens, belos e ricos. O crescimento da comunidade assusta fazendeiros e autoridades. Os informes dando conta dos sacrifícios chegam ao município de Serra Talhada. O padre Francisco Correia, missionário idoso, de muito prestígio, é enviado ao local; consegue, então, demover João Antônio de seus propósitos messiânicos. Mas João Ferreira, cunhado de João Antônio dos Santos, retoma o apostolado, tomando para si sete mulheres, vez que a poligamia era consentida.

Do alto do Trono ou Púlpito, diz que D. Sebastião lhe aparecera, mostrando-se descontente com a fraqueza e incredulidade dos fiéis. Intensifica a pregação de sacrifícios humanos e de cães. Conforme a historiadora Maria Isaura Pereira de Queiroz – O messianismo no Brasil e no mundo -, grupos se deslocavam diariamente, “arrebanhando homens, mulheres, meninos e cães para o acampamento.” Estimulados pela bebida à base de jurema, exaltados, esperavam “o grande acontecimento.” Só os que gozavam da extrema confiança do rei, tinham permissão para esmolar nas fazendas, trazendo o sustento dos acampados.

Pregando a necessidade de aplacar a cólera de D. Sebastião, João Ferreira dirige, em 14 de maio de 1838, o mais conhecido dos sacrifícios. “Calcula-se que foram sacrificados 12 homens, 30 crianças e onze mulheres, inclusive Isabel, uma das mulheres de João Ferreira.”* A matança durou três dias. Três dias depois, Pedro Antônio dos Santos, irmão do fundador da Pedra Bonita, sobe ao Púlpito e anuncia que D. Sebastião se mostrara a ele na noite anterior, reclamando a presença do rei, única vítima que faltava para ocorrer o desencantamento. João Ferreira protesta, inda que arrastado e sacrificado. Pedro Antônio dos Santos considerava-se o verdadeiro herdeiro do Reino, e tivera duas irmãs sacrificadas na matança.

A notícia chega ao conhecimento de Manoel Pereira da Silva, dono da fazenda Belém e comissário de polícia em Serra Talhada. Da varanda de sua casa, ouve o relato apavorado do vaqueiro José Gomes Vieira. Diz primeiro que fora iludido pelo seu tio, José Joaquim Vieira, ao conduzi-lo para a Serra Formosa “para ver muitas coisas bonitas e ajudá-lo na defesa dos tesouros e do Reino descoberto...”** Acrescenta que, depois de beber muito vizinha, dissera que “El-Rei Dom Sebastião estava muito desgostoso e triste com seu povo.” Arrematando: “Porque são incrédulos! Porque são fracos! Porque são falsos! (...) E finalmente porque o perseguem, não regando o Campo Encantado e não lavando as duas torres da catedral de seu Reino com o sangue necessário para quebrar de uma vez este cruel Encantamento!” **

Àquela altura, o comissário já recebera missiva de Manoel Ledo de Lima, rico fazendeiro da região, informando-o da ocorrência. Era o temor de que a matança atingisse seus domínios.

Conduzido por José Gomes Vieira, sebastianista arrependido, o comissário põe-se à frente de um grupo armado. No dia 18 do mesmo mês, deparam-se com Pedro Antônio dos Santos. O Rei está acompanhado por um séquito de mulheres, meninos e homens armados de facas, facões e cacetes. “Não os tememos! Acudam-nos as tropas do nosso Reino! Viva El-Rei Dom Sebastião”***, grita Pedro Antônio, agitando a sua coroa e atirando-se furioso ao grupo invasor. Outros sebastianistas são dizimados por homens chefiados por Simplício Pereira da Silva, fazendeiro e um dos nove irmãos do comissário. Os sebastianistas que não morrem são levados para a cadeia do município de Flores. As mulheres são soltas, as crianças entregues a famílias dispostas a criá-las.

João Antônio dos Santos, fundador da comunidade e primeiro Rei, é localizado em Minas Novas do Suruá, Minas Gerais. Vivia com a família. Na viagem para Serra Talhada, é morto. Suas orelhas são arrancadas como prova de sua morte. Para a tranquilidade dos proprietários.


*Rubim Santos Leal de Aquino, Francisco Roberval Mendes e André Dutra Boucinhas – Pernambuco em chamas – revoltas e revoluções em Pernambuco

**Antonio Attico de Sousa Leite – Memória sobre a Pedra Bonita ou Reino Encantado, na comarca de Vila Bela, província de Pernambuco

***Ariano Suassuna – Romance d’A Pedra do Reino e o príncipe do sangue do vai e volta

Fonte: http://www.vermelho.org.br/

CRATO - Notícias do Dia 22 de Dezembro de 2010


Turma de docentes cola grau em História, na modalidade ensino à distância

Realizada em Juazeiro do Norte, colação de grau da primeira turma de Licenciatura em História, através da Pontifícia Universidade Católica (PUC), e Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). O evento aconteceu no último dia 18, no Maisa Buffet, com a presença do secretário de Educação do Crato, que foi o paraninfo da turma, professor Valentim Dantas. A turma funcionava em Crato, na modalidade de educação à distância. O curso contou com professores de várias cidades da região, a exemplo de Crato, Caririaçu, Jucás, Araripe, Milagres e Quixelô. Foram 31 formandos. A solenidade teve a presença de representantes da PUC e da UERJ. O curso durou quatro anos e funcionou no Colégio Municipal do Crato, tendo à frente a professora Jeânia Gonçalves e o apoio irrestrito da Prefeitura Municipal do Crato, por meio da Secretaria de Educação.

Educação realiza última reunião do ano com gestores

A Secretaria de Educação do Crato realizou, no dia 15, a última reunião do ano de 2010, com todos os gestores da rede municipal de ensino. Na oportunidade, os técnicos da Secretaria traçaram as principais diretrizes para 2011. Durante o encontro, também aconteceu uma confraternização, seguida de palestra do padre Audísio, vigário adjunto da Sé Catedral, e palavra do secretário Valentim Dantas.

Escolas do Município do Crato estão inseridas no contexto da Educação Inclusiva

A Secretaria de Educação do Município do Crato, por meio do Programa Federal das Salas de Recursos Multifuncionais viabiliza no contra turno, ou seja o horário em que os estudantes não estão na jornada escolar regular, o Atendimento Educacional Especializado AEE para alunos com deficiência, transtorno global do desenvolvimento e altas habilidades, ou superdotação. O Atendimento Educacional Especializado - AEE tem como função identificar, elaborar e organizar recursos pedagógicos e de acessibilidade que eliminem as barreiras para a plena participação dos alunos, considerando suas necessidades específicas. De acordo com Valentim Dantas, Secretário de Educação do município, em 2010, foram três as escolas cratenses que começaram a desenvolver esse atendimento pedagógico, atualmente são sete e a previsão para 2011 é que mais educandários estejam em funcionamento também como pólos de atendimento para que estudantes que pertençam a essas categorias especiais tenham melhor desempenho escolar.

Partindo de estimulações especificas, o atendimento serve como complementação e suplementação da escolarização do aluno, possibilitando assim um processo de inclusão que viabiliza a aprendizagem.

No Crato, as Escolas Pólos de Atendimento Educacional Especializado – AEE:

Escola de Ensino Infantil e Fundamental- Aderson da Franca Alercar- na localidade do Belmonte;
Escola de Ensino Infantil e Fundamental Centro Educacional Paulo Limaverde na localidade Santa Fé;
Escola de Ensino Infantil e Fundamental Liceu Diocesano de Artes e Ofícios no bairro Seminário;
Escola de Ensino Infantil e Fundamental Professor José do Vale Arraes Feitosa no bairro Muriti;
Escola de Ensino Infantil e Fundamental Professora Rosa Ferreira de Macedo na localidade de Baixio das Palmeiras;
Escola de Ensino Infantil e Fundamental Raimundo Nonato de Sousa no distrito de Dom Quintino;
Escola de Ensino Infantil e Fundamental São Francisco no bairro Pinto Madeira.

O Governo do Crato tem como uma de suas prioridades a educação de crianças e jovens, por isso vem desenvolvendo parcerias, estudando projetos e dinamizando o ensino para que assim possa viabilizar de forma crescente o ensino de qualidade e promover atividades e espaços de participação da família com os serviços setoriais da Educação, da Saúde, da Assistência Social e da Cultura.

Reforma das principais praças de Crato deve ser iniciada em fevereiro

Até o mês de fevereiro deverá ser iniciado em Crato o projeto de reforma das principais praças da cidade. O secretário de Infraestrutura, José Muniz, afirma que a fase de licitação já está sendo finalizada, para a posterior escolha da empresa que irá assumir os serviços. As praças a serem reformadas são a Alexandre Arraes – Bicentenária, São Vicente, Siqueira Campos e Praça da Sé. Ele contabiliza cerca de 30 dias para licitação e mais 30 dias para análise das propostas das empresas concorrentes. A reforma das praças e urbanização terão financiamento de mais de R$ 6 milhões. O projeto de reforma e urbanização está proposto no Plano de Requalificação Urbana da cidade. Dentro do projeto de reformas serão inseridos pisos intertravados (bloquetes) nas ruas próximas e no entorno das praças, a exemplo da Miguel Lima Verde, nas proximidades da praça Siqueira Campos e Praça da Sé. O projeto será financiado por meio do Banco Mundial, Secretaria das Cidades e Prefeitura Municipal do Crato.

Crato contra a dengue

O município do Crato continua com os trabalhos de combate à dengue, com os ciclos de visitação e as atividades educativas. A secretária de Saúde, Nizete Taveres, que durante a semana que passou esteve participando da Caravana da Dengue, afirma que o intuito é cada vez mais fortalecer os trabalhos de combate no município, principalmente envolvendo a população na luta pelo controle do Aedes aegypti. A grande maioria dos focos do mosquito transmissor da doença é
encontrada dentro das próprias residências. Recipientes como potes, filtros, caixas d’água são os que mais apontam a presença de focos e que merecem maior atenção por parte dos moradores.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal do Crato
www.crato.ce.gov.br

Bom Dia, Crato - Quarta-Feira, 22 de Dezembro de 2010


Bom Dia, Crato! - Dia 22 de Dezembro de 2010

Bom dia para todos os leitores, colaboradores e escritores do Blog do Crato. Muita gente ainda não leu as nossas regras básicas, de que não publicamos comentários anônimos. Nem adianta tentar, pois quando eu vejo o nome no topo do comentário "anônimo", nem me dou ao trabalho de ler o resto, e o destino é a lata de lixo imediatamente. Pode até ser de um parente, ou mesmo de um amigo. Não interessa. O fato é que não há nenhuma justificativa para que alguém queira se esconder no anonimato, senão para fazer o mal a outra pessoa. Portanto, aqui não terão oportunidade. Eu nunca vi ninguém falar mal de outro e se identificar, isso é típico do ser humano mesmo, o que envergonha a nossa espécie. Existe uma advertência bastante grande na aba de comentários, de que comentários anônimos não serão publicados, e mesmo sem ser anônimos, qualquer comentário depreciativo a qualquer dos nossos membros será passível de punição. Não queremos arruaceiros por aqui. O Blog do Crato é um local sério. Não admitimos molecagens. Lugar de moleque é na prisão, junto com os outros bandidos.

Previsão do Tempo para hoje

Há 2 dias para o natal, vejo previsões de chuvas, mas nesta madrugada, estas não caíram, como haviam sido preditas pelos sistemas de meteorologia. Durante a noite, temperaturas de 25.6 graus, e umidade Relativa do Ar, 57.4%. A previsão do tempo para hoje, quarta-feira dia 22, é de Sol e aumento de nuvens pela manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite. Que assim seja!

Bom Dia!

Dihelson Mendonça

Transnordestina - Depois da visita do presidente Lula, os trabalhadores da obra pararam por falta de pagamento de salários


Trem de carga ultrapassou o túnel que passa por baixo da CE-293, na ferrovia Transnordestina - FOTO: ANTÔNIO VICELMO.

Missão Velha. Os operários da Empresa Industrial Técnica S/A (EIT), responsável pela terraplanagem do leito da Ferrovia Transnordestina, paralisaram os trabalhos por falta de pagamento dos salários. Com a greve e também as chuvas registradas na região, o cronograma de obras fica ainda mais comprometido. Os trilhos da ferrovia já ultrapassaram o túnel que passa por baixo da CE-293, na localidade denominada "Café da Linha", na confluência dos Municípios de Missão Velha, Milagres e Abaiara. O trem de carga, que transporta trilhos, brita e dormentes, já está na cidade de Abaiara, no Cariri. Sentado na beira da estrada, nas proximidades do canteiro de obras, o operário Francisco Manoel da Silva espera, pelo menos, que seja pago o 13º salário aos 70 operários que estavam trabalhando no trecho entre Missão Velha e Salgueiro. Manoel informou que ainda tem muito serviço a ser feito. "Sem a terraplanagem concluída, não é possível a instalação da superestrutura que consiste na colocação dos dormentes, da brita e dos trilhos. A não ser que seja contratada outra construtora", ressalva o operário.

A reportagem tentou contato com os escritórios de Fortaleza da EIT, porém nenhum dos telefones foram atendidos. O mesmo ocorreu com a Assessoria de Imprensa da empresa.

Longe da conclusão

Mesmo diante do entusiasmo do presidente Luiz Inácio da Silva que, na semana passada percorreu o trecho de 15km entre túnel e o marco zero, a Ferrovia está longe de ser concluída. A Construtora Aliança, que está instalando os trilhos, encontra outra dificuldade: as chuvas não têm permitido o andamento da obra. Os trilhos são arrastados por um trator de pneu que desliza no terreno molhado.

Depois da visita do presidente Lula, na semana passada, ao canteiro de obras, só foram instalados dois quilômetros de trilhos. Os equipamentos de instalação da superestrutura têm capacidade para conclusão de 800 metros de ferrovia por dia, trecho equivalente à implantação de mais de 1,3 mil dormentes. O engenheiro ferroviário, Cleiton de Jesus Gadelha, disse que, no momento, o equipamento está em fase de ajustamento. "Com o tempo, a obra deslancha". Ele explica que a construção da ferrovia é realizada em duas etapas. A primeira é a infraestrutura, onde são realizados os serviços de terraplenagem e a preparação para a colocação de dormentes e trilhos, que prevê escavações de bueiros e a construção de pontes e viadutos. Depois dessa fase mais complexa, é que tem início a chamada superestrutura. "É quando a ferrovia parece ganhar forma, com a colocação de dormentes, trilhos e brita", explica o engenheiro.

Para a execução da superestrutura, segundo Cleiton, estão contratados cerca de 150 trabalhadores com o uso de máquinas e equipamentos especializados, tais como quatro locomotivas e 60 vagões. Há mais 100 trabalhadores preparando a plataforma para lançamento da superestrutura até Salgueiro. Um dos Municípios mais beneficiados com a ferrovia é Missão Velha. No marco zero, localizado no Sítio Quimoni, de acordo com o projeto, será construída uma plataforma intermodal. A ideia é integrar o transporte ferroviário ao modal rodoviário em algumas regiões estratégicas do Estado, que estariam dotadas de infraestrutura de armazenamento de cargas para impulsionar o escoamento das produções locais, além de permitir o transporte de pessoas.

A proposta do Governo do Estado de construir plataformas intermodais no Ceará, integrando a Transnordestina ao modal rodoviário em algumas regiões estratégicas do Estado, pode ganhar um avanço. Um novo projeto pode se integrar a este, que é a construção de portos secos nestas áreas, o que incentivaria ainda mais as exportações de mercadorias nos diversos polos produtores do Ceará. Antevendo a grande movimentação a ser gerada no marco zero, a secretária de Ação Social de Missão Velha, Amélia Linard, está sonhando com a instalação do Distrito Industrial do Cariri no entroncamento de onde os trens sairão para Fortaleza, Pernambuco e Paraíba. A secretária informou que o projeto de instalação do Distrito Industrial está sendo analisado pela Secretaria das Cidades.

Acidente

Em nota ao público, divulgada, no último domingo, a Construtora Norberto Odebrecht confirmou a morte de dois operários em acidente de trabalho ocorrido no dia 18, em um dos canteiros de obra da Transnordestina, no Município de Paulistana (PI). Além das duas vítimas fatais, um terceiro trabalhador está internado no hospital da cidade, em quadro estável. Conforme a Construtora, outras 11 pessoas que trabalhavam no local sofreram ferimentos leves. A Odebrecht anunciou que está dando apoio às famílias dos funcionários que atuam na obra, realizada em aliança com a Transnordestina S/A. O acidente ocorreu quando os trabalhadores posicionavam uma viga.

MAIS INFORMAÇÕES

Prefeitura de Missão Velha, Rua Santos Dumont, 64
Centro - Região Cariri
(88) 3542.1691/ Fax: (88) 3542.1503

ANTÔNIO VICELMO
Repórter do Diário do Nordeste
Colaborador do Blog do Crato e Chapada do Araripe OnLine

Ônibus de linha interestadual é assaltado na região do Cariri

Um ônibus de linha interestadual foi assaltado na madrugada desta terça-feira, 21, na BR-116, a cinco quilômetros de Jati, na região do Cariri. Motorista e passageiros estiveram na manhã desta terça, 21, na Regional de Juazeiro do Norte para registrar o Boletim de Ocorrência (BO). O ônibus seguia de Maceió, capital de Alagoas, com destino a Juazeiro do Norte, quando o motorista foi obrigado a parar por bandidos armados. De acordo com o motorista do veículo, Antônio José da Silva, os homens colocaram um carro e pedaços de madeira no meio da pista para impedir a passagem.

Cerca de 35 passageiros que estavam no ônibus tiveram dinheiro e pertences levados pelos bandidos. De acordo com o motorista, a quadrilha também agrediu quem estava no ônibus. No entanto, ninguém teve lesões graves.

Redação O POVO Online

Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30