xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 09/07/2010 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

09 julho 2010

EU VOU PRO CRATO - Por Maria Otilia

Esta música retrata a nossa cultura popular e tem como grande intérprete o nosso grande mestre Luiz Gonzaga.

Eu Vou Pro Crato
Luiz Gonzaga
Eu vou pro Crato
Vou matar minha saudade
Ver minha morena
Reviver nossa amizade
Eu vou pro Crato
Tomar banho na nascente
Na subida do Lameiro
Tomo uns trago de aguardente

Eu vou pro Crato
Comer arroz com pequi
Feijão com rapadura
Farinha do Cariri
Eu vou pro Crato
Vou matar minha saudade
Ver minha morena
Reviver nossa amizade
Eu vou pro Crato
Pois a coisa melhorou
A luz de Paulo Afonso
O Cariri valorizou

Eu vou pro Crato
Já não fico mais aqui
Cratinho de açucar
Coração do Cariri
Eu vou pro Crato
Vou matar minha saudade
Ver minha morena
Reviver nossa amizade
Eu vou pro Crato
Vou pra casa de seu Pedro
Seu Felício é velho macho
Tô com Pedro, tô sem medo
Eu vou pro Crato
Vou viver no Cariri
Cratinho de açucar
Tijolo de buriti
Postado por Maria Otilia

CRATO ESPORTE CLUBE:O HINO DE UMA VITÓRIA-Por Wilson Bernardo.

HINO OFICIAL DO CRATO ESPORTE CLUBE
Letra:Jorge Pinheiro
Música:Chicão da Portela
Arranjos:Bonifácio Salvador
Intérprete:João Dino
OH! Querido Crato esporte clube
Time do meu coração,
Que representa com glória
O nosso esporte bretão

Seu grande lema é vencer.
Coragem igual nunca vi.
Orgulho maior da torcida
Do vale do Cariri.

Seus torcedores se espalham
Por todos nossos rincões,
Torcendo com muita garra
Com força de campeões (Bis)

As suas cores traduzem,
Seu bravo povo gentil.
Queremos novas vitórias
Forte esquadrão alvianil.

Não há quem não tenha fé
Na força desta equipe,
Que luta como um guerreiro
Da serra do Araripe.

Seus torcedores se espalham
Por todos nossos rincões,
Torcendo com muita garra
Com força de campeões. (Bis)

Wilson Bernardo-Fotografia

Lembrando a programação da Expocrato.


E de repente apareceu um tal de Léo Magalhães. Ele vinha com muita harmonia no seu samba. Mandava muitas correspondências para a Caixa Postal 1022, para Ivete Sangalo que, com a sua saia rodada, dançou um calypso dentro da chicabana. Aí os dois tomaram um avião, esse do forró, e ficaram moídos, fizeram uns plays. Ela é realmente uma garota safada, ele tentando ser um magnífico Jammil. Pena que foi passado pra trás pelo Zezé Di Camargo que, junto com Luciano, pegaram o arreio de ouro e foram acabar, todos juntos, com a Expocrato.

Querer Ser - Por Luiz Claudio Brito de Lima


O infinito é a busca por algo que tivemos
O encontro de tudo que perdemos
É o lamento daquilo que não se viveu
É o desperdício de uma vida sem sentido
A lembrança resvalada em um corpo tão ausente

Por vezes procura-se uma saída
Sem intentar se antes havia o ingresso
Escalada de sentimentos, recusa do amor intenso
A resignação é a destruição do ser
A incapacidade de ter
A vontade livre do querer

Vi a vida passar ás pressas
Senti o medo desafiando o tempo
Escusei o ombro, adotei a rijeza
Preferi o mediano, restou o fútil
Procurei o sitio sombrio, encontrei a mágoa

Caminhos diversos, arriscado regresso
Candeia me instiga, adorno sublime
Essência me prende, alvitre me livre
Meus olhos vagueiam, minha mente acompanha
Meu corpo embala, por vezes fadiga
Outrora fizeste o que hoje procuro

Acuado a paixão, permite-se o isolamento
Liberto a angustia, quero sentir o deleite
Antes era o tudo, hoje quase a totalidade
Percebo então que nada mais fostes
Que a chama ardente em um peito candente
Cedente de amor, carente e doente
Querer ter você, refugiando-se em mim

Autoria: Luiz Claudio Brito de Lima

(imagem site "google imagens")

A CONDENAÇÃO DO POVO CUBANO: REFLEXOS DO BOICOTE - Por: Anabel Alcazas


O boicote imposto pelos Estados Unidos à ilha de Fidel Castro já é considerado um dois mais duradouros da história mundial. Iniciado em 7 de fevereiro de 1962, atingiu seu ápice durante a Guerra Fria, que dividiu o mundo em capitalistas, liderados pelos Estados Unidos, e comunistas, chefiados pela antiga URSS, em um capítulo da história conhecido como a “Crise dos Mísseis”, que quase culminou em uma Terceira Guerra Mundial. O boicote, também conhecido como boicotagem, é um meio coercitivo de solução de conflitos internacionais e nas palavras de Gustavo Bregalda Neves (2010, p.112 -113) Os meios coercitivos são adotados em função da ineficácia na solução de conflitos internacionais por intermédio dos meios diplomáticos, políticos e jurisdicionais. Boicotagem ou boicote caracteriza-se pela interrupção das relações comerciais com um Estado ofensor das normas de Direito Internacional.

É uma forma de represália. Referido boicote é somente um marco na história dos dois países, que se cruza em vários pontos. Em 1898, Cuba tornou-se um país independente, livrando-se da poderosa Espanha com a ajuda dos americanos. Bom, é lógico que nossos amigos do norte iriam pedir algo em troca pela generosa ajuda. Assim, Cuba permaneceu sob o poder dos Estados Unidos até 1902, quando deixaram o país. Entretanto, antes da despedida, os americanos emendaram a Constituição Cubana, garantindo-lhes o direito de intervir nos assuntos internos da sofrida Cuba. Pode-se dizer que a independência cubana era apenas aparente e, em 1959, a turma do Fidel e do saudoso Che Guevara invadiram Havana, capital cubana, depondo o governo do General Fulgêncio Batista, que governava, se é que ditadura pode ser chamada de governo, com o apoio dos Estados Unidos da América, em um episódio que ficou conhecido como “Revolução Cubana”.

Receosos com esse novo golpe, os americanos romperam as relações diplomáticas entre os países e Cuba aproximou-se da União Soviética. Na tentativa de reaver seu poder na ilha cubana, os Estados Unidos organizaram uma vergonhosa tentativa de invadi-la, no que ficou conhecido como “Invasão à baia dos porcos”. Atualmente Cuba vive às margens do mundo, sua população desconhece o sentido da expressão “Direitos Humanos” e sua situação econômica é precária. A população vive desprovida de recursos básicos, o país importa mais da metade de seus alimentos e a população é amordaçada pelo regime ditatorial do “imortal” Fidel Castro, que apesar de estar debilitado, ainda comanda Cuba. No ano passado, Cuba passou por um episódio trágico, além da falta de produtos de primeira necessidade, como o leite, os cubanos enfrentaram a escassez de um produto sanitário básico, o papel higiênico.

Parece que não, mas quando ele falta, faz muita diferença. Usando a criatividade, na falta de outra opção, os cubanos viram alguma utilidade nas edições do jornal oficial do Partido Comunista, usando-o para a higiene sanitária. Também em 2009, os cubanos tiveram uma notícia boa, o governo americano liberou as remessas de dinheiro efetuadas pelos cubanos-americanos aos seus familiares residentes em Cuba. Aos poucos, as sanções estão sendo minoradas, para alívio do povo cubano. Em 2007, na Assembléia Geral do ONU, apenas 4 dos 188 membros não condenaram as sanções impostas aos cubanos. Devagar, mas incansáveis na luta por seus direitos, os cubanos vão se libertando das garras opressoras do nosso “hermano” Fidel.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA NEVES, Gustavo Bregalda. Direito internacional. 2 ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva,2010. Por: Anabel Alcazas - Graduanda do 5º ano de Direito da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, unidade de Paranaíba.

Da Guerra Fria ao Terrorismo e a Busca pela Paz Social


A Guerra Fria foi um dos maiores acontecimentos do século XX. È assim chamada por tratar-se de um conflito internacional não bélico, ou seja, não armado, “quente”. Em tal período (1945/1991) o mundo dividiu-se em duas partes lideradas pelas maiores potências mundiais da época – por isso a denominação mundo bipolar – de um lado, o capitalismo, liderado pelos Estados Unidos e, de outro, o socialismo, composto pela União Soviética e os países em que exercia influencia. O centro do conflito da chamada Guerra Fria foi a corrida armamentista pela conquista do maior arsenal nuclear, o que contribuiu de forma positiva para o progresso tecnológico mundial. Diante desse quadro, mostrava-se inviável a resolução do conflito por meio da guerra (direta, armada), uma vez que ambas as potências possuíam um arsenal bélico capaz de destruir a raça humana da face da Terra, razão pela qual o conflito se estendeu por um longo período da história.

O período de maior tensão na denominada Guerra Fria foi o episódio que ficou conhecido como a Crise dos Mísseis, em 1962, quando faltou pouco para que se desencadeasse um conflito armado entre as duas superpotências mundiais. A crise se iniciou quando o governo soviético instalou mísseis em Cuba, em resposta aos mísseis instalados pelos Estados Unidos na Turquia, fato que os EUA encararam como um verdadeiro ato de guerra. Foram treze dias em que a tensão tomou conta do mundo. Os pais de família construíam esconderijos subterrâneos para salvar suas famílias de uma catástrofe nuclear. Até que houve um acordo ‘camuflado’, em que os Estados Unidos retirou os seus mísseis da Turquia e a URSS retirou os seus de Cuba. A partir de então as duas potências tomaram posições no sentido de resolver o conflito, efetivando acordos e convenções, já que ambos perceberam que o conflito direto (armado) desencadearia uma terceira guerra mundial, em que ao poderio bélico destas potências a raça humana poderia ser eliminada da face da terra.

Após a esse episódio, vários acordos foram estabelecidos entre as duas potências, já que ambas tinham o interesse na composição do conflito. Dentre elas, destaca-se o Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares. No entanto, a busca pela paz não perdurou por muito tempo, posto que o mundo passa atualmente pela pior das ameaças, eis que uma disputa desleal de um inimigo sem “cara”, covarde: o terrorismo. Os Estados Unidos considerado como o “vencedor da guerra fria” devido ao império do capitalismo no mundo moderno, atualmente vê sua hegemonia – que perdurou por longos anos – abalada. O famoso ataque terrorista do dia 11 de setembro 2001, que destruiu as “torres gêmeas” parou o mundo, que estava perplexo diante de tamanha destruição. Ressalte-se que, de um lado, o atentado matou centenas de pessoas inocentes e, de outro, destruiu um dos símbolos do poder americano. Desde então, o terrorismo se disseminou. Daí, a preocupação do Direito Internacional muda de figura, conforme as palavras de Claude Delmas : “Estamos provavelmente à beira de um novo período da História.

O maior trabalho dos governos ocidentais, nos próximos anos, deverá ser a luta sem piedade contra todas as formas imagináveis de terrorismo. Se perderem essa luta, nossa civilização corre o risco de sofrer ferimentos irreparáveis” O terrorismo é assim chamado, pois as suas ações – explosões através de “homens-bomba”, “cartas-bomba”, “carros-bomba”; matança de civis; seqüestros, entre outras formas – espalham o terror e o pânico entre a população. Como se não bastasse tudo isso, a disseminação do terrorismo culminou num grave retrocesso dos direitos humanos, posto que barbáries estão sendo cometidas em nome da falaciosa justificativa da luta contra o terrorismo e a conquista desses direitos (direitos e garantias fundamentais), que se deu com o derramamento de sangue de muita gente, estão sendo gravemente ameaçados. E mais uma vez os Estados Unidos dominam o cenário mundial.

O mundo não tem boas lembranças com relação a tais espécies de governo. Basta nos reportarmos ao Nazismo de Hitler e, aqui no nosso país, ao período da ditadura militar, em que em nome de falácias terríveis atrocidades foram praticadas. Diante do desenrolar dos fatos seria uma utopia a tão almejada Paz Mundial? Cabe a nós deixar à mercê de vossa reflexão a célebre frase de Mahatma Gandhi “não há caminho para a paz, a paz é o caminho”.

Por: Laianne Monteiro Gois
Estudante de Direito, cursando o 5° ano na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

AVISA PRIMEIRO! - Rainha da Espanha entra no vestiário do time e encontra zagueiro de toalha

A rainha Sofia entrou no vestiário sem saber pra onde olhar. Foi guiada por uma salva de palmas. Num vestiário bagunçado - a rainha até tropeçou - fez questão de cumprimentar um a um e notou a falta do herói. Puyol apareceu enrolado numa toalha - nada adequado para se falar com uma rainha, mas valeu a festa. Escolheu uma palavra para dizer o que aquele momento significava: maravilhoso. Parabenizou o sempre sério treinador Vicente Del Bosque, que esboçou um sorriso. E se despediu de forma carinhosa lembrando da final: “Meninos, vejo vocês em Johannesburgo!” - As imagens foram divulgadas na internet pelo diário espanhol Marca.

Fonte: G1

A Nossa Homenagem ao Dia da Fotografia - Dihelson Mendonça


NE
- E aproveito para dedicar essas minhas fotos ao Sr. Diomedes, um fotógrafo veterano, que faleceu hoje na cidade do Crato. Que continue brilhando a luz do seu flash pela eternidade.

Cardo - Dihelson Mendonça


Crato - Igreja da Sé - Dihelson Mendonça



Estampa - Dihelson Mendonça



Busto - Dihelson Mendonça


Fotografia: Dihelson Mendonça
Proibida a Reprodução e Utilização sem a Autorização do Autor

A fotografia Cariri, de luto!

Exatamente no dia da Fotografia, nos deixa uma saudade imensa e um legado sem igual, o Fotógrafo e amigo Sr. Diomedes, um dos pioneiros da Fotografia no Cairiri. O Zoomcariri Lamenta profunda perda!



Diomedes, trabalhou inicialmente como assistente do Estúdio Targino. Depois, abriu o seu próprio ramo na rua: Jose Carvalho, antiga ruas das Laranjeiras. Daí então, passou a ser um conceituado fotógrafo desta cidade.
Contou que na época, os registros fotográficos eram voltados para os eventos sociais e cenas corriqueiras da cidade.

Uma explosão, um clarão provocado por um curto circuito no flash, e lá estava um registro familiar, um registro de primeira comunhão, onde num jogo de ilusão de ótica, uma criança poderia aparecer como que recebendo a hóstia pelas mãos de Jesus.
Tradicional também eram os registros de pessoas falecidas, ainda em suas urnas funerárias ou, simplesmente um 3 x 4, que sobrevive aos tempos!

Com tudo isso, não pode deixar de citar as dificuldades de aquisição dos produtos como os sais de prata, filmes, etc., que alimentavam as suas tradicionais AGFAS com lentes Call Zaiss, de fabricação Alemã.

Para se ter idéia, obter estes produtos em plena 2ª guerra mundial custavam-lhes viajarem aos portos marítimos de Natal ou de João Pessoa, pois é!!!
Bom, para finalizar esta matéria que daria resmas e mais resmas de estórias...

Nas palavras do nosso homenageado, o que mais o impressiona, foi à rapidez com que evoluiu o processo fotográfico sob todos os aspectos, "disse", ao ser fotografado e ver o resultado na hora do seu sorriso no visor de LCD!

Pachelly Jamacaru

CRATO - Notícias do dia 09 de Julho de 2010


Aluno do Projeto AABB Comunidade de Crato é inserido no mercado de trabalho

O aluno participante do Projeto Associação Atlética Banco do Brasil - AABB Comunidade do Crato Breno da Silva Lima de 15 anos foi selecionado no Programa Integração AABB Comunidade para prestar serviços internos no Banco do Brasil do Crato com carga horária de 4 horas diárias. A AABB de Crato que atua com o apoio da Prefeitura do Crato, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude disponibiliza educação e inclusão social, através de educação, artes e esportes. De acordo com Aline Rodrigues de Sousa, coordenadora do projeto, as crianças e adolescentes que estão inseridos na AABB Comunidade contam com oportunidades muito especiais que podem gerar mais qualidade de vida e auto-estima. O Projeto de Integração AABB Comunidade foi criado nos anos 80 com o intuito de promover uma abertura das AABB para a comunidade por intermédio de dois Programas: inclusão de pessoas da comunidade como sócios das AABB e disponibilização das instalações nos momentos ociosos para crianças e adolescentes de famílias de baixa renda que freqüentassem escolas da rede, na faixa etária de 7 a 16 anos de idade para desenvolvimento de atividades lúdicas e reforço escolar. No município do Crato o projeto atende mais de 280 crianças e jovens.

Abertas inscrições dos Festivais Cariri da Canção Estudantil e Cariri da Canção Nacional

A Prefeitura Municipal do Crato, através da Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude abriu inscrições para o Festival Cariri da Canção Estudantil 2010 a se realizar nos dias 14, 15 e 16 de Outubro de 2010 e o Festival Cariri da Canção Nacional 2010 que acontecerá nos dias e 28, 29. e 30 de outubro de 2010. As fichas de inscrições e o Edital serão disponibilizados no site da Prefeitura do Crato, www.crato.ce.gov.br e na sede da Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude a rua Teopisto Abath no Centro Cultural do Araripe, no Largo da RRFSA. Poderão participar do Festival Cariri da Canção Estudantil 2010: estudantes do Ensino Médio, Cursinhos Pré-vestibulares, Cursos Técnicos e Universitários regularmente matriculados na rede de ensino da região Metropolitana do Cariri (Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Caririaçu, Farias Brito, Jardim, Nova Olinda, Missão Velha e Santana do Cariri). Poderão participar do Festival Cariri da Canção Nacional 2010: Todos os compositores e intérpretes de todo território nacional. As inscrições irão até o dia 17 de setembro. Participe! Faça já sua inscrição!Mais informações 88 3523.23.65.

Com informações da ASCOM - PMC

Edições Anteriores:

Dezembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 30