xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> BLOG DO CRATO | O Crato na Internet desde 2005
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

29 abril 2017

Balanço final: Greve atinge todo o país, mas reúne pouca gente e termina com vandalismo

Fonte: VEJA (Com Estadão Conteúdo, Reuters e Agência Brasil)
 Movimentação contra as reformas da Previdência e trabalhista deixa cidades com cara de feriado e termina com governo e centrais sindicais cantando vitória 

Polícia usa bala de borracha contra manifestantes em frente à casa do presidente Michel Temer, na região de Pinheiros em São Paulo, durante protestos contra a reforma trabalhista e da previdência - 28/04/2017 (Ricardo Matsukawa/VEJA.com)

A greve geral convocada pelas centrais sindicais e movimentos de esquerda contra as reformas trabalhista e da Previdência propostas pelo presidente Michel Temer (PMDB) afetou todos os estados da federação, conseguiu deixar algumas capitais com cara de feriado, mas reuniu poucos manifestantes nas ruas, teve confrontos violentos no Rio e em São Paulo e terminou com os dois lados – governo e sindicatos – cantando vitória.
O efeito ‘cidade-fantasma’ em algumas capitais, como São Paulo, foi decorrência, principalmente, da adesão de motoristas de ônibus, trens e metrô, além de bloqueios em rodovias importantes do entorno da capital, que dificultaram a locomoção de trabalhadores.
Não há números confiáveis sobre a adesão. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) não fez uma estimativa com números, mas seu presidente, Vagner Freitas, considerou a paralisação um sucesso. “Mostramos ao Temer que a população não concorda com as reformas”, disse. “E não para aqui. Vamos ocupar Brasília para que o Congresso não vote as reformas e vamos fazer mais greves se for necessário”, disse.
O governo viu diferente. O ministro da Justiça, Osmar Serraglio, afirmou que “não houve greve, mas uma baderna generalizada”, que foi coibida rapidamente pela polícia, que liberou bloqueios e piquetes que impediam que aqueles que não aderiram à greve se dirigissem aos locais de trabalho. Pelo país, havia pouca gente nas manifestações. O maior ato ocorreu no Largo da Batata, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo, onde os organizadores disseram ter reunido 70 mil pessoas – a PM não fez estimativa. Mas foi neste ato que ocorreu um dos maiores tumultos da greve geral, com uma batalha campal entre policiais militares e manifestantes que tentaram chegar à casa de Temer no Alto de Pinheiros, um bairro de altíssimo padrão.

28 abril 2017

Um coração de amar - Por: Emerson Monteiro

Quisessem reunir todos os filósofos e lhes pedir a resposta definitiva quanto aos universos paralelos e todos os mistérios que circulam nestes ares, e eles quedariam incólumes nas suas elucubrações. Baixariam cabeças tão fustigadas de interrogações, exangues e submissos aos segredos naturais. Parariam defronte aos portais do Infinito e renderiam graças à pequenez da função mental, cientes da ausência pronta das contradições que buscaram desfazer, no afã de acalmar os ânimos da Humanidade.

Quantas vezes o gosto do desconhecido alimentou a vontade extrema no desejo de concretizar o sonho das novas realidades, confirmando o propósito de vencer as limitações da matéria. Firmar em bases sólidas o ímpeto de viver a coerência das espécies. Cruzar as barreiras dos impossíveis e tranquilizar as almas, na febre terçã de solucionar os limites da morte. Vencer, sobretudo vencer as fragilidades do Chão. Erguer os olhos à imensidão dos céus.

E no valor maior das existências, pousar nos planos abençoados da Eternidade, sem sofrer mais os percalços das contradições. Quanto de solicitação elevamos ao cérebro, que nem de longe responderá a tantos pedidos... Baixamos os olhos, só então, depois de reconhecer a fragilidade daqui; dobramos o cenho e aguardamos fiéis as normas justas da Verdade. Lá de dentro do coração, o laboratório da Salvação, virá a magnífica escritura da Paz.

Lá seremos reis de nós mesmos, pois a isto aqui chegamos, fruto do plano divino da felicidade maior. Receberemos da química do Amor essa luminosidade das maravilhas. Ser-nos-á depositado, no equilíbrio absoluto dos nossos seres, o alimento definitivo e prudente da elevação ao páramos superiores. Bem nessa hora tudo nos animará o senso. As situações ver-se-ão resumidas ao foco da plenitude, religião das religiões, único objetivo de tudo quanto há. Assim, o poder inesgotável da harmonia abraçará de suavidade e união os valores de que um dia seremos os herdeiros e autores desde as origens.

Coisas desta República: Em 128 anos de república, apenas 12 presidentes foram eleitos por voto direto e conseguiram terminaram o mandato


Fonte: Folha de S.Paulo

Uma doença interrompeu a gestão do presidente Affonso Penna em 1909. A Revolução de 1930 derrubou Washington Luís. Getúlio Vargas suicidou-se em 1954. Em 1961, Jânio Quadros renunciou. João Goulart foi deposto em 1964. Fernando Collor sofreu impeachment em 1992, o mesmo acontecendo com Dilma Rousseff em 2016.

 Nos 128 anos de República brasileira, só 12 pessoas foram eleitas pelo voto direto, tomaram posse e governaram até o final, incluindo Dilma no primeiro mandato. Sete vices já assumiram a Presidência. Michel Temer é o oitavo.
Por que o Poder Executivo brasileiro e a democracia no país são tão instáveis?
Para o professor da USP Marcos Napolitano, especialista em história social, há três obstáculos à estabilidade política: a estrutura socioeconômica desigual no país, herdada da escravidão, um deficit democrático em nossa tradição liberal, "presa a valores oligárquicos e excludentes", e a falta de compromisso com a "coisa pública" do cidadão, "que se reflete nos políticos".
"A maior parte dos países que hoje são democracias estáveis já passou por períodos muito turbulentos em sua história até aprenderem a lidar com as demandas e os conflitos sociais. As elites brasileiras criaram a imagem de um país passivo e pacífico, com o povo cordial etc., mas um exame mais profundo na nossa história revela o quanto a sociedade brasileira sempre foi violenta e conflituosa."
Etsa instabilidade, porém, não é exceção, na visão de Maria Hermínia Tavares de Almeida, pesquisadora do Cebrap e professora aposentada do departamento de ciência política da USP. "Não somos muito diferentes dos vizinhos latino-americanos, com exceção do México, que conheceu muitas décadas de estabilidade autoritária, e da Costa Rica, que é uma democracia estável desde os anos 1940."
"Talvez não sejamos tão especiais assim", afirma Maria Hermínia. "A democracia é um sistema difícil de construir e de manter, sobretudo em sociedades com muita pobreza e desigualdade."

PERÍODOS
Na República Velha (1889-1930) reinou certa estabilidade do poder presidencial, embora os líderes governassem em estado de sítio por longos períodos e com conflitos sociais. Mas as restrições à participação popular –mulheres e analfabetos não votavam– e a política dominada por elites regionais sustentavam uma democracia precária.
À Primeira República seguiram-se o governo Vargas (1930-37) e o Estado Novo (1937-45), período de instabilidade e autoritarismo, em que eleições foram suspensas.A primeira experiência com a democracia de fato –ainda que limitada novamente– se deu entre 1946 e 1964, intervalo extremamente instável, com o suicídio de Vargas, a renúncia de Jânio e o golpe militar que depôs João Goulart. Cientistas políticos explicam essa fragilidade a partir dos poderes limitados do presidente, sem controle sobre o Orçamento, por exemplo, e, portanto, sem moeda de troca para oferecer ao Legislativo.

COALIZÃO
Na redemocratização, a configuração foi a contrária: delegou-se uma série de poderes ao presidente, que hoje inicia o Orçamento e pode editar medidas provisórias. A ideia é que a combinação entre o multipartidarismo e o presidencialismo com o Executivo forte permita que o presidente alcance a governabilidade formando uma coalizão depois da eleição.Esse modelo de presidencialismo de coalizão –termo criado pelo cientista político Sergio Abranches em 1988– foi criticado no passado por brasilianistas americanos, que apontavam baixa fidelidade partidária, mas defendido por brasileiros justamente como a fórmula para atingir a estabilidade política.

No Ceará: Comércio, indústria, bares e hotéis mantêm atividades nesta 6ª feira, 28 de abril

Fonte: Diário do Nordeste, 00:00 • 28.04.2017 

Alguns segmentos vão paralisar atividades hoje em protesto contra as reformas trabalhista e previdenciária
 Por meio de nota, a Fiec disse considerar que "não é cruzando os braços que conseguiremos alcançar os objetivos que almejamos"
A Fecomércio-CE disse que já entrou em contato com as autoridades competentes para garantir a ordem no comércio durante esta sexta-feira 

O comércio funcionará normalmente hoje (28), dia no qual categorias optaram por interromper suas atividades em protesto contra a reforma trabalhista, aprovada na quarta-feira no plenário a Câmara e que segue agora para o Senado, e a reforma da Previdência, cuja votação do parecer na comissão especial que discute o assunto na Câmara foi adiada para a quarta-feira (3).
O posicionamento da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza acompanha o estabelecido pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Por meio de nota, a Federação do Comércio do Estado do Ceará (Fecomércio-CE) também disse que o comércio manterá suas atividades e manifestou apoio aos empresários do Estado. A entidade destacou que já entrou em contato com as autoridades competentes para que a ordem seja garantida hoje.
A Fecomércio-CE também ressaltou que desde maio de 2016 está em vigência liminar de ação civil pública que proíbe entidades sindicais de forçar o fechamento ou coibir empresários, funcionários e clientes, cabendo pena de R$ 10 mil por estabelecimento afetado. A nota é assinada por 37 entidades do setor no Ceará, incluindo o Sindicato do Comércio Varejista e Lojista de Fortaleza (Sindilojas).
Entretanto, o Sindicato dos Comerciários publicou em seu site vídeo no qual o presidente, Gonçalves Monteiro, convoca a categoria para aderir à greve. "Ou você luta pela sua aposentadoria, pelo seu direito ao décimo terceiro salário, pelas suas férias, ou isso tudo vai se acabar", diz durante a gravação.
Setores
Por meio de nota, a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) "reafirma o seu posicionamento acerca das reformas em pauta no Congresso Nacional, as quais considera fundamentais para que o Brasil entre no caminho da modernidade e retome a rota do desenvolvimento". A entidade disse ainda que, nesse sentido, "considera que não é cruzando os braços que conseguiremos juntos alcançar os objetivos que almejamos".
Portanto, o Sistema Fiec funcionará normalmente hoje. "A indústria cearense confia no bom senso e na capacidade de diálogo da sociedade como instrumento a nos fortalecer no enfrentamento do complexo cenário em que vivemos".
Os bares, restaurantes e similares não devem aderir à paralisação desta sexta, segundo o presidente do sindicato que abrange o setor, Moraes Neto. Ele avalia que, com a paralisação do transporte público coletivo, deve haver uma baixa hoje, mas acredita que "não vai ser um abalo tão significativo". "Faltando transporte naturalmente o setor é abalado de um modo geral. Tem também o feriado, mas creio que são será nada significativo e nós iremos funcionar normalmente nesta sexta-feira", explicou o presidente do Sindicato dos Bares, Restaurantes, Barracas de Praia, Buffets e Similares do Estado do Ceará (Sindirest-CE), Moraes Neto.
Para o setor hoteleiro, o dia também deve ser de desenvolvimento normal das atividades, de acordo com o vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Ceará (ABIH-CE), Darlan Leite. "O nosso setor está totalmente livre dessa paralisação de amanhã (hoje)".

27 abril 2017

A infâmia da contradição - Por: Emerson Monteiro

Vejam quem me pego lendo, diante dos absurdos em que a política se reverteu neste começo de século no Brasil. Jean-Paul Sartre. O Ser e o Nada. O velho problema da liberdade e da responsabilidade de novo a levantar a crista, no auge de todas as agruras morais do neoliberalismo que dominou o mundo inteiro, não sendo aqui exceção. E a classe política estéril deita os intestinos ao terror da inutilidade. Talvez inimaginável diante de todas as ficções, tão só culpados chegam ao palco das sombras de mãos abanando, a receber prêmio do fracasso que impuseram ao tempo.

Não bastasse em que se transformou o senso clássico da administração da sociedade, herdado de gregos e romanos, apenas o interesse individual prevalece e deita seus tentáculos a credos e cores, numa sanha de ganância jamais prevista nas terras cabralinas.

O desespero pequeno-burguês de arrecadar em conta própria, confiar em quem agora?, toscos parasitas de boteco. Em que fragmento, que ideário, quais sonhos... Enquanto a massa populacional apenas repete os slogans vencidos do desespero e da alienação tecnológica. Passar aos outros embriaguez de fama, dos prazeres fáceis, na intenção da cidadania inexistente. A que santos acender as velas? Era infame esta, quando a História exige atitudes e entendimento e os filmes viraram superproduções ideológicas descartáveis.

De cabeças enterradas na areia, o exército dos acadêmicos entediados apenas reclama melhores salários a fim de preservar a dominação do gigante Moloc, senhor das terras e dos mares de todos os continentes. Ninguém sabe mais onde mora o dono da máquina totalitária que impera nos mercados digitais.

A liberdade, esta esqueceram nas prateleiras do passado. A responsabilidade, a transferiram aos outros por demais, aos zumbis dos subúrbios, que ainda insistem manter funcionando a máquina esfumaçada e vadia das antigas fábricas.

Nisso, urgente, olhos postos na realidade inevitável, a consciência humana impõe o compromisso das horas aos ombros das novas gerações. Admitir o erro requer humildade e profunda reflexão de tudo, da incompetência posta em prática até que hora, onde quer que seja. Os horizontes cinzentos, sim, gritam aos ouvidos das maiorias silenciosas o dever que lhes chama, no mínimo a título da sobrevivência de uma espécie bendita.

(Ilustração: Jogos infantis, de Pieter Brueguel).

26 abril 2017

Aviso ao Senhor prefeito – por Pedro Esmeraldo

Esse fato ocorreu em tempos passados, cerca de quatro anos atrás: trata – se de ação em que se tornou evidente com uma força negativa ocasionada pela falta de amor dos políticos do município de Crato. A maioria deles é inconsequente, intolerante, incapacitado, negligente.

Por isso, desejo recorrer a fatos históricos: dessa época, cometidos por políticos que praticavam as pieguices, dizendo que seria da esquerda, e vinha com alegria estimular o bom procedimento de seus trabalhos em favor do desenvolvimento do Crato.
Daí então, numa manhã ensolarada de agosto de 2014, encontrava com um senhor barbudo dizendo que seria da esquerda. Por esse motivo, vinha-me animar com as seguintes palavras: Ei senhor, agora tenho certeza que vai votar num cratense ilustre: rebatia com muita sinceridade, perguntando: Quem será esse cratense? É o doutor Fulano de Tal, nascido no Crato e creio que vai trabalhar em prol do Crato. Respondi: ele não é cratense, só fez nascer no Crato. Ele é barbalhense e de outro município.
O Crato ele sempre deixa para escanteio, isto é, fica em último plano. Eu sou mais favorável ao Doutor Sicrano. Aí ele respondia; Doutor Sicrano?! É da ala e entreguista da UDN não merece nossa confiança.

- Vocês esquerdistas, não sabem onde tem os ventos, pensam em desestimular o bom andamento do serviço, mas esquecem de que o mundo é feito para todas as pessoas que desejam prosperar com o trabalho em favor da comunidade.

Saibam que a UDN desapareceu do mapa há mais de cinquenta anos e por isso é detestada no presente para mim ela já se foi e o que vale é o comportamento do homem sensato, que tem como objetivo estimular o desenvolvimento e o sentimento do povo.
O que deve o cratense pensar nesse instante é praticar a união do povo em busca de trabalho e de melhoria de qualidade técnica, principalmente ao homem do campo.
O Cratense deveria pensar em conseguir metas prioritárias a fim de estimular o cidadão ao trabalho técnico e meritório; por exemplo: deve partir para a área turística, pois temos um pé de serra convidativo para expansão dessa área de lazer.
Por esse motivo, anseio em lembrar que é um ponto favorável para formar um balneário qualificativo que faz vislumbrar o homem e que dará força e o dever de permanecer com o brilhantismo dentro de um balneário que esteja à altura do bom comportamento social.

Além do mais, seria bom praticar estudos sistemáticos para criar uma nova feira permanente, semelhante à de Caruaru, em ponto afastado da cidade, já que com toda certeza, atrairá feirantes e clientes interessados em conseguir melhoria de qualidade pré-técnica e amor ao trabalho meritório nos ramos comercial e agrícola.
Também, quero aqui protestar com veemência, o desprezo da Santa Rosa, visto que houve prefeito do passado, preferiu acordo escuso, com o intuito de ganhar eleição de qualquer maneira e procurou esmorecer os outros distritos que permaneciam com a prática de dizer amém, choramingando melhoramento sem conseguir. Toda a verba era destinada para distrito de Ponta da Serra. Isso é desdoiro, pois toda a comunidade cratense deve ter um bom tratamento igualitário.

Agora dou meu grito de alerta, deve o prefeito dá apoio ao distrito de Santa Rosa, pois tem que relevar com vantagem e procurar igualar no conceito ideológico e progressista, já que, considero a Santa Rosa menina dos olhos de Crato. Será, portanto a Santa Rosa o cupido desejado para que suba ao município do Crato um desenvolvimento equilibrado e firme, que faria enaltecer a toda população com palavras vibratórias que trariam a permanência firme desse torrão do município do Crato.

Acredito na disposição que o senhor prefeito é um autentico vibrador pelo bem do Crato: É corajoso, tem prestigio, político de alta grandeza e não se deixa levar o seu trabalho com dinamismo e respeito cuidando bem da Santa Rosa.  Lute Senhor prefeito! Pela Conclusão da obra da policlínica no bairro Mirandão. Lute pelo melhoramento e término do Estádio Municipal Virgílio Távora. Fique sabendo que o povo adora futebol e deve respeitar a vontade do povo porque o próprio povo é quem paga imposto.
Procure melhorar e criar novas escolas de nível superior.

Dou aviso que não seja dolente e nem imite o gato de hotel (só faz dormir), pois assim com energia e trabalho, Crato subirá no comando das energias positivas e relevará o espírito conturbado do cratense.
Crato não pode parar. Mãos a obra Senhor Prefeito.

25 abril 2017

Há que se pensar - Por: Emerson Monteiro

As mudanças de viver que restam às pessoas, os rastros da Lua Cheia nas madrugadas, os metais com que fazem as armas de matar as feras que somos nós, em tudo e por tudo há que se pensar. Diante das ilusões extremas de passar o tempo em meio a tantas inutilidades que significam transcorrer os calendários nas frias ausências, as pessoas a cruzar o caminho umas das outras, os veículos espaciais a circular nas mentes enganadas, tantos temas e coisa alguma, há que se pensar, imaginar, usufruir. Enquanto as poças do inverno enchem e secam aos sabores do vento, do Sol e dos momentos, a refletir estrelas e carrosséis, multidões indefesas perante os tribunais do dia, marcas avermelhadas no cristal do firmamento, tudo por tudo, deixa margens imensas aos horizontes da verdade, à medida que palavras nada dizem e o desejo imenso de responder aos enigmas parece fazer nenhuma diferença.

Em todo parágrafo da escrita, um passo na história da sobrevivência. Sinais de estradas escondidas nos socavões doutros mundos. Vontade soberana de achar as respostas que desaparecem sempre a toda esquina, deixando vazios abertos às novas oportunidades que sucedem.

Aos poucos, na repetição das frases, o prazer de descobrir a inexistência da matéria que simplesmente representa apenas energia em movimento nos objetos e nas pessoas. Pedaços de reinados jogados fora, os sentimentos quase falam de vilarejos abandonados, nas montanhas mais distantes de si mesmo. Películas e películas sem nexo. Sabores inúteis de frutos proibidos. Olhos dos animais selvagens iluminando as sombras.

Quisessem reunir assim num só e único bloco de significados tudo quanto existe, o Eu sobraria livre de solucionar os objetivos de estarmos aqui e pouco saber do final desse drama humano. Doses de indiferença das criaturas em relação a elas e às outras bem revelam quanto viver reclama de que há de se pensar muito e por demais.

(Ilustração: Salvador Dali).

Pior do que o "furacão" da Odebrecht: Se Palocci fizer delação, Brasil vai sofrer terremoto, diz líder do PT

Fonte: Estadão

O líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP), classificou como um “verdadeiro terremoto” a eventual delação premiada do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. Na avaliação do líder petista, Palocci tem muito a contar sobre as relações políticas com grupos econômicos. “Nós não sabemos exatamente o que o Palocci tem a dizer, mas a gente tem certeza que ele tem muito para falar, inclusive sobre os grandes grupos econômicos brasileiros, o capital financeiro, os grandes bancos e as grandes redes de comunicação”, afirmou Zarattini, que participa nesta segunda-feira, 24, do seminário “Estratégia para a Economia Brasileira – Desenvolvimento, Soberania e Inclusão”, promovido pelas lideranças do PT na Câmara e no Senado e pela Fundação Perseu Abramo, em Brasília.

“Não sabemos exatamente o que ele pretende, mas, com certeza, se ele falar sobre o que tem conhecimento, o Brasil vai sofrer um verdadeiro terremoto no meio empresarial”, disse.

Na semana passada, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Palocci deu indicações sobre sua disposição em fazer um acordo de delação premiada, ao sugerir que tem muito a contar sobre os esquemas investigados pela Operação Lava Jato.

Entre as lideranças do PT presentes no encontro desta segunda-feira estão a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), o senador Humberto Costa (PE), o presidente da sigla, Rui Falcão, e o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli. A previsão é de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva compareça ao encontro no final da tarde.


24 abril 2017

Refrigerante diet pode aumentar risco de AVC e demência

Fonte: "Folha de S.Paulo", 24-03-2017.

Conclusão é de um estudo da Universidade de Boston publicado pela revista StrokePessoas que ingerem bebidas e refrigerantes diet diariamente são mais propensas a sofrer acidente vascular cerebral (AVC) ou desenvolver demência (como o Alzheimer). De acordo com estudo realizado pela Universidade de Boston e publicado recentemente na revista científica Stroke, a ingestão de apenas uma lata da bebida adocicada artificialmente por dia pode corresponder a um aumento de quase três vezes na propensão de desenvolver os problemas.

A pesquisa coletou dados de mais de 4.000 pessoas, divididas em dois grupos, por mais de 10 anos. O primeiro time era composto por 2.888 pessoas com mais de 45 anos (que foram estudadas para o caso do desenvolvimento de AVC), e o segundo contava com 1484 pessoas acima de 60 anos (estudadas para o risco de demência). As informações foram obtidas por meio de questionários feitos pelo projeto Framingham Heart Study (FHS), da própria universidade.

Morre Jerry Adriani, aos 70 anos

O cantor Jerry Adriani, um dos ídolos da Jovem Guarda no anos 1960, morreu ontem, no Rio. Adriani, que completara 70 anos em janeiro, estava internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, para se tratar de um câncer. A morte foi anunciada pela família em um dos perfis do cantor no Facebook.
O cantor Jerry Adriani, em 2017

“A família de Jerry Adriani tem o doloroso dever de comunicar aos seus amigos o seu falecimento. Agradecemos a todos pelo enorme carinho”, diz o post publicado ontem à tarde.
Fonte: "O Estado de S.Paulo"

23 abril 2017

Novo “dom” para a Igreja do Ceará: Dom Edimilson Neves é ordenado bispo –Patrícia Mirelly (*)

Uma cerimônia para ser registrada nas páginas da história da Diocese de Crato. Com toda riqueza litúrgica, ao cair da tarde deste sábado, dia 22 de abril de 2017, o coro formado por quase cinquenta vozes anunciava o início da solene celebração na qual, pela imposição das mãos do bispo emérito Dom Fernando Panico, sob assistência de Dom Gilberto Pastana (bispo diocesano) e Dom Javier Arnedo (bispo emérito de Tianguá), monsenhor Edimilson Ferreira Neves, natural de Jardim e zeloso sacerdote do clero diocesano de Crato, foi constituído bispo.
Em 102 anos, essa é a primeira ordenação episcopal realizada na diocese. Outros padres, naturais daqui, já acenderam ao terceiro grau da ordem, mas em celebrações feitas fora dessas terras.

Muitos fiéis da Diocese de Tianguá se deslocaram a Crato para assistir a ordenação episcopal do seu novo bispo.
Este sábado (22), por sua vez, em meio ao júbilo que emana do Cristo Ressuscitado, a Igreja do Ceará viu nascer um novo epíscopo em cerimônia realizada na Igreja Catedral de Nossa Senhora da Penha, em rito transcorrido dentro da Santa Missa, propriamente, no pós-Evangelho.
Com o padre Carlos Alberto (da Diocese de Tianguá), solicitando ao bispo presidente da celebração (Dom Fernando) que ordenasse o bispo eleito (monsenhor Edimilson), deu-se início ao rito com a indicação da nomeação, isto é, a leitura da Bula Papal, seguida da homilia
Multidão acompanhou a celebração dentro da Catedral e na praça da Sé. (Foto: Ingrid Monteiro)

Após este momento, foi invocada a proteção dos santos, através da Ladainha, enquanto o eleito deitava-se ao chão do presbitério. Adiante, o candidato foi ungido com o Óleo do Santo Crisma e o Livro dos Evangelhos posto sobre sua cabeça. Acolhido pelos bispos presentes, a cerimônia prosseguiu com os ritos finais, quando foi lida, pelo chanceler da diocese, padre Rocildo Alves Filho, a ata final da ordenação e recolhida as assinaturas dos bispos, sobretudo, o ordenante e seus assistentes, bem como o metropolita, que é o arcebispo de Fortaleza.
 Como parte do ritual, o novo bispo se prostra diante do altar e é rezada a Ladainha de todos os Santos. (Foto: Rozelia Costa)
Sucessor dos Apóstolos
A partir da ordenação, dom Edimilson Neves foi investido de autoridade e todo seu ministério ordenado está intimamente ligado à sucessão dos apóstolos. O anel episcopal (entregue por Madre Feitosa, a quem o novo bispo muito estima) foi posto em seu dedo anular da mão direita, como sinal da fidelidade à Igreja, esposa de Deus; A mitra simboliza esplendor e santidade, enquanto o báculo faz alusão ao serviço pastoral e cuidado com o rebanho.

Brasão Episcopal
O brasão episcopal de Dom Edimilson é pleno, de ouro, com uma cruz adestrada de vermelho sobre uma “chapada”, com declive à sinistra, em “contra-chefe”, de verde. Ao centro da Cruz, há um coração flamejante circundado de espinhos, tudo de ouro; ferido à sinistra, dele brotam, ao centro do escudo, doze gotas de sangue ao natural. Ao lado da Cruz, vê-se um lírio branco aberto, com haste de verde e duas folhas do mesmo, posto do cantão esquerdo ao flanco. Com timbre o chapéu prelático com cordões e borlas de verde, em número de doze dispostas seis por parte na ordem um, dois, três. O conjunto pousa sobre uma cruz hastil de ouro. Como divisa, num listel de ouro, forrado de vermelho, a legenda: “ZELOS DOMUS TUA AE COMEDIT ME” em letras maiúsculas de preto.
Interpretação
O escudo de ouro, por seu metal, significa ardor e generosidade, marcas da vida de Jesus que, cumprindo a vontade do Pai e solidário com a fraqueza humana, realizou a obra da redenção. A Cruz em vermelho, dominando o escudo, simboliza o alcance universal da salvação pelo sangue do Senhor, cujo coração ferido e aberto é o grande centro. Suas chamas e seu metal indicam um coração glorificado, resplandecente pela perseverança, como deve ser também o coração dos discípulos do Mestre.
O lírio representa Maria, Senhora da Penha, “casto lírio de níveo candor”, devoção particular do novo prelado. Ele significa,pois, a Virgem Maria junto à Cruz e sua perseverança na missão de Mãe do Redentor; ao brotar da chapada, ele indica a participação de Maria na vida da Igreja, sua missão de Mãe do povo que cresce regado pelo sangue redentor. Este, simbolizado pelas gotas que saem do coração, lembram os apóstolos que espalharam por toda a terra o vigor da fé.
A chapada verde é símbolo das origens do bispo, à cidade de Jardim-CE, referência à Chapada do  Araripe, que circunda o Centro do Vale do Cariri.  Lembra também a Serra Grande, na Região da Ibiapaba,  onde fica a Diocese de Tianguá.  
O “chapéu prelático” representa o Cristo de onde brota a sucessão apostólica e a missão episcopal, realizada em plena comunhão com o papa e o episcopado; quer simbolizar a comunhão de toda a Igreja a caminho do Reino definitivo, tendo à frete a Cruz do ressuscitado.
“O ZELO POR TUA CASA ME CONSOME” (Sl 69, 10). Esta expressão, assumida como lema episcopal de Dom Edimilson, resume ardor, generosidade, perseverança e solidariedade com que o bispo deseja realizar sua missão, tendo como referência o zelo de Cristo, “Eu vim para que todos tenham vida” (Jo 10, 10), o zelo de Maria, “Faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1, 5), e o zelo da Igreja, sinal e instrumento do Reino (LG).

22 abril 2017

Família Sobreira comemorou o centenário de ordenação sacerdotal do Mons. Azarias Sobreira

Transcorre no dia de hoje, 22 de abril de 2017, o centenário de Ordenação Sacerdotal de Mons. Azarias Sobreira Lobo. Ele foi o primeiro juazeirense a ser ordenado padre na então mais nova Diocese do Ceará, a Diocese de Crato. Foi também o primeiro afilhado do Padre Cícero Romão Batista a ser ordenado presbítero.
Na Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte, houve missa às 09:00 h da manhã deste sábado em ação de graças por este centenário. Ao fim da missa o Prof. Geová Sobreira fez discurso sobre a vida do Mons. Azarias. Também falou o cratense, missionário Arauto do Evangelho, Cícero Sobreira. Ambos são parentes do Mons. Azarias.

Quem é Mons. Azarias
Monsenhor Azarias Sobreira nasceu em 24 de janeiro de 1894, em Juazeiro do Norte e faleceu em 14 de junho de 1974, em Fortaleza. Foi ilustre sacerdote da Diocese de Crato. Foi filósofo, educador, professor e escritor. Formado sacerdote no Seminário da Prainha, em Fortaleza, que desde 1864 é um importante centro de formação do clero no processo de romanização da Igreja Católica no Brasil. Ordenado em 1917, na Catedral de Nossa Senhora da Penha de Crato, pelo 1º bispo da Diocese, Dom Quintino Rodrigues de Oliveira e Silva, Pe. Azarias foi Secretário do Bispado, cargo hoje  denominado de Chanceler.
 
Pe. Azarias foi também professor e diretor do Seminário São José de Crato até 1928. De 1929 a 1935 foi vigário de Milagres, Lavras da Mangabeira e Campos Sales, na Diocese de Crato. De 1935 até 1949, foi capelão e professor do Patronato Juvenal de Carvalho, em Cascavel (CE). De 1949 a 1964 foi  capelão e professor em Aracati, ensinando nos colégios São José, Marista e das Salesianas.

A partir de 1964, convidado pelo então Arcebispo do Ceará, Dom José de Medeiros Delgado, tornou-se professor do histórico Seminário da Prainha. Passou, então, a desenvolver sua missão evangelizadora, além do púlpito, nos principais jornais e revistas de Fortaleza. Escreveu vários livros. Dedicou-se, especialmente, ao trabalho de ampla pesquisa e profunda análise sobre o Padre Cícero, seu padrinho de batismo e já há muito tempo venerado como santo pelo povo do Nordeste. Desse estudo saiu a sua principal obra, publicada pela Editora Vozes, do Rio, em 1969: "O Patriarca de Juazeiro", consagrado clássico da literatura do Ceará e do Nordeste.

21 abril 2017

Lembrando as ações caritativas do Imperador Dom Pedro II


Não precisa colocar no túmulo do Imperador Dom Pedro II  epitáfios pomposos!
 Bastaria  que se transcrevesse o decreto abaixo, baixado pelo Governo Provisório do Marechal Deodoro da Fonseca, logo após o golpe militar de 15 de novembro de 1889, numa  pedra mármore, com o título: " Pedro II, o Pobre".

Dom Pedro II e  o pintor Almeida Júnior –  A Família Imperial e sua longa tradição de ajudar talentos, os humildes e desamparados

“Revista da Semana”, do Rio de Janeiro, número especial, de 28 de novembro de 1925.

Quatro dias após a proclamação da República, a legislação brasileira recebia o seguinte decreto:

“Considerando que o senhor D. Pedro II pensionava de seu próprio bolso a necessitados e enfermos, viúvas e órfãos, para muitos dos quais esse subsídio se tornava o único meio de subsistência e educação;
Considerando que seria crueldade envolver na queda da monarquia o infortúnio de tantos desvalidos;
Considerando a inconveniência de amargurar com esses sofrimentos imerecidos a fundação da República;
Resolve o Governo Provisório da República dos Estados Unidos do Brasil:
Artigo 1° — Os necessitados, enfermos, viúvas e órfãos, pensionados pelo Imperador deposto continuarão a perceber o mesmo subsídio, enquanto durar a respeito de cada um a indigência, a moléstia, a viuvez ou a menoridade em que hoje se acharem.
Artigo 2° — Para cumprimento dessa disposição se organizará, segundo a escrituração da ex-mordomia da casa imperial, uma lista discriminada quanto à situação de cada indivíduo ou à quota que lhe couber.
Artigo 3° — Revogam-se as disposições em contrário.


Sala das sessões do Governo Provisório, em 19 de novembro de 1889.
Manuel Deodoro da Fonseca — Aristides da Silveira Lobo — Rui Barbosa — Manuel Ferraz de Campos Sales — Quintino Bocaiuva — Benjamim Constant Botelho de Magalhães — Eduardo Wandenkolk”.

Blogs, sites caseiros e redes sociais são quem estão formando a opinião pública nos dias atuais


A professora da Sorbonne (Paris) Ingrid Riocreux denunciou a grande mídia, afirmando que sua linguagem inocula um “pré-pensamento” nos leitores. Segundo ela, a mídia quer impor às pessoas o que estas devem pensar e, agindo como polícia de pensamento, fixa dogmas, exige que cada indivíduo se humilhe e adote a linguagem “politicamente correta” para poder ter vida normal.
Em sentido contrário, as “mídias alternativas” – blogs, sites caseiros e redes sociais – vêm se recusando a fazer eco ao “politicamente correto”.
Ingrid concluiu que a grande mídia professa “um verdadeiro menosprezo por nós. Elas nos aborrecem como gentalha retrógrada e temerosa, reacionária e minadas por más inclinações como o conservadorismo”.
Segundo a professora, há hoje uma desconfiança generalizada em relação à grande mídia. É por isso que os grandes órgãos midiáticos perdem leitores e vão desaparecendo.
Fonte: Revista “Catolicismo”, abril de 2017.

20 abril 2017

O Governo do Ceará não pode se eximir da sua parcela de culpa pela proliferação do Crime Organizado no Estado



Se o Crime Organizado tomou conta do Ceará, obviamente que alguém permitiu que isso acontecesse, seja por negligência ou conivência. Os descasos da atual gestão e das anteriores no setor de segurança pública podem ter criado as condições ideais para a proliferação e as ações do crime organizado dessa ordem, no Ceará. Não adianta agora o governo tentar se eximir da sua parcela de culpa perante a sociedade, vindo a público dizendo que "está fazendo o possível". O dever de casa era pra ter sido feito bem antes e não foi. O resultado está nas ruas, com a bandidagem tomando de conta, e agora, será bem mais difícil enfrentar e resolver o problema. O Ceará está nas mãos não mais do governo, mas do crime organizado. 

( Dihelson Mendonça ).



Sindicato diz que onda de ataques em Fortaleza se deve à falta de estrutura da Polícia Civil


O Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol Ceará) divulgou, nesta quinta-feira (20), nota sobre os violentos ataques registrados em Fortaleza. Para o grupo, a violência é um reflexo da falta de estrutura da Polícia Civil do Estado. Até esta manhã, pelo menos 22 veículos foram incediados.
Segundo a vice-presidente do Sinpol, Ana Paula Lima, a Polícia Civil sofre um sucateamento devido a políticas governamentais nos últimos 25 anos, deixando a categoria atualmente com o pior salário do Nordeste e um dos três piores do país. "O crime organizado no Estado é resultado de uma Polícia Civil desmotivada e desestruturada. Diariamente sofremos duros golpes. Escrivães e inspetores, que investigam e combatem o crime organizado, estão esquecidos”, avalia Ana Paula, que destaca: "O crime organizado encontra aqui um terreno fértil”.

Ação de facções

Para a vice-presidente do Sinpol, "a situação na qual os policiais civis se encontram possibilitou a entrada das facções criminosas no Estado, tendo elas se aproximado por meio de núcleos compostos por bandidos como o irmão do Marcola (Marcos Willians Herbas Camacho, mais conhecido como Marcola, criminoso considerado líder da organização criminosa Primeiro Comando da Capital-PCC), preso aqui", diz.
 Para Ana Paula, os criminosos estruturaram o crime organizado no Ceará, e aproximaram-se de grupos como o Comando Vermelho e o próprio PCC. "Os presos estão divididos por facções nos presídios, para evitar confrontos. E, sem uma Polícia Civil forte, valorizada, dificilmente serão alcançados resultados concretos. Há a necessidade de valorização para que o policial civil consiga fazer o trabalho de inteligência e combater o crime organizado. Só com atividade investigativa é que alcançaremos os líderes dessas facções”, aponta Ana.
Apesar da situação de insegurança, o Sindicato acredita que o atual cenário pode ser atenuado. "Apesar do cenário difícil,  acreditamos que o governador Camilo Santana terá um olhar sensível à nossa categoria, dando uma justa valorização, como foi dada a outros agentes de segurança. Os  policiais civis são tão importantes quanto as demais categorias no combate ao crime, em especial ao crime organizado", conclui Ana Paula.

Melhorias

Nesta quarta-feira (19), o governador Camilo Santana assinou a Proposta de Emenda Constitucional que insere o cargo de delegado da Polícia Civil nas carreiras jurídicas do Estado, inclusive de limites remuneratórios. A medida é um antigo pleito da categoria. A Mensagem será encaminhada para a Assembleia Legislativa para apreciação. O secretário da Segurança, André Costa, destaca que esse benefício é importante na conjuntura de ações que vêm sendo realizadas para combater a criminalidade. "Como delegado de carreira, sei da importância desse trabalho. Ele centraliza todo o trabalho que é feito nas áreas de risco, nos bairros. É ele quem faz essa ponte entre o Poder Judiciário e o Poder Público. Essa medida é um reconhecimento para a Polícia Civil e será essencial nesta nova formatação que estamos implantando no estado do Ceará para que possamos melhorar cada vez mais", disse.

Fonte: Último Segundo
Via www.blogdocrato.com 



Pacientes da região do Cariri esperam há meses por uma cirurgia de catarata



Mais de 500 pacientes da região do Cariri estão na fila de espera por uma cirurgia de catarata. Segundo informações do correspondente do Jornal Alerta Geral (Expresso 104,3 FM – Grande Fortaleza e Região Metropolitana + 20 emissoras do Interior do Estado) Franzé Sousa, as dividas atrasadas do Sistema Único de Saúde (SUS) da região impedem que os hospitais especializados realizem os procedimentos. Caso parecido foi noticiado ontem pelo correspondente do Jornal, Alverne Lacerda, que disse que a população do Inhamuns reclama da falta de mutirões para realizar as cirurgias. A produção do Alerta enteou em contato com a Secretaria de Saúde do Estado que afirmou que os mutirões e procedimentos são de responsabilidade da administração municipal. Confira a nota da Secretária na integra e o áudio do Franzé Sousa com mais informações:

Nota de Esclarecimento

O serviço de cirurgias de catarata é de competência municipal. Ou seja, os municípios têm gestão plena dos serviços de média e alta complexidade. Nesse caso, o município que faz a gestão e controle das cirurgias de catarata. Para obter mais informações, você pode entrar em contato com a Secretaria de Saúde do Município. Da rede pública do Governo do Estado do Ceará, há no município de Tauá a Policlínica Regional, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e o Centro Especializado de Odontologia (CEO) regional. Essas unidades de saúde do governo estadual atendem à população da região dos Inhamuns. A Policlínica Regional de Tauá atende os habitantes de Aiuaba, Arneiroz, Parambu e Tauá. Inaugurada em 2011, o equipamento realizou 261.027 atendimentos até 2016. São oferecidas na Policlínica Tipo I as seguintes especialidades médicas: Oftalmologia, Otorrino, Clínica Geral, Cardiologia, Ginecologia, Mastologia, Cirurgia Geral, Gastroenterologia, Urologia, Traumato-ortopedia. Com apoio técnico de enfermagem, farmácia clínica, terapia ocupacional, fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, psicologia, assistência social e ouvidoria. Os Serviços de Apoio Diagnóstico e Terapêutico serão: Radiologia Convencional, Mamografia, Ultrassonografia, Endoscopia Digestiva, Ecocardiografia, Ergometria, Eletrocardiograma, Audiometria e coleta de Patologia Clínica.
A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tauá foi inaugurada em 2014 e já realizou 150.303 atendimentos até 2016. A população tem na UPA 24 horas acesso a exames de raio-x, eletrocardiograma e exames laboratoriais. Os pacientes podem tratar de doenças como pressão alta, febre, cortes, queimaduras, alguns traumas e receber o primeiro atendimento para infarto ou Acidente Vascular Cerebral (AVC).
Já o Centro Especializado de Odontologia (CEO) regional de Tauá realizou 25.535 atendimentos em 2016, atendendo os habitantes dos municípios de Aiuaba, Arneiroz, Parambu e Tauá. Na rede de urgência e emergência, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) 192 atua em Aiuaba, Arneiroz, Parambu e Tauá.

Atenciosamente,
Helga Rackel
Assessoria de Comunicação da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará

Fonte: Ceará Agora
Via www.blogdocrato.com



Cientistas descobrem duas drogas capazes de frear avanço da demência


Ao longo dos últimos três anos, a equipe testou 1.040 compostos.


Em 2013, uma equipe de cientistas identificou um mecanismo que leva células cerebrais à morte, e agora, os cientistas encontraram duas drogas capazes de bloquear esse mecanismo, prevenindo a neurodegeneração. Em experimentos com camundongos, os medicamentos provocaram danos colaterais mínimos, e a expectativa é que os testes clínicos em humanos demorem entre dois e três anos, já que um dos remédios já é licenciado para uso comercial. Caso os resultados sejam positivos, uma nova porta será aberta para o tratamento de doenças como o Alzheimer e o Parkinson.
Giovanna Mallucci, da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, explica que várias doenças neurodegenerativas, incluindo as demências, têm como fator importante o acúmulo de proteínas malformadas. Na pesquisa anterior, os cientistas descobriram que esse acúmulo dispara um mecanismo natural de defesa, fazendo com que as células cerebrais suspendam a produção de proteínas vitais, e acabem morrendo. Na ocasião, eles descobriram uma droga capaz de retornar com a produção proteica, mas ela era muito tóxica e inadequada para testes em humanos.

Ao longo dos últimos três anos, a equipe testou 1.040 compostos, primeiramente em uma espécie de verme que possui sistema nervoso funcional e serve como modelo experimental. O experimento filtrou algumas drogas, que então foram testadas em camundongos com doenças neurodegenerativas. Com isso, foram identificadas duas drogas capazes de restaurar a produção de proteínas pelas células cerebrais dos camundongos: o cloridrato de trazodona, medicamento antidepressivo licenciado; e o dibenzoilmetano, composto que está sendo testado para o tratamento do câncer.
Nos modelos com camundongos, as duas drogas preveniram o surgimento de sinais de danos às células cerebrais e restauraram a memória de animais, além de reduzirem o encolhimento do cérebro, uma das características das doenças neurodegenerativas. Os resultados foram publicados nesta quarta-feira, no periódico “Brain”.

— Nós sabemos que o cloridrato de trazodona é seguro para uso em humanos, então um teste clínico agora é possível para analisar se os efeitos protetivos que notamos nas células cerebrais de camundongos com neurodegeneração também se aplicam a pessoas em estágio inicial do Alzheimer e outras demências — disse Mallucci, líder dos estudos. — Nós poderemos saber, em dois ou três anos, se essa abordagem pode desacelerar a progressão da doença, o que seria um bom começo para o tratamento dessas desordens.

De acordo com a pesquisadora, o cloridrato de trazodona já é usado no tratamento dos sintomas em pacientes com estágio avançado da demência. Os testes clínicos vão determinar se o medicamento é capaz de frear o desenvolvimento da doença quando em estágio inicial.
— Nós estamos excitados com o potencial dessas descobertas — disse Doug Brown, diretor de pesquisas da Alzheimer’s Society. — A pesquisa ainda está em estágio inicial e não foi testada em humanos, mas como uma das drogas já está disponível como um tratamento para a depressão, o tempo para levá-la do laboratório para a farmácia pode ser reduzido.

Fonte: O Globo
Via www.blogdocrato.com



Polícias Militares de todo o Brasil desencadeiam a Operação Tiradentes



As forças estaduais militares do todo o Brasil desencadeiam, hoje (20), a primeira operação nacional que une todas as Polícias Militares do país. Denominada Operação Tiradentes, a ação inicia simultaneamente em todos os Estados Federados às 14 horas e tem o período de duração de 24 horas, encerrando no dia 21 de abril, data alusiva ao patrono da nação e das PMs brasileiras, Tiradentes.
Alinhada à operação nacional, a Polícia Militar do Ceará elaborou um plano específico para a ação no Estado, adicionando 346 policiais militares de todas as especializadas. A Operação irá iniciar no Quartel do Comando Geral, quando reunirá a tropa. Depois, as tropas serão divididas em  locais com maior incidência de crimes. “Temos orgulho de mostrar que a Polícia Militar do Ceará faz parte dessa ação nacional. Essa é a primeira de muitas que virão e ficarão na história do Brasil”, afirma o coronel Comandante Geral da Polícia Militar do Ceará, Ronaldo Viana. A Operação Tiradentes é resultado da primeira reunião ordinária do Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares (CNCG – PM/CBM), ocorrida no período de 04 a 07 de abril de 2017, que aconteceu no Rio de Janeiro. Na ocasião, foram alinhadas estratégias de ação e, unida às peculiaridades de cada região, os comandantes das Instituições Militares concordaram em somar esforços em razão de um único objetivo: a população brasileira.
“A operação recebe esse nome, alinhado com os propósitos de nossa nação, porque visa contribuir, de forma significativa, para o exercício do papel primordial do Estado, que é a promoção da segurança, condição essencial para a vida em sociedade”, explica o presidente do CNCG-PM/CBM, Coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira.

Fonte: Ceará Agora
Foto: RTV Canal 38
Via www.blogdocrato.com



Jacinta e Francisco serão canonizados em 13 de maio em Fátima

Cidade do Vaticano (RV) - Jacinta e Francisco Marto, os dois pastorzinhos que tiveram visões de Nossa Senhora, serão canonizados pelo Papa Francisco em Fátima, em 13 de maio.A confirmação deu-se na manhã desta quinta-feira (20/04) durante o Consistório Ordinário Público, presidido pelo Santo Padre no Vaticano. Serão as primeiras crianças não-mártires a serem proclamadas Santas. Na mesma data, há 17 anos, os dois irmãos foram beatificados por João Paulo II.
Jacinta e Francisco Marto, os dois irmãos de apenas nove e dez anos, junto com a prima Lúcia dos Santos, tiveram visões de Nossa Senhora. A primeira vez em 13 de maio de 1917, seguindo-se em todos os dias 13 de cada mês, até chegar ao mês de outubro. Nos "encontros celestiais" Maria deixou mensagens sobre acontecimentos futuros e recomendações aos pequenos, entre estas, a de rezar o Rosário diariamente.
A fama de santidade dos dois pastorzinhos logo após as suas mortes já havia se difundido por todo o mundo. Francisco morreu em 4 de abril de 1919, de febre espanhola. Jacinta, dez meses mais tarde, em 20 de fevereiro de 1920.
Jacinta, após muitos sofrimentos oferecidos pela conversão dos pecadores, morreu sozinha em um hospital de Lisboa, sendo sepultada em Vila Nova de Ourém, o município ao qual pertence o Santuário de Fátima.
De Francisco - chamado de "o consolador" pelo seu desejo de consolar com a oração Nossa Senhora - perdeu-se o local preciso de seu sepultamento. Somente anos mais tarde seus restos mortais foram reconhecidos pelo pai, por um detalhe muito particular, o terço que ele tinha nas mãos.
Em setembro de 1935, o corpo incorrupto de Jacinta foi traslado de Vila Nova de Ourém a Fátima. O corpo foi fotografado e o Bispo de Leiria-Fátima, José Alvez Correia da Silva, enviou uma cópia à Lúcia, que havia se tornado uma Irmã dorotéia. Na ocasião, o prelado pediu a Lúcia que escrevesse tudo o que sabia sobre a vida de Jacinta. Nascia assim a Primeira memória, que ficou pronta no Natal de 1935.
Sucessivamente o bispo pediu que Lúcia escrevesse também suas recordações a respeito de Francisco e os fatos ocorridos em Fátima.
Não fossem estes relatos deixados sobre a breve vida dos dois irmãos, talvez ninguém poderia ter pensado em abrir uma Causa de canonização, mesmo porque naquele tempo ainda não havia sido decretado o reconhecimento de "exercício das virtudes em grau heróico" também para os pequenos.
O pedido para investigar a santidade dos dois foi iniciado pela Diocese de Leiria somente em 1952 e concluída em 1989, com o decreto sobre a prática das virtudes, em consideração à idade das crianças.
O milagre atribuído à intercessão das duas crianças, e que levou à beatificação, foi reconhecido em 1999. Já o que abriu o caminho para a canonização, foi reconhecido em 23 de março passado, e diz respeito a uma criança brasileira, que na época tinha seis anos.
Esta criança estava na casa do avô, brincando com a irmãzinha, quando caiu por acidente de uma janela de cerca sete metros de
altura, sofrendo um grave traumatismo crânio-encefálico, com a perda de material cerebral.
Levada ao hospital em coma, foi operada. Caso sobrevivesse, viveria em estado vegetativo ou, no máximo, com graves deficiências cognitivas.
Milagrosamente, após três dias, a criança recebeu alta, não sendo constatado nenhum dano neurológico ou cognitivo.
Em 2 de fevereiro de 2007, uma equipe médica deu parecer positivo unânime sobre o caso, como "cura inexplicável do ponto de vista científico".
No momento do incidente, o pai da criança havia invocado Nossa Senhora de Fátima e os dois pequenos beatos. Na mesma noite, os familiares e uma comunidade de irmãs de clausura haviam rezado com insistência, pedindo a intercessão dos pastorzinhos de Fátima.



Povo sem memória é povo sem história: nomes antigos das ruas de Crato ( Por: Armando Lopes Rafael )


Para quem não viu esta excelente matéria escrita pelo Prof. Armando Rafael, estamos postando novamente aqui no Blog do Crato:



"Um povo sem memória é um povo sem história. 
E um povo sem história está fadado a cometer,
 no presente e no futuro, os mesmos erros do passado".
Emília Viotti da Costa  
 Começou, nos primeiros anos do século XX – por iniciativa dos vereadores desta cidade, e isso foi feito ao longo de várias legislaturas – o triste costume de mudança dos nomes das ruas e praças de Crato. Essas alterações sempre atenderam a interesses menores dos vereadores e foram feitas sem ouvir a população, resultando disso na destruição de denominações tradicionais, que eram preservadas por várias gerações de cratenses. 
   Tenho em mãos um artigo publicado na Revista do Instituto do Ceará, com o título “Descrição da Cidade do Crato em 1882”, de autoria do Dr. Gustavo Horácio. Este escrito cita, a certa altura, o fato de que – naquele recuado ano – a cidade de Crato possuía 11 ruas, conhecidas por Ruas: de Santo Amaro, da Pedra Lavrada, das Laranjeiras, do Pisa, Formosa, Grande, do Fogo, da Vala, da Boa Vista, Nova e do Matadouro.
     No mesmo artigo, são nomeados os becos e travessas do Crato antigo, a saber: Travessas: do Cafundó, da Caridade, dos Candeia, da Matriz, dos Sucupira, de São Vicente, do Charuteiro, do Cemitério, da Ribeira Velha, do Barro Vermelho, da Califórnia, do Pequizeiro, da Taboqueira, das Olarias, da Cadeia e do Pimenta.      Infelizmente, a mudança voraz dos vereadores cratenses resultou na mudança dessas tradicionais, poéticas e curiosas denominações.
      Não sou contra a designação de nossas ruas com nomes de pessoas já falecidas. Apenas acho que deveriam escolher como patronos das nossas artérias urbanas pessoas que gozaram de bom conceito ou foram prestadoras de relevantes serviços à cidade e ao Brasil. E, principalmente, depois da lei aprovada pela a Câmara Municipal, os vereadores não poderiam mais mudar o nome de uma rua.
      Ademais, não se justifica a mudança feita nas antigas e tradicionais denominações das ruas de Crato, apagando um pouco da história e da memória coletiva da Princesa do Cariri.
       Anos atrás, a Câmara de Vereadores de Independência – município localizado no Sertão dos Inhamuns, no Ceará – aprovou um projeto de lei, dispondo sobre a identificação de ruas, praças, monumentos, obras e edificações públicas daquela cidade. O projeto de lei passou a exigir – para qualquer mudança na denominação de ruas e praças – um pedido antecipado, contendo lista com assinaturas de pelo menos cinco por cento do eleitorado daquele município.
        Idêntica providência deveria ser adotada pela Câmara de Vereadores de Crato. Só assim acabaria a farra irresponsável da mudança indiscriminada dos nomes das ruas da Cidade de Frei Carlos...

O Professor Armando Lopes Rafael -e Historiador e Co-Administrador do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - © 2017 - Todos os direitos reservados.



Lembrando Dom Newton Holanda Gurgel – por Armando Lopes Rafael


Da sua vida pessoal sabemos o que este servo de Deus nos contava: que havia nascido em 1923, na cidade de Acopiara, à época pertencente à Diocese de Crato, e que era oriundo do tradicional clã dos “Gurgel Valente”, sendo um dos 17 filhos do casal Francisco Henrique e Aurélia.  Seu pai resolveu retirar dos 17 filhos, o sobrenome Valente, deixando apenas o GURGEL.
     Aos 13 anos, em 1937, o adolescente Newton já estava em Crato, distante 300 km de Acopiara, numa época que as comunicações entre as duas cidade se faziam unicamente por meio do trem. Veio para estudar no Seminário Diocesano São José, onde fez seus estudos menores, em sete anos, em meio a idas e vindas, entre o verde vale do Cariri e o seco Sertão central cearense, onde está localizada a cidade de Acopiara.
      Os estudos maiores – de Filosofia e Teologia – foram feitos inicialmente em Fortaleza e, depois, em João Pessoa, capital da Paraíba, pois Dom Newton sentiu dificuldades em se adaptar ao clima da capital cearense. Naquela época teve um colega ilustre com quem manteve amizade até o último dia de vida: Dom José Freire Falcão, também nascido no sertão cearense, e que ainda hoje se constitui no primeiro e único cardeal da Igreja Católica nascido no Ceará.
***   ***   ***
Dedico, pois, estes comentários acima, à santa memória deste bispo. E faço minhas as palavras da escritora inglesa Taylor Caldwell, inseridas no preâmbulo do seu livro Os servos de Deus. Naquele livro, a autora relembra a missão de anônimos sacerdotes católicos difusores do Reino de Cristo, nas vilas e zonas rurais das ilhas britânicas que hoje formam o sólido Reino Unido. A escritora citada iniciou o prefácio daquela obra com o seguinte parágrafo:
“Este livro é dedicado à heroica memória de todos os servos de Deus, cuja devoção não merecemos, de cujas orações não somos dignos, de cujo amor não somos merecedores e cujos trabalhos incessantes são conhecidos apenas por Deus”.


Dois documentos que fazem parte da história de Crato – por Armando Lopes Rafael

1 – O primeiro é o da Lei Municipal nº 1.774, de 10 de Junho de 1998, sancionada pelo então Prefeito Dr. Raimundo Coelho Bezerra de Farias, denominando a Rua que dá acesso ao Parque Getúlio Vargas–Morro da Coruja (no sentido Crato-Juazeiro) de “Rua Imperatriz Leopoldina”.
No entanto, anos depois um vereador mal informado apresentou projeto mudando a denominação da rua para “Orestes Costa”. Ora, a mudança de uma Lei só tem validade se a anterior for revogada. A Câmara Municipal é tão desorganizada que a lei anterior não foi revogada e, consequentemente, o que continua prevalecendo é a antiga denominação de  RUA IMPERATRIZ LEOPOLDINA.
ALIÁS, O Sr. Orestes Costa tem 3 (três) ruas de Crato com seu nome.
Todas aprovadas devido a falta de organização e controle da Câmara de Vereadores.
É para rir ou para chorar?
2 – O outro documento é a Consagração da Cidade de Crato ao Imaculado Coração de Maria, assinada pelo Prefeito Moacir Soares de Siqueira, em 27 de janeiro de 2000.
          As palavras abaixo dizem tudo...

Compaixão - Por: Emerson Monteiro

Diante de circunstâncias por vezes adversas temos de pensar além de nós. São dores atrozes que raiam todos os limites da capacidade humana de resistir. Quais seres pequeninos que já somos, exigem respostas de continuar a peleja desta vida. Sobreviver face tudo, inclusive aos extremos de suportar a vulnerabilidade. A quem elevar os olhos da alma? Depositar o tempo e viver em paz? Nisto é a hora de erguer a fome de amar, razão principal do percurso das vidas. Salientar dentro do Ser de que somos parte o direito da conformação. Pouco importa nomes, endereços, tempestades, há de haver conformação.

Nesse duelo entre a dor e o amor existe vida. Nós existimos bem ali. Testemunhas dos dramas universais da consciência em desenvolvimento, nessa hora descobrimos o quanto valem bons sentimentos, a força da compaixão, da aceitação da dor qual instrumento de revelação da Eternidade em nós. Vêm daí as buscas, os segredos sussurrados nas religiões, os pousos das escolas que ensinam trabalhar a si mesmo por meio do autoconhecimento.

Aceitemos que existem mistérios a serem descobertos. Isto significa humildade. Admitamos o quanto ainda temos a aprender no espaço que resta até chegar à Perfeição, à realização pessoal, e aos poucos alguma claridade nos envolverá. Obedecer com esforço o peso da cruz em nossos ombros representa, pois, o dever que nos cabe nessas horas.

Porém jamais desistir de aceitar a bondade qual motivo de viver tudo e todos os momentos. Nem de longe contar a fuga dentre os elementos à disposição. Só amar, e amar muito, de olhos abertos ao poder monumental da Natureza de que nós somos e conduzimo-nos aos Céus.

Uma entrega absoluta, sem precedentes, sem condicionamentos. Eis o que compete aos deuses em elaboração que despertam a todo momento.

SECA - Emergência é decretada em 61 municípios do CE



O quadro de escassez e limitação de água para o abastecimento de centros urbanos e localidades rurais persiste no Interior cearense. Essa realidade fez com que o governo do Estado decretasse situação de emergência em 61 municípios pelos próximos 180 dias. A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBM-CE) informou que esse número tende a aumentar após o fim da atual quadra chuvosa. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado dessa terça-feira (18) e encaminhado para reconhecimento federal na Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) do Ministério da Integração Nacional (MI). Apesar da melhoria da chuva neste ano, os médios e grandes reservatórios não receberam recarga de água e o quadro de escassez tende a se agravar no decorrer do segundo semestre.

Outros decretos

Os outros municípios poderão decretar situação de emergência a qualquer tempo, desde que atentem para as normas e critérios definidos para obtenção do quadro emergencial pelo governo federal. "Os municípios têm suas particularidades, seus problemas específicos, e precisam alimentar o Sistema de Informações de Desastre (S2ID)", explica a técnica da Cedec, Ioneide Araújo. "Caso atendam aos parâmetros, é possível isoladamente obter o reconhecimento de seu decreto de situação de emergência por causa da seca". Em maio, conforme Ioneide Araújo, haverá um segundo decreto, que incluirá novos municípios. O decreto anterior do governo do Estado incluía 104 deles, com vencimento no último dia 15 de abril. Desde o atual ciclo de estiagem, iniciado em 2012, o Ceará já chegou a ter 176 cidades em situação emergencial por causa da seca. As justificativas atuais estão relacionadas com a escassez de água nos reservatórios para abastecimento de população das áreas urbanas e rurais, uma vez que a safra de grãos de sequeiro (aquele que depende exclusivamente da chuva) ainda prossegue. "A nossa quadra chuvosa vai até maio e só no fim poderemos ter laudos conclusivos sobre possíveis perdas de plantio", observou Ioneide Araújo.
Benefícios
Em outubro, o governo do Estado vai assinar um novo decreto e, no ápice do período de estio, é provável que o número de municípios em situação de emergência aumente em relação ao atual decreto. O reconhecimento dessa situação permite ao Estado e às administrações municipais receberem recursos de programas específicos de políticas públicas direcionadas para o combate aos efeitos da seca, como distribuição de água por carros-pipa, perfuração de poços profundos, construção de barragens e cisternas, entre outras tecnologias.
Orientação
A técnica da Cedec Ioneide Araújo ressaltou que o órgão está aberto para orientar os novos gestores, que assumiram recentemente as administrações e as Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdecs). "Elaboramos cartilhas, um guia prático de apoio, sobre o S2ID", frisou. "Qualquer dúvida é só nos procurar. A Cedec dá capacitação". Para obter o reconhecimento do decreto de situação de emergência é preciso atender critérios da portaria normativa do MI. A análise pelos governo do Estado e Federal é feita a partir das informações apresentadas pelos municípios no Plano Detalhado de Resposta (PDR) do S2ID. Quinzenalmente, os escritórios da Ematerce enviam relatórios com índice de perda e colheita de safra por cultura e por distrito de cada município do Estado. Em muitas áreas, há expectativa de boa colheita de grãos, milho e feijão. Onde o plantio foi iniciado mais cedo, em fevereiro, já houve colheita.

Verdes Mares



19 abril 2017

Doze ônibus são atacados e um motorista fica ferido na Grande Fortaleza, diz Sindiônibus



Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) confirmou que pelo menos 12 ônibus foram atacados nesta quarta-feira (19) em diferentes bairros de Fortaleza e Região Metropolitana. Com estes ataques, subiu para 55 o número de veículos de transporte coletivo incendiados no estado desde 2014, conforme o sindicato das empresas de ônibus. Passageiros relatam que parte dos ônibus deixaram de circular. Segundo o sindiônibus, um motorista sofreu queimaduras em um incêndio provocado no transporte em que estava.
A Secretaria da Segurança ainda não se pronunciou sobre o que teria motivado a série de ataques. Até o momento, não há confirmação de pessoas presas por envolvimento nos incêndios. Uma carta recolhida pela Polícia Militar na Barra do Ceará, em um dos locais onde um ônibus foi queimado, faz ameaças, e cita mudanças em presídios. Após os ataques, o Sindiônibus solicitou reforço no policiamento. "Diante desses fatos, estamos envidando esforços junto às autoridades do Estado para que possamos ter segurança para restabelecermos o serviço de transporte de passageiros com a total preservação da vida de trabalhadores, usuários e do patrimônio das empresas", informou em nota o sindicato. "Os trabalhadores do transporte e empresários do setor estão aterrorizados diante de tanta violência e da real e verdadeira ameaça à integridade física e à própria vida dos trabalhadores e dos usuários do transporte coletivo", acrescentou.

Ataques

Dentre as ocorrências, foram registrados incêndios nos bairros Edson Queiroz, Barra do Ceará e Barroso, na capital, e nos municípios de Eusébio e Horizonte. Devido aos ataques, pelo menos três terminais de ônibus suspenderam as atividades. Conforme o tenente-coronel Lima, comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM), criminosos pararam um ônibus na Barra do Ceará e mandaram os ocupantes descerem. Logo em seguida, eles queimaram o veículo e fugiram. A polícia realiza buscas para tentar identificar e prender os suspeitos. Já a professora Lídia Bandeira contou ao G1 que estava em casa no Bairro Edson Queiroz com uma amiga quando ouviu um barulho alto, achou que fosse uma batida, mas quando chegou à frente da casa avistou um ônibus em chamas. Usuários do transporte público também relaram ao G1 que as conduções passaram por diversos bairros em direção às garagens das empresas, sem parar nos pontos de ônibus.


Cagece e Enel

Carros de empresas distribuidoras de água e energia elétrica também foram alvo de ataques na tarde desta quarta-feira. Em nota, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) confirma que dois veículos da empresa foram incendiados nos Bairros Vila União e Conjunto Palmeiras, em Fortaleza. A empresa, diz a nota, acionou os órgãos de segurança pública para que sejam tomadas providências.
Já a Enel Distribuição Ceará, companhia de energia elétrica do estado, informa que durante os ataques aos ônibus, um carro da companhia foi incendiado e o outro atingido por disparos de arma de fogo no bairro Cidade dos Funcionários. A companhia afirma que repudia atos de violência e acrescenta que os colaboradores da empresa não foram feridos.


Ataques na Região Metropolitana

Dois ônibus foram incendiados simultaneamente nas cidades de Eusébio e Horizonte. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados ao local da ocorrência no intuíto de debelar as chamas e tentar identificar os suspeitos do crime. Uma moradora de Horizonte disse ao G1 que viu o ataque na cidade. "Chegaram três homens, não estavam encapuzados, no distrito de Dourado, nunca ocorreu isso em Horizonte, principalmente, neste distrito, que fica afastado do centro, pediram para os passageiros descer, jogaram gasolina e queimaram o ônibus'', relatou. Equipes do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará foram acionadas para os locais onde os ônibus foram atacados. A capitã dos Bombeiros Juliane Freire informou que o trabalho das equipes segue em andamento para atender aos chamados e debelar os incêndios já confirmados. O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro) disse que teve conhecimento dos ataques e não recebeu informações de que haja feridos.


Fonte: G1
Fotos: Facebook. Perfil de Paulo Angelim





Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30